28 maio, 2018

O asteroide em forma de caveira

O asteroide 2015 TB145 foi descoberto em 2015 e também é conhecido como o "asteroide do Dia das Bruxas", precisamente porque, em 2015, sua aproximação máxima da Terra (486.000 km) ocorreu na mesma data dessa celebração (31 de outubro). O asteroide tem um diâmetro entre 620 e 700 metros e os astrônomos acreditam que ele pode ser o "cadáver" de uma cometa.
Em 2018, a aproximação máxima do asteroide ocorrerá no início de novembro, pouco mais de três anos após sua última visita. O seu período orbital é de 1.112 dias.


O asteroide 2015 TB145 que, sob certas condições de iluminação, se assemelha a um crânio. Crédito da imagem: José Antonio Peñas / SiNC.

27 maio, 2018

A visita da Fada Madrinha


Cinderela chegou aos 75 anos. Depois de uma vida gratificante com o príncipe encantado, que tinha recém-falecido, ela sentou-se em sua cadeira de balanço, observando o mundo passar na varanda de sua residência, com um gato chamado Alan como companhia.
Naquela tarde ensolarada, do nada apareceu a Fada Madrinha.
Cinderela disse: "Fada Madrinha, o que você está fazendo aqui depois de todos esses anos?"
A Fada Madrinha respondeu: "Bem, Cinderela,é que eu decidi lhe atender três desejos. Há alguma coisa pela qual o seu coração ainda anseia?"
Cinderela ficou muito feliz e, depois de pensar um pouco, ela disse seu primeiro desejo:
"Eu queria ser muito rica".
Instantaneamente, sua cadeira de balanço foi transformada em ouro maciço. Cinderela ficou atônita. Alan, seu velho gato fiel, pulou de seu colo e correu assustado para a beira da varanda.
Cinderela disse: "Oh, obrigada, Fada Madrinha!"
"É o mínimo que eu posso fazer", respondeu a Fada Madrinha. "O que seu coração agora deseja?"
Cinderela olhou para o seu corpo frágil e disse: "Eu gostaria de ser jovem e bela novamente."
Na mesma hora, seu segundo desejo tornou-se realidade, e ela recuperou a juventude e a beleza de antes.
Então, a Fada Madrinha falou: "Você tem ainda o terceiro desejo, o que você gostaria de pedir?"
Cinderela olhou para o gato ainda assustado e disse: "Desejo que você transforme meu velho gato Alan em um jovem bonito e atraente".
Magicamente, Alan sofreu uma mudança em sua composição biológica e virou um rapaz tão bonito que ninguém jamais tinha visto igual.
A Fada Madrinha novamente falou: "Parabéns, Cinderela, aproveite a nova vida!" E, como em um passe de mágica brilhante, ela se foi.
Por alguns minutos, Alan e Cinderela se contemplam mutuamente. Cinderela estava sentada, quase sem fôlego, olhando para o rapaz mais belo que ela já tinha visto em toda a vida.
Nisso, Alan foi até Cinderela, que estava sentada na cadeira de balanço, e a abraçou com seus braços fortes e jovens. Ele se inclinou perto de sua orelha e sussurrou, soprando seu cabelo dourado com seu hálito quente:
"Aposto que agora você se arrepende de já ter me castrado, não é mesmo?"

Fonte: http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=8023, reescrito.

LAS CUERDAS BREÑENSES. Músicas de filmes

JINETES EN EL CIELO (1)
LO BUENO,LO MALO Y LO FEO (2)
CAMINO A SAN FRANCISCO (3)
POPCORN (4)


GRAVADO EN LAS BREÑAS, CHACO, ARGENTINA

(1) "Riders in the sky" ("Cavaleiros do céu", no Brasil). O autor é Stan Jones, bombeiro florestal do Vale da Morte, que se inspirou a escrever a letra desta canção (1948) numa lembrança da infância. Um vaqueiro lhe contou que, nas noites tempestuosas, podia-se ver no céu uma movimentação de vacas do inferno conduzidas por cavaleiros fantasmas. Quanto à música da canção, tem uma longa história de plágios que inclui a "When Johnny comes marching house", uma canção do século 19 com a letra composta pelo irlandês Patrick Gilmour.
https://www.taringa.net/comunidades/taringamexico/7086637/Jinetes-en-el-Cielo-la-historia-detras-del-mito.html
(2) "O bom, o mau e o feio", do italiano Ennio Morricone. A música tema do filme "Três homens em conflito".
https://blogdopg.blogspot.com.br/2015/02/o-bom-o-mau-e-o-feio.html
(3) O autor de "Camino a San Francisco" é Hugo "Chichín" Coimbra Gutiérrez, de Santa Cruz de la Sierra, Bolivia.
http://www.bolivia.com/noticias/autonoticias/DetalleNoticia9319.asp
http://www.diarionorte.com/article/7170/las-cuerdas-brenenses-reconocidas-por-el-autor-de-camino-a-san-francisco
(4) "Popcorn" ("Palomitas de maiz", na Argentina). É uma música instrumental (pop, pop, pop, pop / pop, pop, pop, pop) composta em 1969 por Gershon Kingsley, que ficou famosa na década de 1970. Diz-se que um jovem ficou autista depois de escutá-la numa gravação de dez horas (rsrsrsrs).
A versão original: https://www.youtube.com/watch?v=NjxNnqTcHhg

26 maio, 2018

Ressurge a "Mulher Cavalo"






De uma estranha criatura que, nos idos de 2010, andou aterrorizando a população da cidade de Jaguaruana, no Ceará, a uma tímida recepcionista de um hotel de localização ignorada, esta é a imagem atual da "Mulher Cavalo".

