30 junho, 2020

Tebas (1721 - 1811)

Joaquim Pinto de Oliveira (1721, Santos – 1811, São Paulo), também conhecido como Tebas, um negro arquiteto na São Paulo escravocrata, tem a sua arte hoje celebrada pelo Google Doodle. Com um talento raro para trabalhar com pedra, Tebas legou à cidade de São Paulo construções que incluem o frontão do Mosteiro de São Bento, a fachada da Igreja da Terceira Ordem do Carmo e o Chafariz da Misericórdia.

Microliteratura (2)

Garota, 9, desaparece após usar creme que faz rejuvenecer 10 anos.


O que é Microliteratura

29 junho, 2020

Autocontrole

Em 1937, depois que Jawaharlal Nehru foi eleito presidente do Congresso Nacional Indiano pela segunda vez, um autor que se autodenominava "Chanakya" publicou um artigo na Modern Review alertando que o poder pode corromper um idealista.
Mais tarde, foi revelado que o autor era o próprio Nehru. "Eu escrevi por diversão, enviei para uma amiga que publicou", disse ele. "Gandhi ficou indignado, pensando que algum inimigo estava me atacando."
Perguntado se ele achava o julgamento correto, Nehru disse:
"Suponho que se um homem puder ver essas fraquezas dentro de si e discuti-las, isso é uma prova prévia de que nunca sucumbirá a elas".
http://www.futilitycloset.com/2020/01/01/self-scrutiny/

Nehru e Gandhi

Uma breve história do Twitter

Em março de 2006, Evan Williams, um dos responsáveis pela criação do Blogger, e Biz Stone, que também trabalhava no Google, lançaram um serviço de troca de mensagens via SMS. Nascia o protótipo do Twitter, batizado originalmente de Status. Cada vez que uma atualização era enviada, o destinatário recebia um "twich" (vibração, em tradução livre).
Procurando refinar o nome, a equipe de desenvolvimento chegou a Twitter, que pode significar "uma pequena explosão de informações inconsequentes" ou "pios de pássaros" – o qual, além de combinar com o intuito da rede social, deu a ideia de utilizar o passarinho como mascote.
A rede social começou a ganhar destaque no mesmo ano, quando ela foi apresentada no "Southside by Southwest" (SXSW), um festival norte-americano de música, filme e tecnologia. A propaganda e o sucesso do Twitter no evento foram tão grandes que o número de mensagens diárias saltou de 20 mil para 60 mil. Seus criadores chegaram até a receber o prêmio Web Award no SXSW.
Como o Twitter deleta muitos de seus arquivos, não se sabe com certeza quem foi o primeiro brasileiro a tuitar. O youPIX fez uma investigação utilizando o serviço Wayback Machine e chegou à possível conclusão de que o primeiro a entrar na rede social teria sido o usuário @crisdias, em 12 de julho de 2006.
Fonte: Olhar Digital

Meu primeiro tuíte:
Na web lendo um tutorial sobre o Twitter no G1.
4:36 PM · 21 de abril de 2009
http://twitter.com/EntreMentes/status/1577786781
http://twitter.com/search-advanced (busca avançada)

28 junho, 2020

Para onde vai o nariz das estátuas?

Esta é uma questão que atormenta muitas pessoas. Você já deve ter notado que muitas estátuas estão expostas nos museus sem os respectivos narizes . Até mesmo a Grande Esfinge do Egito não tem o seu nariz. A questão é: para onde foram eles? A especulação usual seria a de que alguém tivesse cortado o nariz. No entanto, isso não é necessariamente o que deve ter acontecido, e só às vezes sim.
É verdade que algumas esculturas antigas foram deliberadamente desfiguradas por pessoas em vários momentos e por diferentes razões. Por exemplo, há uma cabeça de mármore grego do século I d.C., a deusa Afrodite (imagem ao lado, Quora), que foi descoberta na Ágora ateniense. Você pode dizer que essa cabeça de mármore em particular foi, em algum momento, propositalmente destruída pelos cristãos porque eles esculpiram uma cruz na testa da deusa.
Esta cabeça de mármore, no entanto, é um caso excepcional que não é representativo da maioria das esculturas antigas em que estão faltando os narizes. Para a maioria delas, a razão para havê-los perdido não tem nada a ver com as pessoas. Em vez disso, a razão para a ausência do nariz simplesmente tem a ver com o desgaste natural que a escultura sofreu ao longo do tempo.
O fato é que as esculturas antigas têm milhares de anos e todas passaram por um considerável desgaste natural ao longo do tempo. As estátuas que vemos hoje nos museus quase sempre foram danificadas pela prolongada exposição a elementos naturais. Assim, as partes das esculturas que se destacam, como narizes, braços, cabeças e outros apêndices, são quase sempre as mais propensas a se desprenderem. Outras partes que estão mais seguramente ligadas, como pernas e torsos, são geralmente as que permanecem intactas.

Where did the statues noses go?, Neatorama

Fazendo cera
O escritor e acadêmico José Maria Pemán escreveu no Livro de Honra do Museu de Cera de Madri o seguinte:
👃"Cuando se le rompían las narices a una estatua griega se la reponían en cera. De ahí viene la palabra sin cera para nombrar la verdad."

Cânone musical

Chama-se cânone (em música) a forma polifônica em que as vozes imitam a linha melódica cantada por uma primeira voz, entrando cada voz, uma após a outra, uma retomando o que a outra acabou de dizer, enquanto a primeira continua o seu caminho: é uma espécie de corrida onde a segunda jamais alcança a primeira.

Exemplos
1- O Cânone de Pachelbel in D, arranjo para piano. No ficheiro do Wikimedia Commons.
2 - Agora o célebre "Canon in D", de Pachelbel, interpretado por Voices of Music, acompanhado de partituras gráficas e simbólicas. No vídeo abaixo.



3 - "Crab Canon", uma sequência musical de J.S. Bach que funciona para frente, para trás e de modo combinado, prosseguindo com a partitura sendo transformada numa fita de Möbius. Um palíndromo musical de Bach, neste blog.

Pergunta aos musicólogos
Estariam enquadrados no estilo cânone o "Samba em Pelúdio", de Baden e Vinicius, e o "Sem Fantasia", de Chico Buarque?
. . .

27 junho, 2020

Recordes de raios

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou, nesta sexta-feira (26), o registro de dois recordes de raios: o mais extenso em distância percorrida, e o mais longo em segundos. São os "megaflashes".
  • O recorde de raio mais extenso é do Brasil: Ele percorreu 709 km em uma linha horizontal, cortando o Sul do Brasil, em 31 de outubro de 2018.
  • O recorde de raio com duração mais longa é da Argentina: Ele durou 16,73 segundos a partir de um flash que começou no norte da Argentina, em 4 de março de 2019.
Fonte: OMM

"Todos os caminhos levam a Roma"

I
A origem da expressão remonta ao século 1, quando o Império Romano era o umbigo do mundo, indo da Bretanha (atual Inglaterra) à Pérsia (atual Irã), e chegou a ter 80 mil quilômetros de estradas. Elas não eram como as que existem hoje e constituíam mais um meio de comunicação do que de transporte, por onde mensageiros levavam ordens de um lado a outro do Império.
Tabula Peutingeriana, o mapa viário do Império Romano. (Fonte: Wikicommons)
II
Avançadas para a época, essas vias, traçadas sempre em linha reta, eram feitas de pedras cortadas e polidas e cimento, mas não resistiram às invasões bárbaras a partir do século 3. Tempos depois da queda definitiva do Império Romano do Ocidente, em 476, as pedras foram utilizadas para erguer os castelos medievais.
Via Appia, na Itália, a principal ruína das estradas romanas. (Fonte: Wikicommons)
III
Roman Roads, as estradas do Império Romano visualizadas no estilo dos mapas de metrô. (Fonte: Sasha Trubetskoy)

26 junho, 2020

A moeda que veio do céu

Melhor dizendo: a moeda com algo que veio do céu.
O condrito extraterrestre que foi colocado no centro desta moeda foi obtido de um meteorito que caiu em Marrocos, em 2005. A rocha espacial se partiu em múltiplos pedaços quando entrou na atmosfera da Terra.
A moeda em si foi cunhada em uma forma côncava para representar a cratera de um metorito.


Condritos. São os meteoritos mais comuns. Estão presentes em cerca de 86% das quedas testemunhadas de meteoritos.

O navio de Teseu

A vida de Kepler é um testemunho de como a ciência faz pela realidade o experimento mental de Plutarco conhecido como "o navio de Teseu" faz para o eu.
Na alegoria grega antiga, Teseu - o rei fundador de Atenas - navegou triunfantemente de volta à grande cidade depois de matar o mítico Minotauro em Creta. Por mil anos, seu navio foi mantido no porto de Atenas como um troféu vivo e foi navegado anualmente para Creta para reencenar a viagem vitoriosa. Quando o tempo começou a corroer a embarcação, seus componentes foram substituídos um por um - novas pranchas, remos, velas - até que nenhuma peça original permanecesse. Plutarco pergunta então que era o mesmo navio? Não existe um eu estático e sólido. Ao longo da vida, nossos hábitos, crenças e ideias evoluem além do reconhecimento. Nossos ambientes físicos e sociais mudam. Quase todas as nossas células são substituídas. No entanto, permanecemos, para nós mesmos, "quem" "nós" "somos".
Assim, com a ciência: pouco a pouco, as descobertas reconfiguram nossa compreensão da realidade. Essa realidade nos é revelada apenas em fragmentos. Quanto mais fragmentos percebemos e analisamos, mais realista é o mosaico que fazemos deles. Mas ainda é um mosaico, uma representação - imperfeita e incompleta, por mais bela que seja, e sujeita a uma transfiguração interminável. Três séculos depois de Kepler, Lord Kelvin subiu ao pódio na Associação Britânica de Ciências, em 1900, e declarou: "Não há nada novo a ser descoberto na física agora. Tudo o que resta é uma medição cada vez mais precisa". No mesmo momento, em Zurique, o jovem Albert Einstein está incubando as idéias que convergiriam para sua concepção revolucionária de espaço-tempo, transfigurando irreversivelmente nossa compreensão elementar da realidade.

Extraído do ensaio How Kepler Invented Science Fiction and Defended His Mother in a Witchcraft Trial While Revolutionizing Our Understanding of the Universe, de Maria Popova. Brain Pickings

Relacionado: Mudança e identidade

25 junho, 2020

Superação




Ontem, o diabo sussurrou em meu ouvido:

"Você não é forte o suficiente para resistir a esta tempestade."

Eu gritei pra ele:

"Dois metros para trás, seu FDP."

Babirusa

É um porco selvagem (do gênero Babirousa, com várias espécies) encontrado em algumas ilhas da Indonésia. A notável aparência "pré-histórica" desses suínos se deve, em grande parte, às proeminentes presas dos machos.
Os dentes caninos do Babirusa macho crescem sem parar. Os da mandíbula, que é a parte inferior da boca, crescem como as presas dos demais porcos selvagens, enquanto os caninos superiores emergem pelo focinho e crescem a um tamanho inusitado. Em casos, chegam a perfurar o crânio causando a morte do animal!


A natureza não é cruel nem gentil: é indiferente.

24 junho, 2020

Doçura

Muita gente gosta de Nutella. Mas não é por gostar do produto da Ferrero que se deve nomear uma criança de Nutella.
Um casal de franceses havia escolhido esse nome para uma filha. Na esperança de que ela se tornasse uma doçura de criança - como o creme de avelã com cacau de referência. As autoridades franceses, no entanto, não aceitaram registrá-la como Nutella. E um juiz prolatou que o nome era contrário aos interesses da criança, tendo em vista que ela seria alvo de zombarias por toda a vida.

Ficou decidido que os pais mudariam o nome da criança para Ella.

http://www.rd.com/culture/banned-baby-names

A matemática é fundamentalmente criativa

Hilbert, um dos matemáticos mais famosos do século passado, comentou certa vez sobre um de seus ex-alunos que o jovem não havia sido criativo o suficiente para ser um matemático, mas agora que se tornara poeta, ele estava bem. Por mais que essa observação possa ter sido irônica, ela tem um núcleo de verdade. Como a matemática é restrita apenas pelas leis da lógica, existem conexões muito surpreendentes e profundas que podemos encontrar, se formos criativos o suficiente para vê-la. Goste ou não, todos nós temos modelos mentais internos sobre o uso de vários campos da matemática e sobre o que eles são. Ver que um campo da matemática tem algo a dizer sobre outro campo não é um exercício trivial. Considere a percepção de Descartes de que havia uma conexão entre equações e geometria, levando ao plano cartesiano que agora tomamos como garantido. Considere a descoberta, que pode ser rastreada até Galois, de que existe uma conexão entre álgebra linear (que se preocupa com sistemas de equações, matrizes etc.), soluções para equações polinomiais (por que existe um quadrático, cúbico e fórmula quártico, mas nenhuma fórmula quíntica?), e a construtibilidade de certos objetos na geometria (por que você não pode separar um ângulo com uma régua e um transferidor?). Não foram esses atos criativos?

Extraído de: What are some things that mathematicians know, but most people don't?, Quora
Senia Sheydvasser, PhD in Mathematics. Traduzido por: Afrânio Silva, Bacharelado Matemática Aplicada e Computacional, IME-USP (2022)

O hotel infinito de Hilbert
Um grande hotel com um número infinito de quartos e um número infinito de hóspedes nesses quartos. Essa foi a idéia do matemático alemão David Hilbert, amigo de Albert Einstein e inimigo das camareiras do mundo todo.
Para desafiar nossas idéias sobre o infinito, ele perguntou o que acontece se alguém novo aparecer procurando um lugar para ficar. A resposta de Hilbert é fazer com que cada hóspede se desloque por um quarto. O hóspede no quarto um passa para o quarto dois e assim por diante. Portanto, o novo hóspede teria um espaço no quarto um e o livro de visitas teria um número infinito de reclamações.
Mas e quando o infini-tours que contém um número infinito de novos hóspedes chega? Certamente ele não pode acomodar todos eles. Hilbert libera um número infinito de quartos pedindo aos hóspedes que se mudem para o número do quarto que é o dobro do número atual, deixando os infinitos números ímpares livres. Fácil para o hóspede no quarto 1, não tão fácil para o homem do quarto 8.600.597.
O paradoxo de Hilbert fascinou matemáticos, físicos e filósofos - até teólogos - e todos concordaram que você deve descer cedo para o café da manhã.
http://www.britannica.com/video/186420/paradox-David-Hilbert-hotel VÍDEO

Arquivo
http://blogdopg.blogspot.com/2016/11/premios-problemas-do-milenio.html
http://blogdopg.blogspot.com/2017/06/com-maior-das-honras.html
http://blogdopg.blogspot.com/2019/01/nos-saberemos.html

23 junho, 2020

O Conto da Aia

Em uma sociedade patriarcal, machista, como ainda são as nossas, ainda mais quando se organiza em uma ditadura religiosa ou em uma tirania filosófica, como defendia Platão, onde será que as mulheres iriam parar?
Margaret Atwood responde com muita sabedoria: Na República de Gilead, claro.
Em "O Conto da Aia", Margaret Atwood descreve uma ditadura religiosa, uma teocracia, chamada República de Gilead, onde foram adotados quase todos os princípios defendidos por Sócrates e descritos por Platão no seu livro "A República". Princípios que, em maior ou menor escala, já foram adotados em nossa filosofia ocidental judaico-cristã e que continuam a fazer enorme sucesso entre aqueles que teimam em defender repressão como única forma de controle e crescimento do ser ser humano.
Na República de Gilead, como na de Platão, estão presentes:
- as mulheres são seres inferiores e suas únicas "utilidades", são cuidar da casa, da cozinha e procriar;
- Platão/Sócrates defendiam o infanticídio como forma de depurar a raça. Em Gilead eram as mulheres estéreis e rebeldes que iam parar em colônias penais, onde morriam. Ou, então, em eventos chamados de "Salvamentos" onde eram executadas em praça pública;
- na República de Gilead, uma teocracia, o absolutismo era a forma de governo;
- a sociedade estava estratificada em castas: os Comandantes, as Esposas, as Martas, os Olhos, os Guardiães, as Tias e as Aias;
- foi imposta severa censura sobre as artes e artistas: poetas, músicos, atores, compositores, etc;
Margaret Atwood descreve para que serviam uma das Aias: "...fazia parte da primeira leva de mulheres recrutadas para propósitos reprodutivos e fora destinada àqueles que não só requeriam esses serviços bem como podiam reivindicá-los por meio de sua posição na elite. O regime criou uma reserva imediata dessas mulheres ao declarar adúlteros todos os segundos casamentos e ligações extraconjugais, prendendo as parceiras do sexo feminino, e, com fundamento de que elas moralmente inaptas, confiscando os filhos e filhas que já tivessem, que foram adotados por casais sem filhos dos escalões superiores que era ávidos por progênie, quaisquer que fossem os meios empregados."
Nesta descrição parece ecoar todas as palavras de Sócrates, transcritas por Platão em "A República":
"Sócrates — De acordo com os nossos princípios, é necessário tornar as relações muito frequentes entre os homens e as mulheres de elite, e, ao contrário, bastante raras entre os indivíduos inferiores de um e outro sexo; além do mais, é necessário educar os filhos dos primeiros, e não os dos segundos, se quisermos que o rebanho atinja a mais elevada perfeição: e todas estas medidas deverão manter-se secretas, salvo para os magistrados, a fim de que, tanto quanto possível, a discórdia não se insinue entre os guerreiros."
"Sócrates — Assim, se um cidadão, mais velho ou mais novo, se imiscuir na obra comum de procriação, nós o declararemos culpado de impiedade e injustiça, pois fornece ao Estado um filho cujo nascimento secreto não foi colocado sob a proteção das preces e sacrifícios que as sacerdotisas, os sacerdotes e toda a cidade oferecerão para cada casamento, a fim de que de homens bons nasçam filhos melhores, e de homens úteis, filhos ainda mais úteis; um tal nascimento, ao contrário, será considerado fruto das trevas e da libertinagem."
A única diferença era que em "A República", de Platão, Sócrates defendia: "Todas as mulheres dos nossos guerreiros pertencerão a todos: nenhuma delas habitará em particular com nenhum deles. Da mesma maneira, os filhos serão comuns e os pais não conhecerão os seus filhos nem estes os seus pais."
A sociedade ocidental que se crê religiosa, culta e civilizada ainda tem muita recaída para o lado da simples repressão como forma de catalizar o medo que está sempre latente no seio de todas as comunidade humanas. Esta a parte mais horripilante do universo descrito em "O Conto da Aia", porque é um universo que está bem perto de todos nós. Ou, no mínimo, como um universo potencial onde os religiosos têm sede de assumir o poder em qualquer país do mundo e transformá-lo em uma tirania.

Fernando Gurgel Filho

Problemas de nomeação

Ou serão problemas de numeração?

22 junho, 2020

Laço humano

Tenho certeza de que você poderia fazer isto se quisesse. Eu simplesmente não quero.

(http://bitsandpieces.us/2019/02/just-showing-off/)

Há uma contorcionista neste conto.

Posta a gelar, Zlata - a que não se dilata, acha que a geladeira fica mais espaçosa.

A divisão aqui é Norte-Sul ou Leste-Oeste?

O mar profundo

Abaixo do primeiro quilômetro de água, a luz do sol nunca chega. É um lugar pouco povoado e com seres bioluminescentes. Nele, há peixes que vivem 200 anos, crustáceos e outros peixes como o tamboril, alguns dos quais possuem uma espécie de chifre luminescente para atrair suas presas.
Nós, humanos, mergulhamos apenas a 332 metros de profundidade (recorde de Ahmed Gabr em 2014).
Abaixo de 1.500 metros, você pode encontrar caranguejos e outros bichos curiosos, que vivem em túneis hidrotermais que se formam no leito do mar. Os narvais atingem 1.800 metros e vários tipos de tubarões 2.000, 3.000 e até 3.500. A famosa lula gigante "estilo 20.000 léguas submarinas" (bem, não tão grande, mas com 10 metros de comprimento) vive a 2.200 metros sem problemas. E a 3.000 metros chega ao último dos mamíferos: o zífio ou baleia-bicuda-de-Cuvier.
Além disso, em 4.600, você encontra o Megachasma pelagios, que é um tubarão parecido com o megalodonte descoberto em 1976, além de peixes e estrelas do mar "chatos". A 6.000 metros, há a área de Hadal, da qual se diz que "menos pessoas chegaram lá do que à Lua". Mas mesmo a 7.000 e 8.000 metros de profundidade, existem seres vivos como alguns tipos raros de água-viva,
A mais de 9.500 metros, começou a descida na Fossa das Marianas pelo batiscafo Trieste, que mesmo a 10.300 metros encontrou alguns seres vivos, pouco antes de atingir o ponto mais profundo já alcançado: 10.923 metros . Isso aconteceu em 1960, mais de 60 anos atrás. Essa profundidade esteve prestes a ser superada pelo veículo de mergulho profundo Deepsea Challenger, dirigido por James Cameron, que chegou a alguns metros de distância, embora a descida fosse mais rápida e a permanência na profundidade maior (3 horas).

Extraído de: http://www.microsiervos.com/archivo/ciencia/mar-profundo-scroll-infografia-casi-infinita-profundidades-abisales.html

21 junho, 2020

O lugar mais elétrico da Terra

Você certamente já ouviu o ditado "um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar". Mas, o lago Maracaibo, na Venezuela, é a prova de que isso não é verdade. Em uma noite tranquila, o lago pode ser palco de milhares de relâmpagos.
O fenômeno é conhecido por vários nomes, entre eles, Farol de Maracaibo, Relâmpago do Catatumbo e, mais sugestivamente, Tempestade Eterna. Talvez este último nome seja um exagero, mas é fato que há uma média de 260 dias de tempestade por ano no local em que o rio Catatumbo encontra o Lago Maracaibo.
Ali, o céu noturno é iluminado por nove horas com milhares de clarões de eletricidade produzidos naturalmente.
O número de tempestades diminui nos meses de janeiro e fevereiro, mais secos, e atinge seu ponto mais espetacular no ápice da estação chuvosa, em outubro. Nessa época do ano, é possível avistar, em média, 28 relâmpagos por minuto.


Os relâmpagos têm desempenhado um papel significativo na história da Venezuela, pois ajudaram a impedir, pelo menos, duas invasões noturnas ao país.
A primeira tentativa foi em 1595, quando os navios comandados por Sir Francis Drake, da Inglaterra, foram iluminados pela tempestade, revelando seu ataque surpresa aos espanhóis, em Maracaibo. A outra foi durante a Guerra da Independência da Venezuela, em 1823, quando eles denunciaram a frota espanhola tentando surpreender os venezuelanos.

A voz do dono e o dono da voz

No livro "Histórias de canções: Chico Buarque", Wagner Homem registra que a canção "A voz do dono e o dono da voz", de Chico Buarque (o dono da voz), foi uma "resposta irada e irônica" a uma discussão entre Chico e sua gravadora de então - 1981 (Poligram, a voz do dono). Outra informação importante oferecida por Wagner Homem é a de que "a expressão "o dono da voz" apareceu pela primeira vez nessa canção e rapidamente foi incorporada ao vocabulário da língua portuguesa. Era uma brincadeira de Chico com o lema "The master's voice" (A voz do dono), da gravadora RCA Victor, que exibia um cachorrinho observando atentamente um gramofone".
365 Canções

O símbolo da Victrola (o aparelho da Talking Machine Company que deu origem ao nome vitrola) o cãozinho Victor. Um fox terrier, cujo nome real era Nipper, que foi desenhado pelo pintor Francis Barraud. Na cena famosa, o cãozinho aparece olhando para o gramofone porque dali vinha a voz de seu falecido dono (um irmão do pintor), o qual tinha deixado algumas gravações com a sua voz. Ao ouvi-lo, o animal prestava atenção. E, por isso, o slogan de Victrola era "His Master´s Voice".
Slideshow O cãozinho Victor

Ao fechar a canção com o refrão "o que é bom para o dono é bom para a voz (vós)" - canto paralelo (paródia, paráfrase) de "o que é bom para os Estados Unidos é bom para o Brasil", a inoxidável frase dita por Juracy Magalhães, ministro das Relações Exteriores do governo militar brasileiro - Chico, segundo o blogueiro Leonardo Davino, do "365 Canções", ironicamente amarra a discussão lançando, mais uma vez, o problema para o ouvinte.


Faixa do álbum "Almanaque" (1981), pela gravadora "Ariola"

20 junho, 2020

Limites do cérebro

0 por cento
Se n pessoas estiverem em um elevador e n + 1 forem pressionados, haverá pelo menos um cérebro de pombo no elevador.

100 por cento

A torre de sal

No meio do deserto, 10.000 espelhos rastreiam o sol da região árida e concentram seus raios no topo desta torre de 200 metros que contém sal derretido. O sal é aquecido a temperaturas extremas, produz vapor e gera eletricidade dia e noite para o estado de Nevada.

(http://izismile.com/2020/06/16/daily_picdump_79_pics.html)

19 junho, 2020

Uma retrospectiva da Lei de Murphy

É possível rastrear os detalhes reais de um único fato histórico? Nick T. Spark tentou. Ele publicou suas descobertas inicialmente nos "Anais da Pesquisa Improvável" (volume 9, número 9), depois em forma expandida em um livro. Três pessoas que ele descobriu - Murphy é um deles - compartilharam um Prêmio Ig Nobel em 2003 por (provavelmente) dar o nome à Lei de Murphy.
http://www.improbable.com/2019/12/10/a-look-back-at-a-look-back-for-murphys-law/


ENGENHARIA : O falecido John Paul Stapp, o falecido Edward A. Murphy Jr. e George Nichols, por darem à luz em conjunto, em 1949, a Lei de Murphy, o princípio básico de engenharia de que: "Se houver duas ou mais maneiras de fazer algo, e uma dessas maneiras poder resultar em uma catástrofe, alguém fará isso". (Ou, em outras palavras:" Se alguma coisa pode dar errado,dará".)
REFERÊNCIA: "O Homem Mais Rápido da Terra", Nick T. Spark, Annals of Improbable Research, vol. 9, n. 5, set / out de 2003.VÍDEO
QUEM ASSISTIU À CERIMÔNIA IG NOBEL: (1) Nick T. Spark, em nome da viúva de John Paul Stapp, Lilly. (2) Edward A. Murphy III, em nome de seu falecido pai. (3) George Nichols, via fita de áudio.
http://www.improbable.com/ig-about/winners/#ig2003

Podcast do Ring Decoder traz uma nova opinião:
Nick Spark caiu em uma toca de coelho rastreando as origens da lei de Murphy, a frase onipresente que diz: "Se pode dar errado, vai dar errado".
"Nesse episódio do Decoder Ring, seguimos a faísca em sua jornada enquanto decidíamos. Tomamos alguns desvios para descobrir como a lei de Murphy nasceu, (talvez) dos experimentos com trenó de foguetes da era do jato. Conversamos com Spark, ouvimos algumas das gravações que ele coletou durante sua própria pesquisa e falamos com pesquisadores que são céticos em relação à hipótese de Nick. Tudo para tentar descobrir como um aforismo obscuro da engenharia se espalhou para se tornar uma observação filosófica de alcance mundial. Algumas das vozes deste episódio incluem Nick Spark, Craig Ryan (autor de Sonic Wind, uma biografia de John Paul Stapp), George Nichols, David Hill, Fred Shapiro e Steven Sorenson."
http://slate.com/podcasts/decoder-ring/2019/12/nick-spark-murphys-law-origin-rocket-tests-california-desert
http://slate.com/transcripts/bWU4ekM2SURYOXVBYmVNbUVBZWtmRS9RY2ovSml2YXFoUFFCa0YwZTB6dz0=
http://www.improbable.com/2019/12/10/a-look-back-at-a-look-back-for-murphys-law/

Arquivo
2008 - O Paradoxo de Alceni
2008 - Equacionando a Lei de Murphy
2012 - As Leis de Murphy do YouTube
2014 - A Lei de Murphy do churrasco

A celebração da luz

Refletindo sobre o impulso humano universal de celebrar a luz - sua partida e seu retorno - Susan Cooper escreveu:

Se você mora em um planeta que circunda um sol, seu tempo é governado pelos padrões de luz e escuridão, verão e inverno, calor e frio. E, claro, vida e morte. Quando nossos antepassados ​​aprenderam a cultivar, plantaram e colheram nos equinócios, mas foram os solstícios que chamaram sua atenção. Eles observaram seus dias encolherem, da abundância do alto verão ao frio sombrio do inverno, e inventaram rituais para garantir que a luz voltaria novamente: trazendo o novo dia, o novo ano, o renascimento da vida.

Os rituais de renascimento se tornaram tradições que ainda comemoramos, lembrando-nos ou não de onde eles vieram. Alguns deles são tão antigos que apenas seus monumentos permanecem. Na manhã do solstício de inverno nas campinas de Newgrange, no Condado de Meath, na Irlanda, o primeiro raio de sol do dia brilha através de uma passagem que o povo neolítico construiu por lá cinco mil anos atrás para capturá-lo e, durante dezessete minutos, o fundo escuro de um quarto é preenchido pelo sol do dia mais curto.

Cooper, S. The Shortest Day Via Brain Pickings

18 junho, 2020

Nuvem carrancuda

Esta nuvem de tags foi vista sobre o Brasil.



Tomara que o sol venha logo para dissipá-la. O sol é um grande saneante, sabiam?

A resposta do psicoterapeuta

Prezado Dr. Antônio Roberto,
Espero que possa me ajudar.
Peguei meu carro e saí pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre. Rodei pouco mais de 1km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido. Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, transando com a filha da vizinha!
Eu tenho 32 anos, meu marido 34, e a garota 22. Estamos casados há 10 anos e ele confessou que os dois estão tendo um caso há 6 meses. Eu o amo muito e estou desesperada. Você pode me ajudar?
Antecipadamente grata,
Patrícia

Resposta
Cara Sra. Patrícia,
Quando um carro para, depois de haver percorrido uma pequena distância, isso pode ter ocorrido devido a uma série de fatores. Comece por verificar se tem gasolina no tanque. Depois veja se o filtro de gasolina não está entupido.
Verifique também se tem algum problema com a injeção eletrônica. Se nada disso resolver o problema, pode ser que a própria bomba de gasolina esteja com defeito, não proporcionando quantidade ou pressão suficiente nos injetores. A pessoa ideal para ajudá-la seria um mecânico. Você jamais deveria voltar em casa para chamar seu marido. Ele não é mecânico. Você está errada. Não repita isso.
Espero ter ajudado,
Dr. Antônio Roberto

(fazendo a ronda na internet)

17 junho, 2020

A música colorida de Castel

Louis-Bertrand Castel (1688 - 1757), matemático francês, jesuita e oponente vociferante da ciência newtoniana.
Ao lado: uma caricatura de Castel fazendo uma demonstração de seu cravo óptico.
O cravo óptico tinha sessenta pequenos painéis de vidro colorido, cada um com uma cortina que se abria quando uma tecla era tocada. Um segundo modelo melhorado do cravo foi demonstrado para uma pequena audiência em dezembro de 1754. Pressionar uma tecla fazia com que uma pequena haste se abrisse, permitindo que a luz brilhasse através de um pedaço de vitral. Castel considerava a música colorida semelhante à linguagem perdida do paraíso, onde todos os homens falavam da mesma forma, e afirmou que, graças à capacidade de seu instrumento de pintar sons, até um ouvinte surdo poderia apreciar a música.
Fontes: WIKI e Great Exhibionists


Quanto pesa uma nuvem?

A leitora Jane escreveu para observar que as nuvens parecem tão agradáveis, fofas e mais leves que o ar, então elas certamente não podem pesar muito. Estaria certa?
Matt Soniak, Mental Floss
Quando Peggy LeMone estava no ensino médio, o pai de uma amiga refletiu sobre a mesma pergunta, e ela a manteve no fundo da mente por anos. Agora, crescida, LeMone é pesquisadora do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica e descobriu uma resposta. Hoje, ela compartilha sua técnica de pesagem de nuvens conosco.
Primeiro, descubra como a nuvem é densa. Os cientistas mediram a densidade da água de uma nuvem cumulus típica (a branca e fofa que você vê em um dia agradável) como 1/2 grama por metro cúbico. A densidade será maior para diferentes tipos de nuvens.
Em seguida, descubra o tamanho da nuvem. Ao medir a sombra de uma nuvem quando o sol está diretamente acima dela, você pode ter uma idéia de sua largura. LeMone faz isso observando seu odômetro enquanto dirige sob uma nuvem. Um cúmulo típico, ela diz, tem cerca de um quilômetro de diâmetro e geralmente é cúbico - portanto, um quilômetro de comprimento e um quilômetro de altura também. Isso fornece uma nuvem com um bilhão de metros cúbicos de volume.
Faça as contas com a densidade e o volume para determinar o conteúdo total de água da nuvem. Nesse caso, são 500.000.000 gramas de água ou 500 toneladas. Isso é muito peso, então LeMone sugere colocá-lo em termos mais familiares, como elefantes. Essa nuvem pesa cerca de 100 elefantes. Se você é democrata e se sente partidário, ela diz, você pode substituir por 2500 burros. Se você se importa mais com os dinossauros do que com a política, também pode dizer que a nuvem pesa cerca de 33 apatosauros.
Se todos aqueles elefantes, burros ou dinossauros estivessem no céu, eles cairiam. Então, como uma nuvem de várias centenas de toneladas permanece à tona? Por um lado, o peso não se concentra em cem partículas do tamanho de elefantes. É distribuído entre trilhões de realmente minúsculas gotas de água espalhadas por realmente um grande espaço. Algumas dessas gotículas são tão pequenas que você precisaria de um milhão delas para fazer uma gota de chuva, e o efeito da gravidade sobre elas é bastante insignificante.
Além disso, a nuvem é menos densa que o ar seco, por isso é flutuante. Isso também ajuda a que todas essas pequenas gotinhas sejam levadas pelas correntes de ar quente. Essas gotículas não flutuam para sempre, no entanto. Quando a densidade da água da nuvem aumenta e as gotículas ficam maiores e mais pesadas, a nuvem acaba caindo, pouco a pouco, na forma de chuva.

Arquivo: Uma nuvem diferente

16 junho, 2020

Salvando pássaros

Teias inspiraram um fabricante a criar vidros que impedem que os pássaros se choquem contra as janelas.


Galileu e o pêndulo

Na biografia de Viviani sobre Galileu, ele conta como, quando jovem estudante de 18 anos, em 1581, Galileu fez sua primeira descoberta sobre os pêndulos.
"Numa tarde, ao realizar suas devoções na Catedral de Pisa, e à vista da bela lâmpada de bronze do mestre Vincenzo Possenti que pendia (e ainda está pendurado) do teto da nave. Quando, para acendê-lo mais facilmente, um religioso o atraiu para um dos lados. A princípio, Galileu observou esse simples incidente, como milhares de outros fieis haviam feito antes dele e o fizeram desde então, ou seja, de maneira casual. Mas, rapidamente, sua atenção se voltou para a lâmpada que ficou a oscilar. Inicialmente, com oscilações consideráveis que foram se ​​tornando gradualmente menores, enquanto ele pôde ver que todas eram executadas em igual tempo, provando isso cronometrando-as com o pulso - o único relógio que possuía!"
É uma bela história de uma mente jovem e brilhante que alcançaria a grandeza, mas J J Fahie em sua biografia de Galileu aponta:
"Se isso é apenas uma fábula bonita, como a de Newton e a maçã, agora não se pode decidir, mas é, pelo menos, certo que a lâmpada de Possenti não foi a que Galileu observou, uma vez que não foi fabricada até 1587, e só foi pendurado em seu lugar atual no dia 2 de dezembro daquele ano."
http://pballew.blogspot.com/2019/12/on-this-day-in-math-december-20.html#links

Galileu 1 x Newton (1) (2) (3)

15 junho, 2020

O paradoxo da tolerância

Faz referência ao paradoxo apontado pelo filósofo Karl Popper em seu livro "The Open Society and Its Enemies", no qual apresenta a ideia de que, no ambiente social, a tolerância ilimitada leva, paradoxalmente, ao desaparecimento da tolerância.

Em um trabalho de 1997, Michael Walzer indagou: "devemos tolerar os intolerantes?". Observando a seguir que a maioria dos grupos religiosos minoritários que são beneficiários da tolerância, são eles próprios intolerantes, pelo menos em alguns aspectos. Num regime tolerante, essas pessoas podem ter que aprender a tolerar, ou pelo menos comportar-se "como se possuíssem esta virtude".

Por mais paradoxal que seja, defender a tolerância exige não tolerar o intolerante. Há um limite em que a tolerância deixa de ser virtude. (Edmund Burke)

Qual é a maior estrela?

O Sol pode parecer ser a maior estrela do céu, mas isso é apenas porque está mais próximo. Em uma escala estelar, o Sol é de tamanho médio - cerca de metade das estrelas conhecidas são maiores e metade são menores.
A maior estrela conhecida no universo é UY Scuti, uma hipergigante com um raio cerca de 1.700 vezes maior que o Sol. E não está sozinha em se tratando de ofuscar a estrela dominante da Terra.


Se UY Scuti substituísse o Sol no centro do sistema solar, sua fotosfera se estenderia além da órbita de Júpiter. A nebulosa de gás que escapa da estrela se estenderia ainda mais além, além da órbita de Plutão, até 400 vezes a distância entre o Sol e a Terra.
O grande raio de UY Scuti também não a torna a estrela mais massiva. Essa honra vai para a R136a1, que pesa cerca de 300 vezes a massa do Sol, mas mede apenas cerca de 30 raios solares. UY Scuti, em comparação, é apenas cerca de 30 vezes mais massivo que o Sol.

Extraído de: What Is the Biggest Star?, SPACE.com

14 junho, 2020

Bom garoto

"Oh, senhora. Deixe-me ajudá-la."
(http://bitsandpieces.us/2019/07/here-let-me-help-you/)

Estava guardando esta imagem GIF para o Dia da Gentileza, mas acabo de mudar de ideia.

Raquel e Lia

RAQUEL - Luís de Camões
Jacob serviu Labão durante sete anos para obter Raquel, que amava, como prêmio desse trabalho. Enquanto os dias passavam vagarosamente, o sofrido pastor tinha só o sustento da visão da amada, com a esperança de a alcançar no futuro. Contudo, quando acabou esse longo período, Labão decidiu que Jacob recebesse Lia, outra filha, e não Raquel, tal como era o seu desejo.
Jacob não ficou desiludido e começou a servir Labão durante mais sete anos. As palavras finais do soneto, pronunciadas pela própria personagem emotivamente em estilo directo, manifestam o ânimo firme de Jacob, que exprime que estaria disposto a servir Labão ainda mais tempo para conseguir Raquel.
[http://www.omarrare.uerj.br/numero15/xosemanuel.html]

Sete anos de pastor Jacob servia
Labão, pai de Raquel, serrana bela;
Mas não servia ao pai, servia a ela,
E a ela só por prémio pretendia.

Os dias, na esperança de um só dia,
Passava, contentando-se com vê-la;
Porém o pai, usando de cautela,
Em lugar de Raquel lhe dava Lia.

Vendo o triste pastor que com enganos
Lhe fora assi negada a sua pastora,
Como se a não tivera merecida;

Começa de servir outros sete anos,
Dizendo: – Mais servira, se não fora
Para tão longo amor tão curta a vida!

São João na Roça (citação)
Luiz Gonzaga
Dança Joaquim com Isabé / Luiz com Iaiá / Dança Janjão com "Raqué" / E eu com Sinhá.
[http://www.cifraclub.com.br/luiz-gonzaga/sao-joao-na-roca/]
Raquel (valsa)
Francisco Alves
Raquel! Raquel! / Ao despertar das rosas / Vou, pela noitinha, / Tu és minha! / Dos teus encantos cativo, ó flor, / Murmuro baixinho, "amor"!
[http://www.letras.com.br/francisco-alves/raquel]

LIA
Esta ciranda quem me deu foi Lia / que mora na ilha de Itamaracá.
Para muita gente, trata-se de uma personagem que vive apenas nos versos "Essa ciranda quem me deu foi Lia,/que mora na Ilha de Itamaracá", uma música de domínio público gravada pela primeira vez por Teca Calazans, em 1963. Mas Lia é real, tem 63 anos e poderá ser vista num documentário, dirigido pela cineasta carioca Karen Akerman, que dará origem a livro, CD e DVD. "Eita! É muita felicidade!", festeja Lia. "Nunca pensei que um dia fosse virar uma estrela de cinema". Nome real: Madalena
Maria Madalena começou a ficar conhecida como Lia de Itamaracá, nos anos 1960 e é a fonte de um refrão famoso, recolhido pela compositora Teca Calazans: Ó cirandeiro/cirandeiro ó / a pedra do teu anel / brilha mais do que o sol. A estes versos Teca incorporou uma toada informativa, que também teve grande sucesso: Esta ciranda quem me deu foi Lia / que mora na ilha de Itamaracá.
[http://www.geledes.org.br/esta-ciranda-quem-me-deu-foi-lia-que-mora-na-ilha-de-itamaraca/]
Esta terra ainda vai tornar-se um imenso Bacurau
As mulheres de "Bacurau" miram-se no exemplo das heroínas de Tejucopapo, as destemidas que expulsaram, a pau e pedra, os holandeses que pretendiam saquear o vilarejo a 60 km do Recife, em 1646. Aí vemos Carmelita (Lia de Itamaracá), a matriarca que representa a utopia da água e da fartura da nação semiárida; Domingas (Sônia Braga), com sua blasfêmia alcoolizada e a valentia do cuidado rotineiro com o povo; a Teresa (Bárbara Colen) que retorna mais forte ainda... Sem falar na Deisy (Ingrid Trigueiro), que dá um tiro de escopeta ao melhor estilo Chigurh (Javier Barden) no faroeste americano "Onde os fracos não têm vez".
[http://brasil.elpais.com/brasil/2019/09/13/opinion/1568332061_508519.html]
[http://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/7737/1/arquivo7662_1.pdf] DISSERTAÇÃO
[http://twitter.com/hashtag/liadeitamarac%C3%A1?src=hashtag_click]
Eu sou Lia (Ciranda de Lia)
Paulinho da Viola
Eu sou Lia da beira do mar / morena queimada do sal e do sol / da Ilha de Itamaracá.
Em 1984, a Fundarpe lançou o LP "80 anos de Capiba", por ocasião da comemoração dos 80 anos do compositor pernambucano. O disco registrou, entre outras canções, a ciranda "Minha ciranda", com Lia de Itamaracá.
[http://dicionariompb.com.br/capiba/dados-artisticos]
Ciranda Praieira (ciranda/rock'n roll)
Lenine
Mas foi na casa de Lia / numa ciranda praieira / que eu vi minha estrela guia / nos olhos da cirandeira.
[http://youtu.be/9kPTlR8for4]
Na ilha de Lia, no barco de Rosa
Autores: Edu Lobo e Chico Buarque
Quando adormecia na ilha de Lia / Meus Deu, eu só vivia a sonhar / Que passava ao largo no barco de Rosa / E queria aquela ilha abordar.
[http://youtu.be/kOslkKpmKmo]




🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺🚺

Musical Madalena, A beleza em Tereza, Apareceu a Margarida, Carol, Carolina, A levada da Rita, Compilando Irene"Rosa" de Pixinguinha, Helena, Helena, Helena e Um buquê de Rosas

13 junho, 2020

Tem o Equador fronteira com a Costa Rica?

