17 fevereiro, 2018

Figuras ocultas em cédulas

ISTO É O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ AUMENTA O CONTRASTE NA CÉDULA DE UM DÓLAR:


Ver também: Mensagens ocultas em cédulas e Lincoln triste, Lincoln alegre.

O Príncipe de Nenhum Lugar

Em 1821, o aventureiro escocês Gregor MacGregor (Edimburgo, 1786 - Caracas, 1845) empreendeu um dos golpes mais absurdos da história: inventou um país ficcional na América Central e convenceu centenas de seus compatriotas a investir em seu desenvolvimento. Pior, ele persuadiu 250 pessoas a navegarem para essa utopia com os sonhos de começarem uma vida nova.
Ele inventou Poyais, uma monarquia latino-americana com instituições sólidas, economia moderna, um exército respeitável e grandes recursos naturais.

Um dólar do Banco de Poyais
MacGregor trocou essas notas sem valor pelo ouro dos colonos que partiram para colonizar um país inexistente.

16 fevereiro, 2018

Escala de Rigidez da Ereção

Não saia a leitora assanhada batendo palmas por aí: estas escalas visuais não são facilmente encontradas. Ou, se são encontradas, em geral apresentam-se em uma escala muito reduzida. Se por discrição ou por economia de tinta e papel de quem a encomenda, não sei bem.
Louve-se, portanto, a iniciativa do Ciesma que não se deixou abater pela gravidade da situação. O Centro de Informações e Estudos de Sexualidade Humana de Maringá publicou, para encher os olhos de todos, uma Escala de Rigidez de Ereção (ERE) que é um primor de visualização. Médicos urologistas e pacientes certamente a aprovarão.
Na dificuldade de se obter um exemplar impresso, recomendo aos interessados que usem a EFP, a Escala da Família Pinto. É a que está disponível no Álbum dos Pintos. Se por um lado, esta escala é mais completa do que a ERE, por outro, a EFP tem um aspecto regressivo com relação ao fator idade.

https://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/escala-mede-rigidez-do-penis-658922.html
https://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/escala-de-rigidez-de-erecao-ere-658923.html
http://www.yrfa.com.br/site/loja/ciesma/grau-de-erecao-29

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa

Estamos perante um belo exemplo da criatividade linguística.
Esta frase é constituída apenas pelas seguintes palavras: uma, artigo indefinido; outra, pronome adjunto indefinido; é, forma do verbo ser, copulativo e de significação indefinida; e coisa, de significação imprecisa e subentendendo tudo o que quisermos.
E foi apenas com estes elementos que surgiu uma frase que sintetiza um axioma da lógica popular.
Louro Tavares, a quem recorri para a elaboração deste verbete, finaliza este conceito com a seguinte restrição:
"Como, possivelmente, esta expressão (uma coisa) surgiu na linguagem oral, não será fácil conhecermos a sua origem, salvo se a encontrarmos em algum documento antigo (outra coisa)".
Os grifos são meus, o que não é pouco.



Histórico do DBF
05/10/2007 - "Bebel que a cidade comeu" e "Deite-se na cama e crie fama" AQUI
13/03/2014 - "Imagine se pega no olho?" AQUI
18/02/2015 - "Impitimam é meuzovo" AQUI
02/02/2016 - "Vá correndo fazendo vento" AQUI
09/07/2016 - "Boas cercas,bons vizinhos" AQUI
08/11/2016 - "Besta elevada ao quadrado" AQUI
25/01/2017 - "Não sou má, é que me desenharam assim" AQUI
16/03/2017 - "Chore um rio por mim" AQUI
18/06/2017 - "Vá direto ao assunto" AQUI
15/12/2017 - "Botar suspensório em cobra" AQUI

15 fevereiro, 2018

Três caroços



O homem para ser homem
deve ser de "treis caroço":
um d'uma banda, outro d'outra,
outro no meio do pescoço.

http://memoria.bn.br

A origem da palavra microscópio

Do grego mikros, pequeno e skopein, ver.
Esta palavra foi cunhada por Johannes Faber, de Bamberg, Alemanha, em 1625, e sugerida sua utilização em uma carta que ele enviou a Frederico Cesi, fundador da Accademia Nazionale dei Lincei.
Com sede em Roma, esta academia é uma das sociedades científicas mais antigas do mundo e tomou seu nome de um animal reputado pela agudeza visual.
Tudo a ver, portanto.

Pensamento: Evitai de vos observar ao microscópio. Bons olhos, sem vidros, voltados para o que vos cerca é quanto basta. - Joaquim Nabuco

O microscópio a olho nu

14 fevereiro, 2018

As vacas sentem inveja?


Inveja, esse desejo irrefreável de possuir o que é de outrem. Mas é preciso saber se a moça aí tem cacife para ganhar a parada.

Nara Leão - Marcha da quarta-feira de cinzas

Carlos Lyra - Vinicius de Moraes



Por que quarta-feira de cinzas tem este nome?
Devido à tradicional missa de cinzas celebrada pela Igreja Católica no 1º dia da Quaresma.

Tons da quarta-feira de cinzas
"Que importa restarem cinzas se a chama foi bela e alta?" Quintana
- Quase morri, sabia?
- Eu sei. Toda vez que você quase morre, eu quase morro também. Clary e Jace – Cidade das Cinzas
Tem ex que ressurge das cinzas e nem fênix é.
"Você tem que arder em sua própria chama: como se renovar sem primeiro se tornar cinzas?" (Nietzsche)
A quarta-feira é de cinzas porque todo mundo queimou o filme.
É para lembrar que você torrou todo o seu dinheiro no carnaval.
Ô quarta-feira ingrata...
O Bacalhau do Batata segue outro fuso horário. PGCS


Quarta-feira de cinzas com algumas reflexões sobre o Carnaval.
http://blogdopg.blogspot.com.br/2007/02/quarta-feira-de-cinzas.html

13 fevereiro, 2018

Provérbios árabes

Os cães ladram e a caravana passa.
Quem não te conhece, que te compre.
Um presente? Não me atormente.
Defeito que agrada o sultão, vira virtude.
Quem ocupa o poder tem a metade das pessoas contra si. Isto, se ele for justo.
Todo homem é mais parecido com sua época do que com seu pai.
Por causa da rosa, a erva daninha acaba sendo regada.
Come verdes os teus frutos, antes que o ladrão os roube maduros.
Queres destruir a mesquita para erguer um minarete?
Com a mentira se consegue o almoço, mas não o jantar.

E mais estes (leia-os da direita para a esquerda) que são também muito bons:


- Teu moinho gira para a direita ou para a esquerda?
- Sei lá, o importante é que ele me dá farinha!

O Grupo dos Cinco

Formado por Anita Malfatti, Tarsila do Amaral (pintoras), Menotti Del Picchia, Oswald de Andrade e Mário de Andrade (escritores), o Grupo dos Cinco foi responsável, junto com outros artistas, pelo referencial ideológico e artístico da Semana de Arte Moderna de 1922, realizada no Teatro Municipal de São Paulo.

Reprodução fotográfica de Rômulo Fialdini

Ficha Técnica
Data de criação: 1922
Autor: Anita Malfatti
Técnica: tinta de caneta e lápis de cor sobre papel
Local de assinatura: c.i.d.
Dimensões: 26.50 x 36.50 cm
Acervo: Coleção de Artes Visuais do Instituto de Estudos Brasileiros - USP (São Paulo, SP)
O Grupo dos Cinco. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra1397/o-grupo-dos-cinco. Acesso em: 13 de Fev. 2018. Verbete da Enciclopédia.
ISBN: 978-85-7979-060-7

12 fevereiro, 2018

Canhão de confetes

O Iberê, do Manual do Mundo, ensina como fazer um canhão de confetes. O canhão, que é caseiro, tem sua vantagem (1) e sua desvantagem (2) com relação a outros modelos existentes no mercado.
(1) pode ser recarregado
(2) levanta a suspeita de que o portador seja terrorista


Pegou a mania do Aruan: "Vou cortar para ver o que tem dentro."

Como também fazer:
 confetes
 uma torre de confetes

O padroeiro dos assassinos

A quantidade máxima de seriedade admite a quantidade máxima de comédia. Somente se estivermos seguros em nossas crenças, podemos ver o lado cômico do universo. ~ Flannery O'Connor
Há santo para tudo, até assassinos (embora a nossa fonte diga "assassinos arrependidos"). São Julião Hospitaleiro é o santo padroeiro de palhaços e trabalhadores de circo, barqueiros, violinistas, malabaristas, caçadores, peregrinos, pessoas sem filhos e assassinos.
Como ele obteve a última designação é uma história que pode fazer você lembrar-se da história de Édipo Rei. Julião teve uma maldição que dizia que ele mataria seus pais. Para evitar esse destino, ele se afastou de casa e caminhou por 50 dias. Ele, obviamente, não leu a peça de Sófocles, porque esse foi seu primeiro erro. Então, ele se acomodou e se casou com uma viúva rica.
Durante todo esse tempo, no entanto, seus pais o haviam procurado diligentemente e seus esforços foram finalmente recompensados ​​quando encontraram o castelo do filho. Infelizmente, Julião estava em uma caçada, mas sua esposa os recebeu com grande alegria. Na verdade, ela estava tão satisfeita em ver seus sogros pela primeira vez que os honrou instalando-os no quarto principal do castelo.
Voltando para casa muito mais tarde, Julião descobriu o casal em sua própria cama e concluiu que seria sua esposa com outro homem. Furioso, ele os matou, assim cumprindo a profecia. Quando sua esposa, que tinha estado na igreja, informou-o de seu trágico erro, Juliçao ficou desanimado e desesperado quanto à salvação.

Crédito da imagem: Neatorama
No entanto, de acordo com uma versão medieval da história, sua esposa ofereceu um incentivo inflexível. "Bem, eu sei que Deus é tão misericordioso e tão amoroso", disse ela, "que se o servirmos por todas as nossas vidas, sem raiva e sem inveja, certamente que ele nos concederá a sua misericórdia."
O casal passou o resto de suas vidas tentando compensar os assassinatos e se tornou conhecido pela hospitalidade e ajuda aos viajantes. Você pode ler a história de São Julião Hospitaleiro na Catholic Exchange.

(http://www.catolicismoromano.com.br/content/view/1430/28)/

11 fevereiro, 2018

O carro voador de Elon

Décadas atrás, o negócio de lançar coisas além da órbita da Terra cabia exclusivamente aos governos. Quando essas coisas não eram um hardware robótico ou instrumentos científicos, as pessoas responsáveis pelo evento se preparavam com certa seriedade para o que diriam aos remetentes, assim como para o que tudo aquilo significava. Afinal, não estariam a falar apenas para uma nação espacial, mas para toda a espécie humana.
Na década de 1970, um pequeno grupo de pessoas lideradas pelo astrofísico Carl Sagan passou semanas deliberando sobre o conteúdo de uma mensagem que seria enviada ao cosmos, a bordo da nave espacial Voyager, em sua longa jornada pelo sistema solar. Eles escolheram uma série de sons, vozes e imagens de vários cantos do planeta na tentativa de criar uma cápsula que poderia representar  por mais imperfeita que fosse  o mundo inteiro. E, então, eles a lançaram ao céu.
Away, o cartão postal da Terra foi para o espaço, passando pelo tempestuoso Júpiter, os delicados anéis de Saturno, além dos mármores azuis que são Urano e Netuno até os limites do sistema solar e mais além. Ad astra, como diz o ditado: às estrelas.
Isso foi antes. Hoje, as pessoas que decidem o que enviam pelo sistema solar nem sempre trabalham para a Nasa. Agora, é Elon Musk  e ele está rompendo com tradições.
Musk, o homem de negócios sul-africano, fundador e CEO da SpaceX e da Tesla Motors, escolheu como carga útil para o primeiro voo de seu novo foguete (um Falcon Heavy lançado do Cabo Canaveral, na última terça-feira), um conversível Tesla Roadster, cor de cereja, tendo como "condutor" do veículo o manequim Starman.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Perguntei sabendo...
Por que não fez algo pela classe pobre?
Elon Musk:
 Vou lançar uma bicicleta no espaço.

Dia da Mulher na Ciência

Da mensagem de Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO, em 11 de fevereiro de 2016:
A nova Agenda para o Desenvolvimento Sustentável de 2030 sublinha o poder da ciência como motor para a dignidade e os direitos humanos, a erradicação da pobreza e a proteção do planeta.Neste primeiro Dia Internacional das Mulheres na Ciência, a mensagem da UNESCO é clara - a nova Agenda não cumprirá a sua promessa sem investir no empoderamento das mulheres na ciência.Mais do que nunca hoje, o mundo precisa de ciência e ciência precisa de mulheres.

10 fevereiro, 2018

Sua opinião


EU PISEI NA MERDA!
O leitor (que nada tem a ver com o assunto) que me desculpe. Se interrompo a sua navegação na web com uma imagem tão descortês. Felizmente, ela não tem mau cheiro.
Mas, ao colocá-la nesta postagem, sabe o que acontece? Ganha-se um link.
Nunca antes na história deste país, foi tão necessário o brasileiro estar preparado contra a trolagem.

A Grande Farsa da Lua

"The Great Moon Hoax" refere-se a uma série de seis artigos que foram publicados em The Sun, um jornal de Nova York, a partir de 25 de agosto de 1835, sobre a suposta descoberta de vida e até de civilização na Lua.
As descobertas foram falsamente atribuídas a Sir John Herschel, um dos astrônomos contemporâneos mais conhecidos da época. E o autor da narrativa era ostensivamente Dr. Andrew Grant, um companheiro de viagem do astrônomo, mas Grant era fictício.
Os artigos descreveram animais fantásticos na Lua, incluindo bisontes, cabras, unicórnios, castores sem cauda e humanoides alados que construíram templos. Havia árvores, oceanos e praias. Essas descobertas foram supostamente feitas com "um telescópio imenso de um princípio inteiramente novo".
Ao final, anunciou-se que as observações foram encerradas pela destruição do telescópio, por meio do Sol, fazendo com que a lente concentrasse os raios solares, incendiando o observatório.

09 fevereiro, 2018

Casa da avó

"Come mais um prato, comeu quase nada."
CHEGANDO...                            SAINDO...

🦀Caranguejo

Caranguejo feiíssimo,
monstruoso,
que te arrastas na areia
como a miniatura
de um tanque de guerra…
Gosto de ti, caranguejo,
Câncer meu padrinho
nas folhinhas,
pois nasci sob as bênçãos do teu signo
zodiacal…

Teu par de puãs cirúrgicas oscila
à frente do escudo lamaçento
de velho hoplita.
E mais oito patas, peludas,
serrilhadas,
de crustáceo nobre,
retombam no mole desengonço
de pés e braços muito usados,
desarticulados,
de um bebê de celulóide.

Caranguejo sujo,
desconforme,
como um atarracado Buda roxo
ou um ídolo asteca…

És forte e ao menor risco te escondes
na carapaça bronca,
como fazem os seres evoluídos,
misantropos, retraídos,
o filósofo, o asceta,
o cágado, o ouriço, o caracol…

Caranguejo hediondo,
de armadura espessa,
prudente desertor…
Para as luas do amor, quero aprender contigo,
quero fazer como fazes, animalejo frio,
que, tão calcariamente encouraçado,
só sabes recuar…

– João Guimarães Rosa, no livro "Magma". Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997, p. 42.
"O Magma, aqui dentro, reagiu, tomou vida própria, individualizou-se, libertou-se do meu desamor e fez-se criatura autônoma, com quem talvez eu já não esteja muito de acordo, mas a quem a vossa consagração me força a respeitar."
– João Guimarães Rosa, trecho do seu discurso, na ABL, quando do recebimento do prêmio ao "Magma", em 1936.

🦀Caranguejos do Cocó 🦀Crabs' eaters 🦀Kreke Patinha 🦀A invasão vermelha 🦀Um eremita feliz

08 fevereiro, 2018

Triângulo com triângulos adicionais

A imagem mostra a subdivisão de um triângulo equilátero que apresenta três fósforos em cada lado. Você pode encontrar os treze triângulos nele?

(http://pballew.blogspot.com.br/2017/08/on-this-day-in-math-august-23.html#links)

Árvores albinas

O albinismo é uma condição em seres humanos e animais em que a pele não possui pigmento. Quem sabia que as plantas também podem ser albinas?
Este fenômeno é muito raro. A imagem abaixo mostra um close-up de uma sequoia albina.


Eles são conhecidas como "árvores fantasmas". Pode haver cerca de 25 destas árvores no mundo, e oito delas estão no Henry Cowell Redwood State Park, no norte da Califórnia.
Elas não têm clorofila. Sem clorofila, não podem realizar a fotossíntese, o que significa que elas não podem converter a luz solar em energia. A razão pela qual as sequoias albinas sobrevivem é que elas são parasitas, estando com as raízes conectadas às raízes de uma árvore-mãe.

Para ler: uma entrevista sobre o assunto na NPR e a explicação do que é o enxerto natural de raiz no TYWKIWDBI.

07 fevereiro, 2018

Salsa de la Luna

Dois violinistas participam de um jogo de sedução musical. Belíssima apresentação.


Aleksey Igudesman e Rusanda Panfili.

Um problema insolúvel "resolvido"

Um artista pobre é visitado por um viajante do tempo. O viajante é um crítico de arte que tinha visto no futuro o trabalho do artista e está convencido de que ele é um dos maiores pintores do seu tempo. Ao olhar para pinturas atuais do artista, o crítico percebe que o artista ainda não atingiu o auge de sua capacidade. Ele dá-lhe algumas reproduções de suas futuras obras e, em seguida, retorna para o futuro.
O artista passa o resto de sua vida copiando estas reproduções em tela, garantindo a sua reputação.
Qual é o problema aqui?
Kurt Gödel mostrou, em 1949, que a viagem no tempo pode ser fisicamente possível, e que não há nenhuma contradição em o crítico de arte chegar ao sótão do artista, dar-lhe as reproduções e, mais tarde, admirar as cópias do pintor - esse ciclo pode simplesmente existir no tecido do tempo.
"Ninguém duvida do valor estético das pinturas do artista, nem de que as reproduções do crítico refletem esse valor", escreve o filósofo Storrs McCall, em "An Insoluble Problem". Acrescentando que "o enigma reside ... em encontrar onde a criatividade artística entra na equação" e que "ao contrário dos 'tradicionais' paradoxos das viagens no tempo, este problema não tem solução".

Esperando ansiosamente a recompensa pela solução do enigma, Craig Bourne e Emily Caddick Bourne oferecem no artigo abaixo quatro respostas ao quebra-cabeça de McCall.
http://dx.doi.org/10.1590/0100-6045.2016.v39n4.ce

06 fevereiro, 2018

O estado da arte do aviãozinho de papel

O estado da arte é o nível mais alto de desenvolvimento, seja de um aparelho, de uma técnica ou de uma área científica, alcançado em um tempo definido.


https://lh3.googleusercontent.com/-U0GQm_PCNEo/WXKeM26TscI/AAAAAAACVbE/SgQ0bW57XT8_IS8PSfoIl_KudLJ9CXIKgCJoC/s320-rw/cc206392b1f11c9baf5ea111d47e6545.gif

Uma força estranha

Este pássaro foi fotografado quando voava se utilizando apenas da força da raiva, confiram:

powered by anger

A = {1, 3, 5}
Um pássaro, três pássaros e cinco pássaros.

05 fevereiro, 2018

A superestrada interplanetária

Um viajante espacial econômico pode explorar o sistema solar seguindo a Rede de Transporte Interplanetário (Interplanetary Transport Network): uma série de caminhos determinados pela gravitação entre os vários corpos deste sistema. Ao traçar o curso cuidadosamente, um navegador pode escolher uma rota entre os Pontos de Lagrange (*) que existem entre as grandes massas, onde é possível mudar a trajetória usando muito pouca energia.

Wikipedia
Na imagem da NASA acima, o "tubo" representa a estrada ao longo da qual é matematicamente possível viajar, e a fita verde é uma dessas rotas.
A boa notícia é que esses caminhos levam a alguns destinos interessantes, como à Lua da Terra e às luas galileanas de Júpiter. A má notícia é que tal viagem levaria várias gerações. Shane Ross, da Virginia Tech, escreve : "Devido ao longo tempo necessário para alcançar os pontos de baixas transferências de energia entre os planetas, a superestrada interplanetária é impraticável para certas transferências, como da Terra para Marte no presente".


(*) Os Pontos de Lagrange foram definidos pelo matemático italiano Joseph-Louis de Lagrange quando descobriu a existência de pontos especiais próximos de um sistema orbital de dois corpos massivos. Estes ocorrem porque as forças gravitacionais das massas cancelam a aceleração centrípeta.

Fones de ouvido - 6



Valhei-me, minha santa!
(Só Nossa Senhora Desatadora dos Nós
é que pode resolver este problema
que eu tenho com meu iPhone.)

Nesta pintura, o artista Johann Melchior foi buscar inspiração em uma meditação de Santo Irineu (bispo de Lyon, martirizado em 202). Santo Irineu fez uma comparação entre Eva e Maria, dizendo: "Eva, por sua desobediência, atou o nó da desgraça para a raça humana; enquanto Maria, por sua obediência, o desfez".

Fones de ouvido: [1] [2] [3] [4] [5]

04 fevereiro, 2018

Autobiografia burlesca de Mark Twain

Em tempos de supremacistas brancos que procuram saber o sangue puro de onde vieram, penso que é hora de trazer o gênio de Mark Twain (1835 - 1910). Ele já resolveu a questão há muitos anos, quando pesquisou a origem histórica dos seus antepassados muito além do DNA. Em dúvida, acompanhem o resultado da pesquisa de Mark Twain sobre uma das melhores famílias dos Estados Unidos.

"Venho de uma ascendência ilustre. A minha família tem uma trajetória de antiguidade incalculável. O primeiro Twain que a História registra não era um Twain, mas um amigo da família, de sobrenome Higgins. Isso aconteceu no século XI, e nossos antepassados moravam em Aberdeen, County Cork, na Inglaterra.
Até hoje não conseguimos verificar a misteriosa razão da nossa família ter o nome maternal Twain, em lugar do paterno Higgins. Devemos ter motivos domésticos poderosos para não continuar a investigação desse enigma histórico. Em alguns casos, o Twain adotou alguns apelidos, e sempre o fez para evitar transtornos irritantes com a polícia. Mas voltando ao caso Higgins, se meus leitores tiverem uma curiosidade inconveniente, que se contentem em saber que o mistério se reduz a um incidente vago e romântico. Que família antiga e linhagem não mantêm o perfume dessas sombras poéticas em sua paternidade e filiação?
Ao primeiro Twain sucedeu Artur Twain, cujo nome se tornou famoso nas crônicas da encruzilhada inglesa.
Artur teria trinta anos quando se dirigiu a uma das praias mais aristocráticas da Inglaterra, vulgarmente chamada de prisão Newgate, e muitas pessoas testemunharam sua morte súbita naquele lugar de recreio.
Seu descendente, Augusto Twain, esteve na moda lá pelo ano 1160.
Esse Twain era um humorista extraordinário. Ele era dono de uma velha espada do melhor aço naquele tempo. Augusto Twain afiava muito bem a folha brilhante de sua espada e se escondia em um lugar do bosque para saudar os caminhantes. À medida que passavam, Augusto os espetava só pelo prazer de vê-los saltarem, porque, como já falei antes, ele era muito original em suas diversões.
Parece que, para a perfeição artística do seu trabalho, ele chamou a atenção pública muito além do que seria conveniente. Algumas autoridades que cuidavam do assunto, e tinham conhecimento do humor de Augusto, espionavam-no à noite e terminaram por se apropriar da sua pessoa no momento em que ele estava aplicando mais uma de suas piadas. Os representantes dessas autoridades receberam a ordem de separar a extremidade superior de Augusto e levar essa parte a um lugar alto em Temple Bar.
Toda a vizinhança se reunia diariamente para ver aquela parte superior de Augusto Twain, que jamais havia ocupado um lugar tão destacado.
Durante os duzentos anos seguintes, quero dizer, até o século XIV, minha família foi enaltecida pelas façanhas de muitos heróis. Os que tiveram sorte – senão teriam morrido na obscuridade – seguiram o caminho vitorioso de exércitos, sempre cobrindo a retirada e sempre à frente dos primeiros na ordem de volta aos quarteis depois da batalha. Um estudioso se enganou quando escreveu que a árvore genealógica de nossa família tinha apenas dois ramos em ângulo reto ao tronco, e que se distinguia de outras árvores pela exceção dos bons frutos. Isso é uma calúnia e uma idiotice.
Chegamos ao século XV. Nessa época floresceu Twain o Formoso, também conhecido como O Letrado ou o Pena de Ouro. Ele possuía uma habilidade insuperável de imitar a letra e a assinatura de todos os comerciantes da época. As pessoas riam muito quando tinham notícia de como ele tirava lucro desse talento em que alcançou a perfeição.
Infelizmente, parece que, por causa de uma dessas assinaturas, meu ilustre antepassado se comprometeu a cortar pedras em estradas por muitos anos, uma aspereza que estragou a sua mão para o delicado trabalho da arte."

Traduzido por Urariano Mota para o Jornal GGN com o título de Mark Twain e a supremacia branca.
Original: http://albalearning.com/audiolibros/twain/autobiografia-sp.html

O epítome da vida | Do pó ao pó | Genealogia e política

Água com açúcar

Voai, beija-flor.
Helicoptérica ave, voai
-----para trás, principalmente.
Pois não importa aonde ides
-----e sim:::
---------------¿onde estiverdes?

Todos os dias, a geóloga suíça Melanie Barboni recebe a visita de um bando de colibris. Em um frenesi de cores iridescentes, os pássaros flutuam em torno dos quatro alimentadores que ela pendura nas janelas de seu escritório.
Melanie conhece todos eles pelos nomes.
Se Melanie não alimentá-los em tempo hábil, eles voarão em seu escritório para gritar com ela. "Eles são exigentes, mas sabem que eu vou lhes dar o que querem", diz Melanie, com um sorriso.



Phillipe Cudgel já se antecipou a você, meu leitor mal-humorado:
"Eu acho que ela deve ser uma mulher maravilhosa e acredito que ela ama estes pássaros, mas eu acho que colocar um alimentador de beija-flores não é uma boa coisa. Eles podem parar de visitar as flores e assim afetar a polinização destas últimas. Além disso, os alimentadores de pássaros devem estar bem limpos ou podem desenvolver um tipo de fungo que mata estas aves."

03 fevereiro, 2018

Viu uma suástica por aí?

É fácil transformá-la numa logomarca famosa.


E assim manter os muros grafitados da cidade livres do ódio.

Dica exclusiva para a suástica voltada para a direita.

Nariz de palhaço

O nariz de palhaço, conhecido como a menor máscara do mundo, é um objeto redondo, quase sempre vermelho, feito de látex, usado pelos palhaços como parte de sua caracterização. Possui uma abertura para ser encaixado no nariz e, na maior parte das vezes, também um elástico para ser colocado na cabeça.
O nariz vermelho é uma referência ao alcoolismo, uma vez que uma das lendas traz um personagem no Circo Renz de Berlim (1865), de jeito enfadonho e beberrão. Como as pessoas na Europa costumam ser muito brancas, quando bebem avermelham o nariz e as maçãs do rosto, e por isso muitos dizem que advêm daí o nariz e a maquiagem.
Apesar da oposição dos artistas da área, o nariz de palhaço também é usado como forma de protesto.
No Pinterest: todo mês de fevereiro é aquele passo.

02 fevereiro, 2018

O colar da paixão

Nikola Tesla, que anuncia seus trabalhos no Etsy, criou este colar que reproduz a molécula da ocitocina.
Quando você está apaixonado, a ocitocina é o hormônio que faz com que você sinta aquela emoção mágica.
Amo essa artista.


A ocitocina não é o seu caso?
Bem, ela também faz colares de estrógenos e de testosterona, brincos de serotonina, de dopamina e de fragmentos de DNA.

Riso, choro e indiferença

"O que dá pra rir dá pra chorar." ~ Billy Branco
Atribui-se a Diógenes a teoria de que Heráclito não completou algumas de suas obras por causa de uma contumaz melancolia.
Mais tarde, Heráclito foi referido como o "filósofo chorando", em oposição a Demócrito, que ficou conhecido como o "filósofo rindo".
Na visão do satirista Juvenal:
"Vendo isso, então, você não elogia o sábio Demócrito por rir ... e o mestre da outra escola, Heráclito, por suas lágrimas?"
Eles foram considerados uma característica indispensável às paisagens filosóficas. Com base nisso, Montaigne propôs duas visões arquetípicas dos assuntos humanos, selecionando Demócrito para si mesmo.
Imagem: "Heráclito chorando, Demócrito rindo", afresco de Donato Bramante (1444 – 1514) transferido para tela. Pinacoteca di Brera, em Milão.
Os sábios recomendam unanimemente a busca da indiferença perante a opinião dos outros. Schopenhauer cita como exemplo o líder romano Mário. Um chefe bárbaro mandou desafiar Mário para um duelo. Sem ligar para o que os outros achariam de sua resposta, e muito menos para o que o próprio bárbaro pensaria, Mário mandou o seguinte recado: "Se você está entediado com a vida, que se enforque".

01 fevereiro, 2018

Sem frigir os ovos

18
(vídeo com restrição de idade)

"Nunca mais verei frigideiras com os mesmos olhos."

Os furinhos na caneta esferográfica

A caneta esferográfica comumente apresenta dois furinhos.
O primeiro, que fica no corpo da caneta, ali foi colocado por uma questão de física. Ele faz com que a pressão interna da caneta se iguale à pressão atmosférica. Se o furinho obstruir-se, a pressão interna fará com que a tinta vaze, manchando o bolso do usuário.


Já o segundo furinho, que é maior e fica na tampa da caneta, é ainda mais importante. Algumas pessoas (mais frequentemente, crianças pequenas) têm o hábito de morder a tampa da caneta. Se ela for aspirada acidentalmente, este furo destina-se a permitir a passagem de ar pela traqueia até que a vítima possa ser socorrida.


(((http://www.paraiba.com.br/2015/06/02/01581-saiba-para-que-serve-o-umbigo-e-mais-13-buraquinhos-famosos)))

31 janeiro, 2018

A Superlua Azul de Sangue

Uma raridade que aconteceu pela última vez há 152 anos!


A Lua Azul é só um nome e não gera um efeito visível.
A Superlua se refere à Lua cheia no ponto mais próximo em sua órbita ao redor da Terra. Essa proximidade faz com que a Lua aparente ter um tamanho maior e ser mais brilhante. Quando a Lua está de 10 a 15% maior, a mudança é considerável e visível a olho nu.
E o eclipse é o resultado do alinhamento entre o Sol, a Terra e a Lua.  Os observadores do eclipse veem uma grande Lua de cor avermelhada, chamada de "Lua de Sangue". Isso, explicam os especialistas, se deve ao efeito da atmosfera terrestre. O Brasil não esteve na parte da Terra em que este eclipse foi visto.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
P.S. Deus, imaginei que éramos Júpiter com seus 67 satélites naturais. No Twitter, 99,99% das postagens falavam de luas.