31 março, 2021

Os brasileiros ganhadores do Prêmio Camões

O Prêmio Camões, instituído pelos governos do Brasil e de Portugal em 1988, é atribuído àqueles autores que contribuíram para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural da língua portuguesa. Este prêmio, que é considerado o mais importante da literatura lusófona, contempla anualmente um autor da língua portuguesa (Portugal - 14, Brasil - 13, Angola - 2, Moçambique - 2 e Cabo Verde - 2, até 2020) pelo conjunto de sua obra.

Vencedores pelo Brasil
1990 João Cabral de Melo Neto, 1 Recife/PE
1993 Rachel de Queiroz, 2 3 Quixadá/CE
1994 Jorge Amado, Itabuna/BA
1998 Antonio Cândido, Rio de Janeiro/RJ
2000 Autran Dourado, Patos de Minas/MG
2003 Rubem Fonseca, 4 5 6 7 8 Juiz de Fora/MG
2005 Lygia Fagundes Teles, São Paulo/SP
2008 João Ubaldo Ribeiro, 9 Itaparica/BA
2010 Ferreira Gullar, São Luís/MA
2012 Dalton Trevisan, Curitiba/PR
2014 Alberto da Costa e Silva, São Paulo/SP
2016 Raduan Nassar, Pindorama/SP
2019 Chico Buarque de Hollanda, 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 Rio de Janeiro/RJ

Três paulistas, dois cariocas, dois mineiros, dois baianos, um pernambucano, uma cearense, um paranaense e um maranhense.

O prêmio de 100 mil euros é concedido pelos governos do Brasil e de Portugal desde 1988, junto com um diploma assinado pelos presidentes dos dois países.

Recorde mundial de dominó humano com colchão é derrubado nos EUA

Aaron's Inc., uma empresa de eletrodomésticos e eletrônicos nos EUA, quebrou o recorde para o maior dominó de colchão humano com 1.200 participantes no Gaylord Resort and Conference Center, em National Harbor, Maryland, EUA. A façanha foi realizada na primeira tentativa e demorou 13 minutos e 38 segundos.
Leia a história completa aqui: http://bit.ly/GWR-MattressTopple


(https://youtu.be/TE5RdFFgW0w)

30 março, 2021

Fones de ouvido -18

Ray Bradbury foi um autor de ficção científica que apresentou conceitos futuristas  impensáveis à época em que escreveu suas histórias.
Em seu romance de 1953, "Fahrenheit 451", ele descreve:
"E em seus ouvidos (Mildred), as pequenas conchas do mar, os rádios-dedais se alojavam, e um oceano eletrônico de som, música e conversação chegava à costa de sua mente adormecida."
Conchas: uma previsão dos atuais fones de ouvido?
Technovelgy argumenta que, em 1953, essas rádios não estavam tão distantes. Após garimpar esta foto na revista Modern Mechanic de novembro de 1959.

OK, mas também supremacia branca

Há dois anos, o gesto (imagem 1) ganhou outro significado, desde que o site 4chan resolveu fazer uma farsa, dizendo tratar-se de um símbolo de ódio da extrema direita, representando as iniciais de white power (poder branco). Farsa que repetiram mais recentemente em novas imagens e que acabou por ser ultrapassada pela realidade, com membros da extrema-direita a postar imagens nas redes sociais exibindo o "ok".


O 4chan é um site de publicações de imagens usadas com a intenção de provocar e onde os utilizadores intervêm de forma anônima.
Farsa ou não, a associação do gesto à supremacia branca é hoje uma realidade. Por isso, há pouco tempo, o neozelandês Brenton Tarrant (imagem 2) várias vezes juntou o indicador ao polegar perante o tribunal, num julgamento que começou em março de 2019. e que ainda não terminou. Responde pela acusação do assassinato de 51 pessoas numa mesquita em Christchurch, Nova Zelândia.



=============================================================

Gesto de arrumação 
Que diabos de paletó é esse? Será que um broche não ajuda a estabilizar a lapela?

29 março, 2021

Adam Rainer, o homem que foi anão e gigante

Adam Rainer (1899 - 4 de março de 1950) nasceu em Graz, Áustria-Hungria.
Em 1920, quando completou 21 anos, ele tinha apenas 1,18 m de altura. Os médicos o classificaram como um anão.
Mas, em seus vinte e poucos anos, Rainer experimentou um surto de crescimento surpreendente e, aos 32 anos, sua estatura extraordinariamente baixa havia aumentado para uma estatura invulgarmente alta, de 2,18 m. Tendo apresentado a incrível taxa de crescimento de cerca de 5 cm ao ano!
Em 1930, quando Rainer tinha 31 anos, um cirurgião colocou-o sob anestesia local e inseriu instrumentos no nariz para obter acesso à hipófise, uma glândula localizada na base do cérebro. O cirurgião encontrou e retirou um adenoma eosinofílico, um tumor benigno que produzia hormônio do crescimento em excesso.
O procedimento cirúrgico desacelerou o crescimento de Rainer, mas muitos danos já lhe tinham sido causados. Como resultado do gigantismo, tornou-se acamado para o resto de sua vida. Ele não tinha um sistema musculo-esquelético para dar sustentação ao corpo.
À época de sua morte, Rainer media 2,34 m de altura - quase duas vezes a altura que ele tinha aos 21 anos! Apesar de ter sido um dos homens mais baixos da Áustria, ele se tornou o mais alto do seu país.
Adam Rainer foi anão e gigante (em tempos diferentes).

http://www.damninteresting.com/nugget/the-man-who-was-a-dwarf-and-a-giant/
(acrescentar à nota "Gigantes e Anões"do Preblog)

Bem me quer, mal me quer...

É um jogo de origem francesa (no original, effeuiller la marguerite - desfolhar a margarida), em que uma pessoa busca determinar se o objeto de seu afeto retribui esse afeto ou não. A pessoa que joga fala alternadamente as frases "bem me quer" e "mal me quer", enquanto tira uma pétala de uma flor a cada frase.
A frase que falar ao arrancar a última pétala supostamente representa a verdade (entre o objeto de seu afeto amá-lo ou não).

Malmequer
1 O nome dado a várias espécies de plantas da família das Compostas, algumas das quais são também designadas de bem-me-quer, crisântemo, calêndula e margarida.
2 Uma marcha-rancho do carnaval de 1940. Composta por Newton Teixeira e Cristóvão de Alencar, foi imortalizada por Orlando Silva na RCA Victor, em 4 de novembro de 1939 (34544-A,, matriz 33248, lançado um mês antes do carnaval de 40, janeiro). "Eu perguntei a um mal-me-quer / Se meu bem ainda me quer / Ela então me respondeu que não / Chorei, mas depois eu me lembrei / Que a flor também é uma mulher / Que nunca teve coração." Foi também gravada por Nara Leão, Ney Matogrosso e Maria Creuza.

"Oh, querida pequena margarida, venha sussurrar-me suavemente,
E me diga um segredo que estou ansioso para saber.
Seu nome ficará escondido em seu coração de ouro para sempre;
Oh, diga se ela me ama, e sussurre bem baixo."

—Burton Egbert Stevenson,“He Loves Me, Loves Me Not”

Um estudioso excêntrico, as ideias de Craig Conley muitas vezes estão décadas à frente de seu tempo. Ele inventou o conceito de "bichinho virtual" em 1980, quinze anos antes do lançamento do popular "Tamagotchi", no Japão. Seu animal de estimação virtual, na verdade uma flor rara, ainda prospera e atingiu um tamanho incompreensível. 
Ele também inventou uma forma de desfolhar virtualmente a margarida.
Instruções: 1 selecione sexo / 2 escolha uma flor / 3 personalize sua imagem (mostrar a abelha é opcional) / 4 salve e imprima a resposta.
http://www.oneletterwords.com/daisies/

28 março, 2021

Onde estava Deus no período da Criação?

Em todo, qualquer ou nenhum lugar, quem sabe?
Se bem que o cartunista Gary Larson, exclusivamente no que se trata da Criação da Terra, parece ser uma pessoa bem informada. Ele flagrou o exato instante em que o Criador acrescentava umas pitadas de estupidez para tornar o nosso planeta mais interessante.
A Terra é redonda, vê-se. E as pitadas de estupidez explicam muitas coisas que acontecem por aqui, inclusive o terraplanismo.


Deus é quântico!
Não joga dados, como disse Einstein. Mas, joga sinuca e bilhar, digo eu.
No Final dos Tempos, é possível que deixe a furna em que vive a transformar energia em massa à velocidade da luz ao quadrado e vice-versa, para dar sua tacada de Mestre.
http://blogdopg.blogspot.com/2016/06/a-terra-encacapada.html
Façam suas apostas.

Sinos

"Nenhum homem é uma ilha isolada;
cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra;
se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório,
como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria;
a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano.
E por isso não perguntes por quem os sinos dobram;
eles dobram por ti."
- John Donne
"Sino,
(...) esse relógio do passado que marca as horas do presente."
- Henriqueta Lisboa
"Sino, coração da aldeia,
coração, sino da gente.
Um a sentir quando bate,
outro a bater quando sente."
- Antonio Correia de Oliveira
"Eis a sentença! Aquele que acordar mais cedo, é esse que tange o sino."
- Don Juan Manuel
"Quem toca sino não acompanha procissão."
- Anônimo
"Hoje eu faria um poema tão fino
batendo no sino
que achei num tesouro."
- Alceu Valença, em "Sino de ouro", c/ Orquestra Ouro Preto (vídeo)

Toda vez que Pavlov ouvia o sino tocar ele se lembrava de que tinha de alimentar os cães.

27 março, 2021

Pseudonumerais

Trocentos/as (de quatrocentos?), um número grande e indeterminado; usa-se apenas no plural.
Milhento/a, um número grande e indeterminado.
Porrilhão, um número grande e indeterminado; sinônimo: caralhada.
Putilionésimo, um número enraivecedor, indeterminado e em desuso desde sempre.
Zilhão, pseudonumeral multiplicativo que descreve: um número muito grande e indeterminado de algo; uma quantidade excessiva de coisas ou pessoas; usa-se de preferência no plural (exemplos: "zilhões de pedidos", "zilhões de contas a pagar", "festa com zilhões de pessoas").
Gúgol (do inglês Googol), é um número enorme mas determinado. Representa 10 ^ 100, que é o 1 seguido de 100 zeros. [http://blogdopg.blogspot.com/2020/09/o-enormissimo-googol.html]
PGCS

Pitágoras x Einstein

A luta das eras: aC x dC
Quem fica com c2?

26 março, 2021

O contômetro de Felt

A primeira máquina de somar "absolutamente precisa em todos os momentos" foi inventada por Dorr Eugene Felt, de Chicago, ilinois.
Ele chamou seu protótipo original de "caixa de macarrão" (the macaroni box), um modelo bruto que Felt criou durante as férias de fim de ano em 1884. O invólucro era uma caixa de macarrão de supermercado montada a canivete. Usava espetos de carne como chaves, grampos como guias das chaves e elásticos como molas.
Este contômetro foi a primeira calculadora prática com teclado, velocidade, confiabilidade e benefício econômico suficientes.
No período de 1887 a 1903, Felt melhorou seu projeto para produzir o contômetro de caixa de madeira comercial.

http://pballew.blogspot.com/2020/10/on-this-day-in-math-october-11.html#links

N. do E.
O Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa  e o Dicionário Caldas Aulete Digital registram o termo "contômetro". No entanto, o tradutor do Google aportuguesa a palavra para "comptômetro", possivelmente por influência de sua origem "comptometer".

Prova (educação)

Do latim "proba".
(educação) Exame ou teste para avaliar o nível de conhecimento de uma pessoa sobre um tema ou habilidades.

Pergunta I
– Professor, a prova vai ser com consulta?
– Sim.
– Ah, que bom!
– Consulta ao cérebro.

Pergunta II
– Professor, o que vai cair na prova de Português?
– Suas lágrimas...

Aplicação
– Professor, é em dupla?
– Sim. Você e Deus.
– Mas eu sou ateu.
– Lascou. Vai ter que fazer sozinho.

Mensagem (no quadro-negro)
"A vida é maior do que esta prova. Lembra-te de que, em algum lugar do Universo, alguém te ama."

Programa de delação premiada
"0,5 ponto a mais por colega que você dedurar."

Nota
– Professor, quando sai a nota da prova?
– Depois que eu terminar de corrigir.

Revisão
– Puxa, professor. Vai me deixar por 0,1? Não tem coração, não?
– Que eu saiba, coração é para bombear sangue. Não é para arredondar nota de aluno.

25 março, 2021

Gauss disse...

[matematicagenial.com]

Decifrou? Agora é debruçar-se sobre a seguinte mensagem enigmática:

O que causou a extinção dos dinossauros?

Uma geóloga de Princeton suportou décadas de zombaria por argumentar que a quinta extinção foi causada não por um asteróide, mas por uma série de erupções vulcânicas colossais. Mas ela reabriu esse debate.
Gerta Keller retornara à Índia para pesquisar uma catástrofe que a consumiu nos últimos 30 anos: a aniquilação de três quartos das espécies da Terra - incluindo, notoriamente, os dinossauros - durante a extinção em massa mais recente do nosso planeta, cerca de 66 milhões de anos atrás. Ela estava procurando por novas evidências que ajudassem a provar sua hipótese sobre o que matou os dinossauros - e invalidar a teoria do impacto de asteróides que muitos de nós aprendemos na escola como um fato incontestável.
De acordo com este cenário bem estabelecido de fogo e enxofre, os dinossauros foram exterminados quando um asteróide de seis milhas de largura, maior do que a altura do Monte Everest, atingiu nosso planeta com a força de 10 bilhões de bombas atômicas. O impacto desencadeou bolas de fogo gigantes, tsunamis, terremotos que sacudiram continentes e uma escuridão sufocante que transformou a Terra no que um cientista poético descreveu como "uma versão do inferno do Velho Testamento".
Antes que a hipótese do asteróide se firmasse, os pesquisadores propuseram outras explicações igualmente bizarras para a morte dos dinossauros: gula, intoxicação alimentar prolongada, castidade terminal, estupidez aguda, até mesmo paleo-weltschmerz - morte por tédio. Essas teorias foram deixadas de lado quando, em 1980, o físico Luis Alvarez, ganhador do Prêmio Nobel, e três colegas da UC Berkeley anunciaram uma descoberta na revista Science. Eles encontraram irídio - um elemento duro cinza-prateado que se esconde nas entranhas dos planetas, incluindo o nosso - depositado em todo o mundo aproximadamente ao mesmo tempo em que, de acordo com o registro fóssil, as criaturas estavam morrendo em massa. Mistério resolvido: um asteróide colidiu com a Terra, espalhando irídio e pó de rocha pulverizada ao redor do globo e eliminando a maioria das formas de vida.
Artigos de notícias descreveram cientistas se reunindo em torno da teoria de Alvarez em tempo recorde, especialmente depois que foi decoberto, em 1991, o equivalente geológico da evidência de DNA: a "Cratera da Perdição", uma cavidade de 180 quilômetros de largura perto da cidade mexicana de Chicxulub, na Península de Yucatán. Os pesquisadores identificaram como o local onde o asteróide fatal perfurou a Terra. Livros didáticos e museus de história natural correram para adicionar atualizações que identificam o asteróide como o assassino.


A teoria do impacto forneceu uma solução elegante para um quebra-cabeça pré-histórico, e sua marcha constante da hipótese aos fatos ofereceu uma história comovente sobre a integridade do método científico. "Isso é o que se pode obter de mais certo na ciência", disse um professor de ciências planetárias à revista Time, em um artigo sobre a descoberta da cratera. Desde então, os impactantes dizem que chegaram ainda mais perto da certeza total. "Eu diria que a hipótese atingiu o nível da hipótese da evolução", diz Sean Gulick, um professor pesquisador da Universidade do Texas em Austin que estuda a cratera Chicxulub. "Nós temos tudo acertado, o caso está encerrado", disse Buck Sharpton, um geólogo e cientista emérito do Instituto Lunar e Planetário.
Enquanto a maioria de seus pares abraçou o asteróide Chicxulub como a causa da extinção, Keller permaneceu uma voz difamante e, até recentemente, solitária a contestar. Ela argumenta que a extinção em massa foi causada não por uma colisão de asteróide no lugar errado na hora errada, mas por uma série de erupções vulcânicas colossais em uma parte do oeste da Índia conhecida como Armadilhas de Deccan - uma teoria que foi proposta pela primeira vez em 1978 e depois abandonada por todos, exceto por um pequeno número de cientistas. Sua pesquisa, realizada com especialistas em todo o mundo e apresentada nas principais revistas científicas, obrigou outros cientistas a dar uma segunda olhada em seus dados. "Gerta descobriu muitas coisas ao longo dos anos que simplesmente não se encaixam na história de impacto simples e agradável que Alvarez criou", disse-me Andrew Kerr, geoquímico da Universidade de Cardiff.


Essa disputa ilumina a maneira confusa como a ciência progride e como esse processo idealizado, ostensivamente guiado pela razão objetiva e pela busca da verdade, é moldado pelo ego, pelo poder e pela política. Keller teve de suportar décadas de ridículo para fazer os cientistas reconsiderarem uma ideia que haviam rejeitado com confiança. "Gerta teve que lutar muito para chegar à posição em que está agora", diz Wolfgang Stinnesbeck, um colaborador de Keller da Universidade de Heidelberg. "É graças a ela que o caso não está encerrado."

Extraído de: What caused the dinosaur extintion?, The Atlantic, onde a história de Bianca Bosker (enviada por Jaime Nogueira) encontra-se na íntegra.

24 março, 2021

Atlas e o Atlas Farnese

Atlas ficou do lado dos titãs em sua guerra contra os deuses do Olimpo. Quando os titãs foram derrotados, muitos deles foram confinados no Tártaro, e Zeus condenou Atlas a ficar na margem oeste de Gaia (a Terra) a segurar o Céu em seus ombros.
Um equívoco hoje comum é que Atlas foi forçado a suportar o peso da Terra sobre os ombros. No entanto, a arte clássica mostra Atlas ajoelhado, segurando as esferas celestes. A solidez do globo de mármore suportado pelo titã, no renomado Atlas Farnese (imagem), pode ter contribuído a essa (con)fusão.
O Atlas Farnese é uma cópia romana do século II de uma escultura grega do Atlas com as esferas celestes, não um globo, pesando pesadamente sobre os ombros.
O nome da escultura reflete sua aquisição pelo cardeal Alessandro Farnese, no início do século XVI, e sua exposição subsequente na Villa Farnese.

Em memória da pomba

Já se passaram 20 anos desde que o arremessador Randy Johnson matou uma pomba com uma bola de beisebol.


24/03/2001

Depois que se aposentou do beisebol, Randy dedica-se a uma segunda carreira como fotógrafo.

Adivinhe como é seu logo?

23 março, 2021

O ano em que a Europa congelou

Pessoas em toda a Europa acordaram em 6 de janeiro de 1709 com a descoberta de que a temperatura havia caído. Um congelamento de três semanas foi seguido por um breve degelo - e então o mercúrio mergulhou novamente e permaneceu lá. Da Escandinávia ao norte à Itália ao sul, e da Rússia ao leste à costa oeste da França, tudo se transformou em gelo. O mar congelou. Lagos e rios congelaram, e o solo congelou a uma profundidade de um metro ou mais. O gado morria de frio nos celeiros, as cristas das galinhas congelavam e caíam, as árvores inplodiam e os viajantes morriam de frio nas estradas. Foi o inverno mais frio dos últimos 500 anos.

Leia mais: 1709: O ano em que a Europa congelou



A energia que não somos eficazes em liberar. Felizmente

"Nos termos mais simples, o que a equação E = mc2 diz é que massa e energia possuem um equivalência. São duas formas da mesma coisa: energia é matéria liberada; matéria é energia esperando acontecer. Como c2 (a velocidade da luz vezes ela mesma) é um número realmente enorme, o que a equação está dizendo é que existe uma quantidade gigantesca - uma quantidade descomunal - de energia encerrada em cada objeto material.

Você pode não se sentir um sujeito fortão, mas caso seja um adulto de tamanho normal, conterá dentro de seu corpo modesto nada menos que 7 x 1018 joules de energia potencial - suficientes para explodir com a força de trinta bombas de hidrogênio grandes, supondo que você saiba como liberá-los e tenha vocação para homem-bomba

Tudo no mundo encerra esse tipo de energia. Só não somos muito eficazes em liberá-la. Mesmo uma bomba de urânio - o artefato mais energético já produzido - libera menos que 1% da energia que poderia liberar se fõssemos mais espertos."

Bryson, Bill. Breve história de quase tudo. Companhia das Letras, 2005. p. 132


22 março, 2021

Biomimética

É a ciência que estuda a natureza, seus modelos, sistemas, processos e elementos e, em seguida, imita ou tira inspiração criativa deles para resolver problemas humanos de forma sustentável.

O Brainz descreve 15 casos de biomimética.

O primeiro é o velcro que foi inventado em 1941 pelo engenheiro suíço Georges de Mestral. Ele se inspirou nas sementes de uma planta (Arctium) que grudavam tenazmente em sua roupa e no pelo de seu cão, durante as caminhadas que faziam pelos Alpes.

Velcro
O velcro do século 21

O mito da estupidez juvenil de Einstein

No final do século 20, a revista Time escolheu Albert Einstein como "Homem do Século". Albert Einstein, nascido na cidade de Ulm, Alemanha, em 14 de março de 1879, é realmente conhecido como um dos cientistas mais geniais de sua época. Einstein ganhou muitos prêmios por seu trabalho científico, incluindo o Prêmio Nobel de Física de 1921.
Por outro lado, muitos acreditam que Einstein era um garoto estúpido na escola. Em qualquer artigo que lista todos os idiotas que tiveram sucesso, é quase certo que o nome de Einstein esteja incluído. Para não esquecer: os motivadores em seus seminários motivacionais também costumam alegar que Einstein era um aluno retardado.
Na verdade, Einstein não era nada disso, pelo contrário, era conhecido como um aluno inteligente e talentoso, principalmente nas áreas da Matemática e da Física.
Um ano depois de seu nascimento, os pais de Einstein decidiram se mudar da cidade de Ulm para Munique, na Alemanha. Aos 7 anos, Einstein começou a estudar. Na idade de 9, ele entrou no Luitpold-Gymnasium. Aos 12 anos começou a estudar cálculo, o que é bastante incomum porque, em geral, as crianças na Alemanha começam a aprender cálculo aos 15 anos. Einstein se interessou muito por ciências exatas, principalmente Física e Matemática e sempre tirou boas notas nas duas disciplinas.
Como o sistema educacional alemão do século 19 era muito rígido e estrito, ele quase nunca teve a oportunidade de desenvolver qualquer um de seus outros talentos em campos não exatos (como história, línguas, música, geografia etc.).
Em 1895, Einstein fez o exame de admissão na prestigiosa Swiss Federal Polytechnic, em Zurique, Suíça. Einstein tinha 16 anos na época, dois anos mais jovem do que a idade média dos outros examinandos. Einstein tirou notas muito boas nos exames de Matemática e Física, mas foi reprovado nas áreas não exatas, principalmente em francês, por isso não foi aceito na escola. 
Depois de ser reprovado no exame, a conselho da direção da Politécnica Federal, Einstein continuou seus estudos na Escola Cantonal Aargau, em Aarau, Suíça. Nesta escola, Einstein foi estudioso e também tirou boas notas. E, no ano seguinte, ele tentou novamente o vestibular da Escola Politécnica Federal, e dessa vez foi aprovado.
O mito de que ele era estúpido inicia-se provavelmente nessa reprovação de Einstein nos exames de admissão na Politécnica Federal, o que na verdade não é algo fora do comum (aqueles de vocês que foram reprovados no exame de um ITA no primeiro ano e só foram aprovados no ano seguinte podem entender o que quero dizer).
Mas, o mais importante para o surgimento desse mito foi causado por diferenças no sistema de notas que se aplica às escolas na Alemanha e na Suíça. Em ambos os países, as pontuações dos alunos são medidas nos números de 1 a 6, mas na ordem inversa. Na Alemanha, a pontuação 1 é a pontuação mais alta (excelente) e a pontuação 6 é a pontuação mais baixa. Enquanto isso, na Suíça, por outro lado, o valor de 1 é o valor mais baixo e o valor de 6 é o mais alto.
E o boletim final das notas de Albert Einstein na Escola Cantonal (imagem) mostra que ele pontua principalmente em torno dos 5 e 6 pontos, que é uma pontuação alta. Se você olhar para o padrão de valores usados ​​na Alemanha (porque Albert Einstein era alemão), não é surpreendente que ele foi considerado um fracasso, porque na Alemanha, o 6 é o valor mais baixo.

21 março, 2021

A segurança nos números

Em 1939, "The New Yorker" publicou um conjunto de quatro contos curtos do humorista James Thurber sob o título "Fables for Our Time - II"
A primeira história era sobre uma "mosca bastante inteligente" que evitou ser apanhada por uma teia de aranha vazia. Infelizmente, quando a mosca mais tarde encontrou um grande grupo de moscas juntas em uma superfície, ela decidiu se estabelecer entre elas. Depois de ignorar a explicação de uma abelha sobre o que estava se passando ali: um papel pega-moscas.
"Não seja boba", respondeu a mosca, "elas estão dançando". 
Ela pousou e ficou presa ao papel - como todas as outras moscas.

Moral: Não há segurança nos números (ou em qualquer outra coisa).

Tem + Boogie Woogie no Samba

CD de Antonia Adnet e convidados pela gravadora "Biscoito Fino" (2015). 
Constam deste álbum: "Boogie Woogie na favela" (pseudovídeo), "Chiclete com banana",  "Eu quero um samba", "Cadê a Jane", "Tintim por tintim", "Por que discutir com madame", "Adeus, América", entre outras canções.
A família Adnet é multitalentosa. O pai, Mário, é produtor de alguns dos melhores CDs de música brasileira, além de cantor. O filho, Marcelo, é um comediante e imitador inigualável. E Antônia Adnet, prima de Marcelo, uma violonista, compositora, pesquisadora e intérprete de primeira.
E montou esse belíssimo CD sobre a influência do boogie woogie no samba.



O Boogie Woogie é um subgênero dançante do Jazz e tomava conta das rádios brasileiras antes e depois da 2.ª Guerra Mundial. O samba se dividia entre o ufanismo - tendo à frente "Aquarela do Brasil" - e uma fusão bem humorada e até cínica com o gênero americano. O auge dessa "política da boa vizinhança" no Brasil aconteceu com a visita de Walt Disney, a criação do Zé Carioca e o sucesso de Carmem Miranda nos EUA.

20 março, 2021

Lacônicas - 6

Pitágoras impunha uma estrita regra de silêncio a seus discípulos
Segundo a lenda, um dos seguidores de Pitágoras, Hipaso de Metaponto, provou, especificamente, que a diagonal de um quadrado unitário (em que cada lado é igual a 1) não é uma fração exata. Conta-se (as fontes são duvidosas, mas a história é boa) que ele cometeu a gafe quando os pitagóricos estavam atravessando o Mediterrâneo. Seus colegas de seita ficaram tão exasperados que o lançaram ao mar, e ele se afogou. O mais provável é que tenha sido simplesmente expulso da seita. Qualquer que tenha sido sua punição, ao que parece os pitagóricos não ficaram nada satisfeitos com quem estava a revelar a irracionalidade dos números.


Uma passagem de filme:
- E quem nasce em Bacurau é o quê?
- É gente!

Lacônicas 1, 2, 3, 4 e 5
Estou me saindo muito mal nesta série.

Van Gogh: indo a um baile de máscaras?

O designer visual Hayati Evren, de Chipre, usa o Photoshop para transformar pinturas e fotos icônicas em imagens contemporêneas hilariantes. Como esta de Van Gogh (que a gente conhece de um de seus autorretratos), em que ele mostra o pintor holandês "batmanizado".


http://0nion.com/en/article/116745
http://blogdopg.blogspot.com/2019/04/uma-parodia-pode-superar-obra.html

In 2014, a German artist, Diemut Strebe, created a replica of Van Gogh’s severed ear, using the DNA of a descendant of the Dutch painter.
http://blogdopg.blogspot.com/2014/06/replica-de-uma-orelha-decepada.html

19 março, 2021

A roupa virada do avesso

Quando se tenta usar uma peça de roupa pelo avesso, pode ser difícil obter um visual satisfatório. Bolsos, zíperes e passadores de cintos constituem grandes obstáculos.
Para contornar tais inconvenientes, Elizabeth M Girod criou um sistema que permite vestir uma peça de roupa virada do avesso, com os bolsos, o zíper e o passador do cinto, tudo sendo mostrado de uma maneira correta. Em 2008, obteve a patente de sua invenção nos Estados Unidos.
Os detalhes completos podem ser apreciados, lendo-se o documento da patente.
US 7,350,242 B2

Um blogueiro do Google Sites certa vez argumentou:
"Já pensaste porque andamos todos de t-shirt com as costuras para dentro? Quanto a mim seria bem mais confortável pôr a parte lisa junto à pele e a parte das costuras para fora, onde só arranha o vento. E, no entanto, olho para as pessoas e vejo toda a gente a fazer o contrário. Em minha maneira de ver anda toda a gente do avesso! Mas, serei eu que estou enganado?"
E, não sem ironizar, concluiu:
"A forma 'correta' de se estar em nossa sociedade é mostrar a parte melhor aos outros, a parte mais bela, mais sorridente, onde está sempre tudo bem."
O título da postagem é O dia da t-shirt virada do avesso.

Ver também: A campanha da roupa amassada.

Nos trilhos

O problema do trolley
Você vê um trolley desgovernado na linha principal. Em frente, há cinco pessoas amarradas nos trilhos. Está a seu alcance uma alavanca que pode desviar o veículo para um ramal.
Mas há uma pessoa amarrada nos trilhos desse ramal.

Pergunta - Você desviaria o trolley, sabendo que isso mataria uma pessoa? Ou não faria nada e deixaria morrerem cinco?

A solução de uma criança de dois anos para esse problema.



O problema do trem
Quatro pessoas estavam fazendo uma viagem de trem, todas no mesmo vagão: uma linda e jovem mulher, uma idosa, um homem pobre e um homem muito rico.
É quando o trem entra em um túnel e tudo fica escuro. De repente, ouve-se o barulho de um beijo, seguido do ruído sonoro de um tapa.
Quando o trem sai do túnel, o homem rico está com a mão no rosto e uma expressão de dor.
A idosa pensa: "Finalmente uma mulher jovem e digna! Esse homem aproveitou-se da escuridão e tentou beijá-la, mas ela se defendeu dando-lhe um tapa na cara. Bem feito!"
A mulher jovem pensa: "Que estranho esse ricaço. Ele preferiu beijar aquela bruxa velha ao invés de me beijar! Não acredito!"
O homem rico pensa: "Esse pobretão foi muito esperto! Ele tentou beijar a mulher jovem e sou eu que recebo um tapa!"
E o homem pobre pensa: "Ótimo! Logo vamos passar em outro túnel. Então, mais uma vez vou beijar minha própria mão e dar um tapa na cara desse rico metido a besta!"

18 março, 2021

Se e somente se

Em lógica e campos relacionados, como matemática e filosofia, se e somente se (if and only if, abreviado como "iff ",em inglês; e abreviado como "sse", em português) é um conetivo lógico bicondicional entre afirmações, onde ambas são verdadeiras ou ambas são falsas.
Símbolos: ↔ ⇔ ≡
Os autores de um livro de matemática (Discrete Algorithmic Mathematics) sugerem a utilização de um alongamento consonantal para o caso:
Se você precisar pronunciar "iff", segure realmente os "efes" para que as pessoas percebam a diferença de "if'".

A Placa Pioneer (3)

(3 de 3)
À medida que as notícias da placa se espalhavam, surgiram perguntas sobre o fato de a figura feminina parecer submissa ao homem. Por que havia sido dada ao homem a honra de cumprimentar o Universo?
"O feminismo estava apenas começando a ser um tópico de conversa, e muitas mulheres disseram: 'Bem, por que não estamos saudando o Universo, por que não temos as mãos levantadas?' O problema é que, se os dois levantassem as mãos, os alienígenas pensariam que todos na Terra andam com as mãos levantadas. Tivemos que levar essas coisas em consideração", diz Linda Sagan.


A beleza do design do diagrama reside em sua precisão matemática e científica. Mas, para Linda, isso apresentava um problema: ela precisava decidir quantos detalhes anatômicos incluir.
Embora o início da década de 1970 tenha sido permeado pela temática do amor livre, a sociedade americana era ainda de maneira geral puritana quando se tratava de desenhos de mulheres nuas. "Muitas das estátuas que eu estava vendo não tinham genitália feminina muito específica. Não sabia o que fazer", lembra Linda.
"Carl disse: 'Não faça nada que possa nos causar problemas com a Nasa ou dar a alguém uma desculpa para não colocar o placa na nave espacial.'" Linda Sagan decidiu não desenhar a genitália feminina. Mas isso não acabou com a polêmica.
Mas os mais críticos foram aqueles que viam as figuras nuas como uma forma de pornografia. "A Nasa estava muito preocupada com o fato de alguns membros do Congresso serem muito conservadores e poderem ficar ofendidos, porque o dinheiro dos contribuintes foi usado para enviar obscenidades ao espaço", diz Drake.
"Lembro-me de ter sido convidado para um programa nacional de televisão pela manhã no Canadá e, quando terminei de descrever a placa, olhei em volta e todos ficaram horrorizados. Perguntei e eles responderam: 'Vamos ser todos demitidos.' É a primeira vez que um humano nu é exibido na televisão canadense e isso é proibido!"
Em meio ao debate, a sonda decolou da Flórida com a placa e começou sua longa jornada pelo espaço. Em dezembro de 1973, mais cedo do que o esperado, ela chegou a Júpiter e enviou imediatamente magníficas fotos coloridas da superfície do planeta.
Então, continuou a caminho do espaço sideral. No verão de 1983, a Placa Pioneer havia passado pelas órbitas de Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Em 13 de junho, alcançou a borda do nosso sistema solar. E concluiu a travessia.
A Pioneer 10 enviou sua última mensagem em 22 de janeiro de 2003, e nunca mais se ouviu falar dela.
Obviamente, não sabemos se a Placa Pioneer foi vista por alienígenas. Se isso aconteceu, ainda não recebemos resposta. Mas para Frank Drake, o objetivo e a importância do diagrama original não se perderam.
"A chapa e o disco da Voyager durarão mais que o nosso planeta. Em 4 bilhões de anos, o Sol crescerá, se tornará um supergigante, engolirá a Terra e destruirá tudo o que sabemos. A placa ainda estará lá para mostrar que houve uma civilização como a nossa na Via Láctea."

Extraído de: http://www.bbc.com/portuguese/geral-53220971 (fim)

17 março, 2021

Um físico interessante (2)

Se você pedisse a alguém para descrever como um físico "típico" parece e age, o que aconteceria? A imagem que a maioria das pessoas pintaria não seria muito lisonjeira e estaria de acordo com estereótipos bastante negativos. Estudos têm sido feitos em que as crianças são convidadas a desenhar um cientista, e os resultados são bastante consistentes com a variedade "cientista louco". Shows como "The Big Bang Theory" na televisão tipicamente retratam os físicos como indivíduos socialmente inaptos, não atléticos, genuinamente não-mundanos, em conformidade com estereótipos com os quais eu pessoalmente tenho me familiarizado desde que eu era muito jovem.

François Arago, um físico interessante
Caminhando um dia nas muralhas da cidade, o jovem Arago encontrou um oficial de engenheiros que supervisionava os reparos. Arago ficou intrigado com o homem e soube que ele poderia seguir uma carreira semelhante na Escola Politécnica, em que só poderia se inscrever passando por um difícil exame de matemática. Desse ponto em diante, Arago procurou e estudou atentamente as obras das principais mentes matemáticas e físicas da época. Quando chegou a hora do exame, ele estava mais do que preparado, apesar da hostilidade do examinador:
Afinal chegou o momento do exame e fui para Toulouse na companhia de um candidato que havia estudado em colégio público. Foi a primeira vez que alunos de Perpignan participaram da competição. Meu camarada tendo sido intimidado em seu exame ficou completamente desconcertado. Quando, logo depois dele, me dirigi para o quadro-negro, uma conversa muito singular aconteceu entre M. Monge (o examinador) e eu. (*)
"Se você vai responder como seu camarada, é inútil para mim questioná-lo."
"Senhor, meu camarada sabe muito mais do que demonstrou. Espero ter mais sorte do que ele, mas o que o senhor acabou de me dizer pode muito bem me intimidar e me privar de todos os meus poderes."
"A timidez é sempre a desculpa dos ignorantes. É para salvá-lo da vergonha de um fracasso que proponho não examiná-lo."
"Não conheço vergonha maior do que a que você agora me inflige. Você será assim tão bom para me questionar? É o seu dever."
"Você anda muito alto, senhor! Veremos em breve se isso é um orgulho legítimo."
"Prossiga, senhor. Estou confiante."
Arago não apenas passou no exame, mas o dominou, fornecendo várias técnicas para resolver as questões que lhe foram colocadas. Acabou por ocupar o primeiro lugar na lista de inscritos na Politécnica, no final de 1803, e destacou-se nos estudos.
Extraído de: François Arago: the most interesting physicist in the world! SKULLS IN THE STARS

(*) É admissível escrever «entre ele e eu»? Não deveria ser «entre ele e mim»?
Quando surge outra palavra entre a preposição e o pronome, autores como António Vieira e Castilho utilizam «entre ele e eu», «entre mim e tu». Um exemplo: «E entre o embaixador... e eu se concertou...» (Vieira, inéditos, III, 124).
Cf. Cândido de Figueiredo, "Lições Práticas" e "Gramática Sintética da Língua Portuguesa", Clássica Editora.
In: Ciberdúvidas da Língua Portuguesa

Cartazes de perdidos

Todos vocês já os viram - - você pode até ter aparecido em um deles - - os cartazes que comunicam o desaparecimento de um parente querido. Ou anunciam a perda de um animal de estimação. Embora alguns os desaprovem por sua intrusão no espaço público, a maioria nem sonharia em removê-los. Na esperança de que ajudem na solução dos sumiços.
E depois há aqueles que os veem como uma forma de arte alternativa. E assim vão criando cartazes de perdidos que, em igual medida, divertem e irritam.
Nós preferimos ver o lado engraçado desses cartazes - - então, aqui está um dos melhores da rede.

16 março, 2021

Gatos na academia


Ver também: Malhando em água fria (um vídeo que mostra um camarão que se preocupa com a forma física).

Stripteaser


Sinopse
STRIPTEASER
Coprodução inuíte-algonquina de 2020. A história de um homem que, quando passeava em um lago congelado no Canadá, foi surpreendido por um grande urso branco. Tentando não mostrar sinais de desespero, ele joga seu casaco em direção ao urso, o que detém o animal por algum tempo. Mas a curiosidade não matou o urso. Ao contrário, a fera assim que se desinteressou pelo casaco aproximou-se dele novamente. O homem então atirou a camisa para a fera. Depois de cheirá-la, o urso tornou a vir para cima dele. O homem jogou a camiseta e a calça moleton, e chegou a vez dos acessórios: gorro, cachecol, meias, botas e óculos. Ele fazia aquilo tudo com muita graça e desenvoltura (um flashback mostra que o mesmo é stripteaser de um clube de mulheres em Ottawa), até ficar... apenas de cueca. Nisso, o urso mete a enorme pata em sua underweaver... Ele considerou-se um homem morto. Mas isto não aconteceu, pois o urso ou a ursa, sei lá, se retirou. Deixando uma cédula de 100 dólares em sua cueca.

15 março, 2021

Fé, café e cafuné

Bom dia com fé e café. Boa noite com cafuné.

Fé. Em Otávio Bonfim, bairro de Fortaleza e berço deste escriba, existe um convento dos franciscanos frades. Na década de 1950, de quando em quando aparecia por lá um frade visitante que tinha o costume de agarrar os meninos pelos corredores do convento. Mas não o prejulguem a partir desse detalhe. Nunca se soube de qualquer atitude religiosamente incorreta de parte do frade. Era só isso: ele gostava de fazer cócegas e, por isso, tinha o apelido de "Frei Cosquinha".
In illo tempore

Café. Uma boa xícara de café quente e vamos em frente!

Cafuné. Sei da importância evolutiva do cafuné, mas ele lá e eu cá. Essa repulsa vem desde a infância, quando uma senhora chamada Laura nos visitava -- ela sempre vinha com uma lata de figos. Eram colhidos em seu quintal, penso. Nessas ocasiões, aproveitava para fazer uns detestáveis cafunés "ni mim" (nem sempre eu conseguia escapar do assédio). Após a saída da Sra. Laura, comer sem culpa aqueles figos era a compensação possível.

Lamartine Babo

"Quero o programa de calouros com Ary Barroso
O Lamartine me ensinando, um lá, lá, lá, lá, lá, gostoso."
Nonato Buzar - Chico Anysio, "Rio antigo"

Lamartine de Azeredo Babo (Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 1904 — Rio de Janeiro, 16 de junho de 1963) foi um compositor popular brasileiro.
Lalá, como era conhecido, era uma das pessoas mais bem humoradas e divertidas de sua época, não perdendo nunca a chance de um trocadilho ou de uma piada. Em uma entrevista afirmou "Eu me achava um colosso. Mas um dia, olhando-me no espelho, vi que não tenho colo, só tenho osso".
Numa outra, o entrevistador pergunta qual era a maior aspiração dos artistas do broadcasting, Lalá não vacila: "A aspiração varia de acordo com o temperamento de cada um… Uns desejam ir ao céu… já que atuam no éter… Outros ‘evaporam-se’ nesse mesmo éter… Os pensamentos da classe são éter… ó… gênios…" - valeu-lhe o título de "O Pior Trocadilho de 1941".
E aconteceu também o caso dos correios:
Lalá foi enviar um telegrama, o telegrafista bateu então o lápis na mesa em morse para seu colega:
"Magro, feio e de voz fina".
Lalá tirou o seu lápis e bateu:
"Magro, feio, de voz fina e ex-telegrafista"

Caricatura: Evolução do estilo (década de 40), de Nássara

Arquivo:

14 março, 2021

Um medley de músicas da cultura pop

Matt Brockman tocou trompete em dueto consigo mesmo. Com a intenção de produzir este medley de músicas da cultura pop, muitas das quais você deve conhecer. Eu sugiro que você ouça as músicas sem assistir ao vídeo (para ver quantas consegue identificar), e então assista ao vídeo com as imagens temáticas atrás dele.

Uma breve história de Stephen LEGO Hawking

Meu pequeno modelo LEGO do cientista Stephen Hawking acabou de completar 10 anos, o que me levou a refletir sobre a história dessa criação peculiar e o caminho que minha vida seguiu como resultado da criação. E, para marcar a ocasião, na semana passada eu levei esta versão LEGO do Professor (imagem) a uma viagem especial para seguir os passos de seu homônimo!
Dez anos atrás, eu estava começando a experimentar as minhas próprias criações (my own creations ou "MOCs", como nós, fãs de LEGO, gostamos de chamá-las). Eu tinha tijolos limitados, experiência limitada, habilidade limitada e nenhuma direção real. Então Stephen Hawking anunciou seus planos de experimentar gravidade zero a bordo do infame avião Vomet Comet, o que me inspirou a modelá-lo como uma figura LEGO em escala "miniland".
Fiquei satisfeito com o resultado, e tê-lo em destaque aqui no The Brothers Brick foi uma surpresa agradável. Mas uma surpresa ainda maior ocorreu quando a criação foi escolhida pelos sites da cultura pop e se tornou viral.
Foi nesse momento que tive minha epifania da LEGO. Em primeiro lugar, os personagens pareciam um gênero subexplorado de construção da LEGO, que parecia um desafio mais interessante para mim do que dizer veículos ou edifícios. Em segundo lugar, havia um público muito maior - além da comunidade de fãs principal - para criações de LEGO baseadas na cultura pop.
Assim começou minha jornada de uma década como fã adulto de LEGO, focado em recriar pessoas e momentos de todas as formas de cultura pop.

Bom para 14/03/2021.

13 março, 2021

KISS: roupas e maquiagem

Qualquer grupo que consiga manter seu poder de permanência cultural por quase cinquenta anos precisa de um truque. Os Beatles tinham o talento musical e os Rolling Stones continuam enchendo os estádios com sua capacidade de reanimar Keith Richards quimicamente, mas o KISS escolheu a iconografia.
Sua maquiagem se tornou mais famosa do que os músicos que a usam, o que causou certa confusão. Um contingente do público apontou o visual do KISS como um indicador do pacto da banda com forças sombrias e sobrenaturais, apesar das contribuições do grupo para várias instituições de caridade e das fortes críticas da banda a fantasmas de parques de diversões.
Então, qual é a verdadeira história por trás dos galões de tinta facial que mantiveram o KISS em destaque ao longo dos anos?
Como conta Gene Simmons, a coisa toda se resumiu ao machismo. Numa entrevista desenterrada pelo Yahoo News, o baixista e magnata do KISS coloca o grupo na cena do glam rock dos anos 70.
"Ao mesmo tempo em que estávamos surgindo em NY, via-se uma cena de muito brilho, onde os meninos agiam basicamente como meninas ... todos, meninos magros, meninos sem pelos. Bem, estávamos mais para jogadores de futebol ... todos de nós tínhamos mais de um metro e oitenta de altura, e isso simplesmente não era convincente. Nas primeiras fotos que tiramos quando a banda se formou, parecíamos drag queens."
Então, os membros do KISS fizeram o que qualquer um faz quando quer se distanciar da cena drag: eles acrescentaram um monte de maquiagem e "strass". (*)
Referindo-se a como teria sido mais fácil para o grupo subir ao palco de jeans e camisetas, Simmons afirmou "... simplesmente não seríamos nós. Subir no palco era quase um lugar sagrado para nós, como em uma igreja. Fazer isso com um look de vagabundo não era minha ideia a respeito. E foi aí que a maquiagem e as roupas entraram."


Leia mais: http://www.grunge.com/198449/the-real-reason-kiss-started-wearing-makeup

(*) O nome "strass" surgiu em 1775, quando o joalheiro George Friedrich Strass descobriu um processo para imitar o brilho de diamantes usando pó de metal.

Do latim ao latinorum

MESTRE EM FILOSOFIA: - O que você quer aprender?
MONSIEUR JOURDAIN: - Tudo o que posso, porque tenho todo o desejo do mundo de ser um estudioso; e estou furioso porque meu pai e minha mãe não me fizeram estudar bem todas as ciências quando eu era jovem.
MESTRE EM FILOSOFIA: - Esse sentimento é razoável. Nam sine doctrina vita est quasi mortis imago. Você ouve isso, e provavelmente sabe latim?
MONSIEUR JOURDAIN: - Sim, mas finja que eu não sei. Explique-me o que significa.
MESTRE EM FILOSOFIA: - Isso significa que sem ciência a vida é quase uma imagem da morte.
Molière, Le Bourgeois Gentilhomme
ato 2, cena 4.

Com latim, rocim e florim,
Andarás mandarim.
Provérbio português

"... no fundo o meu amigo tem razão: não custa nada, não é demais meter um latinório para cima desse povinho todo; se a gente não faz isso, passa por ignorante e eles só respeitam quem mostra que sabe mais."
Josué Guimarães, Os Tambores Silenciosos, dia 3, cap 2.


No clímax de "The Black Cat" (O Gato Preto), um filme de suspense de 1934, Boris Karloff reza uma "missa negra":
"Cum grano salis. Fortis cadere cedere non potest. Humanum est errare. Lupis pilum mutat, non mentem. Magna est veritas et praevalebit. Acta exteriora indicant interiora secreta. Aequam memento rebus in arduis servare mentem. Amissum quod nescitur non amittitur. Brutum fulmen. Cum grano salis. Fortis cadere cedere non potest. Fructu, non foliis arborem aestima. Insanus omnes furere credit ceteros. Quem paenitet peccasse paene est innocens."
Faltou acrescentar: Omnia dicta fortiora si dicta Latina". Tudo parece mais impressionante quando é dito em Latim.

Se você é fã da série Harry Potter, já deve ter reparado que, muito embora os livros da saga já tenham sido traduzidos para mais de 60 idiomas, algumas das palavras contidas nos livros de J.K.Rowling jamais ganharam traduções; os feitiços utilizados pelos bruxos do universo Harry Potter não sofreram adaptações idiomáticas.
Isso porque alguns destes feitiços foram criados a partir do latim, ou melhor dizendo, do latinorum.
"Latinorum é uma linguagem que soa como o latim, parece com o latim, mas não é propriamente o latim", explica Alexandre Hasegawa, professor de Latim na USP, em entrevista ao portal Exame.
Alexandre, que também é autor do Dicionário Latim - Português, refere-se ao latinorum como um "latim deturpado", gerado, neste caso, principalmente a partir do uso do sufixo "ium".

12 março, 2021

O tigre que queria ser rei

Uma parábola de James Thurber, ilustrada por JooHee Yoon,  sobre a destrutividade da rebelião pela rebelião.

Certa manhã, o tigre acordou na selva e disse a sua companheira que ele era o rei dos animais.
"Leo, o leão, é o rei dos animais", lembrou a tigresa.
"Precisamos de uma mudança", disse o tigre. "As criaturas estão clamando por mudanças."
A tigresa ouviu, mas não conseguiu ouvir o clamor, exceto o de seus filhotes.
"Serei o rei dos animais quando a lua nascer", prosseguiu o tigre. "Será uma lua amarela com listras pretas em minha homenagem."
"Ah, claro", disse a tigresa enquanto ia cuidar dos filhotes, um dos quais (um macho muito parecido com o pai) tinha um espinho imaginário na pata.
Mas, apesar das refutações de sua companheira, o tigre se põe a caminho da cova do leão, onde é anunciado ao chegar.
"O rei está aqui para vê-lo", disse uma leoa.
"Que rei?" perguntou Leo, sonolento.
"O rei dos animais."
“Eu sou o rei dos animais,” rugiu Leo, e saiu da toca para defender sua coroa contra o pretendente.
Todos os animais da selva se juntaram, alguns ficando do lado do tigre e outros do lado do leão. Todas as criaturas, do porco-espinho à zebra, participaram da luta para derrubar o leão ou repelir o tigre, e algumas não sabiam pelo que estavam lutando, e algumas lutaram por ambos, e algumas lutaram contra quem estava mais próximo, e algumas lutaram pelo bem da luta.


Quando a lua surgiu, altaneira e gibosa, brilhou sobre uma selva na qual nada se mexia, exceto uma arara e uma cacatua gritando de horror em seus últimos alentos.
Todos os animais estavam mortos, exceto o tigre, e seus dias estavam contados e seu tempo esvaía-se. Ele era o monarca de tudo o que existia, mas isso não parecia significar nada.
MORAL: Você não pode ser rei dos animais se não houver mais nenhum.

Brain Pickings

Complemente a leitura desta parábola com a de "Luís I, rei das ovelhas" - uma contrapartida contemporânea sobre como o poder nos transforma.

Aibofobia

Palíndromo. Diz-se de palavras, números ou frases que se podem ler indiferentemente da esquerda para a direita e vice-versa, sempre com o mesmo sentido. Exemplos:
«osso»
«63736»
«orava o avaro»
Os psiquiatras, que criam nomes para todas as fobias, também inventaram um nome para a doença do palindrômico «Sr. Arars». É «aibofobia», um belo palíndromo de nove letras com o qual eles classificam... os portadores do medo irracional aos palíndromos.
Em nossa língua, as palavras que formam palíndromos em geral apresentam de três a seis letras. Com sete letras, existem poucas: «sopapos», «anilina», «reviver»... Com nove letras, somente «aibofobia», acho.
No inglês e no francês, que dispõem do "ph etimológico", eles escrevem «aibohphobia», um belíssimo palíndromo de onze letras. No entanto, podemos igualar essa marca com o superlativo absoluto sintético de "omisso" (que nem palíndromo é), já que «omissíssimo» também apresenta onze letras.
Fiquem atentos, pois, a este desabafo de um lhano falante de castelhano:
Es muy curioso que una lengua tan rica como la española, tenga apenas unas pocas decenas de voces palindrómicas. Pero aquí, como en otras muchas categorías ludolingüísticas, vencen claramente las lenguas aglutinantes, como el finlandés, que permite crear palíndromos de 19 letras («saippuakivikauppias», vendedor de esteatita 1) o el holandés, que permite crear palíndromos de 23 letras («koortsmeetsysteemstrook», raya del termómetro 2).
1 vendedor de pedra-sabão
2 faixa do termômetro

Falei «megabobagem»?

11 março, 2021

Muitos mundos vivem neste

Edward O. Wilson, biólogo:

A Placa Pioneer (2)

(2 de 3)
Com a primeira parte da mensagem criada, Sagan e Drake apresentaram seus planos à Nasa na esperança colocá-la na Pioneer 10.
Eles haviam encontrado uma maneira de mostrar onde estava a Terra, mas acharam útil incluir um meio de calcular tempo e dimensões. Eles precisavam encontrar uma unidade universal, e a química básica do Universo deu-lhes a solução.
O desenho do número 4 na imagem abaixo mostra o átomo de hidrogênio em seus dois estados de energia.


"Quando um átomo de hidrogênio muda de um estado de energia para outro, irradia uma onda de rádio com um certo comprimento de onda e com uma certa frequência de oscilação", explica Drake.
A frequência serviu como uma unidade de tempo, e o comprimento de onda como uma unidade de comprimento.
E um número binário, visto à esquerda do número 5, assim como a outra representação da sonda Pioneer na placa, à direita do número 6, serviriam para dar aos destinatários da mensagem uma ideia do nosso tamanho.
A próxima tarefa foi mostrar como somos. Deveria ter sido a parte mais fácil, mas acabou sendo muito mais controversa do que eles esperavam.
A artista profissional Linda Sagan, esposa de Carl, se viu com a responsabilidade de representar toda a humanidade com apenas duas figuras.
"Queria que cada figura tivesse traços raciais diferentes. A mulher tem olhos muito amendoados e cabelos lisos. Fiz o homem com cabelos encaracolados e nariz achatado, para que eles fossem multiculturais", diz ela à BBC.
E as roupas? "Como ia vesti-los? Em trajes tribais? Em roupas de alta costura? Não, decidimos deixá-los nus".

Extraído de: https://www.bbc.com/portuguese/geral-53220971 (continua)

10 março, 2021

Grandeza

A verdadeira grandeza é quando seu nome passa a ser escrito com letra inicial minúscula.
~ Richard Hamming (foto), criador do código Hamming - com "H".
  • newton
  • pascal
  • ampère
  • watt
  • volt
  • joule
  • coulomb
  • kelvin
  • hertz
  • tesla
Merecem chocolate
http://blogdopg.blogspot.com/2017/07/merecem-chocolate.html

Autoexame

Um garotinho de 3 anos de idade examina os testículos enquanto toma banho.
"Mamãe", ele pergunta, "isto aqui é o meu cérebro?"
"Ainda não", responde a mãe.
[http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=15267]

Garoto esperto
A produção de espermatozoides maduros requer uma interação complexa entre uma pequena glândula na base do cérebro chamada hipófise (glândula pituitária) e os testículos. Os hormônios folículo-estimulantes (FSH) e luteinizante (LH) desenvolvidos na hipófise atuam como uma mensagem para os testículos produzirem testosterona e realizarem a espermatogênese. A testosterona é extremamente importante no desenvolvimento e manutenção das características sexuais masculinas.

09 março, 2021

Elos

link borromeano (de Borromeu) ou de 3 componentes
a retirada de qualquer um dos elos libera os outros dois
semelhante ao jogo Pedra x Papel x Tesoura: o amarelo ganha do azul e perde do vermelho, o azul ganha do vermelho e perde do amarelo, o vermelho ganha do amarelo e perde do azul ("ganhar" = "estar sobre" e "perder" = "estar sob")

link brunniano (de Brunn) ou de 4 componentes
a retirada de qualquer um dos elos libera os outros três

Uma explosão em cadeia com energia incomensurável

Quer tirar um cientista do sério?
Diga para ele que o LHC (Large Hadron Collider), o Grande Colisor de Hádrons, é uma "máquina do fim do mundo". Até mesmo Brian Cox, possivelmente o físico mais popular do Reino Unido na atualidade, apresentador de séries sobre ciência no canal público BBC, perdeu a paciência e saiu soltando palavrões sobre quem diz que os experimentos com as micropartículas são uma ameaça. Para os leigos aterrorizados com a possibilidade de um colapso do vácuo quântico, em que uma terrível reação em cadeia liberaria uma quantidade de energia incomensurável, capaz de destruir não só a Terra como até mesmo o Sistema Solar.
O professor Kepler Oliveira (apud "Como o mundo pode acabar?", em Terra - Ciência), coloca os fatos sob esta perspectiva:
"A energia das partículas que estamos estudando é desprezível comparada com qualquer colisão de dois automóveis que vemos todos os dias."
LHC
É o maior acelerador de partículas do mundo, o qual, conforme a ampla divulgação a respeito, entrou nesta data (10/09/2008) em funcionamento. Situado na fronteira da França com a Suíça, a 100 metros de profundidade e ocupando um túnel circular de 27 quilômetros, o LHC se destina a acelerar feixes de prótons. Até uma alta velocidade em que, ao se colidirem, os prótons liberarão outras formas de partículas e energia. A seguir, pela análise dos resultados obtidos no LHC, importantes teorias da Física poderão ser confirmadas, fazendo avançar o conhecimento humano em sua busca pela origem do Universo. Ou, por seu fim, com a Terra sendo sorvida por um grande buraco negro que se formará no acelerador, conforme acreditam os catastrofistas de plantão.
Este vídeo mostra o LHC "invadido" por um grupo de rappers que dá uma "aula magna" sobre o assunto.

08 março, 2021

O Jardim Desabitado, de JM Ballester

Para satisfazer a curiosidade de quem deseja saber como ficaria O Jardim das Delícias Terrenas, famosa pintura a óleo de Hieronymus Bosch (El Bosco), quando desprovido das muitas criaturas coloridas que tão densamente o ocupam.


Cuadros desalojados, Vetustideces

EA ESTE ALEASA

08/03: Dia Internacional da Mulher

http://live-pretty.ru/wp-content/uploads/2017/03/Amadeus-825x194.jpg

O grupo Amadeus Electric Quartet surgiu em novembro de 2000 de um projeto musical em Bucareste, na Romênia. O nome é uma homenagem a um quarteto só de homens, chamado também Amadeus, da década de de 1940. Este quarteto de beldades, adota estilos de crossover pop e músicas clássicas. Elas são: Jeff Runceanu (violino / voz), Bianca Gavrilescu (vocal / backing), Patricia Cimpoiaşu (vocal cello / backing) e Naomi Anelis (piano / teclados).

Vídeo com o Amadeus Electric Quartet SHE IS THE ONE (EA ESTE ALEASA)


http://youtu.be/FenMX_cGDvc

07 março, 2021

Ouse coisas poderosas

O rover Perseverance da NASA, ao baixar na superfície de Marte, tirou esta foto do seu paraquedas.

Fotografia: NASA / UPI / Rex / Shutterstock

O paraquedas aparentemente exibe 4 grupos de padrões em forma de círculos concêntricos, de dentro para fora. Cada círculo está dividido em 10 bits, que são 0 ou 1 dependendo se são brancos ou vermelhos, no sentido horário. O restante é uma substituição alfabética contada em binário: 0000000001 é A, 00000010 é B e assim por diante. As 11111 ... longas sequências marcam o início dos textos. Além disso, o padrão também serviu para analisar os movimentos do paraquedas na gravação do vídeo (como aconteceu com o Saturn V).
O "ovo de páscoa" (*) decodificado diz:
DARE MIGHTY THINGS (OUSE COISAS PODEROSAS)
que é uma frase que aparece no Google como mensagem motivacional: DARE MIGHTY THINGS, que é usada pelo JPL (Jet Propulsion Laboratory) da NASA.
Além disto, o anel externo também codifica essas coordenadas:
34 ° 11 '58 "N 118 ° 10 '31" W
que, ao que parece, apontam para os escritórios do JPL em Pasadena, Califórnia.

Tão engenhoso quanto divertido para aqueles que curtem códigos. Microsiervos<

(*) "easter egg", o nome dado a segredos escondidos em programas, sites, jogos etc.

Consciência cósmica

Não somos "fragmentos de vida espalhados por um mar infinito de substâncias não vivas", mas "fragmentos de morte relativa em um oceano infinito de vida".

O resultado líquido (da obtenção da consciência cósmica), previa Maurice Bucke (1837 - 1902), será nada menos do que uma revolução da alma humana. Enquanto os seres humanos permanecerão resolutamente espirituais, esta revolução seria baseada na dissolução da religião organizada:
"A religião… não depende da tradição. Não será acreditada e desacreditada. Não fará parte da vida, pertencendo a certas horas, tempos, ocasiões. Não estará nos livros sagrados nem na boca dos sacerdotes. Não habitará em igrejas e reuniões. Sua vida não consistirá em orações, hinos ou discursos. Não vai depender de revelações especiais, das palavras dos deuses que desceram para ensinar, nem de qualquer bíblia ou Bíblia. Não terá a missão de salvar os homens de seus pecados ou assegurar-lhes a entrada no céu. Não ensinará uma imortalidade futura nem glórias futuras, pois a imortalidade e toda a glória existirão aqui e agora. A evidência da imortalidade viverá em cada coração como visão em cada olho."

VÍDEO. Uma viagem cósmica deslumbrante entre o Universo e o elemento básico da matéria – com conexão em Louise, no Vale do Silício.

Visualizações do blog EM

As estatísticas do Blogger indicam que o blog EntreMentes acaba de atingir a marca de 2 milhões de views (visualizações) nos últimos 10 anos.

Setembro de 2020 foi o mês com maior número de visualizações: 32.535.

Criado em 18/11/2006 com o nome de Blog do PG, EntreMentes reúne em sua página principal e arquivos 10.800 postagens, sendo suas 10 postagens mais populares: A poeira das estrelas, Altura x envergadura, PPD e tuberculose, Pílulas do mato, O mel de abelha é realmente vômito?, Os varões de Plutarco, A rua das rimas, Como hipnotizar alguém, O Livro de Soyga e O Dia do Patrão.

Até o momento 2.596 comentários foram publicados.

06 março, 2021

Ditos e provérbios "personalizados" 2

Maria é um caso à parte:
Moça é Maria, quando se tosquia (corta o cabelo).
Tal é Maria, tal filha cria.
Por Santa Maria de Agosto repasta a vaca um pouco.
É como a Maria nabiça: tudo o que vê, tudo cobiça.
Não há casa sem Maria.
Além das expressões: Morreu Maria Preá, Maria vai com as outras, O que Maria ganhou na horta (moita, beco, capoeira) etc.
A propósito de Morreu Maria Preá.

E mais outros antigos provérbios (portugueses) com citação de pessoas:
Mente Marta como sobrescrito de carta.
Bem canta Marta, depois de farta.
Lá se foi tudo quanto Marta fiou.
Isso quer Martinho: sopas de vinho.
Cada feira vai menos, como burro de Vicente.
Morra Sansão e quantos com ele estão.
Importante: http://www.hottopos.com/vdletras4/jeans2.htm
Ditos e provérbios "personalizados" 1

Ilhas desertas dominadas por cobras

Num levantamento, realizado durante cinco anos, na literatura científica sobre 986 ilhas ao redor do mundo, o biólogo e herpetologista Marcio Roberto Costa Martins, do Departamento de Ecologia do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP), catalogou 1.223 espécies.

De acordo com ele, é comum a ocorrência de serpentes em altas densidades em ilhas e isso ocorre principalmente porque as faunas desses ambientes são naturalmente pobres, o que resulta em poucos ou nenhum predador. "Isso leva a crescimento populacional delas maior do que nas espécies do continente", explica. "De fato, constatamos que as cobras mais abundantes do mundo estão em ilhas, destacando-se a jararaca-ilhoa (Bothrops insularis), de Queimada Grande, a 35 km do litoral de São Paulo, e a víbora-de-shedao (Gloydius shedaoensis), na China."

jararaca-ilhoa (Bothrops insularis)

Martins conta que a ideia do levantamento surgiu depois que ele e seu colega Harvey Lillywhite deram um curso de pós-graduação sobre Ecologia de Ilhas na Universidade da Flórida (Gainesville, Flórida), no segundo semestre de 2013. "Durante esse curso, nós dois nos demos conta de que ainda sabíamos relativamente pouco sobre a ecologia e a biogeografia [distribuição de espécies num determinado ambiente] das cobras que ocorrem nesses locais isolados por água ao redor do mundo, embora houvesse alguns casos bem conhecidos", diz.

"Entre eles, a jararaca-ilhoa, que tem sido estudada nas últimas décadas por um grupo de pesquisadores do qual eu faço parte, e a boca-de-algodão (Agkistrodon piscivorus) da ilha Seahorse Key, da Flórida, a que o Harvey vem se dedicando também ao estudo há décadas."

Extraído de: Por que as ilhas desertas são dominadas por cobras?, por Waldir Evangelista. In: Quora

05 março, 2021

Meninos vão à barbearia

1
Um homem e um menino entram numa barbearia.
Depois de cortar o cabelo do homem, o barbeiro ouve-o dizer:
"Agora, corte o cabelo do menino, também. Eu estarei de volta logo."
Quando terminou de cortar o cabelo do menino, o barbeiro pergunta:
"Quando é que o seu pai volta para pagar?"
O menino diz:
"Ele não é meu pai. Ele me encontrou na rua e perguntou se eu queria um corte de cabelo gratuito."
2
Um menino entra em uma barbearia e o barbeiro sussurra para seu cliente:
"Este é o garoto mais burro do mundo. Observe enquanto eu provo isso para você".
O barbeiro coloca uma nota de 20 em uma mão e duas moedas de 1 na outra, depois chama o menino e pergunta:
"Qual você quer,filho?"
O menino pega as moedas e sai.
"Viu?" diz o barbeiro. "Aquela criança não aprende nunca!"
Mais tarde, quando o cliente sai, ele vê o mesmo menino saindo de uma sorveteria.
"Ei, filho! Posso lhe fazer uma pergunta? Por que você pegou as moedas em vez da nota?"
O menino lambeu a casquinha e respondeu:
"Porque no dia em que eu pegar aquela nota, o jogo acaba!"

Cria corvos...

A expressão completa é: "Cria corvos e eles te arrancarão os olhos".
É a tradução de: "Cria cuervos que te sacarán los ojos", um provérbio espanhol.

Ao cineasta Carlos Saura, inspirou o filme "Cría cuervos":
Sinopse
Ana (Geraldine Chaplin) é uma mulher de tristes lembranças. Duas décadas antes, quando tinha nove anos, ela acreditava ter em suas mãos um misterioso poder sobre a vida e a morte de seus familiares. Assim teria causado a morte inesperada do pai, o militar franquista Anselmo (Héctor Alterio), logo após o doloroso martírio da mãe.
Trailer

A mim, inspirou esta postagem.

Bom para o DBF.

04 março, 2021

Autodepreciação

A educação matemática do jovem físico [Albert Einstein] não era muito sólida, o que estou em uma boa posição para avaliar, pois ele a obteve de mim em Zurique, há algum tempo.
~ Hermann Minkowski

O GATO E A BARATA
A baratinha velha subiu pelo pé do copo quase cheio de vinho, que tinha sido largado a um canto da cozinha, desceu pela parte de dentro e começou a lambiscar o vinho. Dada a pequena distância, que nas baratas vai da boca ao cérebro, o álcool lhe subiu logo a este.
Bêbada, a baratinha caiu dentro do copo. Debateu-se, bebeu mais vinho, ficou mais tonta, debateu-se mais, bebeu mais, tonteou mais e já quase morria quando deparou com o carão do gato doméstico que sorria de sua aflição, no alto do copo.
– Gatinho, meu gatinho – pediu ela –, me salva, me salva. Me salva que assim que eu sair eu deixo você me engolir inteirinha, como você gosta. Me salva.
– Você deixa mesmo eu engolir você? – disse o gato.
– Me saaalva! – implorou a baratinha. – Eu prometo.
O gato virou o copo com uma patada, o líquido escorreu e com ele a baratinha que, assim que se viu no chão, saiu correndo para o buraco mais perto, onde caiu na gargalhada.
– Que é isso? – perguntou o gato. – Você não vai sair daí e cumprir sua promessa? Você disse que deixava eu comer você inteira.
– Ah, ah, ah! – ria então a barata, sem poder se conter. – E você é tão imbecil a ponto de acreditar na promessa de uma barata velha e bêbada?
Moral da História:
Às vezes a autodepreciação nos livra do pelotão.
Millôr Fernandes

A Placa Pioneer (1)

(1 de 3)
Em 2 de março de 1972, a agência espacial americana, a Nasa, lançou a sonda espacial não tripulada Pioneer 10, de Cabo Canaveral, no Estado da Flórida. Seu destino era Júpiter e, depois, os confins do sistema solar.
Sua missão era tirar fotos detalhadas do imenso planeta e de suas luas e estudar a atmosfera, suas partículas e ventos solares, o fluxo e a velocidade das abundantes partículas de poeira. Mas a Pioneer 10 tinha uma segunda missão.
Acoplado aos suportes da antena, estava um diagrama científico e artístico, a Placa Pioneer. Ela era feita de alumínio banhado a ouro, e o que havia sido gravado nela pretendia revelar à vida extraterrestre inteligente quem somos e onde estamos.
Apenas três meses antes, em dezembro de 1971, o astrônomo americano Carl Sagan havia sugerido a seu colega Frank Drake que trabalhassem juntos para projetar uma mensagem interestelar direta e inequívoca.
"Achamos que a coisa mais interessante para os alienígenas seria saber como somos", diz Drake, fundador do Instituto SETI, que examina sinais de comunicação extraterrestre no espaço, à BBC."Mas pensamos que eles também gostariam de saber de onde a mensagem veio e quando ela foi enviada, porque poderia levar milhões de anos até ela ser interceptada."
Os dois cientistas partiram da premissa de que a ciência e a matemática são linguagens universais, ou seja, podem ser entendidas por qualquer vida inteligente.
Então, para dizer aos alienígenas de onde a mensagem havia sido enviada, os cientistas criaram um mapa mostrando a localização de 14 pulsares em relação ao Sol. É isso que você vê onde está o número 1 nesta imagem:


Cada uma das linhas que irradiam do centro indica a direção e a distância de um pulsar em relação ao Sol. Como existem muitos pulsares no Universo, os dois cientistas registraram em números binários a frequência de pulsos que, sendo distintos, servem para identificá-los.


Dessa forma, os alienígenas saberiam que a mensagem tinha vindo de nosso sistema solar. Mas seria necessário, no entanto, dar mais detalhes de nossa localização.
Na parte inferior esquerda do diagrama, onde está o número 2, vemos o Sol novamente, agora acompanhado pelos planetas. Do terceiro planeta - o nosso - uma seta aponta para a sonda Pioneer.


Extraído de: https://www.bbc.com/portuguese/geral-53220971 (continua)