09 outubro, 2016

A Rita e a resposta dela

A Rita
Foi no tempo em que os bichos falavam ― 1966, 1967, por aí. Os meninos do Brasil estavam ouvindo "Lovely Rita", dos Beatles. Mas os mais espertos preferiam "A Rita", de Chico Buarque. As duas canções saíram na mesma época, mas as Ritas eram diferentes. A de Lennon e McCartney era uma guarda civil encarregada de fiscalizar parquímetros. Em suma: inglesa. Lennon ou McCartney ― um dos dois, difícil dizer qual ― está a perigo e a fim de Rita. Convida-a para jantar, o que, devido ao inusitado da proposta, Rita não apenas aceita como ainda paga a conta. Ele a leva em casa, ela o convida a entrar e, quando ele pensa que os dois vão acabar na cama, tem de se conformar em passar a noite conversando na sala com ela e as bolhas de suas duas irmãs. Já a Rita de Chico Buarque era muito melhor. Deu o fora em Chico, foi embora e levou seu retrato, seu trapo, seu prato, que papel, uma imagem de São Francisco e um bom disco de Noel. Não levou um tostão porque não tinha, não, mas causou perdas e danos. Ou seja, era uma mulher de caráter. A Rita dos Beatles era uma pata-choca encalhada. A de Chico era safa, despachada e capaz de uma atitude.
Ruy Castro
Chico Buarque falou por nós, Digestivo Cultural
Precisamos falar sobre "A Rita" de Chico Buarque, OBVIOUS
As diversas Ritas da MPB, Mulheres Cantadas



Resposta da Rita
Ana Carolina e Chico Buarque gravam "Resposta da Rita", Território da Música


2 comentários:

ANA ROSEMBERG disse...

Parabéns, pela postagem! A Rita de Chico é imortal, como imortal é o seu genial criador. A música de Ana Carolina em parceria com Edu Krieger, em resposta à música de Chico Buarque, está a altura da "A Rita" inspiradora. Belo dueto!
ana margarida

Paulo Gurgel disse...

Quando se apagarem as luzes do meu cérebro, denegando-me o acesso a todas as canções aprendidas, a que persistirá por mais tempo será certamente "A Rita", do Chico Buarque. Em edição bilíngue (português e italiano). Só para desagravar o que as Parcas estiverem fazendo comigo. Assim espero.