30 setembro, 2018

Ângela Maria (✩1929 - ✝2018)

"Menina, você tem a voz doce e a cor do sapoti."
(Getúlio Vargas, dirigindo-se a ela) [1]

Morreu ontem (29), por volta das 22 horas, Ângela Maria, uma das grandes vozes do Brasil. Ela es­tava in­ter­nada há mais de um mês no Hos­pital Sancta Mag­giore, por causa de uma grave in­fecção à qual não resistiu.
A in­tér­prete de "Ba­balu", "Vida de bailarina", "Ave Maria no morro", "Gente humilde" e "A lua é dos namorados" tinha ao falecer 89 anos de vida e 70 de sucesso, reconhecimento, carinho e respeito do povo brasileiro. Ângela Maria foi, de fato, uma referência para outras grandes cantoras da MPB como Elis Regina. [2]
Abelim Maria da Cunha (seu verdadeiro nome) nasceu em Macaé, Rio de Janeiro, em 13 de maio de 1929. Passou a infância nas cidades fluminenses de Niterói, São Gonçalo e São João de Meriti. Desde menina cantava em coro de igrejas.
Foi operária tecelã, mas sonhava com o rádio, embora a família fosse contra a carreira artística.
Por volta de 1947, começou a frequentar programas de calouros. Naquela época, usava o nome de Ângela Maria, para não ser descoberta pela família. Ainda era inspetora de lâmpadas numa fábrica da General Eletric e, decidindo tentar a carreira de cantora, abandonou a família e foi morar com uma irmã no subúrbio de Bonsucesso.
Em 1951, estreou em disco pela RCA Victor, com "Sou feliz" e "Quando alguém vai embora". No ano de 1954, em concurso popular, tornou-se a "Rainha do Rádio" e, nesse mesmo ano, estreou no cinema, participando do filme "Rua sem sol".
Em 2015, o Instituto Cultural Cravo Albin relacionou-a entre as 12 mulheres mais influentes da MPB. [3]
Ela está sendo ve­lada, desde as 10 horas de hoje, no Ce­mi­tério Con­go­nhas, em São Paulo, e seu sepultamento será às 16 horas.



[1] http://blogdopg.blogspot.com/2014/02/morenice-brasileira.html
[2] https://www.youtube.com/watch?v=LX4fEAShdvw
[3] https://t.co/fpK5jTFhal

Pássaros bêbados

"Um homem bêbado vai encontrar o caminho de casa, 
mas um pássaro bêbado pode se perder para sempre."

À medida que a primavera se aproxima no hemisfério norte, podemos esperar ver alguns pássaros colidindo nas árvores e, talvez, despencando no chão. Na maioria dos casos, essas aves exageraram no consumo de bagas fermentadas de frutas, que congelaram durante o inverno e que agora estão descongelando e... fermentando. Gosta do SciShow?



Melhores comentários no YT:
Não dê palestra sobre pássaro bêbado. Ofereça-lhe um café quente e amargo e deixe-o lidar com a ressaca.
Eu pensei que a palestra fosse sobre como comer bagas com responsabilidade.
Eu tive um alimentador de beija-flor. Quando o açúcar fermentava os beija-flores enlouqueciam.
C₆H₁₂O₆ + H₂O + levedura  2C₂H₅OH + 2CO₂ + H₂O
Então, essa é a maneira de obter álcool sem uma ID?
Vá para casa, seu pássaro bêbado. Oh, você não pode...
Se for voar, não coma.
Você sabe que um pássaro está bêbado quando ele quer brigar com um gato.
Eu conclamo todos os observadores de pássaros que se juntem a mim para um minuto de silêncio por aqueles que já morreram.
Talvez um pássaro inteligente como o corvo pudesse tirar vantagem disso, usando as bagas fermentadas para realizar um acasalamento.
Borboletas também ficam bêbadas com frutas fermentadas.
Estas já são naturalmente bêbadas. (PGCS)

Ver também: Uma festa dos bichos na África

29 setembro, 2018

Minueto em Sol Maior


A Terra realiza, ao todo, quatorze movimentos, incluindo aqueles que ocorrem com o Sistema Solar, a Via Láctea e o Universo, que está sempre em movimento e expansão. Um dos mais importantes movimentos é a rotação, que dura 23 horas, 56 minutos, 4 segundos e 0,9 décimos, originando a sucessão dos dias e das noites.

VÍDEO

Os 7 pecados capitais do mundo moderno

Os conceitos incorporados no que se conhece hoje como os sete pecados capitais tratam de uma classificação de condições humanas conhecidas atualmente como vícios, que precedem o surgimento do cristianismo, mas que foram usadas mais tarde pelo catolicismo com o intuito de educar os seguidores, de forma a entender e controlar os instintos básicos do ser humano.
A partir do século XIV a popularidade dos sete pecados capitais entre os artistas da época resultou numa popularização e mistura com a cultura humana no mundo inteiro.
O remake de Ari Paul [https://twitter.com/AriDavidPaul/status/984999126571118593] utiliza-se de sites da mídia social para provar que os vícios capitais continuam enraizados na natureza humana. Parece que ainda não superamos nossos desejos mais sombrios. Cliquem neste link para ver como se apresentam os sete pecados capitais na modernidade e confessem nos comentários se vocês se sentem culpados por tê-los.




Gula YELP
Ganância LINKEDIN
Luxúria TINDER
Ira TWITTER
Inveja FACEBOOK
Preguiça NETFLIX
Orgulho INSTAGRAM

28 setembro, 2018

Fim da Criação

DEUS: Quantos animais ainda tenho que fazer?
ANJO: Dois.
DEUS: E quantas pernas ainda temos?
ANJO: Cem.
CENTOPEIA: Legal.
SERPENTE: Droga.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nomes dos bichos
Deus delegou a Adão a responsabilidade de dar nomes aos bois e aos bichos em geral.
Então, Adão saiu por aí dando os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo.
Gênesis 2:20
Alguns vieram à mente do primeiro homem com certa facilidade. O nome da rã, por exemplo. Outros, nem tanto, dentre estes os nomes para o hipopótamo e o ornitorrinco.
Adão levou seis dias para concluir o nomeamento, e no sétimo descansou.
Deus gostou do que viu e, meio que sondando, comentou que Adão seria a pessoa mais indicada para designar os animais pelos nomes científicos.
Adão não gostou do que ouviu e tratou logo de arranjar uma boa desculpa. Não ser fluente em latim, lhe pareceu a melhor. Sabe Deus, a primeira flor do Lácio não é para já. Deixemos com Lineu para começar essa taxonomia etc.
PGCS

Kurt Gödel: uma contradição na Constituição dos EUA?

por Jeffrey Kegler
(tradução: PGCS)
A história da audiência de cidadania de Gödel foi muito repetida ao longo dos anos. O que se sabia era que, em 5 de dezembro de 1947, Kurt Gödel foi para sua audiência de cidadania em Princeton, New Jersey. O examinador era o juiz Philip Forman. Como testemunhas, Gödel trouxe seus dois amigos mais íntimos, Oskar Morgenstern e Albert Einstein. Gödel obteve a cidadania e fez seu juramento em 2 de abril de 1948. Esses foram os fatos estabelecidos com segurança.
Posteriormente, Morgenstern disse a muitas pessoas que ele e Einstein estiveram muito ocupados evitando que o brilhante, mas politicamente ingênuo, Gödel descarrilasse suas chances de cidadania. Nenhum contato direto de Morgenstern ou de qualquer outra pessoa na audiência havia sobrevivido, mas versões de boatos circulavam amplamente. As versões de boato mostram uma variação considerável, mas seu enredo é algo como o seguinte:
Gödel, em sua feitio habitual, lera extensivamente em preparação para a audiência. No curso de seus estudos, Gödel achou que havia descoberto uma falha na Constituição dos EUA - uma contradição que permitiria que os EUA se tornassem uma ditadura. Gödel, geralmente bastante reticente, parecia sentir necessidade de dar a conhecer isso. Morgenstern e Einstein advertiram Gödel que seria um desastre confrontar seu examinador de cidadania com visões de uma falha constitucional que levasse a uma ditadura americana.
Chegando a Princeton, o trio não tinha ideia de quem seria o examinador. Por acaso, eles encontraram o juiz Forman. Forman era amigo de Einstein - quando Einstein se tornou cidadão, Forman havia tomado o juramento. Durante o interrogatório. Forman observou quão afortunado era o fato de os EUA não serem uma ditadura, o que Gödel tomou como estímulo para explicar sua descoberta. Um Forman surpreso trocou olhares com Einstein e Morgenstern, cortando Gödel e forçando sua marcha até uma conclusão bem-sucedida.
A História e a Lenda
Ninguém parece saber o que foi a prova de Gödel. Muitas versões da audiência que circulavam apresentavam o diálogo inventado. Nas lorotas da faculdade isso seria lamentável, mas não surpreendente. Mais surpreendente é a presença de tal diálogo na versão dada em Gödel's Collected Works , vol. I, p. 12. Uma nota de rodapé na Collected Works admite que a sua versão é puro boato.
Eu aprendi a desconfiar de tais fontes. Quando eu estava na faculdade, estudando Teoria da Computação, Kurt Gödel ainda estava vivo. Eu ouvi muitos contos do comportamento excêntrico de Gödel de vários matemáticos. Gödel certamente era excêntrico, e os relatos de primeira mão sobre isso são abundantes, mas mais tarde eu descobri que cada anedota que eu recebi de segunda ou terceira mão era quase certamente falsa.
1997 marcou um ponto de virada na biografia de Gödel, com a publicação da cuidadosa e confiável biografia de Gödel: Logical Dilemmas, de John Dawson . Quando Dawson escreveu, todos os quatro participantes da audiência estavam mortos. Morgenstern se refere, de forma breve e enigmática, à audiência em seu diário, mas não diz o suficiente para apoiar totalmente a história. Dawson em geral, e corretamente, rejeitou o uso de boatos. Mas essa história era a mais conhecida sobre Gödel, e ninguém duvidava que ela tivesse base na verdade.
Dawson aparentemente decidiu que alguma referência a esta história devia ser feita, independentemente da dificuldade de comprovação. Dado a nenhuma alternativa ao uso de boatos, Dawson teve o cuidado de procurar o que poderia razoavelmente ser considerado a fonte do melhor boato - a viúva de Morgenstern. Ela certamente teria ouvido a história muitas vezes e diretamente de Morgenstern. Dawson a entrevistou em 17 de outubro de 1983. O relato de Dawson em "Dilemas Lógicos" (pp. 179-180) é baseado nessa entrevista e na entrada do diário de Morgenstern.
O documento perdido
De acordo com Dawson (p. 300), Morgenstern havia escrito um relato desse assunto para publicação, mas Dawson não conseguiu localizá-lo. Dorothy Morgenstern tinha certeza de que certa vez copiara o artigo do marido e que mandara para alguém. Mas ela não conseguia lembrar quem. Isso não era exatamente promissor para a precisão de sua recontagem. Mas a melhor evidência é a melhor evidência - você entende como isso acontece.
Ao lidar com o assunto como um editor da Wikipedia, tomei a posição de que o relato de Dawson sobre essa audiência foi a palavra final. As outras versões eram ou recontagens do contato de Dawson, boatos de fontes menos confiáveis ​​ou pura especulação. Independentemente de qual dos três tenham sido, eles foram rejeitados como fontes para o artigo da Wikipedia.
Ao lidar com o assunto como romancista, a Prova de Deus, eu assumi a posição de que essa história se tornara uma lenda tanto quanto qualquer conto de um santo do século XI. Desde que foi uma lenda, eu era livre como escritor de ficção para adicionar qualquer incidente ou diálogo que eu admitisse estar no espírito da coisa.
Mas agora o documento "perdido" de Morgenstern reapareceu. Aparentemente, o IAS (Institute for Advanced Study) estava com ele todos esses anos.

https://jeffreykegler.github.io/personal/morgenstern.html
https://www.ias.edu/files/pdfs/publications/letter-2006-spring.pdf (p. 7)

27 setembro, 2018

O caminho reto mais longo na Terra

Calce os sapatos, temos um projeto para você Um intrépido cartógrafo, Guy Bruneau, conseguiu com a ajuda do Google Earth, rastrear o caminho terrestre mais longo possível na Terra.
Começa no leste da China e termina na Libéria. Atravessa 18 países e territórios, 9 fusos horários e mede 13.589,31 quilômetros.
Esta linha reta mais longa possível na Terra mostra-se, em vários pontos, extremamente próximo de não funcionar. Em Israel, por exemplo, o caminho quase chega ao Mediterrâneo, e no Irã você simplesmente sentirá a salinidade do mar Cáspio.


É a Rota da Seda ampliada.

Uma adaptação evolutiva no ser humano para o mergulho

Quanto tempo você consegue prender a respiração?
Os povos Bajau da Indonésia são às vezes chamados de "Nômades do Mar", porque passam muito tempo no oceano caçando criaturas marinhas (peixes, polvos e crustáceos). Mergulhadores Bajau podem passar até 13 minutos debaixo d'água - sem equipamento de mergulho! Tempo esse que rivaliza com o tempo das lontras marinhas que podem ficar submersas até 13 minutos de cada vez,
Melissa Ilardo, uma americana da Universidade de Copenhague, foi à Indonésia para descobrir o que torna os mergulhadores de Bajau tão bons em permanecer embaixo d'água.
Ela pegou amostras genéticas e realizou exames de ultrassonografia, que mostraram que os Bajau tinha baços cerca de 50% maiores do que aqueles vistos em outros indivíduos que não compartilham o estilo de vida aquático dos Bajau na mesma área de Indonésia..
Os baços são importantes no mergulho porque liberam oxigênio no sangue quando o corpo está sob estresse ou quando a pessoa prende a respiração embaixo d'água.
Os baços eram maiores no povo Bajau, independentemente de serem mergulhadores regulares ou não, e uma análise mais aprofundada de seu DNA revelou o motivo.
Comparando os genomas dos Bajau com os de duas populações diferentes, os chineses de Saluan e Han, ela encontrou 25 sites que diferiram significativamente. Entre eles estava um site de um gene conhecido como PDE10A, que foi determinado como estando ligado ao tamanho maior do baço nos Bajau. Em camundongos, o PDE10A é conhecido por regular um hormônio da tireoide que controla o tamanho do baço, apoiando a ideia de que "nos Bajau o tamanho do baço poderia ter evoluído para sustentar seus mergulhos longos e frequentes".
Mais pesquisas são necessárias para entender como o hormônio da tireoide afeta o tamanho do baço humano.
Fontes
https://www.yahoo.com/news/first-genetic-adaptation-diving-discovered-sea-nomads-162702663.html
https://boingboing.net/2018/04/20/a-genetic-adaptation-allows-in.html
http://www.neatorama.com/2018/04/21/A-Human-Genetic-Adaptation-for-Diving/

26 setembro, 2018

Um breve perfil de Savonarola (1452 — 1498)

Abaixo, um breve perfil desse florentino, segundo o historiador Richard Cavendish.
Girolamo Savonarola, frade dominicano e fanático puritano, tornou-se ditador moral da cidade de Florença quando os Medici foram expulsos temporariamente em 1494. Enviado à cidade doze  anos antes, ele construiu uma reputação de austeridade e sabedoria e tornou-se prior do convento de São Marcos (onde seus aposentos ainda podem ser visitados). Um profeta visionário e formidável pregador apocalíptico, obcecado com a maldade humana e convencido de que a ira de Deus estava prestes a cair sobre a Terra, ele detestava praticamente todas as formas de prazer e relaxamento.
Seus oponentes chamavam Savonarola e seus seguidores de "piagnoni" — chorões —, e ele desaprovava severamente piadas e frivolidades, poesias e tavernas, sexo (especialmente a variedade homossexual), jogos de azar, roupas finas, joias e luxo de todo tipo. Ele denunciou as obras de Boccaccio, pinturas de nus, imagens de divindades pagãs e toda a cultura humanística do Renascimento italiano. Pediu leis contra os vícios e a frouxidão. Ele pôs fim aos carnavais e festivais que os florentinos tradicionalmente apreciavam, substituindo-os por festas religiosas, e empregou jovens na rua como uma Gestapo júnior para farejar itens suspeitos. Na famosa "Fogueira das Vaidades", em 1497, havia mesas de jogos, maços de cartas, máscaras de carnaval, espelhos, enfeites, estátuas nuas e livros supostamente indecentes sendo queimados na rua.
Não surpreendentemente, Savonarola fez muitos inimigos poderosos. Entre eles, o papa Borgia, Alexandre VI, que tinha boas razões para se sentir desconfortável com a denúncia dominicana da devassidão e luxo da Igreja e de seus líderes e que acabou excomungando o rigoroso frade. No Domingo de Ramos, em 1498, o convento de São Marcos foi atacado por uma multidão e Savonarola foi preso pelas autoridades florentinas juntamente com dois frades que estavam entre seus seguidores mais ardentes, Frei Domenico e Frei Silvestro. Todos os três foram cruelmente torturados antes de serem condenados como hereges e entregues ao braço secular por dois comissários do papa, que viajaram diretamente de Roma com esse propósito, em 19 de maio. "Nós teremos uma bela fogueira", comentou o comissário sênior à chegada, "porque trago a sentença de condenação comigo".
🔥
Na manhã de 23 de maio, uma multidão de florentinos se reuniu na Piazza della Signoria, onde um andaime havia sido erguido sobre uma plataforma (uma placa marca o local hoje). Uma forca foi armada para pendurar os três frades. E lenha para queimá-los foi acumulada embaixo. Algumas pessoas da multidão gritavam xingamentos para Savonarola e seus dois companheiros, que foram deixados de túnicas, com os pés descalços e as mãos amarradas, tendo antes os cabelos raspados, como era costume. Diz-se que um padre perguntou a Savonarola como se sentia com relação ao martírio que se aproximava. Ele respondeu: "O Senhor sofreu o mesmo por mim", e estas foram suas últimas palavras.
Frei Silvestro e Frei Domenico foram enforcados em primeiro lugar, lenta e dolorosamente, antes que Savonarola escalasse a escada para ocupar o seu lugar entre eles. O carrasco fez uma brincadeira cruel com ele e, em seguida, tentou atrasar sua morte para que as chamas o alcançassem antes que ele estivesse morto, mas falhou, e Savonarola morreu enforcado por volta das 10 horas. Ele tinha quarenta e cinco anos de idade. Quando as chamas engoliram os três corpos pendurados um truque do calor fez a mão direita de Savonarola se mover, de modo que ele parecia estar abençoando os espectadores. Alguns começaram a chorar, mas outros, incluindo crianças excitadas, cantavam e dançavam encantados ao redor da pira e jogavam pedras nos cadáveres. O pouco que restou dos três dominicanos foi jogado no rio Arno.

http://www.historytoday.com/richard-cavendish/execution-florentine-friar-savonarola

Unchained melody

Esta foi a peça final do "Musikschau der Nationen 2002" (anteriormente chamado de "Militärmusikschau"), em Bremen, Alemanha, interpretada por músicos das bandas militares de todos os países que estiveram representados no festival.


25 setembro, 2018

Pesca no vulcão


Me pergunto: o que ele vai conseguir capturar?

Resiliência

Adolphe Sax, o inventor do saxofone, era assustadoramente propenso a acidentes quando criança.
Antes de completar dois anos, ele caiu três lances de escada e bateu com a cabeça no chão de pedra. Aos três anos, ele quase expirou por beber uma mistura de vitríolo e água no lugar de leite, sendo estritamente salvo pela aplicação de doses liberais de azeite. Três outros percalços com venenos envolveram chumbo branco, óxido de cobre e arsênico, bem como o de engolir um alfinete. Uma explosão de pólvora causou-lhe queimaduras graves e jogou-lhe a uma distância considerável. Ele foi novamente queimado quando uma frigideira foi derrubada sobre ele. Uma cicatriz vitalícia em sua cabeça foi causada por um telhado que caiu. Uma vez ele foi para a cama em uma sala onde alguns objetos recém-envernizados estavam secando, sendo retirado a tempo de evitar a asfixia por vapores.
E, quando ele foi puxado, quase afogado de um rio, sua mãe disse: "Ele é uma criança condenada ao infortúnio; não viverá!". Mas ele sobreviveu até 79 anos.

Adolphe Sax 1814 -1894, de Wally Horwood, 1980

(https://www.futilitycloset.com/2018/04/10/drammatico/)

Um bebê que cai

24 setembro, 2018

Água, o tempo todo!

Enquanto os cientistas e meteorologistas há muito alertam as pessoas para o risco de se molharem durante furacões e inundações, eles nunca especificaram o líquido responsável.
"Porque nós não sabíamos."
Era a desculpa que eles tinham até 18 de setembro de 2018. O dia em que o presidente Trump referiu-se ao furacão Florence como "um dos mais chuvosos que já vimos do ponto de vista da água".
Eis o texto completo que ele compartilhou com seus seguidores:
"Este é um furacão difícil. Um dos mais chuvosos que já vimos do ponto de vista da água. Raramente tivemos uma experiência como essa. Certamente não é boa".
Dentro de 24 horas, o tweet presidencial recebeu mais de 15.000 retweets, 64.000 curtidas e 16.000 comentários.
A comunidade científica entrou em delírio, pois o mistério que por tanto tempo a atormentou fora finalmente resolvido.
"O líquido é monóxido de dihidrogênio, ou água, o tempo todo!"

Fenômeno das "mãos quentes": um mito?

O abismo entre a ciência e os esportes pode nunca ser mais amplo do que no caso das mãos quentes.
Aqueles que jogam, treinam ou seguem o basquete acreditam, quase que universalmente, que um jogador que tenha feito seu último arrremesso com sucesso - um jogador com mãos quentes - é mais provável ter sucesso em seu próximo lance. Uma análise estatística exaustiva conduzida por um psicólogo da Universidade de Stanford, examinando milhares de arremessos em jogos reais, descobriu o contrário: a probabilidade de um arremesso bem-sucedido não depende em absoluto dos resultados anteriores.
Para o psicólogo Amos Tversky, a discrepância entre a realidade e a crença realça as diferenças extraordinárias entre eventos aleatórios e eventos que as pessoas percebem como aleatórios. Quando os eventos vêm em clusters (grupos) e streaks (períodos em que só se ganha/perde), as pessoas procuram explicações; eles se recusam a acreditar que são aleatórios, embora clusters e streaks ocorram em dados aleatórios.
"Muitas vezes, a busca por explicações nos assuntos humanos é uma rejeição da aleatoriedade", diz Tversky.
Para entender as atitudes sobre o streakiness no basquete, Dr. Tversky e seus pesquisadores entrevistaram muitos "verdadeiros especialistas" do esporte, assim como jogadores e estatísticos de basquete. Quanto mais intimamente seus sujeitos conheciam o jogo, mais firmemente eles acreditavam em mãos quentes.
Para testar a teoria, os pesquisadores obtiveram os registros de todas as fotos tiradas do campo pelo Philadelphia 76ers durante uma temporada e meia. Quando eles olhavam para cada sequência de dois arremessos do mesmo jogador - acerto-acerto, acerto-erro, erro-acerto ou erro-erro - eles descobriram que um acerto seguido por um erro era na verdade um pouquinho mais provável do que um acerto seguido por um acerto.

https://www.nytimes.com/1988/04/19/science/hot-hands-phenomenon-a-myth.html (arquivos de 1988)

23 setembro, 2018

A reviravolta do carma tecnológico

Watson-Watt é lembrado como o inventor do radar, pelo qual ele recebeu a patente em 2 de abril de 1935. Muitos anos depois, ele leu um poema em uma reunião científica em San Francisco sobre a estranha reviravolta do carma tecnológico que o levou a ser multado por excesso de velocidade no Canadá, em 1956.
Segundo relatos, ele disse ao agente que o multou: "Se eu soubesse o que você faria com isso, eu nunca o teria inventado".
Traduzido em versos heterométricos e sem rimas, eis o poema:
Pena que Sir Watson-Watt,
alvo estranho desta conspiração de radar
e assim, com outros que eu posso mencionar,
uma vítima de sua própria invenção.
Seu olho mágico que tudo vê
permitia que com nuvens os aviões voassem,
mas agora, com alguma ironia,
avistou o motorista em alta velocidade
e mordeu, sem dúvida com inteligência,
a mão que o criou.
Oh, Frankenstein que perdeu o controle
do monstro por ele criado,
com a solidariedade mais carinhosa,
mais esse "guincho pelo próprio petardo".(*)
Quanto a vocês, cientistas corajosos,
que podem estar pondo pregos em seus caixões,
particularmente aqueles cuja missão
lida no reino da fissão nuclear,
pausem e contemplem a trama do destino
e aprenda conosco o que é ser Watson-Watt.
(*) expressão idiomática de significado não sabido pelo tradutor (PGCS)
(http://pballew.blogspot.com.br/2018/04/on-this-day-in-math-april-6.html#links)

Danças húngaras

Dança Húngara No. 5 em Fá Sustenido Menor, Allegro
De: Brahms
Por: Izolda Lindberg-Suslak e Robert Bennesh



Johannes Brahms foi um pianista e compositor alemão do período romântico. Nascido em Hamburgo, passou a maior parte de sua vida em Viena, Áustria, onde alavancou sua carreira. É frequentemente alinhado a outros gênios da música clássica, como Ludwig Van Beethoven e Johann Sebastian Bach, formando o famoso "Três Bs" da música na Alemanha.

Também deve lhe interessar: Czardas
De: Vittorio Monti
Por: 1 - József Lendvay (violino) e orquestra
       2 - Washington Conservatory (piano)

22 setembro, 2018

Tablets da Lei




Tecnicamente,
Moisés foi a primeira pessoa
a baixar dados da nuvem
com o tablet.

Dia Mundial Sem Carro - 2018

Na Letônia, membros do Let's bike it! fizeram este protesto (não localizei a data) utilizando-se de armações feitas com bambu. A ideia era mostrar o espaço que os carros ocupam com relação às bicicletas.


Comparar com esta comparação.

E se o Dia Mundial Sem Carro não emplacar (perdão), e com ele fracassar a questão maior da conscientização das pessoas sobre o consumo responsável, pode-se apostar que sobrevirá o... Ano Mundial Sem Carro. Por mal ou por mal, não serão poucos os motivos. ~ Paulo Gurgel, em Dia Mundial Sem Carro - 2011

21 setembro, 2018

Teias gigantes de aranhas

A história (é aquela velha que) se repete. A exemplo das aranhas que tecem gigantescas teias em algum lugar do nosso planeta.
Em 2011, na província de Sindh, no Paquistão, árvores inteiras foram envoltas em teias produzidas por milhões de aranhas. Esse fenômeno pode ter sido uma das consequências das enchentes devastadoras que aconteceram em Sindh, no ano anterior. Segundo os cientistas, as aranhas provavelmente se refugiaram nas árvores tentando fugir da subida das águas.
http://blogdopg.blogspot.com/2011/04/arvores-de-aranhas.html
Em 2017, passamos batidos. Mas viram, às margens plácidas de um riacho no Vale de Soreque, uma região próxima de Jerusalém, em Israel, uma floresta cujas árvores encontravam-se envolvidas por "teias de aranhas gigantes", da família Tetragnathidae.
Entre aspas, porque as teias é que são gigantes e não suas tecelãs, como fazem crer as notícias do gênero em diferentes ocasiões.
Agora é uma teia, encontrada à beira-mar na cidade de Aitoliko, na Grécia, que mede cerca de 300 metros de comprimento. Os especialistas explicam que as aranhas Tetragnatha são capazes de construir ninhos enormes para o acasalamento. Segundo eles, a população dessa espécie deve ter aumentado na região por causa do calor - que trouxe muitos mosquitos.
Nada fora do controle. A aranha vive do que tece, como diz Gil.


Interessante
Os cientistas acham que uma pessoa nunca está a mais de três pés de distância de uma aranha - em qualquer momento!

Dia da Árvore (2018)


Árvores produzem oxigênio (necessário à vida), absorvem os poluentes do ar, fornecem sombra, refrigeram as cidades e os campos, protegem o solo da erosão, atenuam os ventos fortes e reduzem a poluição sonora. Suas folhas e galhos que caem servem de adubo para novas árvores. Elas dão abrigo e alimento para os animais silvestres. Árvores ainda fornecem: sementes, flores, frutos, madeira, papel, óleos, roupas, medicamentos etc. etc. etc. É pouco?

20 setembro, 2018

Literatura de Cordel - Patrimônio Cultural do Brasil

O gênero literário, que também é ofício e meio de sobrevivência para inúmeros cidadãos brasileiros, a Literatura de Cordel, foi reconhecido pelo Conselho Consultivo como Patrimônio Cultural Brasileiro. A decisão foi tomada por unanimidade nesta quarta-feira, 19 de setembro, pelo colegiado na reunião de ontem no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro.
Poetas, declamadores, editores, ilustradores (desenhistas, artistas plásticos, xilogravadores) e folheteiros (como são conhecidos os vendedores de livros) já podem comemorar, pois agora a Literatura de Cordel é Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, anuncia o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan.
O cordel foi inserido na cultura brasileira ao final do século 19. O gênero resultou da conexão entre as tradições orais e escritas presentes na formação social brasileira e carrega vínculos com as culturas africana, indígena e europeia e árabe. E tem ligação com as narrativas orais, como contos e histórias; com a poesia cantada e declamada; e com a adaptação para a poesia dos romances em prosa trazidos pelos colonizadores portugueses.
Tendo começado no Nordeste do país, o cordel hoje é disseminado por todo o Brasil, principalmente por causa do processo de migração de populações. Hoje, circula com maior intensidade nos Estados do Nordeste e no Pará, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. Em todos estes estados é possível encontrar "esta expressão cultural, que revela o imaginário coletivo, a memória social e o ponto de vista dos poetas acerca dos acontecimentos vividos ou imaginados".
Originalmente, a expressão literatura de cordel não se refere em um sentido estrito a um gênero literário específico, mas ao modo como os livros eram expostos ao público, pendurados em barbantes, em uma especie de varal (foto).


Leonardo na berlinda

[...] Ao longo dos anos, na busca de meus interesses tenho lido um número incrível de livros, artigos e ensaios sobre a história da ciência e/ou da tecnologia, ou de uma ou outra das suas subdivisões, na Idade Média, na Renascença e no Início da Modernidade. Uma porcentagem incrivelmente alta desses escritos tem uma seção, um capítulo ou uma série inteira de capítulos sobre a ciência ou a tecnologia de Leonardo, e isso é muito ruim.
Agora você pode se perguntar por que estou fazendo o que parece ser uma declaração altamente provocativa quando, afinal, é bem sabido que Leonardo escreveu e desenhou uma quantidade incrível de material sobre assuntos científicos e tecnológicos. A resposta é muito, muito simples: Leonardo não teve qualquer importância na história da ciência e/ou da tecnologia porque nenhum de seus volumosos escritos sobre esses temas viu a luz do dia antes do século 19, quando eles não eram nada mais do que uma curiosidade histórica, reconhecidamente uma curiosidade fascinante, mas nada mais que isso.
Por todos os meios, escreva livros eruditos ou populares sobre esse estranhamente visionário e engenhoso pintor toscano, que encheu folha após folha de papel de desenho com suas especulações sobre todos os tipos de tópicos, mas que nunca considerou necessário compartilhar seus pensamentos com o resto do mundo. Por todos os meios, reconstrua suas fantasias em madeira e lona e demonstre ao mundo que sua ideia de um paraquedas ou do que quer que realmente funcione. No entanto, se você vai escrever livros sobre a história da ciência e/ou da tecnologia da Renascença, por favor, não inclua Leonardo porque ele não pertence a elas, já que ele não fez nenhuma contribuição real para essa história.

Extraído de: Pissing on a Holy Cow, The Renaissance Mathematicus

19 setembro, 2018

Pareidolia - 5

Quando a NASA publicou uma imagem capturada pelo Mars Rover no planeta vermelho, o mínimo que imaginaram foi que alguém encontraria nela a prova da existência de caranguejos marcianos gigantes. Compreende-se que a NASA foi negligente, ao carregar a foto diretamente para sua galeria na Internet, sem antes dar uma boa olhada. Mas, graças a Deus, alguém fez depois essa abordagem.
Esta é a foto original da NASA. Se você ampliá-la, poderá ver o caranguejo marciano gigante. Talvez faça parte de uma raça que esteja se preparando para nos conquistar, especialmente depois que mandamos Matt Damon para seu planeta.


Ou, talvez, seja apenas mais um caso de um fenômeno psicológico chamado de pareidolia, [1] [2] [3] [4]  em que a mente percebe erroneamente uma imagem, confundindo-a com outra forma reconhecível.

GIZMODO

Festa na jangada de gelo

São estes os caras que adoram comer criancinhas (conforme nos ensinavam no tempo da Guerra Fria)?
Muito louco, mas garanto que se tivesse água e frio no Ceará, a "negada" arranjaria um jeito de fazer algo tão inusitado quanto, aposto.
Jaime Nogueira

Um grupo de jovens russos cortou um enorme pedaço de gelo do rio Don e usou-o como uma jangada improvisada – mas não apenas. Eles também transformaram a placa de gelo à deriva em uma área completa para festa, com direito a fogueira e banheira. Segundo um dos foliões, Bogdan Korjenevski, ele e 15 amigos se reúnem anualmente para a brincadeira.
As imagens mostram os jovens cortando o gelo com motosserras – neste ano, duas delas quebraram –, antes de fazerem uma fogueira e aquecerem a água para a banheira.
Em seguida, os participantes da confraternização curtem um passeio de "wakeboard". "O piquenique dura um dia inteiro, durante o qual o gelo se divide em várias partes – mas isso não acaba a festa", conta Korjenevski.



Acabo de aprender com quanto gelo se faz uma jangada do gênero. ~ O editor

Ver também: Percussão no gelo

18 setembro, 2018

O poder de limpeza da saliva humana

Resumo
O uso da saliva humana para limpar superfícies sujas tem sido uma prática intuitiva por muitas gerações. Os autores estabeleceram as bases científicas para essa prática por meio de testes qualitativos e técnicas cromatográficas. A α-amylase foi o constituinte principal responsável pelo poder de limpeza da saliva. As preparações amilásicas obtidas do pão ou de microrganismos foram também testadas como substitutos da saliva.
Paula M. S. Romão, Adília M. Alarcão and César A.N. Viana, Studies in Conservation, vol. 35, 1990, pp. 153-155.
https://doi.org/10.1179/sic.1990.35.3.153
Prêmio Ig Nobel de Química de 2018

Crédito da imagem

Parabéns aos três pesquisadores lusitanos por este prêmio que merecidamente receberam. Suas conclusão foram validadas aqui no Blog EM desde que eu fiz recentemente uma limpeza na tela do meu notebook. Os restauradores usam há muito tempo a própria saliva no lugar de outros solventes quando trabalham com materiais delicados como folha de ouro e cerâmica. [PGCS]

Os seis piores casos de hiperinflação da história

Um estudo desenvolvido pelo economista Steve Hank, professor da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, listou os seis piores casos de hiperinflação já registrados na história.
Hungria - 1946
Taxa de inflação diária: 207%. Os preços dobravam a cada 15 horas.
Zimbábue - 2008
Taxa de inflação diária: 98%. Os preços dobravam a cada 25 horas.
Iugoslávia - 1994
Taxa de inflação diária: 65%. Os preços dobravam a cada 34 horas.
Alemanha - 1923
Taxa de inflação diária: 21%. Os preços dobravam a cada 3 dias.
Grécia - 1944
Taxa de inflação diária: 18%. Os preços dobravam a cada 4 dias.
China - 1949
Taxa de inflação diária: 13%. Os preços dobravam a cada 6 dias.

O Brasil, embora não tenha entrado na lista do economista Steve Hank, teve seus maus momentos. Entre 1986 e 1994, época em que o país carregava enormes dívidas internas e externas, a inflação anual chegou a ser de 1000%.

Arquivo
http://blogdopg.blogspot.com/2018/07/numeros-muito-grandes-na-vida-real.html
http://blogdopg.blogspot.com/2015/07/a-cedula-de-cem-trilhoes-de-dolares.html
http://blogdopg.blogspot.com/2016/07/curiosidades-postais-e-filatelicas-23.html

17 setembro, 2018

Janelas da matemática

Objetivo:
Encontrar duas janelas com o mesmo formato cujas áreas somadas correspondam ao da área de uma terceira janela.
Voilà!

Compositores infantis e suas obras


De acordo com o "Child Composers and Their Works", de Barry Cooper, Frederick Ouseley (1825-1889) é "possivelmente a criança mais jovem a compor uma música completa e coerente que ainda sobrevive". Esta peça é datada de 18 de novembro de 1828, quando Ouseley tinha 3 anos e 3 meses de idade. Foi "aparentemente escrita por sua irmã Mary Jane, porque ele começou a compor muito antes de aprender a escrever; mas suas irmãs parecem não ter tentado "corrigir" sua música de forma alguma.
O compositor Sir John Stainer observou, em 1889:
"Da maneira natural e fácil com que todos os acordes cairiam sob uma mãozinha, não pode haver dúvida de que sua irmã conseguiu escrever exatamente o que ele tocou."
Talvez com vergonha desse esforço insignificante, Ouseley passou a compor uma ópera aos 8 anos.
https://www.futilitycloset.com/2018/04/05/precocious-4/

Em Child Composers and Their Works: A Historical Survey, Barry Cooper examina mais de 100 compositores nascidos antes de 1900 que escreveram obras musicais substanciais antes dos 16 anos. O livro fornece uma visão geral do assunto, examinando as formas e identificando as possíveis razões de suas obras terem sido marginalizadas da literatura geral. O livro também contém uma relação comentada desses compositores infantis notáveis, sendo uma referência valiosa para acessar seus primeiros trabalhos.

16 setembro, 2018

A câmera do pombo


O dispositivo era exatamente o que parece. Uma pequena câmera com alças, para que os pombos pudessem carregá-la, e equipada com um temporizador que controlava a realização das fotografias durante o voo.
Essa modalidade de perspectiva que é tão banal para nós agora, em que os telhados se estendem a perder de vista e as pessoas rastejam nas ruas como se fossem formigas, era uma visão rara quando o farmacêutico Dr. Julius Neubronner inventou sua câmera do pombo.

http://nyer.cm/pOS9JZL

As câmeras do pombo foram dar nos drones.

Poesia e Magistratura

Repassado por Fernando Gurgel:
No dia 05/09/2018, o poeta-juiz Dr. Marcos Mairton declamou seu poema “Poesia e Magistratura” no Espaço Cultural STJ. Era o lançamento do livro "Breves Anotações de um Andarilho".
A compra deste livro pode ser feita pela PagSeguro ou pela Amazon.
Segue o vídeo da declamação (não esqueçam de ativar as legendas), durante a qual Marcos Mairton foi acompanhado pelo violão do juiz federal e músico Márcio Barbosa Maia:


15 setembro, 2018

Pregando na cerca 🔨


Era uma vez um menino muito mal-humorado. Seu pai lhe deu um saco de pregos e disse-lhe que, toda vez que perdesse a paciência, ele deveria martelar um prego na cerca. No primeiro dia, o garoto havia colocado 37 pregos na cerca. Nas semanas seguintes, quando aprendeu a controlar sua raiva, o número de pregos diariamente martelados diminuiu gradualmente. Ele descobriu que era mais fácil manter a calma do que enfiar os pregos na cerca.
Chegou o dia em que o menino não perdeu a paciência. Ele contou a seu pai sobre isso, e o pai sugeriu que o garoto passasse a arrancar um prego da cerca para cada dia que ele fosse capaz de manter a calma. Os dias se passaram e o menino finalmente conseguiu dizer ao pai que todos os pregos tinham sido arrancados.
O pai pegou o filho pela mão e levou-o até a cerca. Então, disse-lhe:
"Você fez bem, meu filho, mas olhe para estes buracos na cerca. A cerca nunca mais será a mesma. Quando você diz coisas com raiva, elas deixam buracos como estes. Não importa quantas vezes você diga que sente muito, as feridas ainda estão aí. Certifique-se de controlar seu temperamento da próxima vez que for tentado a dizer algo do qual se arrependerá mais tarde."

[http://o-mores.blogspot.com.br/2015/01/the-fence.html]

Herói à força


14 setembro, 2018

Fonteiras abertas nos EUA

Esqueça o muro já, é hora de os EUA terem fronteiras abertas
Por Jeffrey Miron
Este artigo apareceu no USA Today em 31 de julho de 2018.
Os recentes tweets do presidente Donald Trump contra as fronteiras abertas não são uma surpresa. De fato, mesmo os fervorosos defensores da imigração temem que as fronteiras abertas diminuam os salários dos nativos pouco qualificados, desgastem a segurança nacional e sobrecarreguem a rede de proteção social. Trump exacerbou, tuitando que estaria "disposto a fechar o governo " a menos que o Congresso aprove o financiamento para um muro de fronteira com o México.
Trump, no entanto, está exatamente atrasado: a solução para os problemas de imigração dos Estados Unidos é a abertura de fronteiras, como a que ora acontece quando os Estados Unidos não impõem restrições à imigração. Se os EUA adotarem essa política, os benefícios superarão em muito os custos.
A imigração ilegal desaparecerá, por definição. Muitos comentários à imigração - Trump e companheiros de viagem à parte - sugerem que a imigração legal é boa e que a imigração ilegal é ruim. Então, legalize-se toda a imigração.
O governo não terá, portanto, necessidade de definir ou interpretar regras sobre asilo, dificuldades econômicas, reagrupamento familiar, separação familiar, DACA (ação diferenciada para crianças recém-chegadas) e assim por diante. Quando toda a imigração é legal, essas questões são irrelevantes.
A questão da justiça sobre quem entra primeiro - aqueles que esperaram na fila ou aqueles que entraram ilegalmente - desaparece. A anistia para imigrantes ilegais existentes também se torna um não-problema. Ou uma política de fronteiras abertas poderia exigir que qualquer pessoa que entrasse ilegalmente saísse do país - por exatamente cinco minutos - e depois voltasse a entrar legalmente.
As despesas com fiscalização da imigração encolheriam para nada, porque as fronteiras abertas significam: sem muros, cercas, triagem nos aeroportos, ICE (Imigração e Alfândega), deportações, centros de detenção e tribunais de imigração. Um relatório de 2013 estimou que a imigração custava mais de US $ 18 bilhões por ano, e os atuais indicadores sugerem que os custos cresceram mais desde então.
Siga lendo em: Cato Institute.

Uma medalha no leilão


James Dewey Watson (na foto acima), o biólogo americano que ajudou a desvendar a estrutura de dupla hélice do DNA, vendeu a medalha que recebeu em 1962 ao ganhar o Nobel de Fisiologia ou Medicina.
No leilão, realizado em dezembro de 2014, na Christie's, o bilionário Alisher Usmanova pagou US $ 4,1 milhões pela medalha, mas devolveu-a em seguida ao biólogo. O homem mais rico da Rússia e grande acionista do Arsenal quis que a medalha permanecesse com o legítimo proprietário, passando este a dispor do dinheiro obtido com o item leiloado para o financiamento de novas pesquisas científicas.
O cientista tomou a decisão de vender a medalha como uma estratégia para voltar à vida pública depois de sua aposentadoria, em 2007, motivada por seus comentários racistas.

13 setembro, 2018

O Grande Circo Místico

🎪Foi criado originalmente para o balé do Teatro Guaíra, de Curitiba.
Naum Alves de Souza roteirizou o poema homônimo de Jorge de Lima (de sua obra "A Túnica Inconsútil").
Edu Lobo e Chico Buarque compuseram a trilha sonora. Disso resultou um dos melhores álbuns musicais já produzidos no Brasil.
"O Grande Circo Místico" mescla música, balé, ópera, circo, teatro e poesia.
Tamanho o sucesso apresentado que originou uma turnê de dois anos pelo país. O espetáculo foi assistido por mais de 200 mil pessoas, em quase 200 apresentações, havendo lotado o Maracanãzinho e o Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
Agora é filme dirigido por Cacá Diegues. Vai representar o Brasil no Oscar.



Do chão ao céu: Beatriz
A nota mais grave da melodia corresponde à palavra "chão"; a mais aguda, à palavra "céu".

A marca Teflon

Teflon® é uma marca registrada da empresa Chemours (antiga DuPont) que a utiliza para sua linha de fluoropolímeros, sendo o mais conhecido destes o politetrafluoretileno (PTFE). Foi descoberto em 1938 pelo pesquisador Roy Plunkett e seu assistente Jack Rebock.
É um composto de alto peso molecular constituído totalmente de átomos de carbono e flúor (gravura). O nome Teflon se popularizou a partir da década de 1960, quando passou a ser usado (por suas propriedades antiaderentes) como revestimento de frigideiras e outros utensílios domésticos.
Na medicina, o PTFE é utilizado em enxertos, próteses e outros dispositivos sujeitos à fricção. Além disso, é empregado como revestimento em cateteres porque interfere com a capacidade de agentes infecciosos aderirem a cateteres causando infecções hospitalares.
É a substância artificial mais escorregadia que existe. A resistência que apresenta às forças de van der Waals faz do PTFE a única superfície em que uma lagartixa não pode subir. Em superfícies pintadas com este material, os insetos não conseguem se segurar e tendem a cair. Daí o PTFE ser também usado para impedir que as formigas saiam da formicária.

Teflon é um apelido dado às pessoas nas quais as críticas não "pegam".

12 setembro, 2018

Calculadores mentais

Johann Martin Zacharias Dase (1824 - 1861) foi um calculador mental alemão.
Ele frequentou escolas em Hamburgo desde muito cedo, mas depois admitiu que sua instrução teve pouca influência sobre ele. Ele costumava passar muito tempo jogando dominó e sugeriu que isso desempenhou um papel significativo no desenvolvimento de suas habilidades de cálculo.
Aos 15 anos, começou a viajar dando demonstrações na Alemanha, Áustria e Inglaterra. Entre seus feitos mais impressionantes, ele multiplicou: 79532853 × 93758479 em 54 segundos; dois números de 20 dígitos em 6 minutos; dois números de 40 dígitos em 40 minutos; e dois números de 100 dígitos em 8 horas e 45 minutos. O famoso matemático Carl Friedrich Gauss comentou que alguém habilidoso em cálculo poderia ter feito o cálculo de 100 dígitos na metade do tempo, mas com lápis e papel.
Essas demonstrações, no entanto, não lhe renderam dinheiro suficiente, então ele tentou encontrar outras formas de renda. Em 1844, ele obteve uma posição no Departamento de Ferrovias de Viena, onde não ficou muito tempo.
Dase tinha pouco conhecimento da teoria matemática. O matemático Julius Petersen tentou ensinar-lhe alguns dos teoremas de Euclides, mas desistiu da tarefa quando percebeu que a compreensão de Dase estava além das suas habilidades.
Gauss, no entanto, ficou muito impressionado com a habilidade de cálculo de Dase, e recomendou que a Academia de Ciências de Hamburgo o contratasse para realizar um trabalho matemático em tempo integral, mas Dase (que era epiléptico desde a infância) morreu logo em seguida.
DASE TAMBÉM SE VIRAVA NOS 30
Ele também tinha um estranho senso de quantidade. Isto é, ele podia apenas "dizer", sem contar, quantas ovelhas estavam em um campo, ou palavras em uma frase, e assim por diante, até cerca de 30.

Outros calculadores mentais famosos:
Ampère
Gauss
Inaudi
Ramanujan
...

Em 2005, um grupo de pesquisadores liderados por Michael W. O'Boyle, um psicólogo americano que trabalhou anteriormente na Austrália e agora na Texas Tech University, usou a ressonância magnética durante a operação mental em prodígios matemáticos. Esses prodígios matemáticos mostraram aumentos no fluxo sanguíneo para as regiões do cérebro responsáveis ​​por operações matemáticas em quantidades superiores às dos aumentos típicos.

A Copa Mundial de Cálculo Mental (Weltmeisterschaften im Kopfrechnen) é uma competição internacional para calculadores mentais realizada a cada dois anos na Alemanha. A Copa de 2018 será realizada de 28 a 30 de setembro no Centro de Ciências Phaeno, em Wolfsburg.

A retaliação em bonecos de vodu a supervisões abusivas

A retaliação em um boneco de vodu simbolizando um supervisor abusivo restaura a justiça
29 de março de 2018 [novo estudo]
Maltratado por um supervisor no trabalho? Isso faria você se sentir um pouco melhor se pudesse, digamos, atormentar um boneco de vodu?
A professora Lindie Hanyu Liang (da Lazaridis School of Business and Economics at Wilfrid Laurier University, Canada) e seus colegas investigaram essas coisas. Em troca de um pagamento de 1 dólar, 195 funcionários em tempo integral que moram nos EUA e Canadá participaram de uma experiência, na qual tiveram a oportunidade de retaliar (depois de relembrar um cenário abusivo no local de trabalho) contra um boneco vodu online fornecido pela Dumb.com ("Sua fonte para coisas estúpidas").


Verificou-se que a tortura de bonecos, com alfinetes, alicates e fogo, ajudou (em algum grau) a aliviar os sentimentos negativos associados à recordação de incidentes de supervisão abusivos.
Resumo
Quando um subordinado recebe tratamento abusivo de um supervisor, uma resposta natural é retaliar contra o supervisor. Embora a retaliação seja disfuncional e deva ser desencorajada, examinamos o potencial papel funcional que a retaliação desempenha em termos de aliviar as consequências negativas da supervisão abusiva sobre as percepções da justiça subordinada. Com base na noção de que a retaliação após maus-tratos pode restaurar a justiça para as vítimas, propomos um modelo pelo qual a retaliação após a supervisão abusiva alivia o efeito negativo da supervisão abusiva sobre as percepções da justiça subordinada. Em dois estudos experimentais [estudos 1 e 2], em que manipulamos a supervisão abusiva e a retaliação simbólica subordinada - em particular, prejudicando um boneco de vodu que representa o supervisor abusivo -, encontramos um amplo apoio para nossas previsões.
https://doi.org/10.1016/j.leaqua.2018.01.004

Glicemias e bonecos de vodu

11 setembro, 2018

Um furacão interoceânico

Formado em 11 de setembro de 1971, nas Antilhas Menores, e tendo se dissipado em 30 de setembro de 1971, na costa ocidental dos EUA, o Irene-Olivia é o exemplo clássico de um furacão que se deslocou do Atlântico para o Pacífico.


Irene, no Atlântico; Olívia, no Pacífico.

Torres gêmeas

Hoje, 11 de setembro.
Dia de fazer uma homenagem a Nova Iorque. O papo é entrar em um bar, colocar o celular em modo avião, pedir duas torres gêmeas e mandar o chope todo para baixo.


https://pt-br.facebook.com/confidebebada/

10 setembro, 2018

Não, Dona Solange de novo, não

Na ditadura militar, segundo o filósofo Raulzito, existia um "Dicionário da Censura". Lá constavam as seguintes palavras proibidas em músicas: povo, gente, universidade...
Aí, depois de uma música do Raul Seixas, passou a constar no tal Dicionário" a palavra "aranha". Proibidíssima.
Rock das Aranhas: https://youtu.be/L9H0BfvlLFQ
Agora, proibiram a palavra "Lula" nas propagandas eleitorais. Tornou-se também uma palavra proibidíssima.
E nem sabemos se já existe um novo "Dicionário da Censura". Ou se apenas ampliaram o antigo.

Fernando Gurgel Filho

HELP

The Beatles, standing in a row and wearing blue jackets, with their arms positioned as if to spell out a word in flag semaphore
A capa deste álbum (Parlophone) mostra os Beatles com os braços posicionados de modo a formar uma palavra no semáforo de bandeirolas.
O fotógrafo da capa, Robert Freeman, teve inicialmente a ideia de compor a palavra HELP (a faixa 1 do lado 1 do disco).
Assim:

Mas quando viu o arranjo dos braços para estas letras o resultado não lhe pareceu bom. Então, decidiu improvisar um melhor posicionamento para os braços.
No lançamento do álbum pela Parlophone Records, no Reino Unido, as letras formadas pelos Beatles parecem indicar NUJV. 


Ligeiramente reorganizado nos EUA, no lançamento pela Capitol Records a capa do álbum parece indicar as letras NVUJ, com a mão esquerda de McCartney apontando para o logotipo da Capitol.

Da HQ à vida real

Em 14 de setembro de 1964, um cargueiro do Kuwait que transportava uma carga de ovelhas afundou. Para resgatar o navio, o inventor dinamarquês Karl Krøyer propôs usar um tubo para preenchê-lo com bolas flutuantes. Consequentemente, 27 milhões de bolas de plástico foram trazidas de Berlim e bombadas para o compartimento de carga do navio e, em 31 de dezembro, o cargueiro emergiu, economizando quase US $ 2 milhões à companhia de seguros.
Krøyer patenteou sua técnica no Reino Unido e na Alemanha, mas o pedido de patente foi rejeitado na Holanda porque um funcionário local descobriu um número da revista Pato Donald, de 1949, em que Donald e seus sobrinhos fizeram flutuar um iate afundado, preenchendo-o com bolas de pingue-pongue.
As bolas de pingue-pongue são flutuantes, e os patos usaram um tubo para colocá-las no iate. Então, o escritório holandês determinou que a HQ tirava a originalidade da invenção de Krøyer. Era apenas uma revista de histórias em quadrinhos, mas esta tornou a ideia pública 15 anos antes de Krøyer tentar reivindicá-la.


Ninguém confirma se o problema foi exatamente este. Krøyer, seu advogado de patentes e o funcionário holandês já faleceram, a documentação foi destruída há anos e os motivos para a rejeição na Holanda não são claros. Mas ainda é um exemplo vívido para a advocacia da propriedade intelectual.

Prior Art, Futility Closet

09 setembro, 2018

Rios: o embate entre a ordem e o caos

"Os rios atravessam nossas civilizações como fios através de contas", escreveu Olivia Laing. "Há um mistério sobre os rios que nos atrai para eles, pois eles se originam de lugares escondidos e viajam por rotas que nem sempre serão amanhã onde podem ser hoje."
Mas esse mistério caótico e repleto de civilizações pode ser sustentado por um das verdades matemáticas mais elementares da natureza.
Em 1996, o cientista da Universidade de Cambridge Hans-Henrik Stølum publicou um artigo anunciando sua descoberta surpreendente de que o pi (π) estaria atuando sobre os caminhos flexíveis dos rios do mundo para torná-los, de seus meandros aparentemente caóticos, com um padrão matematicamente previsível. Em sua simulação, usando dados empíricos e modelagem de dinâmica de fluidos, ele descobriu que os caminhos oscilantes dos rios - a sua sinuosidade, calculada dividindo o comprimento sinuoso real do rio pelo comprimento da linha direta traçada entre a fonte e a foz, era em média 3,14.
Os dados de um crowdsourcing não conseguiram replicar a média obtida por Stølum, embora a amostra do crowdsourcing fosse muito pequena para provar ou refutar um modelo teórico que abordasse a média total de todos os rios do mundo. Contudo, o que é mais interessante do que a descoberta em si é a própria noção de que o pi - ou qualquer número - poderia sustentar padrões aparentemente caóticos na natureza.
Citando a descoberta de Stølum, Simon Singh escreveu:
O número π foi originalmente derivado da geometria de círculos, e assim reaparece repetidas vezes em várias circunstâncias científicas. No caso de sua relação com o rio, o aparecimento de π é o resultado de um embate entre a ordem e o caos. Einstein (filho) foi o primeiro a sugerir que os rios têm uma tendência para um caminho cada vez mais contorcido porque a curva menos acentuada levará a correntes mais rápidas no lado externo, o que resultará em maior erosão e uma curvatura mais acentuada. Quanto mais fechada a curva for, mais rápidas serão as correntes na borda externa, maior a erosão, mais o rio se contorcerá, e assim por diante. No entanto, existe um processo natural que reduzirá o caos: o aumento da aglomeração resultará em rios que se dobram sobre si mesmos e efetivamente causam curto-circuito. O rio ficará mais reto e a alça será deixada de lado, formando um lago em "U" (oxbow lake). O equilíbrio entre esses dois fatores opostos leva a uma razão média de π entre o comprimento real e a distância direta entre a fonte e a foz.
Webgrafia
http://blogdopg.blogspot.com/2018/03/o-serpentear-dos-rios.html
http://blogdopg.blogspot.com/2018/03/segunda-geracao.html
https://www.brainpickings.org/2018/06/21/pi-rivers/
https://en.wikipedia.org/wiki/Sinuosity
https://www.theguardian.com/science/alexs-adventures-in-numberland/2015/mar/14/pi-day-2015-pi-rivers-truth-grime

O ponto triplo

Em termodinâmica, o ponto triplo de uma substância é a temperatura e pressão em que as três fases (gás, líquido e sólido) da substância coexistem em equilíbrio termodinâmico. Por exemplo, o ponto triplo do mercúrio ocorre a uma temperatura de -38,83440 °C e uma pressão de 0,2 mPa.
A combinação da pressão e da temperatura na qual a água líquida, o gelo e o vapor de água podem coexistir em um equilíbrio estável ocorre exatamente a 273,16 K (0,01 °C) e uma pressão parcial de vapor de 611.657 pascal (0,00603659 atm). Neste ponto, é possível mudar todo o conteúdo em gelo, água, ou vapor, fazendo arbitrariamente pequenas alterações na pressão e temperatura.
Triple point, Wikipédia

Imagem Google+

08 setembro, 2018

O assassinato de John Lennon

O assassinato de John Lennon, membro do grupo de rock britânico The Beatles, ocorreu na noite de 8 de dezembro de 1980.
Por volta de 23 horas, o músico retornava, com sua esposa Yoko Ono, de um estúdio de gravação. Quando Lennon dava entrada em sua residência, o Edifício Dakota, em Nova Iorque, um homem de 25 anos chamado Mark David Chapman, que, no fim da tarde do mesmo dia, havia se encontrado com Lennon junto a fãs e obtido dele um autógrafo em uma capa do álbum do cantor chamado "Double Fantasy", sacou um revólver e efetuou cinco disparos contra Lennon.


As balas utilizadas foram projéteis de ponta côncava, os quais se expandem ao atingirem seu alvo, causando muito mais danos aos tecidos vivos do que as balas comuns. O porteiro do edifício desarmou Chapman, perguntando-lhe: "Você sabe o que fez?". Mark Chapman respondeu calmamente: "Sim, eu atirei em John Lennon." Chapman não tentou escapar, sentando-se na calçada e esperando a chegada da polícia. E Lennon foi levado em um carro policial até o Hospital Roosevelt, chegando lá em parada cardiorrespiratória e choque hipovolêmico, sem condições para ser reanimado e foi declarado morto.
O motivo do crime
Segundo Mark Chapman, que se considerava um cristão renascido, seu ódio a John Lennon originou-se das várias afirmações do cantor sobre Deus e religião. Ele era grande fã dos Beatles e tinha Lennon como ídolo, mas isto mudou quando Chapman começou a praticar seriamente a religião. Ao "renascer em Cristo", ele passou a abominar certas letras do compositor, em especial "God", música de 1970 em que Lennon afirma não crer em Jesus e na Bíblia, além de descrever Deus como "um conceito". Era algo que sempre o enfurecia, mesmo tendo sido o disco lançado pelo menos 10 anos antes.
A polêmica declaração de que os Beatles eram mais populares que Jesus, feita por Lennon em 1966, também o irritava profundamente. Ele a considerou uma blasfêmia, alegando que "não deveria haver ninguém mais popular que o Senhor Jesus Cristo".
E seu ódio a Lennon aumentou ainda mais quando este lançou a música "Imagine", em 1971, em que o cantor diz que se deve imaginar que o céu — no sentido metafísico — e o inferno não existem ("No hell below us, above us only sky"), o que contraria a doutrina de algumas religiões, principalmente a da seita evangélica que ele seguia.
Na hora de puxar o gatilho, disse Chapman, não havia dentro de si emoção nem raiva. Apenas um silêncio mortal em seu cérebro. Em outra entrevista, alegou ter ouvido uma voz misteriosa que lhe repetia: "Do it, do it, do it!" ("Faça isto!"), quando John passou por ele.
[WIKI, condensado]
O juiz sentenciou-o a vinte anos de prisão, com acompanhamento psiquiátrico durante todo o período de encarceramento. A Chapman foi dado cinco a menos do que a pena máxima prevista (de vinte e cinco anos) porque ele se declarou culpado de assassinato, evitando assim o tempo e a despesa de um julgamento prolongado. De 2000 a 2018, foi-lhe negada a condicional em dez audiências. Embora considerado que ele apresentava baixo risco de reincidir, o conselho de liberdade condicional em sua 10.ª audiência escreveu: "Você admitidamente planejou e executou o assassinato de uma pessoa mundialmente famosa por nenhuma outra razão além de ganhar notoriedade, e este fato continua sendo uma preocupação para nós".

Ler também: A busca destrutiva da notoriedade

Torre de Hanói

O jogo da Torre de Hanói é um quebra-cabeça que consiste em uma base contendo três pinos, em um dos quais são dispostos alguns discos uns sobre os outros, em ordem crescente de diâmetro, de cima para baixo.
Objetivo: mover todos os discos para o pino da direita.
Regras: clicando e arrastando com o mouse, você deve mover um disco de cada vez, sendo que um disco maior nunca pode ficar em cima de um disco menor.
Onde jogar: www.somatematica.com.br

É interessante observar que o número mínimo de "movimentos" para conseguir transferir todos os discos do primeiro pino ao terceira é 2n-1, sendo n o número de discos.
Logo:
Para solucionar um Hanói de 3 discos = 7 movimentos
Para solucionar um Hanói de 4 discos = 15 movimentos (imagem GIF)


Para solucionar um Hanói de 7 discos = 127 movimentos
Para solucionar um Hanói de 15 discos = 32.767 movimentos
Para solucionar um Hanói de 64 discos = 18.446.744.073.709.551.615 movimentos.

Aplicação: A Torre de Hanói pode ser trabalhada em níveis de desenvolvimento com crianças. Na pré-escola, com regras simples de separação de cores e tamanhos, a torre de Hanói ajuda em questões de coordenação motora, identificação de formas, ordem crescente e decrescente, entre outras formas de aprendizado. WIKI

07 setembro, 2018

O brasileiro ainda tem muito a aprender

Não, não estou dando a ideia.
No Kuwait, uma peixaria foi fechada pelas autoridades locais por tentar melhorar o aspecto dos seus produtos.
A peixaria colocava olhos de plástico nos peixes para que parecessem frescos.

"Eu, morta por dentro, mas passando um batonzinho..."

Há um provérbio (modificado) que diz:
"Um olho no peixe e outro no olho do peixe."

Quando for comprar pescado, fique esperto.

O xadrez humano de Marostica

No segundo final de semana de setembro dos anos pares, a cidade de Marostica, na região do Vêneto, na Itália, volta ao período medieval, mais precisamente ao ano de 1454 para reviver o seu famoso xadrez humano.
Naquele ano, dois nobres guerreiros, Vieri e Rinaldo, se apaixonaram pela bela Lionora, filha de Taddeo Parisio, o governador de Marostica.
A disputa pelo coração da filha do homem mais importante da cidade não deveria derramar sequer uma gota de sangue. Assim Parisio decidiu que seria uma disputa de xadrez a definir o futuro da jovem Lionora. O vencedor da batalha se casaria com Lionora, e o perdedor com Oldrada, a irmã mais jovem de Parisio.
O jogo de xadrez aconteceu em um dia de grande festa na cidade de Marostica e mobilizou a população inteira do território. Todos pararam para ver a famosa disputa. As peças tinham vida: rainhas, reis, bispos, torres, cavalos e peões atuaram no enorme tabuleiro de xadrez da praça da cidade.
Esta tradição é repetida desde 1923, quando a cidade resolveu reproduzir o a disputa de 1454. Nos anos pares, uma grande estrutura é montada na Piazza di Marostica e 600 atores e figurantes são chamados para representarem os personagens da época, usando a linguagem da "Sereníssima República de Veneza".


http://italiaperamore.com/famoso-xadrez-humano-marostica/
http://www.marosticascacchi.it/it/index.html#1

06 setembro, 2018

Amigos ou inimigos? A longa e complicada relação entre arte e religião

Apesar de uma rica história de influência mútua entre arte e religião, ainda se considera que a religião e a arte moderna são inimigas até a morte. Esse mal-entendido é particularmente intenso quando se trata de arte contemporânea. Se julgarmos simplesmente com base nas manchetes, parece que a arte e a religião estão caminhando para um duelo apocalíptico.
No final de 2000 e início de 2001, uma escultura do papa João Paulo II abatida por um meteorito, de Maurizio Cattelan, foi exposta em um museu de arte moderna em Varsóvia. Dois membros indignados do Parlamento polonês entraram na galeria, tiraram a pedra e deixaram uma carta em que eles difamaram a "origem judaica" da diretora do museu, que foi forçada a renunciar.
Em 2008, o Papa Bento XVI pediu para retirar de uma galeria no norte da Itália a escultura Zuerst die Füsse (1990), de Martin Kippenberger representando um sapo crucificado, enquanto um ocupante de cargo eletivo começou uma greve de fome em protesto.

Extraído de: ¿AMIGOS O ENEMIGOS? LA LARGA Y COMPLICADA RELACIÓN DEL ARTE CON LA RELIGIÓN, expansión mx

Perversões alimentares

Fagia (do grego fagein, comer), elemento de composição de palavras que exprimem a noção de ingestão ou hábito alimentar.
Exemplos: onicofagia (unhas), entomofagia (insetos), geofagia ou argilofagia (terra, barro), aerofagia (ar), tricofagia (cabelos).
Pessoas para as quais lâmpadas, bicicletas e giletes são iguarias apresentam um distúrbio psiquiátrico conhecido como pica. O nome pica vem do latim e significa pega, um pássaro do hemisfério norte que come quase tudo o que encontra pela frente.
http://blogdopg.blogspot.com.br/2010/08/pica.html#links

Pagofagia: é a necessidade obsessiva de consumir gelo, sendo esta uma variante da pica.

- Tu tá comendo vidro, filho?
- Não, pai, eu tô chupando pedra d'água.
(uma canção matuta)

Dieta do gelo
Criada pelo professor-assistente de medicina da Universidade Rugters, nos Estados Unidos, Brian Weiner, que também é gastroenterologista, a dieta do gelo parte da premissa que comer gelo é um truque eficiente para maximizar a queima de calorias.
Será que essa dieta do gelo emagrece mesmo? Prós e contras.
http://www.mundoboaforma.com.br/dieta-do-gelo-emagrece-como-funciona/#hl2gyG7RjJWqExRV.99

05 setembro, 2018

Trending topic

No "Página 12":

Frequências e organização

A reprodução de um ensaio realizado no final do século XVIII por Ernst Florens Friedrich Chladni, que demonstra a mudança na organização das partículas de sal, ao ser este material exposto a vários níveis de frequências sonoras. Criam-se assim várias formas, dependendo do tipo frequência a que o sal é exposto, as quais mostram claramente simetria e beleza em sua formação, parecendo figuras diversas como as mandalas ou a estrela LAMAT da cultura maia.
ATENÇÃO - Reduza a um nível baixo o áudio deste vídeo porque o som é muito irritante.



Ernst Florenz Friedrich Chladni (1756, Wittenberg - 1827, Breslau), físico e músico amador.
Ele é lembrado pelos padrões simétricos espetaculares formados quando uma placa coberta de areia é vibrada com um arco de violino. Era professor de Física em Breslau, na Alemanha (hoje Polônia) quando desenvolveu as chamadas "figuras Chladni". Em 1808, ele esteve em Paris para apresentar seu trabalho no Institute Laplace e fez uma demonstração de duas horas a Napoleão que lhe deu 6000 francos. Ernst Chladini é conhecido como o "pai da acústica" por suas investigações matemáticas em ondas sonoras.

04 setembro, 2018

O jumento em comento

Animal, também chamado de asno, burro(*), burrico, jegue (do inglês jackass?), jerico, onagro etc. Seu nome científico é Equus africanus asinus.
(*) No Brasil, o termo "burro" pode designar não a espécie Equus africanus asinus, mas o cruzamento entre esta espécie e a Equus ferus caballus (cavalo) quando resulta num animal macho; porém, quando desse cruzamento, resulta num espécime fêmeo é designado como "mula". Wiki

Asinus asinum fricat. Provérbio latino
Um burro coça outro burro. Diz-se de pessoas sem merecimento que se elogiam mutuamente e com exagero.

O asno de ouro (Asinus aureus)
Título dado por Santo Agostinho a "Metamorfoses", de Lúcio Apuleio (século II d.C.), o único romance da literatura latina integralmente preservado. O livro compõe-se de narrativas das aventuras burlescas e fantásticas de um homem que se vê transformado em asno.

Não submeterás um boi e um jumento ao mesmo jugo para arar a terra.
Deuteronômio 22:10
O jugo é uma peça de madeira que une dois animais (geralmente uma parelha de bois) para puxar um arado ou um carroção de madeira. O jugo é usado, desde os tempos bíblicos até hoje, para fazer com que dois animais trabalhem juntos, dividindo o peso a ser carregado e/ou a resistência do arado ao sulcar o solo. Devidamente aparelhados com o jugo, dois bois produzem o dobro da força para a execução de um trabalho, e tarefas antes impossíveis se tornam possíveis para os dois animais.
O espírito da lei bíblica é proteger os animais. Dois animais de tamanho, força, estrutura física e temperamento diferentes, presos ao mesmo jugo, passariam por problemas. O animal mais forte (boi) certamente trabalharia mais do que o animal mais fraco (jumento), o que causaria fadiga e sofrimento no primeiro. Enquanto o jugo, machucando o pescoço do animal de menor tamanho (o jumento), logo o deixaria esfolado. Assim, na labuta feita pela dupla, tanto sofreria o boi quanto o jumento.

Imagem: veio daqui.

O passo do asno corresponde ao tanto de cevada que lhe dás. Provérbio judaico

Asno de Buridan
Asno imaginário que, segundo a filosofia de Buridan (século 14), tendo ao mesmo tempo fome e sede, hesita entre um molho de feno e um balde de água e, incapaz de se decidir, deixa-se morrer.

A cruz nas costas
Trecho de uma entrevista dada pelo Padre Antonio Vieira, o Padre do Jumento, no dia 13 de março de 1987, ao radialista Amorim Filho. AQUI

"Eu vim no lombo dum jumento com pouco conhecimento / Enfrentando chuva e vento e dando uns peido fedorento."
Jumento Celestino, banda Mamonas Assassinas

"Discutir com um eleitor de Boçalnaro é como dar banho num jumento: perde-se a água e o tempo." Anônimo

Serão as Três Leis da Robótica suficientes?


As famosas Três Leis da Robótica de Isaac Asimov podem ser vistas como salvaguardas precoces para a nossa dependência da Inteligência Artificial, mas, com relação à Alexa (uma assistente virtual da Amazon que interage por voz, toca músicas, faz lista de tarefas, configura alarmes, provê informações sobre o tráfego e o tempo etc.) em nossas casas e aos carros automatizados que dispensam os motoristas humanos, serão estas três leis suficientes?
Neil deGrasse Tyson