09 novembro, 2019

A colisão de Theia com a Terra

"Tetheia"
A Terra é o único planeta rochoso que tem muita água e um satélite relativamente grande que estabiliza seu eixo. Se não fossem esses fatores, não existiria vida em nosso planeta.
Segundo um comunicado da Universidade de Münster (Alemanha), os cientistas comprovaram a hipótese de que 4,4 bilhões de anos atrás a Terra colidiu com um corpo celeste gigante chamado Theia, que era do tamanho de Marte, e na sequência dessa colisão se formou a Lua.
Antes, os cientistas pensavam que Theia se formou na parte interior de nosso Sistema Solar, na qual também se encontra o planeta Terra. Todavia, um novo estudo, publicado na Nature Astronomy, demonstrou que Theia proveio da parte exterior do Sistema Solar. Os investigadores chegaram a esta conclusão fazendo análises da composição de nosso planeta.
A análise de radioisótopos do molibdênio revelou que a maior parte do material do manto terrestre consiste de uma substância parecida à composição dos asteroides carbonosos ricos em água que se formam somente na parte exterior do Sistema Solar.
Os investigadores acreditam que tenha sido Theia que alimentou o manto terrrestre com o material dos asteroides carbonosos, ao tempo em que trouxe também uma grande quantidade de água para a Terra.

Formation of the Moon brought water to Earth, WWU Münster

Nenhum comentário: