01 agosto, 2019

O cruzamento de espécies

Pergunta. Deixando de lado todas as miríades de objeções éticas, os chimpanzés e os humanos poderiam se cruzar com sucesso? – J. Goodall

Resposta. Ninguém sabe - ou se o fizeram, eles estão guardando para si mesmos, diz o Dr. Ian York, do Centro Médico da Universidade de Massachusetts. Vamos começar com uma questão relativamente simples: os humanos e os chimpanzés podem cruzar-se para produzir descendentes férteis? A resposta é um claro "não"; chimpanzés e humanos têm diferentes números de cromossomos (humanos 23 pares, chimpanzés 24), que quase (não completamente) significa que qualquer descendente hipotético seria estéril.
Membros de diferentes espécies podem, de fato, às vezes se cruzar. Os exemplos mais óbvios são cavalos e burros, que são espécies diferentes, têm números cromossômicos diferentes, mas podem se cruzar produzindo mulas.
Além disso, porém, diz o Dr. York, não há uma regra simples para determinar quais espécies podem se cruzar. Os seres humanos e os chimpanzés divergiram (na evolução) aproximadamente ao mesmo tempo que cavalos e burros (entre 5 e 10 milhões de anos atrás) e, muito grosseiramente, são tão semelhantes, geneticamente, quanto cavalos e burros. Mas isso não garante nada; é um assunto caso a caso. Algumas espécies que são mais semelhantes que humanos a chimpanzés não podem se cruzar.
"Em princípio, é perfeitamente possível que os chimpanzés e os humanos possam se cruzar. Em princípio, é inteiramente possível que eles não consigam. A menos que a experiência seja feita, não saberemos." – The Hook

Ler também: Humanzee (um hipotético híbrido humano/chimpanzé). Uma tentativa fracassada de criar tal híbrido foi feita por Ilya Ivanovich Ivanov, na década de 1920.

Nenhum comentário: