11 fevereiro, 2016

Mangueira, Chico e Bethânia

Usando uma camiseta com o rosto de Maria Bethânia, Chico compareceu  na quadra da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, na noite de um dos últimos ensaios da Verde-e-Rosa para o Carnaval.

Imagem; ofuxico
A Mangueira foi campeã do Grupo Especial de Escolas de Samba do Carnaval do Rio de Janeiro nos anos: 1932, 1933, 1934,1940, 1949, 1950, 1954, 1960, 1961, 1967, 1968, 1973, 1984, 1986, 1987, 1998 (com Chico Buarque da Mangueira), 2002 e 2016 (com Maria Bethânia: A Menina dos Olhos de Oyá). Total: 18 títulos

Fé cega, faca amolada

Com a ajuda deste braço motorizado, você consegue destacar a porção exata de papel higiênico de que vai precisar.
O motor elétrico gira o rolo de papel para desenrolar a porção exata. Um braço motorizado com um cutelo se movimenta e faz o corte.
E se você quiser construir um você mesmo, tem um tutorial.



Assista ao vídeo e entre neste fórum de discussão - 40 metros de perguntas
O robô é o braço armado do inventor?
O cão agora vai parar de desenrolar o papel higiênico?
A máquina é sempre tão precisa (como você vê no vídeo) e não oferece risco de decapitar um ente querido?
Os odores do toalete não interferem com o desempenho da máquina?
Alfredo é um bom nome para o robô?
Não há conflito de interesse entre o robô e rolo picotado?
http://www.metafilter.com/145068/Useless-Toilet-Paper-Machine c/ tutorial

Slideshows
PAPEL HIGIÊNICO 1 e 2

A floração sincronizada dos bambus

Bambusoides phyllostachys, uma espécie de bambu com um ciclo de floração de 120 anos.
Foto de Emmanuel Lattes, Alamy
Há uma espécie de bambu que floresce uma só vez, em toda parte do mundo, precisamente a cada 120 anos. Ela floresceu no final dos anos 1960, pela última vez. Há registros históricos de suas florações regulares que remontam ao ano 999.
Outra espécie floresce precisamente a cada 32 anos; e outra, a cada 60 anos.
Como isso acontece?
Um grupo de biólogos computacionais fez a análise e parece ter encontrado por que esses padrões regulares são observados nas três espécies. A floração sincronizada vem de uma necessidade de cada espécie se defender contra os comedores de sementes (ratos, porcos, pássaros e outros animais) . Se não houver um número suficiente de plantas florescendo ao mesmo tempo, e um generoso número de sementes sendo produzidas, provavelmente todas elas serão comidas pelos animais, e a espécie desaparecerá.
Ao longo do tempo, as espécies de maior sucesso adotaram períodos que são múltiplos de números inteiros pequenos – como 32 (= 2 * 2 * 2 * 2 * 2), 60 (= 2 * 2 * 3 * 5), e 120 (= 2 * 2 * 2 * 3 * 5).

Carl Zimmer, em seu artigo Bamboo Mathematician, publicado na National Geographic, dá detalhes sobre o fenômeno.

O bambu chinês

10 fevereiro, 2016

O vidro de urânio

É o vidro que tem urânio em sua composição (geralmente na forma de óxido de uranato), por ter sido esta substância adicionada ao vidro antes do processo de fusão. A proporção varia de níveis vestigiais a cerca de 2% do peso em urânio, embora algumas peças tenham sido confeccionadas com até 25% de urânio.
Com o vidro de urânio já foram feitos principalmente artigos de mesa (imagem), mas esse tipo de vidro saiu de uso quando a disponibilidade de urânio para a maioria das indústrias foi reduzida durante a Guerra Fria, na décadas de 1940 a 1990.
A produção atual de vidro de urânio é destinada somente a pequenos objetos como bolas de gude.
A cor normal do vidro de urânio varia de amarelo a verde, dependendo do estado de oxidação e da concentração dos íons do metal, embora isto possa ser alterado pela adição de corantes de vidro . O vidro de urânio também brilha sob a luz ultravioleta e pode ser registrado acima da radiação de fundo por um contador Geiger suficientemente sensível.
As peças de vidro de urânio são consideradas inofensivas por serem apenas levemente radioativas.

Uranium glass, Wikipedia


Um voo de precisão

Paul Bonhomme e Steve Jones redefinem  o que é um voo de precisão atravessando um hangar, em formação fechada, a um metro de altura e a 300 quilômetros por hora, com as pontas de seus aviões Xtreme Air XA41 quase se tocando.



Não tentem fazer isso em casa.

09 fevereiro, 2016

O buscador dos Simpsons

Das profundezas da internet chega esta espécie de «Google dos Simpsons» chamado Frinkiac.
No total, o buscador armazena cerca de três milhões de fotogramas de todas as temporadas destes populares personagens, adequadamente associados com palavras descritivas que possibilitam a busca por texto: nomes de personagens, frases, objetos e outros termos.
Por exemplo: d'oh.


O Frinkiac funciona também como um gerador de meme.

Na Boa

Yasmin Brunet defende a existência das sereias:
"A gente só conhece 10% do nosso mar"
(de uma entrevista que a atriz e modelo concedeu, no camarote da Boa, a Anahi Martinho, enviada especial da "Folha de SP" ao Carnaval do Rio).

"Faiz centido"
Fico a imaginar se o cineasta James Cameron, que, em 2012, desceu sozinho ao fundo da Fossa das Marianas num batiscafo, não se anima agora a contar o que viu de inusitado por lá.

A surdez temporária dos argonautas

08 fevereiro, 2016

A lição de uma lição de sabedoria

Dizem que certa vez o mestre Yan Hui, já velho, viu um dos seus discípulos atirando uns manuscritos para alimentar uns porcos. Perguntado por que ele fazia isso, o discípulo respondeu que aqueles papéis eram inúteis, porque o que estava escrito neles era um disparate. "Nada é completamente inútil", disse o professor. E dobrou os papéis, colocando-os sob um dos pés de uma mesa que mancava.
Lao Tse, "Provérbios".
Lao Tse
Em seu blog "La lista de la vergüenza", Fernando Frías deu este exemplo para provar como é fácil e divertido inventar uma lição de sabedoria oriental. Porque nem Yan Hui tornou-se um velho mestre (aparentemente ele morreu muito jovem), nem Lao Tse escreveu tal coisa, nem o desenho retrata Lao Tse. O desenho mostra o Dr. Ming, do "chá chinês" de emagrecimento. Que, aliás, nem é doutor Ming nem é chinês.

Do trocadilho ao "não confunda..."


O TROCADILHO, segundo Millôr
http://blogdopg.blogspot.com.br/2015/11/o-trocadilho-segundo-millor.html
Não tenho preconceito contra trocadilhos. Aliás, considero-os uma das fórmulas consagradas para se fazer humor. Nem Cristo os dispensou: "Pedro, tu és pedra etc e tal". In: Unidos pelo trocadilho
Paulo Gurgel, no Portal Luís Nassif 

Comentários
Não tem nada mais infame que o trocadilho. Quando a Veterana Caldense perdia, o pessoal de Poços falava na "decaldense" do time.
Lembrem-se daquela série: não confunda....
Crepúsculos dos Deuses com....
Se lembrarem de outras, mandem bala.
Luis Nassif

Da série NÃO CONFUNDA
http://blogdopg.blogspot.com.br/2014/05/nao-confunda.html
Paulo Gurgel

Recentemente, surgiram os trocadilhos verbivocovisuais, como diriam os poetas concretos. Aliás, o trocadilho pode ser "infame", ou "a forma mais baixa de humor" (discordo), mas é a base da poesia: a semelhança sonora entre palavras diferentes, a paranomásia (o nome chique de trocadilho). Seguem exemplos dos trocadilhos verbivocovisuais.
Jair Fonseca

Ótimos, Jair Fonseca!
Aqui no GGN já mostraram as peripécias que fazem os poetas em busca das rimas. Acho o Chico (opa! achuchico...) e Caetano geniais neste aspecto. Por exemplo, em "Os Saltimbancos", Chico põe muitas "vozes" de bichos apenas pela junção de palavras do tipo "o bicho chia", dentre outras. E tem o famoso "Cálice", criado na expectativa de que fosse afastado o "cale-se!", tão comum para ele naqueles tempos da ditadura. Ficou bonito e surpreendente.
Caetano dispara com "a vida é oca como a touca de um bebê sem cabeça. E eu ri à bessa. E ele: como a toca de uma raposa bêbada. E eu disse chega da sua conversa..."
Comentei certa vez como era difícil rimar a palavra mãe, e na conversa estava junto uma menininha de 7 anos, que pensou um pouco e respondeu: "champanhe", o que me pegou de surpresa. Então, me explicaram que ela gostava muito do biscoito champanhe da Bauducco.
Antonio Francisco

Oi, Antonio,
Realmente Chico e Caetano são os rimadores mais criativos da canção brasileira.
E lembro que essa rima sofisticada da menininha também foi usada (em "Meu bem, meu mal") pelo Caetano: "meu mar e minha mãe / meu medo e meu champanhe".
Jair Fonseca

Hoje li na Super Notícias, MG, uma (suposta, kkk) marca de bebida energética pro Carnaval:
Power Guido.
Antonio Francisco

Jesus não criou o primeiro trocadilho.
O significado é este: Jesus havia trocado o nome de Simão por Pedro, que significa: pedrinha, pedra pequena, minuscula. Cristo é a Rocha e uma pedrinha não sobreviveria sem ela (a Rocha) se não estiver encrustada, por isso o texto "Tu és Pedro, sobre esta pedra (Rocha) edificarei a minha igreja". Pedro era uma pedra pequena, porém bruta que precisa ser lápida. Ora, as areias em sua essencia de tamanha também são pequeninas e minusculas pedras, e o ser humano é constituído de elementos da terra (pó) em quase 90% (sic) e o resto é água. Daí o nome de Adão que significa terroso. A pedra (Rocha) significa alicerce, proteção - o próprio Cristo. Uma casa feita sobre a rocha dura mais do que na areia.
Cesar Saldanha

Deixa eu adivinhar:
Você é a alegria das festas, né?
Zé das Couves

Todos


07 fevereiro, 2016

O piquenique dos tamanduás


Em festa de formigas não se elogia tamanduá. ~ provérbio português

Um tiro subaquático

O físico Andreas Wahl realizou, no fundo de uma piscina, esta experiência de disparar sobre si mesmo uma bala de um potente rifle submerso. Como se pode ver nas imagens gravadas por uma câmera superlenta, a água efetivamente detém a bala. É bem mais difícil a uma bala se mover na água do que no ar (umas mil vezes). Isso porque as moléculas da água estão muito mais agrupadas do que as moléculas do ar.
O mecanismo da demonstração é bastante simples: rifle carregado + barbante no gatilho. O atrevido protagonista fica a uns cinco metros da arma, e a bala não consegue atingi-lo porque só chega a percorrer dois metros. Como já foi demonstrado pelos Caçadores de Mitos, no caso de alguém estar prestes a disparar em você, submergir pode lhe proporcionar uma certa proteção.


06 fevereiro, 2016

Vinho e dor de cabeça

Por que alguns vinhos causam dor de cabeça?
O mais comum é associarmos as palavras vinho e dor de cabeça à ressaca. Mas algumas pessoas sofrem dessas dores com apenas uma taça do néctar de Baco. Entre as explicações populares está o efeito do SO2, que é o conservante existente na bebida.
O SO2, também conhecido como dióxido de enxofre ou anidrido sulfuroso, é adicionado ao vinho tinto para protegê-lo contra os efeitos da oxidação, atuando como um agente antimicrobiano. Além de ser adicionada ao fermentado, a substância também é produzida naturalmente pelas leveduras durante a fermentação.
Entretanto, não há conclusões definitivas sobre esse elemento ser o causador das dores de cabeça. Os sulfitos também estão presentes em damascos e outros frutos secos, alimentos que também trariam mal estar quando consumidos caso a culpa fosse totalmente desta substância.
O fato de os vinhos brancos estarem menos relacionados às dores de cabeça, mesmo com uma maior dosagem de SO2, permite apontarmos outros culpados para o possível mal estar. Nestes casos, a histamina, a tiramina e os taninos estão entre os suspeitos.

"Puxa! À primeira taça deste vinho, eu já estou com dor de cabeça."
Aceita uma taça?, A taça de vinho perfeita, In vino veritasCombinando vinhos com comidas e Vinho caro é para otários

O tempo passa e John Wayne...

De acordo com uma pesquisa pela empresa The Harris Poll, foram estes os dez atores favoritos dos americanos em 2015:

1. Tom Hanks
2. Johnny Depp
3. Denzel Washington
4. John Wayne
5 .Harrison Ford
6. Sandra Bullock
7. Jennifer Lawrence
8. Clint Eastwood
9. empate entre Brad Pitt e Julia Roberts
A eleição mostra que o público americano não consegue esquecer John Wayne (1907-1979), o único ator da lista lembrado postumamente. No ano passado, Wayne ficou em segundo lugar.

VESPERAL
(Meu Deus!... Quem agora combate o dragão é John Wayne!)

05 fevereiro, 2016

2015: o ano mais quente já registrado na Terra

NASA e NOAA determinaram, de forma independente, que as temperaturas da superfície da Terra em 2015 foram as mais quentes, desde que os registros começaram em 1880, superando a média de 2014 (o recorde anterior) por um considerável 0,13 graus Celsius.



Esta visualização mostra a tendência do aquecimento a longo prazo da Terra, com mudanças da temperatura média de 1880 a 2015. As cores alaranjadas representam temperaturas que são mais quentes do que a média de 1951-80 – a linha de base – e as azuis representam as temperaturas mais frias do que a linha de base. Crédito: NASA

Lá em Labuan...

No Labuan, uma possessão britânica no norte de Bornéu, existem apenas dois funcionários ingleses: o governador Leys e o tenente Hamilton. O último cavalheiro acumula os cargos de secretário colonial, diretor dos correios, tesoureiro, magistrado, inspetor de polícia, inspetor da prisão, comissário-chefe das florestas, engenheiro colonial e ouvidor. Nestas múltiplas atividades, ele providencia a correspondência, de si para si mesmo, em um estilo oficial imponente, e cuidadosamente copia e registra seus inúmeros despachos.
Poverty Bay Herald, 24 de fevereiro, 1888

Labuan é a principal ilha do Território Federal de Labuan, na Malásia. Labuan é mais conhecida como centro financeiro offshore e como destino turístico para o vizinho Brunei e para mergulhadores. O nome Labuan deriva da palavra malaia labuhan que significa "ancoradouro".
Website Oficial (página não disponível; se o tenente Hamilton fosse vivo, isto não estaria acontecendo).

04 fevereiro, 2016

E se o cabelo não crescer?

(um artigo numa seção de anúncios)


Novo tipo de chapéu
usando-se 10 minutos por dia
o cabelo cresce em 30 dias
~ ou seu dinheiro de volta.

- Ora, com um chapéu desses ninguém precisa mais de cabelo.

Chapéus que voam, De tirar o chapéu e O rei das cambalhotas

A todos nós que atualmente buscamos o crescimento do cabelo
Esta família pode ter a resposta certa:


Amor e sexo

Se a inseminação fosse a única função biológica do sexo poderia ser alcançada, muito mais economicamente, em poucos segundos de montagem e inserção. De fato, as espécies menos sociais acasalam-se com pouca cerimônia. Mas aquelas em que os parceiros desenvolvem relações de longo prazo dependem, em geral, de elaborados rituais de acasalamento. Amor e sexo, de fato, juntos.

- E.O. Wilson , biólogo evolucionista da Universidade Harvard, em seu livro de 1978 sobre a natureza humana.

Vídeo.
O ritual de acasalamento da aranha-pavão (Maratus volans)

03 fevereiro, 2016

O carro Zica

Zica, o mais recente carro hatch da Tata Motors, está no centro de uma discussão.
A Tata Motors, que é a maior montadora de veículos da Índia, está prestes a lançar este novo modelo de automóvel. E, para apresentá-lo ao público, providenciou uma grande campanha publicitária que tem como protagonista o craque argentino Leonel Messi.
Mas as coisas foram ficando embaraçosas, quando o vírus Zika, originário de uma floresta de Uganda, começou a fazer manchetes em todo o mundo. No Brasil, onde muitos casos da doença pelo vírus vem acontecendo, foi descoberto que ele, entre outros problemas, causava microcefalia em recém-nascidos. E a ONU, sem demora, declarou que o Zika era responsável por "uma emergência de saúde pública de âmbito internacional".
Os nomes do carro e do vírus são muito parecidos. Essa homofonia é preocupante. Poderia o nome comprometer as vendas do veículo? Em vista disso, os gestores da montadora em Nova Deli e Bombaim se reuniram para discutir sobre "o que fazer".
Foi proposto mudar o nome do carro, mas essa mudança não foi decidida. Ainda avaliam a situação.

Já houve outros desastres na escolha de nomes para carros, tanto na Índia quanto no exterior: Skoda Laura, que na Índia(?) significa pênis, Pajero, da Mitsubishi, que significa punheteiro em espanhol, Creta, da Hyundai, que é gíria para a genitália feminina, pelo menos na República Dominicana, e Nova, da General Motors, que em espanhol quer dizer "Não vá".
Como veem, mudar o nome não virou regra. Mas não apostem nisso.

Concerto a vapor

Esta visão fantástico-satírica da música mecânica é o produto de um caricaturista francês do século 19, Jean Ignace Isidoro Gerard, conhecido como JJ Grandville (1803-1847). Ele apresenta, em seu livro "Un autre monde" (Um outro mundo), de 1844, uma coleção de desenhos e histórias que exploram as visões proto-surrealistas do autor durante a Monarquia de Julho na França.
O enredo de Grandville começa quando um dos três protagonistas do livro, o empresário Dr. Puff, descobre uma dúzia de "músicos de ferro fundido" arrumados em seu inventário de esquisitices mecânicas. Em seguida, Puff concebe um sensacional "concerto a vapor", alegando que "o único meio de satisfazer as demandas musicais do público é inventar cantores do tipo para operar uma orquestra a vapor.
Graças a esta invenção admirável, já não é preciso se preocupar com cantores que pegam um resfriado, uma bronquite ou perdem a voz. Já que a voz dos tenores, baixos, barítonos, sopranos e contraltos está a salvo de todos os acidentes; os instrumentos movidos a vapor produzem efeitos de precisão surpreendente. E os grandes compositores da era, finalmente, encontram intérpretes à altura de suas melodias. Nesse século do progresso, a máquina é mesmo um ser humano aperfeiçoado.

A Steam Concert, Museum of Imaginary Musical Instruments

02 fevereiro, 2016

O Dicionário Brasileiro de Frases (2)

"Já está dito, e deve ser geralmente sabido, que, por motivos igualmente reconhecidos, raramente haverá trabalho literário que mais susceptível seja de correções e aditamentos do que o dicionário de uma língua."
Cândido de Figueiredo, 4ª ed. de seu Novo Diccionário da Língua Portuguesa.
(Lisboa, 1925)

Entendem agora a dificuldade por que venho passando para terminar o Dicionário Brasileiro de Frases? Iniciado em 2007, e com a inclusão de "Vá correndo fazendo vento", uma frase que garimpei no "pernambuquês", o DBF deu mais um salto. E chega agora a seu quinto verbete. Isso dá uma média de 1 verbete para cada 2 anos de extenuante labor. Não me pressionem. Não vou levar mais tempo do que o Guilherme Fontes com o seu filme "Chatô".

Vá correndo fazendo vento: Expressão usada quando se quer que algo seja feito rápido.

Ilustração: Pocahontas
Histórico
05/10/2007 - "Bebel que a cidade comeu" e "Deite-se na cama e crie fama" AQUI
13/03/2014 - "Imagine se pega no olho?" AQUI
12/02/2015 - O Dicionário Brasileiro de Frases (1) AQUI
18/02/2015 - "Impitimam é meuzovo" AQUI

Já pensei em colocar o DBF no Kickstarter para conseguir algum financiamento. Não nego que o projeto precisa de uma emulação (que significa: dinheiro).

Interpretando imagens

As pessoas são capazes de interpretar voluntariamente o que veem.

Só porque vemos algo de uma certa maneira não significa que todo mundo vai vê-lo da mesma forma. O que vemos não corresponde necessariamente ao que acontece no mundo real. Uma situação como esta (abaixo) exige a aceitação das duas apostas, e isso significa manter a mente aberta. Eis algo para se lembrar próxima vez que você discordar de alguém.


Para que lado a mulher gira?

01 fevereiro, 2016

A representatividade no mundo dos brinquedos

A Lego lança seu primeiro boneco em uma cadeira de rodas.
The Next Web informou que, depois de 84 anos, a Lego terá seu primeiro minifigure (bonequinho) usuário de cadeira de rodas. A novidade foi revelada numa feira de brinquedos na Alemanha. Com uma simples troca do cabelo, o "homenzinho cadeirante" pode se transformar em uma mulher ou num idoso.
Rebecca Atkinson, jornalista e ativista no Reino Unido, que lidera o grupo #ToyLikeMe – cuja missão é pressionar fabricantes para que ajudem crianças com deficiência a encontrar representatividade nos brinquedos – diz que a iniciativa é "importantíssima para acabar com a marginalização cultural".
"Vai falar alto para as crianças, com deficiência ou não, de todo o mundo", acrescentou Rebecca.
Débora Schach, Blue Bus

Comunicação e informação


Hoje em dia, um guerreiro africano Masai com um telefone móvel tem melhor capacidade de comunicação do que tinha o Presidente dos Estados Unidos, há 25 anos. E se o Masai tem um smartphone com acesso ao Google ele também tem melhor acesso à informação do que tinha o Presidente, há somente 15 anos.

Fonte: Peter Diamandis, em Abundância: o futuro é melhor do que pensas (2013)

N. do E.
Em 2009, o Masai tinha melhor acesso à informação do que o Presidente. Por razões de segurança, Obama usava um Blackberry. Mas é bom lembrar que a NSA e o FBI cuidam de compensar essa defasagem tecnológica do Presidente.

Como recuperar um e-mail excluído

31 janeiro, 2016

A crise de 2008 e a ganância como um transtorno mental

por Marcos de Aguiar Villas-Bôas (*)
A principal causa de a economia mundial ter entrado em colapso entre 2007 e 2008, de não ter se recuperado até hoje e de haver grandes chances de um novo colapso em 2016 é a ganância, também chamada de avareza, sobretudo no catolicismo.
Há algumas questões comportamentais importantes que estão por detrás do capitalismo atual e que precisam ser enfrentadas. A ganância é o desejo exagerado por capital, que acarreta problemas graves como a necessidade de corromper e enganar para se ter o que quer, levando, também, a uma menor capacidade de olhar outros tipos de benefícios que podem ser auferidos durante a vida para além dos bens materiais.
Foca-se demais no dinheiro, em fazer mais patrimônio, em ter mais do que outros. A ganância vem junto, quase sempre, com a ostentação. É preciso comprar mais, ter mais e mostrar mais. Segundo a Psicologia, a ganância é um transtorno mental cujas causas parecem ser biológicas e sociais.
No desespero por mais capital, esquece-se de olhar o longo prazo e o contexto completo. Quando as coisas começam a dar errado, tenta-se escondê-las, o que faz os problemas se agravarem ainda mais, apenas vindo à tona quando o colapso é inevitável ou já aconteceu.
Foi assim com a crise de 2007/2008, decorrente das inúmeras vendas de investimentos podres, que criaram uma gigantesca estrutura de apostas sobre uma base de hipotecas que não poderiam ser pagas, pois decorrentes da concessão irresponsável de crédito, em sua grande maioria, a pessoas simples.
Juntamente com a crise econômica americana instalada em 2007, veio a inadimplência e “boom!”, explodiu a estrutura de investimentos podres feitos sobre o mercado de hipotecas imobiliárias, até então tido por muito seguro.
Algumas poucas pessoas foram capazes de enxergar isso, como Michael Burry, que ficou ainda mais bilionário apostando contra os bancos e, portanto, contra o mercado imobiliário americano, como ilustram o livro e o filme recentemente indicado ao Oscar “The Big Short”, cujo título brasileiro é “A Grande Aposta”. Como os poderosos bancos, repletos de especialistas experientes, não conseguiram antever o colapso de 2007/2008? A primeira razão é: ganância.
Eles estavam tão confiantes no mercado imobiliário e lucrando tanto em cima das vendas de investimentos Subprime, CDO – Collateralized Debt Obligation e outras invencionices do mercado financeiro, que não deram importância quando Michael Burry e outros investidores menores compraram swaps para apostar no default (inadimplência) das hipotecas e no consequente naufrágio dos investimentos podres feitos em cima do mercado imobiliário.
O filme ilustra bem como, durante o período anterior à crise, apesar de verem o que acontecia, as agências de risco e outros agentes relacionados ao mercado financeiro lhe ajudaram, como normalmente fazem, a esconder o que se passava. São as mesmas agências de risco que avaliam hoje o Brasil de maneira pior do que avaliam economias bem menos estáveis, como a russa.
Com o perdão do spoiler, mas esses são dados públicos, o filme se encerra informando que, após a poeira da crise baixar, 5 trilhões de dólares (!!) em aposentadorias, 401k (um tipo de poupança americana de longo prazo), savings (poupança em geral), valores de imóveis e bonds (títulos de rendimento fixo) simplesmente desapareceram.
Somente nos Estados Unidos, 8 milhões de pessoas perderam os seus empregos e 6 milhões perderam as suas casas. Quem vai hoje aos Estados Unidos pode ver com grande frequência os homeless (sem teto), que não existiam antes da crise na mesma quantidade.
Siga lendo no LN Online
(*) Marcos de Aguiar Villas-Bôas é advogado, doutor em Direito Tributário pela PUC-SP e mestre em Direito pela UFBA. Atualmente faz pesquisas independentes na Harvard University e no MIT - Massachusetts Institute of Technology.

Um aplicativo falso

O reddit anda muito louco:
Invente um aplicativo falso para teste de gravidez e consiga que as mulheres façam xixi em seus telefones.
Melhor comentário:
Com um extra de 99 centavos você pode comprar a versão premium que tem teste de paternidade.

A raposa rápida e o cão preguiçoso

O que é pangrama
Um pangrama ou pantograma é uma frase que usa todas as letras do alfabeto pelo menos uma vez.
"The quick brown fox jumps over the lazy dog" — do inglês, A rápida raposa marrom salta sobre o cão preguiçoso — foi usada em lições de digitação, e desde então vem ganhando popularidade, com muitos tipógrafos usando-a para mostrar o próprio trabalho.
Este é o teste da língua inglesa mais famoso, mas está longe de ser o mais eficiente. Essa honra vai para o pangrama perfeito "Cwm fjord bank glyphs vext quiz", que usa cada letra do alfabeto uma única vez. Entretanto, é preciso memória para lembrar-se dela.
Conforme Witaro, "The quick brown fox jumps over the lazy dog" era um componente vocal usado em magias negras na Idade Média. Este PANgrama era recitado, várias vezes como um mantra, em casos onde não era suficiente desenhar um PENTAgrama no chão. A raposa representava o laborioso Mago que desejava superar alguém, o cachorro. Os supostos magos fizeram muitos avanços em tipografia para escrever seus Grimórios.
Fonte: A origem das barras coloridas da TV e outros testes de padronização, por Sarah Zhang. In: GIZMODO BRASIL (10 de abril de 2015)

Vídeo
Uma raposa rápida pulando sobre um cão preguiçoso!



Curiosidades
Menores pangramas em português (com as letras "k", "w" e "y" já inclusas):
  • Quem traz CD, LP, fax, engov e whisky JB? (29 letras)
  • Jane quer LP, fax, CD, giz, TV e bom whisky. (30 letras)
  • TV faz quengo explodir com whisky JB. (30 letras)
No Microsoft Word, é usado para preenchimento de texto trechos da ajuda do sistema, na versão 2010, pela seguinte linha de comando:
=rand(x,y)
fazendo x = número de parágrafos desejado, e y = número de vezes que se deseja que a frases sejam repetidas em cada parágrafo.
Ex.: =rand(1,1) No menu Inserir, as galerias incluem itens que são projetados para corresponder à aparência geral do documento.

30 janeiro, 2016

Meritocracia

NÃO SE DEVE LEVAR O CÃO A PASSEAR, MAS ENSINÁ-LO A IR PASSEAR.


Como era antes da meritocracia
Slideshows PASSEANDO COM O CÃO: 1, 2 e 3.

#########################################

Um "tuitaço" fez subir ontem à noite a hashtag #LulaEuConfio para 1ª dos TTs no Brasil e 2ª dos TTs no Mundo.

Prece ao vento


SENHOR,
EU SEI QUE FUI UM MAU ALUNO NESTE SEMESTRE.
AJUDE-ME A PASSAR NOS EXAMES FINAIS
QUE EU SEREI DAQUI PARA FRENTE
O MELHOR DE TODOS.

29 janeiro, 2016

Espada para abordagem

Até o final do século 16, a guerra naval em grande parte consistia de abalroar o navio inimigo, em seguida capturá-lo em um renhido combate corpo-a-corpo.
Esta espada (foto) é um dos poucos exemplos conhecidos de uma arma desenvolvida especificamente para a abordagem. O seu comprimento curto era adequado a esse tipo de luta, o seu perfil plano, ao armazenamento em um baú de bordo, e a sua borda em dente de serra, ao uso contra linhas e cabos grossos.
A ponta reforçada garantia a eficácia da espada contra a leve armadura de corpo que o inimigo usava quando embarcado.

Armas perdidas |  A evolução das armas

Os livros na berlinda

"Os livros são fatais: eles são a maldição da raça humana. Nove décimos dos livros existentes são um disparate, e os livros inteligentes são a refutação daqueles que são um disparate. A maior desgraça que já se abateu sobre o homem foi a invenção da imprensa."- Benjamin Disraeli

"A abundância de livros está nos tornando ignorantes." - Voltaire

"Nós vivemos em uma idade em que se lê demais para ser sábio." - Oscar Wilde

"A abundância de livros é um grande mal. Não há nenhuma medida ou limite contra esta febre da escrita; todos devem ser autores, alguns, por algum tipo de vaidade para adquirir celebridade e destacar o nome, outros, por motivos de ganância ou lucro. "- Martin Luther

"Há momentos em que eu acho que a leitura que eu fiz no passado não teve nenhum efeito, exceto obnubilar minha mente e me fazer indeciso." - Robertson Davies

"O caminho para a ignorância está cheio de boas edições." - Bernard Shaw

NÃO ESTÁ MAIS AQUI QUEM CITOU

A propósito:
Benjamin Franklin em nova edição

28 janeiro, 2016

A realidade e a realidade virtual

Mãe:
"NÃO FIQUE SENTADO TÃO PERTO QUE VAI FICAR CEGO."


Mike, o galo sem cabeça

É uma das histórias mais estranhas que eu já ouvi.
10 de setembro de 1945. O fazendeiro Lloyd Olsen pegou o machado para cortar a cabeça de um galo que seria preparado para o almoço. Era uma tarefa que ele tinha feito muitas vezes em sua vida.
Mas...
O resultado daquela  decapitação deixou o fazendeiro aturdido. Em vez de sucumbir, o galo sem cabeça permaneceu vivo, a "bicar" pelo terreiro.
Chocado com o que estava vendo, o fazendeiro decidiu poupar a misteriosa criatura.
E guardou a cabeça da ave numa jarra de vidro. No corpo, tinham ficado a maior parte do tronco cerebral e uma das orelhas. Uma vez que a maioria das ações de um ave são controladas pelo tronco cerebral, o galo era realmente capaz de "funcionar com normalidade".
Lloyd chamou-o de Mike e passou a alimentá-lo através de um conta-gotas. E o galo cresceu e ganhou peso nos meses seguintes.
Segurado por 10 mil dólares, ele foi levado em excursão pelos Estados Unidos – com Lloyd cobrando ingressos para exibi-lo.
Infelizmente, quando era transportado de volta de uma viagem ao Arizona, Mike engasgou-se. E Llyod não conseguiu encontrar a tempo o conta-gotas que poderia ter sido usado para limpar o esôfago de Mike.
Acredite ou não!

27 janeiro, 2016

Uma chamada telefônica para as formigas

Veja o que acontece quando este iPhone começa a tocar: as formigas ficam andando em círculo em torno do telefone.
Hipóteses a serem testadas
A formiga que fez a chamada é líder de todas elas?
É tudo uma questão de ondas eletromagnéticas e antenas?
As formigas também entendem as mensagens criptografadas?
Elas seguem um rastro de feromônio deixado por formigas que se assustaram com a vibração do telefone?
Em Meca, há um iPhone no interior da Caaba?



Ver também:
A espiral da morte

Serpentão

É um instrumento de sopro de registro grave, descendente do corneto e ancestral distante da tuba.
Apesar de construído em madeira (a nogueira é a mais escolhida) e de apresentar orifícios ao invés de chaves, é classificado normalmente entre os metais, tendo sido colocado ao lado do trompete no esquema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais.
A coleção da Universidade de Edimburgo, de instrumentos musicais históricos, abriga o que se acredita ser o mais antigo sobrevivente desses contrabaixos. É do tipo "Anaconda" e foi feito por Joseph e Richard Wood, de Huddersfield, UK c.1840.

Um homem tocando o serpentão: gravura de Filippo Bonanni, Gabinetto Armonico pieno d'Instromenti (Roma, 1723)

Contrabass Serpent Photo Gallery

26 janeiro, 2016

Solução tecnológica - 6



O vaso de plantas com nuvem (rainy pot) é um produto criado por Jeong Seungbin.
(Link não funciona mais.)
A nuvem goteja de modo a manter sempre úmida a terra do vaso.
Não oferece riscos de raios.


Outras soluções tecnológicas aqui mostradas
1 - 2 - 3 - 4 - 5
(a 5 não resolve nada)