11 maio, 2018

Terra: o planeta e o mito

Desde que o mito da Terra Plana foi desacreditado pelo matemático Eratóstenes, [1] [2] pelas circum-navegações  náuticas, pelos voos aeronáuticos, pelas viagens espaciais e pelas pesquisas da Estação Espacial Internacional, os terraplanistas foram ficando sem chão.
Resta-lhes agora o argumento de que se a Terra fosse redonda seria uma "redondeta" e não um planeta. Vamos e venhamos, é muito pouco para a STP, uma sociedade que ainda tem uma grande número de adeptos ao redor da Terra. [3]
En seu favor, a Sociedade da Terra Plana também dispõe desta imagem de um eclipse lunar em que a Terra projeta sua sombra na Lua. A sombra de um disco.


Além disso, a foto mostra que a Terra é sustentada por elefantes, e estes, por sua vez, vivem sobre o casco de uma enorme tartaruga, como descreviam os antigos.
O que estaria a pensar este quelônio?
Por que, sendo eu uma criatura do espaço, tenho patas para nadar? Por que há elefantes em minhas costas e mais esta rocha monstruosa? Preciso me acasalar, onde é que estão as outras tartarugas do espaço?
Do outro lado, o que estariam a pensar os terraplanistas?
Será que alguns deles, depois de uma passagem pela Terra Oca, já embarcaram na hipótese da Terra Cúbica? [4]
Pois bem, um flatearther está prestes a embarcar num foguete artesanal para pôr tudo em discos limpos. Na verdade, eles não acreditam mais naquela história que envolve elefantes e tartaruga. Para eles, o Sol e a Lua movem-se em órbitas circulares acima da superfície da Terra Plana. Como abutres em torno da comida (não gosto desta imagem).
Para eles, o Polo Norte fica no centro da Terra Plana e o Polo Sul é a sua borda de catupiry. Assim como está no brasão da ONU.
Gente,
Por falar em ONU, precisamos acabar com essa guerra milenar contra os terrraplanistas.
Você conhece um deles? Então, dê-lhe as boas vindas ao "realvorecer da Idade da Pedra" e estenda a mão para ele. Que mal pode haver nisso?

Nenhum comentário: