28 março, 2020

A deslumbrante libélula

São insetos alados da ordem Odonata, subordem Anisoptera, a qual abrange diversas espécies de libélulas.
Como características distintivas, contam-se:
O corpo fusiforme, com o abdômen muito alongado, olhos compostos e dois pares de asas semitransparentes.
Mesmo possuindo seis pernas, praticamente não conseguem andar com elas.
Você deve ter observado que as líbelulas, enquanto voam, ficam tocando na superfície da água. Elas fazem isso durante o voo nupcial e para realizarem a postura dos ovos.
Preferem sempre voar sobre águas límpidas e, por isso, são consideradas bioindicadores da qualidade dos corpos de água naturais como lagos, lagoas, riachos, poças de chuva.
São predadoras e alimentam-se de outros insetos, inclusive do Aedes aegypti. Caçam à base do sentido da visão, que é muito apurado, e da velocidade de voo que pode alcançar 85 km/h.
São bastante úteis no controle das populações de mosquitos (uma libélula pode consumir 600 insetos em 24 horas), prestando assim um serviço importante ao Homem.
No Nordeste brasileiro, devido a esse hábito de adejar sobre as poças d'água, a líbelula é popularmente chamada de... lava-bunda.

Imagem: artesanato de escritório (com clipes)

27 março, 2020

George e o Dragão

Um mendigo está viajando por uma estrada rural. Cansado e faminto, ele encontra um albergue chamado "George e o Dragão".
Embora seja tarde e a estalagem esteja fechada, ele bate na porta.
A esposa do estalajadeiro enfia a cabeça pela janela.
"Posso comer um pouco?", ele pergunta.
A mulher olha para as roupas surradas (obviamente, em más condições) do recém-chegado, e diz com firmeza:
"Não!"
"Alguma chance de uma cerveja, então?"
"Não!" ela diz novamente.
"Eu poderia pelo menos dormir no celeiro?"
"Não!"
(A essa altura, ela já estava gritando.)
O mendigo diz: "OK, então eu posso, por favor...?"
"Por favor o quê, agora?", a mulher grita impaciente.
"Por favor, eu posso falar com... George?"

http://bitsandpieces.us/2019/10/07/the-george-and-the-dragon-pub/

A esperança que faz sentido

A partir de uma reflexão de Václav Havel:
A esperança, em seu sentido mais profundo, não é o sentimento de que as coisas vão terminar bem. Mas, antes, a capacidade de lutar por algo porque é bom, e não apenas porque há chance de alcançar sucesso. Quanto mais despropositada a situação em que demonstramos ter esperança, mais poderosa é a esperança. Definitivamente, a esperança não é a mesma coisa que o otimismo. Não é a convicção de que algo vai dar certo, mas a certeza de que alguma coisa faz sentido, independentemente de como evolua.

Art Young, 1926

26 março, 2020

Tá me espiando...

Tenho certeza que não estou paranoico.
Tenho certeza também que estou apenas mais cuidadoso e não com ideia fixa, como estão falando.
Ando olhando pro chão pra não pisar em nenhum vírus; saio de casa e olho pra todos os lados pra ver se não tem nenhum vírus à espreita; pego as coisas apenas com luvas; em toda prateleira de supermercado vejo uns olhinhos de vírus me olhando...
Coisas assim, do dia a dia, normal.
Enfim, tenho certeza que não estou paranoico.
Fernando Gurgel

========================================================================









Vai ser por quanto tempo esse distanciamente social?  É que minha esposa continua tentando entrar em casa...

"Scrotum humanum", a piada perdida

A palavra "dinossauro" não foi cunhada até 1842, apesar de ossos fossilizados dessas criaturas já terem sido encontrados por pessoas que apreciavam cavar no chão. Elas atribuíam sua origem a tudo que se pudesse relacionar com dragões e gigantes. No entanto, a ciência da paleontologia avançou, com algumas histórias maravilhosas tendo surgido ao longo do caminho, como a dos primeiros ossos do Megalossauro que foram seriamente estudados.
Antes de ser chamado de Megalossauro, ele tinha um nome um pouco mais engraçado. Veja você, em 1763, um médico chamado Richard Brookes, estudando um dos desenhos de Robert Plot (em "Natural History of Oxfordshire", de 1677), apelidou-o de Scrotum humanum porque achava que parecia um conjunto de testículos petrificados.
(Para deixar claro, Brookes sabia que não era um fóssil de um par de testículos gigantes, mas, no entanto, decidiu nomeá-lo assim, porque os homens de todas as épocas na história da humanidade não podem deixar de fazer piadas com genitais em todas as oportunidades que surgem.)
Embora hilário, no século 20, isso representou um problema para a Comissão Internacional de Nomenclatura Zoológica (CINZ), quando chegou a hora de classificar formalmente o Megalossauro como tal. O problema era, é claro, que Brookes o havia nomeado primeiro.
Mas a CINZ decidiu que, como ninguém mais depois de Brookes, o havia chamado de Scrotum humanum, esse nome poderia ser considerado um nomen oblitum, um nome esquecido. Assim, o Megalosaurus venceu.
O que foi lamentável, porque a discussão sobre o Scrotum humanum ainda teria proporcionado boas piadas nas aulas de ciência em todo o mundo.

25 março, 2020

De nós, para vocês

Estamos nos adaptando a uma nova realidade e teremos que encontrar soluções para nos apoiarmos. As forças criativas nos ajudam, vamos pensar fora da caixa e usar a inovação para manter nossa conexão e fazê-la funcionar em conjunto.
~ Orquestra Filarmônica de Roterdã


Bravi tutti! 

A propósito de Ode à Alegria, gostaria de salientar que este é o 250º aniversário de Herr Beethoven. Nascido em 16 de dezembro de 1770, há 250 anos.
~ Rob Mounsey

https://blogdopg.blogspot.com/2012/12/ode-alegria.html
https://blogdopg.blogspot.com/2015/11/um-quadro-de-rembrandt-ao-vivo.html

A vida baseada em organossilício

Não há dúvida de que a sociabilidade do carbono quaternário levou as coisas longe demais.
~ PGCS, em SOBRE O TÉDIO

Embora o carbono, com o potencial de 4 ligações por átomo, seja imbatível em sua capacidade de formar um grande número de compostos químicos, o silício é considerado como a próxima melhor solução, se você quiser criar a complexidade necessária para a vida.
O silício, como o carbono, é muito comum em todo o universo e também admite 4 ligações por átomo, que são condições favoráveis a uma química igualmente complexa.
Utilizando-se de enzimas obtidas em um processo chamado de "evolução direcionada", cientistas da Caltech introduziram-nas em uma bactéria chamada Rhodothermus marinus. Após três sucessivas mutações, elas foram capazes de produzir 20 tipos diferentes de compostos de organossilício.


Esta é uma representação artística da vida baseada em organossilício. Os compostos de organossilício contêm ligações carbono-silício. Pesquisas recentes do laboratório de Frances Arnold mostram, pela primeira vez, que bactérias podem criar estes compostos. Isso não prova que a vida à base de silício ou organossilício seja possível, mas mostra que a vida pode ser persuadida a incorporar silício em seus componentes básicos.
Crédito: Lei Chen e Yan Liang (Beauty of Science) para Caltech.

24 março, 2020

Albert Uderzo (1927 - 2020)

Morreu o ilustrador francês Albert Uderzo, que ficou conhecido, ao lado de René Goscinny, pela criação de #Asterix nos anos 1950.
Este é o prólogo de todas as edições dos livros de Asterix, o gaulês:
"Estamos no ano 50 antes de Cristo. Toda a Gália foi ocupada pelos romanos ... Toda? Não! Uma aldeia povoada por irredutíveis gauleses ainda resiste ao invasor. E a vida não é nada fácil para as guarnições de legionários romanos nos campos fortificados de Babaorum, Aquarium, Laudanum e Petibonum..."

Uderzo nasceu em 25 de abril de 1927, perto de Reims, e era filho de imigrantes italianos. No final dos anos 1940, ele foi um dos desenhistas de maior sucesso da sua geração – apesar de ser daltônico. Em 1951, Uderzo conheceu então o talentoso contador de histórias Goscinny. Em 1959, os dois criaram os quadrinhos de Asterix e Obelix em 1959.
Juntamente com Goscinny, que morreu em 1977, aos 51 anos de idade, ambos publicaram 24 álbuns. Durante muito tempo, Uderzo se opôs à criação de novas histórias após a morte de seu colega. Em 2011, ele passou o legado a autores mais jovens, supervisionando o trabalho deles em todos os momentos.

Arquivo: Asterix, 60 anos (29/10/2019)

Lacônicas - 5

"Garoto", o detetive falou laconicamente enquanto apagava o cigarro, "nunca ouviu o termo 'revelar lentamente' como uma maneira de aumentar a tensão narrativa?"

Pode ser observado, de uma maneira geral,
que a vida seria melhor, claramente.
se mais pessoas com nada a dizer
pudessem dizê-lo sucintamente.

— Piet Hein, O CAMINHO PARA A SABEDORIA (3)

Caluda!
  • Se não puder falar bem de uma pessoa, é melhor não dizer nada.
  • Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos escravos de nossas palavras.
  • Nunca se esqueça: quem ama não vê defeitos. Quem odeia não vê qualidades. E quem é amigo vê as duas coisas.
Lacônicas: 1, 2, 3 e 4

23 março, 2020

Vestidos para meninos

A separação de gêneros foi bastante marcante em séculos passados. No entanto, as crianças não entravam nessa equação. De acordo com registros antigos, as roupas utilizadas por meninas e meninos podiam ser basicamente iguais até os sete anos de idade.
Ernest Hemingway e Franklin D. Roosevelt possuíam fotos de infância em que usavam saias brancas, consideradas neutras na época.
A tradição não deixava de fora nem as famílias reais: na foto abaixo, Alexei, filho do imperador russo Nicolau II, foi fotografado com um vestido semelhante aos que usavam suas irmãs.

E-D: Alexei, Olga, Tatiana, Maria e Anastasia

As razões para isso eram práticas. Como ainda não existiam zíperes e botões de pressão, era complicado para os meninos vestirem as calças estando sós. E para se despirem no banheiro, idem. O vestido, portanto, apresentava-se como a solução ideal, pois não demandava muito esforço para eles. Além disso, os vestidos serviam por mais tempo enquanto cresciam.
Aos sete anos, aproximadamente, os garotos não precisavam mais usar vestidos. Para a família, era um momento especial chamado de "breeching", significando que o garoto estava alcançando a masculinidade. Seu cabelo era cortado, ele colocava calças pela primeira vez e saía a caminhar pela vizinhança para mostrar o novo visual.

A longa fase pré-industrial da escova de dentes

Terminologias odontológicas como placa e gengivite são consideradas modernas. No entanto, desde que os seres humanos existem tem havido a necessidade da limpeza dos dentes. Quer tenha sido feito para fim de saúde bucal, ou simplesmente para remover um pedaço teimoso de milho preso entre os dentes, a escovação existe há milhares de anos.
As primeiras ferramentas a se assemelharem a uma escova de dentes eram simples varas de madeira com uma ponta desgastada. Tais "avanços tecnológicos" foram evidentes pela primeira vez em 3.000 a.C., na época dos babilônios e dos antigos egípcios. Esses bastões foram encontrados em tumbas de ricos egípcios, indicando que o cuidado com os dentes é uma preocupação antiga.
Distanciando-se dos primitivos pauzinhos para chegarmos aos primitivos bastões de mascar. Por volta de 1.600 a.C., os chineses inventaram o que pode ser considerado o equivalente a uma goma de mascar, o bastão de mascar. Foi sobretudo projetado para refrescar a respiração, em vez de servir para limpar os dentes. Era feito com galhos de árvores aromáticas, e foi provavelmente criado enquanto os chineses estavam descansando da construção da Grande Muralha.
A semelhança mais próxima de uma moderna escova de dentes apareceu por volta de 700 d.C. durante a dinastia Tang, na China. O cabo da escova era feita de bambu ou, em alguns casos, de ossos de animais e tinha cerca de 5 centímetros de comprimento. A cabeça da escova, onde estamos acostumados a ver as cerdas, era formada por pelos de porco. Quer se trate de porco, javali, marmota ou ouriço, não posso dizer com certeza. Isso só me leva a questionar acerca dos níveis de higiene da época.
Somente no século 17 é que a palavra "escova de dentes" entrou no dicionário britânico. Segundo relatos, foi usada pela primeira vez por um cavalheiro inglês chamado Anthony Wood. A palavra foi usada em sua autobiografia ao descrever seus hábitos diários.
A primeira escova de dentes produzida em escala de massa não surgiu até o início da década de 1780. Mais moderna, ele deve seu design a outro inglês chamado William Addis. O cabo da escova era feito de osso de boi, enquanto a cabeça, de cerdas de porco, pelos de cavalo ou penas. Assim, transcorreram-se mais de dois mil anos para refazer a escova de dentes (que os chineses já tinham criado) e colocá-la no sistema de produção em massa.

Fonte: http://dentaldorks.com

22 março, 2020

Wally hoje

2020: Vá para casa, meu bom Wally.

2013: Curtindo Wally
2015: Ninguém nunca pergunta: COMO está Wally?
2019: Aqui está Wally

"... ma non troppo"

É possível ser um bom compositor sem ser um bom instrumentista ou vice-versa?
Responde Elio Pastore, em Quora:
George Gershwin, autor de Rhapsody in Blue, foi um dos mais importantes compositores dos EUA no século XX. Entretanto, tinha uma maneira incomum de tocar piano, que lembrava a sonoridade de uma pianola.
Irving Berlin, que foi outro grande nome da música estadunidense, era reconhecidamente limitado: só sabia tocar uma música em uma tonalidade. Ele contornava essa limitação, usando um piano especial com teclado transpositor. No vídeo abaixo, ele próprio demonstra o funcionamento desse sistema.



DICAS DO BLOG EM

O teclado transpositor
Mecanismo de alguns órgãos do período Barroco e, posteriormente, de certos pianos. Facultava ao músico tocar a música em mais de uma tonalidade, transpondo-a sem que houvesse necessidade de alterar o dedilhado.
O capotraste
No violão, o capotraste cumpre a mesma função da pestana de apertar simultaneamente  todas ou várias cordas do violão em uma determinada casa. Deem uma olhada na imagem abaixo, onde um capotraste faz a pestana na segunda casa do braço do violão:


Utilizando o capotraste, você pode subir a tonalidade da música como se a estivesse tocando com as cordas soltas, ou seja, sem modificar os modelos dos acordes utilizados. Isso, sem dúvida, torna mais fácil a vida de muitos violonistas e ajuda a explicar por que este acessório é popular entre os iniciantes. Para subir a tonalidade da música de meio em meio tom utilizando o capotraste, basta colocá-lo na primeira casa, depois na segunda, na terceira, e assim por diante.

21 março, 2020

O significado de uma tatuagem

Ei, você que tem tatuagem: pode ou não perguntar o significado?
O @felipeneto acha que esta pergunta é uma coisa muito irritante. Vários tatuados concordam com ele. Mas também há muita gente argumentando que se trata apenas de um jeito de puxar conversa.
http://twitter.com/i/events/1179550855520874497
Respostas
- - - Depende. Se você não conhece a pessoa nem tem intimidade com ela, pode ser algo meio invasivo.
- - - Invasivo? Alguém faz uma tatuagem para mostrar! Manda fazer algo do qual gosta ou com o qual se identifica.... Mas aí não quer falar sobre o assunto. Putz! Tá foda! Muito sensível, esse Felipe Neto. De tudo ele reclama, cara!
- - - Mas é muito mimimi mesmo!
- - - Saímos de um tempo em que falamos de empatia com os sentimentos do próximo, e eu ainda vejo gente taxando esses sentimentos de mimimi.
- - - Véi, lembro uma vez em que eu perguntei na maior inocência, aí o grosso me respondeu: "A tatuagem é uma coisa que expressa o que eu sinto, e meus sentimentos eu só compartilho comigo mesmo".
- - - Eu sou a pessoa que pergunta o significado. Agora porque a pergunta incomoda é que eu não sei. Se não tem nenhum significado, responda logo: "Não tem, só achei bonito". E achar bonito já é um significado.
- - - Isso, cara! Pode sim. O que não pode é perguntar porque eu não tenho tatuagem. @EntreMentes

ponto e vírgula: uma pausa, mas não o fim

Ver também: Jogos de advinhação

A desigualdade de riqueza entre os caracóis

A economia dos caracóis - especificamente, o que se poderia chamar de "a economia do jogo de conchas" - fornece alguns dados e reflexões em um novo estudo.

"A Comparison of Wealth Inequality in Humans and Non-Humans" (Uma comparação da desigualdade de riqueza em humanos e não humanos), Ivan D. Chase , Raphael Douady e Dianna K. Padilla, Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, 2019, 122962.

Os autores, da Stony Brook University, explicam :
"A desigualdade na distribuição de recursos materiais (riqueza) ocorre amplamente entre grupos humanos…. Apresentamos aqui a primeira descrição da desigualdade de recursos materiais em uma população animal: a distribuição de conchas gastrópodes (caracóis) habitadas pelo ermitão Pagurus longicarpus. Descobrimos que a distribuição dessas conchas entre os caranguejos se assemelha fortemente à forma característica de distribuição de riqueza em grupos humanos. A quantidade de desigualdade nos caranguejos é maior do que a de alguns grupos humanos de pequena escala, porém menor do que a das nações."

http://doi.org/10.1016/j.physa.2019.122962
http://www.improbable.com/2019/10/02/wealth-inequality-among-snails/
vídeo: http://youtu.be/NFqy7cwATP8

O velho Acordo Caracu EUA-Brasil (em que o Tio Sam entrou com a cara e o Brasil, com a segunda parte).

20 março, 2020

Santa Corona

Em Anzù, norte da Itália, há uma basílica onde as relíquias de São Victor e Santa Corona são preservadas desde o século IX.
Santa Corona tinha apenas quinze anos quando professou sua fé cristã, por volta de 165, durante a perseguição promovida pelo imperador romano Marco Aurélio.
Corona foi presa e amarrada pelos pés ao topo de duas palmeiras que estavam dobradas até o chão. Quando as palmeiras foram soltas, ela foi despedaçada. Segundo a Martirologia Romana, isso aconteceu na Síria.
Santa Corona é especialmente venerada na Áustria e na Baviera como a padroeira contra pragas e epidemias.
Sua data festiva é 14 de maio.

Fazendo o cerca-lourenço

Cerca-lourenço, s.m.
1. Bras. Hábito ou expediente de se aproximar de uma pessoa com uma série de rodeios, de alusões ou insinuações, para se beneficiar de algo ou encaixar um pedido.
2. P.ext. Qualquer circunlóquio, evasiva ou subterfúgio;
3. Palavreado sem objetividade; fala ou texto complicado, longo e de pouco significado;  enrolação, embromação.
"Todo o cerca-lourenço daquele longo parágrafo pode ser resumido em duas linhas."
Antônimos: ir direto ao assunto (ao ponto); sem nove horas etc.

Há diversas versões sobre a origem das "conversas de cerca-lourenço". Todas elas passam por um cerco a um personagem chamado Lourenço. O mais complicado dos assédios é o que está no conto de amor "Cerca Lourenço", de Fernando Cirino, que o autor postou no Recanto das Letras.
Assim conclui o narrador: "Dessas coisas há sempre quem duvide. Cá com meus botões confesso ter delas bem poucas certezas...".
Recomendo a leitura do conto.

Histórico do DBF
05/10/2007 - "Bebel que a cidade comeu" e "Deite-se na cama e crie fama" AQUI
13/03/2014 - "Imagine se pega no olho?" AQUI
18/02/2015 - "Impitimam é meuzovo" AQUI
02/02/2016 - "Vá correndo fazendo vento" AQUI
09/07/2016 - "Boas cercas,bons vizinhos" AQUI
08/11/2016 - "Besta elevada ao quadrado" AQUI
25/01/2017 - "Não sou má, é que me desenharam assim" AQUI
16/03/2017 - "Chore um rio por mim" AQUI
18/06/2017 - "Vá direto ao assunto" AQUI
21/07/2017 - "O fogo pegou no breu"
15/12/2017 - "Botar suspensório em cobra" AQUI
19/01/2018 - "Passar o cerol" e "Aparar pela rabiola"
16/02/2018 - "Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa" AQUI
29/04/2018 - "A palo seco" AQUI
01/05/2018 - "Corre, trem" AQUI
27/07/2018 - "Batidas na madeira" AQUI
02/09/2018 - "Sem querer explicar, mas já explicando..." AQUI
04/11/2018 - "Voltando à vaca fria" AQUI
02/12/2018 - "Morreu Maria Preá" AQUI
04/01/2019 - "Enfiar o pé na jaca" AQUI
04/02/2019 - "Boto fé" AQUI
30/04/2019 - "Botar boneco" AQUI
10/09/2019 - "Freada de arrumação" AQUI
25/11/2019 - "Tomar chá de sumiço" e "Mais fraco do que chá de bila" AQUI
12/01/2020 - "Força na peruca!" AQUI
20/03/2020 - "Fazendo o cerca-lourenço"

19 março, 2020

A mulher que plantou milhões de árvores

Walt Whitman viu nas árvores o mais sábio dos professores e Hermann Hesse encontrou neles um alegre antídoto para a tristeza da nossa efemeridade. "A árvore que leva alguns a lágrimas de alegria é, aos olhos de outros, apenas uma coisa verde que se interpõe no caminho", escreveu William Blake. "Como um homem é, então ele vê a porra da árvore."
Muitos anéis de árvores depois de Blake, Whitman e Hesse, outro visionário se voltou para as árvores como um instrumento de desobediência civil, empoderamento e emancipação, promovendo a democracia, os direitos humanos e a justiça ambiental.
Nascida perto de uma figueira sagrada no planalto central do Quênia, vinte anos após o país se tornar uma colônia britânica, Wangari Maathai (1 de abril de 1940 a 25 de setembro de 2011) tornou-se a primeira mulher africana a ganhar o Prêmio Nobel da Paz, premiada por seu triunfo na promoção do "desenvolvimento social, econômico e cultural ecologicamente viável", fundando o Movimento Cinturão Verde responsável por plantar 30 milhões de árvores e capacitando as mulheres para participar de mudanças sociais - um ato de coragem e resistência pelas quais ela foi espancada e presa. várias vezes, mas que finalmente ajudaram a derrotar o presidente corrupto e autoritário do Quênia e abriram um novo caminho para a resiliência ecológica.
A autora de livros infantis franceses Franck Prévot e a ilustradora Aurélia Fronty contam sua notável história em Wangari Maathai: A mulher que plantou milhões de árvores - uma adição adorável às biografias mais inspiradoras de heróis culturais.

Extraído de: The woman who planted millions of trees, por Maria Popova. In: Brain Pickings

Asas caleidoscópicas

A asa de uma mosca da fruta (Closterocerus coffeellae), vista contra um fundo branco, parece monótona. É transparente, sem cores óbvias, exceto por algumas pequenas manchas acastanhadas.
Mas esta aparência pode ser enganosa. Se você colocar a asa na frente de um fundo preto, ela de repente explode em um caleidoscópio de cores. Laranjas, azuis, verdes, violetas - praticamente todo o arco-íris dança através da asa, exceto o vermelho.
Um cientista francês chamado Claude Charles Goureau notou pela primeira vez esses tons vívidos em 1843. Desde então, eles definhavam na obscuridade, "aparentemente despercebidos pelos biólogos contemporâneos". Sempre que novas espécies de vespas ou moscas são descritas, seus descobridores quase nunca mencionam os padrões coloridos das asas. Os pigmentos visíveis foram até descritos como " evolução em preto e branco ". É como andar por uma galeria de arte com os olhos vendados.
Esqueça borboletas
Agora, Ekaterina Shevtsova, da Universidade de Lund, levantou voo. Ao fotografar várias espécies contra fundos escuros, ela revelou um mundo de cores ocultas, rivalizando com o de obviamente mais belos insetos. "A alegação de que os padrões de asas de mosca e vespa não são páreo para a incrível diversidade de padrões coloridos de asas de borboleta é obsoleta", diz ela.


Ao estudar esses padrões, ela conseguiu diferenciar cinco espécies de vespas, três das quais eram novas para a ciência. À primeira vista, todas elas poderiam ser confundidos uma com as outras, mas seus padrões coloridos de asas denunciavam-nas.
Referências:
http://bit.ly/2y36js4
http://dx.doi.org/10.1073/pnas.1017393108

18 março, 2020

O diagrama de Venn da minha vida


http://bitsandpieces.us/2019/10/01/my-life-7/ Tradução: PGCS

http://blogdopg.blogspot.com/2014/08/homenagem-ao-matematico-john-venn.html
http://slideshows-pg.blogspot.com.br/2014/08/diagramas-de-venn.html

Plymouth, Montserrat

Plymouth é uma cidade fantasma na ilha de Montserrat, um território ultramarino do Reino Unido localizado nas Pequenas Antilhas.
Construída em depósitos históricos de lava perto do então inativo vulcão Soufrière Hills, a cidade foi evacuada em 1995, quando o vulcão entrou em erupção.
Os residentes foram autorizados a voltar alguns meses depois. Mas, em 1997, outra erupção maciça produziu ondas piroclásticas que mataram 19 pessoas e chegaram perto do aeroporto da cidade, no lado leste da ilha.
Queimada e enterrada em lava (foto), Plymouth foi definitivamente abandonada. E o governo da ilha de Montserrat foi transferido para o norte, para a cidade de Brades, embora Plymouth continue sendo a capital de jure.
É a única cidade fantasma que serve como capital de um território político.


Fontes:
Wikipedia
30 Ghost Towns Around The World, Bored Panda

Na lei e no governo, "de jure" descreve as práticas que são legalmente reconhecidos, independentemente se a prática existe na realidade. Em contraste, "de facto" ("de fato") descreve situações que existem na realidade, mesmo que não sejam legalmente reconhecidas. Os termos são frequentemente usados ​​para contrastar diferentes cenários.

17 março, 2020

Como hipnotizar um frango

Este vídeo mostra como hipnotizar um frango ao desenhar uma linha na frente dele.



🐷Farm videos for all
Como desenrolar a cauda de um porco
Como pegar galinha no laço (ou capote, torço para que dê certo)

Memes brasileiros

Das novelas da Globo para a web
A atriz Renata Sorrah virou meme mundial graças a uma imagem da novela "Senhora do Destino", em que ela interpretou a personagem Nazaré Tedesco.
Aqui, o meme ficou conhecido como Nazaré confusa, pois são usadas expressões faciais que aparentam confusão com equações matemáticas adicionadas.
Fora do Brasil, o meme se chama Math Lady, ou Senhora da Matemática, numa tradução literal.


Da capa do LP para a web
Outro dos memes famosos foi inspirado na capa do disco "Chico Buarque de Hollanda".
O próprio cantor/compositor Chico Buarque aproveitou a famosa montagem da capa de seu disco de 1966 para promover sua nova conta no Instagram, em 2017.
O meme normalmente é utilizado para fazer distinção entre uma coisa boa e uma ruim. Nesse caso, a brincadeira do artista foi com as frases "Não tinha Instagram oficial" e "Agora tenho".
Ainda é possível gerar memes com a figura de Chico usando ferramentas como a Chico Buarque Happy Sad Meme Generator.


Enquete
Qual panetone você prefere: de frutas cristalizadas ou com gotas de chocolate?
http://blogdopg.blogspot.com/2016/12/o-panetone-da-italia-para-o-mundo.html
Use a caixa de comentários para votar. Se nenhum leitor se interessar em votar, a enquete será encerrada com os dois votos que já estão na postagem.

Hors concours
Um vídeo ou GIF da cantora, compositora, dançarina, atriz, vlogueira e web-celebridade teuto-brasileira Inês Brasil não tem como dar errado.

16 março, 2020

O quadribol

É um esporte fictício, disputado completamente no ar por bruxos montados em vassouras voadoras. Foi inventado pela autora J. K. Rowling para sua série de ficção "Harry Potter".
Como na maiorias dos outros esportes, o objetivo do quadribol é a equipe conquistar o maior número de pontos numa partida.
Harry Potter desempenha uma posição importante e cobiçada para a equipe de sua casa em Hogwarts: ele é o apanhador. O papel do apanhador é pegar o pomo de ouro, uma pequena bola dourada com o tamanho aproximado de uma noz.
Marque um gol - 10 pontos. Pegue o pomo - 150 pontos, e o jogo termina!


O que exatamente as torcidas assistem? Se a única coisa que importa, pegar o pomo, pode acontecer dentro do estádio ou a cem metros do estádio!
Então, enquanto elas estão assistindo a seis caras jogando uma partida equilibrada, que está 40 a 30, de repente dão esta informação:
"Ei… desculpem, vocês não conseguem ver… Mas o Potter pegou o pomo e o jogo terminou. Vitória da Grifinória."

Sente-se. Onde quer que você esteja

O macacão saco de feijão é a mais nova solução para você poder arriar o corpo cansado onde quer que esteja. Numa fila de empregos de dobrar o quarteirão, por exemplo. Na qual você espera em pé há muito tempo e não se lembrou de trazer uma cadeira dobrável.
O Bean Bag Onesie é prático, confortável e unissex.


A única desvantagem é que aparentemente só tem na cor verde.

Qual é o problema com as calças verdes?
Boa pergunta. Se eu tivesse uma calça verde a usaria, mas não durante o verão. Uma bermuda verde, porém.

15 março, 2020

O Pequeno Príncipe no asteroide Corona

Excelente desenho de Côté, de Quebec, da Cartooning for Peace. Sobre a arte de encontrar poesia e humor nesta pandemia do novo coronavírus.


O humor também é um tipo de vacina.

Principescas
http://blogdopg.blogspot.com/2015/03/o-pequeno-principe-na-rosetta.html
http://blogdopg.blogspot.com/2018/03/o-pequeno-principe-revisitado.html
http://blogdopg.blogspot.com/2018/12/a-coisa-bem-comecada-ja-esta-com-metade.html

A paródia de "Fausto" em Copenhague

Entre os documentos científicos de Wolfgang Pauli, nos arquivos do CERN (Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire), há um item bastante incomum - uma cópia do script parodiando "Fausto", de Goethe -, apresentado na conferência do Niels Bohr Institute, de 3 a 13 de abril de 1932 (data exata da apresentação desconhecida).
Escrito principalmente por Max Delbrück, e ilustrado com caricaturas dos protagonistas, o esquete apresenta Pauli (Mefistófeles) tentando vender a idéia do neutrino (Gretchen ou Margarida) a um cético, Paul Ehrenfest (Fausto)!


Pauli havia postulado a existência dessa partícula sem peso, em sua famosa carta às "Caras senhoras e senhores radioativos", na conferência de Tübingen, em dezembro de 1930, mas ele teve que esperar até 1956 pela confirmação experimental de Reines e Cowan. Então, em 1932, a existência da partícula ainda era objeto de debate.
A reputação de Pauli pela inteligência afiada o tornou ideal para o papel satânico. Mas, em sua ausência, o papel foi interpretado por Léon Rosenfeld. E o papel de Deus ficou para Bohr. O script (em alemão), pode ser visto aqui. Uma tradução para o inglês aparece em "Thirty Years that Shook Physics", de George Gamow.


Mefistófeles (para Fausto):
Cuidado. Tenha cuidado com os poderes mais elevados da Razão e do Homem da Ciência, profanos na aliança. Você se permitirá, através do deslumbrante rendimento da bruxaria, às estranhas tentações do campo quântico.

Gretchen (para Fausto):
(cantando)
Minha massa em repouso é zero.
Minha carga é a mesma.
Você é meu herói.
Neutrino é meu nome.

Melodia: "Gretchen am Spinnrad" (Gretchen na roda giratória), de Schubert (vídeo)


14 março, 2020

Uma mensagem de Stephen Hawking está a caminho de um buraco negro

A vida de Stephen Hawking foi em grande parte dedicada ao estudo dos mistérios dos buracos negros. Suas cinzas foram seladas com a equação da radiação Hawking, e uma mensagem do astrofísico e comunicador científico viajará com elas, por 3.500 anos, em direção a 1A 0620-00, o buraco negro mais próximo do Sistema Solar.


Hawking, que morreu em 14 de março (2018), aos 76 anos de idade, sofria de esclerose lateral amiotrófica (também conhecida como ALS ou doença de Lou Gehrig), que o privou da capacidade de andar e falar. Embora não se esperasse que ele passasse dos vinte anos, ele sobreviveu aos 50 anos seguintes,  estudando o mistério dos buracos negros e comunicando ao público as idéias emergentes da física e da astronomia em seus livros mais vendidos, "Uma Breve História do Tempo", "O Universo numa Casca de Noz", "Aos Ombros de Gigantes","A Teoria de Tudo" e outros.

Leia mais:
http://www.smithsonianmag.com/smart-news/message-stephen-hawking-its-way-black-hole-180969382/#YR2jlqiH5tJ66Ill.99
http://twitter.com/Rainmaker1973/status/1175756861032865792
http://brainpickings.us2.list-manage.com/track/click?u=13eb080d8a315477042e0d5b1&id=0478824132&e=7e3c292deb

Fake Pi


Então, e o Estado que aprovou uma lei que definiu Pi = 3?
Bem, foi no jornal e na internet, mas nunca aconteceu, embora uma vez tenha se aproximado disso.
Um artigo falso foi impresso e amplamente divulgado (em 1.º de abril de 1998) que dizia que os engenheiros da NASA em Huntsville, Alabama, estavam chateados com a descoberta de que o Legislativo do Alabama acabara de aprovar uma lei que fazia Pi = 3.
Quando os perpetradores da fraude perceberam que o artigo estava sendo divulgado (sem as indicações de que era uma piada, como o nome do autor, April Holiday) e circulando como verdade, eles tentaram explicar que era somente uma brincadeira.E logo aprenderam que a verdade se espalha muito mais lentamente do que uma história sensacional.
Um presságio da natureza das fake news bem antes deste termo se tornar comum.

Como falsamente provar que Pi é igual a 3, wikiHow

13 março, 2020

Bacurau, o filme (2)

Filme franco-brasileiro de 2019
Gênero: suspense
Duração: 130 min.
Roteiro e direção: Kleber Mendonça Filho (diretor de AQUARIUS) e Juliano Dornelles
Sinopse: Pouco após a morte de dona Carmelita, aos 94 anos, os moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, chamado BACURAU, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade pela primeira vez. Quando carros se tornam alvos de tiros e cadáveres começam a aparecer, Teresa (Bárbara Colen), Domingas (Sônia Braga), Acácio (Thomas Aquino), Plínio (Wilson Rabelo), Lunga (Silvero Pereira) e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Falta identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.


Bacurau conquista a América, por Cynara Menezes
(extraído deste artigo, publicado em 11/03/2020, no Socialista Morena)
A espetacular recepção ao filme pela crítica dos EUA, onde "Bacurau" estreou no começo do mês, tem o efeito, porém, de uma bofetada na direita vira-lata que tenta reduzir nosso cinema a algo "amador", "adolescente", em comparação às produções estrangeiras. E isso em tempos em que o bolsonarismo pretende destruir o cinema nacional, cortando incentivos e impondo um corte de cunho moralista no apoio do Estado ao audiovisual.
O que impressiona nas críticas norte-americanas a "Bacurau" é justamente a capacidade dos autores de compreenderem o humor do filme e ao mesmo tempo relacionarem a sátira com a atualidade brasileira e mundial. "Ele pode ser visto como uma metáfora sobre o Brasil (e as desigualdades que perturbam o mundo todo), mas, como os Sete Samurais de Akira Kurosawa, também é uma história profundamente enraizada em um lugar exato no mapa", disse a crítica Manohla Dargis, no New York Times, que elogiou o entrosamento da dupla de cineastas e citou a homenagem ao diretor John Carpenter, com "Night", composição de sua autoria, na trilha sonora.
O site do crítico Roger Ebert deu cinco estrelas ao longa brasileiro, em um artigo assinado por Monica Castillo. Bacurau "brilhantemente equilibra política e roteiro", diz Castillo, que coloca o filme entre a tendência de produções que denunciam a desigualdade, a exemplo de "Parasita". Sendo que Bacurau "vai mais longe, denunciando os danos do colonialismo, os políticos corruptos e o imperialismo norte-americano em uma sangrenta batalha de vida e morte".
A revista "Rolling Stone" o chamou de "joia" feita para os "politicamente explorados" (um trocadilho com "exploitation movies", filmes de horror B). "A dupla de diretores criou uma sátira de bordas serrilhadas que tem presas e garras afiadas em pontos finos, pingando o plasma daqueles que vêem tudo em termos de direitos e cifrões", escreveu o crítico David Fear. "A fotografia de Pedro Sotero é tão impressionante quanto uma pintura e tão psicotrópica quanto as drogas que os moradores tomam."
Além de Kurosawa e John Carpenter, adorado pelo diretor Kleber Mendonça, os críticos norte-americanos também enxergaram em "Bacurau" a influência de lendas do cinema como Sergio Leone, George Miller e Alejandro Jodorowsky, assim como dos brasileiros do Cinema Novo. "Bacurau é simultaneamente uma carta de amor afetuosa à carreira do mestre do horror e o melhor filme de Carpenter que Carpenter nunca fez", elogiou Andy Crump, do site Polygon. "É sobre o Brasil, sertão e colonialismo. É uma versão moderna de Assalto ao 13º DP de Carpenter –escorregadio, vital e crepitante."

Indo ao restaurante


Olá, sou uma mulher em uma esfera azul e verde que tem montes e montanhas de montanhas por toda parte. Algumas das montanhas da minha esfera cósmica escoam densos jatos de fogo líquido que descem e descem e se transformam em destinos de férias depois de alguns milhares de anos. [...]
por Jenny Slate
Hoje à noite vou ao restaurante, onde comerei um pássaro morto e queimado e beberei uvas roxas velhas liquefeitas, e também engolirei água limpa que costumava ter insetos, cocô e veneno, mas que foi limpa para que não me faça mal. Estou tão empolgada com o pensamento de consumir o pássaro queimado e a gosma de uva no restaurante que ponho tinta cor de pele em todo o rosto e aplico pigmento vermelho pastoso nos lábios. Também ponho grânulos de pêssego nas bochechas e uso um lápis para desenhar uma linha ao redor dos meus olhos, para que as pessoas saibam onde estão meus olhos.
Em seguida, pego um pequeno pincel e giro tinta preta sobre cada pestana, depois aqueço uma vara de metal e enrolo meus cabelos em volta dela, para que meu rosto esteja cercado por espirais. Enfio cada um dos meus seios em uma sacola de pano e, em seguida, prendo o par de sacolas contra meu torso com tiras, acho que para impedir que as mamas flutuem além das baforadas brancas e no espaço sideral.
Essas são tarefas importantes a serem realizadas se você quiser sair de casa e ir ao restaurante e não precisar ficar em casa e ficar sozinho para sempre, o que, na Terra, é ruim.
Cubro meu corpo com um pedaço de tecido que foi cortado e costurado de uma certa forma, de modo a lembrar aos outros que tenho uma bunda e uma vagina, mas sem mostrar a bunda e a vagina reais que tenho.
Eu sou uma mulher aqui nesta bola antiga que gira junto com uma coleção de outras bolas em torno de uma bola maior composta de luz e gases que são gases da ciência, não peidos. Não seja imaturo.
No restaurante, pago com o dinheiro que ganho por fingir ser outra mulher. Recebo esse dinheiro para poder comprar toda a pintura facial e bolsas de que preciso, para poder ir ao restaurante e comer o pássaro morto queimado e saborear o gloop de uva roxa que às vezes me faz cair ou vomitar por todo o lado. este globo. Repito este ciclo para que eu possa ir a lugares ainda mais nessa esfera, pois ela gira através da escuridão eterna e do espaço infinito. ♦

Going to the Restaurant, The New Yorker
O artigo (completo) apareceu na edição impressa de 23 de setembro de 2019, com o título "Restaurante".
Jenny Slate é atriz e comediante.

12 março, 2020

Geometria variável

Uma incrível coreografia pelo grupo francês LABOR4 RD em que braços criam linhas e figuras geométricas.


O ciclo do Caos

O Caos era um deus - um ser divino - ou simplesmente um estado de nada? Ou o Caos, como usaria a palavra hoje, era uma espécie de bagunça terrível, como o quarto de um adolescente ainda pior?
Pense no Caos talvez como uma espécie de grande bocejo cósmico.
Como num abismo de bocejo ou num vazio de bocejo.
Se o Caos trouxe vida e substância do nada ou se o Caos bocejou ou sonhou, ou a conjurou de outra maneira, não sei. Eu não estava lá. Você também, não. E, no entanto, de certa forma, estávamos, porque todos os pedaços que nos fazem estavam lá. É suficiente dizer que os gregos pensaram que era o Caos que, com uma enorme sacudida, ou com um grande encolher de ombros, ou soluço, vômito ou tosse, iniciou a longa cadeia de criação que terminou com pelicanos, penicilinas, cogumelos e sapos, leões-marinhos, focas, leões, seres humanos e narcisos e assassinato e arte e amor e confusão e morte e loucura e biscoitos.


Qualquer que seja a verdade, a ciência hoje concorda que tudo está destinado a retornar ao Caos. Chama isso de entropia inevitável do destino: parte do grande ciclo do Caos à ordem e de volta ao Caos. Suas calças começaram como átomos caóticos que, de alguma forma, se fundiram em matéria que se ordenou ao longo de eras em uma substância viva que, lentamente, evoluiu para uma planta de algodão que foi tecida no material bonito que embainha suas adoráveis pernas. Com o tempo, você abandonará suas calças - agora não, espero - e elas apodrecerão em um aterro ou serão queimadas. Em ambos os casos, sua matéria será libertada para se tornar parte da atmosfera do planeta. E quando o sol explodir e levar todas as partículas deste mundo, incluindo os ingredientes de suas calças, todos os átomos constituintes retornarão ao caos frio. E o que é verdade para as suas calças é verdade para você.
Então o Caos que começou tudo, também é o Caos que terminará tudo.

Stephen Fry, na abertura de "Mythos" - sua narrativa gloriosamente imaginativa e subversivamente engraçada dos mitos gregos clássicos.

Vídeos: La cosmovisión de la teoría del caos, pt.1/2 e pt. 2/2

11 março, 2020

Quarentena

A cidade que nos deu a palavra quarentena há quase 600 anos está novamente enfrentando uma epidemia. Em 23 de fevereiro, as autoridades de Veneza cancelaram os dias finais de seu festival de carnaval, que leva hordas de turistas à cidade-lago notoriamente superlotada. O vírus da Covid-19 havia chegado.


Humor
Oi, querida.
Estou no bar com os rapazes tomando umas geladas.
Infelizmente, como alguém por aqui está tossindo o tempo todo, fomos colocados em quarentena.
Vejo você em 14 dias.

Pipocando (2)

ANTES DE MORRER
VOU ME ESBALDAR EM MILHO-PIPOCA.

MINHA CREMAÇÃO SERÁ ÉPICA.

O Dia da Pipoca é comemorado no Brasil em 11 de março.

Pipocando (1)

10 março, 2020

Origem do termo "meganha"

Matéria enviada por Jaime Nogueira:

👮 Em diversas partes do Brasil, meganha é um sinônimo informal (em geral com conotação depreciativa) para um policial. Originalmente, meganha designava especificamente os antigos "soldados de polícia", membros das guardas provinciais na época do Brasil Império, que ganhavam a metade dos soldos dos militares do Exército, de posição hierárquica equivalente – daí o nome de "meia-ganhas", que evoluiu para "meganha".
Com a extinção das antigas "forças públicas" e dos "soldados de polícia" e a criação da Polícia Militar nos Estados, o termo meganha teve seu sentido expandido até abranger todo e qualquer policial ou guarda (militar, civil, guarda municipal, agente de trânsito etc.).
Em São Paulo, é difundida a tese de que a palavra viria de "me ganha", do verbo “ganhar” – como numa frase supostamente dita por um delinquente: "me ganha" (no sentido de "me pega" (se conseguir).
No entanto, a palavra é muito anterior a esse sentido novo de “ganhar”, e muito mais espalhada geograficamente; "meganha", aplicada aos membros das antigas forças públicas, remonta aos tempos da Guerra do Paraguai (1864 a 1870), em que se permitiu aos membros dessas forças provinciais lutarem junto aos militares.
Ademais dos registros históricos que comprovam o uso de "meia ganha", já dois séculos atrás, nota-se, por fim, que o substantivo "meganha", com a pronúncia hoje observada no Brasil (em que o "e" tem som próprio, de "e", e não de "i") não poderia vir da expressão "me ganha", que obrigatoriamente teria entrado na língua informal dos brasileiras com a pronúncia "miganha", em consonância com a pronúncia geral do pronome "me" átono.

Extraído de: dicionarioegramatica.com.br

Hey, James (7)

- Eu e meu namorado tiramos esta foto, mas não conseguimos enquadrar os patos. Poderia fazer isso para nós?
- Aí estão.


James Fridman ajuda a realizar seus sonhos por meio do Photoshop.
[1] [2] [3] [4] [5] [6]

09 março, 2020

Como representar meu sobrenome com uma imagem

Paulo GURGEL
(por aproximação)

Os compactáveis


O Joint Photographics Experts Group é o nome do grupo responsável por criar o JPEG, que é um dos métodos mais populares de compressão de imagens até os dias de hoje. O JPEG (ou JPG) permite comprimir um arquivo e obter como resultado final uma imagem com qualidade razoável e pequena em tamanho.
GIF é acrônimo de Graphics Interchange Format (Formato de Intercâmbio de Gráficos), que é um arquivo compactado de imagem para reduzir o tempo de transferência. Os criadores deste formato de imagem sempre reclamaram de que o chamassem "JIF".
Only idiots say "JIF" for GIF.
Observem a presença do G na expressão de origem. Portanto, GIF deve ser pronunciado como o G do sobrenome Gurgel. O primeiro G, bem entendido.

08 março, 2020

A dama da cristalografia

Dame Kathleen Lonsdale (née Yardley), pacifista  e cristalógrafa britânica que desenvolveu várias técnicas de raios X para o estudo dos arranjos dos átomos nas estruturas cristalinas.
Sua determinação experimental da estrutura do anel de benzeno por difração de raios X, em 1929, que mostrou que todas as ligações CC do anel eram do mesmo comprimento e todos os ângulos de ligação CCC internos eram de 120 graus, teve um enorme impacto na Química Orgânica.
Ela foi a primeira mulher a ser eleita (1945) para a Royal Society of London.
Lonsdale também escreveu várias obras sobre o pacifismo, e o alótropo de carbono Lonsdaleite, uma rara forma de diamante encontrada em meteoritos, foi assim denominado como homenagem a ela.

Avatar químico | Cobra e macacos em Química Orgânica | Folha com trama hexagonal

Dia Internacional da Mulher (2020)

No Dia 8 de março de 1857, morreram 130 mulheres carbonizadas na fábrica de tecelagem em que trabalhavam, quando foram trancadas por estarem em greve. Em homenagem a estas mulheres, em 1910, declarou-se o dia 8 de março como o #DiaInternacionalDaMulher.

"Para que uma mulher conquistasse seus direitos foi preciso que, ao longo da história, muitas outras mulheres lutassem por eles."
Imagem: MIMIMI
http://twitter.com/oh_beaa/status/1103824170750787584

07 março, 2020

🌀 A temporada de furacões no Atlântico

Começará "oficialmente" em 1.º de junho, atingirá o clíMAX em 10 de setembro e terminará em 30 de novembro.
Abaixo estão os nomes dos furacões da temporada de 2020.


A Organização Meteorológica Mundial é responsável pela seleção dos nomes. Alternam-se nomes masculinos e femininos, listados alfabeticamente e em ordem cronológica, começando com A e omitindo Q, U, X, Y e Z.
Se forem necessários mais de 21 nomes durante a temporada, o alfabeto grego surfará nas ondas.

Space Coast Daily

Begin the Beguine

Eleanor Powell e Fred Astaire, em "Begin the Beguine", do compositor Cole Porter.
Esta cena é considerado por muitos como a melhor das sequências de sapateado (tap dancing) na história do cinema americano.



Eleanor Powell é "top in tap", e Astaire... Bem, aqui temos um vídeo com ele, Frederick Emanuel Austerlitz, dançando no teto e nas paredes.

NJC: "Eu tive um sonho"

06 março, 2020

Vita brevis, ars longa

A peça de arte pública de Manfred Laber em Wemding, Alemanha, ainda não se parece muito com uma pirâmide. Isso porque um novo bloco de concreto é somente colocado a cada 10 anos.
A estrutura foi iniciada em 1993 e será concluída no ano de 3183, quando o 120.º bloco for colocado no topo.
[http://www.futilitycloset.com/2019/04/05/time-pyramid/]

Vita brevis, ars longa (A vida é curta, a arte é longa.) é um aforismo em latim que tem sua origem nos escritos do médico grego Hipócrates, sendo depois popularizado pelo poeta romano Sêneca.

N. do E.
Lei de Quéops: Nada é construído de acordo com o cronograma ou dentro do orçamento.

O que há fora da simulação?

Uma hipótese filosófica conjeturou que nossas experiências são simplesmente uma ilusão. E uma versão tecnológica moderna dessa hipótese sugere que as experiências fazem parte de uma simulação em computador.
Qualquer pessoa que use um fone de ouvido de realidade virtual já teve a sensação de estar imersa em uma simulação de computador.
Os tecnólogos estão cientes dos avanços exponenciais na velocidade e capacidade dos sistemas de computação. O número e a qualidade das simulações que podem ser realizadas com esses sistemas crescem muito rapidamente.


O proeminente empresário Elon Musk, que fundou as empresas inovadoras Tesla, SpaceX e Neuralink, considera que a hipótese da simulação deve ser levada a sério.
Em abril de 2019, uma entrevista de Elon Musk realizada por Lex Fridman foi postada no site do YouTube. Fridman é professor e cientista pesquisador em inteligência artificial (AI, em inglês) que trabalha no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).
A dupla discutiu uma variedade de tópicos, incluindo a hipótese da simulação. O seguinte diálogo (LINK) ocorreu perto do final da entrevista:
Lex Fridman: Então, quando, talvez você ou outra pessoa criar um sistema inteligência artificial geral, e você fizer uma pergunta a ela, qual seria essa pergunta?
(Longa pausa)
Elon Musk: O que há fora da simulação?
Em conclusão, Elon Musk indicou que ele (ou a humanidade) pode estar dentro de uma simulação. Ele acredita que um futuro sistema avançado de IA pode receber o comando de determinar o que está fora da simulação.

https://quoteinvestigator.com/2019/08/29/simulation/
https://www.wired.com/2011/09/are-we-living-in-a-simulation/

Relacionadas
É o universo uma simulação?
A questão da realidade como simulação

05 março, 2020

Pipoca no cinema

🍿História - A pipoca realmente decolou nos EUA em meados da década de 1880, mas levaria 50 anos para se tornar o petisco favorito nos cinemas.
https://blogdopg.blogspot.com/2013/10/a-historia-da-pipoca-no-cinema.html

Posso levar comida ao cinema?
Impor a exclusiva aquisição de alimentos em cinemas é prática abusiva. Veja como se proteger.
https://idec.org.br/dicas-e-direitos/posso-levar-comida-cinema

Esperando os cinemas disponibilizarem microondas para que façamos nossas próprias pipocas, porque as pipocas de lá, além de caras, estão péssimas. #PipocaNoCinema

O pessoal reclama do preço da #PipocaNoCinema mas é uma forma de ajudar a manter os custos: aluguel, limpeza, funcionários. A renda com a exibição fica quase toda com as produtoras, os cinemas têm que se virar pra continuar funcionando.

Coloco a mão no balde da pipoca e já tem outra mão nele. Ora, é apenas minha outra mão.

antes x depois dos trailers.

Comer pipoca no cinema faz a publicidade ficar ineficaz
https://blogdopg.blogspot.com/2013/11/comer-pipoca-no-cinema-faz-publicidade.html

O pior da sessão da meia-noite é ver os "stinky fingers" que rolam pelos cantos da sala de cinema.
stinky fingers, dedos fedidos (tem conotação sexual, segundo o Urban Dictionary).

Procurando Nessie - 2

Cientistas mapeiam o bioma do Lago Ness e chegam a nova teoria sobre "monstro"
É um mistério que perdura. O que exatamente se encontra sob as águas turvas do Lago Ness?
Os avistamentos de Nessie remontam a centenas de anos - mas até agora nenhuma explicação definitiva foi encontrada. Uma equipe de cientistas, liderada pela Universidade Otago da Nova Zelândia, vem testando amostras de água e coletando DNA ambiental de todas as formas de vida no lago, incluindo plantas, insetos, peixes e mamíferos.
Professor Eric Verspoor, University of the Highlands and Islands:
Você basicamente pega um litro ou dois de água e o filtra, e o material filtrado será o DNA. E usando esse DNA, você pode sequenciá-lo. E com base na sequência, identifica os tipos de organismos que estão presentes na água.
A mídia mundial se reuniu no lado do lago para ouvir exatamente o que encontraram
Professor Neil Gemmell, Universidade de Otago:
Essa idéia de um réptil gigante e extinto... Bem, não encontramos nenhum DNA reptiliano, então não achamos que isso pareça muito plausível com base nas amostras e nas análises que realizamos. E também procuramos outra idéia, que é uma enguia gigante. Bem, não sabemos se as enguias são gigantes ou não, mas certamente encontramos uma enorme quantidade de DNA de enguias. Eu acho, muito mais do que eu esperava.
Mas, Steve Feltham, o caçador de Nessie de longa data, não está convencido pelas notícias:.
Enguias em Loch Ness? Pessoalmente, acho que um garoto de 12 anos poderia lhe dizer isso. Pode haver algumas enguias enormes lá - essa poderia ser a explicação. Mas dizer "encontramos evidências de enguias" é como dizer "encontramos evidências de peixes em um lago escocês". Bem feito!
O mistério no Lago, no entanto, permanece. 
Mais de 20% do DNA encontrado não foi identificado - o que significa que a busca por Nessie continua.


Procurando Nessie - 1

04 março, 2020

Influenciador: estudo de caso

Este homem é digital influencer de uns amigos invisíveis.

(talk to wall)

Podemos dizer que a influência digital é pautada em três elementos principais:
  • Alcance
  • Relevância
  • Ressonância
Estudo do caso acima: péssimo, regular e ótimo.

Jeremias conversa com Drummond

Um meme antigo, muito antigo

"Dies Irae", traduzido do latim para "Dia de Ira" ("Day of Wrath", em inglês).
É um canto gregoriano do século XIII que descreve o dia em que Deus, acreditam os católicos, julgará os vivos e os mortos e os enviará para o Céu ou o Inferno. Seu uso principal é na tradicional missa para os mortos.
Como o catolicismo permeava a cultura mundial, a melodia do canto foi reorientada para a música clássica (Mozart, Verdi, Salieri, Berlioz e outros), com a intenção de transmitir à composição (réquiem) um misterioso tom de perda.
Adiante, sua famosa sequência de quatro notas entrou para a cinematografia de Hollywood, e se você ainda não a conhece, quase certamente já a ouviu antes (O Iluminado, Star Wars, Gremlins 2, O Senhor dos Anéis, Piratas do Caribe, O Rei Leão etc.), repetidamente apresentada nos momentos mais assustadores e dramáticos de tais filmes.

Why this creepy melody is in so many movies (vídeo)

03 março, 2020

Divisa China-Macau

Em Macau (região administrativa especial da China), a mão da direção é do lado esquerdo da via e, na China propriamente dita, é à direita. Esta foi a solução que eles encontraram para quem cruza a divisa China-Macau de carro.


Pagal Bachha

[http://blogdopg.blogspot.com/2013/07/onde-se-conduz-o-carro-pela-esquerda.html]
[http://blogdopg.blogspot.com/2016/05/suriname-high-lights-e-curiosidades.html]

Curiosidades com o Pi

Ah, e o Dia do Pi está chegando daqui a dias. Então, suponha que você esteja percorrendo os dígitos do Pi e se perguntando em que ponto você encontraria uma sequência de dez dígitos com todos os algarismos de 0 a 9.

@BenVitale fez isso para você.

02 março, 2020

Lembrem-se de Sun Tzu (2)

Em vez de ficar articulando quarteladas ou puxando o saco de um "capitão do mato no velho estilo" e de ficar falando bobagens nas redes sociais da INTERNET, nosso Generais de Pijama, ou não, deveriam estar cuidando de seus ofícios que custaram tão caro aos contribuintes brasileiros.
Sugiro lerem e refletirem sobre esta obra-prima do século IV AC. (Jaime Nogueira)


Em 2015, o livro inspirou este documentário do History Channel.

Eletricidade e água

Não sou eletricista nem bombeiro hidráulico, mas acho que esse troço não está certo.


BACURAU, a ave

Nome científico: Nyctidromus albicollis. Com 7 subespécies, 2 delas presentes no Brasil.
O bacurau tem à noite sua principal rotina.
Alimenta-se de numerosas espécies de insetos, como besouros, mariposas, borboletas, abelhas, vespas, e formigas que são capturados em voos curtos para o ar a partir do solo, ou em voos curtos a partir de poleiros. Também caça insetos voando sobre áreas abertas.
A espécie costuma viver no chão, onde facilmente se camufla em meio às folhagens. Durante o dia, o pássaro é avistado apenas quando se espanta e, só assim, voa a curtas distâncias para fugir do susto.
Quando alguma ameaça predatória ao ninho se faz presente, o adulto realiza o "display" de fingir-se ferido para proteger os filhotes e atrair o predador para longe do seu ninho.
É uma ave de dois cantos, de onde surgem seus dois nomes onomatopaicos: bacurau e curiango. No lusco-fusco da tarde, essa ave se manifesta como ba-cu-rau. Quando a noite se adensa, modifica o canto e assovia o som de cu-ri-an-go.
Esta ave está associada no imaginário popular tanto aos que vagam na noite, como os sonâmbulos, quanto aos que, em vigília, esperam pela manhã. Esse segundo sentido está na composição de Beduíno e Luiz Gonzaga, que traz no título ("amanhã eu vou") e na letra ("carimbamba") outros dois nomes do pássaro bacurau. Conta-se ali a história de Rosabela, linda donzela, que, enlaçada pela planta aquática taboa, desaparece para não mais voltar.
Era uma certa vez
Um lago mal-assombrado
À noite sempre se ouvia
A carimbamba cantando assim:
Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou.
O filme BACURAU, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, teve o título vertido para "Nighthawk" (falcão noturno) com o provável objetivo de facilitar a compreensão da natureza do pássaro pelo público estrangeiro. Na Europa, Ásia e Norte da África existem vários gêneros e espécies de falcões noturnos da subfamília Chordeilinae, à qual também o bacurau pertence. E o pássaro noitibó (Caprimulgus europaeus), o mais conhecido, é um deles.

=============================================================

26 novembro, 2009
Micropoemas do infortúnio - 10
Autor: Paulo Gurgel
https://blogdopg.blogspot.com/2009/11/micropoemas-do-infortunio-10.html

Lua, lua moondana.
O noitibó biquiaberto circula à caça de insetos
-----por entre as árvores rociadas.
No céu, há estrelas vulgas
-----e há estrelas seletas. Só:::
-----o noitibó é um pássaro só
---------------é um pio só.
---------------(enquanto)
O coelho, hó, hó
-----encontra festiva acolhida
------------------------------na toca da raposa.
Existe a vida? Ou existe apenas o frêmito da vida?

01 março, 2020

Terra rica

Por que os elementos Itérbio, Ítrio, Térbio e Érbio têm nomes semelhantes?
É que todos os quatro foram encontrados na mesma rocha escura proveniente de uma mina localizada perto da vila sueca de Ytterby.


Hólmio, Túlio e Gadolínio também foram encontrados na mesma fonte, levando alguns a chamar Ytterby de "Galápagos da Tabela Periódica".

Rich Earth, Futility Closet

Março
No calendário romano, o terceiro mês do nosso calendário era o primeiro mês. Foi nomeado em homenagem a Marte, o deus romano da guerra e identificado com o deus grego Ares. Era hora de retomar a guerra depois que a neve do inverno havia derretido no Hemisfério Norte.

No Rancho Fundo

No Rancho Fundo é um samba-canção resultado da parceria de Ary Barroso com Lamartine Babo, muito embora a melodia seja uma composição anterior do próprio Ary Barroso, que recebeu então letra de J. Carlos (renomado caricaturista que faria sua estreia no teatro de revista) e que foi intitulada "Na Grota Funda". Impressionado com a música, Lamartine Babo (que esteve na plateia de referida revista e não teria gostado da letra) escreveu novos versos e a batizou de "No Rancho Fundo", apresentando-a com o Bando de Tangarás no dia seguinte, na Rádio Educadora, sem pedir licença ao autor. O sucesso inquestionável da nova composição teria causado o rompimento das relações entre J. Carlos e Ary Barroso.
Fonte: Almanaque Cultural Brasileiro

Na grota funda (1930)
Ary Barroso e J. Carlos

Na grota funda,
na virada da montanha,
só se conta uma façanha
do mulato da Raimunda.

Matou a nega
com um pedaço de canela
e, depois, sem mais aquela
foi juntá c'uma galega.

Ela morreu
na virada da montanha,
vai havê outra façanha
esse mulato vai sê meu!

Esse mulato
vai fazendo o que ele qué,
já matou duas muié
porque bamba ele é de fato.

Se não morreu,
vou mansá esse cachorro,
na virada, ali do morro,
esse mulato vai sê meu. (fim)
No rancho fundo (1930)
Ary Barroso e Lamartine Babo

No rancho fundo,
Bem pra lá do fim do mundo,
Onde a dor e a saudade
Contam coisas da cidade.

No rancho fundo,
De olhar triste e profundo,
Um moreno canta as mágoas
Com os olhos rasos d'água.

Pobre moreno,
Que, de tardee no sereno,
Espera a lua no terreiro,
Tendo um cigarro por companheiro.

De um aceno,
Ele pega na viola
E a lua por esmola,
Vem pro quintal desse moreno.

No rancho fundo,
Bem pra lá do fim do mundo,
Nunca mais houve alegria
Nem de noite, nem de dia. (. . .)



A história de como o violão de João Gilberto salvou a vida de Jards Macalé
Certo dia, em idos dos anos 70, o cantor/compositor Jards Macalé estava deprimido e pensando em suicídio. O jornalista @fdvives conta, nesta thread, como a sensibilidade e os acordes de João Gilberto o fizeram mudar de ideia.

29 fevereiro, 2020

Os erros da florista

Uma empresa comercial na cidade estava mudando de endereço, e um dos amigos do proprietário resolveu enviar-lhe flores a propósito deste acontecimento. Como havia uma floricultura por perto, não foi difícil encomendá-las em cima da hora.
Contudo, quando o proprietário do comércio as recebeu e foi ler o cartão, havia esta mensagem: DESCANSE EM PAZ.
Ele, meio que confuso, achou aquele cartão estranho mas agradeceu o amigo. Embora fizesse um comentário sobre o teor da mensagem que havia recebido.
O homem que encomendou as flores ficou muito irritado e procurou a florista para reclamar do "bilete".
Depois de ouvir a queixa de seu cliente, a dona da floricultura  respondeu:

"Senhor, eu realmente sinto muito pelo erro que cometemos. Mas, imagine só o que deve estar acontecendo num velório, em algum lugar desta cidade, em que eles receberam as flores com a mensagem dizendo: PARABÉNS PELA NOVA LOCALIZAÇÃO."

Flores, flores, flores

====================================================================

25/03/2020 - Oops! Endereço Errado
https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=15486

A probabilidade de nascer em 29 de fevereiro

— É realmente 1/1.461 a probabilidade de alguém nascer em 29 de fevereiro?
Bob Morris responde:
— Se anos bissextos ocorreressem uma vez a cada quatro anos, seria, mas existem algumas regras adicionais para determinar se um ano é bissexto. Se é divisível por 100, não é um ano bissexto, mas se é divisível por 400, então é um ano bissexto.
Por exemplo, 1900 não foi um ano bissexto porque é divisível por 100. Já 2000 foi um ano bissexto porque é igualmente divisível por 100 e por 400.
Isso significa que, em qualquer período de 400 anos, existem 365 x 400 ou 146.000 dias não bissextos. E que são dias bissextos 100 (um a cada quatro anos) - 4 (um a cada cem anos) + 1 (um a cada quatrocentos anos), o que totaliza 97 dias bissextos a cada 400 anos.
A probabilidade de nascer em 29 de fevereiro é, portanto, 97/146.097.

Numberopedia


Blog EM não considerou as regras adicionais dos anos bissextos em sua nota Leaplings.
http://blogdopg.blogspot.com/2012/02/leaplings.html

Leap day = Dia do salto
It's leap day, not sleep day.