28 dezembro, 2015

No balanço da rede

O que eu disse e o que outros disseram sobre "a primeira peça do mobiliário brasileiro"

"Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede."
"A Casa" - Toquinho e Vinicius

"Os negros de senzala nunca se adaptariam à rede, dormiam no chão. Senhoras brancas tentavam convencer a negra a usar a rede, principalmente após a maternidade. Quando a usavam desde meninos, os negros permaneciam fiéis à rede. Era comum dizer-se que "negro que não zela sua rede, não zela seu amo", além disso acreditava-se que o uso da rede amansava o escravo."
Câmara Cascudo

"Há uma locução proverbial, que eu literalmente realizei. Era em Corumbá: tinha sete para oito anos, embalava-me na rede, à hora da sesta, em um quartinho de telha-vã; a rede, ou por estar frouxa a argola, ou por um impulso demasiado violento da minha parte, desprendeu-se de uma das paredes e deu comigo no chão. Caí de costas; mas assim mesmo de costas quebrei o nariz, porque um pedaço de telha, mal seguro, que só esperava ocasião de vir abaixo, aproveitou a comoção e caiu também."
Relato do autodeclarado "mais caipora de todos os homens", o desafortunado Sr. Matias Deodato de Castro e Melo, personagem suicida do conto "Último Capítulo", de Machado de Assis.

Na montagem do slideshow FOTOS RARAS, a imagem que me deu mais trabalho para conseguir foi: "uma rede de dormir preta". Inclusive tive de pesquisá-la como "black hammock". Se não tivesse sucesso na pesquisa, o meu Plano B seria: "uma rede de dormir com uma preta".


Rede e televisão:
Já tenho uma e outra. O que me falta?
Uma rede de televisão.

"Às vezes sentava-me na rede, balançando-me com o livro aberto no colo, sem tocá-lo, em êxtase puríssimo. Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com o seu amante."
"Felicidade clandestina" - Clarice Lispector

"Que prazer mais um corpo pede
Após comido um tal feijão?
— Evidentemente uma rede
E um gato para passar a mão..."
"Feijoada à minha moda" - Vinicius de Moraes

"O cearense não emigra, apenas muda a posição da rede."
Padre Antonio Vieira, de Iguatu

Orangotangos são primatas inteligentes. Nemo, uma orangotango fêmea de 14 anos, atração do Nakhon Ratchasima Zoo, na Tailândia quer tirar um cochilo à tarde, mas dormir no "colchão de molas concreto" pode não ser muito confortável. Veja como ela lida com o problema. VÍDEO

Nenhum comentário: