28 fevereiro, 2010

Capricho nº. 24

Neste domingo, o virtuosismo de Jascha Heifetz (muitos o consideram o maior violinista do século 20) executando o Capricho nº. 24 de Paganini com o acompanhamento do pianista Emanuel Bay.
Nascido na Lituânia em 1901 e falecido nos Estados Unidos em 1987, Heifetz era conhecido por sua técnica limpa, rápida, virtuosa e impecável de tocar violino. Ler mais sobre ele em Wikipédia.



"There is no peak. There are always new heights to reach." Jascha Heifetz

27 fevereiro, 2010

Comendo fora

Algumas regras da etiqueta à mesa são bem esquisitas em alguns países.
Teste seus conhecimentos a respeito delas (em inglês).

Cobrando pelas cobras

Um spa em Israel está oferecendo um novo serviço a seus clientes: a massagem por cobras.
O procedimento é realizado por seis cobras (não venenosas) que, enquanto serpenteiam por sobre o corpo do cliente, fazem uma relaxante sessão de massagem onde há músculos e juntas doloridas. Ada Barak, que introduziu o novo método no spa, acredita que esse tipo de massagem tem propriedades analgésicas.
Quanto ao preço do serviço, cobram por lá cerca de $70 por sessão. Aos interessados.

26 fevereiro, 2010

Aniversário

Hoje recebo o meu salário, o meu exíguo salário com o qual eu tento não ser defenestrado da classe média. E saio a ver as vitrines em busca de um presente que reafirme o meu amor por ti. É que hoje, minha querida, é o dia de teu aniversário. Mas... está tudo tão caro, tão inacessível a meu bolso, tão... E não dá mesmo para comprar no crediário, os juros estão escorchantes, proibitivos.
Sabes de uma coisa? Presentes são futilidades! Muitas vezes, são eles dados em total desacordo com as personalidades de quem os dá e os recebe. Noutras, apenas para preencher uma falsa necessidade que a sociedade de consumo criou. Então, ao invés de te oferecer um mimo cujo desfrute logo acaba, eis-me a te presentear com dinheiro. Sim, com dinheiro que é o modo de não me equivocar jamais.
O fato é que outra vez aniversarias, minha cara. Para a minha indizível felicidade (pois o que é a felicidade senão a soma desses momentos em que te procuro?). Ah, acima do bem e do mal, está o teu regaço amigo, onde encontro proteção contra a dissipação e a esbórnia. Sem que eu, na grande conta em que te tenho, haja um instante sequer chegado a teus limites.
Em ti deposito todas as minhas expectativas. Porque sei que serão depois confirmadas no saldo de nossa amizade. E tudo que te modifica me interessa. És leve, gentil, intimorata. És frasco - ouso fazer a presente comparação - a encerrar o mais ambicionado dos extratos. E, ainda, louvo a tua lealdade e correção, ó aplicada companheira destes tempos difíceis!
Feliz aniversário, minha caderneta de poupança.
PGCS

25 fevereiro, 2010

Óculos autoajustáveis

Distribuição de óculos lança novo olhar para a luta contra a pobreza

Por DOUGLAS HEINGARTNER
VEGHEL, Holanda - Fornecer óculos aos pobres pode ser um dos investimentos mais valiosos no mundo em desenvolvimento. Centenas de milhões de pessoas - há quem estime em até 2 bilhões - não têm lentes corretivas que lhes permitam levar vidas melhores e mais produtivas.
Um estudo publicado em junho de 2009, numa revista da Organização Mundial da Saúde, estimou em US$ 269 bilhões por ano o custo em produtividade perdida por causa de problemas de visão. Além do mais, combatê-los precocemente pode evitar a cegueira no futuro.
Agora há esforços para distribuir óculos baratos em grande escala. Uma tecnologia promissora é a dos óculos autoajustáveis, em que usuários destreinados acertam o foco sozinhos em menos de um minuto, reduzindo muito a necessidade de oftalmologistas, que são raros na África e em muitas partes da Ásia. (...)
Link (exclusivo para assinantes UOL)

Dr. Nelson Cunha, oftalmologista em Minas Gerais, comentou o artigo: "Não há muito sentido em deixar que o usuário decida qual a melhor lente. O míope, por exemplo, vai escolher sempre algumas dioptrias a mais e os hipermétropes, a menos. Os astigmatismos não são corrigidos com esse óculos. Vale pela curiosidade e pelo fato de que é melhor uns óculos doados do que nenhum."

24 fevereiro, 2010

Joãozinho andava...

Está aí um anúncio etilicamente correto.

O mundo sem engenheiros

A Agência de Projetos de Investigação Avançada, do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, está preocupada com a escassez de jovens que se interessem em seguir as carreiras de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática. A preocupação da agência se baseia em que o país, com a crescente carência desses profissionais, pode perder competitividade no plano internacional em questões de compreensão e inovação tecnológicas.
O blog particularmente se preocupa com o que poderia acontecer ao mundo se não contássemos com os engenheiros.


23 fevereiro, 2010

O que aconteceu no ano em que nasci


É um website que mostra os acontecimentos importantes (nos Estados Unidos, principalmente) referentes ao ano em que a pessoa nasceu. Por ser lacunoso sobre os fatos brasileiros, com relação a estes, eu sugiro sejam eles pesquisados no livro "Aos trancos e barrancos: como o Brasil deu no que deu", do grande Darcy Ribeiro. Publicado pela Editora Guanabara Koogan, este livro, escrito de uma forma bem humorada, cobre o período de 1900 (Ano do Mosquito) a 1980 (Ano do Papa).
Itapiúna - CE

Na boca do dino


Um pai "protetor" construiu esta cama para o filho. Não sei se para acabar, pelo método radical, com certos terrores noturnos do garoto.
Eu, que cuido da saúde (extrabucal) de seres (humanos), vou aqui dar meu "pitaco":
Não está na hora de levar este protuberante "dinossauro" a um ortodontista?

22 fevereiro, 2010

CFM: um basta aos cupons!

Uma recente resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) proibiu que médicos oferecessem a pacientes os famigerados cupons e cartões da indústria farmacêutica. Utilizados para a obtenção de descontos na compra de determinados medicamentos, encontram-se eles agora proibidos de serem fornecidos nos consultórios médicos.
Por meio da resolução 1939/2010, que foi publicada na edição do Diário Oficial da União de 09/02/10, entendeu o CFM que esta prática, por questões relacionadas ao conflito de interesses e à proteção do sigilo do paciente, não podia mais ter continuidade. Eis os artigos da resolução:
Art. 1º É vedado ao médico participar, direta ou indiretamente, de qualquer espécie de promoção relacionada com o fornecimento de cupons ou cartões de descontos aos pacientes, para a aquisição de medicamentos.
Parágrafo único. Inclui-se nessa vedação o preenchimento de qualquer espécie de cadastro, formulário, ficha, cartão de informações ou documentos assemelhados, em função das promoções mencionadas no caput deste artigo.
Art. 2º Esta resolução entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Uma enquete em andamento, feita pelo site oficial de uma especialidade médica, revela que muitos médicos estão em desacordo com a medida do CFM. É preciso que estes colegas compreendam que a nova resolução visa a garantir, no tocante a este assunto, a lisura do comportamento ético dos médicos brasileiros.

As constelações não existem

As constelações são produtos da imaginação humana. Simplesmente, elas são o que nós, melhor dizendo, o que nossos antepassados pensavam que eram. São conjuntos de estrelas que só aparentemente estão próximas, por ser assim que a nossa visão nos mostra.
No entanto, as distâncias entre elas podem ser enormes, até mesmo superiores às que apresentam com relação a estrelas que parecem mais distantes no céu.
Há estrelas de uma constelação que nem ao menos compartilham da mesma galáxia. Portanto, não interagem, não se influenciam e são independentes.
Diante de tais constatações, como ficam os horóscopos (que são feitos baseados em constelações), hein?

21 fevereiro, 2010

Classificados. Velhinho de programa

Devido a uma insônia passei a trabalhar como velhinho de programa. Meus olhos são verdes (cataratas), cabelos fartos, porém transparentes, Atlético (time), corpo malhado (vitiligo) e sarado (das doenças que tive). Um metro e noventa e oito: sendo um de altura, noventa de largura e oito de biscoito. Bem (a)dotado, sou filho natural, antigamente chamado filho da puta. Faço tudo: lavo, limpo, cozinho e passo (adiante). Sou limpinho, não sujo as mulheres. Vivo de dieta, portanto, não como! Favor não insistir. Maiores de sessenta e cinco, por força de lei, não pagam, mas também não levam. Sou honesto: o "volume" que voces veem em minha foto de cueca, não é o que estão pensando, é uma hérnia inguinal que já está passando da hora de operar. No quarto, sou feroz como um animal (bicho preguiça). Agarro e durmo. Na cama, dou sempre três ... Três opções sexuais para a parceira: mole, dobrado ou enroladinho. Uso, durante o ato, touca de lã e pantufas coloridas que podem ser levados como fetiche. Outra grande vantagem é o meu 'Parkinson' que dispensa vibrador. Discreto, esqueço tudo o que fiz na noite anterior, tenho Alzheimer.

Matéria enviada por Nelson Cunha.

O sentido da vida

... é viver.
Viver - com curiosidade - como nos mostra este vídeo (publicitário) do National Geographic Channel.



If you are, you breath.
If you breath, you talk.
If you talk, you ask.
If you ask, you think.
If you think, you search.
If you search, you experience.
If you experience, you learn.
If you learn, you grow.
If you grow, you wish.
If you wish, you find.
If you find, you doubt.
If you doubt, you question.
If you question, you understand.
If you understand, you know.
If you know, you want to know more...
And if you want to know more, you are alive.

19 fevereiro, 2010

O ensino da matemática no Brasil

1. Em 1950:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o lucro?

2. Em 1960:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
igual a 4/5 do preço de venda ou R$80,00. Qual é o lucro?

3. Em 1970:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
R$80,00. Qual é o lucro?

4. Em 1980:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
R$80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( ) R$ 20,00 ( ) R$40,00 ( ) R$60,00 ( ) R$80,00 ( ) R$100,00

5. Em 1990:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
R$80,00. O lucro é de R$20,00. Está certo?
( ) SIM ( ) NÃO

6. Em 2000:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
R$80,00.Se você souber ler coloque um X no R$20,00.
( ) R$ 20,00 ( ) R$40,00 ( ) R$60,00 ( ) R$80,00 ( ) R$100,00

7. Em 2010 vai ser assim:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é
R$ 80,00. Se você souber ler coloque um X no R$20,00 (se você é afro-descendente, especial, indígena ou de qualquer outra minoria social não precisa responder).
( ) R$ 20,00 ( ) R$40,00 ( ) R$60,00 ( ) R$80,00 ( ) R$100,00

Fonte: Internet

18 fevereiro, 2010

Rei posto, rei morto - 2

Hoje se escolhemos os governantes pelo voto é aos gregos que devemos tal prática. Se bem que, no caso do Brasil, o ambiente seja convidativo a se aplicar outra opção. Sabem aquele jogo em que as pessoas formam um círculo em torno de uma garrafa? O spin the bottle? Nesse jogo, uma garrafa é posta a girar no centro de uma roda de pessoas e, ao final de seu movimento, ela aponta alguém? Eureka, está aí um novo método de como escolher o presidente da República! Com os candidatos ao cargo, divididos em grupos, e se submetendo ao "veredito" da garrafa. Pensando bem, no caso nacional, a garrafa poderia ser substituída por um abacaxi.
A verdade é que, quando votamos, nós assinamos uma espécie de cheque em branco. O que o portador vai fazer depois com o cheque só Deus sabe. E o governante que, em princípio, deveria governar em função dos interesses da maioria nem sempre o faz. Começam as dificuldades pelas formas divergentes quanto ao momento certo de partir o bolo (PIB). Uns acham que o bolo deve primeiro crescer para depois ser repartido, enquanto outros... que o bolo deve ser repartido já! Para não dar bolo nem bololô. Mas... o que deixa no ar esta pergunta: quem parte e reparte deve ficar com a melhor parte? E, mais, est'outra: quem parte e reparte e não fica com a melhor parte é tolo ou não entende dar arte?
Que votemos, tudo bem. Mas parece que o [X] da questão está em controlar o que acontece depois. Os atenienses sabiam-no como. Ao escreverem em peças de barro cozido, com forma de ostra (daí haver surgido o termo ostracismo), o nome do cidadão a ser desterrado. No entanto, por nos acharmos na era da tecnologia, alguém já sugeriu outro método. Implantar no peito do líder, à maneira de um marca-passo cardíaco, um artefato que pudesse implodi-lo - quando esse fosse o desejo dos liderados. Assim, para tanto, cada cidadão disporia de um botão detonador que, em período de insatisfação com o desempenho do líder, pudesse então ser apertado. Aí, quando a soma desses insatisfações alcançasse os cinquenta por cento mais um, o líder seria mandado para o beleléu.
(Na espera do governante seguinte, veríamos na televisão o Carlinhos do Bom-Bril. A limpar o trono com uma esponja de aço Assolan e a recomendar, através de seus trejeitos, juízo ao povo brasileiro.)
Pois bem, mas até que o IBGE informe qual o verdadeiro número de sádicos que existe no país, convém sobrestar o tão engenhoso método. PGCS

17 fevereiro, 2010

Alhos e bugalhos

O alho
O uso do bulbo comestível desta planta (Allium sativum) tem sido enaltecido, tanto por sua versatilidade na cozinha quanto por suas propriedades medicinais.
Um estudo duplo-cego por pesquisadores britânicos, publicado em 2001, concluiu que, com relação ao grupo-controle, o grupo dos indivíduos que consumiu alho apresentou, durante o período da observação:
- um menor número de resfriados;
- uma recuperação mais rápida dos resfriados, quando estes aconteceram.
A explicação para tais benefícios foi creditada à alicina, uma substância com ação antimicrobiana que é encontrada no alho. E os efeitos colaterais observados durante o mesmo estudo foram mínimos, dentre eles, o conhecido odor.
O bugalho
Outros pesquisadores que examinaram o tema para "The Cochrane Database of Systematic Review", em relatório publicado neste ano, consideraram que as evidências dos efeitos preventivos do alho nos resfriados eram boas. Mas recomendaram que fossem realizados mais estudos a respeito.
É possível que as pessoas que consomem muito alho repilam as outras. Ficando, por isso, longe dos germes delas.

Bares molhados

São cenas de um mundo globalizado. Uma idéia assim que surge na Indonésia (à esquerda), se ela é boa, em pouco tempo repercute em Ibituba (à direita), Brasil.
Com imagens enviadas pelo colega Winston Graça.

Sem + nem -?

Será que uma prática que pertence ao mundo das mulheres pode também ser aplicada nas esferas masculinas?


16 fevereiro, 2010

A competição da apneia estática

Suíço bate recorde após 19 minutos sem respirar embaixo da água
Um mergulhador suíço bateu o recorde mundial pelo maior tempo sem respirar embaixo da água registrado no livro Guinness World Records. Peter Colat, de 38 anos (1), ficou 19 minutos e 21 segundos (2) submerso, sem respirar, em um tanque de água na cidade de St. Gallen, na Suíça.
Pelas regras da chamada competição de apneia estática, ele pôde respirar oxigênio puro por dez minutos (3) antes da prova.
Por 19 segundos, ele superou o recorde anterior na mesma prova, estabelecido pelo italiano Nicola Putignano (4).


Esta notícia me foi enviada por Nelson Cunha que, já tendo passado 2 minutos submerso e sem respirar no Rio Piracicaba, detém o recorde de João Monlevade - MG (ainda não reconhecido pelo Guinness).

Comentários
(1) uma idade em que as pessoas costumam ter juízo
(2) aposto que ele não é fumante

(3) ah, eu suportaria bem esta fase de oxigênio puro
(4) por tão pequena diferença, o italiano vai retornar para recuperar o título, ora se vai...

15 fevereiro, 2010

Moléculas divertidas



Não são moléculas curtindo o período da pagodeira. Elas pertencem à classe dos Nanoputians, moléculas orgânicas cujas fórmulas estruturais lembram seres humanos. E são especialmente sintetizadas para que apresentem essas características antropomórficas.

14 fevereiro, 2010

Por que bebes?

O cartunista Jaguar tinha a resposta na ponta da língua:
"Eu bebo porque é líquido, se fosse sólido eu comia."
Era a profissão de fé de Sérgio Jaguaribe, esse lendário frequentador dos botecos do Rio.

O álcool em pílulas
Divulgo, sob reserva de exatidão, uma notícia que vem da fria e distante Rússia. O professor russo Evgeny Vodkalev Moskalev, da Universidade Tecnológica de São Petersburgo, desenvolveu uma técnica que permite solidificar o álcool à temperatura ambiente. E já existe quem diga que, após pulverizado, poderá o álcool do russo ser vendido sob a forma de pílulas.
Ora, se isso pegar, vamos ter que ajustar o nosso "desconfiômetro". Para quem disser que parou de beber.

A lua é dos matemáticos

Mais de 300 crateras na Lua recebem nomes de matemáticos. De Ptolomeu a Gauss, passando por Arquimedes, Aristarco, Euclides, Newton, Leibnitz, Kepler, Descartes e outros, os homens dos números são permanentemente lembrados (e homenageados) pela colocação de seus nomes nos acidentes geográficos do satélite da Terra.
Este é o tema de uma interessante nota publicada em La Aldea Irredutible, o blog cultural de Javi Peláez.


Diante de tão avassaladora constatação, resta-me só parodiar o refrão de uma sempre tocada marchinha de carnaval (estamos no período).
E todos eles estão erráticos
A Lua é dos matemáticos.

13 fevereiro, 2010

Meu Brasil

Os brasileiros do BR6 se juntaram aos eslovenos do Perpetuum Jazzile e... olha só a "química" que rolou. Uma belíssima versão para a "Aquarela do Brasil", o hino não oficial brasileiro. Com bonito arranjo, alegria, muita ginga e até o som de uma merencória cuíca.
Composta por Ary Barroso, mineiro de Ubá, "Aquarela do Brasil" é, para mim, a primeira de uma relação de músicas que dão ao Brasil visibilidade musical em todo o mundo. As outras são: "Tico-tico no Fubá", "Ave-Maria no Morro", "Tristeza", "Manhã de Carnaval", "Garota de Ipanema" ... ... ...


Vídeo sugerido por Nelson Cunha, mineiro de Fortaleza

Conversa entre duas mortas

- Morri congelada.
- Ai que horror !!! Deve ter sido horrível ! Como é morrer congelada?
- Bom, no começo é muito ruim: primeiro são os arrepios, depois as dores nos dedos das mãos e dos pés, tudo congelando. Mas, depois veio um sono muito forte e eu perdi a consciência.
- E você, como morreu ?
- Eu ? Morri de ataque cardíaco. Eu estava desconfiada que meu marido estava me traindo. Então, um dia cheguei em casa mais cedo, corri até o quarto e ele estava na cama, calmamente, assistindo televisão. Ainda desconfiada, corri até o porão para ver se encontrava alguma mulher escondida, mas não encontrei ninguém. Depois, corri até o segundo andar, mas também não vi ninguém. Então, subi até o sótão e, ao subir as escadas, esbaforida, tive um ataque cardíaco e caí morta.
- Puxa, que pena. Se você tivesse procurado no freezer, nós duas estaríamos vivas!

12 fevereiro, 2010

O diabo a quatro

Fazer o diabo a quatro significa fazer coisas espantosas, causar grande confusão, provocar balbúrdia etc. Origina-se essa locução dos autos medievais quando, para atemorizar ao máximo os espectadores, ao invés de um só personagem fazendo o papel do diabo, vinham quatro.
Fiquemos acertados sobre o seguinte:
Se as diabruras eram pequenas, dois deles em cena já bastavam. Mas, para se criar um completo pandemônio, aí só com quatro diabos.


Em italiano: fare il diavolo a quattro; em francês: faisaient le diable à quatre.

Jogando confetes

OK, mas antes de jogá-los há que fazê-los:





1 - Recorte os elementos que estão desenhados na folha.
2 - A seguir, pinte-os nos dois lados.
3 - Terminou? Agora é sair jogando os confetes por este Carnaval afora.

Morreu Armando Falcão

Necrológio
NADA A DECLARAR

Legado intelectual
"A eleição direta é uma ponte entre a demagogia e o poder."
"A multidão é fêmea, gosta de macho, um homem forte."

Assunto relacionado: Augusto Pinochet

11 fevereiro, 2010

Micropoemas do infortúnio - 12



Ó bendita luz da claraboia!

Não fos/se aquele
[(colante)] não fosse
& estarias nua:

- nu de Goya.

Um pequeno gênio dos Bálcãs

O garotinho Marko Calasan, da Macedônia, recebeu seu primeiro certificado da Microsoft aos nove anos de idade. Apesar disso, este não foi o primeiro feito do rapaz. Aos seis anos, ele já tinha conquistado uma credencial de administrador de sistemas da empresa.
Agora, ele é o mais novo engenheiro de sistemas do planeta. E deixou bem claro que, apesar de seus conhecimentos, não se interessa por jogos de computador.

TvIg










Assunto relacionado: Pintando aos 7.

10 fevereiro, 2010

O enterro de Dorothy

Quando Dorothy, uma chimpanzé muito estimada pelo bando morreu, o seu enterro foi assistido pelos demais chimpanzés da reserva animal em que ela vivia, nos Camarões.
Monica Szczupider, 30, de Sanaga - Chimpanzé Yong Rescue Center, onde o sepultamento de Dorothy aconteceu, fez este comentário:
"Chimpanzés não são silenciosos. São animais ruidosos e só prestam atenção a algo por um tempo muito curto. Mas eles não conseguiam tirar os olhos de Dorothy e o silêncio deles, mais do que tudo, falava alto."

Para comer com os olhos


Esta pequena réplica da Torre Eiffel foi feita de queijo Cheddar por Sarah Kaufmann. A habilidade em usar esse tipo de material em suas esculturas justifica o título como é conhecida: "The Cheese Lady".
E há mais obras do gênero na galeria do Woman's Day.

Não estou exagerando. Mas, ao fazer esta reprodução do famoso monumento parisiense, Sarah Kaufmann lhe conferiu um acabamento fálico.

08 fevereiro, 2010

Uma lógica impecável

Wendell Phillips (1811-1884), famoso líder abolicionista norte-americano, viajando certa vez de trem por Ohio, encontrou-se com um grupo de ministros protestantes em regresso de uma convenção.
Um ministro sulista, obviamente hostil a Phillips, por causa das ideias abolicionistas deste, começou a conversa:
- O senhor é Wendell Phillips, não é?
- Sou, sim.
- O senhor é o homem que pretende libertar os negros?
- Sim, senhor.
- Então por que prega por aqui, em vez de ir para Kentucky, onde estão os negros?
Phillips silenciou por um momento. Depois disse:
- O senhor é ministro, não é?
- Sim, senhor.
- E o senhor pretende salvar as almas do fogo do inferno, não é?
- Pretendo, sim.
- Então - finalizou Phillips -, por que o senhor não vai para o inferno?
(Mouzar Benedito)

07 fevereiro, 2010

O livro que abalou o mundo de Ruy Castro

"A vida nunca mais é a mesma depois que se penetra no reino das palavras. Na verdade não me recordo de mim a não ser cercado por elas (RC)."
O livro em questão entrou no mundo desse mineiro de Caratinga sob a forma de um presente de aniversário. Quando ele, num remoto fevereiro de 1953, foi presenteado com Alice no país das maravilhas. Ruy Castro fazia cinco anos e ainda não sabia ler.
Ah, entender aquela história maravilhosa contada por Lewis Carroll foi o grande estímulo para que o garoto aprendesse a ler.
Um dia, sua Alice, que tinha sido traduzida e adaptada por Monteiro Lobato, tomou um rumo ignorado. Outras "Alices" - em edições de luxo, de bolso, comentadas, com e sem ilustrações, bilingues etc - tentaram tomar o seu lugar. Sem sucesso. O próprio Ruy Castro, com os seus conhecimentos da língua inglesa, aventurou-se a criar uma delas. Sem que isso significasse desistir de rever aquela que desencadeara sua paixão pelos livros. Numa busca pelos sebos que ele prosseguiu até obter um exemplar "da mesma fornada" de sua primeira e insubstituível Alice.
O escritor estava enfim reconciliado com o garoto que um dia fora.

Referência: "10 livros que abalaram meu mundo", Casa da Palavra

06 fevereiro, 2010

Irene na Terra

Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor
- Quero ver Irene dar sua risada.

Que é isso?
Os três primeiros versos são de Irene no Céu, um poema de Manuel Bandeira; o quarto, da canção Irene (uma referência à metralhadora de Ernesto "Che" Guevara), que foi composta por Caetano Veloso em seu tempo menos ególatra.
Aqui uma colagem minha uniu esses versos sob um novo título (PG).


O castigo

:-)

05 fevereiro, 2010

Yes, bananas

Uma dica que me foi enviada pela jornalista Mirna Gurgel. Para que as bananas se conservem por mais tempo é necessário que, quando for guardá-las em casa, elas sejam antes separadas da penca. Utilizando-se, para isso, de tesoura ou de faca, e procedendo para que todas fiquem como estas duas que estão sendo mostradas (na parte inferior da fotografia).


No dia seguinte ao corte, a banana já está com a ponta seca e fechada (como um umbigo seco), podendo ficar em bom estado por cerca de uma semana. E sem atrapalhar em nada o seu processo de amadurecimento, conforme acrescenta Mirna.
Não se deve esperar pelo desprendimento espontâneo da banana de sua penca. Porque isso apenas cria as condições para que ela se estrague mais rapidamente.

04 fevereiro, 2010

Rei posto, rei morto - 1

Que o rei não ignore o terrível fato! O de que existe, acima de sua cabeça, uma espada - de Dâmocles! - que, sustentada por um mísero fio, mui perigosamente está a pender. Como se fora uma ameaça mortal àquele que está a ocupar o trono. Pois, a qualquer momento, o frágil fio pode romper-se e... fim do ocupante do trono! É claro que, com algum acautelamento por parte dele, pode ir-se a coroa mas ficar a cabeça, o que é razoável. Quando a cabeça coroada tem alguma sensibilidade para identificar o instante imediatamente antes ao de romper o fio.
Com inspeções periódicas das condições em que se encontra o tecido social, eis a astúcia devidamente explicada.
Dizia Napoleão que com uma espada se pode fazer tudo... menos sentar nela. Se o que se busca é conforto, acrescento. Sobre Dâmocles, porém, o que eu tenho a dizer, neste momento, a meus atilados leitores? O seguinte: ele era um cortesão que vivia a bajular um tirano de Siracusa, chamado Dionísio, o Velho. Até que este, certa vez, aborrecido com tanto puxa-saquismo e babação, fez Dâmocles sentar no trono de Siracusa. Depois de haver colocado, acima do mesmo, uma espada nas condições descritas no parágrafo inicial. A fim de que o bajulador, expondo-se ao risco de morrer, entendesse de uma vez por todas o que eram as incertezas e as inquietações do poder.
De saída, por ser impossível agradar a todos os súditos. A exemplo, lembremo-nos do caso da garotinha que, depois de ter o pai, a mãe e os irmãos comidos pelo tigre, ainda assim se recusava a abandonar a aldeia natal. Porque "na cidade, lá está o rei...". Pois é, ser governante (sustentado a imposto etecétera e tal) está cada vez mais em baixa no conceito que lhe dão os governados. E, por isso, o rei que é esperto evita se desgastar com os comezinhos assuntos que os súditos lhe trazem. Ele simplesmente cede o assento real a um dos ministros (a fim de que este fique se maçando) e vai caçar raposa. Embora diga que vai caçar tigre.
Com um olho na caça(da) e outro no poder, é evidente. Para não chorar os dissabores por que passou Ricardo Coração-de-Leão.
Está nisso a esperteza: o rei deve reinar sem governar. Ser como o pássaro que não tem de bater as asas para provar ao reino animal a sua capacidade de voar.
Nos períodos sombrios, saber o rei que ainda poderá abrir três envelopes. Com três estratégicas instruções:
  1. onde se manda culpar o antecessor pela situação;
  2. onde se manda demitir um, vários ou todos os ministros;
  3. onde se manda renunciar após preparar três novos envelopes para o sucessor.
É tolo o soberano que, ao primeiro sinal de crise política, abre logo os três envelopes. Para que os problemas se confraternizem com as soluções é preciso levar algum tempo nessa empreitada. Nunca ser açodado. Porque, uma vez anunciada a renúncia, o passo seguinte será o ostracismo. Outrossim, tolo é o soberano do tipo protelador porque apresenta um grande apego ao poder. Pois a ele, além do destronamento, o destino pode-lhe estar reservando um fim trágico. Simplesmente por ele, em tempo hábil, não ter escolhido ir roçar nas ostras. PGCS

03 fevereiro, 2010

A poluição luminosa

O uso irracional dos sistemas de iluminação nas cidades é a grande causa da poluição luminosa. E esta forma de poluição apresenta fortes impactos biológicos, econômicos e astronômicos nas regiões em que acontece. Estima-se, como exemplo das suas consequências, que 1/5 da população mundial e 2/3 da população dos EUA já perderam a visibilidade a olho nu da Via Láctea.
Saulo Gargaglioni, do Laboratório Nacional de Astrofísica, em artigo a respeito da poluição luminosa, escreveu o seguinte:
"Tal fenômeno é o resultado do mau planejamento dos sistemas de iluminação. Uma das grandes vantagens da conscientização para o planejamento desses sistemas é a economia de energia elétrica, visto que existe grande desperdício de energia pela escolha inadequada da iluminação dos municípios. A visibilidade do céu noturno tem sido prejudicada não só pelas luminárias das vias públicas, mas também pela iluminação ineficiente de estádios de futebol, outdoors, monumentos e fachadas de prédios."
Fonte: Canadian Space Agency

Link para o seu artigo Poluição luminosa e a necessidade de uma legislação, publicado em Com Ciência, a revista eletrônica da SBPC.

Um cigarro explosivo

O indonésio Andi Susanto, 31, pilotava uma motocicleta quando o cigarro que fumava explodiu em sua boca, arrancando-lhe seis dentes.
Ele aceitou uma indenização de 5 milhões de rúpias indonésias (cerca de R$ 996), além do pagamento das despesas médicas e odontológicas, por parte da empresa PT Nojorono Tobacco, fabricante do Clas Mild, a marca do cigarro que fumava.
A polícia da Indonésia prossegue em suas investigações sobre a causa da explosão do cigarro. E o fabricante, através de seu porta-voz, declarou que aguarda a conclusão do laudo do laboratório forense para só então se pronunciar a respeito do acidente. E que, no momento, não tem planos para fazer qualquer recall.
Susanto, que fuma desde a adolescência, pensa agora em deixar o vício. O que deve contribuir para baixar a taxa de fumantes da Indonésia, que está entre as mais altas do mundo, mas sem que o mesmo efeito se observe com relação à taxa de desdentados do país.

02 fevereiro, 2010

Tabelas periódicas

Já estava, há um bom tempo, com este slideshow preparado no Google Docs, a partir de imagens obtidas em fontes diversas na web, e só aguardava o dia em que eu o publicaria no blog. Aí, descubro - num único site - uma quantidade incrível de tabelas, acompanhadas das respectivas explicações.
Trata-se do Database of Periodic Tables do Chemogenesis. É uma visita obrigatória.


Laser não cura asma

Caro colega,

A Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia tem como uma das suas funções a difusão do conhecimento científico na área das doenças respiratórias prioritárias e o zelo pela divulgação de Boas Práticas Clínicas. Foi com surpresa que verificamos a divulgação, em imprensa leiga, matéria na Revista Veja - Edição 2146 - ano 43 - n°1 - pagina 74, de 6 de janeiro de 2010, artigo referente a pesquisa desenvolvida no InCor com aplicação de Laser para obtenção de controle da asma. A reportagem sugeriu que asmáticos, após o tratamento com raios Laser, poderiam ter uma vida normal, sendo possível abandonar o tratamento anti-inflamatório com corticóides inalatórios, após a aplicação das ondas luminosas.
Compreendemos perfeitamente a missão da Universidade em pesquisar e divulgar tratamentos novos, bem como assegurar que esse conhecimento, ao ser transferido ao público leigo, seja sempre revestido dos devidos cuidados para que a falta de embasamento teórico da população não propicie uma má interpretação.
Essa reportagem, descrevendo um tratamento experimental como potencialmente mais eficaz do que o tratamento universalmente aceito como o mais efetivo para controle da asma (corticóides inalatórios: Evidencia A nas Diretrizes e Consensos mundiais), gera uma falsa impressão de conhecimento sólido e produzido em Instituição de credibilidade irrefutável.
Como especialistas sabemos que o Laser ainda carece de comprovação científica definitiva para ser recomendado como tratamento de primeira linha.
Sendo assim, encaminhamos, através de nossa Assessoria de Imprensa, uma resposta a VEJA, a qual não foi publicada. Estamos trabalhando para esclarecer a população de forma transparente e adequada.

Jussara Fiterman
Presidente da SBPT

01 fevereiro, 2010

O mistério da seta


Você sabe o que faz a seta se mover na tela do computador quando o mouse é manuseado?
Esse mistério, que só aparentemente é tecnológico, está agora desvendado. Graças à poderosa lente de aumento do 1-click Award, o site responsável pela revelação da verdadeira natureza do fenômeno.
Pode levar algum tempo para a página do site ser carregada, mas a espera vale a pena. E o melhor é o que acontece com a seta quando você clica no mouse.

Itapiúna - CE

Aula de genética

:-)