31 dezembro, 2010

Em sincronia

Esta charge foi programada para sair no EntreMentes às 23h45 de 31 de dezembro de 2010. Não requer explicação.

30 dezembro, 2010

Cortar o tempo

Por Drummond

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para diante vai ser diferente."


Drummond "ouve" Jeremias

YouTube. Mixagem dosTop 10 Vídeos de 2010

A turma do Montain View não brinca em serviço. Eles aqui (vídeo abaixo) rebobinaram algumas cenas dos 10 vídeos mais assistidos no YouTube, em 2010.
Em conjunto, estes 10 vídeos receberam 250 milhões de visualizações.


Nessa mixagem dos Top 10 do YouTube não foram incluídos os clipes musicais com artistas profissionais.

Como engarrafar uma molécula de água

Nos últimos dias, um grupo de químicos conseguiu criar um frasco bem pequeno e nele engarrafar uma única molécula de água.
Saiba como você também pode fazer isso em casa.
Inicialmente, você vai precisar de um fulereno. Mas não é um fulereno qualquer, é um da classe dos esféricos, conhecidos pelo nome de buckminsterfullerenos. Pode ser, por exemplo, o fulereno C60 que tem 60 átomos de carbono. A molécula dele é bem redonda e oca.
O passo seguinte é abrir um orifício no C60 com tamanho suficiente para permitir a entrada de uma molécula de água. A seguir, colocar essa molécula de água - com todo cuidado para evitar o transbordamento - no interior do frasco de fulereno.
E, para finalizar, você deve fechar o oríficio que criou em seu frasco antes de introduzir a água. O ânion fosfato se presta muito bem a esse tipo de vedação. E pode ser tirado e reposto quantas vezes você desejar.

ALT1040

Agora é sério
"Muito bem, para que esta experiência?", alguns podem perguntar. A resposta é: para o transporte e a liberação de moléculas em locais escolhidos do corpo humano, uma propriedade que poderá ser aproveitada em tratamentos médicos.
Post scriptum
Já estava com a presente nota pronta quando tomei conhecimento de um artigo de Guillermo, publicado no blog La Aldea Irreductible. Com o título de El Buckminsterfullereno y el nivel de los políticos, o artigo traz um extrato (em espanhol) da sessão parlamentar de 10/12/1991, na Câmara dos Lordes, em Londres. Na citada sessão, os parlamentares britânicos discutiram se o governo do Reino Unido devia continuar financiando o Dr. Harold Kroto (adiante, Prêmio Nobel em Química) em sua investigação com os fulerenos. Divirtam-se.
Pode se interessar em ver também
A dureza e a beleza, Moléculas divertidas e o Doodle que o Google dedicou aos fulerenos.

29 dezembro, 2010

Terra Santa

Nelson José Cunha

Quem o via descendo com pressa a rua da escadinha, saltando degraus e exibindo equilíbrio de cabrito, prendia-se à cena e esquecia obrigações. Enquanto o campanário da igreja do Rosário chamava a missa das seis, o montanhês descia as escadas ao compasso dos sinos. Coreografia sem vacilos ou escorregões nas pedras ensaboadas pelo sereno madrugador.
Levava uma pequena maleta de viajante que, agitada no ar, garantia-lhe o prumo e o pão. Nela carregava a mercadoria requisitada pelos fiéis nas portas das igrejas de Ouro Preto.
Era pressa de negócio: A boa venda dependia da presença do dono na porta das igrejas e nos horários de missa. Corria para poder aproveitar a aglomeração na saída das missas.
Usava uma cartolina colada na maleta com os horários das celebrações e com o relógio de algibeira cronometrava os trajetos e o tempo gasto em cada parada. Otimizava o tempo como dizem hoje os consultores mais afetados pela ciência da Administração. Percebeu que as vendas eram melhores nesses horários.
Efeito conhecido nas igrejas do bispo Macedo onde Jesus toca o coração, escancara os bolsos dos fiéis e abre a goela do pastor.
Recém chegado à cidade, já conhecia suas ladeiras e atalhos e podia zunir por eles como um trombadinha em fuga. No pátio das igrejas, armava um tripé e abria nele a maleta da saúde.
Anunciava com voz piedosa sua chegada da Palestina de onde trazia a milagrosa terra do Santo Sepulcro de Jerusalém: Garantia de cura para todos os males deste mundo e do outro. Podia ser colocada dentro da caixa mortuária como sinal de devoção.
Deitava os saquinhos de celofane na tampa da mala, arrumados em ordem anatômica: os de cima para os males da cabeça, os do meio para os males do tórax e assim seguiam-se as fileiras exceto aquelas das aflições da alma e do sexo. Para estas, guardava as poções no bolso do paletó, ao agrado da pudica clientela. Eram poções caras e dependiam de uma conversa ao pé de ouvido para contornar a timidez dos interessados.
A terrinha vendida era vermelha, com granulação uniforme como se peneirada fosse, e era. Levava uma inscrição em árabe feita a nanquim que dava ao negócio a credibilidade e o efeito placebo requerido.
Quando perguntado sobre a tradução da inscrição, dizia num português enviesado:
- Mal abenturados os que non tem fé na terra onde ELE pisou.
- Será dos ímbios o reino da berdiçon.
Dizia com o dedo indicador apontando para o alto enquanto fazia menção de descobrir-se com o chapéu.
A grande vantagem do negócio religioso era e continua sendo imune ao PROCON. Caso não funcionasse, era culpa do consumidor e nunca do produto. Golpe de mestre que tem perdurado até hoje.
Kamel era católico ortodoxo por batismo e romano por conveniência. Não saía de casa sem um símbolo do pontífice bordado em parte destacada do único terno. Preto para parecer múltiplo, disfarçar proeminências e espaçar as lavagens. Durante a noite, na Pensão Vermelha, de porta trancada punha uns discos na vitrola com os lânguidos lamentos árabes para afugentar da soleira os vizinhos curiosos.
Todos saíam dos seus quartos e reuniam-se em protesto na cozinha da pensão. Com o volume da vitrola ao máximo, lixava um tijolo de barro vermelho e preparava mercadoria nova para o dia seguinte.
O milagreiro Kamel Kauer (*) começou assim a sua vida de comerciante próspero em Ouro Preto. Enriqueceu, casou-se com minha tia e assim pude conhecer esta história e muitas outras porque o meu tio turco não parou de produzi-las.

(*) Nome trocado porque não quero pagar direitos autorais nem atrapalhar quem usa até hoje a mesma matéria prima: Filossilicato Hidratado (Barro). Bom também para máscara facial, especialmente para quem tem cara de pau. NJC

Estacionamentos

Um slideshow com esta explicação inclusa:
Porque não devo deixar meu carro no estacionamento do hospício.

28 dezembro, 2010

Veículo 4 rodas

Explicando um...

Todo o reino animal como cardápio

"Um certo Dr. Buckland, inglês do século XIX, ficou, digamos, famoso por sua determinação em comer amostras de todo o reino animal. Morava perto do zoológico de Londres e, quando um animal adoecia, entrava em prontidão. Se o bicho morria, ele comia e dizem que, certa feita, durante uma ausência dele, um leopardo morreu e ele, ao regressar,. não vacilou: desenterrou o leopardo e comeu um filezinho. Afirmava que o pior sabor era o da toupeira, mas depois mudou de idéia, porque achou a mosca-varejeira pior."
Extraído de "A mesa farta para todos", de João Ubaldo Ribeiro.
In: "Releituras".

Assuntos relacionados:

27 dezembro, 2010

O voto de riqueza de Salvador Dalí

  • Sou o maior pintor vivo, sou divino, monarquista, franquista e adoro dinheiro.
  • Meu lugar favorito para morar seria uma casa toda de ouro.
  • Meus melhores dias são aqueles que, entre o despertar e o café da manhã, ganho dez mil dólares por um cobre que gravei com prazer.
  • blogdopg
  • Sou um homem de ouro e ouro atrai ouro.
Excentricidades à parte, o artista catalão não era de menosprezar o dinheiro. O nome SALVADOR DALÍ faz inclusive anagrama com AVIDA DOLLARS. (Crédito a André Breton)PGCS

26 dezembro, 2010

O começo da briga


O delegado fala ao depoente: - O senhor foi intimado para depor sobre a violenta briga acontecida ontem no seu armazém, lá no interior de São Borja. Cinco mortos, oito feridos, uma barbaridade... - No meu bolicho, seu delegado! Quem sou eu para ter armazém? Armazém é o do turco Salim, que foi mascate. Por sinal que... - Não desvie do assunto. Como e porque começou a briga? - Bueno, pos então, historiemo a coisa. Domingo, como o senhor sabe, o meu bolicho fica de gente que nem corvo em carniça de vaca atolada. O doutor entende: peonada no más, loucos por um trago, por uma charla sobre china. A minha canha é da pura, não batizo com água de poço como o turco Salim. Que por sinal... - Continue, continue, deixe o turco em paz. - Pos, então, bamo reto que nem goela de joão-grande. Tavam uns trinta home tomando umas que outras, uns mascando salame pra enganar o bucho, quando chegou o Taio Feio. O senhor sabe, o índio é mais metido que dedo em nariz de piá; deu um planchaço de adaga no balcão e perguntou se havia home no bolicho. Todo mundo coçou as bolas. Home tem bola, o senhor sabe. O Lautério - que não é flor de cheirar com pouca venta - disse que era com ele mesmo; deu de mão numa tranca e rachou a cabeça do Taio Feio. Um contraparente do Taio Feio não gostou do brinquedo e sentou a argola do mango no Lautério. Pegou no olho - lá nele - e o Lautério saiu ganiçando como cusco que levou água fervendo pelo lombo. Um amigo do Lautério se botou no contraparente do Taio - que já tava batendo a perninha - e enfiou palmo e meio de ferro branco no sovaco do cujo, que lhe chamam Pé de Sarna. Um irmão do Sarna, chateado com aquilo, pegou um peso de cinco quilos da balança e achatou a cabeça do home que faqueou o Sarna. Os óio saltaram, seu doutor! E eu só olhando, achando tudo aquilo um tempo perdido. Um primo do homem do ferro branco rebuscou um machado no galpão e golpeou o irmão do Sarna. Errou a cabeça, só conseguiu atorar o braço do vivente. Aí eu fui ficando nervoso, puxei meu berro pro mole da barriga, pronto pra um quero. Meu bolicho é casa de respeito, seu delegado, e a brincadeira já tava ficando pesada. Mas bueno, foi entonces que o Miguelão se alevantou do banco, palmeou uma carneadeira, chegou por trás do homem do machado, pé que te pé, grudou ele pelas melena e degolou o vivente num talho, a coisa mais linda! O sangue jorrou longe como mijada de cuiúdo. Aí eu e mais uns outros - tudo home de respeito - se arevoltemo com aquilo. Brinquedo tem hora, o senhor não acha? - Acho, sim. Mas e aí? - Pois, como lhe disse, nós se arevoltemo e saquemo os talher. E foi aí que começou a briga, seu delegado.
(de autor desconhecido)

24 dezembro, 2010

♪Blue Christmas♪

O que há de novo neste clip?
É a presença de Martina McBride cantando com Elvis Presley. Tudo normal, se a cantora não houvesse nascido em 1966, alguns anos após o show ter sido gravado.



I’ll have a blue Christmas without you
I’ll be so blue just thinking about you
Decorations of red on a green Christmas tree
Won’t be the same dear, if you’re not here with me.

And when the blue snowflakes start falling
That’s when those blue memories start calling
You’ll be doing alright with your Christmas of white
But I’ll have a blue Christmas.

You’ll be doing alright with your Christmas of white
But I’ll have a blue, blue Christmas.

A Nelson Cunha, que me indicou por e-mail o vídeo, devolvo a atenção dispensada - com juros. Sugerindo-lhe que assista a este outro vídeo, no YouTube, com o Behind the Scenes da gravação de Martina "com" Elvis.
Feliz Natal, Nelson. A você, Conchita e seus filhos.
Feliz Natal a todos os leitores do Blog.

Nelson e Conchita agradecem
Obrigado, Paulo.
Conchita tambem agradece suas felicitações.
A casa está cheia com os filhos que moram fora e as namoradas destes. Geralmente são diferentes das que conheci o ano passado e me chamavam de sogrinho do coração. O esporte aqui é a comilança. A porta da geladeira abre mais do que perna na zona.
A vida começa depois da uma da tarde. Até essa hora não há vivalma em circulação. Depois disso, tudo se restabelece até as duas da madrugada com gargalhadas, toques de celular e descargas no banheiro. Os netos deixam um brinquedo no chão por cada metro quadrado de espaço e eu estou sempre me equilibrando para não pisar num deles.O cachorro late, a TV esguicha rap e todos falam ao mesmo tempo. Meu laptop está emprestado, o desktop ocupado e os meus livros espalhados. Meu creme de barbear acabou e o estoque de gilete foi ao fim.
Acho que é por isso que me ligam para desejar um Feliz Natal.
Nelson

O detector de Papai Noel

Em 1996, Thomas Cane patenteou nos EUA um dispositivo que indica a chegada do Papai Noel a uma residência. Basicamente, o dispositivo consiste de um sensor disfarçado de fita que, ao acionar as luzes de um par de meias, comprova que alguém desceu pela lareira. PG

blogdopg
Fundamentos da invenção
O folclore moderno inclui muitas entidades como o Papai Noel, o Coelho da Páscoa, a Fada dos Dentes etc. O mais popular deles é o Papai Noel - um gordo, de barbas brancas e vestido de vermelho - que traz presentes para as crianças bem comportadas.
Para elas, a chegada do Papai Noel na véspera de Natal é um evento de grande alegria. Na verdade, é o culminar de muitos dias de ansiedade e expectativa. De acordo com a tradição, se uma criança se comportou bem durante o ano, o Papai Noel vai premiá-la, colocando um ou vários presentes sob a árvore de Natal enquanto a criança está dormindo.
Nos preparativos para a chegada do Papai Noel, a maioria das famílias monta em casa uma árvore de Natal e, em local de destaque, coloca as meias de Natal. Em geral, essas meias ficam penduradas junto à lareira (ou seja, por onde o Papai Noel entra), cheias de lembrancinhas e guloseimas para ele.
É o objetivo da presente invenção criar um equipanento capaz de sinalizar a chegada do Papai Noel para as crianças. E isto é particularmente importante para elas, pois lhes reforça a ideia de que, pelo bom comportamento durante o ano, serão recompensadas pelo Papai Noel.
PGCS fez a versão do texto.

Leitura complenentar: a letra da canção Boas Festas do compositorAssis Valente.

Pedido

Paulo,
Estamos em plena temporada natalina. Época de pedir presentes ao Papai Noel.
Uma boa mensagem para esta foto seria:

Querido Papai Noel,
Este ano não quero ganhar presentes. Dê roupas para todas aquelas mulheres peladas que vi no computador do papai. Elas precisam muito mais do que eu.
Amém

Nelson Cunha

23 dezembro, 2010

Medidas para a segurança no ar

A Câmara Técnica (CT) de Medicina Aeroespacial do Conselho Federal de Medicina (CFM) divulga recomendações aos médicos, aos passageiros e aos tripulantes de empresas aéreas. São advertências que podem evitar o agravamento de quadros de saúde pré-existentes durante os voos. A preocupação do grupo, criado este ano pelo CFM, é contribuir com orientações que aumentem a segurança da população que usa o transporte aéreo.
As orientações produzidas pela Câmara Técnica têm forte caráter preventivo, isto porque o grupo já detectou alguns problemas, dentre eles o limitado conhecimento do assunto, até mesmo pela comunidade médica, das alterações fisiológicas provocadas nos seres humanos pelo voo, bem como a insuficiente estrutura de atendimento dentro das aeronaves.
A partir dos relatos das companhias, identifica-se um caso de morte súbita a bordo em cada grupo de 5,7 milhões de passageiros. Fatores como doenças pré-existentes, alteração da rotina de ingestão de medicamentos para doenças já estabelecidas anteriormente ao voo, a imobilidade, o meio e tempo de voo contribuem sobremaneira para essas ocorrências. De acordo com a Infraero, por ano, embarcam no país 125 milhões de pessoas. Dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) apontam que em todo o mundo o número de passageiros que voaram, em 2009, ultrapassou 2,5 bilhões.
Image Getty
blogdopg
PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES
Quem não deve voar - Portadores de:
- Insuficiência cardíaca grave e descompensada
- Angina instável
- Taquicardia ventricular ou supraventricular não controladas
- Infecções pulmonares contagiosas (tuberculose e pneumonia)
- Quadros graves, instáveis ou de hospitalização recente de asma
- Dor abdominal ou sangramento, se gestante
Quem deve aguardar para voar - Portadores de:
- Infarto do miocárdio não complicado (2 semanas) e complicado (6 semanas)
- Revascularização do miocárdio (6 semanas)
- AVC isquêmico pequeno (4 dias), em progressão (7 dias), hemorrágico (7 dias) e hemorrágico operado (14 dias)
- Pneumotórax (2 semanas da remissão pela drenagem)
Quem pode viajar sob condições especiais - Portadores de:
- Insuficiência cardíaca moderada (com O2 suplementar)
- Doença pulmonar obstrutiva crônica (com O2 suplementar)
- Epilepsia (doença controlado e sob medicação)
- Psicoses (doença controlada e sob medicação)
- Gestação, a partir da 36ª semana (com declaração do médico) e a partir da 38ª semana (com acompanhamento do médico)
Quem pode voar - Portadores de:
- Marcapassos e desfibriladores implantáveis.

Medicina Aeroespacial, Jornal do CFM de novembro de 2010

Um ão paspalho

Esta postagem do acervo de EntreMentes consiste de:
Uma data (8 de outubro de 2009), um título (Um inho pássaro), uma fotografia (da Web) e um comentário (O pássaro certo no lugar certo).


Foi republicada em 10 de outubro de 2009, no oliviosampaio.blogspot.com, assim como outras 186 postagens em diferentes datas, SEM QUALQUER INFORMAÇÃO DE FONTE E AUTOR.
Com o título "corrigido" para "Um ninho pássaro" por decisão do blogueiro plagiador. Achando ele, provavelmente, que eu cometera algum erro ao publicar a postagem em EntreMentes.
Distraíra-me, eu? Não. Apenas estava a homenagear o grande Guimarães Rosa.
O mestre de Cordisburgo, esse grande renovador de nossa língua literária, usava a desinência formadora de diminutivos como um adjetivo autônomo. O sufixo "inho" no sentido de miúdo, pequenino...
O que se pode conferir em "Uns inhos engenheiros", belíssimo texto de Rosa no livro "Ave, Palavra".

22 dezembro, 2010

Uma faixa de pedestres famosa

Abbey Road atualmente
Nesta quarta-feira (22/12), o governo britânico declarou  a famosa faixa de pedestres da Rua Abbey Road, em Londres, como um patrimônio histórico britânico. Imortalizada em 1969, na capa de um dos discos dos Beatles, Abbey Road, é o primeiro pedaço de rua a ganhar esse status de patrimônio.
"Não é um castelo nem uma catedral, mas, graças aos Beatles e a uma sessão de fotos de dez minutos em uma manhã de agosto de 1969, cumpre a faixa todos os requisitos para se tornar parte do nosso patrimônio", disse o secretário britânico de Turismo e Patrimônio, John Penrose, ao anunciar o tombamento.
Até hoje, a faixa de Abbey Road continua atraindo visitantes de todo o mundo, beatlemaníacos ou não, que só pensam em ser fotografados sobre ela.
O Blog já publicou um slideshow sobre a faixa de ABBEY ROAD.

Pós-escrito
Acrescentei "passadeira" nos marcadores da postagem para facilitar a pesquisa do assunto pelos leitores portugueses. PG

Dona Encrenca

PUNE O MARIDO CONFORME O GRAU DO DESLIZE QUE ELE COMETE.


A origem da palavra encrenca
Do iídiche-alemão ein Kranke, trazida para o Brasil pelas prostitutas judias fugidas da pobreza europeia no final do século 19. Num país de morenos, as esguias e loiras “polonesas” faziam sucesso nos cabarés da Lapa. Podiam até escolher os clientes. Diziam umas pras outras: Aquele ali é ein Kranke, um doente (um portador de moléstia venérea). O rejeitado apelava para a violência e criava a maior ENCRENCA.
E a resposta a Nelson Cunha (que me enviou a explicação acima)
Esse Kranke soa também como Cancro, uma doença sexualmente transmissível que existia (ainda existe) nas versões Duro e Mole.

O teste da geladeira

É composto de 4 perguntas bem simples que devem ser respondidas com lisura. Conforme o nível de acerto das respostas, o testando pode ser considerado, ou não, um bom... profissional.

21 dezembro, 2010

Piada de otorrino

Um velho telefona ao médico para marcar uma consulta para a sua mulher.
A secretária pergunta:
- Qual o problema de sua esposa?
- Surdez. Não ouve quase nada.
- Então, o senhor vai fazer um teste com ela, antes de trazê-la, para facilitar o diagnóstico do médico. Sem ela olhar, o senhor, a uma certa distância, fala em tom normal, até perceber a que distância ela consegue ouvi-lo. E, quando vier, diz ao médico a que distância o senhor estava quando ela o ouviu.
- Certo?
- Está certo.
À noite, quando a mulher preparava o jantar, o velhote decidiu fazer o teste. Mediu a distância que estava em relação à mulher. E pensou: "Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora"
- Maria, o que temos para o jantar?
Silêncio.
Aproxima-se a 10 metros:
- Maria, o que temos para o jantar?
Silêncio.
Fica a uma distância de 5 metros:
- Maria, o que temos para o jantar?
Silêncio.
Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
- Maria! O que temos para o jantar?
- Frango, puta que o pariu... É a quarta vez que eu respondo!

NORMALMENTE, PENSAMOS QUE AS DEFICIÊNCIAS SÃO DOS OUTROS.

Enviada pelo oftalmologista Nelson Cunha

Diário de bordo


Em sua passagem por nosso sistema solar, o comandante de uma nave alienígena anotou em seu diário de bordo:

1 - SPA
2 - Resort
3 - Zoológico
4 - Quadra de tênis
5 - Estacionamento
6 - Parque de diversões
7 - Ginásio
8 - Geladeira
9 - Freezer

20 dezembro, 2010

Uma rã iluminada

Explicando:
Esta rã resolveu... interiorizar o Natal e se meteu numa bela enrascada.

Sorria, Smiley

Criado pelo designer Harvey Ball em 1963, por encomenda de uma companhia de seguros com o intuito de estimular, através do bom humor, o moral de seus funcionários, o Smiley é a representação de uma cara sorridente (smiling, em inglês). Inicialmente colocado em broches amarelos que eram usados pelos funcionários, o ícone fez tanto sucesso que, ultrapassando os muros da empresa, passou a ser aplicado em diversos produtos. Smiley e suas variantes, que foram depois surgindo, representam um verdadeiro marco para as formas não-verbais da comunicação contemporânea, particularmente no domínio da internet. Conta-se que Harvey Ball ganhou apenas US$ 240 pela criação. PG
Fonte: Wikipédia

Bônus das versões de Smiley por grandes mestres da pintura

blogdopg

19 dezembro, 2010

Kidiaba

Que diabo o goleiro do Mazembe estava fazendo quando esta foto foi tirada?

Amaciando o gramado do estádio.
Aguardando uma bola baixa.
Com cãimbras.
Massageando as hemorróidas.
???

Anúncio perfumado

De muito bom gosto a campanha publicitária da Natura  para este Natal. Tendo como slogan FELIZ BRASIL PARA VOCÊ, o filme da campanha está sendo veiculado pela TV aberta e por cinemas (e o spot da canção, pelas estações de rádio).
Assinada pela agência Taterka,  e explorando o mote "Todos os cantos do país num só canto", o filme apresenta uma mistura da diversidade de sons e ritmos de nosso país, enquanto nos convida para uma grande celebração de alegria e fraternidade.


Música: "Canção que Vem"
Cantores: Coral da OSESP, Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Meninos de Araçuaí, Pernas de Pau, Velha Guarda da Mocidade, Mulheres de Chico e Gabriela Buarque, entre outros.
Fonte

18 dezembro, 2010

Balançando o palanque

Uma das postagens do EntreMentes tem o título de "Palanque". Foi publicada no blog em 23 de abril de 2010. Na verdade, é apenas o início de uma crônica com uma ilustração a ela relacionada. Para ler o texto completo, o leitor precisa clicar num link que inseri na postagem. Ao fazê-lo acessa o Preblog, no qual publico meus textos mais antigos.
Essa crônica "Palanque" tem já uma longa história nas mídias eletrônica e impressa.
23/10/10 - Publicada no EntreMentes
11/12/09 - Publicada no Preblog
Agosto/1994 - Publicada no jornal "O Povo"
30/07/94 - Publicada no jornal "Diário do Nordeste"
Dezembro/1989 - Publicada no "JAMB"
15/07/89 - Publicada no "POVO CULTURA".
Uma prova de que, como diz o provérbio, o diabo esconde os chifres mas não esconde o rabo. Pois a tal crônica é do tempo em que a blogosfera não existia! E, assim como ela, há outros textos e imagens de EntreMentes que Olívio Sampaio pôs em seu enxovia cibernética. Precisam sair de lá.


A propósito
A ilustração acima, além de trazer a cópia de "Palanque" feita por ele (imagino o seu trabalho de copiar e colar), mostra uma foto de Olívio Sampaio. É como ele gosta de aparecer em seu blog, tendo ao fundo os equipamentos que utiliza para fazer o "back-up" de EntreMentes. O diacho é que ele não consegue se conter e sai logo publicando as minhas postagens - SEM FAZER AS CITAÇÕES DE FONTE E AUTOR!!!


Post scriptum
Meu agradecimento ao jornalista Nonato Albuquerque por haver divulgado este fato em seu blog Gente de Mídia.

Deus e a mulher honesta

Um dia, no tempo em que Deus aparecia, uma dona de casa levava uma garrafa de vinho para o almoço quando, ao atravessar uma pequena ponte, o vinho caiu no rio. A mulher suplicou a Deus que a ajudasse. Ele apareceu e perguntou:
- Por que você está chorando?
A mulher respondeu que sua garrafa de vinho havia caído no rio. E Deus entrou no rio, de onde tirou um Chateau Petrus caríssimo e perguntou:
- É este seu vinho?
A mulher respondeu:
- Não, Deus, não é esse.
Deus entrou novamente no rio e tirou um Dona Mécia Tinto, também muito caro.
- É este o seu?
- Também não, respondeu a dona de casa.
Deus voltou ao rio e tirou um vinho Sangue de Boi e perguntou:
-É este seu vinho?
-Sim, respondeu a mulher.
Deus estava contente com a sinceridade da mulher e mandou-a de volta para casa, dando-lhe os três vinhos de presente.
Um dia, a mulher e seu amantíssimo marido estavam passeando no campo, quando ele tropeçou e caiu no rio. A infeliz mulher, então, suplicou a Deus por ajuda. Ele apareceu e perguntou:
- Mulher, por que você está chorando?
A mulher respondeu que seu esposo caíra no rio. Imediatamente, Deus mergulhou e tirou o Gianecchini, e perguntou:
- É este seu marido?
- Sim, sim, respondeu a mulher.
E Deus se enfureceu.
- Mulher mentirosa!, exclamou.
Mas a mulher rapidamente se explicou:
- Deus, me perdoa, foi um mal-entendido. Se eu dissesse que não, o Senhor tiraria o Gianecchini do rio; depois, se eu dissesse que não era ele, o Senhor tiraria meu marido; e quando eu dissesse que sim, era ele, o Senhor mandaria eu ficar com os dois. Mas eu sou uma mulher honesta e amo meu marido, e não poderia ficar com os dois e assim ficaria com o Gianecchini , mas não cometeria bigamia.
Deus achou justo e a perdoou.

Moral da história
Mulher mente de um jeito que até Deus acredita.

A Nelson Cunha, que me enviou por e-mail esta história, digo o seguinte. Circula na internet e trata-se de uma história de domínio público. Tem inclusive uma versão em que o Gianechini é substituído pelo Rodrigo Santoro, com Deus acreditando e caindo no logro do mesmo jeito.

17 dezembro, 2010

O Almirante Togo

Tímido, suscetível e intransigente em seus princípios, era uma tarefa difícil para o escritor cearense Antônio Sales conviver com a humanidade. Sendo esta substituída em seus afetos pelos animais de estimação que ele criava.
Um deles era o gatinho Togo. O Almirante Togo, que motivou Antônio Sales a escrever as dezesseis quadras de "O Meu gato", publicadas na "Folha do Povo", de 13 de outubro de 1931.Eis duas dessas quadras:

"Gosta de literatura,
certo, porque é seu costume
subir a estante à procura
de um predileto volume.

Mas para que venha logo
dos ratos ser o flagelo,
pus-lhe um nome grande e belo:
chama-se Almirante Togo."


Ainda sobre o Almirante Togo, escreveria Antônio Sales outras dezoito quadras, sob o título "A Primeira Proeza". Eis seis delas:
"Togo (já sabe o leitor
que assim se chama o meu gato)
estreou com esplendor:
- matou seu primeiro rato!

Leitor, crê no que te digo:
- sem hesitar um segundo,
Togo, rápido, iracundo,
lançou-se sobre o inimigo.

O seu valor inconcusso
tinha uns laivos de epopeia:
- tal seu xará contra o russo
na baía da Coreia!

Calcula, leitor, se o ousas,
o orgulho que por mim vai!
Só um coração de pai
pode sentir essas coisas!

Ante tal grande façanha
que tem de imortalizá-lo,
o imperador da Alemanha
devia condecorá-lo!

Eu que não tenho fitinhas
com uma insígnia suspensa,
hei de dar-lhe em recompensa
- uma lata de sardinhas..."

#ivetenojo

Fãs e anti-fãs da Ivete andaram se pegando no Twitter.
Afinal, a hashstag era para para falar mal (nojo) ou bem (entrevista no Jô) da cantora?

Cartoon do PTwitter

A História Digital da Natividade

A história do nascimento de Jesus contada através do Google, Twitter, Facebook, YouTube, Google Maps, Wikipédia, Gmail etc. Como se a internet e esses recursos da informática estivessem disponíveis para relatar o fato no tempo em que Jesus nasceu.
É a versão em português para o vídeo The Digital Story of the Nativity.


Vídeo sugerido por Maristane Fernandes Macedo

16 dezembro, 2010

A melioidose no Ceará

Em fevereiro de 2003, na zona rural do município de Tejuçuoca, Estado do Ceará, ocorreu um surto de formas graves de uma doença desconhecida em quatro adolescentes de uma mesma família. Três foram a óbito no início de março. O quadro clínico, segundo os infectologistas que assistiram aos pacientes, foi de pneumonia fulminante com septicemia.
Extensas investigações epidemiológica, clínica, laboratorial e ambiental foram realizadas, resultando no diagnóstico conclusivo de melioidose, a partir do isolamento da bactéria Burkholderia pseudomallei em hemoculturas.
Em 2004, novo caso da doença foi diagnosticado no município de Banabuiu - CE, em uma paciente de 39 anos com quadro clínico de abscesso em região genital e septicemia. O agente etiológico da meliodose foi também identificado em hemocultura dessa paciente.
A Burkholderia pseudomallei é um microrganismo de vida livre, saprófita em alguns tipos de solo, e que também sobrevive em águas superficiais por períodos prolongados. Pessoas e animais podem adquirir a infecção em contato com o solo e a água onde a bactéria está presente. É levantada a hipótese de que a sua inalação por hospedeiros suscetíveis é que responde pelas formas graves (pulmonares e sistêmicas) da enfermidade.
A meliodose é um problema de saúde pública em alguns países do mundo (os quais estão principalmente situados nas regiões tropical e subtropical), sendo endêmica no Sudeste da Ásia, no Norte da Austrália e no subcontinente indiano. No Brasil, até o surto de Tejuçuoca, não havia registros da ocorrência dessa doença. PGCS

Fonte: Secretaria da Saúde do Estado do Ceará. Manual de Coleta de Amostras Ambientais da Burkholderia pseudomallei, Agente Etiológico da Melioidose, 2006.

Notas
blogdopg
(1) A pequena cidade de Tejuçuoca, distante 140 km da capital Fortaleza, é conhecida como a capital cearense do bode. Anualmente, a cidade realiza a Tejubode, feira de ovinos e caprinos que atrai cerca de 100 mil pessoas a este município de menos de 15 mil habitantes. Fonte: Blog do Guto Mota.
(2) Em 2005 e anos subsequentes, outros casos da doença têm sido informados. Oriundos dos municípios de Aracoiaba e Granja e do litoral cearense (este último, um turista holandês que veio a falecer em seu país). Fonte: internet (diversas).
(3) Ceftazidima (antibiótico que existe apenas na forma injetável) é a droga de primeira escolha para o tratamento da melioidose. Fonte: 2010 - Current Medical Diagnosis & Treatment, de Stephen J. McPhee e Maxine A. Papadakis.

Contra a "amnésia" - 4

Janeiro de 2010
A Terra invisível LINK
As 30 mentiras mais contadas LINK
Diários de motocicletas LINK
Canção por Eliana LINK
Não foi uma boa ideia LINK
Por motivos intestinos LINK
Um dia na internet LINK
Ciência x Filosofia LINK
Dicionário Brasileiro de Prazos LINK
Desgraça muita é bobagem LINK
Testes nucleares LINK
O homem que desafiou a bomba LINK
Dezembro de 2009
A oração da propina LINK
A tese do coelho LINK
Novembro de 2009
O presente trocado LINK
O ciclista feliz LINK
Outubro de 2009
Ilusão sexual LINK
Placas bilingues em Fortaleza LINK
Ranking dos Trapalhões LINK
Dez provérbios LINK
Sem pânico LINK
Riscos diferentes LINK
Um polígamo econômico LINK
O estouro de um recorde LINK
Um ninho pássaro LINK Um inho pássaro (título original)
Pau no nome LINK
A cruz nas costas LINK

Com a publicação desta quarta relação, contabilizam-se 187 postagens do EntreMentes copiadas e publicadas por Olívio Sampaio em seu blog (oliviosampaio.blogspot.com), durante o período de outubro de 2009 a novembro de 2010 - SEM CITAÇÃO DE FONTE E AUTOR!
Retornarei ao assunto com alguns exemplos da presença do DNA do EntreMentes no conteúdo de seu blog.

15 dezembro, 2010

Analfabetismo científico


"... um milionário que ignore quem foi Machado de Assis acaba visto como uma figura folclórica, excêntrica; um que ignore a segunda lei da termodinâmica é só mais um cara normal. Além, claro, de ser uma ótima vítima para esquemas de moto-perpétuo."

Aforismo de C.P. Snow (no original: Shakespeare), parafraseado por Carlos Orsi, em seu artigo "Analfabetismo científico". PG

Correspondência
Meu caro Paulo,
Há pouco escrevi sobre o assunto no EntreMentes. Dizia que o baixo nível educacional brasileiro favorece todo tipo de aproveitador. O pouco discernimento dos consumidores que por falta de uma boa escola embarcam em candidaturas furadas, compram gato por lebre, doam dinheiro para igrejas mercenárias, deixam-se explorar pela agiotagem bancária, consomem vitaminas, chás e simpatias, acreditam e divulgam boatos estapafúrdios etc.
Uma população assim deseducada é incapaz de fazer escolhas corretas comprometendo o seu futuro pessoal e do país em que vive. É trágico e grave ver uma nação com tão grande contingente de analfabetos funcionais. São eles que decidem o nosso futuro.
Quando vejo um médico defendendo o “valor” científico da homeopatia, custa-me crer que estudou nos mesmos livros que eu. Um engenheiro aeronáutico acreditando em disco voador me dá medo viajar de avião. Um professor de ciência criacionista me dá vontade de educar meu filho em casa. A tecnologia moderna deu a um pobre operário de hoje um padrão de vida superior ao desfrutado somente pelos reis há um século. As vacinas, o telefone, o automóvel, a televisão são inventos baseados na racionalidade científica. Precisamos de mais provas do valor da coerência?
Abraços.
Nelson Cunha

O Nascimento de Vênus

Mostrado na capa deste slideshow, é a obra mais famosa de Sandro Botticelli (1445-1510), pintor italiano da Escola Florentina do Renascimento.
Como é próprio de um ícone, o quadro de Botticelli já inspirou outros artistas a criarem suas versões e paródias.
Aqui fizemos uma seleção desses trabalhos pela internet.

14 dezembro, 2010

Penso, logo cito - 23

William Shakespeare, dramaturgo e poeta inglês:
"Herege não é aquele que arde na fogueira e sim aquele que a acende."

Imagem: Directorium Inquisitorum, Nicolau Eymerich, 1376.
Prefácio no website por Leonardo Boff

Para o dia morrer feliz


Começa com o breakfast no Marios's Cafe Bar:
10 linguiças
10 ovos
um monte de bacon
y otras cositas más.
£10, 5.000 calorias
This Is Lancashire

Itapiúna - CE

13 dezembro, 2010

Contra a "amnésia" - 3

Abaixo, o terceiro lote das postagens de EntreMentes copiadas por Olívio Sampaio e a seguir publicadas em seu oliviosampaio.blogspot.com - SEM CITAÇÃO DE FONTE E AUTOR!
Nenhuma providência a respeito foi tomada, até o momento, pelo blogueiro aqui apontado.
Já está sendo preparada a quarta lista.
Abril de 2010
A guerra dos megapixels LINK
Poluição em dobro? LINK
O encontro com o amigo urso LINK
Que é trololó? LINK
Em nome da ciência LINK
Desbancando Tio Patinhas LINK
Palanque LINK
O alfaiate convencido LINK
Balança mas não cai? LINK
Agora é cinza LINK
Humor cinza LINK
Penso, logo cito LINK Penso, logo cito - 20 (título original)
Um lindo dia LINK
Reciclagem de calendários LINK
Uma luz sobre um reflexo LINK
Os tiradores de coco LINK
A bandeira ponderada do mundo LINK
Um novo vírus LINK
Casar é jogar LINK
O piano de gatos LINK
A Terra é mais lisa do que uma bola de bilhar LINK Terra Lisa (título original)
A guerra ao Caps Lock LINK
Ninguém está feliz! LINK
Uniões perfeitas LINK
McDia Infeliz LINK
Março de 2010
Um gato de guarda LINK
A ponte dos cães suicidas LINK
A ilusão da livre escolha LINK
Um segredo de alcova LINK
Uma caixa para dormir LINK
A paquera na blogosfera LINK
Onde fica? LINK
Todo dia LINK
A CPI da pizza LINK
Como se calcula o volume de uma pizza LINK
Uma luta assimétrica LINK
Um (b)elo achado LINK
Passam as horas LINK
O valor do pi LINK
Comparando... LINK
Fevereiro de 2010
Cobram pelas cobras LINK Cobrando pelas cobras (título original)
Joãozinho andava... LINK
Na boca do dino LINK
O que se pode fazer com um carrinho de mão LINK
As constelações não existem LINK
Conversa entre duas mortas LINK
Por que bebes? LINK
Cerveja e Viagra não combinam LINK
Come-se com os olhos LINK
Yes, nós comemos bananas LINK
O castigo LINK
Um cigarro explosivo LINK
A poluição luminosa LINK
O mistério da seta LINK
Por que a borracha é capaz de apagar o lápis? LINK
O esquilo pidão LINK
Aula de genética LINK

Moedas de Benin

Benin (país aqui já referido por causa de uma bandeira esquisita) comparece outra vez no blog. Agora é por conta de uma moeda.
O país africano lançou há pouco tempo uma série numismática dedicada às plantas mais famosas do mundo. Na nova série lançada, destaca-se a moeda de 100 francos, a qual tem como motivo a Cannabis sativa, a maconha.

blogdopg
Essa moeda, que vai ter valor legal em Benin, será provavelmente muito disputada por colecionadores (não apenas por colecionadores) de todo o mundo. A fim de ficar irresistível, uma das folhas gravadas na moeda recebeu uma pintura especial. É uma pintura que, segundo La Aldea Irreductible, libera o odor da planta representada. PG

12 dezembro, 2010

Domingo com os netos

Paulo,
Aqui não temos praia para enganar o domingo.
Estava no quintal com meus netos fazendo... saberá depois.
Surgiu uma idéia e corri para o lap e escrevi essa bobagem aí:
---------------------------------------------------------------------------
Não sei como chamá-las:
Negras?
Pretas de faces luminosas?
Seria ofensivo chamá-las de roliças ou por outra referência ao formato arredondado.
Dizer que são pretas de alma branca é ainda pior.
Mas é justamente o seu interior que as tornam tão doces.
Vivemos tempos de melindres e até um galanteio tem de ser medido.
Tenho medo de ofendê-las com elogios, posto que são explosivas e vivem em bandos.
Sonho em beijá-las e extrair-lhes o néctar de fêmeas no cio.
Solidárias no vigor e na efemeridade são elas.
As jabuticabas do meu quintal.
Nelson Cunha, João Monlevade - MG

A escolha

Um homem tinha três namoradas e não sabia com qual delas deveria se casar.
Resolveu, então, fazer um teste para ver qual era mais apta a ser sua mulher.
Tirou R$ 15 mil do banco, deu R$ 5 mil para cada uma e disse:
- Gastem com o que quiserem.

A primeira foi ao shopping, comprou roupas, joias, foi ao cabeleireiro, salão de beleza etc. Voltou para o homem e disse:
- Gastei todo o seu dinheiro assim para lhe parecer mais bela. Tudo isso porque eu amo você.

A segunda foi ao mesmo shopping, comprou roupas para ele, um CD player, uma televisão tela plana, dois pares de tênis, tacos de golfe e filmes pornô. Voltou para o homem e disse:
- Gastei todo o seu dinheiro assim para fazê-lo mais feliz. Tudo isso porque eu amo você.

A terceira pegou o dinheiro e aplicou em ações. Em três dias duplicou o investido, retornou com R$ 5 mil para o homem e disse:
- Apliquei o seu dinheiro e ganhei o meu. Agora, se eu gastar, não será do seu dinheiro. Tudo isso porque eu amo você.

Qual delas o homem ESCOLHEU?
Fonte: web

11 dezembro, 2010

♪Com que roupa?♪

Composto em 1930, é o primeiro dos sambas de Noel Rosa (1910-1937) e foi inicialmente gravado por ele mesmo. Depois, muitos intérpretes e conjuntos musicais também o gravariam como Aracy de Almeida, Trio Surdina, Marília Batista, Nelson Gonçalves, Elza + Miltinho , Helena de Lima, Martinho da Vila, Os Três Moraes, Maria Creuza, Doris Monteiro, Banda do Canecão, MPB-4, Zezé Motta, Zizi Possi, Gilberto Gil, Ivan Lins, Caetano + Zeca Pagodinho e Diogo Nogueiro (no vídeo), entre outros.
Em suas "confissões", Noel deu o testemunho sobre a criação de "Com que roupa?"::
"Este samba tem uma história interessante que vale a pena contar aqui, a título de curiosidade. Foi um caso que se passou comigo mesmo. Com sangue de boêmio, eu passei a chegar à casa, em determinada época, nas altas horas da noite. Vinha de festas ou de serenatas, ou de simples conversas. Mas o fato é que essa vida, passada toda em claro, devia prejudicar a minha saúde. Foi o que aconteceu. Comecei a emagrecer. E a emagrecer assustadoramente. Adquiri umas olheiras dramáticas.'Que é isso, Noel? paixão incubada?' perguntavam-me. Eu sorria. Mas quem mais se assustava era mamãe. Pressentiu, antes que ninguém, o meu estado. E, dia a dia, renovava as suas advertências, os seus apelos, para que não me demorasse na rua tanto tempo, para que eu dormisse mais, que eu acabava doente. Eu prometia que sim. Mas a minha vontade era nula. E chegava, fatalmente, às mesmas horas com as mesmas olheiras e aquele emagrecimento progressivo, que estava alarmando todo mundo. Desesperada em conseguir a minha obediência pelos recursos da persuasão, minha mãe lembrou-se de um antigo recurso, mas cujo efeito é sempre eficaz. Assim é que escondeu todas as minhas roupas. Sem exceção. Fiquei desesperado. O pior é que, na véspera, mandara que alguns amigos me viessem buscar para irmos a uma festa. Os amigos não faltaram. À noite, batiam lá em casa: 'Como é, Noel, vamos para o baile?' E eu, dentro do quarto: 'Mas com que roupa/'. Mal eu tinha acabado de soltar a frase, quando me ocorreu a inspiração de fazer um samba com esse tema. Daí o estribilho:
Com que roupa eu vou
Ao samba que você me convidou?"
Almirante, em sua biografia sobre o "Poeta da Vila", desmentiu completamente essa história. Seria uma lenda.
O tema do samba é original, até revolucionário para a época, ao fazer alusão a uma característica marcadamente brasileira: a de se gozar da própria desgraça, levando a vida de forma divertida, dentro da filosofia do "rir para não chorar". Quanto à melodia, é simples, contagiante e possui uma história curiosa: desde os tempos de colégio, Noel tinha o hábito de parodiar o Hino Nacional; é possível que, inconscientemente, tenha utilizado esta melodia sem se dar conta do plágio. E quem o preveniu, quanto ao risco da apreensão do samba pela censura, foi o maestro Homero Dornellas, o qual inclusive alterou a sua melodia ao passá-la para a pauta.



A HOMENAGEM DO BLOG AO GRANDE NOEL DE MEDEIROS ROSA 
NA DATA EM QUE O "POETA DA VILA" COMEMORARIA SEUS 100 ANOS DE IDADE
SE VIVO FOSSE

10 dezembro, 2010

Sobre "falsos amigos"

Para mostrar as dificuldades em se traduzir do espanhol para o português, circula por e-mail este exemplo:
"LA VIEN UN TARADO PELADO COM SU SACO EN LAS MANOS CORRIENDO DETRAZ DE LA BUSETA, PARA COMIR PORRO Y CHUPAR PINTÓN."
Cuja tradução, conforme a mensagem eletrônica que o traz, não é o que parece ser. É o que se segue:
”LÁ VEM UM LOUCO CARECA COM SEU PALETÓ NAS MÃOS CORRENDO ATRÁS DO MICRO ÔNIBUS, PARA COMER CHURROS E BEBER CACHAÇA.”

Instado a opinar sobre o assunto, Nelson Cunha, que é o consultor desta bitácora para línguas novilatinas, manifestou-se assim:

Paulo,
A frase correta em espanhol é:
"ALLÁ VIENE UN TARADO PELADO COM SU SACO EN LAS MANOS CORRIENDO DETRÁS DE LA BUSETA, PARA COMER PORRO Y CHUPAR PINTÓN."
Além disso, "comer porro y chupar pintón" não fazem sentido porque "porro" é cigarro de maconha e "pintón" não é cachaça. Como se vê, quem pretendeu ensinar espanhol com a frase acima, também não conhece o idioma de Cervantes. Pode ser, no entanto, que "porro" e "pintón" sejam gírias em algum país de lingua espanhola. Perguntei a Conchita (esposa do Nelson) se é giria espanhola e ela disse que não é. Desconfio (pelos erros elementares de grafia) que o autor da brincadeira exagerou na dose para conseguir o efeito que queria.
Nelson

Leilão de Jardim


Quem me compra um jardim com flores?
Borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?

Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?

Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?

(Este é o meu leilão.)

Cecília Meireles

Para ver "Leilão de Jardim" em slides: http://www.slideboom.com/presentations/93577/Leilao-de-Jardim

09 dezembro, 2010

Contra a "amnésia" - 2

Olívio Sampaio, o "Marketeiro da Net", colocou em seu blog (oliviosampaio.blogspot.com) uma grande parte do conteúdo de EntreMentes - SEM CITAÇÃO DE AUTOR E FONTE!
Abaixo, relaciono mais um lote das postagens de EntreMentes que ele publicou como sendo suas, a fim de que o mesmo, caso mude de ideia quanto à conduta de NÃO respeitar a propriedade intelectual, possa então lhes acrescentar os links.
Agosto de 2010
Um poleiro de cabras LINK
Uma viagem [quase] até o sol LINK
Para românticos LINK
Mr. Methane LINK
A dura lei penal no Irã LINK
Um dia de cão LINK
Como surgiu o snorkel? LINK
No lugar errado... LINK
O orgasmo feminino LINK
Efeito sanfona LINK
Medicina digital LINK
O cumprimento saudável LINK
E na contramão... LINK
O satélite celular LINK
A evolução das armas LINK
A importância do manual de instrução LINK
Os mandamentos do estudante LINK
Futebol acrobático LINK
Stella Awards LINK
Com uma asa só? LINK
Prostituição masculina LINK
O julgamento kkkkkk LINK O julgamento (título original)
As idades do homem LINK
A linha da miséria no Brasil LINK
Um missa pelo Twitter LINK
Um símbolo em discussão LINK
Julho de 2010
Numa bela praia europeia LINK
Ginástica localizada para pássaros LINK
Árvores de decisão LINK
Esculturas virais LINK
Os planos bizarros da CIA LINK
Peeping Tom Cat LINK
A taça é do polvo LINK
A "Mulher Cavalo" LINK
Como surgiu o zíper? LINK
Fim de copa LINK
O ovo cósmico LINK
Junho de 2010
Que é a felicidade? LINK
Inimigos naturais LINK
Os pessimistas LINK
Uma volta ao passado LINK
A lua e as marés LINK
À espera da indenização LINK
Com açúcar e com afeto LINK
Teja solto! LINK
Twitter x Galvão LINK
Finais das Copas de 1930 a 2006 LINK
Oração das mulheres resolvidas LINK
Para que lado a mulher gira? LINK
Elas, as vuvuzelas LINK
O mais eficiente Firewall do mundo LINK
A inocência de Tarzan LINK
O "Bolsa Viagra" LINK
Aula de fotografia - 2 LINK
Aula de fotografia - 1 LINK
Avatarize-se LINK
Qual é a cor do Sol? LINK
Pemba na gorduchinha! LINK
Maio de 2010
Clique para Jesus LINK
Desfazendo um mistério LINK
A luz dos olhos teus LINK
Sem perceber LINK
Contando lobos LINK
A queima dos registros LINK
Seu blogueiro, seu amigo LINK
O beijo no cinema LINK
As preocupações segundo a idade LINK
A árvore solitária de Ténéré LINK
Apagando o fogo LINK
Uma ponte erótica LINK
Tal mãe, digital filho LINK
O videocurrículo LINK
A fórmula para entender as mulheres LINK
Transparentius LINK
Um termograma explicado LINK
Um tipo de dor de cabeça LINK

+ mensagens de solidariedade
Caro Paulo,
Hipoteco a você, como irmão e blogueiro, a minha irrestrita solidariedade, em decorrência da acintosa apropriação dos seus direitos intelectuais, com o agravante da omissão da fonte e dos créditos pertinentes.
Se não houver o repúdio a tais práticas, vai-se abrir um novo nicho de mercado de trabalho para os causídicos.
Um abraço do Marcelo Gurgel

Ó Lívio, sem paio legítimo fica falsa tua feijoada.
Nelson Cunha

Vagina dentata

blogdopg - 
Esta expressão latina significa vagina com dentes. Várias culturas têm lendas populares sobre mulheres que possuem vaginas com dentes, contadas como histórias de moral e que avisam sobre os perigos do sexo com mulheres desconhecidas.
O mito sintetiza a ameaça que as relações sexuais representam para os homens que, apesar de entrarem triunfalmente, saem delas sempre "cabisbaixos".
A vagina dentata provou ser também um tema interessante para alguns escritores, particularmente aqueles de obras surrealistas ou sobre a psicanálise.
Em 2005, Sonette Ehlers criou o Rapex, um preservativo feminino anti-violação que é inserido no canal vaginal, tal como um diafragma. Este produto apresenta farpas que o prendem ao pênis do violador, e do qual só pode ser removido cirurgicamente. Num artigo sobre o Rapex, Ehlers comentou que foi inspirada a inventar o aparelho depois de um encontro com uma vítima que lhe disse: "Se eu tivesse dentes aqui em baixo...." PGCS

08 dezembro, 2010

Uma biblioteca móvel

E-books?
Ao invés de aderir a essas modernidades, por que não usar uma estante circular? Uma estante que lhe possibilita, enquanto lê um livro, levar consigo todos os demais. E que dá ênfase à ideia de que ler... é viajar. 
O designer David Garcia construiu este protótipo. PG

blogdopg

Solidariedade

A leitora Ana Luz postou na caixa de mensagens do blog de Olívio Sampaio:
"Sou leitora do Paulo Gurgel (Entrementes). Vergonhosa a cópia que você faz sem mencionar a fonte. Só pelos demais posts (que você realmente faz) se percebe que seu nível é outro."
Agradeço a Ana Luz, a quem não conheço, por esta manifestação de solidariedade. Amanhã, publico uma segunda relação das postagens (com os respectivos links) que Olívio Sampaio clonou. E há outras listas a serem publicadas. PG

O Programa de Qualidade do Blog EntreMentes

Custou mas saiu finalmente o Programa de Qualidade (PQ) do blog EntreMentes.
Parte dessa demora foi pesquisando os PQs dos blogues congêneres. Não sendo encontrados, a pesquisa ficou sendo uma não-pesquisa.

07 dezembro, 2010

Grandes lábios

:-) PG
blogdopg

Os gansos do Capitólio

São frequentes as alusões aos gansos do Capitólio. Segundo a lenda, quando essa colina romana foi assaltada em plena noite pelas tropas de Breno, no quarto século antes de Cristo, os soldados romanos só não foram surpreendidos dormindo, em suas fortificações, porque os gansos ali existentes fizeram grande alarido, denunciando a aproximação de estranhos. Houve, graças a isso, prolongada resistência, mas o Capitólio só deixou de ser ocupado porque Breno aceitou uma oferta de mil libras de ouro para levantar o cerco. Os gansos, consagrados aos deuses, foram desde então conservados no Capitólio. PG
(apud Raimundo Magalhães Jr.)
blogdopg



Gansas (se não houve engano da parte do classificador de sexo) vestidas em "trajes de época".
Estão ilustrando esta postagem porque são bem graciosas. PG

06 dezembro, 2010

Contra a "amnésia" - 1

Esta nota é para lembrar o blogueiro Olívio Sampaio quais foram as postagens de EntreMentes que ele publicou em sua página na internet (oliviosampaio.blogspot.com) SEM CITAÇÃO DE AUTOR E FONTE. As referidas postagens que, a seguir, foram automaticamente republicadas no CentralBlogs, podem simplesmente ser por ele excluídas. Caso o blogueiro decida mantê-las, abaixo estão inseridos os links dessas postagens, com a finalidade de poupá-lo de tão ciclópico esforço. Porém, a colocação deles pelo auto-apelidado "Marketeiro da Net", restituirá a seus leitores o direito de acessar outros blogs e websites, citados por mim nas postagens de EntreMentes, quando este não foi a própria fonte primária.
Novembro de 2010
Bagunça LINK
O ser humano infectado por vírus da informática LINK
Outras canções que você mixou para mim LINK
A recriação de Adão LINK
O quarto de Ames LINK
Onde o dia é mais longo do que o ano LINK
Aula de linguagem corporal LINK
Hinos brasileiros LINK
Outubro de 2010
O médico e o advogado LINK
Oração da mulher por um dia bom LINK
O que as pessoas dizem quando o filme termina LINK
Serra e Dilma respondem: "Por que a galinha atravessou a rua?"  LINK Ainda a pergunta anterior (título original)
As normas de voo LINK
Ambigrama LINK
Setembro de 2010
As canções que você mixou para mim LINK
Fail Whale LINK
Dia Mundial Sem Carro - 2010 LINK
Que é um FDP? LINK
Polegares, onde estão? LINK
A bola e o besouro LINK
O Evacuchute LINK
O que diz e o que significa LINK
Questão de formas LINK
O peru do padre LINK
Cuidado com o que fala LINK
JB. Cem por cento digital LINK
Rumo à imortalidade LINK
(esta lista de violações da propriedade intelectual será continuada)