09 janeiro, 2013

Uma ideia brilhante

Sung Wook Paek, um estudante de pós-graduação do MIT, acredita que é possível alterar a trajetória de um asteroide em rota de colisão contra a Terra, salpicando-o de uma tinta brilhante.
Deste modo, os fótons oriundos do Sol, sendo refletidos ao se chocarem na superfície - recém-pintada - do asteroide, gradualmente mudariam a sua trajetória.
A proposta baseia-se no conhecido fenômeno físico da pressão de radiação do Sol sobre os objetos.


Vídeo Paintball vs. Asteroid

Ver também: O asteróide 2003 QQ47, Impacto profundo impacto, Armageddon, o filme

Comentário
Olá, Sr. Paulo Gurgel.
Terão de ter milhões de ideias ou equipamentos. Nêmesis se reverbera em 28 milhões de anos. Como basquete, jogando trilhões de asteroides para a nossa querida Via Láctea. Recentemente, um asteroide cruzou perto da Terra, chamado N... É fácil um asteroide passar por um planeta e por conta da gravidade mudar de trajetória. Na verdade, os astrofísicos sabem com exatidão 60 por cento das trajetórias dos asteroides. Quanto ao restante, 40 por cento, se calam para não nos assustar - quem sabe? Tal fato poderia nos colocar em uma posição de não prepotência perante nós mesmos e os seres vivos em geral. Mas não! Quem sabe um asteroide dê um jeito...
Clailton Ferreira, Portal LN

Nenhum comentário: