11 dezembro, 2008

A arca dos dinos

Diz a mitologia judaica que um homem chamado Noé construiu uma grande arca, na qual conseguiu salvar as espécies animais que ainda vivem na Terra da extinção pelo Dilúvio Universal.
Dessa fonte não há o relato, mas o patriarca fez também uma segunda arca, cujas dimensões eram todas em dobro. Com a idéia de salvar também os dinossauros. Mas, por não ter o dom da ubiquidade, entregou o comando do Gigantic (o nome da segunda arca) a Néo.
Néo, que era primo de Noé, gostava de criar dinos e anagramas. E considerou que recebia a missão de Deus, ainda que ela tivesse vindo de forma indireta. E se preparou com os seus lagartões para enfrentar o anunciado Dilúvio.
Infelizmente, foi mal sucedido em sua missão. E a sua arca naufragou, causando a morte de todos os dinossauros. Escapando apenas o Dragão de Komodo, porque os representantes da espécie haviam embarcado por engano na arca de Noé. Embora o Dragão, macho e fêmea constassem da lista de passageiros do Gigantic.
Um dia, os paleontólogos encontrarão os restos dessa arca no fundo do Mar Morto. De Néo, porém, não esperem encontrar vestígios no lugar. Conseguiu salvar-se do aguaceiro que o céu despejou, usando a única bóia que havia a bordo.
Depois disso, gerou Léo que foi morar na península itálica e deu origem à conhecida família DiCaprio (PGCS).

Um comentário:

Luciano Rocha disse...

EXCELENTE MATÉRIA. REALMENTE NÃO SEI SE O HOLANDÊS FARÁ UMA SEGUNDA ARCA. ESPERO QUE SIM, MAS ACHEI A PRIMEIRA EXTREMAMENTE INTERESSANTE E IMPORTANTE PRA NOS TRAZER UM POUCO DE REFLEXÃO SOBRE A BÍBLIA. SEU BLOG ESTÁ CADA DIA MAIS INTERESSANTE. PARABÉNS. FICO MUITO FELIZ QUANDO RECEBO SUA VISITA NO VIDA & ARTE. DEVO ESTAR INDO MORAR EM FORTALEZA A PARTIR DE JULHO DE 2009.