31 outubro, 2008

Teste de re(?)conhecimento

-
Onde foi batida esta fotografia?


Clique em comentários (comments) para ver a resposta.

30 outubro, 2008

Pour épater les bourgeois

Os fabricantes de vinho de Languedoc, sul da França, resolveram desafiar a fama de serem produtores de vinho de má qualidade com uma medida impactante.
Na nova denominação do mal avaliado produto, incluíram o palavrão que francês adora pronunciar. Ficando: "Le Vin de Merde".


Ver o detalhe da mosca no rótulo
Bem dentro do espírito de pour épater les bourgeois (para escandalizar os burgueses), como se dizia nos tempos de influência da língua francesa.
Foi uma estratégia de mercado que se revelou bem sucedida. E alavancou as vendas do referido vinho que teve, em pouco tempo, todo o seu estoque comercializado.
Não é recomendável, porém, ao apreciador de vinhos que for consumir o "Le Vin de Merde" ir além dos queijos prato e mussarela. E do queijo coalho, se ele já estiver empedrado.

Preço: 7 euros a garrafa.

19/05/2016 - Novidades na seção
Licor de merda (fabricado em Portugal)

Intervalo

Sabe aquele momento em que o computador trava?
Talvez seja mais bem aproveitado se for transformado num intervalo. Na pausa, por exemplo, para se tomar um chá. Com a espécie de erva a ser usada no preparo da infusão ficando na preferência de cada um. Sendo recomendável, porém, que o tomemos com este jogo de xícaras para chá (imagem abaixo).
Ele é de porcelana, fabricado em Taiwan, e as suas peças têm os sugestivos nomes de ctrl, alt e del.



Via Gizmodiva

Tal nome, tal rosto

Nonato Albuquerque, depois de ver a dica no Zona Cyber, de Leonardo Fontes, submeteu o nome ao teste do Turn Your Name Into a Face e publicou na Antena Paranóica o resultado.
O site, como o nome (em inglês) sugere, transforma nomes em rostos.
Inserindo o meu primeiro nome no site, fiz também o meu teste. Taí o resultado:


Mas, o que aconteceria se eu, prosseguindo com o teste, agregasse progressivamente os meus sobrenomes? Foi isto:

Bem, eu não devia ter ido tão longe.

29 outubro, 2008

Plástico verde

O troféu para o próximo GP do Brasil de Fórmula 1 foi feito do chamado plástico verde, o polietileno que é produzido a partir do álcool extraído da cana-de-açúcar.
Deverá ser entregue no próximo domingo ao vencedor da corrida de carros em Interlagos.
O objeto (ver ao lado) lembra uma das colunas externas do Palácio da Alvorada, sendo esta reprodução da pilastra emoldurada por um aro (incompleto) que sugere a imagem de um volante.
O projeto do troféu saiu da prancheta de Oscar Niemeyer, o genial arquiteto que projetou Brasília.

28 outubro, 2008

Provérbios animais

EntreMentes oferece hoje a seus leitores este slideshow de provérbios com animais, cujas ilustrações são também com eles.

Transformers da vida real

O artista franco-suíço Guillaume Reymond inventou uma nova forma de fazer arte. Pela montagem de imagens que, vistas do alto, parecem "robôs gigantescos".
Reymond consegue esses resultados visuais com o estacionamento planejado de caminhões, furgões e automóveis.


Para ver mais desses "transformers da vida real", clique aqui.

27 outubro, 2008

Fototrova # 5

-



Um cidadão quer morrer
E a questão que suscita:
Por essa planta ao crescer?
Pelo cachimbo que pita?


PGCS

O aleitamento materno

Um cuidado para toda vida
A amamentação é vital para a saúde da mãe e da criança durante toda a vida. A recomendação da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde é que as crianças sejam amamentadas exclusivamente com leite materno até os 6 meses de idade e, após essa idade, deve-lhes ser dada a alimentação complementar apropriada, continuando, entretanto, a amamentação até pelo menos a idade de 2 anos. Essa continuidade na amamentação das crianças objetiva ampliar-lhes a disponibilidade de energia e micronutrientes, particularmente do ferro.
A exceção à prática do aleitamento materno é para as mães portadoras de HIV/AIDS ou de outras doenças de transmissão vertical, as quais devem ser orientadas para as adaptações necessárias à correta alimentação de seus filhos.
Dentre outras vantagens, o aleitamento materno confere importante proteção contra a morbimortalidade (doenças e óbitos) por doenças infecciosas nos primeiros anos de vida, sendo reconhecido como importante fator de redução da mortalidade infantil no mundo. Outra questão diz respeito aos efeitos a longo prazo do aleitamento materno. Estudos recentes mostram que as crianças amamentadas tendem a apresentar menor prevalência de obesidade infanto-juvenil.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. Brasília - DF, 2008. 210 p.

26 outubro, 2008

Aviso à blogosfera

Na última reunião, a eu-quipe responsável por EntreMentes decidiu - por unanimidade - incluir neste blogroll as seguintes páginas:
- Frases Ilustradas, de Ceó Pontual,
- Gente de Mídia, de Nonato Albuquerque.
O fato de Antena Paranóica, do mesmo Nonato Albuquerque, já se encontrar no blogroll NÃO representa uma acumulação indevida de links.

25 outubro, 2008

A quem tiro meu boné

A Angenor de Oliveira (1908 - 1980), o grande Cartola.
Na década de 1950, lavando carros em Ipanema, esse genial músico e letrista, nascido no bairro do Catete, Rio de Janeiro, foi tirado do esquecimento pelo multimídia Sérgio Porto (Stanislaw Ponte Preta).
Apenas para arejar a memória, eis os títulos de algumas das muitas canções (belíssimas) que ele compôs: "Acontece", "Alvorada no morro" (com Carlos Cachaça e Hermínio Belo de Carvalho), "As rosas não falam", "Basta de clamares inocência", "Cordas de aço", "Corra e olhe o céu", "Divina dama", "O mundo é um moinho", "O sol nascerá" (com Elton Medeiros), "Peito vazio" (com Elton Medeiros), "Sala de recepção" e "Tive sim".


No ano do centenário de nascimento do Cartola o Brasil não pode tornar a esquecê-lo. Nem depois.

A planta blogueira

Via GigaBlog

Numa cafeteria em Kamakura, próximo de Tóquio, existe uma planta blogueira.
Graças a sensores nela colocados para que transmitam, através de sinais elétricos, as suas "sensações" para um notebook. E, neste último, a um algoritmo que realiza a "tradução" dos impulsos elétricos em palavras, para que estas, a seguir, sejam automaticamente publicadas em seu blog.
Uma de suas últimas postagens foi aqui inserida para o leitor de EntreMentes avaliar se a planta escreve direitinho.

24 outubro, 2008

Payback time

-

Alguns seres do imaginário brasileiro

Boitatá
Bicho temido que habita nos campos santos. Para limpar a sua honra de monstro ultrajado, espera um dia dar uma carreira (no sentido olímpico da palavra) naquele cientista que descreveu ser ele: “a inflamação de produtos fosfóreos de corpos orgânicos em decomposição”.
Boto
Mamífero em forma de peixe dos rios da bacia amazônica. Um autêntico Don Juan fluvial, pois se transforma em rapaz de boa aparência para seduzir as moiçolas ribeirinhas. Considerado o progenitor das crianças de paternidade ignorada, esta fama está a se desfazer pelo uso generalizado dos exames de DNA.
Curupira
É visto nas matas brasileiras a cavalgar um porco-do-mato. Tem os cabelos vermelhos e os pés invertidos com os quais consegue uma melhor aceleração em seu veículo animal. Por sua mania de percutir as árvores da floresta, há muito tempo virou uma persona non grata entre os cupins.
Lobisomem
Oriundo do Velho Continente, naturalizou-se brasileiro. Sem abdicar o feio costume por lá adquirido de cometer desatinos em série nas noites de lua cheia. Meio lobo e meio homem, a sua porção racional é a que uiva.
Saci
O famoso negrinho de uma perna só. Entre as baforadas de seu cachimbo, vive a armar ciladas nos caminhos para atazanar os viajantes. O travesso molecote do barrete vermelho respeito só tem aos nascidos em Caratinga, a terra de São Ziraldo, um santo bípede. PGCS

23 outubro, 2008

Copos de escuta

Para solucionar o sequestro de Eloá e Nayara a polícia militar paulista usou os mais avançados recursos tecnológicos. Inclusive uns copos de vidro que, quando eram colocados sobre as paredes externas do apartamento onde se desenrolava o sequestro, permitiam aos policiais ouvir os gritos do sequestrador como se murmúrios fossem. É bem possível ainda que, no decorrer dessas operações policiais, tenham também entrado em ação os sofisticados telefones de duas latas conectadas por barbante.
Algo a meu ver continua inexplicável, porém. O não ter Mr. Saw, cujos pendores marqueteiros são bem conhecidos, berrado antes que tinha acabado de reequipar, com o que existia de melhor, a sua briosa polícia. E feito isso, a plenos pulmões, através de um moderno cone de papelão, naturalmente.

Comentário a uma postagem de ontem do Querido Leitor.

Processo seletivo público

Estão sendo divulgados os resultados do último processo seletivo público que a Cesgranrio fez para a Petrobras Distribuidora S.A.
Parabéns ao jovem Érico de Macedo Gurgel (meu filho), aluno concludente de Engenharia Mecânica da UFC, por sua aprovação - com excelente posição classificatória - no referido certame.

22 outubro, 2008

O problema das oito bolas

Via blog.rachacuca.com.br

Problema
Temos 8 bolas de aparência idêntica, mas uma delas pesa mais do que as outras 7, as quais por sua vez têm o mesmo peso.
Temos também uma balança de pratos simples.


Pergunta
Como podemos identificar qual é a bola mais pesada efetuando o mínimo de medições possíveis?
Resposta
Confira com a que está colocada em comments (comentários).

Para o Centro?

O trajeto que este ônibus (imagem abaixo) faz é o mais longo da Europa: 6378 quilômetros (só de ida).


Ele roda na linha Lisboa-Centro da Terra.

21 outubro, 2008

Uma confusão de poderes

Padre Vicente Pires da Mota, que foi presidente de várias províncias brasileiras no período imperial, tinha a fama de ser um homem disciplinador, ainda que à custa de violências. Quando presidia Minas Gerais, após assistir a uma missa, determinou a prisão do padre celebrante.



Dias depois, ao libertar o padre, explicou-lhe a razão por que o prendera:
"Mandei prendê-lo porque Vossa Reverendíssima infringiu os preceitos da Igreja, marcados pelas letras do alfabeto: A, B, C, D e E. A missa será dita em voz Alta, será Breve, Clara, Distinta e Exata."

Kassab, o Cenobita

-
Falam que eu sou solteirão
Não entendo essa grita
Pois já fui o guardião
Do harém do Celso Pitta.


Itapiúna - CE

20 outubro, 2008

A evolução das rosquinhas

As rosquinhas (donuts em inglês) foram criadas no século XVI por padeiros holandeses, mas ainda não tinham o tradicional furo no meio. Isso só apareceu em 1847, criado pelo marinheiro americano Hanson Gregory. Essa criação valeu a Gregory uma placa de bronze em sua cidade natal, Rockport.

Significa dizer que a humanidade sofredora teve de esperar, por cerca de três séculos, até que surgisse o seu maior benfeitor. Hanson Gregory, que a conduziu ao prazer de degustar o melhor pedaço que existe nas rosquinhas, o furo, o qual, por não ter nenhuma caloria, tampouco engorda.

Aniversário de Adeodato Junior

Ontem, na reunião semanal da família Gurgel Carlos, a qual acontece nos domingos à noite no apartamente onde reside dona Elda, a matriarca da família, foi comemorado o aniversário natalício do jornalista Fernando Adeodato Junior.
Organizada por sua esposa Márcia Gurgel, que é também jornalista, a singela festa contou com a presença de significativa parte de nossa família.
Acompanhado por Elba, minha esposa, estive lá para abraçar o querido cunhado Nando (como também o chamamos).
Parabéns, Nando.

Márcia, Adeodato Junior e as filhas Vanessa e Larissa

P.S. > Esta nota foi inserida com mais fotos no blog Família GC.

19 outubro, 2008

Uma nova portaria

A portaria recém-assinada pelo ministro da Justiça Tarso Genro, para colocar alguma ordem nessa barafunda dos call centers no país, trata-se evidentemente de uma conquista. No entanto, como a portaria não estabeleceu certas proibições, os consumidores ainda continuamos à mercê dos call centers em algumas de suas conhecidas inconveniências, dentre as quais...

... ter de ouvir:

a "Für Elise" com som de caixinha de música;
o recado de que a nossa ligação é muito importante para eles;
o aviso de que, para a nossa segurança, a ligação "estará sendo gravada";
o emprego abusivo dos gerúndios;
e por aí vai.

Alfabeto do amigo

"AMIGO É AQUELE QUE BEIJA VOCÊ COM CARINHO, DESEJA COM ENTUSIASMO SUA FELICIDADE E GARANTE A FIDELIDADE A VOCÊ. É O QUE ESTÁ PRONTO A QUALQUER HORA PARA OUVIR SUAS HISTÓRIAS E SEUS SONHOS IMPOSSÍVEIS. É QUEM, POR VOCÊ, JOGA TUDO PARA O ALTO E LARGA DO QUE MAIS GOSTA NA VIDA, PARA CUMPRIR COM A OBRIGAÇÃO DE PROTEGÊ-LO, DE LHE QUERER BEM E DE RESPEITAR SEU SILÊNCIO, TRAZENDO UM SORRISO NO ROSTO QUE FAÇA VOCÊ TAMBÉM SORRIR, XERETANDO SE PRECISO FOR E ZANGANDO-SE COM VOCÊ QUANDO NECESSÁRIO."

Via www.hamiltonbueno.com.br, modificado.

18 outubro, 2008

O horário de verão

No momento em que esta nota é publicada os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil entram no horário de verão, em sua edição 2008 - 2009. Com a adoção deste horário, cuja mudança mais evidente é o adiantamento dos relógios em uma hora, o Ministério de Minas e Energia espera uma significativa redução nas demandas de energia elétrica. Por conta de um melhor aproveitamento das horas de exposição à luz solar nas regiões abrangidas pelo horário de verão.
Essa idéia de prolongar o uso da luz do dia, por razões econômicas, já é bastante antiga. Eis como o portal G1 nos relata o seu surgimento:
"Em 1784, quando ainda não existia luz elétrica, o jornalista e inventor Benjamin Franklin (concepção artística de Franklin ao lado por Arte/G1) viu que gastava muitas velas quando trabalhava de noite. Acordar mais cedo passou a ser a sua solução de economia, e ele chegou a sugerir que as praças tivessem 'barulhos de canhões para fazer os preguiçosos levantarem mais cedo todos os dias'. Para alívio dos vizinhos, a idéia de Franklin não foi implementada, mas ela foi o embrião do que hoje chamamos de horário de verão."

17 outubro, 2008

Dia do Médico

Comemora-se hoje esta data.
A propósito de como devemos atuar em nossa profissão, EntreMentes divulga uma das palestras do consultor Mario Persona: "Os novos médicos".
Via YouTube.


FELIZ DIA, COLEGAS!

16 outubro, 2008

O sopro protetor

A varíola (também chamada antigamente de "bexiga") era uma enfermidade que hoje se encontra extinta em todo o mundo. Foi, no entanto, um terrível problema para a humanidade durante séculos.
Em seu excelente livro Contágio , Dr. Roberto de Andrade Martins relata que diversos povos adotavam práticas primitivas de proteção contra a varíola. Muito tempo depois, algumas delas levariam à descoberta da vacinação, a qual consiste em produzir nas pessoas sadias um ataque atenuado da varíola. Sabendo-se que essas pessoas ficam a seguir protegidas contra a doença, pois ela só atinge cada pessoa uma vez.
Desses processos que já foram usados para proteger contra a varíola, um deles foi desenvolvido na China.
"Conta-se que uma monja chinesa vivia como eremita em uma montanha próxima ao Tibet. Para proteger as crianças, ela preparou um pó utilizando cascas secas das feridas de varíola, que eram pulverizadas e misturadas com uma planta (Uvularia grandiflora). Em dias propícios, especialmente escolhidos, esse pó era soprado na narina de crianças sadias, utilizando-se um canudo de prata. Para as meninas, era utilizada a narina esquerda, e para os meninos, a direita. Essas crianças, após alguns dias, desenvolviam uma forma branda de varíola, recuperavam-se e ficavam depois protegidas durante o resto da vida contra a doença. Não se sabe atualmente como essa monja chegou a tal prática. A população da época a atribuiu a uma inspiração divina."
Foi apenas no final do século XVIII que o médico inglês Edward Jenner (1749-1823) realizou estudos que levaram à substituição dessas práticas de variolação pela vacinação. A partir da observação de que as pessoas que já haviam apresentado lesões cutâneas pustulosas, relacionadas com a ordenha de vacas acometidas por cow-pox, a varíola das vacas, mostravam-se, depois disso, imunes à varíola.

15 outubro, 2008

Outras dez casas bizarras

O acervo de estranhas moradias que a gente viu pela internet ainda deu pano para as mangas, daí este segundo slideshow sobre o assunto.

Rodando redondo

A figura (ao lado) mostra um aro de pneu a rodar, puxado por alguém?
Nada disso. Trata-se de obag, uma mala de viagem concebida pelo designer Rooz Mosavi para ser um modelo inovador.
Mosavi, inicialmente, dispensou as rodinhas ao transformá-la in totum numa... roda. A seguir, criou dois compartimentos em seu interior, cujos acessos são pelos lados. E, por fim, acrescentou-lhe um grande puxador (sem o qual obag não passaria de uma, digamos, mala-sem-alça).
Agora, está nas mãos da Samsonite fazê-la passar de conceito a produto.

Uma dica de bjr no Obvious.

14 outubro, 2008

Dez casas bizarras

Um slideshow que apresenta 10 dessas estranhas moradias que a gente vê pela internet.

Olha o nível!

Aqui tendes um cartaz com finalidade educativa. O que ele diz?
Apenas isto:


Nós não nadamos em seu toalete...

Não urine em nossa piscina!!!


Se bem conheço a humanidade, o bem intencionado cartaz não vai conseguir que o nível pare de subir em vossa piscina.


02/09/2012 - Atualizando...
Tóquio, Japão. Isto é uma piscina. Muita gente.
Mas onde está a água?
VÍDEO

13 outubro, 2008

Deu o favorito

O corredor Zersenay Tadese (foto), da Eritréia, venceu ontem, domingo, a prova masculina da Meia Maratona do Rio de Janeiro.
Correndo com supremacia, sem ter sido ameaçado pelos concorrentes em qualquer momento da prova, Tadese chegou em 1º lugar com o tempo de 59min56s.

Esclarecimento
Em competições deste gênero, o EntreMentes segue a orientação de submeter a fotografia do atleta vencedor ao programa "fotochop" para adequá-la às características da informação.

12 outubro, 2008

... e a de número (mil e) um

O EntreMentes, para a sua nota de estréia, foi buscar inspiração numa frase do escritor italiano Giuseppe Tomasi di Lampedusa:


É PRECISO QUE ALGUMA COISA MUDE PARA QUE TUDO FIQUE COMO ESTÁ.

Digamos que seja a garantia a que o espírito do Blog do PG sobreviva no EntreMentes com todas as suas qualidades e defeitos. Ah... sim, também com os seus arquivos, links e contador.

Enfim, a de número mil...

Ao publicar a sua milésima postagem o Blog do PG deixa a blogosfera. Advirá desta decisão uma lacuna irreparável?
A resposta é sim, se formos fiar no que diz o dooblet.com, que se encarrega de vascular a internet em busca de substituto para tudo:

SORRY, BUT THERE IS NOTHING YET KNOWN AS A REPLACEMENT FOR BLOG DO PG.
Por outro lado, a resposta poderá ser não, já que Blog do PG é nome de site em estado de super abundância na internet. Dá mais que maria-sem-vergonha, essa erva originária de Zanzibar (como sabem?) que encontrou solo fértil no Brasil (aqui em se plantando tudo dá, lembram?). E também em Portugal, onde viceja o blog PortugalGay.
Mas... calma aí, pessoal. Se alguém se apressou em chamar as carpideiras, dispense-nas já. Antes que começe a rolar a primeira lágrima paga. Pois o que vai acontecer aqui é uma mera troca na "razão social" de Blog do PG para EntreMentes. De forma que nem o endereço eletrônico muda, e vai continuar no velho http://blogdopg.blogspot.com.
Em suma, sai do título uma expressão que evoca algum culto à personalidade e, em seu lugar, entra um mui modesto advérbio. Com uma ampla potencialidade, porém, principalmente pela forma como ele é escrito: EntreMentes. Como a salientar que tudo aqui, de hoje em diante, vai se passar entre duas mentes, a sua e a minha. Aliás, como sempre tem sido.

11 outubro, 2008

Dizem que os cães imitam os donos - 1

-














Fonte: web

Os varões de Plutarco

Plutarco (45 - 125?) foi um filósofo e prosador grego que, segundo informa a tradição, escreveu cerca de 200 livros. Deles, o mais conhecido é "Vidas paralelas", em que compilou biografias de gregos e romanos ilustres.
As biografias eram escritas ao pares, de modo a estabelecer comparações: Teseu e Rômulo, Licurgo e Numa, Demóstenes e Cícero, assim por diante.
Desta obra é que se originou o termo "varão de Plutarco", o qual se aplica ao homem probo, cheio de serviços à pátria, e por isso comparável aos gregos e romanos biografados por Plutarco.
No Brasil de hoje, é o cidadão contentar-se com o empresário Gilmar, que acaba de ser perfilado por Leandro Fortes na revista Carta Capital.

10 outubro, 2008

O cobrador de fraque

Como os métodos tradicionais de cobrança parecem já não funcionar em Portugal e na Espanha, novos e inovadores métodos estão a surgir nesses países. Um deles é o cobrador de fraque.
A prática consiste em enviar homens vestidos com fraques, como figurantes de um filme de Fred Astaire, para envergonhar os devedores e pressioná-los a pagar suas dívidas.
Além do fraque, o profissional do gênero usa uma pomposa cartola e carrega uma maleta preta onde se lê a expressão O COBRADOR DE FRAQUE, a qual é também vista (em letras garrafais) no carro em que ele anda.
Alcançando cerca de 70 por cento de êxito em sua missão, o cobrador de fraque é um negócio que vem prosperando nos países de origem.
Agora, para implantar um serviço destes no Brasil, eu não sei se é preciso obter franquia. Se for, imagino que ela deva ser pontualmente paga para que o franquiado também não passe por igual vexame.

08 outubro, 2008

Napoleão

PGCS

Napoleão franzino
Na artilharia:
Deus cresça este menino
Em galhardia.

Napoleão, sua fama
De façanheiro:
Estava pronta a cama
De brigadeiro.

Napoleão, só glórias,
Pleno apogeu:
Ninguém tem mais vitórias,
Espelho meu!

Napoleão no Egito
Piramidal:
A empostação num grito
Sesquipedal.

Napoleão, seu estro
De lutador:
Tão bem empunha o cetro
De Imperador!

Napoleão, o avanço
Tem tropelias
Quando respira o ranço
Das terras frias.

Napoleão, o logro
Deles se via
Na potência de fogo
Das pneumonias.

Napoleão, agora
São os ingleses
Que fazem soar a hora
De mais revezes.

Napoleão no exílio
De Santa Helena
E... finda-se seu brilho:
Ilha pequena!

Napoleão, quem sabe
Às visões mil
Não fossem bons os sabres...
Mas o Amplictil.

06 outubro, 2008

Informativo A Ferragista

Em outubro de 1976, o empresário Edmilson Alves de Sousa, diretor-presidente do grupo "A Ferragista", deu início em Fortaleza à publicação de um periódico mensal de sua empresa.
Com o nome de "Informativo A Ferragista", tratava-se de um mensário de circulação dirigida, em formato de tablóide, impresso em cor sépia e cuja tiragem ficava na casa dos 10 mil exemplares. Inicialmente era composto e impresso no parque gráfico da "Tribuna do Ceará"; mais adiante, estas etapas passaram a ser feitas no "Jornal O Povo".
Por ser de distribuição gratuita, era Edmilson quem arcava com os custos do jornal, embora estes fossem parcialmente reduzidos pela inserção de anúncios de fornecedores de sua empresa. E, também pela gratuidade, com que os colaboradores do "Informativo A Ferragista" lhe fornecíamos o material de suas páginas.
Em 1982, Edmilson foi merecidamente agraciado com a comenda "Amigo da Cultura", da Secretaria da Cultura e do Desporto do Estado do Ceará, por seu trabalho à frente do "Informativo A Ferragista", então já contando com 66 números publicados. Um trabalho que ele, após a homenagem recebida, ainda deu continuidade até outubro de 1983, quando o jornal alcançou a marca final de 81 números.
Seções e colaboradores
Administração: Franklin Fernandes Teixeira (coluna "Condomínio, o que é isto?") e Pedro Coelho Neto (coluna "Obrigações fiscais e trabalhistas")
Agronomia: Dácio Oliveira Pinheiro
Cariri: jornalista J. Lindemberg de Aquino
Direito: Joaquim Solon Mota
Educação: Marlene Bastos e Cyra Montezuma (também sobre Turismo)
História: general Raimundo Telles Pinheiro e médico Vinicius Barros Leal (também sobre Medicina)
Humor: médicos Paulo Gurgel Carlos da Silva e Celina Corte Pinheiro (coluna "Sessão coruja")
Língua Portuguesa: professor Hélio Melo
Literatura: Dias da Silva (crítica literária), George Barros Leal, José Danilo Correia Mota, advogado José Feliciano de Carvalho, Barros Alves, médico Pedro Bezerra de Araújo (às vezes, sob o pseudônimo de Pedro Nadie)
Medicina: médicos Marcus Antonius B. da Cunha (coluna "Destaques médicos"), Ocelo Pinheiro e Valter Justa
Música: Christiano Câmara
Página Espírita: coronel Edynardo Weyne (coluna "Grão de Mostarda") e Lúcio Márcio Teles
Váriedades: padre Fred Solon, Aluisio Ferro Gomes ("Seicho-no-ie").
Além de outras seções (não assinadas) e de outros eventuais colaboradores.

05 outubro, 2008

Não se blefa no amor

Eis a prova.

(sem tradução)

Uma tacada de mestre

Quatro mesas de sinuca da marca Brunswick, colocadas em paralelo.
Nelas, todas as bolas rolam para as caçapas e todas as pedras de dominó enfileiradas caem sobre o feltro. Seguindo à perfeição um script cuidadosamente planejado.
E só precisou de uma tacada para ocasionar esses incríveis resultados.

04 outubro, 2008

Bateu no paladar

Fonte: www.telegraph.co.uk

O inglês Casey Jones, 53, garante ter inventado uma máquina que faz o envelhecimento rápido do vinho. Chamada de Ultrasonic Wine Ager (porque funciona à base de ultrassom), a máquina recria no vinho um efeito de décadas.
Tempo da operação: 30 minutos. Mas... é apenas uma garrafa de cada vez

Com a palavra os enólogos.

Uma mensagem a Bart

Dear Bart,

Confesso que me senti lisonjeado em saber de seu desejo de aprender português para ler o Blog do PG.
Porque sei que você poderia usar um desses tradutores automáticos à solta na internet. No entanto, não o faz. E assegura que vai beber do meu blog no olho d'água original.
Traduzir é trair, como diz uma máxima, por sinal traduzida.
Assim, seguindo os passos do Brazilianist Mangabeira Unger, você tomou a decisão de aprender português. E não a tomou de uma forma irrefletida. Haja vista que a escreveu, com a sua letra inconfundível, em sua lousa aí em Springfield - e bem repetidamente!
Pois, garoto Bart, se continua firme nesse tão digno propósito, a hora é esta! O português, aqui no Brasil, acaba de aderir a uma reforma ortográfica que o deixa mais simples. Escoimado, graças a ela, em muitos de seus hífens e acentos. E, no caso do trema, simplesmente foi passado o apagador.
Além disso, a inculta e bela não vai mais exigir que algumas letras estrangeiras apresentem seus passaportes. O K, o W e o Y, o que, imagino eu, deve ser do seu inteiro agrado.
Lembro-me agora do falecido professor Kyw, que me ensinou português no ciclo ginasial. Purista ao extremo, ele não aprovaria uma reforma ortográfica com tal abrangência. Que se dane, pois, o ranzinza do Kyw! Remexer-se na tumba é que ele não vai mesmo. A essas horas, e não tendo mais um músculo para alavancar o velho esqueleto...
Por isso, fiquemos tranqüilos, Bart. Aliás, tranquilos.

Yours,
Dr. Paulo

03 outubro, 2008

Frases do Bart

No início de cada episódio dos Simpsons, o garoto Bart aparece escrevendo alguma frase repetidamente numa lousa.
Eis várias das que ele já escreveu, com a tradução para o português:

01. "Bart Bucks" are not legal tender. "Dólares Bart" não têm valor legal.
02. I will not defame New Orleans. Não vou difamar Nova Orleans.
03. I am not authorized to fire substitute teachers. Não estou autorizado a demitir professores substitutos.
04. Organ Transplants are best left to professionals Organ. Transplantes de órgãos são assunto para profissionais.
05. I will not trade pants with others. Não trocarei as calças com os outros.
06. I am not a dentist. Eu não sou um dentista.
07. No one is interested in my underpants. Ninguém está interessado em minhas cuecas.
08. I will not call the Principal "Spud-Head'. Não vou chamar o Diretor de "Cabeça-de-Batata".
09. I will not eat things for money. Não vou comer coisas por dinheiro.
10. A burp is not an answer. Um arroto não é uma resposta.

Eu já havia encerrado a seleção quando Bart escreveu a frase a seguir:

02 outubro, 2008

Marcelo no Epi2008

No XVI Congresso Mundial de Epidemiologia (Epi2008), recentemente realizado em Porto Alegre, o meu irmão Marcelo Gurgel teve a oportunidade de conhecer o renomado Moacir Scliar, membro da Academia Brasileira de Letras.
Ambos são médicos sanitaristas, professores universitários e escritores.
Nessa ocasião, também estava presente a nutricionista Juliana Oliveira, professora assistente da Universidade Federal de Alagoas.

Marcelo, Juliana e Moacir Scliar

Ao ar livre

-
Este concerto que a lendária Sousa Orchestra deu para o entretenimento dos enfermos tuberculosos do Saskatoon San, um sanatório canadense.
A fotografia do evento (reproduzida acima) foi feita em setembro de 1927 e pertence ao www.lung.ca cujo acervo sobre a chamada Era dos Sanatórios é dos melhores.

Bush não é tão feio...

A frase completa é... Bush não é tão feio como se pinta.
Tem sido uma estratégia dos que se opõem a ele retratá-lo como a um ente satânico. Em virtude de Bush, como presidente da nação mais poderosa do planeta, ter sido obrigado muitas vezes a tomar medidas duras, quiçá crueis. Principalmente em seu front externo.
Este homem, porém, ainda que acossado pelos inimigos de seu país, jamais tem deixado de viver seus momentos de grande ternura.
Eis um deles.

01 outubro, 2008

Ilustradores

Rendo minhas homenagens àqueles que, através de seus traços artísticos, ilustraram alguns dos meus antigos escritos.
São eles:

- Amorim
- Duarte
- Emanuel Melo
- Karlus
- Klevisson
- Mino
- Moésio
- Não Identificados
- Ricardo Augusto
- Valber
- Yendis