31 maio, 2019

O lendário John DeLorean

"Me he comprado un DeLorean a plazos, mañana pagué la primera letra."
(Comprei um DeLorean a prazo, amanhã paguei a primeira prestação.)
El Conde Chico

Segundo o site Microsiervos, deverá estrear em junho "Framing John DeLorean", um filme-documentário "dramatizado" sobre o lendário John Zachary DeLorean (1925-2005), o fundador da DeLorean Motor Company, cuja criação mais reconhecível e popular é sem dúvida o DeLorean DMC-12, mais conhecido por ser a máquina do tempo da trilogia "Back to the Future".
A biografia do personagem é instigante (Wikipedia: John DeLorean), e tudo pode ser esperado do filme. Para uns, DeLorean entrou para a história como um renegado da indústria; mas, para outros, ele foi um vigarista perfeito.
Então, vamos ver se o documentário esclarece um pouco as coisas.

"Vamos, vamos. O cliente quer a campanha para ontem." 
(entreouvido numa agência de publicidade em Detroit.)

Chuva /////

E de onde vem essa palavra que tanto mexe com o nosso imaginário?
A origem está no latim pluvia (chuva).
1. A diferença entre a grafia original e a atual está no fato de, na história da língua portuguesa, os grupos "cl", "fl" e "pl" terem evoluído para "ch": clave - chave; "fl": flamma - chama; "pl": plumbu e pluvia - chumbo e chuva.
2. O mesmo não aconteceu com o francês, que manteve uma ortografia muito mais colada ao latim (como acontecia com muitas palavras portuguesas antes da reforma ortográfica de 1911: pharmacia, sciencia, psalmo, martyrio, grammática, annuncio etc.): clé, flamme, plomb, pluie.
Prof. António Pereira, Português em Forma

Quadra chuvosa no Ceará
Com um pequeno atraso, devido ao sumiço temporário do nosso dicionário de rimas, o blog EM publica finalmente sua previsão para o nosso "inverno" em 2019.


Chuvas dos B-R-O, BRO
(As tais chuvas do caju) serão em setembro.

Vale a pena ver assistir de novo
Um coral que faz chover e trovoar

30 maio, 2019

Apenas mais um dia na Idade Média

Uma pessoa aqui está sendo esfaqueada no tórax e na cabeça. E simplesmente não dá a mínima.


Manuscritos medievais apresentam frequentemente "ilustrações assassinas". No entanto, por alguma estranha razão, muitas pessoas parecem estar entediadas com a vida e os assassinos estão lhes fazendo um piedoso serviço.
O site Sad and Useless traz uma relação dessas gravuras em que pessoas estão sendo esfaqueadas, mas não se importam.

Força, kakapo!

"Esse pássaro não voa, mas vai pousar em seu coração."
O kakapo (Strigops habroptilus), também conhecido como caçapo ou papagaio-mocho, é uma espécie de papagaio noturno, endêmico da Nova Zelândia, notável por ser a única espécie da ordem dos psitacídeos incapaz de voar. Chega a pesar 4 kg, pode viver até 90 anos e produz filhotinhos apenas uma vez em períodos de 3 a 6 anos.
O kakapo é uma ave em perigo crítico de extinção. Em 2017, havia apenas 154 membros da espécie no mundo.
Cada um deles é conhecido por um nome exclusivo como Adelaide, Félix etc. E o mais famoso deles é o Siroco (imagem GIF), que já fez um documentário para a BBC.

Siroco tem uma conta no Twitter: https://twitter.com/Spokesbird

Força, kakapo!
Per ardua ad astra = Por (caminhos) árduos aos astros.
A insígnia da Força Aérea Real da Nova Zelândia é o kiwi, um pássaro que não sabe voar.
http://blogdopg.blogspot.com/2014/02/per-ardua-ad-astra.html

29 maio, 2019

Grilagem de terras

No Brasil, grilagem é a falsificação de documentos para, ilegalmente, tomar posse de terras devolutas ou de terceiros, bem como de casas e prédios indivisos.O termo também designa a venda de terras pertencentes ao poder público ou de propriedade particular, mediante falsificação de documentos de propriedade da área. O agente de tal atividade é chamado grileiro.
O termo "grilagem" provém de uma técnica usada para o efeito de envelhecimento forçado de papéis, que consiste em colocar escrituras falsas dentro de uma caixa com grilos, de modo a deixar os documentos amarelados (devido aos excrementos dos insetos) e roídos, dando-lhes uma aparência antiga e, por consequência, mais verossímil. WIKI

A partir daqui extraído de: Grilagem de terras na Amazônia:negócio bilionário ameaça a floresta e populações tradicionais, Greenpeace
Como demonstrado pela fábula do grilo, a ocupação ilegal de terras públicas continua fundamentada na falsificação de papéis e documentos. Muitas vezes, o grileiro nem sequer conhece a terra pretendida. Atualmente, artifícios mais sofisticados, como mapas baseados em imagens de satélite e GPS, substituem a ação dos grilos no processo de apoderação de terras públicas. Com o registro no cartório de títulos de imóveis, o grileiro repete o mesmo procedimento nos órgãos fundiários do governo (Incra, na esfera federal, e órgãos de controle estaduais) e perante à Receita Federal. Através do cruzamento de registros, o grileiro tenta dar uma aparência legal à fraude.
A grilagem acontece até hoje devido às deficiências encontradas no sistema de controle de terras no Brasil. Apesar das diversas propostas, o governo ainda não implementou um registro único de terras ou, ao menos, um cadastro específico para as grandes propriedades.
Tampouco há articulação e cruzamento de dados entre os órgãos fundiários nos três níveis de governo (federal, estadual e municipal). Some-se a isto a existência de diversos títulos de propriedade para uma mesma área e a fiscalização ineficiente nos cartórios de registro imobiliário.
Nesse contexto, multiplicam-se as terras de papel e leva-se a uma situação onde o tamanho das
propriedades privadas pode chegar a uma dimensão maior do que a própria Amazônia.

Centenário do Eclipse de Sobral

"O mundo moderno começou em 29 de maio de 1919, quando fotografias de um eclipse solar, tiradas na Ilha do Príncipe, na África Ocidental, e em Sobral, no Brasil, confirmaram a veracidade da nova teoria do universo." (Paul Johnson, historiador inglês, autor do livro "Modern Times: The World from the Twenties to the Nineties").
A cidade entrou para o cenário mundial como palco da descoberta mais importante da Física: a Teoria da Relatividade. Um marco que se estendeu para todas as áreas do conhecimento. O absolutismo de Newton deu lugar ao relativismo de Einstein.
Anunciada em 1905, a Teoria da Relatividade de Albert Einstein afirmava que a massa dos corpos deforma o espaço próximo a eles, de modo que um raio luminoso é desviado pela deformação. Esta "curvatura da luz" só poderia ser observada através de um eclipse total do Sol, ou seja, quando a lua fica entre o Sol e a Terra, projetando sua sombra em parte da Terra. Com o eclipse, a luz ofuscante do Sol desaparece e se pode ver o brilho das estrelas próximas.
Para confirmar a "curvatura da luz", e consequentemente, comprovar a Teoria da Relatividade, algumas expedições científicas foram organizadas. Seguindo as previsões de eclipses, os cientistas rumaram para locais específicos. Mas suas tentativas foram frustadas. Uma expedição alemã de 1914, por exemplo, foi impedida por questões políticas. O mau tempo atrapalhou outra, de origem argentina, criada em 1916.
Para o dia 29 de maio de 1919, houve a previsão de um novo eclipse. Os estudiosos realizaram uma busca por locais que oferecessem as melhores condições geográficas para se observar o fenômeno. A cidade de Sobral, no Ceará, e a Ilha do Príncipe, na costa ocidental da África, eram os lugares ideais. Duas expedições foram enviadas. Aquela destinada à Sobral era composta por cientistas norte-americanos, brasileiros e ingleses do Observatório de Greenwich.
As experiências na Ilha do Príncipe não foram muito bem sucedidas. Houve uma tempestade. Nuvens ficaram à frente dos astros. As de Sobral, no entanto, puderam ser consideradas um sucesso.
O método de observação era simples. No momento em que a Lua cobriu o Sol, várias chapas fotográficas, de câmeras acopladas a telescópios, foram tiradas em sucessão, para registrar a posição das estrelas que estivessem visualmente próximas da coroa solar. Depois, estas fotos foram comparadas a chapas parecidas, tiradas três meses depois, durante a noite. A conclusão foi a de que Einstein estava certo. A luz faz realmente uma curvatura.
O dia que virou noite
Sobral viveu em 29 de maio de 1919 um de seus mais peculiares dias. No início daquela manhã, a população foi às ruas. Os sobralenses misturaram-se a vizinhos de outras localidades para conferir o anunciado fenômeno que tomaria conta dos céus. Para uns, o "fim do mundo". Para outros, "um milagre". Os mais esclarecidos sabiam que se tratava de um eclipse total do Sol.
Os sobralenses espantaram-se com os visitantes estrangeiros, que utilizavam toda a sua parafernália de equipamentos, instalados em plena praça, na frente da Igreja do Patrocínio. Os cientistas estavam extremamente ansiosos pois o dia amanhecera nublado. Mas as nuvens, que pareciam tentar esconder o eclipse, logo se afastaram.
No ápice do fenômeno, às oito horas e 56 segundos, o dia escureceu. Confusos, os galos cantaram como se fosse noite. Nos rostos da população, a estampa do medo. Ouvia-se a cacofonia de vozes assustadas, murmurando preces tão desesperadas que nem sempre podiam ser compreendidas. As orações misturavam-se ao estalar de pernas na correria em direção à proteção da Igreja.
No entanto, as faces dos cientistas expressavam sorrisos admirados e satisfeitos. A visão da coroa solar, por si só, já os deslumbrava. E as estrelas, sempre ofuscadas pelo Sol, puderam ser vistas e fotografadas. O eclipse durou cinco minutos e 28 segundos. O dia clareou. Os galos se calaram. A Teoria da Relatividade estava comprovada. Existia uma nova teoria do Universo.
Há um século, portanto.
http://www.fisica.net/relatividade/o-eclipse-de-1919.php
http://centenarioeclipse.sobral.ce.gov.br
Em 1999, em comemoração aos 80 anos do fenômeno que ajudou a comprovar a Teoria da Relatividade, a Prefeitura Municipal de Sobral criou o Museu do Eclipse (foto). Situado no local em que a expedição científica realizou suas observações astronômicas, sua arquitetura arrojada, com projeto do sobralense Antenor Coelho, tem a forma de duas meias luas. Elas ficam parcialmente no subsolo, não agredindo o projeto urbanístico da praça. Em sua exposição permanente, o Museu exibe painéis com mapas e fotos de Sobral (na época do eclipse), dos integrantes da expedição e dos instrumentos por eles utilizados. Uma luneta que pertenceu a Henrique Morize, o astrônomo que chefiou a comitiva brasileira de 1919 em Sobral e diretor do Observatório Nacional na época, também está no museu, além de jornais de novembro do mesmo ano, com os resultados das observações do eclipse em que se comprovou a teoria de Einstein.

28 maio, 2019

A Política do Avestruz

Os avestruzes continuam suas atividades diárias enterrando suas cabeças, acreditando que isto é um comportamento instintivo. No entanto, um dia, uma pesquisa do filogeneticista Dr. Kays prova o contrário.
Mas... tudo resiste a uma ideia cujo tempo não chegou.



Reddit: The Ostrich politic - Animation short film
YouTube: https://youtu.be/5HEN37zhcGA

Contraditório
Para os animais subterrâneos o avestruz é quem melhor encara a realidade. AVE, AVESTRUZ

O vocábulo português avestruz provém do substantivo masculino espanhol avestruz. Por sua vez, o vocábulo espanhol deriva de ave + estrutz, termo occitano proveniente do latim struthio,-onis, também masculino, e este do grego strouthíon, -onos, redução de strouthokámelo, vocábulo masculino e feminino. Apesar de o gênero masculino (o avestruz) ser mais usado no português do Brasil e de o gênero feminino (a avestruz) ser mais comum no português europeu, há ocorrências consideráveis deste substantivo nos dois gêneros em páginas portuguesas e brasileiras na internet.

Parafuso telúrico

Em 1862, um geólogo francês chamado Alexandre-Emile Beguyer de Chancourtois (1820 - 1886), organizou os elementos químicos conhecidos em ordem crescente de suas massas atômicas por uma linha espiral em volta de um cilindro. Esse arranjo ficou conhecido como parafuso telúrico, sendo o termo telúrico referente à terra.
Chancourtois traçou as massas atômicas na superfície de um cilindro com uma circunferência de 16 unidades, a massa atômica aproximada do oxigênio. A curva helicoidal resultante apresentou elementos estreitamente relacionados em pontos correspondentes acima ou abaixo no cilindro. Assim, ele sugeriu que "as propriedades dos elementos são as propriedades dos números".
Apesar disso ocorrer entre alguns elementos, o grande número de irregularidades encontradas fizeram com que o trabalho de Chancourtois não recebesse maior atenção de parte da comunidade científica da época.
Foi a tabela de Dmitry Mendeleyev, publicada em 1869, que alcançou o reconhecimento mundial.
Hoje se conclui que a razão principal da refutação de seu trabalho não se concentrava apenas na questão experimental, mas na excessiva complexidade de seu trabalho para os métodos de se fazer ciência da época. Além disso, os editores omitiram uma tabela explicativa considerada crucial para a compreensão do trabalho

27 maio, 2019

OMS reconhece "burn-out"

GENEBRA (AFP) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu pela primeira vez o "esgotamento" em sua Classificação Internacional de Doenças (CID), que é amplamente usada como referência para diagnósticos e seguradoras de saúde.
A decisão, tomada durante a Assembléia Mundial da Saúde em Genebra, que termina na terça-feira (28 de maio), contribuirá para encerrar décadas de debate entre especialistas sobre como definir o burn-out e se este deveria ser considerado uma situação médica.


Na última atualização de seu catálogo de doenças e lesões, a OMS define burn-out como "uma síndrome resultante do estresse crônico no local de trabalho que não foi gerenciada com sucesso".
A síndrome é caracterizada por três dimensões:
1) sentimentos de esgotamento ou exaustão de energia;
2) aumento da distância mental do trabalho, ou sentimentos de negativismo ou cinismo relacionados ao trabalho; e
3) redução da eficácia profissional.
"Burn-out refere-se especificamente a fenômenos no contexto ocupacional e não deve ser aplicado para descrever experiências em outras áreas da vida", de acordo com a classificação.
A lista atualizada da CID, apelidada de CID-11, foi elaborada no ano passado, seguindo recomendações de especialistas em saúde em todo o mundo, e foi aprovada no sábado. Deverá entrar em vigor em janeiro de 2022, contendo inclusive vários outros acréscimos.

www.straitstimes.com/

Superlotação no pico do Everest

25/05/2019 – O bom tempo atraiu alpinistas e provocou congestionamento no trecho final da escalada do Everest. Pessoas estavam aguardando na fila por mais de 12 horas para chegar ao cume da montanha – um nepalês, um austríaco e dois indianos morreram por esgotamento, durante a espera em condições extremas, ou doentes, após regressarem.
A janela de ataque ao cume do Everest é de apenas uns 5 dias por ano. Neste ano, o governo do Nepal emitiu cerca de 380 permissões: são 2 pessoas por permissão (o cliente e o sherpa), afora os escaladores do lado do Tibete (uns 140). A treta por lá é que os sherpas e as agências tornam a subida "facil" (eles instalam cordas, escadas e pontes), não sendo necessário ter muita experiência, e sim grana.
Por isso, a escalada acaba sendo um hobby de rico. Resume como é o turismo hoje em dia. Todo mundo fazendo fila para tirar selfies nos locais famosos, fingindo que está tudo bem.
Esta imagem do congestionamento no pico do Everest – que lembra o Machu Pichu, não pela paisagem, mas pela fila de chineses nas trilhas da montanha sagrada, talvez seja a metáfora mais precisa para o atual momento da espécie humana.


– Tem mais de uma centena de picos com alguns metros a menos do que o Everest completamente vazios. A humanidade é muito louca.
https://twitter.com/escricco
Resposta – Se eu estivesse no Everest venderia meu lugar na fila e iria tentar a sorte no Monte K2.
O SEGUNDO
http://preblog-pg.blogspot.com/2008/01/o-segundo.html

– Nunca pensei que leria "superlotação" e "Everest" na mesma frase.
https://twitter.com/FernandaLizardo
Resposta – Digitar "superlotação" e "Everest" no Google já está dando 49.500 resultados.
GOOGLEWHACK
https://blogdopg.blogspot.com/2019/03/googlewhack.html

26 maio, 2019

A bile de Pitigrilli

A única ginástica que faço é ir ao funeral dos amigos que fazem ginástica.

No amor é como nos contratos: o último cancela todos os anteriores.

Mantenha o moralista a uma distância prudente, porque a moralidade é como a Trichinella: ela vive na carne do porco.

Não me dê conselho, sei errar sozinho.

A pior batalha será sempre entre o seu coração e a sua mente.

http://blogdopg.blogspot.com.br/2014/05/trilussa-e-missiroli.html
http://blogdopg.blogspot.com.br/2018/01/do-prefacio-ao-posfacio.html

A evolução do violão brasileiro em dez músicas

por Marcos Kaiser

(1917 - 1999)
1917 - Marcha dos Marinheiros ~ Américo Jacomino (Canhoto)
1920 - Choro nº 1 ~ Heitor Villa-Lobos
1926 - Sons de Carrilhões ~ João Pernambuco
1941 - Magoado ~ Dilermando Reis
1945 - Gente Humilde ~ Aníbal Sardinha (Garoto)
1959 - Manhã de Carnaval ~ Luiz Bonfá
1960 - Bachianinha nº 1 ~ Paulinho Nogueira
1963 - O Astronauta ~ Baden Powell
1988 - Bate-Coxa ~ Marcos Pereira
1999 - Di Menor ~ Guinga

25 maio, 2019

O anjo nigeriano

Zeal Akaraiwai tem um elegante Mercedes preto, de motor potente e bancos de couro. Consultor financeiro, com 40 anos, Zeal estaciona seu veículo luxuoso em frente a um hospital de Lagos, cidade mais populosa da Nigéria, com quase 8 milhões de habitantes.
Ele é recebido calorosamente por uma equipe de assistentes sociais do hospital. Eles então entregam ao consultor uma lista com os nomes dos pacientes que receberam alta, mas que não podem sair do hospital porque não têm dinheiro para pagar a conta.
Na visita ao hospital, Zeal conversa com todos os pacientes da lista elaborada pelos assistentes sociais. Depois, vai até o caixa e liquida as contas. Ele diz que o fato de precisar fazer esse tipo de filantropia o deixa triste, porque reconhece que o trabalho acaba por mostrar um fracasso do governo da Nigéria.
"O simples fato de uma pessoa ter que ir a um hospital para pagar as contas de pessoas que não podem sair do local diz muito sobre as injustiças do sistema", afirma o consultor. "Não há razão para não termos plano de saúde adequado para todo mundo, nosso país tem pessoas inteligentes que precisam pensar em estratégias para resolver essa situação."
Apenas 5% da população nigeriana têm seguro de saúde particular - o país tem uma população de 186 milhões de pessoas.
Na sociedade nigeriana há certo ceticismo sobre a criação de um serviço universal de saúde, como Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Não se sabe se o Estado teria dinheiro para bancar o atendimento de milhões de pessoas em um país cuja desigualdade entre ricos e pobres é gigantesca.

Linda Pressly
Da BBC News em Lagos

Feliz Dia da Toalha

Todo dia 25 de maio os fãs da série "O guia do mochileiro das galáxias", do autor britânico Douglas Adams, comemoram o Dia da Toalha. A série de cinco livros conta a história de Arthur Dent e seus amigos em aventuras pelo espaço, e a toalha é um item essencial para esses viajantes. Por isso, durante todo esse dia, os fãs carregam uma toalha com eles. Alguns usam como uma capa, outros como um turbante, o importante é carregá-la todo o tempo e, claro, postar fotos nas redes sociais.


O Dia da Toalha (em 2016)

---------------------------------------------------------------------------------------------------

O provérbio "A canalha não precisa de toalha" significa que como os miúdos (crianças pequenas) são tão rápidos para secarem-se nem precisam da toalha.

Não entre em pânico e pegue sua toalha.

O sentido da vida, o universo e tudo mais é 42!

Os 9 usos diferentes para toalhas
1. Agasalho
2. Cama
3. Cobertor
4. Vela de jangada
5. Arma em combate corpo a corpo
6. Máscara contra substâncias tóxicas
7. Barreira para evitar o olhar da Terrível Besta Voraz de Traal
8. Bandeira pra pedir socorro
9. Se enxugar
10. Para surrar o marido infiel

Hoje esta imagem é tudo!

24 maio, 2019

Velhos companheiros


Acredito então que seja simplesmente verdade que os livros têm um sentimento muito pessoal sobre os lugares que ocupam nas prateleiras. Eles gostam de estar perto de companheiros adequados, e lembro-me de uma vez que, ao entrar em minha biblioteca, eu fiquei persistentemente perturbado por minha "Jane Eyre". Indo até lá, imaginando qual seria o problema e inquieto por causa disso, só depois de uma manhã de desconforto é que descobri que ela tinha sido colocado ao lado de minha Jane Austen's. Bem, qualquer um que se lembrasse de como Charlotte criticava Jane entenderia por que isso aconteceu.
~ Hugh Walpole, 1926

A propósito: EM BIBLIOTECA TUDO SE SABE, 1981

O quilo morreu! Viva o quilo!

Por 130 anos, um cilindro feito de uma liga de platina e irídio e armazenado em Saint Cloud, Paris, tem sido a referência para a definição oficial de um quilograma, a unidade básica de massa aceita internacionalmente. Isso mudou para sempre em 20 de maio de 2019, quando coincidindo com o Dia Internacional de Metrologia, pela primeira vez todas as unidades básicas de medição se tornaram oficialmente definidas em termos de propriedades atômicas e constantes da física fundamental, em vez de serem por objetos específicos criados pelo homem.
Por que não usar um objeto como referência?
Os outros objetos em que os padrões físicos foram baseados, como o medidor padrão, já foram substituídos há vários anos, no entanto, o quilograma acabou por ser uma unidade muito mais difícil de definir em termos absolutos, razão pela qual físicos e engenheiros sempre foram frustrados pela inevitável imprecisão de uma unidade baseada em um objeto físico.
Apesar das precauções tomadas, sempre que o quilo padrão mantido em Paris é manipulado, para compará -lo com outras unidades, que podem então ser usadas para calibrar outros instrumentos em outras partes do mundo, era impossível impedir que sua massa mudasse um pouco . De fato, durante sua vida útil, estima-se que esse quilograma padrão tenha perdido aproximadamente 50 microgramas.
Em nossa vida diária esta perda é irrelevante, mas para "fazer ciência", com a precisão que é necessária, isso é inaceitável.
O novo quilo
Balança de Kibble
Agora, em vez de definido por uma peça específica de metal, um quilo é definido pelo valor numérico de uma constante fundamental conhecida como constante de Planck . Esta constante relaciona a energia de um fóton - uma partícula de luz - com sua frequência. E como a energia e a massa estão intimamente relacionadas, de acordo com a famosa equação E = mc2 de Einstein, os cientistas pensaram que a constante de Planck poderia ser usada para definir um quilo.
Mas eles tiveram que esperar pela 26.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas, realizada em novembro de 2018, para anunciar que, graças às balanças de Kibble (imagem), tinham conseguido obter medições suficientemente precisas.
Parece estranho, mas o quilograma é definido de acordo com o metro e o segundo (6.62607015 * 10-34 Kg * m2 * s), que, por sua vez, são definidos de acordo com constantes físicas. E, portanto, o quilo se torna completamente definido também em termos de constantes físicas que nunca mudarão.
E essa mudança entrou em vigor em 20 de maio de 2019. Agora podemos agora dizer que um quilograma é a massa de 1.4755214 × 1040 fótons emitidos pelos átomos de césio usados ​​em relógios atômicos.
Webgrafia
https://www.nationalgeographic.com.es/ciencia/kilo-ha-muerto-larga-vida-kilo_14270/2
https://blogdopg.blogspot.com/2014/04/como-algo-deixou-de-ser-grave.html
https://blogdopg.blogspot.com/2014/04/o-grande-k.html

23 maio, 2019

Uma fonte de esperanças e sonhos

A incrível história de como um livro - um livro em particular - se tornou uma tábua de salvação para as adolescentes da escola secreta que Helen montou no gueto de Varsóvia como um antídoto aos inúmeros assaltos contra a dignidade a que os nazistas submetiam esses jovens judias: a negação da educação básica. ~ Maria Popova, Brain Pickings

Querida amiga,
Você poderia imaginar um mundo sem acesso à leitura, ao aprendizado, aos livros?
Aos vinte e um anos, fui forçada a entrar no gueto da Segunda Guerra Mundial na Polônia, onde ser pego lendo qualquer coisa proibida pelos nazistas significava, na melhor das hipóteses, trabalho duro; na pior das hipóteses, morte.
Lá, eu conduzi uma escola clandestina oferecendo às crianças judias uma chance na educação essencial negada por seus captores. Mas logo cheguei a sentir que ensinar essas jovens almas sensíveis ao latim e à matemática estava enganando-as de algo muito mais essencial - o que elas precisavam não era de informação seca, mas de esperança, do tipo que é transportada para um mundo de sonhos.
Um dia, como se adivinhasse meus pensamentos, uma garota me implorou: "Por favor, poderia nos contar um livro, por favor?"
Eu tinha passado a noite anterior lendo "Gone with the Wind" (E o Vento Levou...) - um dos poucos livros contrabandeados que circulava entre pessoas de confiança, através de um canal subterrâneo, e com a palavra de honra para ler apenas à noite, em segredo. Ninguém tinha permissão para manter um livro por mais de uma noite - assim, se informado, o livro já teria mudado de mãos quando os inquisidores chegassem.
Eu tinha lido "Gone with the Wind" desde o anoitecer até o amanhecer e ainda iluminava o meu próprio mundo dos sonhos, quando convidei esses jovens sonhadores a se juntarem a mim. Quando lhes "contei" o livro, eles compartilharam os amores e provações de Rhett Butler e Scarlett O'Hara, de Ashley e Melanie Wilkes. Por aquela hora mágica, nós escapamos para um mundo não de assassinato, mas de boas maneiras e hospitalidade. Todos os rostos das crianças se animaram com nova vitalidade.
Uma batida na porta quebrou nosso mundo compartilhado de sonhos. Enquanto a classe silenciosamente saía, uma menina pálida de olhos verdes se virou para mim com um sorriso choroso: "Muito obrigado por essa jornada em outro mundo. Poderíamos, por favor, fazer isso de novo, em breve?". Eu prometi que iríamos, embora eu duvidasse que teríamos muito mais chances. Ela colocou os braços em volta de mim e eu sussurrei:
- Até mais, Scarlett.
- Acho que prefiro ser Melanie - respondeu ela -, embora Scarlett devesse ter sido muito mais bonita!
Quando os acontecimentos no gueto tomaram seu rumo, a maioria dos meus companheiros sonhadores foi vítima dos nazistas. Dos vinte e dois alunos da minha escola secreta, apenas quatro sobreviveram ao Holocausto.
A menina pálida de olhos verdes foi uma delas.
Muitos anos depois, finalmente consegui localizá-la e nos conhecemos em Nova York. Uma das maiores recompensas da minha vida continuará sendo a lembrança de nosso encontro, quando ela me apresentou ao marido como "a fonte de minhas esperanças e sonhos em tempos de total privação e desumanização".
Há momentos em que os sonhos nos sustentam mais que fatos. Ler um livro e render-se a uma história é manter nossa humanidade viva.
Atenciosamente,
Helen Fagin

Um conforto às famílias dos pacientes

Uma enfermeira do Intermountain Medical Center, em Salt Lake City, é responsável por uma forma de iniciativa para confortar as famílias de pacientes que morreram na UTI respiratória do hospital, relata a TV KSL.
Para consolar os parentes dos pacientes, Lisa Beglarian , imprime a tira do eletrocardiograma de um paciente e a coloca em um tubo de laboratório, com a seguinte mensagem para a família dele:
"Que meu coração seja sempre um suave lembrete do amor que tenho por você".
Aqui está uma foto de uma tira de ECG, com o cartão que Beglarian fez em nome de um paciente:

22 maio, 2019

Dia do Abraço, 2019


Agende-se
13/04 - Dia do Beijo
22/05 - Dia do Abraço (hoje)
Esta data teria surgido de uma iniciativa do australiano Juan Mann ao criar a campanha Free Hugs Campaign, em 2004, com o simples objetivo de distribuir abraços "gratuitos" pelas ruas de Sydney.
21/06 - Dia do Aperto de Mão
04/10 - Dia do Sorriso
O Dia Mundial Oficial do Sorriso, conhecido em inglês como World Smile Day, foi criado em 1999, sendo celebrado desde então todos os anos na primeira sexta-feira do mês de outubro. A sua criação deve-se a Harvey Ball, um artista de Worcester, Massachussets.
13/11 - Dia da Gentileza
A data surgiu numa conferência em Tóquio, Japão, realizada em 1996, reunindo grupos que propagavam a ideia da gentileza.

Prêmio Camões 2019 para Chico Buarque

O compositor, romancista e dramaturgo Chico Buarque foi homenageado nesta terça-feira (21/05) com o Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa. Essa é a primeira vez que um músico é agraciado com o troféu, que é um reconhecimento pela obra completa do autor.
Um dos maiores nomes da MPB, Chico foi eleito por unanimidade pelo júri composto pelos portugueses Clara Rowland e Manuel Frias Martins, pelos brasileiros Antonio Cícero Correia Lima e Antônio Carlos Hohlfeldt, pela angolana Ana Paula Tavares e pelo moçambicano Nataniel Ngomane.
O júri destacou o "caráter multifacetado" do trabalho de Chico, além de afirmar que a escolha ocorreu tanto pela qualidade da obra do compositor quanto por sua "contribuição para a formação cultural de diferentes gerações" em vários países de língua portuguesa. "Seu trabalho atravessou fronteiras e mantém-se como uma referência fundamental da cultura do mundo contemporâneo", ressaltou em nota.
O peso literário das composições de Chico também foi destacado. "Evidente que esse prêmio é um reconhecimento pela poesia dele nas letras de música, que também são literárias, não só pelos livros. São poemas. Grandes poemas. A música 'Construção', por exemplo, é um poema até raro de se fazer", afirmou o escritor Antonio Cicero, ao jornal Folha de S.Paulo.
Francisco Buarque de Hollanda nasceu em 19 de junho de 1944, no Rio de Janeiro. Começou sua carreira musical na década de 1960 e se tornou um dos maiores compositores brasileiros. Em 1967, escreveu sua primeira peça de teatro, "Roda Viva". Em 1991, publicou seu primeiro romance, "Estorvo".
O sucesso como escritor lhe rendeu três prêmios Jabuti, a premiação literária mais importante do Brasil, de melhor livro do ano, por "Budapeste", em 2006, e "Leite Derramado", em 2010. Já "Estorvo" ganhou na categoria melhor romance. Seu último livro, "O Irmão Alemão", foi publicado em 2014.
O Prêmio Camões foi criado em 1988 pelo Brasil e por Portugal, com o objetivo de distinguir um autor "cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento do patrimônio literário e cultural da língua comum". Ao longo de sua história, a distinção já homenageou 13 escritores brasileiros.
Ao ganhar o prêmio, Chico receberá também 100 mil euros.
Paris, 21/05 - "Fiquei muito feliz e honrado de seguir os passos de Raduan Nassar", afirmou Chico Buarque, referindo-se ao compatriota que ganhou o Prêmio Camões em 2016.

21 maio, 2019

Botas de camelo

Uma viagem ao Saara.


Ponta de estoque: sapatos de crocodilo

De herege a santa

Joana d'Arc, da região de Lorena, França, nascida provavelmente em 1412.
Vestida como homem, la Rousse (a Ruiva) liderou o exército francês à vitória sobre os ingleses em Orleães, na Guerra dos Cem Anos (que, na realidade, durou 116 anos).
Mais tarde, capturada e entregue ao inimigo, após ser condenada em um "julgamento" presidido por Pierre Cauchon, um bispo pro-inglês, ela foi excomungada e queimada em uma fogueira, em 1431. Crimes: heresia e cross-dressing (travestismo).
Em 1456 (e um pouco tarde para a pobre Joana), o Papa Calisto III realizou um novo julgamento em que ela foi inocentada de todas as acusações.
Ela foi declarada mártir, canonizada (em 1920), e tornou-se Santa Joana d'Arc, a padroeira da França.

O Caso Dreyfuss | O infame Caso Dred Scott | A história de Tortora | O julgamento dos 7 erros

20 maio, 2019

Selos métricos

Em 1975, a Suécia emitiu selo retratando uma fita métrica (figura) para homenagear o centenário da Convenção Internacional do Metro, em Paris. Pelo menos dez outros países emitiram selos para comemorar o mesmo evento, incluindo a Noruega, a Bulgária, a Romênia, a França, a União Soviética, mas não os EUA.
Vi no http://pballew.blogspot.com.br/2018/05/on-this-day-in-math-may-20.html#links
A Convenção do Metro (no original em língua francesa: Convention du Mètre) é uma convenção internacional assinada em Paris, em 20 de maio de 1875, por 17 Estados (inclui o Brasil), com o propósito de estabelecer uma autoridade internacional no campo de metrologia e da qual resultou a adoção do metro como unidade básica de medida do comprimento. Atualmente, são 51 os Estados signatários.
Ver também: Como é prático o sistema métrico e Países não métricos

Ora direis, ouvir abelhas

Nós enfrentamos uma crise global. O declínio significativo da população de abelhas e de outros polinizadores ameaça a segurança alimentar, a biodiversidade e os ecossistemas, com consequências drásticas para a raça humana e o planeta. Os declínios são consequências de atividades humanas: agricultura intensiva, destruição e fragmentação de habitats naturais, uso disseminado de pesticidas, poluição causada por resíduos, declínio de práticas baseadas em conhecimentos indígenas e locais, mudança climática e o crescimento global crescente da população.

As abelhas são uma espécie-chave e a polinização é um processo-chave em ecossistemas terrestres naturais e manejados por humanos. As abelhas polinizam a maioria das plantas, fornecendo-nos a comida que comemos e o ar limpo que respiramos. A polinização também tem um impacto positivo sobre o meio ambiente em geral, ajudando a manter a biodiversidade e os ecossistemas vibrantes dos quais depende a agricultura. Sem polinização, inúmeras espécies interconectadas e os processos que funcionam dentro de um ecossistema entrariam em colapso.

Mais de 80 por cento das culturas alimentares requerem polinização. Precisamos aprender mais sobre polinizadores, serviços de polinização de plantas e interações entre agroecossistemas e manejos de polinização, para entender como conservá-los e manejá-los para manter a biodiversidade, garantir a saúde do ecossistema e melhorar os meios de subsistência humanos. Ao identificar os polinizadores, monitorar seus declínios e entender as interações planta / polinizador, ajudamos a expandir a base de nossos conhecimentos.


Apicultores brasileiros encontram meio bilhão de abelhas mortas em três meses.
Casos foram detectados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Análises laboratoriais identificaram agrotóxicos em cerca de 80% dos enxames mortos no RS.

Reportagem da Agência Pública

Dia Mundial das Abelhas
O 20 de maio foi escolhido pela ONU para a data por ser o dia do nascimento de Anton Janša, esloveno nascido no século XVIII que foi pioneiro na criação e uso de técnicas modernas de apicultura.


19 maio, 2019

Fones de ouvido - 12


Pedir pelo nome "fone de gatinho". Mas isto não leva a crer que um gato de verdade consiga usá-los!

+ fones de ouvido
1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 89, 10 e 11

O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus

Sinopse
Na Inglaterra dos dias atuais, o imortal e milenar doutor Parnassus que comanda a companhia teatral "Imaginarium" — integrada por um mágico de cartas, Anton, e um anão, Percy —, oferece ao público um espetáculo irresistível através de um espelho mágico, um artefato que dá a seu usuário a chance única de viajar para um mundo fantástico e desconhecido, no qual é possível controlar a imaginação alheia. O poder que o doutor hoje possui lhe fora concedido em tempos remotos através de um pacto com o diabo. Agora que o aniversário de dezesseis anos de sua filha, Valentina, está próximo, o diabo volta para receber seu pagamento: a alma da jovem.
Para não perder a filha, Parnassus negocia um novo pacto através de uma aposta: Valentina será daquele que conseguir seduzir cinco almas primeiro. É aí que a trupe encontra o jovem Anthony "Tony" Shepherd pendurado num cabo da ponte Blackfriers, em Londres. Depois de salvo, o vigarista com sérios problemas com a máfia russa, excelente contador de histórias e cafajeste sedutor coberto de uma aura misteriosa, se junta ao grupo e embarca numa viagem por mundos paralelos, disposto a ajudar Parnassus a resgatar sua filha. Para passar de uma dimensão à outra, Tony entrará no espelho mágico onde sua aparência muda radicalmente.
https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Imaginarium_of_Doctor_Parnassus
A tragédia
Heath Ledger foi encontrado morto em seu apartamento em Manhattan, em 22 de janeiro de 2008. Ao seu lado, estava um punhado de remédios. Seu falecimento por overdose chocou os fãs e ampliou ainda mais a expectativa por Batman - "O Cavaleiro das Trevas", onde interpretaria o Coringa. Entretanto, Ledger já havia concluído o filme antes de falecer. O filme que enfrentou vários problemas devido à sua morte foi "O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus".
https://blogdopg.blogspot.com/2019/04/ha-um-coringa-na-multidao.html
O que fazer?
Após a completa paralisação das filmagens por alguns meses, o diretor Terry Gilliam teve que reescrever todo o roteiro, já que Ledger apenas tinha gravado cerca de 1/3 das sequências. A saída foi convidar três astros amigos do diretor, Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell, e incluir na trama que o personagem Tony passava por transformações físicas ao longo de sua jornada. O trio doou o salário ganho por este filme para a pequena Matilda, filha de Ledger.
http://www.adorocinema.com/noticias/filmes/noticia-112516/?page=2
Trailer

18 maio, 2019

📞192

Qual é sua emergência?


Slideshow: ASSENTO PAGO

Pílulas do cometa (2)

18 de maio - Era a data prevista para a maior aproximação do Halley de nosso planeta (22 milhões de km) na aparição de 1910, e a Terra passaria por dentro da cauda do cometa. Após a descoberta, feita pela espectroscopia, de cianogênio (um gás tóxico) na cauda do Halley, o químico Camille Flammarion afirmou que, na passagem da Terra por essa região, o gás impregnaria a atmosfera e possivelmente eliminaria a vida do planeta. A divulgação de especulações sensacionalistas como essa fez com que muitas pessoas, em pânico, comprassem de charlatães, entre outras coisas, máscaras antigás, pílulas e guarda-chuvas contra o cometa.
Outros capitalistas empreendedores criaram esquemas mais nefastos. Fraudadores venderam "pílulas anticometa", com uma marca que prometia ser "um elixir para escapar da ira dos céus", enquanto um médico vudu no Haiti estaria vendendo as pílulas "O mais rápido que puder". Dois charlatães texanos foram presos por comercializar pílulas de açúcar para "a cura todos os cometas", mas a polícia os liberou quando os clientes exigiram sua liberdade. Máscaras de gás também voaram das prateleiras.
E houve produtos que usaram o cometa na propaganda, como o sabonete Pears que adotou o slogan "O sabonete Pears é visível dia e noite em todo o mundo".
Na realidade, o gás era tão rarefeito que nenhum efeito maléfico ocorreu na Terra em sua passagem pela cauda do cometa.
https://www.wired.com/2015/01/fantastically-wrong-halleys-comet/

"Velha, guarde este guarda-chuva. Quando o cometa olhar seu rosto, a terra estará salva."
http://www.wordcraft.net/comets2.html

17 maio, 2019

Vai encarar?


Metáforas para a vida e A vida é aquilo...

A lentidão vence

"O fato de o autor pensar devagar não é sério, mas o fato de ele publicar mais rápido do que ele pensa é indesculpável."
~ Wolfgang Pauli


Todos se lembram da história da tartaruga e da lebre, mas ninguém parece ter aprendido a lição que ela ensina: a lentidão vence.
Acontece que a fábula acertou. A pesquisa sugere regularmente que o chamado pensamento lento requer um pensamento mais disciplinado e produz decisões mais produtivas do que reações rápidas, que são menos precisas ou menos úteis. E o pensamento lento é - como a tartaruga, lenta mas seguramente - o que avança em novas intervenções nos campos mais díspares.

O estudo "Becoming a Man" (Tornando-se um Homem) da Universidade de Chicago, Harvard, Northwestern e da Universidade da Pensilvânia descobriu que as intervenções de pensamento lento, para os jovens que moram nos bairros mais cheios de gangues de Chicago, reduziram suas chances de se envolverem com crimes e melhoraram seu desempenho escolar em até 44 por cento.

Em um exercício, alunos empilharam 36 copos plásticos numa pirâmide em três minutos. Conseguiram-no aqueles que mantiveram um ritmo constante até a última taça, enquanto a pressão do tempo levou ao colapso das pirâmides por parte de outros. É como uma metáfora para a vida real, onde você tem que se concentrar através de distrações.

Shane Frederick, professor da Escola de Administração de Yale, é conhecido por ter criado o "Teste de Reflexão Cognitiva", uma medida simples para determinar se uma pessoa resolve um problema "rapidamente, com pouca deliberação consciente" ou "através de pensamento reflexivo e lento". Daniel Kahneman, o único não-economista a receber o Prêmio Nobel de Economia, incluiu o teste em seu livro "Thinking, Fast and Slow" (Pensando, Rápido e Lento).
Tem três perguntas:
1) Um bastão e uma bola custam US $ 1,10. O bastão custa US $ 1,00 a mais que a bola. Quanto custa a bola?
____cents
2) Se forem necessários cinco minutos a cinco máquinas para fazer cinco widgets, quanto tempo levaria a 100 máquinas para fazer 100 widgets?
____minutos
3) Em um lago, há uma cobertura de lírios. Todos os dias, a cobertura dobra de tamanho. Se levar 48 dias para cobrir todo o lago, quanto tempo levaria para cobrir a metade do lago?
____dias
Comentário
O que torna essas perguntas tão simples tão complicadas é que elas são feitas sob medida para tentar a intuição humana com respostas erradas específicas. Das 3.428 pessoas que Frederick pesquisou em seu estudo, 33% perderam as três perguntas e 83% perderam pelo menos uma das perguntas. Das várias universidades das quais Frederick coletou dados, o MIT teve a maior porcentagem de alunos para responder a todas as perguntas corretamente - apenas 48%.Frederick disse que os entrevistados normalmente deram as seguintes respostas intuitivas, mas incorretas: 1) 10 centavos, 2) 100 minutos e 3) 24 dias. A resposta correta para a primeira pergunta é de 5 centavos. A resposta correta para a segunda questão é de cinco minutos. A resposta correta para o terceiro problema é de 47 dias.

Pessoas otimistas têm uma coisa em comum: sempre atrasadas.
Elas acreditam que podem encaixar mais tarefas em uma quantidade limitada de tempo do que as outras pessoas e prosperar quando têm multitarefas. Simplificando, eles são fundamentalmente esperançosas.
Uma pessoa com tendência para o atraso gosta de parar e cheirar as rosas… Permanecer excessivamente ligada a horários significa incapacidade de aproveitar o momento.

https://www.bostonglobe.com/ideas/2015/07/25/the-power-slow-thinking/ToZbzYl7rG0yVMCtsZ7WnJ/story.html
https://waitbutwhy.com/2015/07/why-im-always-late.html

16 maio, 2019

Thanos

É um personagem fictício, um supervilão inspirado em Thanatos. Ele aparece nas histórias em quadrinhos publicadas pela Marvel Comics e é considerado uma grande ameaça ao Universo Marvel. O personagem é descrito geralmente como um Titã louco, já que, apesar de ser poderoso, ele era rejeitado pelos outros por causa de sua aparência. O personagem apareceu pela primeira vez em "Iron Man" #55 (fevereiro de 1973) e foi criado pelo escritor-artista Jim Starlin, que admitiu ter se inspirado em Thanatos, o deus grego da morte, para a criação do Titã louco.
Para comemorar o lançamento do filme "Vingadores: Ultimato" (2019), Google fez um easter egg [1][2] com a manopla.


Como é a brincadeira:
Entre no Google e pesquise Thanos.
No lado direito da tela, no resumo da Wikipedia, clique sobre a manopla.
Algo então acontece na página de pesquisa do Google.

========================================================

Segundos após ...
Oi! Eu sou o broot, um ser artificial criado para retuitar tweets com a palavra "vingadores" pois também sou um vingador!
@brtng44

O besouro-artilheiro

O termo besouro-artilheiro é a designação comum a diversas espécies de besouros da família dos carabídeos, como o Brachinus crepitans. Esse inseto vive a maior parte do tempo escondendo-se entre raízes de árvores ou debaixo de pedras. Sendo um animal carnívoro, eles alimentam-se de insetos de corpo mole. Podem ser encontrados em todo mundo, menos na Antártida.
Sua defesa consiste em produzir um jato quente para repelir possíveis predadores. Esse material fica localizado em seu abdômen, em duas glândulas, que possuem substâncias químicas que explodem quando misturadas (hidroquinona e peróxido de hidrogênio), mas são inertes quando mantidas separadas.
Assim, a primeira capacidade é que esse besouro possui duas bolsas distintas que mantêm as substâncias químicas separadas até que ele precise da reação química para protegê-lo.
A segunda capacidade é que esse besouro possui um revestimento de amianto em seu "caldeirão", uma câmara onde os produtos químicos são misturados. Esse revestimento impede que a explosão química destrua o corpo do besouro ao ser projetada para fora.
Entretanto, uma terceira capacidade se faz necessária para impedir que a explosão, que ocorre fora do corpo do besouro, atinja-o quando a corrente da química explosiva irrompe para fora do corpo. Se essa corrente fosse contínua, o besouro seria explodido pela reação química que sai do corpo; no entanto, o besouro expele sua corrente em pulsações gotejantes pequenas e contínuas. Assim, a corrente de material explosivo não é continua, de forma que o besouro não é morto por seu próprio mecanismo de proteção. Depois disso, a substância, que atinge uma temperatura média de 100 °C, é pulverizada no animal que lhe tiver causando incômodo.



C6H4(OH)2 + H2O2 → C6H4O2 + 2 H2O

O vapor resultante desta substância irritante é conhecido como p-benzoquinona, que explode embaixo do abdômen fazendo um barulho tão poderoso que pode ser ouvido pelos humanos. O resultado é uma substancia com uma temperatura tão alta que é capaz de escaldar o possível predador, ou causar queimaduras em animais maiores, como nós!

https://pt.wikipedia.org/wiki/Besouro-bombardeiro
https://www.megacurioso.com.br/animais/70105-conheca-o-besouro-nervoso-que-dispara-jatos-superquentes-pelo-traseiro.htm
https://diariodebiologia.com/2010/09/besouro-bombardeiro-o-unico-animal-capaz-de-produzir-uma-bomba/

Bônus: O mundo dos besouros

15 maio, 2019

Crush

Do latim tardio cruscio (escovar), do francês croissir (esmagar), do inglês médio cruschen (espremer), do inglês crush (colidir), do português do Brasil Crush®.
É uma gíria para se referir a alguém por quem está apaixonado ou sentindo algum tipo de atração.
No Brasil, esta palavra é muito usada nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram etc.) como sinônimo de "paixão" ou "queda" por alguém.
Na maioria dos casos, o "crush" é um amor não correspondido. Ou platônico, se quisermos eufemizar a situação.

O VICE Brasil fala sobre crush na Praia dos Crush em Fortaleza.


Eles têm uma página no Face e um grupo no Whatsapp.

O estudo dos quinze pontos

Qual é a menor quantidade de informação que nos permitirá reconhecer uma forma animada como humana?


O Study for Fifteen Points, de arte colaborativa da Random International, com sede em Londres, baseia-se nas descobertas do psicólogo sueco da percepção Gunnar Johansson para afirmar que meros 15 pontos móveis podem sugerir uma pessoa andando.



— 15? Só consigo contar 14 LEDs.

14 maio, 2019

Sinônimo, antônimo, por aí

O sinônimo de sinônimo talvez não exista.
Pois se é preciso dizer que "é a palavra que tem significado idêntico ou muito semelhante ao de outra", então é porque não existe mesmo.
Já encontrar o antônimo de fácil não será tão difícil.

A mão que imita uma arma

"Desde o dia primeiro de janeiro deste ano, todo e qualquer crime de ódio cometido neste país traz a autorização implícita de alguém que disputou as eleições usando como símbolo de campanha a mão que imita uma arma. E é nas mãos dessa milícia de mercenários que nós estamos agora." ~ Marcos Bagno


"Quando ouço alguém falar em cultura, saco o meu revólver." A frase, de uma peça antinazista de Hanns Jost, encenada em 1933, ano em que Hitler assumiu o poder, acabaria atribuída a Herman Göring, chefe da Gestapo e braço direito do Führer. Há uma variante, de um magnata de Hollywood: "Quando ouço falar em cultura, puxo o meu talão de cheques". E a versão pacifista dos anos 60, do "mago" Louis Pauwels: "Quando me falam em revólver, puxo a minha cultura". Arnaldo Niskier

Louis Pauwels (Ghent, Bélgica, 2 de Agosto de 1920 - 28 de Janeiro, 1997) foi um jornalista e escritor francês. Em parceria com Jacques Bergier, escreveu o livro "O Despertar dos Mágicos", considerado obra fundamental do realismo fantástico, movimento de grande influência nas artes e na literatura, em particular, e na cultura, em geral. Juntos lançaram, na França, a revista "Planète".

13 maio, 2019

O piano-porco

Vi no SoRisoMail.com, e chama a atenção como este porco é limpinho:


Não confundi-lo com o piganino, o piano de porcos do abade de Baigne.

"O Livro Vermelho" de Jung

Carl Gustav Jung (1875 - 1961) foi o famoso psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a Psicologia Analítica.
Jung propôs e desenvolveu os conceitos de personalidade extrovertida e introvertida, arquétipo, sincronicidade e inconsciente coletivo. Ele foi também aluno de Sigmund Freud, embora mais tarde divergisse das teorias do pai da Psicanálise. Foi nessa época que ele começou a trabalhar no que foi formalmente intitulado "Liber Novus" (Livro Novo), que ficou conhecido informalmente entre seus seguidores e herdeiros, e, eventualmente publicado, como "O Livro Vermelho".
O livro teve seu início no que parecia ser um colapso psicótico em Jung, a partir de 1913. O próprio Jung referiu-se ao período como um confronto com o seu próprio inconsciente. Ele trabalhou nisso por 16 anos, enquanto desenvolvia suas teorias psicológicas. O conteúdo do livro foi produzido usando uma técnica desenvolvida pelo próprio Jung, que ele chamou de "imaginação ativa", durante a qual ele era visitado por uma figura masculina e feminina, a quem ele mais tarde identificou como o profeta Elias e Salomé, que o guiou através do livro no processo de mergulho no inconsciente coletivo.
Os herdeiros de Jung impediram que "O Livro Vermelho" fosse acessado por quase oitenta anos, até 2001. Finalmente, foi publicado em 2009.

15 Weird and Mysterious Books, Business Pundit

12 maio, 2019

Quem fazia isso quando jovem?

O @felipeneto lançou este desafio:


Felipe, vou fingir que não li a palavra "jovem". Mas...
1) paciência e 2) uma boa noção de até onde vai o tecido epitelial, que é avascular (para evitar os sangramentos), são os requisitos imprescindíveis a esta performance.
 Foi meio sofrido no começo, mas o Pinhead alcançou o estado da arte. PGCS


A contribuição da mãe para a sociedade





"Todo homem ou mulher que é sensível, todo homem ou mulher que tem a sensação de ser uma pessoa no mundo, e para quem o mundo significa alguma coisa, toda pessoa feliz, está em débito infinito com uma mulher." ~ Donald Winnicot

11 maio, 2019

Alhos e bugalhos (2)

O alho romantizado
Mas calma,
não se ofenda.
A maioria dos alimentos vão embora
sem rastros
depois de uma simples escovada de dentes.
O alho não.
O alho fica.
A maioria das pessoas vão embora
quando as coisas começam
a dar errado.
Você não.
Você fica.
Você é meu alho.
@anastopoesia · 09/12/2018

O alho no resfriado
O uso do bulbo comestível desta planta (Allium sativum) tem sido enaltecido, tanto por sua versatilidade na cozinha quanto por suas propriedades medicinais.
Um estudo duplo-cego por pesquisadores britânicos, publicado em 2001, concluiu que, com relação ao grupo-controle, o grupo dos indivíduos que consumiu alho apresentou, durante o período da observação:
- um menor número de resfriados;
- uma recuperação mais rápida dos resfriados, quando estes aconteceram.
Outros pesquisadores que examinaram o tema para "The Cochrane Database of Systematic Review", em relatório publicado em 2019, consideraram que as evidências dos efeitos preventivos do alho nos resfriados eram boas. Mas recomendaram que fossem realizados mais estudos a respeito.
É possível que as pessoas que consomem muito alho repilam as outras. Ficando, por isso, longe dos germes delas.
@EntreMentes - 10/12/2018

Endereços rurais

Quando os compradores de gado tiveram dificuldade em encontrar a fazenda de John Byron Plato, desistiram e foram para casa. "Isso matou uma barganha muito lucrativa", disse ele a um repórter, o que "me fez pensar em endereços rurais". Os compradores deixaram um bilhete dizendo: "Leva tempo para encontrar o seu lugar".
Plato olhou para o relógio e viu que tinha ali a resposta.
O "sistema do relógio" de Plato atribuía números a direções (sentidos) - 12 ao norte, 6 ao sul e assim por diante. Dentro de cada um desses setores, um local podia ser identificado por sua distância do centro da cidade. "Assim, se um homem morasse a quatro milhas a oeste de sua estação de correios, seu número seria 94 (nove para o oeste e quatro para a distância). Se ele morasse a duas milhas ao sul, seu número seria 62". Isso poderia ser refinado ainda mais acrescentando um caractere: 32T significaria "a cerca de 2,75 milhas a leste dos correios".

Diagrama da invenção de Plato. Patente US1147749A

Plato tinha certeza de que esse sistema poderia ter levado os compradores de gado a uma distância de cem metros de sua casa, sem um mapa ou uma bússola.

The Youth's Instructor (p.11-12)
(https://www.futilitycloset.com/2018/11/30/clockwise-2/)

10 maio, 2019

O homem que falha


A verdade mora num poço

"A verdade, meu amor, mora num poço." 
Noel Rosa, no samba "Positivismo"


La Vérité sortant du puits armée de son martinet pour châtier l'humanité (A Verdade vem do poço armada com seu chicote (*) para castigar a humanidade) é uma pintura de 1896 do artista francês Jean-Léon Gérôme.
De acordo com seu biógrafo Charles Moreau-Vauthier , Gérôme dormiu com a pintura acima de sua cama e foi encontrado após sua morte com o braço esticado em direção a ela em um gesto de despedida.
(*) O gato de nove caudas, um tipo de chicote utilizado na flagelação. Consiste de uma base de madeira ou outro material rígido, tendo nove tiras de couro com pedacinhos de metal em suas pontas.

Segundo uma parábola, a Verdade e a Mentira se encontram um dia.
A Mentira diz à Verdade: "Hoje é um dia maravilhoso!" A Verdade olha para os céus e suspira, pois o dia era realmente lindo.
Elas andam algum tempo juntas e chegam finalmente a um poço.
A Mentira diz à Verdade: "A água esta muito boa, vamos tomar um banho juntas!" A Verdade testa a água e confirma que a água realmente está gostosa.
Elas então se despem e começam a tomar banho. De repente, a Mentira sai da água, veste as roupas da Verdade e foge.
A Verdade, furiosa, sai do poço e corre atrás da Mentira para pegar suas roupas de volta.
Vendo a Verdade nua, o mundo desvia o olhar com desprezo e raiva. E a Verdade volta ao poço, no qual desaparece para sempre escondendo sua vergonha.
Desde então, a Mentira viaja pelo mundo vestida como a Verdade, porque o mundo, em todo caso, não nutre nenhum desejo de encontrar a Verdade nua.

09 maio, 2019

Johnny 5

ROBÔ PROCURADO
Recompensa: US$ 500
Vivo ou morto
(Na verdade, está vivo)
Atende por Johnny "Five"
Matou um gafanhoto

Personagem principal de "Short Circuit" (O Incrível Robô, no Brasil), um filme americano de ficção científica, de 1986, dirigido por John Badham. O enredo do filme centra-se em um robô militar experimental que é atingido pelo raio e ganha uma inteligência semi-humana, com a qual embarca para explorar seu novo estado.
Johnny 5 foi a parte mais cara do filme, exigindo que várias versões fossem feitas para sequências diferentes. Como o resto do filme foi relativamente barato, isso permitiu que os produtores alocassem tanto dinheiro quanto eles precisaram no personagem do robô, o qual foi criado por Syd Mead , o "futurista visual" conhecido por seu trabalho em "Blade Runner".
(https://en.wikipedia.org/wiki/Short_Circuit_(1986_film))

O cigarro de palha


"Meu cigarro de palha 
Meu cavalo ligeiro
Minha rede de malha
Meu cachorro trigueiro."
(Luiz Gonzaga)

Todos os produtos do tabaco quando inalados são prejudiciais à saúde. Esta regra também se aplica ao cigarro de palha, o cigarro enrolado manualmente.
Um cigarro de palha equivale a 2-3 cigarros de papel. Como ele não tem filtro, maior quantidade de sua fumaça é tragada ao ser consumido.
A maioria das marcas do cigarro artesanalmente fabricado não segue padrões de qualidade nem de controle sanitário durante sua produção. Um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial apontou que existem no Brasil pelo menos 18 fabricantes irregulares (12 só em Minas Gerais). Estes cigarros são geralmente feitos em locais improvisados, com equipamentos precários e sem registro na Anvisa.
Na lista da Anvisa, apenas 13 empresas no país possuem a devida autorização.

[https://globoplay.globo.com/v/7140767/programa/]
Imagem: http://guilkato.blogspot.com/2009/04/cigarro-de-palha.html

08 maio, 2019

Lembrem-se de Sun Tzu

"A Arte da Guerra" é sem dúvida a Bíblia da estratégia, sendo hoje amplamente utilizada, até no mundo dos negócios para conquistar pessoas e mercados. Não nos surpreende vê-la citada e constantemente aplicada para solucionar os mais recentes conflitos do nosso dia-a-dia. Este tratado militar de treze capítulos, escrito no século IV a.C. pelo filósofo e guerreiro Sun Tzu, é um dos maiores ícones da estratégia dos últimos 2500 anos.
Em 2015, o livro inspirou um documentário do History Channel.



Esqueçam que eu escrevi Esqueçam Sun Tzu. PGCS

A cartografia da persuasão

A biblioteca da Universidade Cornell publicou uma impressionante coleção de mapas e infográficos do colecionador PJ Mode, sob o título de The Cartography of Persuasion.
É uma coleção de mais de 800 mapas cujo objetivo é influenciar opiniões ou crenças , transmitir uma mensagem em vez de simplesmente comunicar informações geográficas. Os mapas da coleção abordam uma ampla gama de mensagens: religiosas, políticas, militares, comerciais, morais e sociais.


Uma coisa bem começada está metade feita, Victor Gillam
https://digital.library.cornell.edu/catalog/ss:3293822
Notas do colecionador - Um desenho político satírico que reflete as ambições imperiais dos Estados Unidos, após a rápida e total vitória na Guerra Hispano-Americana de 1898. Em junho de 1899, o Congresso autorizou e o Presidente McKinley designou a Isthmian Canal Commission (Comissão do Canal), encarregada de fazer "uma investigação para determinar o projeto mais viável de um canal através do istmo... sob o controle, a administração e a propriedade dos Estados Unidos". No outono de 1899, a popularidade de McKinley era alta e parecia provável que ele fosse reeleito (como ele de fato o foi, com Theodore Roosevelt como vice-presidente).
A bandeira americana tremula das Filipinas e Havaí (anexado durante a guerra como uma estação estratégica), no Pacífico, a Cuba e Porto Rico no Caribe. O Presidente McKinley está com um pé em solo americano e o outro na América Central, com a picareta na mão, arregaçando as mangas para cavar o canal da Nicarágua. Navios cargueiros do Havaí, Manila e da Costa Oeste, "Produtos Americanos para Países Estrangeiros", estão alinhados para passar através do canal para a Europa. Um ansioso Tio Sam está trazendo mais ferramentas de Washington, dizendo (na legenda abaixo): "Termine o canal, McKinley, e faça nossa expansão nacional competir em sua primeira administração".

07 maio, 2019

Filosofia Nordestina, por Mírian Monte

Perdoem-me a intromissão,
Mas tem razão o Ministério da Educação.
Se o nordestino continuar filosofando,
Será um disparate, será desumano!
Imagine se surgisse outro Graciliano,
Uma nova Raquel de Queiroz...
O que seria de nós?!
O Brasil perderia as estribeiras!
Já pensou se resgatarem a Nise da Silveira?
Ah, meu pai amado, meu Jorge Amado!
Nem cravo e canela resolvem a querela!
“Parem o mundo que quero descer”,
Quero consignar essa queixa,
Parafraseando Raul Seixas.
E se os estudantes falarem versos
Contarem prosas,
Ou citarem Rui Barbosa?
Ariano Suassuna que assuma essa ciranda,
Porque nem Pontes de Miranda
Conseguiria solucionar!
E nem se fale em José de Alencar:
Imagine se “O Guarani” fosse uma trilogia!
Teríamos versos em tupi, na poesia!
Vou encerrar com Tobias Barreto,
Eu prometo!
Ou melhor seria com Castro Alves?
Que os anjos nos salvem!
Esse povo do Nordeste
É povo de muita sabedoria...
Imagina se nas escolas
Ensinarem filosofia?
(repassado por Jaime Nogueira)





Memória
Revista "O Caboré", edição de março de 1968. Brochura, 77 páginas. Editado pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Federal do Ceará.
(pesquisado por blog EM)

Encontros com o Inominável

Conta Machado de Assis que o Diabo, em certo dia, teve a ideia de fundar uma igreja. Embora os seus lucros fossem contínuos e grandes, sentia-se humilhado com o papel avulso que exercia desde séculos, sem organização, sem regras, sem cânones, sem ritual, sem nada. Vivia, por assim dizer, dos remanescentes divinos, dos descuidos e obséquios humanos. Nada fixo, nada regular. Por que não teria ele a sua igreja?
— Vá, pois, uma igreja, concluiu ele.
Capítulo III - A boa nova aos homens
Clamava ele que as virtudes aceitas deviam ser substituídas por outras, que eram as naturais e legítimas. A soberba, a luxúria, a preguiça foram reabilitadas, e assim também a avareza, que declarou não ser mais do que a mãe da economia, com a diferença que a mãe era robusta, e a filha uma esgalgada. A ira tinha a melhor defesa na existência de Homero; sem o furor de Aquiles, não haveria a Ilíada: "Musa, canta a cólera de Aquiles, filho de Peleu..." O mesmo disse da gula, que produziu as melhores páginas de Rabelais, e muitos bons versos de Hissope; virtude tão superior, que ninguém se lembra das batalhas de Luculo, mas das suas ceias; foi a gula que realmente o fez imortal. Quanto à inveja, pregou friamente que era a virtude principal, origem de propriedades infinitas; virtude preciosa, que chegava a suprir todas as outras, e ao próprio talento. (...)
[http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bv000195.pdf]

Em "A Comédia Divina", inspirada no conto "A Igreja do Diabo", de Machado de Assis, a atriz Mônica Iozzi é uma jornalista que tenta entrevistar o diabo (Murilo Rosa), que fundou uma igreja para difundir suas "virtudes" e conquistar fiéis. Mas ela não esperava que o demônio fosse tão sedutor.
[https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/entretenimento/2017/10/06/monica-iozzi-tem-encontro-com-o-diabo-em-cena-de-a-comedia-divina-veja.htm]



Da confissão público-privada de Dave Pacheco:
Corri para o Diabo que esperava por mim.
Ele disse: você demorou tanto.
Eu disse: o tráfego foi um inferno.
Ele disse: você não tem ideia.
[https://plus.google.com/107246182325732580542]

06 maio, 2019

O suicídio dos Hausdorff

Felix Hausdorff (Breslávia, 8 de novembro de 1868 — Bonn, 26 de janeiro de 1942) foi um matemático alemão.
É considerado um dos fundadores da topologia moderna e contribuiu significativamente para a teoria dos conjuntos e para a análise funcional. Também publicou trabalhos literários e filosóficos sob o pseudônimo de "Paul Mongré".
Hausdorff estudou na Universidade de Leipzig, onde ensinou matemática até 1910, quando se tornou professor de matemática na Universidade de Bonn. Foi também professor na Universidade de Greifswald, de 1913 a 1921. Quando os nazistas tomaram o poder, Hausdorff, que era judeu, achou que, como um respeitado professor de universidade, seria poupado da perseguição. Entretanto, sua matemática abstrata foi denunciada como judia, sem utilidade e não-germânica. Assim, perdeu sua posição em 1935.
Em 1941, ele estava relacionado para ser conduzido a um campo de concentração, mas conseguiu evitar que fosse enviado. A Universidade de Bonn solicitou que os Hausdorff (Felix, sua esposa e uma cunhada) pudessem permanecer em sua casa e isso foi concedido. Em outubro, eles foram forçados a usar a "estrela amarela" e, ao final do ano, foram informados de que seriam enviados para Colônia.
Eles não foram enviados para Colônia, mas em janeiro de 1942 foram informados de que deveriam ser internados em Endenich.
Em 25 de janeiro, Felix Hausdorff escreveu esta carta a um amigo:
Caro amigo Wollstein,
Quando você receber essas linhas, nós três teremos resolvido o problema de outra maneira  da maneira que você continuamente tentou nos dissuadir. [...]
O que foi feito contra os judeus nos últimos meses desperta uma fundada ansiedade de que não teremos mais tempo para viver uma situação susceptível de suportar. [...]
Perdoe-nos, que ainda lhe causemos problemas além da morte. Estou convencido de que você fará o que você puder fazer (e que talvez não seja muito). Perdoe-nos também a nossa deserção. Desejamos que você e todos os nossos amigos vivenciem momentos melhores. 
Fielmente, Felix Hausdorff
Naquela noite de domingo, todos os três tomaram barbitúricos. Tanto Hausdorff quanto a esposa Charlotte foram encontrados mortos na manhã do dia 26 de janeiro. Edith, a irmã de Charlotte, sobreviveu por alguns dias em coma antes de morrer.
Fontes: Wiki e Pat's Blog

Relógios de 24 horas

A imagem ao lado é do curioso relógio que se encontra na contra-fachada da Catedral Santa Maria del Fiore, conhecida mundialmente como o Duomo de Florença. Trata-se de um relógio feito por Lorenzo di Benvenuto della Volpaia , com quatro bustos de profetas (ou, segundo alguns historiadores, dos 4 evangelistas), afrescados por Paolo Uccello, no ano de 1443.
Alguém já viu um relógio funcionar em sentido anti-horário? Pois é, o relógio de Florença, sim! O mais curioso é que ele funciona com a hora itálica, ou seja, a hora que era utilizada em Florença até meados do ano de 1700 e que foi alterado pelo atual sistema que conhecemos hoje, somente com a chegada de Napoleão na Península Itálica.
Extraído de O curioso relógio Duomo de Florença, de Cris de Oliveira. In: Notícias da Bota

N. do E.
O relógio do Duomo de Florença não só gira em sentido anti-horário como também é um relógio de 24 horas. Este pode ser o relógio mecânico mais antigo do mundo que atende as ambas condições. Além disso, é um relógio de um só ponteiro (que mostra apenas a hora).
Há outro relógio de 24 horas muito mais moderno, no Portão Shepherd do Observatório Real de Greenwich. Construído e instalado por Charles Shepherd, em 1852, este relógio move os ponteiros no sentido padrão, isto é, no sentido horário. [PGCS]

Ver também: O relógio reverso.