28 agosto, 2016

A França vista da Inglaterra e vice-versa, no período 1720-1815

Garanto que os leitores não vão se arrepender de dar uma olhada em Vive la différence!, Nesta galeria do site The Fitzwilliam Museum, uma coleção de gravuras satíricas mostra como a França e a Inglaterra, países rivais nos campos econômicos, políticos, coloniais, religiosos e militares, viam-se mutuamente durante o período 1720-1815.
As estampas dizem sobre os preconceitos e o humor dos satiristas, e do público para o qual os desenhos foram destinados. A persistência de "tipos" de ambos os países indica sua popularidade, e essa popularidade em curso, sem dúvida, perpetuava o elemento da ignorância. Mesmo que as pessoas reconhecessem que não passavam de estereótipos, elas queriam se divertir, e o ato de fazer o estrangeiro ridículo era claramente uma fonte popular de diversão.
Jaime Nogueira

A guerra do uísque

O Canadá e a Dinamarca são países de natureza pacífica e democrática. Apesar disso, estão envolvidos há quase um século em uma disputa territorial. No centro dessa disputa, está um pequeno afloramento nas águas do Ártico conhecido como Ilha Hans, entre o Canadá e a Groenlândia (Dinamarca).


A propriedade dessa ilha vem provando ser um assunto diplomático "quente". Enquanto não chegam a um acordo, militares de um país visitam-na periodicamente para: 1) remover a bandeira do outro país e 2) deixar na ilha uma garrafa do uísque nacional.

Poderá também gostar de ver
Wagah (Índia) x Wahga (Paquistão)

Unplugging - 4

Surpreenda a pessoa que você ama com a instalação deste interruptor de luz em casa.



Homem x Máquina | série Unplugging: 1, 2 e 3

27 agosto, 2016

O golpe de Estado


"O golpe, a princípio, é a esperança de que os golpistas vão se dar bem; em seguida, é a expectativa de que os que foram afastados vão se dar mal; depois, a satisfação de ver que os outros não se deram bem; e, finalmente, a surpresa de ver que todo mundo se deu mal."
Fernando Gurgel, parafraseando Karl Kraus

Krieg ist zuerst die Hoffnung, daß es einem besser gehen wird, hierauf die Erwartung, daß es dem anderen schlechter gehen wird, dann die Genugtuung, dass es dem anderen auch nicht besser geht, und hernach die Überraschung, daß es beiden schlechter geht. (A guerra, a princípio, é a esperança de que a gente vai se dar bem; em seguida, é a expectativa de que o outro vai se ferrar; depois, a satisfação de ver que o outro não se deu bem; e finalmente, a surpresa de ver que todo mundo se ferrou.)
– Beim Wort genommen‎ - Página 445, Karl Kraus - Kösel-Verlag, 1955

S’il n’y a pas coup d’Etat, il y a au moins tromperie. Et les vraies victimes de cette tragi-comédie politique sont, malheureusement, les Brésiliens. (Se esse não é um golpe de Estado, é no mínimo uma farsa. E as verdadeiras vítimas dessa tragicomédia política infelizmente são os brasileiros.)
– do editorial de ontem do jornal francês Le Monde

Como sair de uma festa

Vamos atualizar as estratégias?
Saída digna - Tome uma (só para constar) e caia fora.
Saída à francesa - Deixe a festa sem avisar. Pensarão que você sofreu combustão espontânea e todos continuarão a se divertir ainda mais.
Falsa saída - Diga adeus, vá embora, volte (oi, eu de novo, turma, alguém viu meu celular?). Repita...
Saída épica  - Leve a festa inteira para outra festa.

A técnica do "limite infinito"



A técnica do "limite infinito" permite, na prática, abranger o que não se pode abranger.
MC Escher [1] [2] [3] [4] utilizou-a em obras como o "Limite Circular IV: Céu e Inferno" (uma xilogravura de 1960), em que o "limite infinito" é um modelo do disco de Poincaré. Este disco pode cobrir o infinito em um círculo de tamanho limitado, graças à geometria hiperbólica, na qual, à medida que um ponto se distância do centro, fica cada vez menor.

26 agosto, 2016

Medidas de tendência central

São utilizadas para caracterizar um conjunto de valores, representando-o adequadamente.
As principais medidas de tendência central são três:
Média
O mesmo que café com leite.
Boa média: a que "não é requentada" e que vem acompanhada de "um pão bem quente com manteiga à beça".
Mediana
Descreve um certo tipo de inteligência.
Nos Estados Unidos, Homer Simpson a representa.
Moda
Foi utilizada pela primeira vez por Karl Pearson na Estatística, em 1985.
Hoje, está relacionada principalmente a desfiles de roupas e peças do vestuário em geral.
Paulo Gurgel

O cheiro dos livros

Matija Strlic, um químico da Universidade de Londres, num estudo realizado em 2009, identificou 15 diferentes substâncias (compostos orgânicos voláteis, conhecidos como COV) que são liberadas pela degradação dos livros. No sentido físico, bem entendido.
Eles liberam tais substâncias a uma taxa previsível. Usando este conhecimento científico, bibliotecários e afins podem agora "farejar" um livro para determinar sua exata situação. E desse modo concluir se o livro está precisando de um serviço de preservação urgente.


Sobre o cheiro dos livros, o escritor de ficção científica Ray Bradbury, autor de Fahrenheit 451, uma vez disse: "Não há futuro para os e-books, porque eles não são livros".
"Eles cheiram a óleo queimado", acrescentou.

25 agosto, 2016

Psicoterapia para ratos deprimidos

CHICAGO – Emitido pela Northwestern University, o comunicado Psychotherapy for depressed rats shows genes aren’t destiny (Psicoterapia para ratos deprimidos mostra que genes não são destino) começa assim dizendo:
Os genes não são o único fator que determina se uma pessoa vai sofrer de depressão. O ambiente é também um fator importante e, quando estimulado, pode substituir a natureza.
Quando ratos geneticamente criados para a depressão receberam o equivalente a uma "psicoterapia de rato", seu comportamento depressivo foi aliviado. E, depois da terapia, estes ratos passaram a apresentar alguns dos seus biomarcadores no sangue para a depressão alterados para níveis não-deprimidos.
"O ambiente pode modificar uma predisposição genética para a depressão", disse Eva Redei, principal autora do estudo e professora de Psiquiatria e Ciências Comportamentais da Northwestern University Feinberg School of Medicine.
DESAFIO – Se você é um psiquiatra que, em uma base regular, vem atuando com êxito em psicoterapia para ratos, nós gostaríamos de ouvir detalhes de seus métodos e de sua tabela de honorários.

Kropotkin e a teoria evolutiva

Polêmica magnífica, sem vencido ou vencedor.
 Dois cérebros absolutamente brilhantes
Se perguntamos à natureza, "Quem são os mais aptos? São aqueles que se encontram continuamente envolvidos em guerra mútua, ou são aqueles que se sustentam mutualmente?, de imediato vemos que aqueles animais que adquirem hábitos de ajuda mútua são indubitavelmente mais aptos. Tem mais probabilidades de sobreviver e alcançar, em suas respectivas classes, o maior desenvolvimento da inteligência e organização corporal". Assim reconhece Piotr Kropotkin, em seu "Apoio Mútuo" (1907) a ideia central que compõe seu pensamento evolutivo. Que valor tem hoje em dia reconsiderar o pensamento evolutivo de Kropotkin? [...]
Kropotkin cresceu numa acomodada família da nobreza russa. No início não se mostrou interessado diretamente pelo estudo da natureza, e tampouco havia desenvolvido então seus ideais. Ambas as coisas ocorreram paralelamente quando foi nomeado secretário de Geografia Física da Sociedade Imperial e enviado à Sibéria. Isto ocorreu em 1870. Em 1871, ocorreu a Comuna de Paris, influenciando-o definitivamente em suas ideias, e a experiência siberiana. Segundo suas palavras, a Comuna lhe serviu para dar-se conta que o paradigma darwinista da luta de todos contra todos, simplesmente não era universal: "Kessler, Severtsov, Mensbir e Brandt, quatro zoólogos russos muito importantes, e também, Poliakov, um pouco menos conhecido, e por fim, seu servidor, sendo um simples viajante,enfrentamos a teoria de Darwin que superestima a luta dentro da mesma espécie. Aqui (na Sibéria) o que vemos é um campo de ajuda mútua, enquanto Darwin e Wallace veem somente a luta pela sobrevivência. Creio que tal fato pode ser explicado da seguinte maneira: os zoólogos russos investigaram enormes zonas continentais na zona de clima temperado, onde fica evidente, e com maior clareza, a luta da espécie contra as inclemências da natureza (clima muito frio, tormentas de neve, inundações etc.), enquanto Wallace e Darwin pesquisaram majoritariamente as costas de países tropicais onde as espécies são mais abundantes".[...]
Kropotkin em nenhum momento rechaçou que pudesse existir uma "luta pela sobrevivência" e uma "sobrevivência dos mais aptos". O que fez foi expandir a teoria da evolução até uma área ainda em desenvolvimento. O próprio Darwin, até o final de sua vida, foi incorporando mais modos de evolução ante a constatação de que a mera "luta pela sobrevivência" não podia dar conta de todos os fenômenos observados. Kropotkin se encarregou de melhorar a teoria evolutiva ao estabelecer a seguinte dicotomia:
I) Organismo contra organismo no caso de recursos limitados, o qual nos levaria à competição ("luta pela sobrevivência") e,
II) Organismo contra ambiente, no caso de ambientes rigorosos, o que levaria à cooperação.
Em palavras do próprio Kropotkin: "a sociabilidade é uma lei da natureza como é a luta mútua".
No entanto, atualmente estas duas formas de ver a biologia continuam em conflito. Os grupos que cooperam entre eles apresenta vantagens frente aos que não o fazem e prosperam melhor? É possível que a cooperação seja um motor da evolução como propunha Koropotkin ou tudo está submetido a uma natureza intrínsecamente egoísta? A brilhante, e recentemente falecida, bióloga descobridora da endosimbiose como processo vital na evolução, Lynn Margulis, tinha isso muito claro: "a vida é uma união simbiótica e cooperativa que permite triunfar aos que se associam".
https://www.diagonalperiodico.net/saberes/21225-kropotkin-y-la-teoria-evolutiva.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Piotr_Kropotkin
http://gazetarussa.com.br/arte/2014/01/13/principe_kropotkin_o_mais_importante_anarquista_russo_23639
(matéria enviada por Jaime Nogueira)

24 agosto, 2016

Entre o macro e o micro infinitos

O vídeo de uma viagem deslumbrante entre o Universo e o elemento básico da matéria com conexão em Louise.


(inexplicavelmente em formato vertical)

Com que idade entraremos no Paraíso?

Escusado será dizer que o Paraíso é o objetivo maior de todo crente. Todo muçulmano se esforça para viver nesta morada da eterna felicidade. O Paraíso, como descrito pelo Profeta (que a paz esteja com ele), é a felicidade infinita e a alegria inigualável por qualquer outra alegria. Nele, as pessoas veem as coisas nunca vistas, ouvem as coisas nunca ouvidas e pensam nas coisas nunca pensadas, já que a percepção humana não é nada em comparação com o poder de Alá.
Respondo a sua pergunta com a fatwa emitida pelo Sheikh Muhammad Saleh Al-Munnajid, um erudito muçulmano e proeminente conferencista da Arábia:
"O crente entrará no Paraíso, na forma mais perfeita e bela, que é a forma do Adão (que a paz esteja com ele), a quem Deus criou com própria mão e o aperfeiçoou fazendo-o mui bonito. Todo mundo que entra Paraíso o fará na forma de Adão."
Respondo-a também com o que foi narrado por Abu Hurayrah (que Alá esteja satisfeito com ele), que disse:
"Deus criou Adão com sessenta côvados de altura, e todo mundo que entra no Paraíso terá a forma de Adão com sessenta côvados de altura."
No que diz respeito à idade, todos entrarão no Paraíso com 33 anos de idade. Isto foi narrado por Mu`adh ibn Jabal (que Alá esteja satisfeito com ele), e classificado como sahih (fé) por al-Albani , o que o Profeta (que a paz esteja com ele) afirmou:
"O povo do Paraíso entrará no Paraíso sem pelos, sem barba e com os olhos ungidos com Kohl, aos 33 anos de idade."
Deus Todo-Poderoso sabe melhor.
http://onislam.orkiservers.com/english/ask-the-scholar/muslim-creed/the-unseen/169610-how-old-will-we-be-in-paradise.html

Fernando Gurgel disse...
O pior dessa história é que "A felicidade, o conforto, a alegria e a sorte" fica pra depois da vida, conforme o desejo de Alá e como diria Tom Zé (que esteja no conforto e na paz de Alá):
"Pecado, rifa e revista
O pobre paga é à vista
A felicidade, o conforto, a alegria e a sorte
Vendeu fiado pra Deus
Vai receber depois da morte".
https://www.youtube.com/watch?v=178_qo4g--w

23 agosto, 2016

O quarto tipo de medalha olímpica

Apesar de as medalhas de ouro, prata e bronze representarem toda a glória, ainda há mais um tipo de premiação olímpica: a medalha Pierre de Coubertin, que é dada a atletas que resumem o espírito esportivo dos Jogos Olímpicos. Ao contrário das medalhas desportivas, a medalha de Coubertin não é concedida em cada ciclo dos Jogos - ela só é entregue quando o Comitê Olímpico Internacional (COI) reconhece que alguém realmente merece recebê-la.
Aqui estão os nomes de cinco de seus destinatários mais notáveis:
  1. Luz Long, 1936
  2. Eugenio Monti, 1964
  3. Lawrence Lemieux, 1988
  4. Vanderlei Cordeiro, 2004
  5. Shaul Ladany, 2007
Vanderlei Cordeiro de Lima e por que ele ganhou o prêmio
Nos Jogos de 2004, em Atenas, o corredor brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima (foto) liderava a maratona masculina. Quando lhe faltavam apenas quatro milhas para completar o percurso, algo então aconteceu: um padre irlandês saiu da multidão e deteve o atleta por sete segundos . Embora o atraso tenha sido curto, isso, pode ter prejudicado o desempenho do atleta logo em seguida. Ele perdeu o ouro por mais de um minuto e a prata por mais de 40 segundos, no entanto é difícil dizer como ele teria corrido suas últimas milhas se um estranho não lhe tivesse interrompido a concentração. O COI recusou-se a mudar o resultado da corrida, mas, além do bronze que ele ganhou, o corredor brasileiro foi agraciado com a medalha Pierre de Coubertin. Mesmo agora, mais de uma década depois, o reconhecimento continua: Vanderlei foi escolhido para acender a pira olímpica no Rio, este ano.

Fonte: mentalfloss.com

O primeiro casamento num balão

O primeiro casamento celebrado em um balão foi realizado em 19 de outubro de 1874, entre Mary Elizabeth Walsh e Charles M. Colton, dois artistas do Barnum's Roman Hippodrome, em Cincinnati. Ohio. Cinquenta mil pessoas assistiram ao balão, enfeitado com bandeiras e flores, encher-se de gás e elevar-se a uma milha acima do Lincoln Park, onde o ministro religioso Howard Jeffries realizou a cerimônia.

www.sideshowworld.com

22 agosto, 2016

Predadores do ponto de luz

O cão. [1]
O gato. [2]
Aparentemente, tudo que é bicho caça o ponto de luz de uma caneta laser.


A loteria do código postal

Loteria: imposto voluntário para aqueles que não sabem matemática.
(Este conceito de loteria é uma pérola da sabedoria.)

Imagine você participar de uma loteria em que o seu número é o mesmo de todos seus vizinhos.
É como funciona a Nationale Postcode Loterij, uma loteria de caráter não lucrativo com sede na Holanda. Metade do dinheiro por ela arrecado destina-se a ajudar 92 instituições de caridade no mundo.
Semanalmente, a Loterij sorteia um código de endereçamento postal. Se o pessoal da sua rua ou do seu bairro ganhou, você também ganhou.
Ou não, se tiver esquecido de pagar o bilhete.

Dinheiro fácil | O azarado sortudo | El Gordo

21 agosto, 2016

Rio 2016. Medalhas e legado

Durante 17 dias, o Google celebrou as Olimpíadas de 2016 com um jogo curioso chamado Doodle Fruit Games. Nesse jogo, frutas como morango, melancia, coco, limão, abacaxi, laranja, uva e banana viraram atletas em uma competição virtual que teve como cenários as arenas, ruas e estações de metrô do Rio de Janeiro.


Medalhas e legado
O Brasil é hoje a segunda potência olímpica das Américas, à frente do Canadá e de Cuba. Organizou uma Olimpíada digna dos maiores elogios, no Rio de Janeiro,em que nossos atletas conquistaram 7 medalhas de ouro, 6 de prata e 6 de bronze, sendo este o melhor desempenho do País em todas as Olimpíadas.
Em 2008, o então presidente Lula (responsável por trazer as Olimpíadas para o Brasil, não esqueçamos disso, nesses momentos de entorpecimento político), criou o Programa Atletas de Alto Rendimento, colocando-o sob a coordenação dos Ministérios da Defesa e do Esporte. Além deste programa, os atletas de ponta passaram a ser beneficiários do Programa Bolsa Atleta Pódio, criado por Dilma em 2011.
Foram também construídas e equipadas, ao longo dos últimos anos, todas as instalações necessárias às competições da Rio 2016, nas regiões da Barra, Deodoro, Copacabana e Maracanã, além do Museu do Amanhã (inaugurado em dezembro de 2015 e um dos símbolos da revitalização da zona portuária da cidade), centros e hotel de mídia e de uma Vila Olímpica para hospedar atletas e delegações de mais de 200 países.
"A cidade vai ter um grande legado. O transporte público, por exemplo, ganhou grande avanço com os Jogos aqui. Antes, 18 por cento da população tinha acesso a transporte público de boa qualidade. Agora, com os Jogos, são 63 por cento. Isso é muita coisa em sete anos para uma metrópole como o Rio." – Thomas Bach, presidente do COI

22/08/2016 - Laerte vê o encerramento dos Jogos

Como criar um eunuco: o procedimento

Um eunuco na antiga China era um homem castrado, geralmente na infância (para ter consequências hormonais) a fim de torná-lo um servo confiável a uma corte real,
Muitos eunucos vinham de famílias pobres que não podiam pagar suas dívidas. Por esta razão, elas entregavam um dos filhos em um tribunal para um representante da realeza.
Na China, a castração incluía a remoção do pênis com os testículos. Ambos os órgãos eram cortados com uma faca, ao mesmo tempo.
Antes de realizar a operação, o cirurgião dirigia algumas perguntas e afirmações ao candidato: "Você está disposto a ser purificado?", "É tarde demais para recuar!", "Você vai morrer sem filhos". Se o candidato a eunuco apresentasse qualquer hesitação, o cirurgião suspendia imediatamente a operação. Isto acontecia, obviamente, apenas no caso de voluntários.
A operação era realizada na primavera ou no início do verão, evitando-se as temperaturas quente e fria, as moscas, os mosquitos etc. E seguia-se uma rotina complexa para evitar infecções.
A faca era desinfectada com o fogo e a ferida cirúrgica, pela aplicação local de um caldo de pimenta. Após a cirurgia, o novo eunuco não tinham permissão para beber água (durante três dias) nem para usar roupas (durante 30 dias). E a recuperação só era considerada completa depois de 100 dias.
Uma forma alternativa à cirurgia era pelo serviço prestado por "babás". Quando um pai decidia que o filho ia ser eunuco, ele contratava uma "babá" especial para cuidar da criança. Uma empregada que, três vezes ao dia, realizava compressões nos testículos da criança. Essas compressões, que  iam sendo progressivamente mais fortes, causavam o atrofiamento dos órgão genitais. E, com o decorrer do tempo, as características femininas passavam a predominar na criança.
O acesso físico a um governante podia  fazer do eunuco um pessoas influente na antiga China.

Grato a Jaime Nogueira por me trazer à atenção o assunto (http://china-underground.com/2014/01/20/how-to-create-a-eunuch-the-procedure/).

HARÉNS. O que saber antes de ter um

A Grande Muralha de Sterling

O melhor bloqueador de vôlei do mundo!



VOLTAMOS À NOSSA COBERTURA DO CAMPEONATO DE VÔLEI MASCULINO DA NCAA, ENTRE YALE E CAROLINA DO NORTE. PARA VOCÊ QUE LIGOU A TV AGORA, ESTA NOITE TEM SIDO UMA MONTANHA RUSSA DE EMOÇÕES. A PARTIDA ESTÁ EMPATADA DOIS SETS A DOIS. QUEM VENCER ESSE ÚLTIMO SET VAI SER O CAMPEÃO NACIONAL. CAROLINA DO NORTE LIDERANDO POR UM PONTO. YALE E SEU CAPITÃO SCOTT STERLING- EU AMO ESSE CARA! NÃO TEM QUEM NÃO AME. ELE TEM QUE SEGURÁ-LOS DE QUALQUER JEITO SENÃO JÁ ERA! PONTO DECISIVO PRO TAR HEELS. JONES SE PREPARA PRA O QUE PODE SER O ÚLTIMO SAQUE DE SUA CARREIRA UNIVERSITÁRIA. E LÁ VAMOS NÓS! QUE SAQUE ESPETACULAR! ELES AJEITAM, AÍ VEM O ATAQUE. YALE TEM QUE PARAR ESSA BOLA OU... AH, SCOTT STERLING BLOQUEIA A BOLA COM A CARA! E YALE EMPATA! INACREDITÁVEL! PREPAREM-SE, SENHORAS E SENHORES, PORQUE A CARA DE SCOTT STERLING ENTROU NO GINÁSIO. DÁ SÓ UMA OLHADA NESSE REPLAY. O ÂNGULO COM QUE O STERLING FEZ ESSA DEFESA CRANIANA É PURA PERFEIÇÃO! É COMO ASSISTIR O DA VINCI PINTAR COM A CARA. YALE AGORA SE ESFORÇA PRA TOMAR A LIDERANÇA. E CAROLINA PLANEJANDO UMA DEFESA DEVASTADORA E LÁ VAI... OH! OUTRA DEFESA INCRÍVEL DE STERLING! E A CAROLINA DO NORTE NÃO PERDE TEMPO... NOSSA SENHORA! OH! PONTO DO STERLING! BEM-VINDOS À BATALHA PESO-PESADO ENTRE A CARA DO STERLING E O RESTO DO MUNDO! PARECE QUE ELE TÁ ORANDO. É A EXPRESSÃO TRANQUILA DE ALGUÉM COM TRAUMATISMO CRANIANO. NÓS ESTAMOS TESTEMUNHANDO. TESTIFICO! VAMOS TODOS NOS BANQUETEAR COM O DOCE NÉCTAR DO REPLAY. QUE SHOW DE DEFESA, ELE SE SACRIFICA COMPLETAMENTE. A BOLA PASSA DIRETO PELO BLOQUEIO E ATINGE EM CHEIO A CARA DE STERLING, VOLTA PRA REDE E DAÍ DIRETO PRA CARA DE STERLING DE NOVO COMO UM POMBO-CORREIO OBESO! DEPOIS DESTA PARTIDA, O CARA VAI EMBORA SABENDO QUE DEU TUDO DE SI, SE É QUE ELE VAI SAIR DAQUI. A TORCIDA ESTÁ TODA DE PÉ. ASSIM COMO O ATLAS NA MITOLOGIA GREGA SEGUROU O PESO DO MUNDO NAS COSTAS, SCOTT STERLING ESTÁ SEGURANDO SEU TIME NA CARA. YALE VOLTOU DAS CINZAS E VAI TENTAR ESCREVER ESSA PARTIDA NA HISTÓRIA. PONTO DECISIVO PRA YALE! SERÁ QUE A CAROLINA VAI CONSEGUIR MARCAR? STERLING... REBOTE DE STERLING! FOI ISSO MESMO QUE EU VI? AÍ VEM O CORTE DIRETO PRO NOSSO HOMEM. O MITO! A LENDA! SEU TIME O AJUDA A LEVANTAR. NÃO! ELES O ERGUEM AOS CÉUS. [GRITANDO] ELE CONSEGUIU! CONSEGUIU! SCOTT STERLING, ELE CAIU DO CÉU COMO UM ANJO DEFENSOR! UM ANJO COM O ROSTO DO CAPETA! OLHA ESSE REPLAY! UM MAIS UM. COMO DOIS E DOIS! AS TRÊS COROAS! DETALHES! OS TORCEDORES INVADEM A QUADRA, AS PESSOAS CHORAM. LÁGRIMAS DE FELICIDADE. OS TUÍTES ESTÃO TUITANDO. HASHTAG #SCOTTSTERLING. OS HOSPITAIS ESTÃO SE PREPARANDO PRA CHEGADA DA LENDA EM PESSOA. A OITAVA MARAVILHA DO MUNDO. A GRANDE MURALHA DE STERLING. VOU TE DIZER UMA COISA, QUANDO O ARMAGEDOM CHEGAR EU QUERO ESTAR EM UM ESCONDERIJO FEITO COM A CARA DESSE HOMEM. ATÉ A PRÓXIMA, BOA NOITE, PESSOAL.

Veja Scott Sterling em Um final mítico!

20 agosto, 2016

Falsiane



http://jornalggn.com.br/noticia/as-minas-fake

O vestido zíper

Sebastian Errazuriz chama o seu trabalho de forma apropriada: vestido zíper. Foi feito de tiras de tecido unidas com 120 fechos de correr.


O vestido é ajustável para várias configurações. Basta adicionar ou subtrair as tiras com zíper, de acordo com a necessidade.


Até agora, há apenas um vestido zíper. Mas Errazuriz diz que poderá produzi-lo em massa.

Outras postagens sobre o fecho constituído de dois cadarços com dentes que se encaixam por ação de um cursor:
Como surgiu o zíper | Como funciona... | O zíper | Braguilhas

19 agosto, 2016

O robozinho


– Leve-me ao líder.
– Todos aqui somos líderes.

Vídeo educativo
O que acontece ao robozinho que ignora os avisos de um recall de parafusos.

A sombra de Golias

Cientistas de elite podem retardar o curso do progresso científico
Max Planck - o físico ganhador do Prêmio Nobel que foi pioneiro na teoria quântica - uma vez disse o seguinte sobre o progresso científico:
Uma nova verdade científica não triunfa convencendo seus oponentes e fazendo-os ver a luz, mas sim porque seus adversários acabam por morrer, e cresce uma nova geração que está familiarizada com ela. O que significa dizer que as novas ideias muitas vezes só prevalecem quando os cientistas mais velhos morrem.
Recentemente, pesquisadores do National Bureau of Economic Research (NBER) divulgaram um documento de trabalho - intitulado "Será que a ciência avança em uma hora de funeral?" - que coloca o princípio de Planck em teste.
Pesquisando as citações na base de dados da PubMed, eles encontraram evidências de que, quando um proeminente pesquisador em um subcampo acadêmico de repente morre, segue-se um período de novas idéias e inovações.
Aqui está o padrão:
Após a morte inesperada de um cientista de elite, seus colaboradores frequentes - os jovens investigadores que escreveram artigos com eles - de repente sofrem uma queda na publicação. A morte de um cientista de elite tem um impacto negativo e aparentemente permanente sobre a produtividade de seus co-autores, relata o estudo. Eles publicaram menos, enquanto outsiders ocuparam o vazio.
Portanto, existe um aumento acentuado de trabalhos publicados por recém-chegados ao campo que possuem menos dívidas com os luminares mortos. Os novos artigos representam contribuições substanciais, pelo menos quando medida pelo impacto de citação de longo prazo.
O fenômeno sugere que existe um efeito de "sombra de Golias". As pessoas ou são impedidos ou têm medo de desafiar um pensador líder em seu campo.
Tudo isso é um exemplo de como o progresso da ciência é influenciado pelo comportamento humano. Vemos isso de muitas maneiras. Cientistas mentem sobre resultados. Ou eles intuem a partir de falhas. A ciência é tão obcecada com as recompensas de resolver os problemas complicados que esquece os mais simples. O campo é esmagadoramente tendencioso para os machos (experimentos mostram que um "John" recebe mais elogios do que uma "Jennifer" com currículos idênticos).
Vale a pena lembrar:
A ciência pode ser uma atividade nobre baseada na lógica fria e na observação racional; mas os seres humanos são animais alimentados por emoções e preconceitos. Como os pesquisadores do NBER concluem: "As posturas idiossincráticas de cientistas individuais podem fazer muito para alterar, ou pelo menos retardar, o curso do progresso científico."

Onde ler este artigo na íntegra: Study: Elite scientists can hold back science, Vox.

18 agosto, 2016

A Pira Olímpica em Niterói

Jaime Nogueira me enviou por i-1/2 uma cópia desta fotografia da Pira Olímpica em Niterói.


Uma imagem épica que, para adequá-la a esta nota, eu tive de cortar muito céu e mar. Mas repare que a cena continua majestosa.
Jaime,
Minhas recordações da cidade de Niterói são escassas e remontam ao início da década de 1970. Mas desconfio que os componentes principais desta pira acesa são: 1) o Museu de Arte Contemporânea (que resultou de um projeto do grande Oscar Niemeyer) e 2) a Carruagem de Apolo.
É uma bela homenagem a esta Olimpíada.

O Brasil sabe organizar grandes eventos
  • Jogos Pan-Americanos (2007)
  • Rock in Rio (2011, 2013 e 2015)
  • Jornada Mundial da Juventude (2013)
  • Copa das Confederações (2013)
  • Copa Mundial de Futebol (2014)
  • Jogos Olímpicos e Paralímpicos (2016)
Além de, anualmente: Carnaval (Rio, São Paulo, Salvador, Recife, Olinda...), micaretas, Réveillon, viradas culturais, festas juninas (Campina Grande, Caruaru...) e do peão de Barretos, festivais literários (Paraty), folclóricos (Boi de Parintins), humorísticos (Fortaleza) e musicais (de Inverno Campos do Jordão), Círio de Nazaré, romarias, cavalhadas (Pirenópolis), campeonatos esportivos etc.

Carl Sagan: sobre Extraterrestes

Este vídeo é a transcrição de uma entrevista de Carl Sagan para uma estação de rádio. A entrevista foi gravada em 4 de outubro de 1985, e só recentemente descoberta em um arquivo. Tornou-se possível esta transcrição para vídeo, graças aos esforços de Seth MacFarlane, criador da Family Guy e fã ardoroso do cientista, que adquiriu para divulgação grande parte do acervo de Sagan em poder da respectiva viúva.


Clique no ícone apropriado para ver as legendas em espanhol

O vídeo integra a série "Famous Names, Lost Interviews", do site Blank on Blank, onde o texto da transcrição animada pode ser lido.

17 agosto, 2016

Como os computadores são feitos

A Escola Sem Partido

por PAULO GURGEL
A Escola Sem Partido é um projeto defendido por pensadores brasileiros de escol, como o assessor especial para assuntos ejaculatórios do Ministério da Educação, o Alexandre Frota, e o patrocinado grupo Revoltados Online.
Este novo modelo de ensino tem a finalidade de evitar que os professores comam os cérebros das criancinhas.
Para isso, é preciso que algumas palavras e expressões de forte carga ideológica sejam desde já substituídas no vocabulário escolar por outras mais amenas.
Exemplos:
  • Golpe de 64: por Troca de Guarda Civil-Militar
  • Escravidão no Brasil: por Trabalho Compulsório e Gratuito de Africanos e seus Descendentes em Solo Brasileiro
  • Tortura: por Obtenção de Confissões de Insurgentes mediante Ações de Desconforto Corporal
  • Delação Premiada: por Depoimento Absolvitório com Emulação
  • Voto Feminino: por Opção das Vadias no Processo Eleitoral
Assim por diante. Até chegarmos à inominável palavra onde o problema todo começou: "presidenta". Foi uma afronta deixarmos que esta palavra tomasse, mesmo que fosse por um simples lustro, o lugar de um substantivo comum de dois gêneros que, de Deodoro a Temer, esteve prestigiando (com seu "e" final) o ato de diplomação dos supostamente grandes Catões da República.
"Presidenta", apesar de constar do VOLP, o "Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa", e dos dicionários do Aurélio e do Houaiss, do Michaelis e até mesmo do "Novo Dicionário da Língua Portuguesa" (de 1899, redigido em harmonia com os modernos princípios da ciência da linguagem etc), de autoria do filólogo português Cândido de Figueiredo, e de ter sido também utilizada por Machado de Assis, Érico Veríssimo e Carlos Drummond de Andrade, em alguns textos autorais, esta palavra foi firmemente repudiada por aquela que se diz "amante da língua portuguesa", a ministra Cármen Lúcia. A futura presidente do STF já declarou que é assim que deseja ser tratada enquanto estiver na presidência da egrégia Corte.
Judex dixit, e isto origina vínculo.
Ascendam os presidentes ao Poder por voto popular, renúncia ou morte do titular, quartelada, conchavo ou golpe paraguaio (o caso brasileiro), tanto faz: é "presidente" para todos.
Também aceito (para mostrar que não sou intransigente) a impronunciável forma "presidentx", que foi uma sugestão do Gregório Duvivier, do Porta dos Fundos.

16 agosto, 2016

Quer casar comigo?




Veja no Buzzfeed os esforços de 16 pessoas em suas propostas de casamento.
Assim distribuídas:
– 15 por meio de pizzas
– 1 com sorvete

Funiculi, funiculà | Nem todos odeiam o Power Point | Eu me amo | Pedidos de casamento 1 e 2

O comércio das armas de fogo nos EUA

Nos Estados Unidos a discussão sobre armas de fogo continua com força total.
A preocupação é com o aumento do comércio de armas sempre que acontece um massacre, como o de San Bernardino, na Califórnia, há 8 meses.
A história norte-americana explica porque é tão natural ter uma arma nos EUA. Está na Constituição do país, há mais de 200 anos, o direito de cada cidadão ter e portar armas. E, cada vez que uma tragédia com armas de fogo acontece nos EUA, é assim que eles reagem: armando-se ainda mais.
Em 2009, um militar matou 13 pessoas na base de Fort Hood, no Texas. Logo depois, a venda de armas cresceu em 15 por cento.
Em 2012, um homem saiu atirando no interior de uma sala de cinema no Colorado e matou 12 pessoas. O comércio de armas teve um aumento de 17 por cento.
No mesmo ano, em Connecticut, um rapaz entrou na escola Sandy Hook e matou 26 pessoas, a maioria crianças. Na sequência, o comércio de armas teve um pico de aumento de 39 por cento.
Por fim, depois do massacre de 14 pessoas em San Bernardino, o aquecimento no comércio de armas tornou a se repetir.
O lobby do setor quer que as pessoas acreditem que ter e portar mais armas é a solução.

15 agosto, 2016

Sardas




Há quem as chame de "beijinhos de anjo".
Não costumam ser tão grandes assim. Esses dois aí devem ter-se descuidado do uso dos protetores solares.

No Acta
852 - Por que existem as sardas

A aranha que inspirou Bruce

Lembram-se da história da aranha no relógio?
A história tem todos os elementos de uma fábula clássica. A aranha servindo como uma metáfora para a luta universal contra o tempo e a adversidade. Apesar de sofrer constante derrota, ela não esmorecia e continuava (fiando e porfiando) tentando construir a teia (a aranha vive do que tece, apud Gilberto Gil), sem se importar com as dificuldades insuperáveis.
A prisão da aranha no relógio apenas acrescentava um toque moderno à fábula, atualizando-a para a década de 1930.
Na época da saga do aracnídeo, alguns escreveram sobre a semelhança entre a aranha no relógio e a aranha que, certa vez, inspirou o rei escocês Robert the Bruce (gravura).
A "Lenda de Bruce e a  Aranha" (com a aranha colocada em primeiro lugar na edição de Sir Walter Scott, em 1828) conta que, durante uma fuga, o rei escocês escondeu-se em uma caverna escura onde passava o tempo assistindo a uma aranha que construía uma teia.
Inspirado pelo esforço incessante de aranha, Bruce fortaleceu o espírito para derrotar os ingleses na Batalha de Bannockburn.

14 agosto, 2016

Para falar "oi" no Rio


Para os turistas que visitam a Cidade Maravilhosa durante a Olimpíada Rio 2016, o Google preparou umas dicas de comportamento. Como esta, ao lado (uma mensagem em inglês/português), que o Blue Bus fotografou em um múpi do metrô da cidade.
O Google ensina e traduz.

MUPI, marca .registrada francesa, de Mobilier Urbain Pour l'Information (mobiliário urbano para a informação).
múpi,substantivo masculino, Painel urbano vertical, mais alto do que largo e menor do que um outdoor, destinado a conter mapas, informações ou publicidade.
In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], consultado em 14-08-2016.

O melhor dos pais

E este é o seu dia.
Se você não possui um OCULUS ou outro dispositivo de realidade virtual, não se avexe. Você ainda pode fazer isto por seu filho:



O que há para ver no 2º domingo de agosto
Quando é o Dia dos Pais? | Dia dos Pais - o passado do presente | Paizão

13 agosto, 2016

O personagem M

M é um personagem fictício da série James Bond, de Ian Fleming. É o chefe do Serviço Secreto de Inteligência, também conhecido como MI6. Para criar este personagem, Fleming baseou-se em várias pessoas que comandaram seções da Inteligência britânica.
Nos 12 romances em que o personagem M aparece, segundo Kingsley Amis, em seu "James Bond Dossier" (1965), ele é descrito por Fleming como:
  • abrupto, com raiva (3 vezes)
  • brutal, frio (7 vezes)
  • lacônico, seco (5 vezes)
  • gelado (2 vezes)
  • áspero (7 vezes)
  • rígido (3 vezes)
  • impaciente (7 vezes)
  • irritável (2 vezes)
  • temperamental, grave, agudo (2 vezes)
  • curto (4 vezes)
  • azedo (2 vezes)

Amis calcula que isso dá um índice de irascibilidade um pouco menos de 4,6 por livro.
O romancista baseou o caráter de M principalmente no estilo do contra-almirante John Godfrey (foto), que era superior de Fleming na Divisão de Inteligência Naval, durante a Segunda Guerra Mundial.
Após a morte de Fleming, Godfrey reclamou:
"Ele me transformou em um personagem desagradável, M."

Fontes
Boss Issues, Futility Closet
M (James Bond), Wikipedia

A impressionante disputa de um ponto no tênis de mesa

Foi um dos mais impressionantes pontos já vistos no tênis de mesa, segundo a Federação Internacional deste esporte.
Os jogadores Xu Xin e Zhu Linfeng protagonizam uma disputa de 35 segundos e 41 lances durante uma partida da Super Liga da China.
Xu, número dois do mundo, e Zhu, ambos canhotos, conseguiram rebater a bola de ângulos impensáveis. O DIA DOS CANHOTOS, COMENTADO
A partida terminou com a vitória do favorito Xu Xin.



Tênis de porta |  O interesse dos gatos pelo pingue-pongue |  Um robô mesa-tenista |  Um pingue-pongue de rua