30 novembro, 2008

Teclado de chocolate

Foi desenvolvido por Sholk, um designer russo que tem nome apropriado para uma guloseima. (Onde estão a Lacta e a Nestlé que não o registram?)
Depois de analisar a imagem do protótipo de Sholk, fiquei sem entender como um PC vai reconhecer um periférico destes. Então, resta a possibilidade de que seja um teclado de mentirinha, exclusivamente para ser degustado.
Neste caso, escolho o meu pedaço: a barra de espaço.


Enquanto a novidade não chega ao mercado, vá o leitor (chocólatra ou não) deliciando-se através dos olhos com o álbum da UOL sobre a história dos teclados. Que mostra a sua evolução da máquina de escrever ao teclado virtual. É uma mostra imperdível.

Prender ou soltar?

No condado de Martin, na Flórida, um garoto de 12 anos foi conduzido à delegacia local por haver soltado um pum na sala de aula. Mas o delegado tratou logo de soltar o menor infrator. Ao ter em mente que a próxima refeição, a ser distribuída com os seus encarcerados, ia ser à base de ovo com repolho.

Ilustração: Editoria de Arte do G1, a fonte da notícia.

Quem solta pum vai preso, mas quem o prende continua solto, não é confuso para a cabeça e os intestinos de um garoto?

29 novembro, 2008

"Sonho impossível"

Esta canção de J. Darion e M. Leigh recebeu uma belíssima versão de Chico Buarque, em 1972, para o musical "O Homem de La Mancha", de Ruy Guerra.
E alcançou o auge de sua beleza ao ser interpretada por Maria Bethania, em seu show "A cena muda", de 1974.

(...)
E assim seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão.

A aranha fujona

Um sujeito foi encarregado de vigiar duas tartarugas por algum tempo. Pelo cúmulo da palermice, deixou que uma delas fugisse.
Uma história parecida com essa acaba de acontecer a outros personagens e em outro cenário. Com astronautas que, quando faziam experimentações cientificas com duas aranhas na Estação Espacial Internacional (mais conhecida pela sigla inglesa ISS), deixaram que uma delas escapasse.
É provável que a aranha fujona ainda esteja por lá na ISS. Mas se tiver retornado à Terra, ela que não seja besta de aparecer por aqui, pois eu a devolvo de imediato aos astronautas.


POST SCRIPTUM
ACIMA DEVERIA APARECER A IMAGEM DE UMA ARANHA A SE MOVIMENTAR NA TELA. VÁRIAS VEZES ADICIONADA À POSTAGEM, A PARTIR DA PRÓPRIA URL, VÁRIAS VEZES A IMAGEM ACABOU DESAPARECENDO. POR QUE ISSO ACONTECE SEMPRE COM AS IMAGENS GIF QUE TÊM MOVIMENTO?

28 novembro, 2008

Tudo tem remédio

É só para se divertir. Com estes "conselhos" que circulam na net satirizando certas prescrições médicas que são muito comuns em nossas emergências.

1 - Se você não sabe o que ele tem, dê VOLTAREN.
2 - Se você não entende o que viu, dê BENZETACIL .
3 - Se apertou a barriga e ele fez 'ahhhnnn', dê BUSCOPAN.
4 - Se caiu e passou mal, dê GARDENAL.
5 - Se ele está com uma dor bem grandona, dê DIPIRONA.
6 - Se você não sabe o que é bom, dê DECADRON.
7 - Se ele vomitou tudo o que ingeriu, dê PLASIL.
8 - Se a pressão dele subiu, dê CAPTOPRIL.
9 - Se a pressão deu outra subida, dê FUROSEMIDA.
10 - Se chegou se acabando em choro, ponha no SORO.
11 - Se é uma arritmia cardíaca doidona, dê AMIODARONA.
12 - E, pelo não e pelo sim, dê ROCEFIN.

A página de um milhão de dólares

Um sujeito criou uma página na internet que vale um milhão de dólares. Destinada exclusivamente à inserção de anúncios que são faturados assim:
um pixel = um dólar
Como a página tem um milhão de pixels....

o autor da página ficou milionário.


Clicando sobre o anúncio o clicador é direcionado à homepage do anunciante.
Confira aqui.

27 novembro, 2008

O tatuador de porcos

Escrevi ontem sobre os body mods, os modificadores de corpos. Hoje, por força da semelhança do assunto, escrevo sobre os modificadores de porcos (sei do trocadilho).
O caso do belga Wim Delvoye que, com sua art farm, emprega parte de seu tempo nas pocilgas. Lá, onde se refocilam os suínos (ver fotografias) que ele tatua com retratos de pessoas, símbolos, personagens de desenhos animados e outros motivos. Excluindo dessas suas tatuagens apenas os porcos-espinhos (o belga não é tolo).
Ah, estão no lucro os porcos! Pois o incômodo de ser tatuado é bem menor do que o de ser, por exemplo, ferrado. Além disso, por serem adquiridos por colecionadores, esses animais podem escapar da morte à pururuca.
Wim Delvoye é também proprietário de um site, tecnicamente bem elaborado, em que faz questão de ignorar que a escatologia pode ter limites. Eu, que os respeito, ao falar adiante sobre outras tantas coisas que ele faz... bem, vai ser com todo o cuidado.

26 novembro, 2008

Modificação do corpo

Em inglês: body modification.
Consiste de uma, várias ou muitas alterações feitas deliberadamente no corpo, em caráter permanente ou semi-permanente.
São praticadas por razões não médicas, tais como rito de passagem, finalidade estética, manifestação artística, costume tribal, filiação religiosa, forma de auto-expressão etc.
As técnicas utilizadas pelos body mods (adeptos dessas modificações) variam de processos que são socialmente aceitáveis, como a tatuagem e a colocação de piercings, até aqueles que deveriam constar de um manual de torturas: amputações, mutilações, queimaduras, escarificações, injeções de silicone, implantes de próteses, transfixação por hastes metálicas, dentre outros.
O radicalismo nessas modificações do corpo já tem produzido os mais bizarros resultados. Como neste caso:


E como neste outro, da norte-americana Maxi Mounds ("Grandes Montes"), cujas mamas pesam atualmente 18 quilos.

Aquecimento global - 3

Entre tantas notícias desfavoráveis, finalmente uma boa.
A revista Global Change Biology reconhece que os cogumelos podem ser fortes aliados contra o aquecimento global. Isto porque, quando há aumento da temperatura nos locais onde vivem, os cogumelos desaceleram a produção de gás carbônico, que é o principal responsável pelo efeito estufa.


Pelo amor de Deus, incluam fora disso o cogumelo que aparece na imagem acima.

25 novembro, 2008

Um cartão criativo

Via www.crookedbrains.net


O que o leitor vê acima corresponde a um cartão de visitas de um advogado.
Apurando a vista, o leitor vai observar que o cartão:

1) apresenta em duplicata os números do telefone, do fax, e o endereço do correio eletrônico;
2) é picotado na região central para facilitar a separação em metades.


Trata-se do cartão de visitas de um profissional especializado em execução de divórcios.

Na blogosfera - 29

Vicente Adeodato tem incluído em seu blog, nos últimos meses, diversos slideshows aqui produzidos.
Obrigado, Adeodato. Estes endossos, vindos de quem faz um dos melhores blogs de nosso país, só transfundem prestígio ao EntreMentes.

24 novembro, 2008

"Achado Casual"

A Sociedade Brasileira de Médicos Escritores - Regional do Ceará (Sobrames - CE) e a Diretoria de Cultura e Arte do Ideal Clube anunciam para hoje, à noite, a solenidade de lançamento do livro "Achado Casual", a vigésima-terceira antologia anual da Sobrames - CE.
Os autores (*) e o livro (imagem da capa ao lado) serão apresentados pelo Prof. Dr. Linhares Filho, Membro da Academia Cearense de Letras.

Data: 25 de novembro de 2008, às 19h30.
Local: Salão Meireles do Ideal Clube.

(*) Airton Marinho, Antero Coelho Neto, Celina Corte Pinheiro, Chico Passeata (Francisco Monteiro), Christiane Chaves Leite, Dalgimar Beserra de Menezes, Eilson Goes (15/06/1941 - 18/10/2008), Fernando Siqueira Pinheiro, Flávio Leitão, Francisco Tomaz Ramos, Ilnah Soares, Jesus Irajacy Costa, José Maria Bonfim, José Maria Chaves, José Wilson de Sousa, Luciano Arruda, Luciano Sidney, Luiz Moura, Marcelo Gurgel, Martinho Rodrigues, Nilson de Moura Fé, Paulo Gurgel, Pedro Henrique Saraiva Leão, Sebastião Diógenes, Vladimir Távora, Walter Miranda e Weimar Gomes.

23 novembro, 2008

Duas minicrônicas

O esbarro
- Olhe por onde anda, descuidado - pensei. Mas o grito gêmeo do pensamento não chegou a aflorar. Segurei-o na garganta, assim que o estranho prontamente se desculpou por haver esbarrado em mim. E, sendo eu um pedestre costumeiramente desatento, até que ponto não havia também contribuído para o encontrão?
Mal se afastou o estranho, recompus-me. Os cabelos despenteados, as vestes em desalinho, os óculos mal armados no rosto...
A seguir, toquei-me em frente. Naquela rua de passantes tão apressados, outros esbarros que ocorressem. Sim, onde está o problema se todos temos as palavras corteses, os tapinhas nas costas e os sorrisos pré-moldados?
O meu receio é apenas o de que algum dia esbarre em mim mesmo.
(de 1980, reescrita)
29/06/2012 - Atualizando...
O leitor fique certo de que os cientistas estão tentando melhorar esse estado de coisas, mas estão a fazer progresso a passos muito lentos.
How do pedestrians avoid collisions? In: The Guardian

O esparro
Na sala do meu apartamento de solteiro, como objeto de decoração, eu pendurei um tipiti na parede. O tipiti, para quem não sabe, é um cesto cilíndrico de palhas entrançadas, em cujo interior o caboclo da Amazônia põe a massa da mandioca ralada para ser espremida, antes de levá-la ao forno para que se transforme em farinha.
Não pensando em fazer agricultura de subsistência no apartamento, eu usava o tipiti ornamentado por uma planta do grupo dos filodendros: uma cara-de-cavalo.
Vivendo à sombra, e com uma modesta "ração" semanal de água, era uma planta realmente durona. Tirando algumas câimbras nas raízes, de que se queixava raramente, a cara-de-cavalo gozava uma saúde invejável enquanto iam tossindo e morrendo as sempre-vivas vizinhas.
Certa vez, uma visitante me sugeriu aumentar-se-lhe o viço, colocando anticoncepcional em sua água. Bem, acho que a cara-de-cavalo não gostou da absurda sugestão. Pois tive a impressão de vê-la a rir, com todas as folhas, assim que escutou o que eu respondi à intrusa.
Que ela e eu éramos apenas bons amigos.
(de 1980, reescrita)

Processo Seletivo 2009 para RM

A Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) e a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (SESA-CE) realizaram neste domingo, dia 23, a prova escrita e a entrevista com análise curricular do Processo Seletivo 2009 para ingresso na Residência Médica (RM) dos hospitais da rede pública estadual: Hospital Geral de Fortaleza (HGF); Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC); Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS); Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM); Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ); Hospital de Saúde Mental de Messejana (HSMM) e Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara(HGWA).
Para o ano de 2009, os sete hospitais ofertam em conjunto 178 vagas de RM, em 46 especialidades médicas, que estão sendo ora disputadas por mais de 900 candidatos.
Desde 1995, indicado pelo coordenador Prof. Marcelo Gurgel, tenho participado desses processos seletivos anuais como um de seus entrevistadores.

22 novembro, 2008

Miriam Makeba

A cantora sul-africana interpreta neste vídeo a canção "Chove chuva", do compositor brasileiro Jorge Ben.
Miriam Makeba (1932 - 2008), que faleceu recentemente (dia 10), foi uma voz forte na luta contra a segregação racial em seu país.


Curiosidade
Dificulta o reconhecimento, pois está sem a barba. E sem a sanfona. Mas, nesta gravação, quem acompanha Miriam Makeba ao violão é Sivuca.

Velha e nova fobias

Um homem sofria de claustrofobia, o medo exagerado de permanecer em locais fechados. Por conta disso, evitava os locais confinados onde poderia entrar em pânico. E só ficava em ambientes bem abertos.

Até o dia em que começou a sentir agorafobia, que vem a ser o medo infundado de estar em locais abertos (PGCS).

21 novembro, 2008

A tafofobia de Freud

Tafofobia é o medo de ser enterrado vivo (e quem não o tem?). Já o Freud do título desta nota não se trata do Pai da Psicanálise.
É o cidadão Freud, 73 anos, da cidade de Hidrolândia, GO, que sofre do medo doentio de ser enterrado vivo.
Acometido por pesadelos frequentes em que se vê nessa situação, Freud criou uma tumba a seu jeito. É uma cripta que apresenta sistema de ventilação, água corrente, estoque de alimentos, televisão e, ainda, um sistema rudimentar de comunicação formado por tubos plásticos e megafone, para o caso de ter que pedir socorro. Partindo do princípio de que um homem prevenido vive por dois.
Assista ao vídeo. O "The Wall Street Journal" fez uma reportagem a respeito.


P.S.>
A "Wikipedia" traz uma lista das fobias, com os respectivos significados, a qual vai de A (abissofobia) a Z (zoofobia). Aqui.

20 novembro, 2008

Vacinação em idosos

Contra influenza
A influenza (gripe) é uma doença infecciosa aguda de natureza viral, altamente contagiosa, que acomete o trato respiratório e cuja ocorrência se observa em maior intensidade no final do outono e durante o inverno. Embora tipicamente de pouco relevância, quando em sua forma não complicada, é uma doença que se dissemina rapidamente e que pode apresentar complicações (pneumonia primária pelo vírus, pneumonia secundária por bactérias, pneumonia mista, exacerbação de doença pulmonar obstrutiva e descompensação cardíaca), inclusive óbitos, principalmente nos grupos de maior vulnerabilidade. As pessoas idosas, especialmente aquelas institucionalizadas (em asilos, casas de repouso e hospitais) e aquelas portadoras de doenças crônicas de base (pulmonares e cardíacas) formam os grupos de risco. No Brasil, a vacina contra influenza é oferecida a esses grupos, anualmente, no período do outono, por ocasião da Campanha Nacional de Vacinação dos Idosos.
Contra pneumococos
A partir dos 60 anos de idade, as pessoas devem receber uma dose desta vacina, uma só vez. No entanto, para aquelas que se encontram institucionalizadas, indica-se uma dose de reforço, 5 anos após a aplicação da primeira. Esta vacina reduz o risco de contrair a pneumonia pneumocócica.
Contra difteria e tétano
À maneira do que é recomendado para os adultos jovens, a vacina dT deve ser administrada nos idosos a cada 10 anos. Em caso de ferimentos considerados de risco para o tétano, recomenda-se um reforço desta vacina após 5 anos.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Brasília, 2007 (Caderno de Atenção Básica).

18 novembro, 2008

Um santeiro cearense

O Brasil, com a fama de "maior país cristão do mundo", não tem um cartel de santos à altura deste título. Vai ver que a Igreja marcou mesmo o Brasil. E, por por conta disso, em se tratando de dar reconhecimento a um santo brasileiro, ela tem sido tão profundamente exigente.
No caso do Brasil, o funil da canonização usado pelo Vaticano apresenta o mais estreito dos bicos. Deixa passar muito pouco. O São Frei Galvão, a Santa Madre Paulina (que nem brasileira é e já foi comparada ao tenista Fernando Meligeni) e... quem mais?
Acredito haver pesado nisso o termos sido sempre tão mal contemplados na indicação do Advogado do Diabo. Dentre as autoridades eclesiásticas disponíveis, só velho ranzinza, mal-humorado e neurastênico é que a Cúria designa para apreciar processo de santo brasileiro. O resultado é que logo aparecem as fortíssimas objeções aos milagres do nosso candidato a santo.
Isto posto, devo dizer agora por que admiro o artista plástico Tarcísio Afonso Garcia. Dá-se principalmente quando releio uma antiga reportagem de jornal em que ele aparece descrevendo a sua busca pessoal pelos santos brasileiros. Levado por uma voz exterior (vox populi) que o fazia suspeitar da existência deles - Tarcísio foi encontrando-os, um a um.
É, assim, graças a ele, que o Brasil tem agora uma hagiologia de fazer inveja à Itália.
Ele chegou a essas descobertas por ele mesmo, acumulando as funções de folclorista com a de Advocatus Dei. Depois de ter dispensado os "préstimos" do Advocatus Diaboli. Aliás, quem está a serviço do belzebu, bode-preto, capiroto, maligno, tinhoso et caterva não pode ser lá grande coisa. Camufla-se de um título em latim para cometer os piores crimes de lesa-santidade.
Eis os santos brasileiros que Tarcísio encontrou:
Santo do Pau Oco, São Nunca, Santa Paciência, Santa Ignorância, Santo de Casa, Santo Remédio, Santo Dia, Santo de Barro, Todo Santo e Santa Briguilina das Pernas Finas.
Findo esse importante levantamento hagiológico, o grande desenhista de Otávio Bonfim deu o passo seguinte: criar as imagens para os santos encontrados. Sem elas, o seu trabalho ficaria incompleto e os santos nem sequer seriam venerados pelo povo brasileiro.

Serão mostradas amanhã. Reze para que dê certo.

Somos grátis a todos

Há dois anos o Blog do PG punha o pé na blogosfera com esta postagem.


Como mostra a reprodução: era uma postagem em que aparecia um calunga a anunciar a gratuidade do blog... a qualquer custo.
Nihil sub sole novum, os blogs já eram assim. E assim continuam sendo para os proprietários e os leitores. Exceto para os patrocinadores, quando estes por compaixão aparecem.
De lá para cá, muitas coisas aconteceram por aqui. Não vou me ater a números, pois estes quando absolutos costumam ser relativos. Apenas lembrar que o Blog do PG passou a dividir o camarim com o Preblog e o Família GC e que, nesse EntreMentes, também mudou de nome.
Além disso, vamos continuar a ser grátis (e gratos) a todos.

Itapiúna - CE

17 novembro, 2008

Longevidade feminina - 3

Agora é um russo que aparece para reforçar a tese.
Indiferente ao mundo que corre cá em baixo, ele conserta - sem qualquer equipamento que o proteja em caso de queda - o aparelho de ar condicionado de seu apartamento.
A publicação britânica "Daily Mail", que divulgou a imagem, não soube precisar a região da Rússia em que ele mora. Comentou, porém, que é no décimo sexto andar.

16 novembro, 2008

Escrivão não leu, o pau comeu

Tenório Avenças era o escrivão juramentado do cartório de Arapiúna. Uma cidade fincada num pé de serra, onde ele, morando e autenticando documentos, fazia um tipo perfeitamente adaptado à monotonia do lugar.
Ao amanhecer, ele punha a sela no velho burrico, as suas pernas para atravessar a cidade, e ia se entediar no cartório em regime de tempo integral. Aí, apenas quando o crepúsculo começava a soltar os morcegos, é que ele, montado na lerdice do asno, fazia o caminho de volta para a casa.
Um pacato cidadão, o diligente Tenório. Com a ressalva de que, à sua passagem, não o chamassem jamais de "escrivão jumentado".
Porque aí, meu irmão, dava briga com viés para guerra mundial.

15 novembro, 2008

Pilobolus

É o nome de uma companhia norte-americana de danças. Suas apresentações consistem de coreografias que criam, em sequência, com os corpos de seus dançarinos as mais inacreditáveis imagens.
Devo à jornalista Mirna Gurgel, minha irmã, a sugestão para ver este vídeo.
No YouTube, há outros com a fantástica trupe.


Curiosidade
O nome Pilobolus foi inspirado num tipo fungo que comumente se desenvolve em excrementos de herbívoros.

Lugares ao sol

No Rio de Janeiro, também se"pega um bronze" sem a necessidade de frequentar as badaladas praias da Zona Sul. Muitas garotas, que moram em comunidades distantes e que teriam de fazer longas viagens de ônibus para irem a estas praias, encontraram a alternativa que simplifica o processo.
Quando faz sol, elas põem os biquínis e sobem às lajes de suas casas. Levando um balde com sal grosso e bastante óleo de urucum, itens que elas consideram adjuvantes para o bronzeamento. Mas o que importa mesmo é o sol a brilhar em seus terraços.
Com a generalização deste costume já houve inclusive um concurso para a escolha da "Garota da Laje". O primeiro deles foi em 2003. Depois, encoberto por nuvens, o concurso não aconteceu durante quatro anos. Vindo a ressurgir, com brilho total, apenas neste fim de 2008.
Olhem só a premiação que está sendo prometida pelos organizadores do atual concurso: um carro usado, ano 2001; uma piscina de fibra; uma laje pré-moldada, um microsystem; uma churrasqueira e R$ 199 em artigos de R$ 1,99 na Saara.

Com o sol sobre o "hemisfério norte": algumas das candidatas ao título de "Garota da Laje - 2008"
Fonte: g1.globo.com

Penso, logo cito - 11

Jorge Luis Borges, escritor argentino:

"Talvez me enganem a velhice e o temor, mas tenho a suspeita de que a espécie humana — a única — está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca per­durará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta."

In: Biblioteca de Babel

14 novembro, 2008

Instituições de saúde sexagenárias do Ceará

Foi o tema de uma das mesas-redondas do XIII Congresso Brasileiro de História da Medicina, o qual vem acontecendo no Iate Plaza Hotel, em Fortaleza - Ceará, desde o dia 12 de novembro.
Pela ordem de apresentação, os subtemas e os expositores da mesa foram os seguintes:

Hospital de Messejana - Dr. Paulo Gurgel
Sociedade de Assistência aos Cegos - Ass. Social Dra. Josélia Almeida
Instituto do Câncer do Ceará / Hospital do Câncer - Dr. Marcelo Gurgel
Faculdade de Medicina da UFC - Dr. Elias Boutala Salomão

A mesa-redonda, que teve a coordenação do médico e professor Marcelo Gurgel, contou ainda com a intervenção do Dr. Pedro Almino que fez comentários esclarecedores sobre o Centro Médico Cearense (a atual Associação Médica Cearense) e o Sindicato dos Médicos, outras duas instituições de saúde históricas do Ceará.
Na presidência do importante congresso, está o professor Dary Alves Oliveira, MD, a quem agradeço a atenção que me dispensou no evento.

13 novembro, 2008

Navegar é preciso; viver, não

Estas palavras costumam ser citadas em relação a um dever imperioso, mais importante do que a própria vida.
O compositor brasileiro Caetano Veloso fez delas o refrão de uma canção intitulada "Os Argonautas".
Antes de Caetano, o poeta português Fernando Pessoa delas se utilizara em um trecho de "Palavras de pórtico": "Navegadores antigos tinham uma fase gloriosa: 'Navegar é preciso; viver não é preciso'. Quero para mim o espírito desta frase, transformada a forma para a casar com o que eu sou: Viver não é necessário; o que é necessário é criar".
Porque antes, muito antes de Fernando Pessoa, o filósofo e prosador grego Plutarco, em sua "Vida de Pompeu", tinha escrito: Navigare necesse (est), vivere non necesse, "Navegar é preciso; viver, não".
Era a tradução latina das palavras gregas pronunciadas por Pompeu em resposta aos marinheiros que o queriam dissuadir de embarcar durante uma tempestade.

No Jornal da Unicamp

As pesquisas desenvolvidas por uma equipe da Faculdade de Engenharia Química da Universidade de Campinas (Unicamp), sob a cordenação de Meuris Gurgel, a respeito de técnicas e processos de despoluição de resíduos industriais, mereceram uma extensa reportagem no último número do "Jornal da Unicamp".
A cearense Meuris Gurgel, entrevistada na reportagem, é engenheira química, bolsista de produtividade do CNPq e tem doutorado pela Unicamp onde leciona e pesquisa.
Ontem, coloquei uma nota sobre o assunto no "Família GC" (clique no blogroll), com link para a edição eletrônica do referido jornal.

12 novembro, 2008

Coelhos de poeira

Em inglês: dust bunnies.
Consistem de amontoados de poeiras, cabelos, fragmentos de pele, pelos de animais de estimação, dentre as sujeiras que se acumulam em alguns locais de um ambiente doméstico, quando este não é regularmente limpo.
E o fato de que tendem a se agrupar em locais é atribuído à eletricidade estática.
Na pátria das esquisitices (EUA), concursos são promovidos para ver quem faz o melhor (ou pior, tanto faz) objeto com esse tipo de material. Aprecie (ao lado) os finalistas de um dos tais concursos.

P.S. > Na Grã-Bretanha são também chamados de veludo de mendigo.

11 novembro, 2008

O Universo

Uma história de bilhões de anos com algumas fantasias de permeio.

Sem remorso

Sim, é possível a pessoa entrar num restaurante do tipo fast food, comer do bom e do melhor (em termos) e depois não se sentir mordido pelo bicho-da-consciência.
Se procurar conhecer antes os limites que devem ser respeitados.

10 novembro, 2008

Esculturas com balões

O artista plástico americano Jason Hackenwerth chama a atenção do público por suas esculturas de grandes proporções à base de balões.
Ultimamente, para elaborar suas criações, ele busca inspiração em seres marinhos.
Infelizmente, para Hackenwerth, a sua arte é para lá de efêmera. Feita com balões, estes murcham, desfigurando as peças que ele criou. E, depois de algum tempo, somente é possível apreciá-las em fotos e vídeos.

Uma fusão de modelos

O Modelo Evolucionista sustenta que o homem tem uma origem comum à dos macacos, mas não explica bem como se deu a sua grande expansão intelectual, que é o que caracteriza a humanidade.
O Modelo Criacionista explica a inteligência humana como sendo uma concessão divina, porém apresenta como ponto fraco do modelo não disponibilizar mulheres para os filhos do primeiro casal. Chegando a ser desejável que elas não tenham existido, para não sermos todos nós descendentes de relações incestuosas.
Daí o esforço de Tom Weller, em sua obra seminal "Science Made Stupid", para fazer uma ponte entre os dois modelos. Criando uma síntese, na qual o Criacionismo ainda continuaria valendo, desde que recebesse algumas indispensáveis contribuições do Evolucionismo.
As noras de Adão e Eva.

Fonte

A OSESP em Fortaleza

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), que se encontra numa turnê pelo Brasil, fez ontem à noite a sua apresentação no Parque do Cocó, em Fortaleza.
Sob a direção do regente John Neschling, o concerto da OSESP teve como repertório:


J. O. DUQUE ESTRADA - Fco. MANUEL DA SILVA
> Hino Nacional
Mikhail GLINKA
> Russian e Ludmila: Abertura
Antônio CARLOS GOMES
> Il Guarany: Abertura
Giuseppe VERDI
> A Força do Destino: Abertura
Oscar LORENZO FERNANDEZ
> Reisado do Pastoreio: Batuque
Richard WAGNER
> Os Mestres Cantores de Nuremberg: Abertura
Maurice RAVEL
> Bolero


Ao final dessa programação, após ter sido muito aplaudida pelo público presente, a destacada orquestra sinfônica ainda executou mais dois números:

GUERRA PEIXE, Arr. CLÓVIS PEREIRA
> Mourão
Johann STRAUSS
> Marcha de Radetzky

09 novembro, 2008

Monografias

Dica
O website Universia acaba de publicar um tutorial que mostra como montar corretamente a estrutura de um trabalho acadêmico, em conformidade com os padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
À disposição dos interessados.

08 novembro, 2008

Um fagote no samba

O papel do fagote neste samba (que faz parte da trilha sonora do filme "Cidade de Deus") é de arrepiar.
A música é "Preciso me encontrar", o compositor é Candeia, a voz é Cartola e o fagotista é dado como sendo o francês Noel Devos, um apaixonado pelas coisas do Brasil.

Natália em biscuit

Não o conheço. Mas ele, segundo a minha filha Natália, chama-se Airlan e cria bonecos de porcelana (biscuit) que são perfeitos. Na maioria das vezes, os modelos (involuntários) de suas estatuetas são popstars como Madonna, Britney Spears e Amy Winehouse.
Embora não faça parte de tão famoso universo, Natália teve a honra de ser modelada em porcelana pelo artista cearense.
Ficou bonita a peça e acho que bastante fiel ao modelo. Mas não sou um conhecedor emérito sobre o assunto.
Por isso, baseio-me no reconhecimento que fez o neto Matheus, que tem apenas dois anos de idade. O meu neto, o qual, assim que viu em nosso apartamento a pequena reprodução em porcelana da Natália, já foi logo exclamando:
- Tataia!
É porque sei que criança não aceita ser ludibriada. E tem sido assim desde o dia em que um certo rei desfilou nu.

07 novembro, 2008

Fototrova # 6

-


As asas, ó peladão
Farão de ti um condor
Mas outros te prenderão
Por atentado ao pudor.


PGCS

Ilustração:
Princípio da Incerteza, René Magritte, 1944

06 novembro, 2008

Equacionando a Lei de Murphy

É o nosso senso de impotência diante de muitas situações da vida real que tem tornado a Lei de Murphy tão popular. E já houve uma pessoa que a viu sob a forma de uma equação matemática que pode prever as chances de os processos falharem.
O caso de Joel Pel, engenheiro biológico da University of British Columbia, que criou uma fórmula que prevê a ocorrência da Lei de Murphy:


A fórmula acima emprega uma constante igual a um, um fator inconstante e algumas variáveis. Nesta fórmula, constam ainda a importância do evento (I), a complexidade do sistema envolvido (C), a urgência da necessidade de o sistema funcionar (U) e a frequência com que o sistema é usado (F).
Em um ensaio escrito para a revista Science Creative Quarterly, Pel usou-a para prever a ocorrência da Lei de Murphy quando um motorista precisa dirigir seu Toyota Tercel, em um trajeto de aproximadamente 100 km até sua casa, debaixo de uma tempestade, sem que a embreagem quebre. Com esta equação, Pel chegou a uma resposta igual a 1, o que significa que "a embreagem do Tercel com certeza vai quebrar em uma tempestade. Apesar de todos que conhecem um Tercel esperarem que isso aconteça, é um certo consolo saber que isso pode ser previsto matematicamente".

Referências
pessoas.hsw.uol.com.br
O Paradoxo de Alceni, post de Entrementes

A aula sobre eclipse

Perdi esta aula na escola. Atormenta-me a lembrança de que eu estaria eclipsado, no exato dia.
Tempos depois, aprenderia o seu conteúdo:

"Uma eclipse do Sol ocorre quando a Lua passa entre a Terra e o Sol.

Uma eclipse da Lua acontece quando a Terra passa entre o Sol e a Lua.

Uma eclipse da Terra se dá quando você põe as mãos bem na frente dos olhos."

05 novembro, 2008

A Liga das Nações

A primeira organização mundial de países foi a Liga das Nações, fundada logo após a I Guerra Mundial, a Guerra para Acabar com Todas as Guerras (sim, ironicamente).
Tinha como objetivo principal evitar a repetição de uma guerra, como aquela que recém-terminara.
Benito Mussolini, quando era primeiro-ministro da Itália, declarou: "A Liga é muito boa quando o pardal chia, mas não é a mesma coisa quando a águia caça". Com pleno conhecimento de causa pois, apenas duas décadas após a criação da Liga, a humanidade entraria em outra grande guerra, a II Guerra Mundial.

www.neatorama.com
www.irancartoon.ir/gallery

Em queda livre

O slideshow da semana é uma aula de sobrevivência. Difícil de ser posta em prática, reconheço.
Felizmente, é também difícil que alguém se ache na situação descrita.

04 novembro, 2008

Controle do peso

Não há método que ofereça melhor resultado para o controle do peso. Infelizmente, só pode ser aplicado naquelas balanças de banheiro.
O macete consiste em usar a gravidade em favor da pessoa.
A ilustração ao lado mostra como é.
Quem usa este método garante que a balança mantém o peso.

Itapiúna - CE

03 novembro, 2008

Penas pintadas...

e outras coisas que valem a pena
Luciano Rocha, turismólogo em Natal - RN, nos últimos dias inseriu interessantes postagens em seu "Vida & Arte". Com exuberantes ilustrações, as notas publicadas por Luciano abordam estes temas: pinturas sobre penas, interiores de aviões e a eternidade do fusca.
Para acessar o seu blog, clique aqui.

Joe, o encanador

O suposto encanador virou mascote do Partido Republicano, na desesperada campanha eleitoral de John McCain à presidência dos Estados Unidos.
Uma fotografia do Joe, em que ele aparece mostrando o "cofrinho", tem repercutido muito na imprensa e na web. Idem, sobre as versões que os cartunistas têm feito, baseadas na indiscreta foto do encanador.
Averso ao sensacionalismo, EntreMentes prefere mostrar o Joe numa cena de trabalho em que ele não está dando o vexame.

02 novembro, 2008

Na contramão da medicina

A Associação Britância de Dermatologia está alertando os médicos para a possibilidade de ocorrer um outro tipo de problema em pessoas que usam excessivamente os telefones celulares. É o surgimento de lesões avermelhadas que coçam nas orelhas e nas bochechas dessas pessoas.
Conhecidas como "dermatite do aparelho celular", as lesões cutâneas são atribuíveis ao níquel, um metal que está presente em muitos desses equipamentos telefônicos.
Indiferente à advertência feita pela Associação Britânica de Dermatologia, um fabricante de aparelhos celulares acaba de desenvolver um sofisticado modelo (hands-free), que vai aumentar o risco para a dermatite descrita. Uma vez que, usando esse modelo (imagem abaixo), a pessoa deixa a pele por mais tempo exposta ao aparelho celular.

01 novembro, 2008

Nas pontas dos dedos

Jean-Michel Jarre usa as pontas dos dedos (de suas mãos protegidas com luvas) para produzir sons musicais neste estranho instrumento. Resultante do cruzamento da música com a tecnologia, é uma harpa a laser (laser harp) o que você vê/ouve neste vídeo.


Tampouco é fake. Essa harpa a laser pode ser vista em detalhes no site www.stephenhobley.com.

É sopa no pão

A sopa distribuída para a população carente da cidade de Campinas (SP) vem agora com uma novidade.
Os vasilhames descartáveis em que a sopa era servida foram substituídos por cumbucas feitas de farinha de trigo e resistentes ao calor.
Cada uma delas, ingerida com a respectiva porção de sopa, acrescenta mil calorias à refeição. Além de que, por ser alimento consumido, não contribui para aumentar o lixo produzido em Campinas.
E foi tudo bolação de dois estudantes de um curso de Relações Públicas de lá, que meteram a mão na massa para que a idéia virasse realidade.