A Costa Rica, na América Central, e o Equador, na América do Sul, não possuem fronteiras terrestres. Mas apresentam uma fronteira marítima devido à posição da Ilha de Cocos (Isla del Coco) e do Arquipélago das Ilhas Galápagos, que são territórios da Costa Rica e do Equador, respectivamente.


Em 12 de março de 1985, para solucionar um impasse (no qual a Colômbia também estava metida, graças à Ilha Malpelo),  foi assinado um Acordo de Delimitação Marítima entre a Colômbia, a Costa Rica e o Equador.
Fonte: ¿Tiene el Ecuador frontera con Costa Rica?, Quora

Competição de esconde-esconde

Em maio de 2015, divulguei no blog Nova Acta uma notícia deveras interessante sobre a mais antiga estátua budista. Assim considerada porque, revelava a notícia, a estátua continha os restos humanos de um monge que havia vivido uns mil anos atrás.


Pois não é que um certo Professor Barclay considerou agora o monge como vencedor da competição de esconde-esconde de 1019?!
[http://bitsandpieces.us/2019/07/hide-and-seek-champ-of-1019/]
[https://twitter.com/AlbertBarclay69]

N. do E.
Essa demora milenar para ser encontrado, e que só foi possível graças à utilização do RX, é a prova irrefutável de que o monge merece dois títulos: o do Professor Barclay e o G.O.A.T.
G.O.A.T. = Greatest Of All Time.

12 junho, 2020

Passando a régua - 2

Marc Abrahams
Imagina-se que as pequenas réguas de plástico são imprecisas para os metrologistas. Agora, são os pesquisadores que mostram que a maioria delas atende aos padrões oficiais, embora estes sejam "chocantemente pobres".
As pequenas réguas plásticas de cortesia, imprecisas, frágeis e desfiguradas pela publicidade, atraem apenas uma quantidade medida de respeito dos metrologistas. Em 1994, dois metrologistas tomaram suas medidas para ver o quanto elas merecem respeito.
Metrologistas são as pessoas que apresentam maneiras cada vez mais precisas de medir as coisas.
A comunidade da metrologia luta incessantemente sobre as novas definições-padrão para os padrões intimidadoramente importantes, nunca tão bons quanto eles idealmente deveriam ser - porém famosos, como o quilograma, o metro e o segundo.
A equipe de pai e filho de TD Doiron e DT Doiron olhou, brevemente, para um padrão negligenciado. Seu relatório, chamado Length Metrology of Complimentary Small Plastic Rulers (Metrologia de Comprimento de Pequenas Réguas de Plástico de Cortesia), atraiu alguma medida de interesse na Conferência de Ciência de Medição em Pasadena, Califórnia.
O relatório Doiron / Doiron implica duas verdades simultâneas e opostas. Às vezes, os metrologistas expressam desprezo pelas pequenas réguas de plástico (conhecidas no mercado como SPRs), porque elas são feitas de poliestireno barato e fabricadas para perder a tolerância. Mas os metrologistas também respeitam profundamente esses objetos elegantes, úteis, esguios e de fundo plano, com as quatro superfícies de trabalho de borda reta e a parte superior que possui uma suficiência de marcações com tinta e graduações elevadas, dizendo que as graduações estão localizadas em bordas externas dos lados superiores chanfrados.
Os Doirons explicam essa atitude ambivalente:
"Não há virtualmente cientistas ou engenheiros ativos que não possuam um número de SPRs em suas mesas, que são usados ​​continuamente para desenvolver os projetos mais antigos e básicos de praticamente todos os objetos fabricados. Uma rápida pesquisa com engenheiros mostrará que esses esboços iniciais (que são a base de nossa economia de fabricação) dependem em grande parte do uso de SPRs. Embora exista um padrão federal para réguas plásticas, a Especificação Federal GG-R-001200-1967 e a mais recente AA-563 (1981), nunca houve um estudo sistemático da metrologia desta ferramenta básica do sistema nacional de medição."
Doiron e Doiron estudaram 50 réguas que "haviam colecionado durante um longo período de tempo em conferências e com colegas". Eles descobriram que a especificação do governo era tão "chocantemente ruim" que eles poderiam apontar para uma passagem importante e dizer: "Não podemos descobrir o que essa afirmação significa".
Depois de medir as coisas da melhor maneira possível (e, sendo bons metrologistas, eles poderiam medir as coisas bem de fato), os Doirons chegaram a um par de conclusões. Primeiro, que a maioria das pequenas réguas de plástico de cortesia "atendeu facilmente" ao padrão oficial (embora obscuro). Segundo, que "quanto mais velha a régua", mais precisa se mostrava.
No próprio Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (Nist), um funcionário me disse que, certa vez, ordenou que um lote dessas "reguinhas" fosse miseravelmente calibrado. Como medida de cautela (eles têm uma reputação a proteger) e, talvez, com algum ressentimento e vergonha, Nist as devolveu ao fabricante.

Does your ruler measure up? The Guardian
• Marc Abrahams é editor dos Anais Bimestrais da Pesquisa Improvável e organizador do prêmio Ig Nobel.

Passando a régua - 1

O travesseiro namorado

Que mulher nunca acordou
Com um desconhecido ao lado
Com o cabelo desgrenhado
Ou com o travesseiro babado?
Poema de Mulher

Quando isto não foi possível


Por que só o Brasil celebra hoje o Dia dos Namorados?
Apesar desta explicação, o blog EM vai continuar comemorando a data em 12 de junho — em coparticipação com o #FelizDiaDoChifre.
Pragmatismo é isso aí!

======================================================================

SAPATO VELHO, de Mú Carvalho, Cláudio Nucci e Paulinho Tapajós
Homenagem do Dia dos Namorados a todos os casais que já trilharam um longo caminho juntos. E continuam caminhando. Juntos.
- - Marcos Mairton (cordelista cearense e juiz)
- - Ricardo Morais (violonista)
Vídeo indicado por Fernando Gurgel Filho

11 junho, 2020

O relógio da gravidade

Alimentado pela gravidade, este relógio (gravity clock) não possui mola ou baterias.
Imagem: Reddit
No entanto, uma vez a cada 12 horas, o relógio deve ser colocado no topo da rampa. (*) À medida que o relógio desce a rampa (aqui são capturadas 12 horas em um intervalo de tempo de 24 segundos), a energia potencial gravitacional é transformada na energia cinética do trem de engrenagens do relógio em movimento e da roda de balanço oscilante. O mostrador e o mecanismo do relógio estão suspensos com um contrapeso que os mantém na posição vertical - embora você possa notar que o mecanismo deste relógio vintage fica um pouco às 7 horas.
O relógio também é bastante pesado, pois pesa 2,7 kg. @physicsfun acredita que unidade foi produzida na China, há cerca de 50 anos.

(*) Não precisa fazer isto no período noturno. Você não vê as horas enquanto dorme.

Pássaros do fogo

Aborígenes australianos sustentam que há pássaros que incedeiam a vegetação carregando paus com fogo em seus bicos ou garras. Planando e pousando perto das frentes de fogo, essas aves fazem prosperar os incêndios que assolam as savanas tropicais da Austrália.
A cada ano, até 75% das savanas tropicais da Terra queimam. A Austrália não é exceção a esta regra. De 1997 a 2011, cerca de 18% das 730.000 milhas quadradas de savanas da Austrália foram afetadas por incêndios a cada ano, em média. Algumas regiões veem incêndios uma vez a cada dois anos.
A idéia é que algumas aves usem suas fogueiras para ajudar a obter comida - facilitando refeições com insetos e outros pequenos animais que tentam fugir dos incêndios.
Falcões marrons (imagem) e papagaios pretos chegam a essas frentes que são, literalmente, um frenesi mortal", disse o ornitólogo Bob Gosford, em uma entrevista à Australian Broadcasting Corporation (2016). "É um frenesi alimentar, porque dessas pastagens surgem pequenos pássaros, lagartos, insetos, tudo fugindo da frente de fogo".
"Eu vi um falcão (Falco berigora) pegar uma vara fumegante em suas garras e jogá-la em um punhado de grama seca a 800 metros de distância, e depois esperar com seus companheiros pelo êxodo louco de roedores e répteis chamuscados e assustados", escreveu Waipuldanya Phillip Roberts em "I, the Aboriginal", uma autobiografia de Roberts de 1964, compilada pelo jornalista australiano Douglas Lockwood.
Em 8 de janeiro de 2018, saiu um artigo na National Geographic sobre como os pesquisadores esperavam obter provas de fotos ou vídeos dessa prática, uma vez que os relatos de testemunhas oculares pareciam plausíveis.

https://www.nationalgeographic.com/news/2018/01/wildfires-birds-animals-australia/

10 junho, 2020

Estátuas na mira dos manifestantes

É o efeito George Floyd.
Em Bristol, no Reino Unido, manifestantes decidiram corrigir um erro histórico. Eles derrubaram domingo, 7, a estátua de um escravocrata do século 17, Edward Colston. Em seguida, jogaram a homenagem ao traficante de escravos no fundo do rio. Agora a luta é para acabar com outras referências a ele (como o nome Colston Tower em uma torre).


O debate se espalhou pelo país.
O prefeito de Londres Sadiq Khan criou uma comissão para reavaliar o patrimônio público da cidade. Não só de suas estátuas, mas também de suas ruas e prédios públicos. A idéia é mudar o que não mais reflete os valores da cidade.
Em Oxford, há também um movimento que pede a retirada da estátua do imperialista Cecil Rhodes da Universidade. Os manifestantes falam que a estátua enaltece o racismo colonial.
Enquanto isso, em Antuérpia, na Bélgica, as autoridades da cidade retiraram a estátua de Leopoldo II. Ele ficou marcado na história pela política imperialista que praticou no Congo, onde matou mais de dez milhões de pessoas. Contudo, a estátua deverá ficar em um museu.
Seria interessante que também ficassem: 1) uma placa, no local de onde a estátua foi retirada, explicando as razões da remoção; e 2) outra placa, no museu em que ela tiver guarida, contando um pouco da verdadeira história do "homenageado". Nunca se sabe.

http://t.co/VopQu8vixY, um tweet de Nathália Urban.
Comentário - Mark Twain escreveu uma sátira sobre Leopoldo II da Bélgica chamada "Solilóquio do rei Leopoldo: Uma defesa de seu domínio no Congo", em que ele zombou da defesa do rei (em grande parte com as próprias palavras de Leopoldo) de seu reinado de terror no país africano. ~ PGCS

Pé-rapado

O termo "pé-rapado", segundo o dicionário, é sinônimo de pessoa de origem humilde, pobre. Já era conhecido por volta do século 17 e é usado até hoje. Designava o pobretão, principalmente da zona rural, que andava descalço e por isso era obrigado a raspar (ou rapar) os pés para lhes tirar a lama.
Mas você sabe como a expressão "pé-rapado" surgiu? Não se sabe ao certo quando, mas ela já aparece nos versos que Gregório de Matos (segundo lembra Câmara Cascudo) dedicou a uma mulata baiana que lhe havia pedido um cruzado para consertar os sapatos, na segunda metade do século XVII:
"Se tens o cruzado, Anica,
Manda tirar os sapatos,
E senão lembra-te o tempo
Que andaste de pé rapado."
No Brasil, na época do período colonial, as pessoas de boas condições financeiras andavam em cavalos, enquanto as mais pobres geralmente andavam a pé. Como o chão não era pavimentado, era comum haver lama, fazendo com que as pessoas mais humildes sujassem seus pés.
Para diminuir a sujeira de lama nos locais públicos, geralmente eram disponibilizados objetos de ferro, que serviam para que as pessoas esfregassem a sola de seus calçados a fim de retirar a lama.

Antigamente, as igrejas e os prédios públicos tinham à entrada 
objetos como este da foto para retirar a lama dos sapatos.

Como os mais ricos andavam a cavalo, eles não sujavam seus sapatos, mas os pobres acabavam pisando na lama e eram exatamente eles que acabavam tendo que "rapar os pés" nesses objetos.
Outra ocorrência da expressão foi registrada durante a Guerra dos Mascates, no início do século XVIII, em Pernambuco. A expressão "pés-rapados" foi usada de forma pejorativa para se referir ao exército de camponeses que andavam descalços e combatiam as tropas portuguesas que usavam botas e uniforme militar.
Os dicionários registram também o termo "pé-rachado", que possui o mesmo significado de "pé-rapado", embora faça analogia às rachaduras causadas nos pés devido ao fato de andar descalço, sem conforto algum.

SÓ Português

09 junho, 2020

A borracha translúcida

Faz aproximadamente 250 anos desde que a borracha foi inventada. Mas, em quase todos esses anos, o parceiro do lápis sempre teve uma falha: você não podia ver o que estava apagando.
Esse problema foi solucionado.
Há cinco anos, a empresa de papelaria Seed, com sede em Osaka, conseguiu criar o conceito da borracha clara. Após anos de pesquisas e testes, a empresa chegou à fórmula perfeita de como produzir o que eles queriam: uma borracha translúcida, porém funcional, que não se desfaz quando usada.
O nome oficial da borracha é Clear Radar. Você poderá encontrá-la nas papelarias de todo o Japão.

(post não patrocinado)

Sincericídio

É a arte de se lascar por excesso de sinceridade.
etimologia: sinceridade + suicídio

+ reflexões

  • Aplicada sem inteligência, a sinceridade pode causar danos desnecessários.
  • O que é dito bêbado foi pensado sóbrio.
  • Uma gafe é apenas uma verdade dita na hora errada. (Mel Brooks)

08 junho, 2020

O que faz a vida injusta?


R - Por exemplo, persistir na ilusão de que ela deve ser justa.

Na terminologia existencialista: A vida simplesmente É!

Plástico ao mar

@PaolaCarosella postou:
– Um prato e uma colher para o milho que se come com as mãos.


😭Repasso a denúncia acima, parafraseando Pessoa:

Ó mar salgado,
Quanto do teu sal são lágrimas que vertemos
por te encherem de lixo plástico!

Oito de junho é Dia Mundial dos Oceanos.

07 junho, 2020

Distanciamento social (2)

Enfim, um uso off label para o colar elizabetano! A validar.

(doggy distancing)

Desta série: (1)

Carta de um químico

Ouro Preto, zinco de agosto de 2014

Querida Valência:
Sinto que estrôncio perdidamente apaixonado por ti. Ao deitar-me, quando descálcio meus sapatos, mercúrio no silício da noite, reflito e vejo que me sinto sódio. Então, desesperadamente, cloro.
Sem ti, Valência, minha vida é um inferro. Ao pensar que tudo começou com um arsênio de mão, cloro de vergonha. Sabismuto bem que te amo. Embora não digas, sei que gostas de um tal de Hélio e também do Hidro-Eugênio. De antimônio, posso te assegurar que não sou nenhum érbio e que trabário para viver.
Oxigênio cruel tu tens, Valência! Não permitas que eu cometa algo er rádio.
Lembro-me de que tudo começou no ânion passado, com um arsênio de mão, quando atravessávamos uma ponte de hidrogênio. Estavas num carro prata, com rodas de magnésio. Houve uma atração forte entre nós dois, acertamos os nossos coeficientes, compartilhamos os nossos elétrons e a ligação foi inevitável. Inclusive depois, quando te telefonei, respondeste carinhosamente: "Protão, com quem tenho o praseodímio de falar?".
Por que me fazes sofrer tanto assim, sabendo que tu és a luz que me alumina? Meu caso é cério, mas não ácido razão para um escândio social.
Soube que a Inês contou que eu te em bromo com esse namouro. Manganês, deixa de onda e não acredita niquela disser, pois sabes que nunca agi de modo estanho contigo. Aliás, se não tiveres arranjado outro argôniomento, procura um Avogadro e me metais na cadeia. Lembra-te, porém, que não me sais do pensamento.
Abrácidos deste que muito te ama.
Magnésio

Fonte: internet, com fusão de duas versões e uma terceira autoral.

Arquivo: Tem remédio? (13 ago 2010) PGCS

06 junho, 2020

Feliz Aniversário

A pianista e compositora Nahre Sol gravou vídeo em que toca "Happy Birthday" em 16 níveis de complexidade.



00:51 01.level: Melody
00:59 02.level: One-Finger Bassline
01:09 03.level: Two-Finger Bassline
01:32 04.level: Chord
01:49 05.level: Arpeggio
02:37 06.level: Waltz Form
03:25 07.level: Melodic Embellishment
04:03 Á lá Liszt or Horowitz: broken octaves, repeated notes, chromatic embellishments, arpeggio, wide chord, repeated chords, glissando, chord resolution
04:28 08.level: 2-Voice Melody - High
04:40 09.level: 2-Voice Melody - Low
04:52 10.level: 3-Voice Melody
05:27 11.level: 4-Beat Rhythm
05:35 12.level: 5-Beat Rhythm
06:00 All Levels Combined: broken chords (arpeggios), melody in inner line, melody fit into groups of 5, two independent lines, trill, lines moving different directions,
06:25 13.level: Harmony Change
Extensions: any additional notes beyond first 3 notes of chord
Harmonic Progression: the order of chords accompanying a melody
Scale: an organized sequence of notes
Scale Arrangement: starting your scale on a different note than the first scale note
07:20 14.level: Extended Harmony
Polytonality: combining two different key centers together
07:40 15.level: Melody Manipulation: Melody Backwards, Upside Down, Upside Down+Backwards, fragments displace it in different registers
08:29 16.level: All Levels Combined (Text)
08:55-09:27 All Levels Combined (Music)

Bom Dia a Todos

Eu, 72

A idade é um número, não uma sentença de morte.

