31 dezembro, 2017

De qualquer cor

Fernando Gurgel
Nesses dias de festas natalinas e de final de ano, tem acontecido discussões homéricas e faraônicas a respeito da cor que devemos usar no réveillon. Uns dizem que devemos usar branco, que associam à paz, outros, amarelo, associado ao dinheiro, vermelho, ao amor, etc. etc. etc...
Nunca fui de respeitar superstições, mas, na falta do que usar, já usei todas essas cores e o resultado foi... tchan, tchan, tchan... Absolutamente nada associado a qualquer cor ou comportamento tido e havido como causa de qualquer sucesso/insucesso. Por trás disto - sucesso ou insucesso - sempre estavam ações: minhas ou de algum espírito de porco mais próximo.
Assim, pra evitar essa "problema" de cores e do que vestir, eu iria pelado para o réveillon, mas algumas "cositas" atrapalham. E muito. O frio, os mosquitos, a sensação de "desprotegido" etc. Mas, o motivo principal, segundo opiniões abalizadas, é que, nesta idade, vão denunciar meu "corpitcho" como atentado ao pudor. Então, só nos resta a hipótese de vestir algo. Nem que seja cor sim ou cor_não. Hehehehe...

Feliz 2018, de qualquer cor.

Retornemos ao tempo da delicadeza

por Maria Inês Nassif
🙌
Eu não sonho com um Ano Novo. Sonho com um mundo novo, delicado. Com pessoas novas, delicadas.
Que a delicadeza invada as suas vidas e as tornem humanas. Que a humanidade dentro delas exploda em direção ao mundo e o transforme em um mundo delicado.
E o mundo delicado trate com delicadeza todos os contemporâneos dessa era insana, que acreditam que eliminar pessoas pela guerra, pela fome e pelo preconceito faz parte de uma torpe lei natural, que consiste em eliminar os mais fracos para que os mais fortes prosperem.
Desejo um mundo melhor do que isso, feito por pessoas melhores do que essas que invadiram nossas vidas e nossas casas com o discurso de ódio e contra o direito do outro.
Nós os expulsaremos com a delicadeza dos que sabem que só a igualdade é justa.
http://jornalggn.com.br/noticia/retornemos-ao-tempo-da-delicadeza-por-maria-ines-nassif

Vídeo: Todo o sentimento (Cristóvão Bastos c/ Chico Buarque)

Ano doloroso

"Graças a Deus, está quase acabando!", ela gritou. "Isso foi a coisa mais dolorosa que eu já experimentei! Que nome tem?"
"2017", respondeu ele.

30 dezembro, 2017

Ataques contra a democracia e a soberania na AL

Brian Mier
O Governo dos Estados Unidos é suspeito quando se trata de corrupção, devido aos seus 70 anos de apoio a governos direitistas corruptos na América Latina, incluindo o do General Rafael Trujillo na República Dominicana, o de Papa Doc Duvalier no Haiti, da Ditadura Militar no Brasil (1964-1985), do General Augusto Pinochet no Chile e, mais recentemente, a imediata legitimação e o financiamento ao Golpe em Honduras (2009-até o momento). O fato de os EUA admitirem publicamente essa colaboração com a Operação Lava Jato, que avança contra governos de esquerda e centro-esquerda, mostra que o verdadeiro objetivo não é combater a corrupção, mas abrir mercados e reduzir impostos para empresas dos EUA operarem na região, preparando o terreno para uma nova geração de líderes neoliberais que vão reabrir as negociações para o Acordo de Livre Comércio na América, o que é fortemente rejeitado pela maioria do povo latino-americano. A admissão de culpa de um importante oficial do Departamento de Justiça dos EUA representa mais uma página em uma longa e horrorosa história de ataques criminosos contra a democracia e a soberania na região.

Extraído de: US admits role in Operation Lava Jato, brags about Lula conviction, Brasil Wire.
Via

Tênis em quadra mista

Em 2007, Roger Federer e Rafael Nadal ocupavam os lugares 1 e 2 no ranking mundial do tênis masculino. Mas eles se destacavam em diferentes superfícies: Federer não havia perdido uma partida em cinco anos atuando em quadras de grama, e Nadal estava invicto em quadras de saibro (argila). E nenhum dos jogadores havia derrotado o outro no tipo de quadra em que o adversário fosse o favorito.
Então, eles realizaram uma partida de exibição (foto) numa quadra metade grama, metade saibro, diante de um tribunal especial.


VÍDEO

29 dezembro, 2017

Epifanias

Epifania é uma súbita sensação de entendimento ou compreensão da essência de algo. Também pode ser um termo usado para a realização de um sonho com difícil realização. O termo é usado nos sentidos filosófico e literal para indicar que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem". O termo é aplicado quando um pensamento inspirado e iluminante acontece, que parece ser divino em natureza (este é o uso em língua inglesa, principalmente, como na expressão "I just had an epiphany", que indica a ocorrência de um pensamento, naquele instante, que foi considerado único e inspirador, de uma natureza quase sobrenatural). WIKIPÉDIA
Etimologicamente, este termo se origina do grego epiphaneia, podendo ser traduzido literalmente como "manifestação" ou "aparição".
No sentido estritamente religioso, a epifania é uma manifestação divina. Como no episódio em que Jesus Cristo foi apresentado ao mundo, através da chegada dos Reis Magos, trazendo seus presentes. A Igreja Católica considera epifanias três eventos: a Epifania dos magos do Oriente, que é celebrada no dia 6 de janeiro; a Epifania a João Batista no rio Jordão e a Epifania das Bodas de Caná.
Outras epifanias
- de Arquimedes [1[ [2]
- de Kepler [3]
- de Ampère [4]
- de Georges de Mestral [5] [6]
EpiCyberFania
É um termo criado com fins acadêmicos a partir da palavra epifania. Hipoteticamente, seria um evento de inspiração em profissionais e estudantes da área de Tecnologia da Informação.
Sinônimo: insight

Resiliência

Em 2012, o historiador dinamarquês Esben Brage encontrou aquele que pode ser o primeiro conto escrito por Hans Christian Andersen, um dos mais famosos autores de obras infantis (entre elas "A Pequena Sereia", "O Soldadinho de Chumbo" e "O Patinho Feio").
O texto inédito, intitulado "Tællelyset" (A Vela de Sebo, em tradução livre), foi localizado no Arquivo Nacional de Funen, na cidade de Odense.
O personagem central da história é uma triste vela que só encontra o sentido da vida quando conhece uma caixa de fósforos. "Ela passou a brilhar por muito tempo, satisfazendo a si mesma e a todas as criaturas ao seu redor", eis o trecho final do conto.

SANDEEP BELEL'S IMAGE,  2016
Matchstick art

28 dezembro, 2017

Com impressões digitais

Sir William James Herschel, 2°. Barão de Herschel (1833 — 1917), funcionário público do governo da Índia britânica.
Ele tornou-se conhecido por ser o primeiro europeu a recolher impressões digitais para a identificação de pessoas, especialmente com o objetivo de autenticar contratos e documentos legais. Como havia tido problemas no cumprimento de contratos anteriormente efetuados, em 28 de Julho de 1858, William Herschel exigiu que Rajyadhar Konai, um homem de negócios nativo da Bengala Ocidental, colocasse a impressão inteira da sua mão no verso de um contrato. A ideia inicial era somente causar impacto no negociante, mas isto acabou por resultar que o novo contrato foi cumprido. Diante do resultado positivo, Herschel fez disto um hábito, requerendo a impressão da palma da mão e, posteriormente, apenas a impressão do dedo médio em todos os contratos daquela data em diante. Com o uso continuado desta prática, a sua coleção de impressões digitais foi crescendo e Herschel começou a notar que, comparando as impressões, podia realmente provar ou contestar a identidade das pessoas.
Apesar de suas experiências serem limitadas, Herschel estava convencido, corretamente, de que: 1) não existiam duas pessoas com impressões iguais; 2) as impressões se manteriam inalteradas com o passar dos anos  — o que o inspirou a ampliar o seu uso.
Em 1877, os serviços administrativos ingleses na Índia passaram a recorrer extensamente ao uso das impressões digitais nos controles de pagamentos das pensionistas do Exército Britânico. Também passaram a usá-las em prisões locais para impedir que os condenados pagassem substitutos para cumprirem suas penas.

Na WIKIPÉDIA
O termo "datiloscopia" é usado em Portugal, enquanto no Brasil atesta-se o uso generalizado de "papiloscopia". Em outras línguas, o termo "papiloscopia" não é utilizado nem tem equivalente direto.
A papiloscopia, na verdade, abrange um área de estudo maior incluindo, além da datiloscopia, a quiroscopia (identificação das impressões das palmas das mãos), a podoscopia (identificação das impressões das plantas dos pés), a poroscopia (identificação dos poros da epiderme) etc.
Papiloscopista é o nome dado ao profissional da papiloscopia. CBO 3518-15

Ver: O pesadelo do datiloscopista

Ver também: Sem impressões digitais

O melhor da web 10

Publicado no YouTube, em 5 de dezembro de 2017, por Zapatou (Luc Bergeron): uma compilação dos melhores momentos de 365 vídeos.



Playlist dos 314 videos usados em BOW10: http://bit.ly/2AOqlvk

27 dezembro, 2017

O homem que inventava gráficos




William Playfair (1759 – 1823), engenheiro, desenhista, contador, inventor, ourives, comerciante, corretor de investimentos, economista, estatístico, tradutor, publicitário, especulador de terras, banqueiro, editor, jornalista e canalha.
Quando este polivalente escocês não estava chantageando as pessoas e sendo processado por calúnia, injúria e difamação, ele estava inventando o gráfico de pizza, o gráfico de barras e o gráfico de linhas.

Uma breve história do leque

"Uma dama sem leque é como um nobre sem espada." ~ Madame de Stäel
Alguns autores defendem a ideia de que o aparecimento do leque se deu no Japão, entre os séculos VI e VIII.
Outros situam o surgimento do leque quase que ao mesmo tempo do surgimento do homem - e muitos são os mitos e lendas que tratam de sua origem - assim como diferentes povos se consideram responsáveis pela criação deste acessório.
Dizem que Cupido, o deus do amor, inebriado pela beleza de sua amada Psique, furtou uma asa de Zéfiro, o deus do vento, para refrescar sua amada enquanto dormia. A versão chinesa atribui a Kan-Si, filha de um poderoso mandarim, a criação do leque, uma vez que, não mais suportando o calor durante um baile de máscaras, e não desejando expor seu rosto aos olhares indesejáveis, dele se serviu para abanar-se, tendo logo seu gesto sido imitado por outras damas no baile.
Os primeiros leques chegaram à Europa nos séculos XII e XIII, provenientes do Oriente através das Cruzadas. Porém, foi apenas no século XVI, quando os portugueses trouxeram os primeiros exemplares das suas colônias da Ásia, que se iniciou de fato a moda do seu uso na Europa.
Nos séculos XVII, XVIII e XIX tornaram-se um complemento indispensável à vaidade feminina, invadindo salões e despertando paixões. No "leque indiscreto", eram colocados pequenos espelhos que permitiam as damas ver a movimentação ao seu redor, sem serem vistas.
É neste contexto de luxo e sedução que no século XIX toma força a "Linguagem do Leque". Esta era um complicado sistema de posições e gesticulações que possibilitavam as damas se comunicar e flertar.
A palavra portuguesa "leque" é a forma abreviada de "abano léquio", sendo léquio o adjetivo relativo às ilhas Léquias, situadas ao sul do Japão.
Fonte:WIKIPÉDIA

Sharif Ahmad Siddiqui, MATCHSTICK IMAGE

26 dezembro, 2017

Perspectivas

O artista Markus Raetz ergueu esta placa na Rue du Rhône (na Place de la Fusterie) no centro de Genebra. O que diz depende de onde você está.


O que fazer hoje
Dia propício para acessar no YouTube:
 Sim ou Não, de Djavan
 Sim/Não, de Caetano Veloso

Longe de casa

Armalcolita é um mineral à base de óxido de titânio (Ti2O5), descoberto na Lua antes de ser conhecido na Terra.
Foi nomeado com as primeiras letras dos nomes dos astronautas da Apollo 11 que o encontraram na Base da Tranquilidade, em 1969.
ARMstrong + ALdrin + COLlins

25 dezembro, 2017

Trash metal

Quero agradecer à turminha que esteve em minha residência, fazendo uma apresentação especial na véspera de Natal.
Maestro Jack sabe como nenhum outro reger um coral.


Reciclando ...
Na lata - II

Consolidou geral

Metamorfose de Charlie Chaplin

In memoriam: Sir Charles Spencer Chaplin
16 de abril de 1889 – 25 de dezembro de 1977 (há 40 anos)



Charles Spencer Chaplin, mais conhecido como Charlie Chaplin  foi um ator, diretor, produtor, humorista, empresário, escritor, comediante, dançarino, roteirista e músico britânico. Chaplin foi um dos atores da era do cinema mudo, notabilizado pelo uso de mímica e da comédia pastelão. É bastante conhecido pelos seus filmes "O Imigrante", "O Garoto", "Em Busca do Ouro", "O Circo", "Luzes da Cidade", "Tempos Modernos", "O Grande Ditador", "Luzes da Ribalta", "Um Rei em Nova Iorque" e "A Condessa de Hong Kong".
Seu principal e mais famoso personagem foi The Tramp, conhecido como Charlot na Europa e como Carlitos ou "O Vagabundo" no Brasil. Consiste em um andarilho pobretão que possui todas as maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro (gentleman), usando um fraque preto esgarçado, calças e sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu-coco ou cartola, uma bengala de bambu e - sua marca pessoal - um pequeno bigode-de-broxa.
Foi também um talentoso jogador de xadrez e chegou a enfrentar o campeão estadunidense Samuel Reshevsky.
Em 2008, em uma resenha do livro "Chaplin: A Life", Martin Sieff escreveu:
"Chaplin não foi apenas 'grande', ele foi gigantesco. Em 1915, ele estourou um mundo dilacerado pela guerra trazendo o dom da comédia, risos e alívio enquanto ele próprio estava se dividindo ao meio pela Primeira Guerra Mundial. Durante os próximos 55 anos, através da Grande Depressão e da ascensão de Hitler, ele permaneceu no emprego. Ele foi maior do que qualquer um. É duvidoso que algum outro indivíduo tenha dado mais entretenimento, prazer e alívio para tantos seres humanos quando eles mais precisavam."
Desde a década de 1960, os filmes de Chaplin têm sido comparados com os de Buster Keaton e Harold Lloyd, os outros dois grandes comediantes do cinema mudo. Os três tinham estilos diferentes: Chaplin tinha uma forte afinidade com sentimentalismo e pathos, Lloyd era conhecido pelo seu "personagem comum" e seu otimismo típico da década de 1920 e Keaton sempre demonstrava estoicismo com um tom cínico. Historicamente, Chaplin foi pioneiro na comédia cinematográfica, e ambos os jovens Keaton e Lloyd inspiraram-se em seu trabalho. Além de uma saudável rivalidade profissional, Chaplin e Keaton pensavam muito um no outro. Keaton afirmou em sua autobiografia que Chaplin foi o maior comediante que já existiu e o maior diretor de filmes de comédia. Chaplin também admirava Keaton, tanto que o recebeu de braços abertos na United Artists em 1925, aconselhou-o contra sua mudança desastrosa para a Metro-Goldwyn-Mayer em 1928 e, em seu último filme norte-americano, Limelight, escreveu uma parte especialmente para Keaton como seu primeiro parceiro de comédia desde 1915. Um dos melhores momentos da carreira de ator Buster Keaton aconteceu em 1952. Quando Keaton participou do filme Limelight ("Luzes da Ribalta"), de Charles Chaplin. Nele, "o homem que nunca ri" e o "adorável vagabundo" fizeram este divertidíssimo número de dez minutos (link) resgatando o melhor do vaudeville.
PIANO E VIOLINO. Um árduo duo

24 dezembro, 2017

Sapatos de crocodilo

Realistas, não?
O risco é começarem a abrir a boca e aí serem jogados fora.

sitnie.com

((o))eco
Crocodilo do Nilo: Deuses da criação viraram sapato e bolsa, por Fabio Olmos

Uma única vida

A SINGLE LIFE, a viagem no tempo com um disco de vinil. Uma curta de animação dedicada à fascinante ideia de se mover para frente e para trás no tempo.


23 dezembro, 2017

Trump critica Trump



No Reddit (venha pelos gatos, fique pela empatia), o subfórum que expõe a hipocrisia da administração Trump já conta com mais de 160 mil participantes.

O espírito deste subfórum:
Para cada ação Trump há um tuíte Trump que critica essa ação.

Granizo em Parambu, Ceará

Uma chuva foi registrada na noite desta quarta-feira (20) no município de Parambu, no sertão dos Inhamuns, no Ceará. Além da chuva, o município teve uma queda de granizo que deixou a Serra dos Lopes com muito gelo acumulado no chão (foto).
Moradores da localidade aproveitaram para guardar porções de granizo em seus refrigeradores "para gelar a cerveja do Natal".
Fernando Gurgel

Esse fenômeno natural, também registrado em vídeo por moradores da Serra dos Lopes , foi confirmado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). É raro na região.
Além dos registros de Parambu, houve também relatos de formação de granizo em Nova Olinda.  Em ambos os municípios ocorreram chuvas de 18 e 12 milímetros, respectivamente.
A formação do granizo não está obrigatoriamente ligada à presença de chuvas intensas. Como se pode observar, em ambos os municípios com registros do gelo, as chuvas foram fracas.
A presença de granizo em nuvens cúmulo-nimbos (nuvens caracterizadas pelo grande desenvolvimento vertical) é comum, já que as temperaturas no topo delas chega a -60°C, porém, ao cair, acaba passando para o estado líquido com a variação da temperatura. Em regiões mais altas, como no caso da Serra dos Lopes, distrito de Parambu, a distância entre as nuvens e a superfície do solo é menor, tornando possível a ocorrência do granizo.

22 dezembro, 2017

Tokens

Na numismática, os tokens são objetos semelhantes a moedas que, em situações especiais (exemplo: parques de diversões), podem ser usados ​​no lugar das moedas. São geralmente feitos de metais baratos como o cobre, o alumínio e o latão. Também são conhecidos tokens de baquelite, couro, porcelana e outros materiais menos duráveis.
O ponto-chave da diferença entre um token e uma moeda é que uma moeda é emitida por uma autoridade governamental, local ou nacional, e é livremente permutável por bens ou outras moedas, enquanto um token tem um uso muito mais limitado e é freqüentemente (mas nem sempre ) emitido por uma empresa privada, grupo, associação ou indivíduo.
No caso de "tokens de moeda" emitidos por uma empresa, mas também reconhecidos pelo Estado, há uma convergência entre tokens e moeda.


Acima: uma spintria, um pequeno token de bronze que possivelmente foi usado em bordéis da Antiga Roma; geralmente retratam um ato sexual e, no reverso, um número na faixa I - XVI.

Um senhor muito velho com umas asas enormes

Numa pequena vila, a curiosa aparição de um senhor muito velho com umas asas enormes transforma a vida de todos no lugar. Sua presença intrigante e os estranhos acontecimentos que vão se revelando provocam fascínio, dúvida e as mais diferentes reações. Neste conto de Gabriel García Márquez, escrito em 1968, o mestre do realismo fantástico de uma forma inigualável se utiliza de fabulações povoadas por situações oníricas e fenômenos insólitos que estimulam, divertem e impressionam.
"No terceiro dia de chuva tinham matado tantos caranguejos dentro de casa que Pelayo teve de atravessar o seu pátio inundado para atirá‑los ao mar, pois o bebê recém‑nascido tinha passado a noite com febre e pensava‑se que era por causa da pestilência. O mundo estava triste desde terça‑feira. O céu e o mar eram uma única e mesma coisa de cinza e as areias da praia, que em março resplandeciam como poeira de luz, tinham‑se transformado numa papa de lodo e mariscos podres. A luz era tão fraca ao meio‑dia que, quando Pelayo regressava à casa depois de ter deitado fora os caranguejos, teve dificuldade em ver o que era que se movia e gemia no fundo do pátio. Teve de aproximar‑se muito, para descobrir que era um homem velho, que estava caído de borco no lodaçal e que, apesar dos seus grandes esforços, não podia levantar‑se, porque lho impediam as suas enormes asas.
Assustado por aquela visão aflitiva, Pelayo correu em busca de Elisenda, sua mulher, que estava a pôr compressas ao bebê doente, e levou‑a até ao fundo do pátio. Ambos observaram o corpo caído com um silencioso pasmo. Estava vestido como um trapeiro. Não lhe restavam mais do que uns fiapos descoloridos no crânio pelado e pouquíssimos dentes na boca, e essa lastimosa condição de bisavô ensopado tinha‑o desprovido de qualquer grandeza. As suas asas de abutre velho, sujas e meio depenadas, estavam encalhadas para sempre no lodaçal. Tanto o observaram, e com tanta atenção, que Pelayo e Elisenda muito rapidamente se recompuseram do assombro e acabaram por achá‑lo familiar. Então atreveram‑se a falar‑lhe, e ele respondeu‑lhes num dialeto incompreensível, mas com uma boa voz de navegante. Foi por isso que deixaram de preocupar‑se com o inconveniente das asas e chegaram à sensata conclusão de que era um náufrago solitário de algum navio estrangeiro, desfeito pelo temporal. Contudo, chamaram, para que o visse, uma vizinha que sabia todas as coisas da vida e da morte, e a ela chegou‑lhe um olhar para tirá‑los do engano.
‑ É um anjo ‑ disse‑lhes. ‑ Com certeza vinha por causa da criança, mas o desgraçado está tão velho que a chuva o fez cair."
Siga lendo o conto AQUI.

21 dezembro, 2017

Seis x Nove


Apenas porque você está certo, isto não significa que eu esteja errado.

Nas pedras do velho bingo (víspora) o problema era resolvido com um traço sob o número.

Poderá também gostar de ler: O BINGO DAS PEDRAS FRIAS

Charles Darwin era ateu?

Muitas vezes eu encontrei a afirmação de que Darwin era um ateu que se propôs a refutar a Deus. É, por isso, que devemos rejeitar a evolução das espécies. Quantas vezes precisamos deixar isto claro? Nunca na história nenhum cientista fez nada em nome de refutar algo que não foi comprovado em primeiro lugar.
Antes de ir mais longe nas crenças pessoais de Darwin, gostaria de salientar que essas afirmações são uma falácia ad hominem. Seja a teoria certa ou errada, deve ser determinada pela evidência, não pelas crenças de seu fundador mais conhecido. Por sinal, Alfred Russell Wallace desenvolveu de forma independente a mesma teoria.
HMS Beagle
Antes de se tornar um naturalista, Darwin pensava em se tornar um clérigo. Quando ele partiu em sua jornada no HMS Beagle (a viagem em que ele faria suas descobertas), ele ainda se considerava um cristão e acreditava fielmente na Bíblia.
Sim, suas opiniões mudaram após a viagem, mas ele não tinha más intenções para o Todo-Poderoso. Mais tarde, em sua vida, ele rejeitou sua educação fundamentalista, no entanto isso não significa que ele partiu contra Deus. Seu objetivo nunca foi desacreditar a Bíblia de forma alguma. Na verdade, ele era incerto sobre a existência de Deus.
Em sua autobiografia, ele mesmo diz:
"Eu não posso fingir lançar a menor luz em problemas tão abstrusos. O mistério do princípio de todas as coisas é insolúvel para nós. E eu, por um lado, devo me contentar em permanecer agnóstico."
Como se pode ver, a noção de que Darwin queria desacreditar a Bíblia está errada. Mas a diversão não pára por aí. Há até afirmações de que Darwin teve uma conversão no leito de morte durante a qual ele denunciou a teoria da evolução.
Nada poderia ser mais falso e insultante. Darwin estava totalmente comprometido com sua teoria e essa acusação é incongruente com suas obras escritas. Mas mesmo que essa afirmação fosse verdadeira, não teria absolutamente nenhuma influência na própria teoria. Eu disse isso anteriormente, se a teoria é ou não correta é determinada por seus próprios méritos, e não pelas credenciais das pessoas que a aceitam.
Em resumo: concordar ou discordar com a teoria não tem efeito sobre ela. Darwin era inegavelmente um grande cientista e uma pessoa que buscava a verdade, não um mistificador que queria poluir sua ilusão com mentiras.

Was Charles Darwin An Atheist?, Origin Prometheus

20 dezembro, 2017

Conhecimento x sabedoria


O aspecto mais triste da vida é que agora a ciência reúne o conhecimento mais rapidamente do que a sociedade reúne a sabedoria.
~ Isaac Asimov

Uma cena proibida de Tarzan e Jane

Considerada indecente pela comissão Hayes, esta cena foi proibida em 1934. E não foi restaurada para o filme, até a década de 1990, quando a Turner Classics comprou os direitos do filme.



Maureen O'Sullivan (a mãe de Mia Farrow), que fazia o papel de "Jane", era uma boa nadadora, mas não tão boa. Ela tinha direito a um dublê de corpo. Já Weissmuller, que era um nadador de nível olímpico, estava em seu meio.
Antes de entrar para o cinema, Johnny Weissmuller teve uma carreira excepcional como desportista, tendo conquistado cinco medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de 1924 e 1928. Ele estabeleceu 67 recordes mundiais de natação e ganhou 52 campeonatos nacionais, sendo considerado um dos melhores nadadores de todos os tempos.

He, Tarzan | A inocência de Tarzan

19 dezembro, 2017

Cabeça de batata - 2

Que religião é esta?

Cabeça de batata - 1

O caso da estrela desaparecida

A partir de 6 de junho de 2017, a NASA disponibilizou em sua página Astronomy Picture of the Day (Imagem de Astronomia do Dia) o caso da estrela desaparecida.
Todo dia uma nova imagem ou fotografia do nosso fascinante universo é acrescentada na referida página, juntamente com uma breve explicação escrita por um astrônomo profissional.


Explicação
O que aconteceu com a estrela gigante N6946-BH1? Estava ali apenas alguns anos atrás - o Hubble captou isto. Agora, há apenas um leve brilho. O que é mais curioso: não ocorreu uma supernova brilhante, embora a estrela tenha acentuado o seu brilho significativamente durante alguns meses. A principal hipótese é que, com cerca de 25 vezes a massa do nosso Sol, a grande gravidade da N6946-BH1 tenha feito a estrela passar seus últimos tumultuados estertores, após o que a maior parte da estrela afundou em um buraco negro que ela própria criou.

18 dezembro, 2017

Discutindo a apresentação

Legendas em português: PGCS
Fonte: Arial Narrow

A beleza na matemática - 3

"A matemática é o único lugar onde a verdade e a beleza significam o mesmo."
— Danica McKellar

Uma coisa de grande beleza:

Para o olho não treinado, pode não haver muita beleza na identidade de Euler, mas pelo menos em um estudo, The experience of mathematical beauty and its neural correlates, foi a fórmula de escolha para matemáticos.
É a favorita também do Prof David Percy, do Institute of Mathematics and its Applications.
Ele disse à BBC:
"É um clássico real e você não pode fazer nada melhor do que isso.
"É simples de ver e, no entanto, incrivelmente profunda, compreende as cinco constantes matemáticas mais importantes — 0 (identidade aditiva), 1 (identidade multiplicativa), e e π (os dois números transcendentais mais comuns) e i (número imaginário fundamental ).
"Ele também compreende as três operações aritméticas mais básicas — adição, multiplicação e exponenciação.
"Dadas as circunstâncias que e, π e i são incrivelmente complicados e aparentemente não relacionados, é incrível que estejam vinculados por esta fórmula concisa.

Mathematics: Why the brain sees maths as beauty, BBC News
Os dez números mais importantes, blog EM

Série dos links naturais: {0, 1, 2, ...}

17 dezembro, 2017

A foto do joelho de Vinicius

Esta foto de Vinicius de Moraes é de autoria desconhecida. Mostra o autor de "Pátria Minha" em seu "escritório alternativo", isto é, na banheira de sua casa na Gávea, Rio de Janeiro, na década de 1970.


Para quem não viveu os anos de chumbo
Vinicius era um sujeito crítico ao regime das fardas. Nesta foto, ele colocou em seu joelho a cara de Magalhães Pinto, o principal articulador civil do golpe militar. Vê-se, pela expressão de Magalhães, o seu desconforto de estar num ambiente limpo, ao qual os banqueiros não são muito chegados.

A brincadeira que o Vinicius fez nesta foto já era conhecida. O Jô Soares, por exemplo, era um que fazia este truque no palco. Mas "pedia que não o fotografassem", pois temia o que poderia ocorrer depois.

Poema: Pátria Minha

Em elaboração: Os joelhos de Nara Leão

Sinos em Minas Gerais

"Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é
uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é
arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um
promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua
própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou
parte do gênero humano. E
por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles
dobram por ti."
John Donne
"Eis a sentença!  Aquele que acordar mais cedo, é esse que tange o sino."
Don Juan Manuel
"Sino,
(...) esse relógio do passado que marca as horas do presente."
Henriqueta Lisboa
"Quem toca sino não acompanha procissão."
Anônimo

Vídeo: "Paixão e Fé", de Tavinho Moura e Fernando Brant
Participação especial: Milton Nascimento



Dossiê: O toque dos sinos em Minas Gerais

16 dezembro, 2017

Piano bar


Será que foi o que aconteceu com o piano do Bussunda?

As primeiras cédulas no estilo moderno

As primeiras cédulas em estilo moderno foram introduzidas na Europa pelo Banco de Estocolmo, em 1661. Informalmente conhecidas como Palmstruchers, as cédulas eram impressas em papel com marcas d'água grossas e brancas com a a data da emissão, o selo do banco e oito assinaturas lideradas pela assinatura de Palmstruch, como garantia de confiabilidade. Além do registro dos valores nominais a serem pagos ao portador, é claro.
Quanto ao Banco de Estocolmo, foi criado em 1657 por Johan Palmstruch, em estreita colaboração com o governo real que ficava com a metade dos lucros. Foi também Palmstruch quem sugeriu a criação da Kreditivsedlar (as primeiras notas de crédito da Europa, v. imagem) como uma alternativa bem-vinda às maciças moedas de cobre da Suécia, que eram pesadas e desajeitadas.


Banknotes, Museum

15 dezembro, 2017

Botar suspensório em cobra

Equivale a realizar uma tarefa difícil ou que envolve um grande perigo.
Num bom dicionário analógico, já que estamos a falar em suspensório para cobras, imagino ser também possível encontrar alguma referência a um coleira para elas.
O paradoxo: cobra é só pescoço, então como fazer uma coleira para esta criatura? Ela facilmente deslizaria para fora da coleira e, com o perdão da Boa constrictor pelo trocadilho, uma coleira constritora não é uma boa. Pode vir a matá-la do próprio veneno, se bem que ela não tenha nenhum.
Não obstante os argumentos em contrário, um tal Donald Boys patenteou em 2002 uma coleira para cobras com um dispositivo que impede a fuga do réptil.
(Perdão por não dispormos de uma imagem mais adequada para ilustrar este verbete do DBF, o Dicionário Brasileiro de Frases.)

Abundam cintos onde faltam suspensórios. Legenda: PGCS

Histórico do DBF
05/10/2007 - "Bebel que a cidade comeu" e "Deite-se na cama e crie fama" AQUI
13/03/2014 - "Imagine se pega no olho?" AQUI
18/02/2015 - "Impitimam é meuzovo" AQUI
02/02/2016 - "Vá correndo fazendo vento" AQUI
09/07/2016 - "Boas cercas,bons vizinhos" AQUI
08/11/2016 - "Besta elevada ao quadrado" AQUI
25/01/2017 - "Não sou má, é que me desenharam assim" AQUI
16/03/2017 - "Chore um rio por mim" AQUI
18/06/2017 - "Vá direto ao assunto" AQUI

O Conde Lucanor

O Conde é uma obra narrativa da literatura espanhola medieval, escrita entre 1330 e 1335 por Don Juan Manuel, príncipe de Villena e neto do rei Fernando III de Castela. O seu título castelhano completo é "Libro de los ejemplos del conde Lucanor y de Patronio".
O livro consiste de cinco partes, a mais conhecido das quais é uma série de 51 exempla (plural de exemplum) ou histórias moralizantes tiradas de várias fontes, como Esopo e outros contos clássicos e tradicionais.
A finalidade didático-moral é a marca do livro. O conde, começa a conversa dando ciência a seu conselheiro Patrônio de um problema ( "Um homem me fez uma proposta ...") e solicitando um parecer para resolvê-lo. Patrônio sempre responde com grande humildade, garantindo não ser necessário dar conselhos a uma pessoa tão ilustre como o conde, mas oferecendo-se para contar uma história da qual se pode tirar uma lição para resolver o problema.
Cada capítulo termina mais ou menos da mesma maneira, com pequenas variações, com um dístico que condensa a moral da história.
Conto VII - O que aconteceu a uma mulher chamada senhora Truhana
Don Juan Manuel
Trad.: Henry Alfred Bugalho
Certa vez, Conde Lucanor conversava com Patrônio deste modo:
— Patrônio, um homem me propôs algo e também me disse a forma como consegui-lo. Assegurou que tem tantas vantagens que, se com a ajuda de Deus tudo ocorrer bem, seria para mim de grande utilidade e proveito, pois os benefícios se unem uns aos outros, de tal forma que, no final, seriam muito grandes.
Então, contou a Patrônio tudo que sabia. Após ouvi-lo, Patrônio respondeu ao conde:
— Senhor Conde Lucanor, sempre ouvi dizer que o prudente se atém às realidades e desdenha as fantasias, pois muitas vezes a quem vive destas costuma ocorrer o mesmo que se sucedeu à senhora Truhana.
O conde perguntou o que havia acontecido a ela.
— Senhor conde, disse Patrônio, havia uma mulher que se chamava senhora Truhana, que era mais pobre do que rica, e que, indo um dia ao mercado, levava um jarro de mel sobre a cabeça. Enquanto seguia pelo caminho, começou a pensar que venderia o mel e que, com o que lhe dessem, compraria um bocado de ovos, dos quais nasceriam galinhas e que logo, com o dinheiro que lhe dessem pelas galinhas, compraria ovelhas, e assim iria comprando e vendendo, sempre com lucro, até que se visse mais rica do que todas as suas vizinhas.
Logo pensou que, sendo tão rica, poderia arranjar um bom casamento a seus filhos e filhas, e que iria acompanhada pela rua por genros e noras, e pensou também que todos comentariam sua boa sorte, pois havia conseguido tantos bens, mesmo que houvesse nascido muito pobre.
Assim, pensando nisto, começou a rir com muita alegria por causa de sua boa sorte, e rindo, rindo, deu um tapinha na própria testa, o jarro caiu no chão e se rompeu em mil pedaços. Senhora Truhana, quando viu o jarro quebrado e o mel derramado pelo chão, começou a chorar e a se lamentar amargamente, porque havia perdido todas as riquezas que esperava obter com o jarro, se este não houvesse se quebrado. Assim, porque pôs toda sua confiança em fantasias, não pôde fazer nada do que tanto esperava e desejava.
Se quereis, senhor conde, aquilo que dizeis e pensais sejam realidade algum dia, procura sempre que se tratem de coisas razoáveis e não fantasias, ou imaginações duvidosas e vãs. E quando quiserdes iniciar algum negócio, não arrisqueis algo mui caro, cuja perda vos possa causar desgosto, com o intuito de obter um proveito baseado apenas na imaginação.
O que Patrônio contou agradou muito o conde, que agiu de acordo com a história e, assim, se saiu muito bem.
E como Don Juan gostou deste conto, escreveu-o neste livro e compôs estes versos:
Em realidades certas podeis confiar,
Mas das fantasias deveis vos afastar,

http://www.revistasamizdat.com/2008/11/o-conde-lucanor.html

14 dezembro, 2017

Melhor que você?

1. Conteste (com conhecimento de causa)
2. Ou saia de fininho (esta é melhor!)

A evolução da Miss América

Ao longo do tempo, a vencedora do concurso anual de Miss América tem sido uma mulher cada vez mais magra. Psychguides.com construiu este gráfico em que compara o IMC (Índice de Massa Corporal) das vencedores do concurso com o IMC médio da mulher americana jovem (20 a 29 anos) à mesma época.

Nas primeiras gerações, os escores de IMC para as vencedores do Miss America situaram-se na faixa do peso saudável (18,5 – 24,9), mas logo começaram a sua descida para a faixa do baixo peso. Usando dados históricos das vencedores do concurso e das mulheres americanas jovens, o site encontrou que as únicas décadas em que o IMC da Miss America caiu no mesmo intervalo das mulheres americanas jovens foram 1940 e 1950. Nas décadas seguintes, as vencedores do concurso tornaram-se significativamente mais magras, enquanto o IMC da mulher média passou a aumentar. Agora, mais do que nunca, a imagem ideal de beleza retratada pelo concurso não representa a imagem das mulheres americanas.

13 dezembro, 2017

A defesa possível




O exato momento em que você se encontra com um terrível jacaré no meio aquático e a única defesa possível é uma lembrancinha que você comprou no porn shop.
(post não patrocinado)

O tema de Super Mario de trás para frente

O tema de Super Mario Bros. é um dos mais reconhecidos do mundo dos games. E, tocando a música de trás para frente, será que ela ainda é facilmente reconhecida?
Para alguns videotubers não apenas a resposta a esta pergunta é afirmativa como a música fica ainda melhor. :-)



Sem retrogressão
Quando Super Mario recolhe uma moeda, é este o som que ela faz.

12 dezembro, 2017

O acordo

Em 1686, a Royal Society tomou a decisão de publicar o De Historia Piscium, uma história de peixes, amplamente ilustrada por John Ray e Francis Willughby. Os livros eram lindos, mas venderam tão mal que a Royal Society quase foi à falência. Durante algum tempo, o salário do astrônomo Edmond Halley não pôde ser pago. Correspondendo o tempo sem salário ao período em que ele estava tentando com que Newton completasse sua obra-prima, o Principia. Felizmente para a ciência, Halley aceitou fazer um acordo. Ele recebeu cem cópias do "livro dos peixes" para, no ano seguinte, financiar a publicação da obra clássica de Newton.
.

Não sei se Halley conseguiu vender qualquer um dos tais De Historia Piscium que ele recebeu como salário.
(http://pballew.blogspot.com.br/2017/06/on-this-day-in-math-june-30.html#links)

Não deu pra segurar

O rango estava brabo e não deu para segurar. Observe o physique du rôle do entregador da AMAZON aos olhos de um típico brasileiro batedor de panela (provavelmente fã de carteirinha do Moro-Bolsonaro) que pensa que não existe racismo no Patropi. Aposto cem contra um como a este pobre de espírito não ocorreu se sensibilizar com a caganeira do bróder, mas investigar se foi na entrada ou na saída.
http://www.popularmechanics.com/technology/infrastructure/a14001524/amazon-contractor-poops-in-front-of-home-is-caught-on-camera/
De qualquer maneira, seguem alguns sábios conselhos para gerenciar um sufoco destes.
http://www.naosalvo.com.br/7-dicas-de-broder-para-quando-voce-estiver-com-caganeira/
Jaime Nogueira

N. do E.
O entregador de pizzas recebeu no final o bilhete amarelo-castanho. Teve menos azar do que um interno de um presídio argentino que, quando cumpria uma módica pena de prisão perpétua, foi encontrado muertito del gómez em um trono de cerâmica branca. Uma morte para entrar nos anais da História.
INFORME MÉDICO
Marcos Paz, 27 de mayo de 2013
Interno Jorge Rafael Videla, de 87 años de edad, que se lo encuentra en el baño de su cela sentado en el inodoro, inconciente sin pulso ni reacción pupilar. Se realiza ECG y se constata obito, siendo las 8:25 hs.
Paciente que fue evaliado en el día de ayer por presentar un cuadro de diarrea aguda, con deposiciones de baja cuantia. Se le realizó laboratorio de guardia.
Jorge A. Dominguez
médico
http://internacional.estadao.com.br/blogs/ariel-palacios/ex-ditador-videla-encerra-carreira-sentado-no-vaso-sanitario-de-sua-cela/

11 dezembro, 2017

Uma chamada do túmulo

Em junho, a história do empresário russo Khikmet Salaev, 41 anos, chocou os russos. O homem teria uma dívida de 30 milhões de rublos (em torno de R$ 1,6 milhão) com "parceiros comerciais" e foi sepultado vivo no cemitério Liubertsi, em Moscou.
Os criminosos deixaram um telefone em seu caixão para que ele pudesse contatar amigos ou parentes dispostos a pagar o resgaste a tempo.
Salaev conseguiu contato com seu o irmão mais novo, que transferiu 1,2 milhão de rublos (R$ 65 mil), além de dar seu carro. Os mafiosos revelaram então a localização do túmulo, e o empresário foi levado para o hospital com várias costelas quebradas.

https://gazetarussa.com.br/economia/2017/07/11/empresario-russo-e-enterrado-vivo-por-parceiros-comerciais_800450

Epifanias de Kepler

Em 1595, Kepler recebeu a inspiração para seu primeiro modelo do universo. Aos 23 anos, quando Kepler ensinava, fez a primeira de uma série profunda de descobertas. Ele desenvolveu completamente estas descobertas em seu Mysterium Cosmographicum, publicado menos de um ano depois. Parecia-lhe que os respectivos raios das órbitas dos planetas correspondiam aos comprimentos determinados por uma sequência específica, na qual os cinco sólidos regulares eram colocados um no outro, com uma esfera separando cada sólido do outro. A esfera (órbita) de Saturno envolvia um cubo que, por sua vez, envolvia outra esfera, a órbita de Júpiter. Este circunscreveu um tetraedro, uma esfera (a órbita de Marte), um duodecaedro, uma esfera (a órbita da Terra), um icosaedro, uma esfera (a órbita de Vênus), um octaedro e uma esfera  (a órbita de Mercúrio). A ideia foi o tema principal de seu Mysterium cosmographicum, de 1596.
Dave Richeson, em Euler's Gem, escreve:
"Naquele dia, enquanto estava no quadro negro desenhando uma figura geométrica para seus alunos, Kepler teve uma epifania. Ele acreditou que fosse uma inspiração divina. Kepler desenhou um triângulo com um círculo circunscrito ao redor, o que significava que cada um dos cantos do triângulo tocava a borda do círculo. Então ele desenhou outro círculo dentro do triângulo, o que significava que o centro de cada lado do triângulo tocava o círculo interno.
Quando Kepler recuou e olhou o que havia desenhado, percebeu com um choque que as proporções dos dois círculos eram as mesmas que as razões das órbitas de Saturno e Júpiter. E, com essa percepção, a inspiração o atingiu. Jupiter e Saturno eram considerados os planetas mais externos do sistema solar, e o triângulo era o polígono mais simples. Kepler então se perguntou se poderia ajustar as órbitas dos outros planetas em torno de outras figuras geométricas e tentou seus melhores círculos em quadrados e pentágonos. Mas as órbitas planetárias se recusaram a se adequar.
Então, Kepler teve uma segunda epifania. O sistema solar era tridimensional - então por que ele pensaria que esse padrão seria encontrado com apenas duas figuras dimensionais? Kepler voltou-se para objetos tridimensionais e encontrou sua resposta nos cinco sólidos perfeitos. Um sólido perfeito é uma figura tridimensional, como um cubo, cujos lados são todos idênticos. Convenientemente para Kepler, existem apenas cinco sólidos perfeitos: o tetraedro (que tem quatro lados triangulares), o cubo (seis lados quadrados), o octaedro (oito lados triangulares), o duodecaedro (doze lados pentagonais) e o icosaedro (vinte lados triangulares). Cada sólido perfeito pode ser inscrito e circunscrito em torno de uma esfera." (apud Pat Ballew, em  http://pballew.blogspot.com.br/2017/07/on-this-day-in-math-july-9.html#links)
O epitáfio de Kepler, por si próprio
Mensus eram coelos, nunc Terrae metior umbras. Mens coelestis erat, corporis umbra jacet. Eu costumava medir o Céu, agora eu meço as sombras da Terra. A mente pertencia ao Céu, a sombra do corpo aqui jaz.

10 dezembro, 2017

Álbum Kodak

O estadunidense George Eastman (1854 - 1932) foi o inventor do filme fotográfico em rolo. Em 1889, ele criou a Eastman Company (Eastman Kodak Company, a partir de 1892, quando a companhia passou a distribuir mundialmente seus produtos), com a finalidade de trazer a fotografia para a pessoa comum. Por 25 dólares, essa pessoa poderia comprar uma câmera com 100 exposições.
Isso precisou, logicamente, de uma forte campanha publicitária.
Eastman prometia: "You press the button, we do the rest" (Você pressiona o botão, nós fazemos o resto).
Uma vez que todas as 100 fotos tinham sido tiradas, a câmera era devolvida à Kodak onde eles imprimiam as fotos e recarregavam a câmera. Como taxa de processamento, eles cobravam 10 dólares.

O calendário fixo internacional
A falência da Kodak
Uma leitura interessante sobre o futuro

Rap(idez) com hélio

A maioria das pessoas que inalam hélio falam por alguns segundos, riem e largam a brincadeira. Mas o rapper Mac Lethal decidiu fazer algo um pouco mais produtivo usando o hélio.
Este rap - que impressiona por ser incrivelmente rápido!
Para Jill Harness, do Neatorama, pode estar havendo até mesmo linguagem NSFW, mas se houver, ele não é capaz de entender devido à velocidade e ao timbre da voz do rapper.
(Http://www.neatorama.com/2017/02/12/This-is-What-it-Looks-Like-When-People-Rap-on-Helium/)



O que é NSFW:
É uma abreviação do termo inglês "Not Safe for Work" que significa "Não seguro para o trabalho". É uma gíria utilizada na internet como uma indicação de alerta para conteúdos impróprios para serem visualizados em locais públicos ou no local de trabalho (por exemplo, conteúdos pornográficos).

Hélio
A voz de hélio
A voz de hélio em animais
A voz de hélio em Deus

09 dezembro, 2017

Um robô tomará seu trabalho? (2)

Para os próximos 20 anos, o risco de ser substituído no emprego por um robô será muito variável.
No Reino Unido, a probabilidade de que isto aconteça está sendo estimada de acordo com a profissão:
  • Professor do ensino primário: 9%
  • Estatístico: 15%
  • Especialista em marketing: 33%
  • Robô: 100%

Gatos em situações de emergência

1
"Mas eu não quero me encontrar com gente louca", observou Alice.
" Você não pode evitar isso", replicou o gato. "Todos nós aqui somos loucos. Eu sou louco, você é louca".
"Como você sabe que eu sou louca?" indagou Alice.
"Deve ser", disse o gato. "Ou não estaria aqui".
CARROLL, L., Alice no País das Maravilhas, 1865
2
Sugestão para legenda - Cada vez que um gato se limpa ele está adorando o Senhor das Trevas. (provérbio anglófono)
3

08 dezembro, 2017

Aula de fotografia - 18

ATENÇÃO: ISTO NÃO É UMA CÂMERA

Azar, a esperança equilibrista

NOTA DE REPÚDIO
Recebi com indignação a notícia de que a Polícia Federal conduziu coercitivamente o reitor da Universidade Federal de Minas Gerais, Jaime Ramirez, entre outros professores dessa universidade. A ação faz parte da investigação da construção do Memorial da Anistia. Como vem se tornando regra no Brasil, além da coerção desnecessária (ao que consta, não houve pedido prévio, cuja desobediência justificasse a medida), consta ainda que os acusados e seus advogados foram impedidos de ter acesso ao próprio processo, e alguns deles nem sequer sabiam se eram levados como testemunha ou suspeitos. O conjunto dessas medidas fere os princípios elementares do devido processo legal. É uma violência à cidadania.

Isso seria motivo suficiente para minha indignação. Mas a operação da PF me toca de modo mais direto, pois foi batizada de “Esperança equilibrista”, em alusão à canção que Aldir Blanc e eu fizemos em honra a todos os que lutaram contra a ditadura brasileira. Essa canção foi e permanece sendo, na memória coletiva do país, um hino à liberdade e à luta pela retomada do processo democrático. Não autorizo, politicamente, o uso dessa canção por quem trai seu desejo fundamental.

Resta ainda um ponto. Há indícios que me levam a ver nessas medidas violentas um ato de ataque à universidade pública. Isso, num momento em que a Universidade Estadual do Rio de Janeiro, estado onde moro, definha por conta de crimes cometidos por gestores públicos, e o ensino superior gratuito sofre ataques de grandes instituições (alinhadas a uma visão mais plutocrata do que democrática). Fica aqui portanto também a minha defesa veemente da universidade pública, espaço fundamental para a promoção de igualdades na sociedade brasileira. É essa a esperança equilibrista que tem que continuar.

João Bosco
07/12/2017

Relembre, abaixo, este clássico da MPB, na voz de Elis Regina, que foi usado de forma indevida pela PF:



Memorial da Anistia: não há de ser inutilmente
As violências cometidas contra a Universidade Federal de Santa Catarina, a Universidade Federal de Minas Gerais e o Memorial da Anistia, podem ter uma resposta à altura: a campanha para ampliar o escopo do memorial, incluindo no prédio anexo um Memorial das Músicas em Favor das Liberdades Civis, uma maneira de juntar as lembranças da ditadura com o papel inestimável da música popular, em uma cidade fundamentalmente musical, como Belo Horizonte.
Seria a maneira retumbante, musical, de responder aos desaforos da Polícia Federal, de batizar a operação com pedaço da letra de uma das músicas símbolos da anistia.
Todo país que passou por ditadura militar tratou de celebrar os mortos, montar memoriais, museus, como maneira de registrar a violência, impedindo sua repetição. [...]

Luis Nassif
09/12/2017

07 dezembro, 2017

Pearl Harbor foi um trabalho interno

Em 1941, os aviões japoneses não conseguiriam voar toda essa distância para atacar a base americana no Havaí.

Quem foi Rube Goldberg?

Reuben Garrett Lucius Goldberg (4 de julho de 1883 - 7 de dezembro de 1970)
Cartunista americano que satirizava a preocupação americana com a tecnologia. Seu nome, por causa de seus desenhos humorísticos retratando "inventos", se tornou sinônimo de processo simples feito de forma complicada. Goldberg usou sua formação como engenheiro e suas habilidades de desenhar e contar histórias para criar "inventos" que poderiam funcionar, apesar de envolver armas, rodas, engrenagens, alças, copos e hastes que eram colocados em movimento por esferas, gaiolas canário, baldes, botas, banheiras, pás, e até mesmo animais vivos para tarefas simples como espremer uma laranja para tirar o suco ou fechar uma janela no caso de uma chuva começar.


[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9]

06 dezembro, 2017

A solução de um problema

O físico francês André-Marie Ampère era capaz de uma grande concentração mental. Uma vez, quando caminhava em Paris, ao ter o insight da solução de um problema, ele puxou um pedaço de giz para fora do bolso e começou a cobrir a traseira de um táxi com equações, Mas, logo ficou chocado. Ao ver que a solução que tinha rabiscado começou a se afastar até desaparecer por completo na rua.
Ampère, o  "Newton da Eletricidade", é homenageado no Sistema Internacional (SI) com o seu nome sendo utilizado como medida de intensidade de corrente elétrica.



Ler também: A viagem das palavras

Bondes, reclames e Copacabana

A Companhia Ferro-Carril do Jardim Botânico foi uma empresa de transportes públicos no Rio de Janeiro.
Os seus bondes, que inicialmente eram pintados conforme o bairro a que serviam, foram em 1899 uniformemente pintados de verde, com as iniciais CFCJB nas longarinas do teto. Em 1900, partiam composições, de cinco em cinco minutos, do largo da Carioca em direção a Copacabana, Gávea, Laranjeiras, passando pelo Catete, Flamengo, rua Bento Lisboa, praça Duque de Caxias, praia de Botafogo, rua Sergipe (atual rua Real Grandeza), largo dos Leões e Jardim Botânico, conforme informação do Almanaque Histórico da Cidade do Rio de Janeiro.
No início do século XX, a Companhia do Jardim Botânico foi uma das grandes divulgadoras do bairro de Copacabana, como se depreende destes reclames colocados em suas estações:
"Quereis gozar de boa saúde? Ide a Copacabana. Bondes em quantidade."
"Passeio agradável e refrigerante: Copacabana. Bondes até às 2 horas da manhã."
https://pt.wikipedia.org/wiki/Companhia_Ferro-Carril_do_Jardim_Bot%C3%A2nico
E desta propaganda em versos divulgada em seus cupões:
"Quem for doente e quiser ter saúde
Jogue fora o xarope e a tisana
Ponha a mobília na andorinha e mude
--- Para Copacabana."
Dicionário Século XX - Século XXI
reclame, anúncio comercial.
tisana, cozimento de cereais, não raro adoçado com açúcar, com propriedades medicinais.
andorinha, veículo apropriado para transporte de mobília

05 dezembro, 2017

Fones de ouvido - 5

Óculos embaçam; fones de ouvido embaraçam. ~ PGCS


Isso deixa uma questão importante no ar: se um par de fones de ouvido com um metro de comprimento não pode passar dois minutos no bolso da calça sem embaraçar, qual é a força mágica que mantém dois metros de DNA enrolados direitinho em um espaço menor que 0,01 mm?

Fones de ouvido: [1] [2] [3] [4]

Os estágios da internet quando cai

por Jim Carrey
  1. NENHUMA CONEXÃO
  2. AVALIE A SITUAÇÃO
  3. TENTE CONSERTAR
  4. AGUARDE PARA VER SE DEU CERTO
  5. FAÇA DE CONTA QUE TUDO ESTÁ BEM
  6. DESABAFE UM POUCO
  7. TENTE ACHAR UMA DISTRAÇÃO
  8. APROVEITE O TEMPO EM QUE ESTÁ DESCONECTADO
  9. DESISTA, FAÇA UM ESCÂNDALO
  10. (COM RELUTÂNCIA) CHAME O PROVEDOR DA INTERNET
  11. VÃO DIZER ALGO QUE VOCÊ JÁ TENTOU
  12. A INTERNET RETORNA MISTERIOSAMENTE
  13. ACEITE O RETORNO (COM FRUSTRAÇÃO)

(em formato GIF: http://bitsandpieces.us/2017/07/when-the-internet-goes-down/)

O que fazer quando a internet cai (27/01/2015)

04 dezembro, 2017

A ironia do destino

É uma expressão popular usada para indicar um acontecimento inesperado e que serve para mostrar que nem sempre as pessoas controlam o que vai ocorrer em sua vida e na vida das outras pessoas.
A ironia do destino pode acontecer de muitas maneiras. Por exemplo, alguém comprar um circo e o anão começar a crescer.
Pior do que a ironia do destino só o sarcasmo do destino.

A garrafa de Klein

Quem criou o conceito da garrafa de Klein
Felix Klein, matemático. Nasceu em 25 de abril de 1849 em Düsseldorf, Prussia (atual Alemanha) e faleceu em 22 de junho de 1925 em Göttingen, Alemanha.
Conhecida por suas "propriedades estranhas", a garrafa de Klein é um objeto matemático que vive em um espaço de quatro dimensões embora possa ser visualizado em um espaço de três dimensões. A garrafa de Klein, um conceito de matemática bastante interessante, trata-se de uma superfície fechada sem margens e não orientável. Isto é, uma superfície em que, de modo consistente, não é possível definir um "interior" e um "exterior" nem as noções de direita e esquerda.
Entre as estruturas relacionadas que também não são orientáveis está a faixa de Möbius. Enquanto uma faixa de Möbius é uma superfície com borda, uma garrafa de Klein não possui borda (a título de comparação, uma esfera é uma superfície orientável sem borda). Wiki



Quem construiu a garrafa de Klein
Mitsugi Ohno, soprador de vidro. Nasceu em 28 de junho de 1926 em Bato-machi, Tochigi-ken, no Japão e faleceu no dia 22 de outubro de 1999.
Aos 35 anos, Mitsugi emigrou para os Estados Unidos, juntamente com a esposa e filhos, no dia 5 de Fevereiro de 1961. Na Universidade Estadual de Kansas (KS), o professor Alvin B. Cardwell lhe ofereceu a posição de soprador de vidro, onde passou a desenvolver as vidrarias usadas na Universidade.
Nas horas vagas, ele produzia esculturas de vidro em escala reduzida. Suas esculturas eram extremamente detalhadas, e Mitsugi tornou-se conhecido na Universidade de Kansas por dizer: "Tudo aquilo que pode ser produzido com o vidro, sou capaz de fazer".
O professor Cardwell lhe fez um desafio: construir uma garrafa de Klein legítima em vidro.
A garrafa de Klein pode ser construída (no sentido matemático, porque esta não pode ser concebida fisicamente sem permitir que a superfície apresente uma intersecção com ela mesma).
Após vários dias tentando, construir a garrafa de Klein com uma única abertura, Mitsugi afirmou que o objeto seria impossível de fabricar em vidro. Mas, algum tempo depois, a solução do problema revelou-se a ele num sonho, e Mitsugi foi ao laboratório para soprar o vidro e fabricá-la. Essa foi a mais complexa obra de Mitsugi ao longo de sua carreira como soprador de vidro.


http://www.blog.mcientifica.com.br/garrafa-de-klein/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Garrafa_de_Klein

03 dezembro, 2017

Velozes e invasoras

Entre as bilhões de estrelas da Via Láctea algumas se movem muito mais rapidamente do que todas as outras. Estas estrelas, conhecidas como estrelas hipervelozes, não são originárias da Via Láctea, mas de uma galáxia vizinha e invadiram a nossa galáxia graças às suas velocidades extremas.
É o que diz um estudo publicado por um grupo de pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, que criou um modelo para calcular a trajetória e a velocidade destas estrelas de hipervelocidade e com isso descobrir a sua verdadeira origem: a Grande Nuvem de Magalhães.
Na Via Láctea, há pelo menos 100 bilhões de estrelas. Até a presente data, já foram descobertas 20 estrelas hipervelozes, embora estime-se que existam cerca de 10 mil delas na galáxia em que vivemos.
O estudo também estima que a Grande Nuvem de Magalhães nos envie uma destas estrelas de hipervelocidade a cada 300.000 anos ou mais.


"Na minha opinião como cidadão vialáctico, eu não gosto da ideia de que essas estrelas venham assim tão facilmente. Deveriam fazer um muro intergaláctico e que paguem os Magalhães..."

GIZMODO

Conheça nossos vizinhos
Grupo Local - É o grupo composto por mais de 54 galáxias que inclui nossa Galáxia, a Via Láctea, sendo a maioria delas galáxias anãs, com o centro gravitacional localizado entre a Via Láctea e a Galáxia de Andrômeda. As galáxias do Grupo Local cobrem uns 10 milhões de anos-luz de diâmetro e têm uma aparência binária. Os dois membros principais do grupo são a Via Láctea e a Galáxia de Andrômeda. Estas são duas galáxias espirais e cada uma tem um sistema de galáxias satélites. Andrômeda é a maior do grupo. e Via Láctea é a segunda maior, sendo possivelmente a mais massiva. A terceira e quarta são a Galáxia do Triângulo e a Grande Nuvem de Magalhães, que são satélites de Andrômeda e da Via Láctea, respectivamente. (N. do E.)

Pois é

— Que diabos, precisamente, significa "pois é"? Sem essa expressão, as conversas cariocas seriam reduzidas pela metade, mas uma definição de conteúdo confunde qualquer análise. Ela não necessariamente quer dizer que o sujeito esteja concordando com o interlocutor, nem o contrário. É tão vaga que desconfio que tenha sido inventada por um político. E nem estou entrando no mérito do "pois não?".
Tim Vickery, colunista da BBC Brasil

Vídeo: "Pois é" do Tom Chico


— Xá comigo! E nem estou entrando no mérito do "Pois é" do Ataulfo Alves, do "Pois é" do Los Hermanos, do "Pois é, pra quê?" do Sidney Miller, do "É, pois é" do Almir Guineto e do "Pois é, Seu Zé", do Gonzaguinha.
PGCS

02 dezembro, 2017

Um homem no campanário

Um homem se encontra isolado na torre de uma igreja devido ao transbordamento de um rio da região por fortes chuvas.
Assim, ele  passa toda a manhã até que, à tarde, chega um bote.
— Viemos resgatá-lo.
— Não, obrigado. Tenho fé em Deus e sei que Ele me salvará.
O homem continua no campanário enquanto o bote se distancia.
Assim, ele passa toda a noite até que, na manhã seguinte, se aproxima do campanário uma lancha.
— Viemos resgatá-lo.
— Não, não estou precisando. Tenho fé em Deus e sei que Ele me salvará.
O homem continua no campanário enquanto a lancha se vai.
Passam as horas e, de tarde, chega um helicóptero.
— Viemos resgatá-lo.
— Não, obrigado. Eu confio plenamente em Deus e sei que Ele me salvará.
Um membro da equipe de socorro do helicóptero o adverte:
— Olha que a coisa pode piorar. A represa que fica rio acima está prestes a romper.
— Tranquilo, sigam. Eu tenho absoluta fé em Deus, e Ele me salvará.
O helicóptero parte.
À noite, a represa cede e a água destrói tudo em sua passagem pelo campanário.
O homem morre afogado e sua alma vai ao Céu, onde se apresenta a Deus.
— Deus, eu sempre fui um devoto, um cristão de fé inabalável. Por que, então, não vieste me ajudar?
— Não te ajudei, dizes? Ora, se eu te mandei um bote, uma lancha e um helicóptero!

Pancadaria russa

Este estilo de combate chamado de "pancadaria russa", que marca os grandes feriados do grande país eslavo, existe desde tempos antigos e personifica as virtudes marciais fundamentais dos homens russos: coragem, bravura e camaradagem.
Jaime Nogueira

Monte o seu time.



Acima, uma encenação do filme "O Barbeiro da Sibéria", de Nikita Mikhalkov. Em 0:44, um dos personagens após cair com o rosto na neve parece gritar "ai, Jesus".

Mas esse pugilato massivo "à la" russa tem suas regras. São um total de 9, segundo o RUSSIA BEYOND.

01 dezembro, 2017

A Terra (após várias hipóteses)

Não é um disco redondo apoiado na parte traseira de quatro elefantes que estão sobre uma tartaruga gigante.
Não é uma grande mulher nua chamada Gaia cujo clítoris fica na Tailândia.
Não é um planeta redondo como calculava o grego Eratóstenes com suas varetas.
Não é um planeta oco com o interior habitável.


A Terra é simplesmente como mostra esta fotografia que consta do acervo da Sociedade da Terra Cúbica

Então, qual é o sentido da vida?

O astrofísico Neil deGrasse Tyson fazia uma palestra no Wilbur Theatre, de Boston, quando Jack, de 6 anos, lhe perguntou qual era o sentido da vida,
Então, qual é o sentido da vida? Acho que as pessoas fazem essa pergunta na suposição de que "sentido" é algo que você pode olhar e dizer "Aqui está, eu o encontrei! Este é o sentido que eu estava procurando!". Essa ideia, no entanto, não considera a possibilidade de que "sentido" é algo que você possa criar. Algo que você possa fabricá-lo para si mesmo e para os outros.
Então, quando eu penso em "sentido da vida", eu me pergunto: "Será que eu aprendi alguma coisa hoje que eu não sabia ontem, trazendo-me um pouco mais para perto de saber tudo o que pode ser conhecido no Universo?" Se eu viver um dia e eu não sei um pouco mais do que eu fiz no dia anterior, eu acho que desperdicei aquele dia. Então, as pessoas que, no final do ano letivo, dizem "O verão! Eu não tenho o que pensar!", sei lá… Pensar lhe traz para mais perto da Natureza. Saber como as coisas funcionam lhe dá poder para influenciar os acontecimentos. Dá-lhe poder para ajudar as pessoas que possam precisar dele para ajudar a si mesmo e sua trajetória.
Então, quando eu penso no sentido da vida, não é uma questão eterna e irrespondível; para mim, está ao meu alcance todos os dias. Então, para você, com a idade de seis anos e três quartos, posso sugerir que você pode explorar a natureza, tanto quanto você puder. E, ocasionalmente, significa sujar a sua roupa, porque você pode querer saltar em poças e seus pais não querem que você faça isso. Diga-lhes que eu lhe dei permissão!
Eu dou-lhe mais permissões. Alguma vez você já bateu nas coisas em sua cozinha? Você ainda é uma criança e parte da condição de ser uma criança é explorar o mundo ao seu redor. E todas as leis da Natureza que influenciam esse mundo. Então, pegue diferentes coisas e bata nelas com uma colher e perceba que os sons são diferentes. Soa diferente com diferentes colheres. Seja alumínio, aço ou cobre, Soam diferentes! A maioria dos pais dizem "não faça isso, você vai ficar sujo. Pare com isso, porque faz muito barulho". Você responde "Por que vocês me tiveram, em primeiro lugar?". Algumas pessoas não tem filhos para que eles tenham as casas arrumadas. Porque as crianças fazem bagunça! Elas fazem isso porque estão explorando o mundo. Então, você tem a minha permissão… bem, você estará em apuros, eu não vou estar por perto…
Portanto, o seu sentido da vida estará em suas mãos; se você tem liberdade, você pode explorar o mundo. Então, quando você ficar mais velho, você estará tão perto de saber como funciona o mundo que, provavelmente, você vai dizer "Eu sei como resolver isso! Eu estive pensando sobre isso. Tenho pensando nisso desde que eu estava batendo nas coisas na cozinha. Quando eu ainda estava pegando os flocos de neve com a minha língua ao descer a rua." [...]

Vídeo QUAL O SENTIDO DA VIDA
Tradução: Luc Anderssen