16 outubro, 2016

O fogo da história

O professor Rogério Cezar Cerqueira Leite responde ao juiz Sérgio Moro, que questionou seu artigo Desvendando Moro:
"Respondo aqui ao juiz Sergio Moro, embora ele não tenha se rebaixado à responder a um simples plebeu, preferindo incitar a Folha a censurar meus artigos. Acusa-me o juiz de promover atos de violência. O fogo a que me refiro é o fogo da história. Intelectos condicionados por princípios de intolerância não percebem a diferença entre metáforas e ações concretas. O juiz ainda se esquiva de responder à principal acusação que lhe faço, a de que é absolutamente parcial e está a serviço das classes dominantes."
– Rogério Cezar de Cerqueira Leite, físico, é professor emérito da Unicamp e membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia e do Conselho Editorial da Folha.
"Moro presta um serviço fundamental à mídia. Os vazamentos da Lava Jato são ouro. No pacote, foi transformado no Batman. De mentirinha, claro.O problema é que ele acreditou. A ponto de sugerir a um jornal o que ele deve ou não dar. Abusou. Achou que estava acima do bem e do mal e se queimou. O cristal se quebrou. E nada indica que ele vá parar por aí.Ah, sim. Antes que alguém me entenda mal: “se queimou” é figura de linguagem."
– A tréplica do autor do artigo sobre Moro mostra que sua lua de mel com a mídia está no fim. Por Kiko Nogueira, DCM
"O artigo de Cerqueira Leite foi mais uma opinião no grande debate aberto pela Operação Lava Jato. A contrariedade de Moro produziu uma surpresa: há algo de Savonarola no seu sistema."
– Elio Gaspari, Folha de SP
"Nada mais importa à Justiça brasileira porque o que importa em qualquer Judiciário já lhe falta – muito e há tempos: independência e equilíbrio." 
– Fernando Brito, do Tijolaço

Nenhum comentário: