24 dezembro, 2010

♪Blue Christmas♪

O que há de novo neste clip?
É a presença de Martina McBride cantando com Elvis Presley. Tudo normal, se a cantora não houvesse nascido em 1966, alguns anos após o show ter sido gravado.



I’ll have a blue Christmas without you
I’ll be so blue just thinking about you
Decorations of red on a green Christmas tree
Won’t be the same dear, if you’re not here with me.

And when the blue snowflakes start falling
That’s when those blue memories start calling
You’ll be doing alright with your Christmas of white
But I’ll have a blue Christmas.

You’ll be doing alright with your Christmas of white
But I’ll have a blue, blue Christmas.

A Nelson Cunha, que me indicou por e-mail o vídeo, devolvo a atenção dispensada - com juros. Sugerindo-lhe que assista a este outro vídeo, no YouTube, com o Behind the Scenes da gravação de Martina "com" Elvis.
Feliz Natal, Nelson. A você, Conchita e seus filhos.
Feliz Natal a todos os leitores do Blog.

Nelson e Conchita agradecem
Obrigado, Paulo.
Conchita tambem agradece suas felicitações.
A casa está cheia com os filhos que moram fora e as namoradas destes. Geralmente são diferentes das que conheci o ano passado e me chamavam de sogrinho do coração. O esporte aqui é a comilança. A porta da geladeira abre mais do que perna na zona.
A vida começa depois da uma da tarde. Até essa hora não há vivalma em circulação. Depois disso, tudo se restabelece até as duas da madrugada com gargalhadas, toques de celular e descargas no banheiro. Os netos deixam um brinquedo no chão por cada metro quadrado de espaço e eu estou sempre me equilibrando para não pisar num deles.O cachorro late, a TV esguicha rap e todos falam ao mesmo tempo. Meu laptop está emprestado, o desktop ocupado e os meus livros espalhados. Meu creme de barbear acabou e o estoque de gilete foi ao fim.
Acho que é por isso que me ligam para desejar um Feliz Natal.
Nelson

2 comentários:

Nelson Cunha disse...

Obrigado, Paulo.
Conchita tambem agradesce suas felicitacoes.

A casa tá cheia com os filhos que moram fora e as namoradas destes.Geralmente são diferentes das que conheci o ano passado e me chamavam de sogrinho do coração.O esporte aqui é a comilança. A porta da geladeira abre mais do que perna na zona.
A vida começa depois da uma da tarde.Até essa hora não há vivalma em circulaçao. Depois disso tudo se restabelece até as duas da madrugada com gargalhadas, toques de celular e descargas no banheiro.Os netos deixam um brinquedo no chão por cada metro quadrado de espaço e estou sempre me equilibrando para nao pisar num deles.O cachorro late, a TV esguicha rap e todos falam ao mesmo tempo. Meu laptop está emprestado, o desktop ocupado e os meus livros espalhados. Meu creme de barbear acabou e o estoque de gilete foi ao fim.
Acho que é por isso que me ligam para desejar um Feliz Natal.

Paulo Gurgel disse...

Porta de geladeira abrir mais do que perna na zona, foi genial essa.