O gafanhoto dourado

Oficialmente aberto pela rainha Elizabeth em 1571, o edifício da Royal Exchange foi construído por Sir Thomas Gresham para tornar disponível um lugar de negociação para os comerciantes. Durante o século 17, no entanto, os corretores de ações foram proibidos de entrar na Royal Exchange, devido a seus maus modos, e foram forçados a operar a partir de outros edifícios nas proximidades.
O prédio original foi destruído no Grande Incêndio de Londres e, projetado por Edward Jarman, foi substituído por outro edifício que abriu em 1669.
Infelizmente, a segunda versão foi destruída em outro incêndio, em 1838.
O terceiro e atual prédio da Royal Exchange foi projetado por William Tite, sensivelmente imitando a arquitetura do original de Gresham e, ao mesmo tempo, incorporando um projeto clássico inspirado no Panteão de Roma.
O gafanhoto de cobre dourado que faz as vezes de um catavento no topo do Royal Exchange incrivelmente sobreviveu aos dois incêndios. Sir Gresham, que usava o gafanhoto (não esse) como uma insígnia da família, considerava-o um símbolo da boa sorte.

http://www.dorothearestorations.com/case-studies/royal-exchange-grasshopper-weather-vane
https://lostcityoflondon.co.uk/tag/royal-exchange/


Aos tempos bicudos

25 maio, 2018

A batido

A diferença entre o homem abatido e o frango abatido
É que o frango abatido já está morto. ~ Jô Soares

Bônus

Muito A batido
A batido

"Os Thibault" (e "Os Thibaud", de Pérouges)

"...em todas as épocas, ler é um vício solitário, que inflama os desvãos da alma. É também o vício mais prazeroso, que alimenta, dá lustro e faz crescer, como apregoam nas ruas os vendedores de felicidade." Moacir Japiasssu, no texto "O Livro da Vida Inteira", prefácio de "Os Thibault", de Roger Martin du Gard

Romance francês "cíclico", de R. Martin,
ganhador do Prêmio Nobel em 1937 --
abrange o antes, durante e após a Grande
Guerra de 1914-18. É uma obra de fôlego,
5 volumes, que descreve a vida de uma
família classe média-alta na França.
"Os Thibault", do escritor Roger Martin du Gard, é um livro grandioso. Não só pelo tamanho, mas muito mais pelo conteúdo. Ali desfilam vidas humanas, idéias e ideais. É a História viva, de uma época que mudou a face da Europa, ou seja, do mundo ocidental. Ali desfilam a repressão religiosa travestida de caridade do velho Oscar Thibault, a rebeldia indomável do jovem Jacques Thibault e a inquietude solidária das dúvidas humanistas/existenciais de Antoine Thibault. Tudo isso emoldurado por um cenário da tragédia que se avizinhava com a perspectiva de eclosão da Primeira Guerra Mundial. Cenário que é suavizado apenas pela beleza, a força e a sabedoria do universo feminino, que mesmo à parte das decisões masculinas, parecia dar um pouco de paz e coesão ao estilhaçar do ambiente em volta das pessoas.
Em suma, como diz Moacir Jupiassu, para ele foi "O Livro da Vida Inteira".
Ainda segundo Moacir Jupiassu, o nome do jovem Jacques Thibault foi uma homenagem de Roger Martin, o autor, ao seu mestre e amigo Anatole France, que chamava-se Jacques-Anatole-François Thibault.
Ou seja, apesar de ser uma belíssima obra de ficção, a família Thibaud já existia àquela época, em 1912, quando inicia a história de que trata o livro.
Dia 24 de abril deste ano estávamos em Lyon, França, e resolvemos conhecer Pérouges, uma cidade medieval que diziam ser a mais bela da França, o que se confirmou. Fomos de ônibus e tivemos que seguir, a pé, por uma estrada longa e bem íngreme até chegar à entrada da cidade antiga. Perambulando pela cidade, descobri e fotografei uma caixa de correios com o nome "G Thibaud". Mostrei para a minha esposa e para o casal que nos acompanhava, relatando um pouco da história contida no livro citado acima.
Ao se aproximar a hora do almoço, nosso amigo Ronaldo escolheu um restaurante, o Ostellerie du Vieux Pérouges, que, segundo ele, pertencia à família Thibaud desde 1912. Restaurante que, ao lado, vendia também as famosas Galletes de Pérouges, criação da Senhora Marie-Louise Thibaud, no mesmo ano de 1912. Restaurante onde comemos muito bem, tivemos um atendimento de primeira em um ambiente muito bonito, decorado à moda antiga. E onde continuamos a conversa sobre o livro "Os Thibault".
Nada disso teria grande importância, a não ser pelo aspecto curioso da coisa, se não fosse o que nos aconteceu depois. Foi deveras inusitado.
Terminamos o almoço e resolvemos dar mais uma caminhada para conhecer o restante da cidade. Nosso amigo Ronaldo conversou com o pessoal do restaurante para que, quando resolvêssemos ir embora, ao invés de irmos a pé, eles pudessem nos providenciar um táxi porque, até aquele momento, não tínhamos visto nenhum nas redondezas.
Tudo combinado, fomos perambular pelas ruas medievais da cidade. Ao voltar ao restaurante, informaram que não conseguiram um táxi, mas que uma pessoa do hotel se ofereceu para nos levar até o ponto de ônibus, evitando-nos aquela descida penosa.
Para nossa surpresa, e aí está o inusitado da situação, quem estava ao lado do carro que nos levaria era - nada mais, nada menos - que o Senhor Georges Thibaud, herdeiro e atual proprietário do restaurante e também dono da casa onde eu fotografara a placa de correio.
E o Senhor Georges Thibaud, a quem agradecemos muitíssimo, durante todo o longo percurso, se mostrou radiante de alegria, parecendo realmente muito contente em nos proporcionar aquele inesperado final feliz de passeio em sua cidade.
Ou seja, "O Livro da Vida Inteira", mesmo que a ligação tenha sido apenas com um nome de família, nos proporcionou um evento inusitado e inesquecível em uma aldeia medieval francesa.

Fernando Gurgel Filho

24 maio, 2018

O Pêndulo de Newton - 3

Numa nota aqui publicada, em junho de 2013, fizemos uma apresentação do Pêndulo de Newton.
[http://blogdopg.blogspot.com.br/2013/06/o-pendulo-de-newton.html]

Em abril de 2017, para destacar a suposta propriedade anti-estresse atribuída ao pêndulo, retornamos ao assunto com outra nota.
[http://blogdopg.blogspot.com.br/2017/04/o-pendulo-de-newton-2.html]

Agora, JB Serra e Gurgel me enviou este diagrama, comentando:
Deve ter sido com isto que tentaram lhe ensinar o princípio do Pêndulo de Newton na escola. Que você nunca aprendeu, aposto.


Ele também me enviou uma imagem GIF que eu fiz subir para o Google Drive.

Voltando à vaca fria

As vacas leiteiras geralmente são esfriadas jogando água em seus corpos de cima para baixo. Em seu trabalho científico, "Alternative Cooling of Dairy Cows by udder Wetting", Gebremedhin tentou a tática invertida de molhar as vacas de baixo para cima.
Resultado:
O esfriamento do úbere é tão eficaz como esfriar todo o corpo da vaca. Gebremedhin descobriu que a enorme quantidade de sangue que flui através do úbere distribui o esfriamento.

Imagens térmicas de um úbere antes e depois de ter sido molhado:

--- o úbere pode ser considerado como um dissipador de calor, e assim, em tempo de estresse por calor, uma vaca leiteira pode ser esfriada a partir do úbere ---

23 maio, 2018

A televisão em 1945

Este aparelho de televisão (no varejo por US $ 100) foi declaradamente o primeiro modelo de receptor  produzido em quantidade e vendido a preços moderados. Rose Clare Leonard observa a tela de um deles, que reproduz uma imagem de 5x7, enquanto sintoniza na primeira exibição do pós-guerra em uma loja de departamento de Nova York, em 24 de agosto de 1945. Embora a televisão tenha sido inventada antes da Segunda Guerra Mundial, foi por esta temporariamente impedida de massificar-se. Logo após o conflito, a produção e as vendas dos aparelhos deslancharam, especialmente a partir de 1948 quando a programação da rede comercial se tornou regular.

https://www.theatlantic.com/photo/2011/10/world-war-ii-after-the-war/100180/

- Nós não avançamos muito (isto é sobre o tamanho de uma tela de smartphone).

A Pedra do Sol

Em 1790, a maior relíquia asteca do México, uma pedra do calendário asteca foi descoberta na Cidade do México.
A Pedra do Sol, pesando 24 toneladas, que tem símbolos astronômicos esculpidos. Com base nos movimentos das estrelas, reflete o conhecimento dos astecas sobre astronomia e matemática. Usado para prever as estações e os eventos naturais, também regulava as atividades econômicas e sociais, bem como as cerimônias religiosas.
Os motivos esculpidos que cobrem a superfície desta pedra de basalto referem-se a componentes centrais da cosmogonia asteca.
Os espanhóis enterraram este monumento colossal durante a Conquista, onde está hoje a Catedral Metropolitana, na praça principal da Cidade do México. Perdeu-se por 250 anos até 1790, quando foi redescoberto acidentalmente durante trabalhos de reparação na Catedral. Montada em uma parede exterior da Catedral, a pedra foi ali mantida até 1885.
Encontra-se atualmente no Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México.

Sem cosmogonia
A Pedra do Chapéu do Sol

22 maio, 2018

No país das armas

The Daily Caller
"... é mais fácil e mais barato para uma criança de 12, 13 anos conseguir uma arma do que um livro." (Obama)

Osvaldo Gutierrez, Cuba

18/05/18 - O adolescente Dimitrios Pagourtzis, de 17 anos, usou uma espingarda e um revólver calibre 38 para matar 10 pessoas e ferir outras 10 em uma escola de ensino médio em Santa Fe, Texas. Dos mortos, 9 eram alunos e 1, professor.
As armas que ele usou para cometer a chacina eram legalmente propriedade de seu pai.
É o 210.° ataque desse tipo nos EUA, desde 1999. Em março, centenas de milhares de americanos fizeram a Marcha Por Nossas Vidas. No país das armas, a reação contrária cresce.

Por aqui, tem gente querendo + armas.

Dia do Abraço

Um dia alguém vai abraçá-la tão forte
que todos os pedaços quebrados dentro de você
se juntarão novamente. Acredite.

21 maio, 2018

A matemática estagnada

"A introdução do algarismo zero ou do conceito de grupo era também um absurdo geral, e a matemática esteve mais ou menos estagnada por milhares de anos, porque ninguém estava por perto para dar passos tão infantis...".

~ Alexander Grothendieck, em uma carta em 1982 a Ronald Brown.

O caçula dos algarismos

Centro Nacional de Escutas

Fernando Gurgel Filho

Nós, brasileiros, falamos a Língua Portuguesa. Mas existem diferenças significativas no significado de algumas palavras, e isto, para alguns desavisados como eu, às vezes provoca algum constrangimento, mas que, quase sempre, nos levam depois a boas gargalhadas.
Lembro-me bem da primeira viagem que fizemos a Lisboa. Uma excursão. No restaurante, a colega na nossa mesa chamou a garçonete - por sinal, uma brasileira - e tascou a pergunta, apontando para o cardápio:
- Por favor, esses "gambás" são servidos como?
A garçonete olhou, soltou a risada e explicou:
- São "gambas". É o tradicional e saboroso "camarão", como chamamos no Brasil. Servimos fritos, etc, etc...
Silêncio geral na mesa.
Pois é. Agora, em maio/2018, fomos à Serra da Estrela, em Portugal. Um lugar belíssimo.
Um dia, resolvemos descer do hotel onde estávamos, a 1.200 metros de altura, até a cidade de Covilhã, cerca de 450 metros de altitude.
Foi uma das caminhadas mais bonitas que já fizemos. E a mais dolorida.
No meio do caminho há um local para piquenique e descanso dos caminhantes. Tirando fotos, notei uma placa do outro lado da estrada onde se lia: "Centro Escutista Serra da Estrela" e, logo abaixo, "Centro Nacional de Escutas Agrupamento nº 20 Covilhã".
Como se tratava de uma serra, pensei tratar-se de algum local para monitoramento de atividades sísmicas. Ou coisa parecida.
Quase em frente ao local havia um senhor colocando água em um tambor. Curioso, fui até ele:
- Bom dia, por favor, o senhor conhece este local?
- Bom dia, conheço um pouquinho, pois nasci aqui. Precisa de ajuda?
- O que é que se escuta neste "Centro de Escutas"?
- Desculpe, não percebi. (Tradução: "Desculpe, não entendi")
- Ali na placa diz tratar-se do "Centro Nacional de Escutas". Eles escutam o quê? Atividades sísmicas?
Juro que o senhor - português com certeza - não soltou a risada. Respondeu muito sério:
- Ah, ali? É de "escuteiros".
- Agora, quem não percebeu fui eu, falei na gozação.
- Escoteiros como chamam no Brasil.
- Ahhhh. Entendi. Obrigado. Tchau.
E levei meu constrangimento para o outro lado da estrada.

Fernando,
Aditei foto. No Brasil e em Portugal, quem mata a cobra mostra o pau. PGCS

20 maio, 2018

É canja...

A canja é uma sopa feita à base de arroz. A sua principal variação é a canja de galinha, que tem na cultura popular do país uma forte crença em suas propriedades medicinais.


Dar uma canja
De onde surgiu esta expressão?

O sertão vai virar mar

1963 - A convite de Glauber Rocha, Sérgio Ricardo compõe e faz arranjos para a trilha sonora do filme "Deus e o Diabo na Terra do Sol". O tema musicado é o mote messiânico dos rebeldes de Canudos, cuja história foi contada por Euclides da Cunha, em "Os Sertões". Sérgio Ricardo, antes muito identificado com o estilo da bossa-nova, aqui interpreta a canção com a voz rascante de um cantador de feira nordestino.
O Sertão vai virar mar,
E o mar virar sertão!
Tá contada a minha estória,
Verdade, imaginação.
Espero que o sinhô tenha tirado uma lição:
Que assim mal dividido
Esse mundo anda errado,
Que a terra é do homem,
Não é de Deus nem do Diabo!



1977 - Guarabyra e Luiz Carlos Sá gravam no LP "Pirão de peixe com pimenta" (Som Livre) a sua composição "Sobradinho"
E passo a passo vai cumprindo a profecia
do beato que dizia
que o sertão ia alagar
O sertão vai virar mar...
Dá no coração
O medo que algum dia
o mar também vire sertão.



Além de Sá, Rodrix e Guarabyra, gravaram esta canção: Trio Nordestino, Biquíni Cavadão e o Coral Ases MG.

2002 - O médico e escritor Moacir Scliar publica o livro "O sertão vai virar mar".
Gui e seus amigos estão lendo "Os sertões" e se impressionam com a Guerra de Canudos. O que não esperavam é que, quase um século depois, a situação se repetisse na cidade onde moram, e surgisse um beato atraindo fanáticos contra os poderosos.

2003 - Em abril de 2003, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou a Buíque, cidade de 55 mil habitantes, a 258 quilômetros da capital pernambucana, para falar sobre o lançamento do programa Fome Zero. Mas um dos assuntos mais abordados durante seu discurso foi outra medida para ajudar a melhorar as condições de vida no sertão nordestino: a transposição do Rio São Francisco. "O projeto existe desde 1847. Se houver transposição neste país será no meu governo, pois eu sei o que é a seca", disse. Nascido a menos de 100 quilômetros dali, Lula estava certo – pelo menos em parte. Após muita discussão sobre os riscos, a viabilidade e a importância do projeto, a construção teve início em junho de 2007 em Cabrobó, também em Pernambuco. Orçada à época em quase R$ 4 bilhões, a obra engloba nove estações de bombeamento, 477 quilômetros de canais, aquedutos e reservatórios que levarão água para flagelados em quatro estados. Algumas das valas serão ligadas por túneis, como o Cuncas 2, em Mauriti, no Ceará.

Referências
"Da bossa nova à tropicália", de Santuza Cabral Naves
História da música Sobradinho https://youtu.be/s_pmGhMJiIg
https://resumando.wordpress.com/resumo-o-sertao-vai-virar-mar/ (resenha)
http://revistagalileu.globo.com/Revista/noticia/2014/04/o-sertao-vai-virar-mar.html

19 maio, 2018

A primeira tatuagem

A vida dá segundas chances, mas não quando se trata da primeira tatuagem. Depois que você fez, já era. Você era jovem, estava nervoso e possivelmente bêbado. Você sabia que queria uma tatuagem, mas não sabia exatamente o quê — e agora tem que lidar com o resultado pro resto da vida. Você pode até cobrir com outra coisa, ou só considerar a hipótese de melhorar na próxima tatuagem — mas a primeira continuará com você. E, se você der azar, pode acabar com uma marca da vergonha até o final dos seus dias.
Algumas pessoas me contaram as histórias de suas primeiras tatuagens toscas, e ouvi contos de partir o coração sobre tatuadores bêbados, tinta vencida e desenhos zoados de genitais.
(matéria originalmente publicada na VICE Holanda)

Martijn, 19 anos

VICE: O que é isso na sua panturrilha?
Martjin: Eu estava numa festa na casa de alguém e um cara levou uma máquina de tatuagem. E eu pensei “Tatuagem grátis, por que não?” Eu queria alguma coisa de que fosse gostar pro resto da vida, então decidi tatuar o desenho de uma vagina.

Quem fez o desenho?
Achei um pedaço de papel na festa e fiz todo mundo desenhar. A única instrução que dei foi que queria que os lábios fossem o maior possível. No final, tive que escolher entre meu próprio desenho e um da minha amiga Lisa. Depois de consultar minhas irmãs por mensagem do celular, escolhi o desenho da Lisa.

Você se arrepende?
Não. Eu sempre soube que se fizesse uma tatuagem, ia ser muito idiota. Sempre rio dela, e é isso que importa. A maioria só entende que é uma vagina depois que eu conto. E, se um dia me arrepender, sempre posso transformá-la num inseto, acho.

O CASAMENTO PRINCIPAL. Traje dos convidados

Com a hora do casamento do príncipe Harry com Meghan Markle  se aproximando, é oportuno lembrar que há um detalhe, muito peculiar às tradições da família real britânica, a ser  literalmente seguido como manda o figurino: o traje específico indicado para a cerimônia.
O traje que os convidados deverão usar no casamento real foi explicitado no convite da cerimônia, contempla as tradições britânicas e se adapta ao horário da cerimônia. O casamento está marcado para o meio-dia do sábado, 19 de maio, seguido de um almoço de recepção.
Traje para os homens
Para os homens, há três opções: uniforme (caso o convidado tenha algum cargo militar), fraque (o chamado "morning coat") ou terno (o chamado "lounge suit"), que pode ser usado tanto nas cerimônias diurnas quanto nas noturnas.
Traje para as mulheres
Já para as mulheres, a moda dos vestidos combinando com os chapéus extravagantes foi preservada, pois o convite apenas indica que as convidadas estejam com "vestido para o dia e chapéu". Tradução: elas vão repetir a fórmula usada no CASAMENTO PRINCIPAL do príncipe William com Kate Middleton, em 2011.


21/05/2018 - Atualizando ...
Parabéns do blog EM a Kate Middleton. Ela foi a esta cerimônia com o vestido que já usou em três oportunidades anteriores. Lembrando a todos que existe algo conhecido pelo nome de máquina de lavar. Lavou, tá limpo.

18 maio, 2018

Citações de Paul Erdös

A matemática ainda não está pronta para tais problemas.

Por que os números são bonitos? É como perguntar por que a Nona Sinfonia de Beethoven é linda. Se você não vê por você mesmo, alguém não pode lhe dizer. Eu sei que os números são lindos. Se eles não são lindos, nada são.

A televisão é algo que os russos inventaram para destruir a educação americana.

Por que você é físico? Por que você não é matemático?

A propriedade é um incômodo.

O propósito da vida é provar e conjeturar.

Haverá muito tempo para descansar no túmulo.

Existem três sinais de senilidade. O primeiro sinal é que um homem esquece seus teoremas. O segundo sinal é que ele esquece de fechar. O terceiro sinal é que ele esquece de desligar.

Minha mãe disse: "Mesmo você, Paul, só pode estar em um lugar ao mesmo tempo". Talvez em breve eu seja aliviado desta desvantagem. Talvez, uma vez que eu tenha saído, eu possa estar em muitos lugares ao mesmo tempo. Talvez então eu possa colaborar com Arquimedes e Euclides.

Muitos sinais de mais
Em 1953, Paul Erdös foi convidado a dedicar um ano de ensino na Universidade de Notre Dame. Bruce Schechter, em seu livro, "My Brain is Open", retransmite a seguinte história:
Erdös era um ateu declarado, e seus amigos em Notre Dame gostavam de provocá-lo sobre seu trabalho em uma universidade católica romana. Ele respondia, com toda a seriedade, que "gostava muito de estar em Notre Dame", como lembrou Melvin Henriksen, um colega daqueles dias, e que "especialmente teve discussões com eles (os sacerdotes)". Apenas uma coisa o incomodou: "Havia muitos sinais de mais por lá". 
O número de Erdös | Café com matemática | Dados e números primos | O matemático mais prolífico do século XX

Belli e Mattoso: paralelos

Glauco Mattoso, pseudônimo de Pedro José Ferreira da Silva, (São Paulo, 29 de junho de 1951) é um escritor brasileiro. Seu nome artístico é um trocadilho com glaucomatoso, termo usado para os que sofrem de glaucoma, doença que o fez perder progressivamente a visão, até a cegueira total em 1995. É também uma alusão a Gregório de Matos, de quem se considera herdeiro na sátira política e na crítica de costumes
Glauco Mattoso em fevereiro de 2008 completou 2.300 sonetos de uma série iniciada em 1999, superando a histórica marca do italiano Giuseppe Belli (1791-1863), que, em 1849, teria composto, segundo consta, seu soneto de número 2.279 numa obra produzida mormente entre 1830 e 1839. Mattoso tem com Belli outra afinidade, além da copiosa produção: a sátira fescenina, que abusa da pornografia e da escatologia. Também no aspecto linguístico há paralelos: Belli versejava no dialeto romanesco, falado na periferia da capital italiana, enquanto Mattoso incorpora ao português brasileiro as gírias suburbanas e os neologismos contraculturais da segunda metade do século XX, de mistura com o vernáculo castiço e com o rigor formal, típicos do soneto clássico, composto em decassílabos predominantemente heroicos. A diferença entre ambos os "malditos" está na postura: Belli cedeu às pressões moralistas e aderiu à autoridade católica, renegando o anticlericalismo que caracterizara sua temática; Mattoso se mantém anarquicamente independente de quaisquer ideologias ou fisiologias, fiel unicamente à sua biografia de cego sadomasoquista e fetichista. Belli, mundialmente reconhecido, foi traduzido também para o inglês; Mattoso, que tem sido objeto de estudos acadêmicos na América Latina e nos Estados Unidos, alcança agora as universidades europeias. *Wiki
Glauco Mattoso é citado por Caetano Veloso em sua canção Língua (2:03).



GM no blog EM
Que é a poesia?Rifoneiro e Soneto futebolístico

17 maio, 2018

Brasília, a musa de muitos artistas (2)

Fernando Gurgel disse...
Dr. Paulo,
Fiquei muito feliz por ter meu nome lembrado, em Brasília, a musa de muitos artistas, como "filho adotivo da cidade". Amo Brasília, do Distrito Federal, como amo Fortaleza, onde nasci, e o Ceará todo.
Apesar de o nome símbolo da cidade chamar-se Nicolas Berh , eu também já fiz alguns poemas para esta bela cidade. Em 2010, no aniversário de Brasília, escrevi este:

PLANO PILOTO

Duas linhas se cruzam
Sem pretensão,
Quase deboche

Era um projeto,
Um plano experimental,
Piloto

No cerrado,
Tornou-se monumental,
Eixos em torno

Criança ainda,
Viu masmorras se fecharem
E se abrirem

Adulta agora
Cresce com esperança
Sonha o futuro

Futuro fraterno,
De cores para viver e amar,
Árvores e flores

Neste dia, o pôr do sol,
Aquarela de cores de teu céu,
Anoitecerá sonhando

Sem pressa,
O sol da alvorada virá,
Para amanhecer sorrindo.

Fernando Gurgel Filho
DF, abril/2010

A fabricação intencional da ignorância

Agnotologia, o estudo da ignorância ou da construção da ignorância. O termo vem do grego ἄγνωσις, agnōsis, "desconhecer", e -λογία, -logia.

Ir até http://blogdopg.blogspot.com.br/2013/01/nao-sei.html.
  • A ciência precisa ser transparente.
  • Os resultados e métodos devem ser abertamente compartilhados para que pesquisadores externos possam reproduzi-los e validá-los de forma independente.
  • Os métodos utilizados para coletar e analisar dados devem ser rigorosos e claros, e as conclusões devem ser apoiadas por evidências.


Agnogênese, a fabricação intencional da ignorância. Esta ignorância não é simplesmente a ausência de saber alguma coisa: é uma falta de compreensão deliberadamente criada por agentes que não querem que você saiba...

Ir até https://fivethirtyeight.com/features/the-easiest-way-to-dismiss-good-science-demand-sound-science/

Fontes de desinformação
  • boatos/lendas e obras de ficção;
  • governos e políticos;
  • interesses instituídos (vested interests) e ONGs;
  • mídia/meios de comunicação.
Ir até http://genereporter.blogspot.com.br/2016/06/divagacao-cientifica-divulgando.html

16 maio, 2018

Pelotão de fuzilamento

Um pelotão de fuzilamento é composto por um grupo de pessoas (geralmente soldados) que recebem ordens para disparar em simultâneo contra uma pessoa condenada. Nenhum membro do pelotão pode salvar a vida da pessoa não disparando. Em alguns casos, alguns dos membros do pelotão de fuzilamento escolhidos aleatoriamente recebem suas armas contendo balas falsas,. É o que ocorre na Indonésia, (*) onde 12 policiais compõem o pelotão, mas apenas três deles disparam com munição de verdade.
(*) Que país é esse?


YT: firing squad

No Brasil não há pena de morte, exceto em caso de guerra declarada. Ela é aplicável em algo como 36 crimes, dependendo de como contamos. Todos eles previstos no Código Penal Militar. São crimes que vão de traição (art. 355) ao favorecimento do inimigo (artigo 356), da cobardia (art. 364) à espionagem (art. 366), do motim (art. 368) à rendição precipitada (art. 372), do abandono de posto (art. 390) à libertação de prisioneiro (art. 394), do homicídio (art. 400) ao roubo (art. 405), do saque (art. 406) ao genocídio (art. 401). O método é o fuzilamento.

Um dia como gari

16 de maio, Dia do Gari.
Quando era cabido ninguém avisou o Prefake para ir ao trabalho de uniforme Ralph Lauren e também levando sua vassoura de pena de pavão.



Relacionado: Não está louco varrido

15 maio, 2018

A personalidade dos números

Eu lidei com números toda a minha vida, é claro. E, depois de algum tempo, você começa a sentir que cada número tem uma personalidade própria. Um 12 é muito diferente de um 13, por exemplo. Os 12 são corretos, conscienciosos, inteligentes, enquanto o 13 é um solitário, um personagem obscuro que não pensa duas vezes em burlar a lei para conseguir o que quer. O 11 é duro, um aventureiro que gosta de vagar nas florestas e escalar montanhas; o 10 é bastante simples, uma figura branda que sempre faz o que promete; o 9 é profundo e místico, um Buda da contemplação ...

~ Paul Auster, The Music of Chance

Aqui ó, Europa



A edição desta semana (nº 20/2018) da revista Der Spiegel, a principal da Alemanha, mostra um dedo médio erguido representando o presidente Donald Trump a dizer:
GOODBYE, EUROPE!
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está mergulhando a Europa no desamparo, com o término do acordo com o Irã, e o Oriente Médio encontra-se ameaçado de novas guerras.
A relação transatlântica está seriamente danificada.

14 maio, 2018

Trabalho para todos

Em 1914, Henry Ford adotou a política de que nenhum candidato a um trabalho em sua fábrica de automóveis seria recusado por causa da condição física. Dos 7.882 empregos existentes na fábrica, ele descobriu que apenas 4.287 exigiam "desenvolvimento e força física comuns".

"Os trabalhos mais leves foram classificados para descobrirmos quantos deles exigiam o uso de faculdades completas, e descobrimos que 670 poderiam ser executados por homens sem pernas, 2.637, por homens com uma perna, 2, por homens sem braços, 715, por homens com um braço, e 10, por cegos. Portanto, de 7.882 tipos de empregos, 4.034 - embora alguns deles precisassem de força - não requeriam a capacidade física total."

Henry Ford, My Life and Work, 1922

Quiz da meia-idade

Este é um exercício mental para pessoas com mais de 50 anos (old goats).
Quais dos seguintes nomes você conhece?
1. Monica Lewinsky
2. Hillary Clinton
3. Benito Mussolini
4. Adolf Hitler
5. Jorge Bergoglio
6. Al Capone
7. Vladimir Putin
8. Linda Lovelace
9. Saddam Hussein
10. Tiger Woods
Você teve problemas com o # 5, não foi?
Então, você conhece todos os mentirosos, criminosos, adúlteros, assassinos, ladrões, putas e trapaceiros, mas você não conhece o papa?
Adorável essa...
Às vezes, eu me preocupo com você.

http://bitsandpieces.us/2017/12/old-goat-quiz/

old goat, um homem velho, barbudo, especialmente desagradável e que pode ser um chefe de família.

13 maio, 2018

Qual é a melhor maneira de desativar um AT-AT?

Piece of cake (tradução: mamão com açúcar).
Basta passar um fio em torno dos pés da máquina ao som da melodia de Guerra nas Estrelas.



O monociclo e a gaita de fole flamejante são licenças épicas.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Neste 2º domingo de maio:
Para sempre - Carlos Drummond de Andrade

A Lei e a Pena

O processo de abolição da escravatura no Brasil foi gradual e começou com a Lei Eusébio de Queirós, de 1850, seguida pela Lei do Ventre Livre, de 1871, a Lei dos Sexagenários, de 1885, e finalizada pela Lei Áurea, em 1888.
Oficialmente, Lei Imperial n.º 3.353, ao ser sancionada em 13 de maio de 1888 pela Princesa Regente Isabel de Bragança, foi a Lei Áurea o diploma legal que extinguiu a escravidão no Brasil.
Dizia:
Art. 1.º: É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil.
Art. 2.º: Revogam-se as disposições em contrário.

Ouro 18 quilates, c/ 27 diamantes e 28 rubis.
Esta pena foi usada pela Princesa Isabel para assinar a Lei Áurea. E a joia foi criada especialmente para a ocasião: a ideia era eternizar neste objeto toda a importância da abolição da escravatura no Brasil.
Em 1888, o povo se quotizou para bancar a joia. Depois, ela foi com Isabel para o exílio na Europa. Voltou ao Brasil com descendentes da princesa que, há 12 anos, venderam a pena para o Ministério da Cultura.
Hoje ela está exposta no Museu Imperial, em Petrópolis, no Rio de Janeiro. É o passaporte para a civilização, como afirma Maurício Vicente Ferreira Júnior, atual diretor do museu.

Hoje no "Linha do Tempo": DE DEODORO PARA A PRINCESA ISABEL

12 maio, 2018

Para cumprimento da representação racial

O Ministério Público do Trabalho (MPT) do Rio de Janeiro enviou à Rede Globo uma notificação para que a emissora cumpra com a devida representação racial na próxima novela das 21h, Segundo Sol. O MPT afirma que o não espelhamento da sociedade nos programas televisivos "gera a perpetuação da exclusão e reafirma estereótipos de limitação de espaços a serem ocupados pela população negra", ressalta o informativo.
De acordo com o Estatuto da Igualdade Racial (LEI Nº 12.288, DE 20 DE JULHO DE 2010), cabe ao Poder Público a promoção de ações que assegurem a igualdade de oportunidades no mercado de trabalho para a população negra. Isso inclui a implementação de medidas visando a promoção da igualdade nas contratações do setor público e o incentivo à adoção de medidas similares nas empresas e organizações privadas.
"Decidimos expedir essa nota com o fim de mostrar a importância de a empresa respeitar a diversidade racial. Apesar de ser uma obra artística e uma obra aberta, consideramos que ela tem como obrigação incluir atores negros em proporção suficiente para uma real representação da sociedade", explicou a coordenadora nacional da Coordigualdade, Valdirene Silva de Assis.
Fonte: site Metropoles

Um divulgador da Ciência na Idade Média

Gerbert d'Aurillac (c. 946 - 12 de maio de 1003)
Estudioso francês que reintroduziu o uso do ábaco em cálculos matemáticos.
Ele construiu relógios, órgãos hidráulicos e instrumentos astronômicos com base em traduções de obras árabes.
Ele pode ter sido o responsável pela adoção dos algarismos arábicos de Khwarizmi (sem o zero) na Europa.
Ele não fez nenhuma contribuição original para a matemática nem para a astronomia. Entretanto, serviu-se de seu importante papel e do grande prestígio que desfrutava para divulgar a importância da Ciência para o público leigo. Ele foi o Papa Silvestre II, o primeiro pontífice francês, reconhecido como o mais importante papa do seu século.
Inspirado em Gerbert, a Europa começou seu lento rastejar para fora da Idade das Trevas.
Fonte: TODAYINSCI

11 maio, 2018

Terra: o planeta e o mito

Desde que o mito da Terra Plana foi desacreditado pelo matemático Eratóstenes, [1] [2] pelas circum-navegações  náuticas, pelos voos aeronáuticos, pelas viagens espaciais e pelas pesquisas da Estação Espacial Internacional, os terraplanistas foram ficando sem chão.
Resta-lhes agora o argumento de que se a Terra fosse redonda seria uma "redondeta" e não um planeta. Vamos e venhamos, é muito pouco para a STP, uma sociedade que ainda tem uma grande número de adeptos ao redor da Terra. [3]
En seu favor, a Sociedade da Terra Plana também dispõe desta imagem de um eclipse lunar em que a Terra projeta sua sombra na Lua. A sombra de um disco.


Além disso, a foto mostra que a Terra é sustentada por elefantes, e estes, por sua vez, vivem sobre o casco de uma enorme tartaruga, como descreviam os antigos.
O que estaria a pensar este quelônio?
Por que, sendo eu uma criatura do espaço, tenho patas para nadar? Por que há elefantes em minhas costas e mais esta rocha monstruosa? Preciso me acasalar, onde é que estão as outras tartarugas do espaço?
Do outro lado, o que estariam a pensar os terraplanistas?
Será que alguns deles, depois de uma passagem pela Terra Oca, já embarcaram na hipótese da Terra Cúbica? [4]
Pois bem, um flatearther está prestes a embarcar num foguete artesanal para pôr tudo em discos limpos. Na verdade, eles não acreditam mais naquela história que envolve elefantes e tartaruga. Para eles, o Sol e a Lua movem-se em órbitas circulares acima da superfície da Terra Plana. Como abutres em torno da comida (não gosto desta imagem).
Para eles, o Polo Norte fica no centro da Terra Plana e o Polo Sul é o seu bordo. Assim como está no brasão da ONU.
Gente,
Por falar em ONU, precisamos acabar com essa guerra milenar contra os terrraplanistas.
Você conhece um deles? Então, dê-lhe as boas vindas ao "realvorecer da Idade da Pedra" e estenda a mão para ele. Que mal pode haver nisso?

Em louvor do ar: uma poesia catalítica

Em 2014, a Universidade de Sheffield, na Inglaterra, expôs "o primeiro poema de purificação do ar no mundo". In Praise of Air (foto), quatro estrofes do professor de literatura Simon Armitage, que foram impressas em um painel de 10 por 20 metros, revestido com partículas de dióxido de titânio que usam a luz solar e o oxigênio para limpar o ar de um poluente, o óxido de nitrogênio.


"Esta é uma colaboração divertida entre a ciência e as artes para destacar uma questão muito séria, a da má qualidade do ar em nossas cidades", disse o professor de ciência Tony Ryan, que colaborou no projeto. "Este poema sozinho irá erradicar a poluição de óxido de nitrogênio criada por cerca de 20 carros todos os dias".