08 fevereiro, 2015

Golpe a Jato

FHC: roubo de Barusco não tem nada a ver com ele, 247
Teoria do ex-presidente tem dois pesos e duas medidas: roubalheira na época de seu governo é culpa exclusiva do ex-gerente da Petrobras; já os malfeitos ocorridos nas gestões petistas são de responsabilidade de Lula e de Dilma.
Estimativa de Barusco, em Veja, vira verdade, 247
Pedro Barusco já confessou que rouba a Petrobras desde 1997, quando, ainda no governo FHC, começou a receber propinas da multinacional holandesa SBM. No entanto, para garantir a liberdade, apontou o dedo para o PT e estimou – repita-se, estimou – que o partido recolheu US$ 200 milhões em propinas nos últimos doze anos.
Para incriminar o PT, Lava Jato 'desmonta' farsa do mensalão, mas repete erros, por Helena Sthephanowitz
Em um interrogatório na Polícia Federal, o doleiro Alberto Youssef deixou escapar um depoimento que rechaça a tese da compra de votos (da farsa do mensalão). O doleiro disse que o PP obstruiu por três meses em 2004 votações no Congresso, deixando o então presidente Lula "doido". Tudo para obrigar a nomear Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da Petrobras. Ressalte-se que não havia nada de ilícito em nomeá-lo naquela época. Costa era funcionário de carreira, tinha currículo para ocupar o cargo, sem nada sabido que pesasse contra ele até então.
O festival de asneiras em torno dos 88 bilhões de reais da Petrobras, por Paulo Nogueira
Raras vezes tantas tolices foram publicadas e compartilhadas em cima de um número mal-compreendido. Entre no Twitter e digite "Petrobras 88 bilhões", e você encontrará uma enxurrada daquilo que de mais imbecil a mente humana pode conceber. A cifra de 88 bilhões de reais representaria aquilo que foi desviado por corrupção na Petrobras. Foi a Folha que deu a "informação". Ela estaria no balanço divulgado pela Petrobras. Depois, a Folha corrigiu o erro, mas era tarde demais: a asneira já fora transmitida e incorporada por dezenas, centenas, milhares de analfabetos políticos.
Por que FHC cruzou os braços?, por Paulo Moreira
Hoje capaz de pedir punição dos mais altos hierarcas na Lava Jato, Fernando Henrique cruzou os braços em 1996, quando Paulo Francis denunciou corrupção na Petrobrás. Paulo Francis falou a verdade? Mentiu? Exagerou? Estava de porre? Não sabemos. A gravação está disponível na internet. Referindo-se a contas secretas na Suíça, Paulo Francis fala com o desembaraço de quem está fazendo delação premiada para o juiz Sergio Moro.
A Lava Jato à luz de Hannah Arendt, por Miguel do Rosário
Se o leitor prestou atenção aos meus posts sobre o assunto, verá que fiz um esforço heroico para acreditar na Operação Lava Jato. Minha relação com a Lava Jato foi bipolar, pois eu não queria acreditar que testemunharíamos mais uma sequência de arbítrios protagonizados por autoridades cegas pelos holofotes da mídia. As relações promíscuas entre essas autoridades do Lava Jato e a oposição sempre estiveram em evidência.
Os dias e as noites na Guantánamo do Dr. Moro, por PH Amorim
Vídeo publicado no Conversa Afiada por PH Amorim com uma denúncia (apócrifa) sobre as condições de carceragem na Lava Jato. A denúncia foi encaminhada para o Ministro da Justiça, a Procuradoria Geral da República  e o Conselho Nacional de Justiça.
Globo blinda FHC no noticiário da Lava Jato, 247
O direcionamento no noticiário da Globo, emissora dirigida pelo herdeiro João Roberto Marinho, a fim de prejudicar o atual governo da presidente Dilma Rousseff, e apoiando, assim, a campanha pelo impeachment, está mais do que comprovado. Neste fim de semana, a diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, enviou o seguinte e-mail a todos os chefes de núcleos da emissora:
"Assunto: Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato. Atenção para a orientação: Sergio e Mazza, revisem os VTs com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique."
Bandeira de Mello: FHC pôs a raposa no galinheiro, RBA
Um dos principais juristas do País, o professor Celso Bandeira de Mello atribui a corrupção na Petrobras à lei aprovada no governo FHC, que liberou a estatal de realizar licitações públicas; "esse foi o momento em que o governo Fernando Henrique colocou o galinheiro ao cuidado da raposa", diz ele; coincidência ou não, o gerente Pedro Barusco confessou roubar a Petrobras desde 1997, ano em que ocorreu a mudança; ele também criticou o governo FHC, que teria sido "o mais entreguista da história do Brasil".

12/02/2015 - Pelo andar do trem...

3 comentários:

ANA ROSEMBERG disse...

Parabéns, Paulo! Suas postagens sobre a "Lava Jato" são esclarecedoras e bastantes lúcidas.
Concordo em gênero, número e grau.
Abraço
ana margarida

ANA ROSEMBERG disse...

Corrigindo: bastante lúcidas

ana margarida

Paulo Gurgel disse...

Ana Margarida enviou também este e-mail:
Caro Paulo,
Foi com agradável surpresa que li suas postagens sobre a LAVA JATO.
Já compartilhei todas as postagens, no face e WA.
É incrível a cegueira do povo.
******************************
Aqui respondo:
Cara Ana Margarida,
Punam-se os culpados, preservando-se a Petrobras e o Estado de Direito.
Grato pelo comentário.