30 setembro, 2020

Meu drone

Da série "feito em casa":
(https://br.pinterest.com/pin/823455113095320935/)

Se bem que este drone de fabricação caseira não tem sequer como levantar voo.

Meu velociraptor

O Princípio de "Cachinhos Dourados"

É assim chamado por analogia à história infantil "Cachinhos Dourados e os Três Ursos" (Goldilocks and the Three Bears, em inglês), em que uma garotinha chamada "Cachinhos Dourados" prova três tigelas diferentes de mingau e prefere o mingau que não é nem muito quente nem muito frio, mas que tem a temperatura ideal. Como a história infantil é bem conhecida entre diferentes culturas, o conceito de "a quantidade ideal" é facilmente compreendido e aplicado em diversas áreas, incluindo psicologia do desenvolvimento, biologia, astronomia, economia e engenharia.


Em astrobiologia, a Zona de Cachinhos Dourados refere-se à zona habitável em torno de uma estrela: como disse Stephen Hawking: "como Cachinhos Dourados, o desenvolvimento de vida inteligente requer que as temperaturas planetárias sejam 'ideais'".

29 setembro, 2020

Ouroboros (2)

É um símbolo representado por uma serpente que morde a própria cauda. O nome vem do grego antigo: οὐρά (oura), que significa "cauda", e βόρος (boros), que significa "devora". Assim, a palavra designa "aquele que devora a própria cauda".
[http://blogdopg.blogspot.com/2013/01/ouroboros.html]

O que aconteceria a uma cobra que tentasse engolir a si mesma?


1) "Até aqui tudo bem."
2) "Ao infinito (∞) e mais além."
3) "Eu, predador de mim."
4) "Não falo com a boca cheia."
5) . . .

Cabras dançarinas


Dancing goats

Antes de ver este vídeo eu achava que "Stayin' Alive" só servia para marcar o ritmo de uma RCP (ressuscitação cardiopulmonar).

445 - Permanecendo vivo
612 - Um metrônomo mental para a RCP
(http://bitsandpieces.us/2019/10/05/stayin-alive-2/#respond)

28 setembro, 2020

Os elefantes mineradores de sal

Os primeiros visitantes da caverna Kitum, no Quênia, encontraram as paredes curiosamente arranhadas e sulcadas: descobriram que os elefantes frequentam a caverna todas as noites para extrair pedras das paredes, que eles comem por causa do teor de sal.
Eles fazem isso há séculos, ampliando a caverna por esse processo e efetivamente convertendo-a em uma mina de sal, que agora compartilham com outras espécies.


N. do E.
Esta caverna ficou mundialmente conhecida devido a nefastos acontecimentos: pessoas que a adentraram acabaram falecendo de uma terrível doença hemorrágica, provavelmente relacionada aos vírus Ébola e Marburg.
Acredita-se que essa caverna seja o repositório natural desses vírus.

Mercator - com inserção do tamanho real dos países


Há diversas projeções cartográficas (Mollweide, Narukawa etc.) para representar a Terra, sendo a mais famosa delas a projeção de Mercator, que é mostrada acima.
Amplamente usada nas cartas marítimas, o problema da projeção de Mercator é que ela distorce o tamanho dos países. Perto do Equador, está tudo ok, mas, quando você começa a se aproximar dos polos, tudo fica distorcido.
A Groenlândia, por exemplo, parece maior do que a América do Sul, onde estão o Brasil e mais onze países.
O mapa abaixo insere o tamanho real dos países na projeção de Mercator:


27 setembro, 2020

O preto no branco (2)

Olá Paulo,
Estava usando o gerador de QR que você mencionou em sua página aqui: blogdopg.blogspot.com/2008/07/  *
(Desculpe pelo e-mail em inglês, para mim é mais fácil ler do que escrever em português.)
Eu realmente gostei de trabalhar com qrcode.kaywa.com no passado, mas recentemente encontrei um novo que é visualmente mais atraente, tem muitas opções de personalização e é totalmente gratuito: https://www.websiteplanet.com/ webtools / free-qr-code- generator /
Ele permite que você crie seu próprio código QR personalizado (você pode escolher a cor, adicionar uma moldura e até mesmo adicionar o logotipo da sua empresa e / ou redes sociais), o que eu acho incrível.
Acredito que seria um ótimo complemento para sua página, tenho certeza que seus leitores irão gostar.
Na esperança de ter ajudado de volta,
Laurie

* O preto no branco (1), em 10 de julho 2008

Saudade é um parafuso

saudade é um parafuso
que na rosca quando cai
só entra se for torcendo
porque batendo não vai
e quando enferruja dentro
pode quebrar mas não sai
quem quiser plantar saudade
primeiro escalde a semente
e depois plante em lugar seco
onde bata o sol mais quente
pois se plantar no molhado
quando nascer mata a gente
(antonio pereira)



Antônio Pereira de Moraes – O Poeta da Saudade
Conhecido como o poeta da saudade, Antônio Pereira nasceu a 13 de novembro de 1891, no sítio Jatobá, hoje município de Itapetim-PE, (*) onde viveu até a morte, a 7 de novembro de 1982. Violeiro e poeta popular, ele mal assinava o nome e nunca fez da arte a sua profissão, tendo sobrevivido como modesto agricultor. Antônio Pereira participava de jornadas de improviso com os amigos e seus versos repassados verbalmente por seus admiradores sobreviveram ao tempo. Em 1980, com a ajuda de amigos, publicou seu único folheto, "Minhas Saudades", uma coletânea de sua poesia.
http://forrobodologia.wordpress.com/2008/02/26/antonio-pereira-de-moraes-%e2%80%93-o-poeta-da-saudade/
(*) Itapetim é o berço de outros poetas como: Otacílio Batista, que compôs "Mulher nova, bonita e carinhosa" (c/ Zé Ramalho), e o jornalista Rogaciano Leite, autor de "Cabelos Cor de Prata" (c/ Silvio Caldas). Para Maria Sônia Leite, Antônio Pereira de Moraes nasceu no sitio Barra do Mineiro, em Livramento, no Cariri paraibano, também terra de grandes poetas.

Luiz Vieira no blog EM (arquivo)
http://blogdopg.blogspot.com/2020/01/adeus-menino-passarinho.html
http://blogdopg.blogspot.com/2020/02/seu-delegado.html

26 setembro, 2020

A zoada da mutuca

Zoada significa zunido, barulho irritante. As mutucas (do tupi mu'tuka) são insetos parecidos com as moscas. Atacam o gado e o homem do campo. Sua picada dolorida causa coceira e inchaço na pele. Apenas as fêmeas (foto) são hematófagas.


No Ceará temos uma frase que diz: nem escuto a zoada da mutuca. Quando criança, repetíamos esta frase para alguém que estava a nos importunar.
Era isto ou cantar o "lalalá" para abafar o molestador.

Mutuca é um dos personagens do cartunista Laerte.

Asterix enfrenta Coronavirus na Itália

Astérix et la Transitalique (Asterix e a Transitálica)
O título em francês (e em português) do 37.º episódio da história em quadrinhos de Astérix, com roteiro de Jean-Yves Ferri, desenhado por Didier Conrad e colorido por Thierry Mébarki. Este álbum, publicado em 19 de outubro de 2017, revela a passagem de Asterix e Obelix na península italiana.
Coronavirus, um dos personagens do episódio 
Um piloto romano de carros, mascarado, principal inimigo de Asterix e Obelix, neste álbum, acompanhado por seu coquadrigário, Bacillus. O Coronavirus é apresentado como "o campeão com 1462 vitórias". É uma alusão a Diocles, o maior campeão da Roma antiga, que conquistou "3.000 vitórias em grandes corridas e 1.462 em quadrigas ou equipes ainda maiores". Quando ele não está usando sua máscara, o Coronavirus é representado sob o disfarce de Alain Prost.


Spoiler
Coronavirus não vence a corrida e os gauleses descobrem que o inimigo mascarado é, nada mais, nada menos, que o imperador Julio César, que queria provar seu poder sem revelar sua identidade.

25 setembro, 2020

O homem que pediu munição ao inimigo

26 de julho de 1714. A Løvendals Gallej, uma fragata de 18 canhões, estava navegando ao largo de Lindesnes (um município da costa sul da Noruega), com bandeira holandesa, quando se deparou com um navio de bandeira britânica. Esse navio era o De Olbing Galley, uma fragata de 28 canhões disponibilizada pela Marinha Real para a Suécia.
Quando os dois navios se aproximaram um do outro com cautela, o Løvendals Gallej repentinamente ergueu sua verdadeira bandeira e o outro navio abriu fogo. Ocorrendo na sequência uma encarniçada batalha entre o Løvendals Gallej, capitaneado por Peter Jansen Wessel "Tordenskjold" (literalmente, Escudo do Trovão), e o De Olbing, capitaneado por Bactmann.
Os dois navios sofreram graves danos com os tiros (mas o Løvendals sofreu mais do que o De Olbing). E, devido à agressividade de Wessel, sua nave acabou sem munição... No entanto, ele ainda queria continuar o duelo. E então,
... Wessel baixou um barco e enviou-o com uma bandeira branca. O inglês pensou que fosse para negociar a rendição, mas ficou pasmo ao ouvir a real proposta do adversário: Wessel queria um carregamento de pólvora e balas de canhão para continuar a batalha. Obviamente, a proposta não foi aceita, mas eles trocaram brindes e elogios. Então, devido ao estado danificado dos dois navios, cada um seguiu seu próprio rumo.
Após esta batalha, Wessel foi submetido a uma corte marcial por determinação de Frederico IV, rei da Dinamarca.
Aconteceu o julgamento em novembro (do mesmo ano), e ele foi acusado de revelar ao inimigo sua situação precária e de colocar em risco um navio da Coroa ao desafiar um adversário mais bem armado. No entanto, o audacioso marinheiro foi absolvido. Tendo se defendido com uma seção do código naval dinamarquês que autorizava atacar os navios inimigos "em fuga", independentemente do tamanho.
E, se ele tinha sido audacioso naquela batalha, foi ainda mais ousado na cartada seguinte. Quando Wessel se aproximou do rei para pedir uma promoção, no que (de uma forma deveras surpreendente) foi atendido.
Em 1720, aos 30 anos, ele foi morto num duelo de espada com um coronel da Livônia a quem acusara de trapaça. Peter Jansen Wessel (enobrecido pelo nome "Tordenskjold ") é atualmente visto como uma figura heroica em dois países, tendo o nome mencionado no hino real dinamarquês e no hino nacional norueguês.

http://www.neatorama.com/2020/09/21/The-Man-Who-Asked-Ammunition-From-His-Enemy/
http://en.wikipedia.org/wiki/Peter_Tordenskjold
http://www.amusingplanet.com/2020/09/the-audacity-of-peter-tordenskjold.html

O rei do besteirol

O filósofo Harry G. Frankfurt escreve em seu livro "On Bullshit" (Sobre falar merda) que o bullshitter é pior que o mentiroso, porque este último ainda tem pelo menos uma conexão com a verdade que ele nega. Já o bullshitter não se importa com nada. Ele diz qualquer absurdo para agradar seus seguidores e satisfazer sua vaidade. Ele nunca admite dizer (ou fazer) besteira, apesar de 99% das histórias que conta contradizerem ou não fazerem absolutamente nenhum sentido.

Um dos exemplos de Frankfurt remete-nos a um orador do Quatro de Julho, data da independência americana -- um correspondente brasileiro seria facilmente encontrado. Em um inflamado discurso, o homem dirá: "Somos um grande e abençoado país, cujos fundadores, sob orientação divina. criaram um novo começo para a humanidade!" Segundo Frankfurt, o orador não está mentindo, porque não tem a intenção de provocar na platéia crenças que considere falsas. Mas também não se importa com o que a platéia pensa sobre os fundadores do país e o papel da divindade na história dos EUA. "A opinião dos outros sobre ele é o que o preocupa. Ele quer ser considerado um patriota", explica Frankfurt.

E o filósofo continua a divagação dizendo que, atualmente, parece "inevitável" não falar merda. Por quê? A teoria dele: "É inevitável falar merda toda vez que as circunstâncias exijam de alguém falar sem saber o que está dizendo". E nos dias de hoje, em que todo mundo precisa ter opinião sobre tudo (é quase um dever cívico, polemiza Frankfurt), se fala a primeira coisa que se vem à cabeça, seja ela coerente ou não com a verdade e os fatos.

Fontes
http://www.dw.com/pt-br/com-umbullshiterno-planalto-covid-19-pode-virar-a-peste-negra-brasileira/a-52809685
http://www.urbandictionary.com/define.php?term=Bullshitter
http://www.intrinseca.com.br/livro/7/
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u53727.shtml

24 setembro, 2020

Santa ignorância, Gabriel

Deus: Gabriel, você terminou de configurar os eventos dos 2020s?
Gabriel: Sim. Espere aí... Você disse 2020... no plural?
Deus: Claro, a década de 2020.
Gabriel: Achei que você quisesse dizer 2020, o ano.
Deus: Então, você colocou uma década de história, com tudo o que havia de ruim, em apenas um ano?
Gabriel: Sim.
Deus: Santa ignorância, Gabriel. Agora vou ter que inventar novos eventos para esta década.

Conforme a norma internacional da Organização Internacional de Padronização para a representação de datas (ISO 8601), a década de 2020, também referida como os anos 2020 ou, ainda, os 2020s, compreende o período de tempo entre 1.º de janeiro de 2020 e 31 de dezembro de 2029.

Falo de Rasputin

Rasputin (1869 - 1916), o que foi envenenado com cianeto, baleado e atirado nas águas congeladas do rio Neva, depois de ter o pênis amputado.


Segundo a lenda, depois que os agressores de Rasputin cortaram seu pênis, uma criada encontrou o membro decepado e o guardou. Nos anos 20, o pênis teria ido parar nas mãos de um grupo de mulheres russas que viviam em Paris e que o consideravam uma espécie de amuleto da fertilidade. Após descobrir o paradeiro do membro perdido, uma das filhas de Rasputin exigiu que ele fosse imediatamente devolvido.
Com a morte da filha na década de 70, o pênis trocou de mãos novamente, e o novo dono, depois de tentar leiloá-lo, descobriu que, na verdade, o membro era um pepino-do-mar. Ninguém sabe ao certo o que aconteceu nem como a troca — do falo por uma criatura marinha — aconteceu, mas, em 2004, o pênis verdadeiro de Rasputin supostamente apareceu.
Um pesquisador da Academia Russa de Ciências Naturais decidiu abrir um museu dedicado ao erotismo em São Petersburgo, na Rússia, e, além de vários pertences de Rasputin, um dos itens em exposição seria o famoso membro. O tal pesquisador garante que o falo — com 30 centímetros de comprimento! — foi adquirido de um colecionador francês não identificado e que o item é autêntico.

Extraído de: http://www.megacurioso.com.br/personalidades/44817. Publicado em 06/11/2016

23 setembro, 2020

O Águia de Haia

1907 - Foi convidado para ser o representante brasileiro na Segunda Conferência da Paz, a ser realizada em Haia. Essa participação provocou muitos comentários favoráveis por seu desempenho e lhe rendeu o cognome o Águia de Haia.
1909 - Candidatou-se a presidente da República, disputando o pleito com Hermes da Fonseca. Essa disputa ficou conhecida como campanha civilista. Pronunciou discursos no Rio de Janeiro e em São Paulo.
1910 - Continuou com a excursão eleitoral, pronunciando discursos na Bahia e em Minas. Obteve maioria de votos nas grandes cidades, porém perdeu no interior do país.
1914 - Fez um inflamado discurso no Senado contra a Noite do Corta-jaca, que havia acontecido em 26 de outubro no Palácio do Catete.
O maxixe é "a dança mais baixa, mais chula, mais grosseira de todas as danças selvagens, irmã gêmea do cateretê, do batuque e do samba". ~ Rui Barbosa

No livro "Rui Barbosa", de Maria Cristina Gomes Machado, com prefácio de Fernando Haddad, Coleção Educadores MEC (domíniopúblico.gov.br/download), o ilustrador desenhou o notável tribuno com asas no lugar dos bigodes.

Quem pode dizer o que será o noso cérebro daqui a milhões de anos, quando cada homem tiver uma cabeça tão grande que perto deles Rui Barbosa parecerá um microcéfalo?
(Microcéfalo quer dizer cabeça pequenininha.)
— Os homens do futuro terão de andar carregados em carrinhos, ou berços de rodas, como os nenês de hoje, por causa do peso da cabeça - sugeriu Emília. Já imaginei isso.
(Monteiro Lobato, "Serões da Dona Benta")

O desejo da Vida por si própria

Seus filhos não são seus filhos.
Eles são os filhos e filhas do desejo da Vida por si própria.
Eles vêm através de você, mas não de você. E embora estejam com você, não lhes pertence.
Você pode dar a eles seu amor, mas não seus pensamentos, pois eles têm seus próprios pensamentos.
Você pode abrigar seus corpos, mas não suas almas, pois suas almas habitam a casa do amanhã, que você não pode visitar, nem mesmo em seus sonhos.
Você pode se esforçar para ser como eles, mas procure não fazê-los como você, pois a vida não anda para trás, nem espera pelo passado.
Você é o arco de onde, como flechas vivas, seus filhos são lançados.

O arqueiro vê a marca no caminho do infinito, e Ele o curva com Sua força, para que suas flechas sejam rápidas e distantes. Deixe a sua curvatura na mão do arqueiro ser de alegria: pois assim como Ele ama a flecha que voa, Ele também ama o arco que é estável.

— Khalil Gibran

Filhos: algumas reflexões sobre o trabalho mais difícil do mundo | Tempo de histórias | Então, qual é o sentido da vida?

22 setembro, 2020

Falhas na Matrix

Se você divide 2020 por 5, qual é o resultado?
404. Repito: 404.
O ano inteiro não passa de uma mensagem de erro. Há uma falha na Matrix.


Neo identificou a primeira delas quando viu o mesmo gato preto passar pela porta duas vezes.

Leitorado
Oh, cara, aquele burrito com pasta de feijão, queijo ralado e molho de pimenta jalapeño me pegou logo depois que saí do banho. Eu belisquei aquele pão apimentado ... parecia tão suave e cremoso, mas a mordida apimentada era tão nítida e refrescante que deslizou para fora de mim. Agora me sinto tão impuro quanto uma mulher menstruada em uma caverna no Oriente Médio. É como uma falha na Matrix - tendo eu que recomeçar o dia inteiro.

Ventriloquismo: em ascensão

Está na época ideal para você escolher a carreira de ventríloquo.


Ventríloquos talentosos (vídeo)

11/05/2021 - Bits and Pieces repercutiu"Ventriloquismo: em ascensão" com o título "On the rise..."

21 setembro, 2020

Escala do Medo

Cemitério: 0
Solidão: 1
Montanha-russa: 2
Elevador: 3
Cão: 4
Cão no elevador: 5
Avião: 6
Raio: 7
Pandemia: 8
Milícia: 9
Ditadura: 10

Outras escalas
para terremotos e furacões (de Richter e de Saffir-Simpson) | de rigidez da ereção | visual dos rostinhos | para asteroides (de Turim) | de dor das picadas (de Schmidt) | de picância das pimentas (de Scoville) | de dor ampliada

Dia da Árvore, 2020






NÃO HÁ NADA DE ERRADO

EM TER UMA ÁRVORE

COMO AMIGO/A.

20 setembro, 2020

Um triplo arco-íris em Israel

;-)

"Obrigado, Senhor, por ainda se lembrar da aliança que tem conosco (Gen 9:12-16). Se a que fez no fim do dilúvio foi legal, o que diremos dessa aí que vem com a garantia estendida."

Controvérsias
"Vocês sabem como se formam os arcos-íris, certo? Eu tenho que invocar peripécias."
"Eu concordo com o primeiro comentário. É impossível."
"Eu vi um arco-íris duplo, uma ou duas vezes - então o arco-íris sob o arco-íris é possível. Não tenho certeza se o terceiro (o corte à direita da imagem) é possível no mundo real."
"Esta foto nem inclui um arco-íris duplo real. Em um arco-íris duplo, a ordem das cores nos dois arcos apresenta-se invertida. Isso é apenas um photoshopping relaxado. E não, não é possível no mundo real até que um segundo sol apareça."
"Eu não me importo com nenhum desses comentários. A foto por si só é fantástica."
In: http://www.bitsandpieces.us/2020/09/17/tripple-rainbow/comment-page-1/#comment-425953

Canção do exílio

"Nossos bosques têm mais vida"

"Nossa vida" no teu seio "mais amores."

Por que há aspas nesses trechos do Hino Nacional?
São citações de versos da "Canção do exílio", escrita em 1843 por Gonçalves Dias. Eis o trecho inicial do poema em que os versos estão:
"Minha terra tem palmeiras, / Onde canta o sabiá; / As aves, que aqui gorjeiam, / Não gorjeiam como lá. / Nosso céu tem mais estrelas, / Nossas várzeas têm mais flores, / Nossos bosques têm mais vida, / Nossa vida, mais amores."
Paródias, referências e mais citações
Segue-se uma lista de paródias, reimaginações e citações do retroaludido poema feitas por outros autores nacionais.
"Eu nasci além dos mares" e "Eu já morri na flor dos anos" - Casimiro de Abreu
"Canto de retorno à pátria" - Oswald de Andrade
"Europa, França e Bahia" - Carlos Drummond de Andrade
"Nova canção do exílio" - Carlos Drummond de Andrade
"Canção do exílio" - Murilo Mendes
"Uma canção" - Mário Quintana
"Jogos florais I" e "II" - Cacaso
"Canção do exílio facilitada - José Paulo Paes
"Lisboa: Aventuras" - José Paulo Paes
"Pátria minha" - Vinicius de Moraes
"Canção do expedicionário" - Guilherme de Almeida
"Por mais terras que eu percorra, / Não permita Deus que eu morra / Sem que volte para lá." http://www.vagalume.com.br/exercito-brasileiro/cancao-do-expedicionario.html
"Sabiá" - música de Chico Buarque e Tom Jobim
"Vou voltar / Sei que ainda vou voltar / Para o meu lugar / Foi lá e é ainda lá / Que eu hei de ouvir cantar / Uma sabiá / Vou voltar / Sei que ainda vou voltar / Vou deitar à sombra / De um palmeira / Que já não há." http://www.letras.mus.br/chico-buarque/86043/

(orquestração)
"Terra das Palmeiras" - Taiguara
"Sonhada terra das palmeiras / Onde andará teu sabiá? / Terá ferida alguma asa? / Terá parado de cantar?" http://www.letras.mus.br/taiguara/1800972/
"Marginália II" - Gilberto Gil
"Minha terra tem palmeiras / Onde sopra o vento forte / Da fome, do medo e muito / Principalmente da morte / Olelê, lalá." http://www.letras.mus.br/torquato-neto/387446/

19 setembro, 2020

Discurso sobre o discurso

Antes que eu discurse, tenho algo importante para dizer.
— Groucho Marx

Tudo já foi dito uma vez, mas como ninguém escuta é preciso dizer de novo.
— André Gide

Discurse sobre a virtude e eles passarão como rebanho. Assobie e cante, e terás uma plateia.
— Diógenes de Sínope

No princípio de um discurso os aplausos exprimem fé; no meio, esperança, e no final, caridade.
— Noel Clarasó

Os auditórios não são constituídos por pessoas que ouvem, mas por pessoas que aguardam a sua vez de falar.
— Alphonse Karr

Sem que o discurso eu pedisse,
Ele falou; e eu escutei.
Gostei do que ele não disse;
Do que disse não gostei.
— António Aleixo (1899 - 1949)

Quando um burro fala os outros murcham as orelhas. Apartes? Ora, esqueçam.


Sobre os discursos com aparte

Farinha dá dor nas costas

Por prevenção, alguns amigos estão fazendo seus exames de rotina eavaliando o estado geral de saúde. Afinal de contas, não é todo mundo que pode usufruir décadas e décadas de vida impunemente. Então, temos que ficar atentos a diabetes, pressão alta, triglicerídios, colesterol, ácido úrico, dores no joelho, costas, nas articulações em geral, etc. etc. etc.
Enfim, mil etcéteras mais.
Nosso amigo foi a seu novo geriatra. O anterior se aposentou. Mas ele não está se acostumando muito com o geriatra atual. Diz que ele é muito brincalhão. Na consulta desta semana, o geriatra, ao se levantar para aferir a pressão do nosso amigo, deu uma "travada" com dor nas costas. E falou, quase gritando de dor:
- Ai, ai, ai... Minha coluna já está reclamando de novo. Sabe o que descobri? Farinha... Farinha faz muiito mal pra coluna.
- Farinha, doutor? Nunca ouvi falar!, exclamou nosso amigo, perplexo. - Pois é. Só descobri depois de muitos e muitos anos.
E contou como fez tão importante descoberta:
- Hoje estou formado e tenho uma certa tranquilidade com a profissão que consegui abraçar. Meu sonho. Mas não foi sempre assim. Morava no interior, e era um tio que ajudava nas minhas despesas com escola e mais alguns trocados para diversão. Foi ele, afinal, que custeou todo o período de universidade. Ele vendia farinha e eu ajudava, depois da aula, nas entregas. Ás vezes chegava, ainda com fome, e tinha que carregar e descarregar a carroça com sacos e sacos de farinha...
- Aí, com fome, comia escondido a farinha do tio???, meu amigo arriscou a pergunta.
- Não, nada disso. Meu tio dava o lanche. Era o saco de farinha, mesmo. Eu sempre me considerei muito forte, mas aqueles pesos acabaram com minha coluna. E só descobri isso depois de muiitos anos!, e riu a não mais poder.
"Ninguém merece", pensou meu amigo, rindo também.
Fernando Gurgel Filho
N. do E.
Arroz também dá dor nas costas. Mas, vamos e venhamos, carregar arroz tem mais futuro.

18 setembro, 2020

Entrevista de emprego (4)


Buscar emprego: 1, 2 e 3

Anna, de estenógrafa a editora

Anna Dostoyevskaya, por Laura Callaghan
(...) das esposas de escritores russos, sem dúvida a mais notável foi Anna Dostoievskaya (1846-1918), segunda esposa de Fiódor Dostoiévski.
A história de origem de seu amor parece, à primeira vista, ter sido tirado das páginas de um clássico literário russo - ela era uma estudante de estenografia, de 19 anos, que veio trabalhar para o já famoso escritor, de 45 anos.
No início, Anna considerou risível a ideia de um romance com Fiódor. "Nada pode transmitir a aparência lamentável de Fiódor Mikhailovich, quando o vi pela primeira vez", escreveu ela. "Ele parecia confuso, ansioso, impotente, solitário, irritado e quase doente." Ele, por sua vez, foi rápido em lhe propor casamento - mas ela recusou, citando seu desejo de "viver uma vida independente". Era um ideal que funcionava na família - sua irmã, Sofia Kovalevskaya, foi a primeira cientista russa e a jovem Anna, a primeira filatelista russa.
Quando eles acabaram se casando, o vício no jogo de Dostoiévski deixava a família endividada (o que ele tentou resolver inventando um sistema "infalível" para ganhar na roleta). Anna era claramente a chefe racional da família . Então, ela começou a revolucionar a indústria editorial ao transformar seu marido no primeiro autor autopublicado da Rússia, uma proposta ambiciosa e radical. Anna estudou meticulosamente o mercado de livros, pesquisou os melhores fornecedores do país, negociou com diretores de arte e planejou um plano de distribuição. Logo, Dostoiévski foi uma marca nacional. Hoje, muitos consideram Anna a primeira editora russa e a primeira empresária russa.

Extraído de: An illustrated celebration of the little-known mothers, brothers, friends, wives and other unsung champions behind geniuses, por Maria Popova.
Brain Pickings [1] [2]

17 setembro, 2020

Corta-jaca

O maxixe é "a dança mais baixa, a mais chula, a mais grosseira de todas as danças selvagens, irmã gêmea do batuque, do cateretê e do samba". ~ Rui Barbosa



Dança brasileira para se dançar só, que tem como característica os movimentos dos pés sempre muito juntos e a não flexão dos joelhos. Os movimentos de pés dão a impressão de uma faca cortando uma jaca. Apesar de parecer estar deslizando, pode-se perceber o sapateado, que costuma marcar a melodia juntamente com o ponteio das violas. Exige destreza do dançarino por ser de andamento rápido. Os braços do dançarino não têm uma função específica no corta-jaca, ajudando apenas a manter o equilíbrio de quem está dançando. É dança toda baseada no movimento dos pés. (Ricardo Cravo Albin)

Dias mais longos na Terra

Os dias na Terra ficaram cada vez mais longos
Essa mudança vem acontecendo há dezenas de milhões de anos, ainda na era em que os dinossauros dominavam nosso planeta.
Cientistas da Universidade de Bruxelas descobriram que no período Cretáceo, entre cerca de 145 milhões e 66 milhões de anos atrás, a Terra demorava 23,5 horas para fazer uma rotação completa. Em um artigo publicado na revista científica "Paleoceanography and Paleoclimatology", o cientista Niels de Winter, um dos autores da pesquisa, afirmou que o estudo mostra que o ano terrestre durava 372 dias à época.
Mas a duração de um ano tem sido constante ao longo da história da Terra, já que a órbita do planeta ao redor do Sol não vem experimentando mudança. Apenas o número de dias dentro de um ano é que foi diminuindo, ao longo do tempo, porque eles ficaram mais compridos. E esse aumento no tempo de duração de um dia tem crescido cada vez mais, à medida que o atrito das marés do oceano, causado pela gravidade da Lua, diminui a rotação da Terra.

Veja mais em:
http://www.uol.com.br/tilt/noticias
http://news.agu.org/press-release/ancient-shell-shows-days-were-half-hour-shorter-70-million-years-ago/

16 setembro, 2020

Recorde mundial de maior onda surfada por mulher

🏄A surfista brasileira Maya Gabeira quebrou seu próprio recorde mundial de maior onda surfada por uma mulher
CNN - A jovem de 33 anos surfou uma onda de 22,4 metros na Praia do Norte, em Nazaré, Portugal, em 11 de fevereiro, batendo seu recorde anterior. Ela fez história em 2018, depois de surfar uma onda de 20 metros de altura nas mesmas águas.
Gabeira, que começou a surfar aos 17 anos, ficou inconsciente em 2013 enquanto estava na água e foi resgatada por outro surfista - mas isso não a impediu de voltar para a prancha.


Como medir o tamanho das ondas é difícil, equipes da University of Southern California, WaveCo Science Team e Scripps Institution of Oceanography analisaram vídeos da façanha da surfista para confirmar que ela mais uma vez quebrou o recorde, de acordo com o Guinness World Records.
As equipes usaram cálculos científicos baseados em coordenadas do mundo real, bem como na altura de Gabeira e no comprimento de sua prancha para determinar as medidas.

Vídeo: http://twitter.com/GWR/status/1304044985042505729

O sinal de PARE

Este é um sinal de PARE (de parada obrigatória em cruzamento ou entroncamento). Mas há algo estranho neste sinal, pelo menos em relação a outros sinais: o número de lados que ele possui. A maioria das placas é retangular, pois é dessa forma que geralmente vêm os pedaços de cartolina e outros materiais utilizáveis na confecção das placas.
Alguns outros sinais são redondos. Mas um octógono? Você quase nunca vê isso. Como isso aconteceu?
Para começar, aqui está um aspecto muitas vezes esquecido das placas de rua: o número de lados, que por si só carrega algumas informações. Sinais retangulares são apenas informativos; eles lhe dirão o quão rápido você pode ir, a que distância fica uma saída próxima etc. Mas, além disso, a regra geral é que quanto mais lados o sinal tiver, mais ameaçador será o perigo à frente. Por exemplo, os sinais de de entrada proibida são tipicamente círculos - lados infinitos, como observa Mental Floss, porque é uma idéia incrivelmente ruim seguir o caminho errado numa estrada.
Da mesma forma, os sinais de travessia ferroviária também são círculos, porque é igualmente perigoso atravessar os trilhos quando um trem está chegando. (Os sinais pentagonais são quase exclusivamente usados ​​para "sinais de proximidade de escola". Aqueles que informam que você está na zona da escola e que as crianças podem estar atravessando a rua. Mas eles, geralmente, não estão incluídos nessa hierarquia por algum motivo.) 
E existem outros sinais que instruem os motoristas a diminuir a velocidade e parar, se necessários. Estes têm três lados, porque há menos perigo pela frente.
Na parte superior da hierarquia de sinais - logo abaixo das assustadoras placas circulares - há as placas de PARE com seus oito lados. Os sinais de PARE são algo que você realmente não pode ignorar (ao contrário dos sinais de rendimento). (Ok, você provavelmente também não deve ignorar os sinais de rendimento. Mas você entendeu.)
O design dos sinais de trânsito foi padronizado nos Estados Unidos em 1923. Na época, como Allstate observa em seu blog, "os sinais de PARE originalmente não refletiam", então, "precisávamos de um design que pudesse ser facilmente reconhecido à noite". Eles poderiam ter uma forma de 6, 7 ou 9 lados, porém o octógono venceu. Porque isso nos dá outra vantagem - os motoristas que se aproximam do cruzamento de outras direções antecipam o que fazer. Como observa Allstate, "a forma octogonal facilita para os motoristas que viajam na direção oposta reconhecerem o sinal na parte de trás, o que ajuda a evitar confusões".
Em última análise, isso resulta em menos acidentes, que é o ponto principal dos sinais. O indicador de tráfego de oito lados é icônico e sua forma exclusiva mantém motoristas e pedestres seguros em nossas estradas compartilhadas.

Why Stop Signs Have Eight Sides, NOW I KNOW

N. do E.
Nos Estados Unidos da América, Canadá, Reino Unido, África do Sul e outros países anglófonos, assim como na maior parte da Europa, incluindo Portugal, Espanha, França e Alemanha, o sinal apresenta-se com a palavra inglesa STOP. No Brasil, assim como em muitos países da América Latina, é utilizada a inscrição PARE. No México e em outros países da América Central, o sinal ostenta o termo ALTO.

14 setembro, 2020

O país do céu escuro


O pequeno país Niue, uma ilha do Pacifico com pouco mais de 2 mil quilômetros quadrados e 1624 habitantes, se tornou o primeiro país do mundo a se tornar um International Dark Sky Place. O país recebeu da Associação Internacional do Céu Escuro esta acreditação formal. Isso significa que a visualização do céu é muito melhor por lá, o que é importante para a observação de planetas e estrelas.
O local (foto), entretanto, não é o primeiro a receber o título: já existem alguns pontos ao redor do globo terrestre com essa mesma designação, como o Parque Nacional do Grand Canyon, nos Estados Unidos. Ainda assim, essa é a primeira vez que um país inteiro recebe o título — e os moradores de lá parecem estar gostando.
"A Via Láctea, com as grandes e pequenas nuvens de Magalhães, e a constelação de Andrômeda são realmente um espetáculo de se ver", disse em um comunicado Felicity Bollen, CEO da agência Niue Tourism.
Os niueanos têm uma longa história de navegação guiada pelas estrelas e uma vida regulada por ciclos lunares e posições estelares. O conhecimento dos céus noturnos, mantido pelos anciãos da comunidade, vem sendo transmitido através das gerações. Os anciãos niuianos agora esperam que a paixão de aprender o posicionamento das estrelas seja reacesa nas gerações mais jovens.

A poluição luminosa
Os impactos biológicos, econômicos e astronômicos nas regiões em que esta forma de poluição acontece.

Diógenes de Sínope

Diógenes de Sínope (c. 412-323 a.C.) afirmava que, à sorte, podia opor a coragem; às convenções, a natureza; à paixão, a razão.
1 Em certa ocasião, enquanto o filósofo tomava banho de sol no Crânion, Alexandre, o Grande, chegou, pôs-se à sua frente e falou: "Peça-me o que quiser!" Diógenes respondeu: "Saia da frente do meu sol!".
2 Impressionado com a ousadia de Diógenes, Alexandre disse: "Se eu não fosse Alexandre, eu gostaria de ser Diógenes". A resposta do filósofo foi imediata: "Se eu não fosse Diógenes, eu também gostaria de ser Diógenes".
3 Em outra ocasião, Alexandre, o Grande, deteve-se à sua frente e perguntou-lhe: "Não tem medo de mim?" Sua resposta foi: "O que você é, um bem ou um mal?". Alexandre respondeu: “Um bem”. Então, Diógenes concluiu: “E quem teme um bem?”.

http://sites.google.com/site/teociencia/web-desig/etica/diogenes
http://pt.quora.com - Com que filósofo (já morto) você escolheria ter um debate?
-------------------------------------------------------------------------------------------------
http://blogdopg.blogspot.com/2019/09/o-ensinamento-de-diogenes.html
http://blogdopg.blogspot.com/2018/03/tamerlao-e-existencia-miseravel.html
http://blogdopg.blogspot.com/2018/02/riso-choro-e-indiferenca.html
http://blogdopg.blogspot.com/2012/04/acerca-da-galinha-na-filosofia.html
http://blogdopg.blogspot.com/2007/03/in-extremis.html

13 setembro, 2020

A Escola Picasso

Cirurgião pós-graduado pela Picasso School com uma de suas clientes:
.

Asssimetrias

Red Green x MacGyver. Façam suas apostas

Vídeo
Isto aqui é uma serra para ser manuseada por dois homens, e eu sou apenas um.
Qual é o problema?
Eu sou o tipo do cara que prefere ter uma maneira de fazer tudo sozinho.



O personagem-título do The Red Green Show, Red Green (Steve Smith) é o líder do Possum Lodge e um autoproclamado trabalhador manual que constantemente elogia as virtudes da fita adesiva ("a arma secreta do trabalhador manual"). É casado com Bernice Green e não tem filhos. Ele raramente é visto sem a sua marca registrada de suspensórios vermelhos e verdes e o boné de manobras militares canadenses.
Segundo a biografia do DVD de Red Greeen, ele se tornou o líder do Possum Lodge depois de gradualmente se envolver com o grupo e se tornar, ao longo do tempo, "o único cara que ninguém odiava". A certa altura, ele pegou emprestado uma grande quantia de dinheiro de seu irmão, pouco antes de seu irmão perder o emprego no banco. Em troca, Red contratou seu sobrinho Harold como produtor e diretor do The Red Green Show.
Além de ser um trabalhador braçal, Red também tem várias filosofias na vida, algumas das quais são repassadas ao grupo. A principal delas é a frase "Quando omni flunkus moritati" (pseudo-latino para "Quando tudo mais falhar, finja-se de morto"). Ele também conclui cada um de seus segmentos de Handyman Corner com a frase: "Se as mulheres não acham você bonito, devem pelo menos achar você útil".
Red Green é dono do que é conhecido como "Possum Van", um caminhão de carga Dodge Ram de 1979 a 1993 , pintado de um cinza gambá sobre um fundo azul claro e com uma placa com a inscrição "POSSUM". É um dos poucos veículos de Red que realmente funciona. Ele desempenhou (e doou) muitas partes dos projetos do Handyman's Corner. Depois que a série terminou, a van foi desmontada.
A sagacidade seca e muitas vezes sarcástica de Red Green é equilibrada por um forte senso de camaradagem com os colegas, em parte porque ele direciona a maior parte de seu sarcasmo para Harold. Apesar disso, Harold e o restante da Possum Lodge parecem encarar Red com um alto nível de respeito, embora ocasionalmente alguns dos membros do grupo desafiem de uma maneira ou de outra sua autoridade.

12 setembro, 2020

O velho distraído

Um casal de idosos vai ao médico, que decide examiná-los separadamente.
Examina primeiro o marido e, ao final do exame, o médico diz ao ancião:
- Sua saúde está ótima. O senhor tem alguma dúvida ou há algo que o preocupa?
- Para ser sincero, sim, há algo que me preocupa, e é quando tenho relações sexuais com minha esposa: em geral, na primeira vez, sinto muito calor e, depois, na segunda vez, sinto muito frio.
O médico diz que nunca soube de algo assim e que ele iria investigar sobre o assunto.
Em seguida, o médico examina a anciã, e diz:
- Sua saúde está perfeita. A senhora tem alguma dúvida, algo que a preocupa?
A anciã diz a ele que não há nada que ela queira perguntar.
Então o médico diz:
- Olhe senhora, seu marido diz que tem um problema um pouco estranho. Diz que sente muito calor depois de fazer sexo pela primeira vez e que sente muito frio depois da segunda vez. A senhora tem alguma idéia de por que isso acontece com ele?
- Oh, esse velho distraído! Claro, doutor, é porque a primeira vez foi em janeiro e a segunda em junho!

https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=15449

Rota 66

A Rota 66, conhecida como a "Main Street of America", foi apelidada de "Mother Road" pelo romancista John Steinbeck. Também foi imortalizada pelo maior escritor da geração beat, Jack Kerouac. Ele passou sete anos percorrendo a via e escrevendo seu "On the Road".
Inaugurada em 1938, a Rota 66 fazia parte do plano nacional de autoestradas dos EUA, que estabeleceu 96 rodovias. O traçado original da 66 tinha cerca de 4 mil km de extensão, cruzando quase 200 cidades e oito estados americanos, indo de Chicago, em Illinois, até Santa Monica, na Califórnia. O exato meio é identificado pela placa “Mid Point”. De lá, são cerca de 1.830 km até cada uma dessas duas cidades.
A rota ficou famosa graças a "Easy Rider" (1969). Mas outros sucessos também se passaram lá, como "Golpe de Mestre" (1973), "Bagdad Cafe" (1987), "Forrest Gump" (1994), além da série "Route 66" (década de 1960) com 116 episódios para a televisão. Em 2012, o livro "On the Road", de Jack Kerouac, virou um filme dirigido pelo brasileiro Walter Salles.
Bagdad Cafe (Out of Rosenheim)
Depois de brigar com seu marido e abandoná-lo na estrada, a turista alemã Jasmin (Marianne Sägebrecht) caminha pelo deserto do Arizona até chegar ao posto-motel Bagdad Café. Recebida com aspereza por Brenda (CCH Pounder), a dona do local que acabou de colocar o marido para fora de casa, Jasmin aos poucos se acostuma com os clientes e hóspedes do motel.
Veja Tributo a "Bagdad Café", com sua música tema "Calling You".
Hoje, muitos trechos da rota foram absorvidos por vias expressas. Ainda há pedaços originais transitáveis, mas que não dão em lugar nenhum. Centenas de moteis ainda permanecem à sua beira; alguns ainda em funcionamento, e outros apenas com a fachada preservada para os turistas fotografarem.


Ainda é possível circular por 85% do traçado original da estrada que, mesmo desativada em 1985, resume a cultura (e a contracultura) dos EUA. (Thais Sant'ana, O que tem de legal na Rota 66? Por que ela ficou famosa? SUPERINTERESSANTE)

11 setembro, 2020

Rumo à borda da Terra

06/09/2020 - Um casal de terraplanistas italianos se perdeu quando navegava no mar Mediterrâneo e precisou ser resgatado, segundo o jornal La Stampa. O objetivo da dupla era velejar até "o fim do mundo", ou seja, a "borda" onde o planeta acaba, para provar a teoria de que a Terra é plana.
O engraçado é o que eles tinham a bordo: a boa e velha bússola, que funciona de acordo com o magnetismo da Terra em sua versão científica (global, portanto).
Uma história boa para o FEBEATER, Festival de Besteiras que Assola a Terra.

Bússolas
Prof. Fernando Lang da Silveira:
De fato, uma bússola não aponta para polo algum. A orientação da agulha magnética é a orientação da linha de indução magnética onde a bússola está localizada. Esta orientação somente em casos muito especiais aponta para um polo magnético da Terra.
As bússolas utilizadas para a orientação – bússolas de declinação magnética – permitem que a agulha imantada gire em um plano horizontal. Desta forma, tais tipos de bússolas não são adequadas para detectar que o campo magnético da Terra não é horizontal (salvo em localizações muito especiais). Existem bússolas que permitem a agulha magnética girar no plano vertical, sendo usadas para medir a inclinação do campo magnético da Terra em relação à horizontal. A figura abaixo apresenta uma dessas antigas bússolas de inclinação magnética (semelhante a uma bússola que existe no IF-UFRGS).


Grosseiramente e por simplicidade didática pode-se dizer que o polo norte magnético da agulha aponta aproximadamente para o polo sul magnético da Terra e este se encontra próximo ao polo norte geográfico da Terra. Entretanto tal afirmação deve ser relativizada e complementada com os conceitos de inclinação magnética e declinação magnética, ambos essenciais para quem efetivamente quiser se orientar com uma bússola.
Aqui em Porto Alegre, o campo magnético da Terra está inclinado cerca de 40 graus com a horizontal. Em Macapá a inclinação é de apenas 2 graus e em Ushuaia é cerca de 50 graus. (*)
Neste endereço é possível se obter os ângulos de inclinação e declinação magnética em qualquer local do planeta: Find the magnetic declination at your location.
"Docendo discimus." (Sêneca)
(*) N. do E. Em Fortaleza a inclinação é cerca de 20 graus.

O estranho poder da música

Numa passagem particularmente comovente, Dr. Oliver Sacks (neurocientista e autor de "Musicofilia"), ao refletir sobre o quinto aniversário dos ataques de 11 de setembro, capturou as peculiaridades do estranho poder da música sobre nós:
"Em meu passeio matinal de bicicleta até Battery Park, ouvi música quando me aproximei da ponta de Manhattan, e depois vi e me juntei a uma multidão silenciosa que estava olhando para o mar e ouvindo um jovem tocando Chaconne em Ré Menor de Bach em seu violino. Quando a música terminou e a multidão silenciosamente se dispersou, ficou claro que a música lhes trouxe um profundo consolo, de uma maneira que nenhuma palavra jamais poderia ter feito.
A música, exclusivamente entre as artes, é ao mesmo tempo completamente abstrata e profundamente emocional. Não tem poder para representar nada de particular ou externo, mas possui um poder único para expressar estados ou sentimentos internos. A música pode perfurar o coração diretamente; não precisa de mediação. Não é preciso saber nada sobre Dido e Enéias (*) para se emocionar com o lamento dela por ele; quem já perdeu alguém sabe o que Dido está expressando. E há, finalmente, um paradoxo profundo e misterioso aqui, pois, embora essa música faça com que a pessoa sinta dor e sofrimento mais intensamente, ela traz conforto e consolação ao mesmo tempo."
(*) Dido e Enéias é uma ópera do compositor inglês Henry Purcell (1659 - 1965). Sua história se baseia no livro IV de "Eneida", do poeta romano Virgílio, que retratata o amor da rainha de Cartago, Dido, pelo herói troiano Enéias. Quando este a abandona, Dido acaba morrendo.

10 setembro, 2020

O segredo sujo do capitalismo - e um novo caminho a seguir

A crescente desigualdade e a crescente instabilidade política são o resultado direto de décadas de má teoria econômica, diz o empresário Nick Hanauer. Em uma palestra visionária, ele desmonta o mantra de que "a ganância é boa" - uma ideia que ele descreve não apenas como moralmente corrosiva, mas também cientificamente errada - e expõe uma nova teoria da economia alimentada por reciprocidade e cooperação.


In other words
Um dos homens mais ricos do mundo, o financista Nick Hanauer indica que transferir recursos orçamentários para os mais pobres é a saída para os impasses do capitalismo. Ou seja: na prática, é o modelo lulista de inclusão social'.

Latindo para sapos

Nesta foto de 25 de setembro de 2019, fornecida pelo zoológico de Fort Worth, Olaf é segurado por um guarda do zoológico.


SAN JUAN, Porto Rico (AP) - Olaf é o primeiro de mais de 300 sapos com crista que nasceram por fertilização in vitro. A especie deste sapo porto-riquenho encontra-se criticamente ameaçada, e uma equipe de cientistas americanos viajou para a cidade de Guayanilla, no sudoeste de Porto Rico, no ano passado, para coletar sêmen de seis sapos que depois foram soltos novamente na natureza.
Os cientistas tiveram o cuidado de selecionar os sapos maiores, que tinham os chamados "nupciais" nos polegares, porque isso indica maturidade sexual e os ajuda a agarrar as fêmeas, disse à Associated Press Diana Barber, curadora do zoológico de Fort Worth, no Texas.
"Extrair sêmen de sapos é normalmente fácil: eles o liberam na urina e costumam fazer xixi sempre que são capturados", explica Barber. Mas para estes sapos que não faziam xixi, outra tática foi usada.
"É meio estranho, mas se você segurá-los na mão, olhar para eles e latir feito um cachorro, eles urinam", acrescentou ela.

09 setembro, 2020

Adeus a Sete Quedas

Foi a maior cachoeira do mundo em volume de água.  Para se ter uma ideia de sua grandeza basta compararmos a taxa média de fluxo anual dela com as Cataratas do Niágara (a maior em volume de água atualmente), a Sete Quedas tinha um fluxo de 13.300 m³/s enquanto as Cataratas do Niágara tem hoje 2.407 m³/s. Ela se localizava na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, e fazia parte do Rio Paraná, hoje ela está localizada no fundo do lago artificial de Itaipu.
Sete Quedas (foto) podiam ser consideradas uma das maiores maravilhas naturais. Era constituída por 19 cachoeiras principais divididas em 7 grupos de quedas. A cidade de Guaíra foi construída em 1940 para aproveitar a potência turística da região, e foi nessa época que o Brasil e o Mundo começaram a conhecer o Salto Guaíra (outro nome dado ao Salto de Sete Quedas).
Em 1979, foi decretado o fim do Salto de Sete Quedas, com a previsão da construção da Usina de Itaipu. Em 13 de outubro de 1982, as comportas da recém-construída barragem Usina Hidrelétrica de Itaipu foram fechadas. E deu-se início à formação da represa de Itaipu que fez desaparecer as quedas d’água.


Em 1982, às vésperas de seus 80 anos, Carlos Drummond de Andrade expressou sua inconformidade com a destruição do Salto de Sete Quedas.
Na edição de 9 de setembro do Jornal do Brasil, quando afinal se anunciava o fechamento das comportas para a criação do lago da hidrelétrica de Itaipu, Drummond publicou este poema. Em letras grandes, os versos ocuparam uma página inteira — a capa do Caderno B.
O sentimento ecológico do poeta reverberou em todo o país. Um mês depois, ele voltaria à carga, com a crônica "Sete Quedas poderia ser salva" (JB, 07/10/1982). Nesse texto, Drummond transcreve una carta do engenheiro Octavio Marcondes Ferraz — o projetista da hidrelétrica de Paulo Afonso. A carta fora enviada ao poeta exatamente a propósito do poema "Adeus a Sete Quedas".
Ferraz revela que em 1963 apresentara projeto intitulado "Aproveitamento do Potencial do Salto de Sete Quedas". A idéia do engenheiro era preservacionista. "Em Paulo Afonso", diz ele, "projetei a usina preservando a catarata que Deus nos deu."
"Aproveitamento, em vez de imolação", destacava Drummond. O argumento do governo militar para a destruição é que seria necessário considerar uma "solução simétrica" em relação ao Paraguai.
No final, diz Drummond, os paraguaios não ficaram tão satisfeitos e Sete Quedas vai passar às novas gerações apenas como uma pálida notícia, um cartão postal de longínquo passado.
"Sete quedas por nós passaram,/ e não soubemos, ah, não soubemos amá-las".
http://pt.quora.com/Quais-pontos-tur%C3%ADsticos-no-Brasil-deixaram-de-existir
http://www.algumapoesia.com.br/drummond/drummond30.htm

Uma ponte natural

O tronco de uma árvore que caiu tornou-se uma ponte natural sobre um curso d'água. Aproveitando-se da situação, um fotógrafo da vida selvagem instalou uma câmera no local e deixou-a gravando dia e noite.



Guaxinim, urso preto, esquilo, porco-espinho, pescador real, perdiz, rato-almiscarado, lince, coiote, corvo, veado de cauda branca, esquilo cinza, rã-touro, pato-real, castor, maçarico, castor, gaio azul, raposa cinza, peru vs grande coruja com chifres e, por último mas não menos importante, Robert Bush.
A gravação mostra que a demanda é grande na natureza por este tipo de ponte. Em 2:55 até o riacho quer usá-la.

08 setembro, 2020

A manobra holandesa

Pratique esta manobra para evitar ferir as pessoas no trânsito.
Muitos acidentes envolvendo ciclistas (e também pedestres) acontecem por causa da porta do carro. Quando o carro para e o motorista está saindo, ele facilmente abre a porta na cara do ciclista, isso acontece muito. Mas existe um gesto simples que pode evitar este tipo de acidente.
A solução veio da Holanda e é chamada de manobra holandesa.
Se estiver dirigindo, a porta fica à sua esquerda, certo? Em vez de abrir com a mão esquerda - que é mais prático - faça um esforço a mais e abra a porta com a mão direita. Ao se virar para fazer isso, você automaticamente vai se virar e olhar no retrovisor, e ver se algum ciclista está a pedalar ao lado.
Se estiver no banco do passageiro, faça o contrário. Use a mão esquerda para abrir a porta.
Leva tempo para se acostumar com este hábito, por isso comece logo a praticá-lo.

Transcrito de vídeo.

Pinto Calçudo

"Em minhas veias corre o sangue dos dinossauros. Dinossauros, eu disse!"
(Bom para o DBF, o Dicionário Brasileiro de Frases.)

Pinto calçudo é a denominação de um pinto que tem as pernas revestidas, em grande parte, de plumagem. Calçudo é palavra derivada de calças. Essa plumagem do pinto é comparada a umas calças. Nem todos os pintos têm essa plumagem, só algumas espécies, que constituem uma minoria em relação à generalidade dos pintos.
Por extensão, designava-se pinto calçudo o rapazito cujas calças aderem às pernas, que deixou os calções pelas calças compridas, que já não é menino mas ainda não é homem, e se mostra algo desajeitado em sua indumentária. O termo também se aplica a alguém que usa calças estreitas e ridículas, que não chegam bem ao fundo das pernas ou que está mal arranjado ou se veste desajeitadamente, ferindo a norma clássica.'
in: Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, http://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/pinto-calcudo/14051 [consultado em 07-03-2020]
É também o nome de um personagem do romance "Serafim Ponte Grande" (1933), de Oswald de Andrade.

Do Pinto para o Gavião
Autor principalmente de música instrumental, Alfredo da Rocha Vianna Jr, o Pixinguinha, deixou poucas músicas com letras, dentre as quais destaca-se esse maxixe de 1929, "Gavião Calçudo", cuja letra (atribuída a Cícero de Almeida) é cheia de malícia, logo se tornando famoso. Trata de um "gavião marvado", que rouba a mulher do protagonista.
1.º intérprete: Almirante (1955), no canal de Luciano Hortencio no YouTube.

07 setembro, 2020

Que é o Estado?

L'État c'est moi. Luís XIV
A monarquia é uma república em que a eleição é genética. O filho do rei é o próximo rei, ainda que não o seja exatamente filho (pater semper incertus). A monarquia, além dos inúmeros benefícios em causa própria, serve para ampliar a pauta da imprensa.
Isso non ecziste! Padre Quevedo

O Estado é a mão invisível do Mercado. Meireles

Ligue Djá. Walter Mercado

O Estado é outro abestado. Tiririca

O Estrago sou eu. PR do Brasil

Good boy! Trump, para o subalterno PR

Cabanas para náufragos

Após uma série de naufrágios no século XIX, o governo da Nova Zelândia começou a estabelecer cabanas em ilhas subantárticas remotas para o uso de náufragos, que de outra forma poderiam morrer de fome ou por exposição ao frio. Eram depósitos periodicamente abastecidos com lenha, rações, roupas, equipamentos de caça e pesca, remédios e fósforos.


As cabanas provaram seu valor em 1908, quando 22 tripulantes do barque francês Presidente Félix Faure naufragaram nas Ilhas Antípodas. (1) Uma delas ajudou a sustentá-los até que eles pudessem sinalizar a um navio de guerra que passava na costa.
Esse projeto foi descontinuado após cerca de 1927, quando a tecnologia de rádio melhorou e a antiga rota clipper (2) ficou fora de uso.

Castaway Depots, Futility Closet

N. do E.
(1) Ilhas vulcânicas inóspitas e desabitadas no Oceano Pacífico, ao sul da Nova Zelândia. Os britânicos consideravam essas ilhas antípodas da Grã-Bretanha, embora na realidade sejam antípodas do norte da França.
(2) A rota clipper caiu em desuso comercial com o aparecimento dos navios movidos a vapor e pela abertura dos canais de Suez e do Panamá. Contudo, ela continua a ser o percurso mais rápido para velejar ao redor do mundo.

06 setembro, 2020

O enormíssimo Googol

Um Googol , ou Gúgol em português, é um número enorme, mas muito fácil de escrever. São dez elevados a 100, 10100, ou o que é o mesmo, o 1 seguido por 100 zeros:


Mas essa facilidade que temos de escrevê-lo é que faz você perder de vista completamente de quão enormíssimo (ou enormérrimo) o Googol é.
É maior, por exemplo, do que o número de partículas elementares que são calculadas para o universo, cerca de 1080.

Daniel fez um V[IDEO de cerca de uma hora, em que a primeira roda gira 1.000 vezes, a segunda 100, a terceira 10 e a quarta uma vez. A quinta gira 0,1 volta, a sexta 0,01 etc. Ele diz que, mesmo que a máquina pudesse girar a 300.000 rotações por minuto - o que é obviamente impossível - ao rodar sem parar 50 anos, o número de voltas que alcançaria teria apenas 12 zeros. Mas, em qualquer caso, nunca veríamos a última mudança de marcha porque isso exigiria mais energia do que o universo inteiro dispõe.

Rumo ao Googol

O peixe sarcástico

Este peixe com nome científico Neoclinus blanchardi, ou, em inglês, "sarcastic fringehead" (numa tradução livre seria algo como "sarcástica cabeça com franja"), desperta a curiosidade geral não só pelo apelido.
Pode alcançar até 30 cm de comprimento, tem barbatanas peitorais e vive no Pacífico Norte, na costa do continente americano. Chama a atenção pela boca desproporcional, cheia de dentes afiados.
É mal-humorado, briguento e territorialista. Aquele que se atrever a passar próximo da toca do "sarcástico" será imediatamente atacado por ele, não importa o tamanho que possua.



2:33 - Desavenças entre vizinhos também acontecem. Brigas de boca, felizmente.

05 setembro, 2020

Gente, sério, vamos parar de fazer comparações?

PAREM de comparar gêneros/estilos musicais:

frevo é INCRÍVEL

samba é ESSENCIAL

bossa nova é INCOMPARÁVEL

música gospel

choro é BELÍSSIMO

André LeBlanc

Haitiano, tendo residido muito tempo no Brasil e depois nos Estados Unidos, André LeBlanc (1921 - 1988) ilustrou a coleção completa de Monteiro Lobato publicada pela "Brasiliense" em 1947 (exceto os dois volumes de "Os Doze Trabalhos de Hércules"). Só em 1971 outros ilustradores assumiram esse posto. Na mesma época, adaptou clássicos brasileiros para os quadrinhos, entre eles "O Guarani" e "Menino de Engenho", para a Editora Brasil-América (EBAL).
É difícil chamar seu trabalho competente e seguro de "genial". Ele não brilha, não causa impacto, é correto e eficiente. Quem se dispuser a examinar com calma o seu desenho, poderá perceber que todos os detalhes foram realizados com a segurança de quem sabe o que faz: a dobra das roupas, as proporções do corpo humano, as zonas escuras da face, o brilho nos cabelos. Essa versatilidade e perfeccionismo discreto o fizeram ideal para trabalhar como "ghost-assistant" para diversos artistas. (Érico Molero)
LeBlanc foi um pioneiro das HQs brasileiras, e com o beneplácito de Lobato recebeu a Ordem do Cruzeiro do Sul.
Perguntem-se: num mercado REALMENTE racista, até onde iria um imigrante haitiano no meio cultural brasileiro sem que um anti-racista famoso reconhecesse sua genialidade?
Graças à fama no Brasil, ele alçou vôos mais altos: foi para a Nova Iorque, lecionou na "The School of Visual Arts", e foi assistente dos lendários Will Eisner ("The Spirit") e Sy Barry ("O Fantasma").
Webgrafia
Erico Molero, Guia dos Quadrinhos
Sérgio Correa de Siqueira, Quora

04 setembro, 2020

O computador não liga

Cara, comprei um computador ontem. Mas ele não liga.
--- Apertou o botão grande?
Sim, muitas vezes.
--- Já olhou se tem algo desconectado atrás?
Espere... enquanto eu vou buscar uma lanterna. Volto logo.
--- Para que você quer uma lanterna?
Aqui está escuro, e estou sem eletricidade.

(Não é porque tem computador na jogada que é humor computacional.)

Transmissão ao vivo da Última Ceia


• • •
"Tomé, vá direto ao assunto."
"Estou tendo problema com a imagem. Não estou vendo."
"Tiago Menor, você está mudo?"
"O bom é que o Senhor pode curar."
"Ei, cadê Judas, o filho de Simão Iscariotes?"
"Ele teve que sair antes."
"E Pedro?"
"Está na sala de espera pela terceira vez."
"Está voltando..." 
"Sim, mas agora ele ficou de cabeça para baixo."
"É melhor encerrar a transmissão. Alguém nos denunciou ao Administrador."

03 setembro, 2020

Pavão Mysteriozo

"Eles são muitos mas não podem voar."
Ednardo

Inspirada em um folheto de cordel da década de 1920, esta canção composta por Ednardo é a faixa-título do seu álbum "O Romance do Pavão Mysteriozo", de 1974. Trata-se de uma página do nosso cancioneiro em que tudo converge para ser a obra-prima que é: a melodia e a harmonia igualmente primorosas, a marcação rítmica de um maracatu cearense e a contação de uma aventura fantástica envolvendo uma ave mecânica.


O folheto de origem desta história tornou-se um dos maiores sucessos da literatura de cordel, tendo sido reeditado inúmeras vezes. Calcula-se que tenha vendido mais de 20 milhões de exemplares. Além da canção de Ednardo, o folheto inspirou também novelas de televisão e peça de teatro. E teve a história transposta para álbuns de histórias em quadrinhos (HQ), filmes e um audiovisual acessível.
Simbologia
"Qualificado como misterioso, o pavão é uma figura de significados mágicos. Sua presença na titulação não só registra sua participação na aventura, mas adverte quanto aos sentidos míticos do que se narra. O pavão insere-se numa complexa simbologia. Signo solar, do fogo, da beleza, do poder de transmutação, pela vistosidade de sua plumagem, é também conhecido, mitologicamente, como destruidor de serpentes (seres da obscuridade). Símbolo da paz, da prosperidade, da fertilização, sua morte tem o poder de trazer a chuva. Aparece como montaria em algumas mitologias e na tradição cristã é sinal de imortalidade. Como representação da dualidade psíquica do homem, o pavão conota as forças positivas, por todos os conteúdos que lhe são atribuídos."
Cronologia
1923 - Publicação do folheto de cordel por Melchíades Ferreira da Silva (provável autor: José Camelo de Melo Rezende)
1960 - Publicação do álbum (HQ) pela Editora Prelúdio
1974 - Lançamento do LP "O Romance do Pavão Mysteriozo" por Ednardo
1976 - Tema musical de abertura da novela "Saramandaia" da Rede Globo
1986 - Estreia como peça de teatro
2001 - Remasterização do LP de Ednardo para o formato CD
2006 - Curta-metragem "O Pavão Misterioso" pelo Núcleo de Animação de São Bernardo
2013 - Remake da novela "Saramandaia"
2014 - Longa-metragem "O Resgate do Pavão Misterioso" dirigido por Sílvio Toledo
2016 - Lançamento de "Romance do Pavão Misterioso" no formato de um audiovisual acessível.

=====================================================================

Ednardo:
"Na recente manifestação em desapreço à democracia brasileira, foram às raias da insanidade, gritando pelo fechamento do congresso, volta de regime militar, prisões no STF e outras demonstrações de ódio extremista, e subserviência de nosso país a outros governos. Seria de se esperar em evento deste tipo. Mas então colocaram a música Pavão Mysteriozo, gravada de meu disco e com minha voz, em um dos caminhões de som para o público cantar, como se eu tivesse dando um aval."

Café com cochilo

Lutando para se manter alerta enquanto trabalha à noite? Neste caso, considere beber café e, em seguida, tirar uma soneca. Sim, nesta ordem. De acordo com uma nova pesquisa na University of South Australia, fazer essa combinação improvável melhora a capacidade de atenção e reduz a inércia do sono (a sensação de torpor que você tem logo depois de acordar).
"Um cochilo após um café pode ser uma alternativa viável - bebendo um café antes de tirar um cochilo, os trabalhadores em períodos noturnos podem obter os benefícios de um cochilo de 20 a 30 minutos e, depois, o benefício da cafeína quando eles acordam. É uma situação em que todos ganham."
O estudo testou o impacto de 200 mg de cafeína (equivalentes a 1-2 xícaras regulares de café) consumidos pelos participantes, pouco antes de um cochilo de 30 minutos às 3h30, comparando os resultados com um grupo que tomou um placebo.

Mais detalhes do estudo em EurekAlert.

02 setembro, 2020

Relógio ferrofluido

Assista ao tempo ganhar vida na face sempre mutável do relógio ferrofluido. Controlado por um sistema interno inteligente, acessível a um navegador da Web, permite personalizar o relógio para exibir hora, texto e até formas.
http://buff.ly/2BL5N8R
$8,300.00

O julgamento de um papa morto

Formosus - cujo nome antes de ser papa foi perdido nos anais da história - passou seus primeiros tempos de sacerdote viajando pela Bulgária e pela França, tentando liderar missões em que não obteve muito sucesso. Em 872 d.C., foi punido com a excomunhão, que o privou de exercer as funções sacerdotais.
Em 878, a sentença de excomunhão foi retirada, depois que ele prometeu nunca voltar a Roma. Entretanto, necessitando de sua influência na corte búlgara para estabilizar a política no Sacro Império Romano, o papa João VIII restituiu-lhe os direitos.
Nas próximas décadas, Roma viu sucederem-se mais três pontífices, antes que o próprio Formosus fosse eleito por unanimidade para esse cargo eclesiástico, em 891.
Infelizmente, seus planos políticos para a Igreja continuaram dando errado até Formosus morrer alguns anos depois.


Apesar de morto, os muitos inimigos que ele havia feito buscavam vingança. Um ano após sua morte em 896, o papa Estevão VI mandou desenterrar o corpo de Formosus, vestiu-o com roupas papais e colocou-o no trono para ser julgado.
Um diácono foi designado para falar por Formosus, mas ninguém realmente o defendeu. Formosus foi declarado indigno de ter sido Papa, e seus atos foram todos anulados. Além disso, cortaram-lhe os dedos da consagração e jogaram seu corpo no rio Tibre.
O corpo foi recuperado por monges, mas somente após a morte de Estevão VI é que seria reintegrado na Basílica de São Pedro.
Os julgamentos contra os mortos foram banidos por um tempo, mas o papa Sérgio III reabriu as ações contra Formosus, e seu corpo foi novamente exumado, julgado e decapitado.
Hoje, a Igreja Católica não aprova nenhuma dessas atitudes (consideradas de natureza política).
Fontes
Cadaver Synod, por Colton Kruse
http://www.ripleys.com/weird-news/cadaver-synod/
http://en.wikipedia.org/wiki/Pope_Formosus

01 setembro, 2020

Divisa Haiti - República Dominicana

As duas nações possuem diferentes leis de proteção ambiental.


Pagal Bachha

Vídeo BBC
Haití y República Dominicana: cómo se dividió en dos países la isla más poblada de América

De volta a Hogwarts

#BackToHogwarts
1.º de setembro = 1.º dia de aula do semestre.
O 1/2 bruxo 1/2 trouxa pega às 11h o Expresso Hogwarts na plataforma 9 3/4.
 Muita matemática pela frente!


Relacionadas
http://blogdopg.blogspot.com/2014/01/o-brasao-de-hogwarts.html
http://blogdopg.blogspot.com/2014/02/quem-o-que-onde.html
http://blogdopg.blogspot.com/2015/05/treinamento-avancado.html
http://blogdopg.blogspot.com/2014/07/uma-peleja-magico-galactica.html
http://blogdopg.blogspot.com/2012/01/lembrando-harry-potter.html

Setembro
O nome deste mês vem do termo latino septem, que significa sete. Era originalmente o sétimo mês no antigo calendário romano - que até 153 a.C. tinha dez meses. Setembro representava a celebração dos Ludi Romani - Jogos Romanos, que duravam várias semanas e contavam com corridas de bigas, combates de gladiadores e muitas festas. Espiritualmente, setembro pode ser pensado como o mês em que comemoramos nossas vitórias e realizações pessoais.
(https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=14704)