Toda a vida é vivida à sombra de sua própria finitude, da qual estamos sempre conscientes - uma consciência que sistematicamente embotamos através da distração diária da vida. Mas quando essa finitude é iminente, de repente alguém se depara com uma consciência tão aguda que não deixa outra opção a não ser preencher a sombra com a luz que um ser humano pode gerar - o tipo de iluminação interna que chamamos de significado: o sentido da vida.

Deixando a filosofice para lá. Sou eu um investimento que vale a pena?
Se meu pai fosse vivo (ele era advogado e contador) poderia fazer com correção os cálculos. Na ausência dele, utilizo-me da regra dos 72.
Essa regra é usada na área de finanças para fazer uma estimativa de quanto tempo — medido em anos — determinado valor de capital demora para ser duplicado, considerando determinada taxa de juros anual.
Não interessa o valor do capital (a regra é só para fornecer o tempo em que o valor dobra).
Seu cálculo é feito da seguinte forma:
72/taxa de juros da aplicação = anos para o patrimônio duplicar.
Supondo-se que eu seja um investimento com a rentabilidade da caderneta de poupança (4,34% em 2019). Logo, para que meu valor dobre, será necessário um período de:
72/4,34 = 16,6 anos ou 16 anos e 7 meses.
O problema é que eu não tenho um fundo garantidor como  a caderneta.

No Preblog: ANIVERSÁRIO
Saiba por que presentear com dinheiro é o modo de não se equivocar jamais.

05 junho, 2020

O vencedor é ...

A foto abaixo mostra uma corrida entre cães e o animal terrestre mais rápido, o guepardo.


O guepardo não precisa correr porque sabe que vencerá. Ele não precisa provar nada.
Felinos são observadores, não reatores.

(uni)VERSO (en)FIM

Fernando Gurgel Filho

Um dia acordaremos e não haverá mais a manhã.

Não esperem recados, avisos de anjos, deuses ou demônios,

Não esperem um trem; não, não há estação para o além.

Imaginar trilhos, estradas floridas... É belo, mais nada

Trombetas só existem nas bocas dos homens,

Se houver sons, serão de canhões ou cataclismos, não de harpas,

Não pensem em juízes, porque não existirão réus, nem mais culpados.


Um dia acordaremos e não haverá mais amanhã.

Uma bomba, um cometa, um buraco negro? Nunca saberemos.

Talvez outro Universo comece dos cacos, cinzas e luzes,

Quem sabe outra eternidade de séculos infinitos?

Novas células se agruparão, formando novos seres vivos,

Se o acaso fizer humanos, será o mesmo Universo outra vez.

Aí, para grande tristeza de meus versos tristes: não estaremos lá!

04 junho, 2020

A tara por armas

Durante o início da noite de Ação de Graças, em 28 de novembro de 2019, o Departamento de Polícia de Van Buren, foi enviado para uma residência em St. Francis Avenue respondendo a uma chamada para o 911, que relatava que um homem tinha sido baleado.
O Agente Chandler Madore e o Serviço de Ambulância de Van Buren chegaram ao local, assistido pela patrulha de fronteira dos EUA, que inclusive havia prestado assistência de emergência ao homem ferido, o qual foi identificado como sendo o dono da casa, Ronald Cyr, 65.
Infelizmente, o Sr. Cyr sucumbiu às lesões que ele sofreu do tiro.
Os agentes descobriram que a porta da frente da residência tinha sido equipada com um dispositivo projetado para disparar uma arma se alguém tentasse entrar pela porta. Outros dispositivos semelhantes foram também descobertos em outros pontos da casa. Houve necessidade de chamar para o caso o Esquadrão de Bombas da Polícia do Estado do Maine.
Foi determinado que o Sr. Cyr tinha sido baleado pela descarga não intencional de um de seus dispositivos caseiros.

Face do Van Buren Police Department

Van Buren é uma cidade do Maine que tem 2.200 habitantes, 0 assaltos e 0 homicídios na última década. A tara por armas nos EUA não se resolve de um século para outro.

Poderá também gostar de ler:
Uma forma de controle para seres indesejáveis

Os dez sobrenomes mais comuns no Brasil

A maioria dos sobrenomes da população brasileira tem origem portuguesa, devido à colonização portuguesa no país (estima-se que 80% da população brasileira tenha pelo menos um ancestral português).
Os dez sobrenomes mais comuns no Brasil são mostrados na tabela abaixo.

Fonte: Wikipedia. Dados de 2010 (IBGE)

Em nosso país, nenhum programa de controle populacional funciona sem a adesão da família Silva (10,5%).
CARTA AO NENO OU A CONVENÇÃO DA FAMÍLIA SILVA

03 junho, 2020

Thaicarving

Este homem é um exímio praticante da arte tailandesa de esculpir frutas e legumes.


Takehiro Kishimoto (chef japonês), Instagram

Agora você pode dizer que já viu tudo.

A escalada mais perigosa de sempre

PARQUE NACIONAL DE YOSEMITE, CALIFÓRNIA — O famoso alpinista Alex Honnold,  tornou-se em 3 de junho de 2017, aos 31 anos, a primeira pessoa a escalar a emblemática parede de granito, de aproximadamente 910 metros, conhecida como El Capitan, sem usar cordas ou outros equipamentos de segurança, completando aquele que pode ser o maior feito de escalada pura na história deste desporto.
É difícil haver algo mais desafiador do que superar as dificuldades físicas e mentais de uma escalada deste pico, que é considerado por muitos como o epicentro do mundo da escalada. É uma acensão vertical que se estende por mais de 800 metros — mais alto do que o prédio mais alto do mundo, o Burj Khalifa, no Dubai. Do sopé do El Capitan, os alpinistas que estão no pico são praticamente invisíveis a olho nu.

O alpinista Alex Honnold no cimo do El Capitan depois de quase quatro horas de escalada sozinho, sem cordas ou qualquer outro equipamento de segurança. Fotografia de Jimmy Chin

O evento histórico foi documentado para publicação na National Geographic e posterior longa-metragem.

02 junho, 2020

Entrevista de emprego (3)

"Quais são seus pontos fortes?"
Apaixono-me facilmente.
"Ok. Quais são suas fraquezas?"
Estes seus olhos azuis...

Buscar emprego: 1, 2

Astrologia em tempos de pandemia

Carlos Orsi *
"Vejo um ano muito bom e produtivo". Foi assim que a astróloga americana e best-seller internacional Susan Miller resumiu suas impressões para 2020, em entrevista publicada em novembro de 2019, no site Fashion Week Daily. "O que é excepcional sobre o ano é que Júpiter se ligará a Plutão, algo que acontece a cada 13 anos. É uma fantástica assinatura de sucesso", disse ela, cheia de entusiasmo. Em entrevista à rede de TV CBS, concedida em janeiro — quando o novo coronavírus já dava suas primeiras voltas — Miller dobrou a aposta, prevendo "um grande ano, um ano próspero. Não vejo recessão". Para nativos de Touro, em especial, ela previu "viagens internacionais".
No Brasil, o astrólogo João Bidu — dono de um pequeno império editorial de publicações esotéricas, centrado na cidade de Bauru (SP) — havia previsto em 2020 "mais leve" do que 2019. No YouTube, depois de fazer as mesmas previsões que qualquer pessoa de bom senso faria (celebridades vão se divorciar, presidiários vão se rebelar, algumas pessoas vão ganhar na loteria), Bidu acrescenta que 2020 assistiria a uma "sensível melhora da imagem do Brasil no exterior", "melhora considerável no emprego" e, que "viagens internacionais devem crescer de forma robusta, melhorando o fluxo de estrangeiros para o nosso país". Será que os taurinos de Miller viriam todos para cá?
Os céus disseram a Bidu que neste ano haveria "uma grande arrancada para [o Brasil] se tornar um dos grandes centros turísticos do mundo". E que o presidente Jair Bolsonaro teria "muita sorte, carisma e alegria". "Seu humor deve melhorar bastante" e o governo teria "grandes vitórias".
Que a pandemia pegou os profetas profissionais de calças curtas é uma das surpresas menos surpreendentes — e uma das piadas sinistras — da crise atual. Bidu acabou se desculpando em nota publicada pelo G1. "Ninguém poderia imaginar que viria um coronavírus para fazer todo esse estrago", disse, aparentemente sem sentir a ironia.
* Carlos Orsi é jornalista e editor-chefe da Revista Questão de Ciência, onde você pode ler a íntegra deste artigo.