30 novembro, 2015

O julgamento de uma bruxaria

Alex Scrivner, Google+
Em 1658, um antepassado meu, René Besnard, dito Bourjoli, foi condenado por bruxaria. Ele havia pedido a mão de uma moça de 13 anos, recém-chegada à América, mas foi rejeitado em favor de outro pretendente.
Vários anos mais tarde, ela e seu marido não tinham tido filhos, então ela acusou seu antigo pretendente de amaldiçoar seu casamento com esterilidade, a ele se referindo nos documentos judiciais como "tendo atado a corda". Ela ainda declarou que ele a tinha procurado, oferecendo-se para acabar com a maldição se ela dormisse com ele.


René foi jogado na masmorra. E o juiz escreveu algumas coisas muito pontuais sobre o quão sortudo René fora de não estar na França, onde seria tratado mais duramente por esse crime. Ele foi condenado, multado e banido do território.
Em seguida, foi concedida ao casal uma anulação do casamento por conta da impotência do marido (que havia sido revelado durante o julgamento, mas que não fora, aparentemente, considerado uma prova para a defesa).
Ela se casou de novo e logo ficou grávida, embora seu marido tenha sido morto por índios antes que a criança houvesse nascido. Ela então se casou pela terceira vez e teve mais 10 filhos.
Seu ex-marido também se casou e, por sua vez, teve 14 filhos.

Milhões de mijões

A cidade de Hamburgo, na Alemanha, tem um sério problema com os mijões no bairro de St. Pauli. Cerca de 20 milhões de pessoas visitam as cervejarias do bairro a cada ano, e muitos dos visitantes do sexo masculino param junto à parede mais próxima para se aliviarem.
Mas St. Pauli encontrou uma maneira de desencorajar essa prática.
Estão pintando as paredes mais visadas do bairro com uma tinta hidrofóbica, a qual, literalmente, faz a urina saltar de volta. Isso significa que os mijões que tentam se aliviar em locais pouco ortodoxos correm o risco de molhar suas calças e sapatos.
It's peeback time! (*)

Fonte c/ vídeo: www.thelocal.de

De onde veio esse trocadilho: It's payback time!

29 novembro, 2015

O caso do arremesso de anão

Como se lembrarão, em uma localidade próxima a Paris, uma casa noturna realizava um evento, um torneio no qual os participantes procuravam atirar um anão, um deficiente físico de baixa altura, à maior distância possível. O vencedor levava o grande prêmio da noite. Compreensivelmente horrorizado com a prática, o Prefeito Municipal interditou a atividade.
Após recursos, idas e vindas, o Conselho de Estado francês confirmou a proibição. Na ocasião, dizia-lhes eu, o Conselho afirmou que se aquele pobre homem abria mão de sua dignidade humana, deixando-se arremessar como se fora um objeto e não um sujeito de direitos, cabia ao Estado intervir para restabelecer a sua dignidade perdida. Em meio ao assentimento geral, eu observava que a história não havia terminado ainda.
E em seguida, contava que o anão recorrera em todas as instâncias possíveis, chegando até mesmo à Comissão de Direitos Humanos da ONU, procurando reverter a proibição. Sustentava ele que não se sentia – o trocadilho é inevitável – diminuído com aquela prática. Pelo contrário.
Pela primeira vez em toda a sua vida ele se sentia realizado. Tinha um emprego, amigos, ganhava salário e gorjetas, e nunca fora tão feliz. A decisão do Conselho o obrigava a voltar para o mundo onde vivia esquecido e invisível.
Após eu narrar a segunda parte da história, todos nos sentíamos divididos em relação a qual seria a solução correta. E ali, naquele primeiro encontro, nós estabelecemos que para quem escolhia viver no mundo do Direito esta era a regra nº 1: nunca forme uma opinião sem antes ouvir os dois lados.
Como patrono da turma de 2014 da faculdade de Direito da UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, proferiu o discurso "A vida e o Direito: breve manual de instruções", que foi publicado na íntegra no site Migalhas, e do qual extraí o trecho acima.
Arremesso de anão, na Wikipédia
França - O arremesso de anões foi proibido na pequena cidade francesa de Morsang-sur-Orge em 1992, e o caso passou pelas cortes administrativas de apelação por iniciativa do dublê Manuel Wackenheim – que ganhava a vida como arremessado – até chegar ao Conselho de Estado, que em 1995 decidiu que uma autoridade municipal poderia proibir a prática sob a alegação de que ela não respeitava a dignidade humana, sendo portanto contrária à ordem pública. A polêmica levantou debates legais a respeito do que seria admissível como motivo para uma autoridade administrativa banir atividades por questões de ordem pública, especialmente pelo conselho não pretender confundir "moralidade pública" com ordem pública. A decisão foi tomada pela assembléia completa, prova da dificuldade da questão.O conselho chegou a um parecer semelhante em outro caso do tipo envolvendo uma companhia de entretenimento e a cidade de Aix-en-Provence.
Manuel Wackenheim levou o caso então à Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos, que em 27 de setembro de 2002 julgou que a decisão não era discriminatória aos anões, estabelecendo que o banimento do arremesso não era abusivo, e sim necessário para manter a ordem pública, fazendo ainda considerações a respeito da dignidade humana.
Lançamento de anão, no YouTube
Austrália - Vídeo.

Não seja cruel

Neste vídeo hilário, uma das cacatuas mostra que sabe dançar no melhor estilo Elvis, embora não consiga convencer a outra a fazer o mesmo,
Talvez porque a outra tenha uma cabeça de metaleiro.



O nome desta música: Don't be cruel.

28 novembro, 2015

O mundo do descobrimento dos exoplanetas

1
Vinte anos atrás, neste mês, os astrônomos confirmaram a descoberta do 51 Pegasi b, o primeiro planeta que orbita uma estrela semelhante ao Sol. Sofrendo um calor infernal, pelo fato de orbitar muito próximo da estrela-mãe, Belerofonte (nome informal do planeta) teve o mérito de abrir os olhos dos astrônomos para uma gama surpreendente de mundos alienígenas que existem por toda a Galáxia.
A contagem dos planetas extrassolares conhecidos está agora em 1.978, com cerca de 4.700 candidatos à espera da confirmação.
Em 29 de novembro, os pesquisadores de exoplanetas se reunirão no Havaí para rever estes sistemas solares extremos – e traçar um caminho para as próximas duas décadas.
2
No site TOPTENZ o internauta encontra uma relação de 10 planetas que poderiam sustentar a vida. Estes exoplanetas, que são planetas fora do nosso sistema solar, podem ser considerados oásis no Universo (para o caso de sermos forçados a deixar a Terra para sempre). Obviamente, não há nenhuma maneira de como poderíamos atualmente viajar para esses planetas, porque eles estão a anos-luz de distância e, com a tecnologia hoje disponível, para viajar apenas um ano-luz levaríamos cerca de 80.000 anos. Num futuro distante, quem sabe...

A caça aos exoplanetas, A tirania da equação do foguete e As características de um planeta gêmeo da Terra

Internet x Você no computador (2)

Prove que você não é um robô digitando estas duas palavras que foram rabiscadas num banheiro de rodoviária por um robô esquizofrênico:

Que são captchas?

No consultório:

"Minha conclusão é que ele não é humano."

Internet x Você no computador (1)

27 novembro, 2015

Rá!!!

Se esse japonês tocar a campainha da sua casa, às 6:00 da manhã, não abra a porta. Repito: não abra a porta, porque aí você se lasca. ~ Sergio Mallandro

Rá!!!

– Que vocação estranha tem esse "japa"!

"... não excede a precisão de um estofador"

"A mente não-científica tem as idéias mais ridículas sobre a precisão do trabalho de laboratório, e ficaria muito surpresa ao saber que, com exceção das medições elétricas, a maior parte dessa precisão não excede a precisão de um estofador que vem para medir uma janela para um par de cortinas."
– Charles S. Peirce (1908)
Não há dúvida que Charles Sanders Peirce (1839-1914) estava exagerando um pouco. Mas quando se tratava de assuntos metrológicos, Peirce sabia do que estava falando. Mais conhecido como um lógico, matemático e o filósofo mais original da América (um dos fundadores da escola filosófica conhecida como pragmatismo), ele também foi um importante cientista. Peirce fez medições de precisão e criou técnicas para melhorá-las. Seu trabalho, entre outras contribuições de importância, ajudou a remover a metrologia americana da sombra britânica.
Peirce foi o primeiro a ligar experimentalmente uma unidade, o metro, a um padrão absoluto, o comprimento de onda de uma linha espectral. Por várias razões, essa contribuição não recebeu muita atenção. Em primeiro lugar, ele nunca a considerou terminada e deixou apenas relatos fragmentários em suas 12 000 páginas publicadas e 80 000 páginas de anotações e cartas – majoritariamente manuscritas sobre lógica, matemática, ciência e filosofia. Em segundo lugar, a idéia de Peirce foi quase imediatamente retomada e significativamente melhorada por Albert Michelson, usando o interferômetro que ele e Edward Morley tinham construído para medir a deriva no éter (ether drift). Finalmente, a vida profissional e pessoal caótica de Peirce sempre dificultou uma avaliação abrangente de suas contribuições.

No Acta Pulmonale: Exatidão x Precisão

26 novembro, 2015

Wiiite

Em junho de 2007, o médico espanhol Júlio Bonis escreveu para o editor de The New England Journal of Medicine:
Um médico residente, de 29 anos, acordou uma manhã de domingo com dor intensa no ombro direito. Negava trauma local e não tinha participado de qualquer esporte ou exercício físico recentemente. Ao consultar um colega da reumatologia, soube que estaria com uma tendinite aguda no tendão infraespinhoso direito (Teste de Patte positivo).
Após nova revisão de suas atividades nas últimas 24 horas, ele se lembrou de que havia comprado um Nintendo Wii e passado várias horas a "jogar tênis" no videogame. No Wii, o jogador manipula um console cujos acelerômetros e giroscópios reproduzem seus movimentos espaciais no écran. No videogame de tênis, o jogador faz movimentos de braço como se fosse um jogo de tênis verdadeiro. E, se ele fica muito absorto na diversão, pode "jogar tênis" por muitas horas sem se dar conta disso. Ao contrário do que acontece com o esporte real, força e resistência física não são fatores limitantes no Wii.


O diagnóstico final para a dor em seu ombro direito foi... "Nintendinite". No entanto, a variante que ele apresentava pode ser rotulada, mais especificamente, de "Wiiite". O tratamento consistiu de ibuprofeno, durante 1 semana, bem como a abstinência completa de jogar o videogame Wii. E o médico paciente se recuperou totalmente.
A "Nintendinite" foi descrita pela primeira vez em 1990, e tem havido muitos relatos de casos de lesões relacionadas ao uso intensivo dessas tecnologias de lazer, principalmente em crianças, na maioria das vezes decorrentes do uso intensivo do tendão extensor do polegar.
Com a utilização crescente deste novo tipo de videogame, o risco de alguém ser acometido pela variante "Wiiite" pode ser superior ao risco que é relatado na literatura médica para a "Nintendinite", especialmente entre os adultos.
Os jogos disponíveis para o sistema Wii já incluem golfe, boxe, beisebol e boliche. E, como jogos futuros podem forçar outros grupos de músculos e tendões, os médicos devem estar preparados para diagnosticar e tratar inesperadas apresentações de "Wiiite".

Tudo sob controle


Como foi o Thanksgiving Day aqui em anos anteriores:
2006, 2007, 2009, 2012, 2013 e 2014

25 novembro, 2015

Você viu o Mário?

"Oh, desculpe-me, não é o senhor que procuro. É o Mário do Armário."

Mau tempo

Imagine que você está em uma casa de campo enquanto uma chuva cai lá fora. Mesmo que haja trovões, você provavelmente vai descrever a experiência como relaxante. Agora imagine a mesma experiência recriada artificialmente.
Para a exposição Triennale Der Photographie, em Hamburgo, o designer Leigh Sachwitz construiu uma casa em miniatura coberta com telas de projeção semi-transparentes.
Assim que você entra nessa casa e apaga a lâmpada, uma série de projetores ganha vida e dá início a um pedaço de mau tempo, incluindo tornados e tempestades tropicais.


24 novembro, 2015

Aniversário da descoberta do fóssil Lucy

Thiago Barros
O 41º aniversário da descoberta do fóssil Lucy é o tema do Doodle Google desta terça-feira (24). O esqueleto do Australopithecus afarensis foi encontrado em 1974 pelo antropólogo Donald Johnson e o estudante Tom Gray durante escavações na Etiópia, no deserto do Triângulo de Afar. O alto grau de conservação da ossada espantou os arqueólogos.
Após os pesquisadores constatarem que o fóssil de 3,2 milhões de anos pertencia a uma mulher, batizaram-no de Lucy em homenagem à música dos Beatles chamada "Lucy in the Sky with Diamonds" que, segundo relatos, estaria tocando no momento das escavações e nas comemorações após a descoberta.
O Doodle
“Lucy in the sky with diamonds” parece ter inspirado também o Doodle que o Google fez em homenagem à descoberta. Afinal, as letras do nome da empresa têm uma cor com o tom no melhor estilo “diamante”. No meio, há uma animação mostrando a evolução de um macaco para o homem como grande destaque.


Lucy é a personagem do meio, que seria um Australopithecus afarensis de 3,2 milhões de anos. Seu crânio com tamanho intermediário entre o dos humanos e o dos chimpanzés é o que denomina o gênero de Australopithecus, que significa “macaco do sul”. Eles são bastante próximos dos hominídeos do gênero Homo na escala de evolução. Ver também: Descoberta do fóssil mais antigo do gênero "Homo", Acta
Johnson considerou que o espécime era do sexo feminino, baseando-se no osso pélvico e sacro completos indicando a largura da abertura pélvica. Lucy tinha apenas 1,1 metros de altura, pesava 29 kg e se parecia de certa forma com um chimpanzé comum. Entretanto, embora a criatura tivesse um cérebro pequeno, a pélvis e os ossos das pernas eram quase idênticos aos dos humanos modernos.

Picadas na p***

Um ônibus na província de Quang Ngai, Vietnã, parou ao lado da estrada para permitir que os homens aliviassem a bexiga. Havia uma colmeia nas proximidades, e um homem achou que seria engraçado urinar sobre a colmeia. E convenceu vários outros homens a fazerem o mesmo. As abelhas não gostaram dessa brincadeira e saíram da colmeia picando loucamente o que viam pela frente. Elas também invadiram o ônibus e atacaram outras pessoas.Os médicos constataram que 22 pessoas tinham sido picadas em seus rostos, mãos e... pênis. E uma das pessoas atendidas ficou em observação no hospital por estar apresentando inchação e febre alta. Nenhuma palavra sobre se esse aí tinha sido o instigador.

23 novembro, 2015

No mundo dos espertos

A Avast "perdeu" 20 telefones nos EUA e os seguiu para descobrir para onde eles foram
A Avast Software, fabricante de sistema de segurança para dispositivo móvel e PC, revelou nesta segunda, 9, os resultados de sua experiência de "perder" e acompanhar 20 smartphones nos EUA. Dez telefones foram aleatoriamente deixados em Nova York e outros dez em São Francisco.
Antes de espalhar esses dispositivos, a Avast instalou três aplicativos de segurança em todos os telefones: o aplicativo gratuito Avast Anti-Theft, o Lookout Mobile Security, e o Clean Master. Em cada telefone foram inseridas informações de contato, para devolução caso o dispositivo fosse encontrado. Dos 20 perdidos, somente quatro telefones foram devolvidos para a Avast; os outros tomaram caminhos curiosos.
Achados e Guardados
Durante um período de cinco meses, os analistas da Avast utilizaram o aplicativo Avast Anti-Theft para acompanhar os dispositivos perdidos e observaram o seguinte:
- A maioria dos dispositivos perdidos foi zerada com o Factory Reset
- O Avast Anti-Theft foi o único aplicativo de segurança que sobreviveu ao Factory Reset
- Um dos telefones parece ter viajado num navio cargueiro antes de chegar à Índia, onde está atualmente sendo usado
- Um telefone voou para a República Dominicana
- Um telefone foi parar numa loja de penhores
- Um telefone parece estar com um motorista de táxi, ziguezagueando pelas ruas de São Francisco
"Mais de 3 milhões de telefones são perdidos todos os anos", disse Gagan Singh, presidente de Mobile da Avast. "Felizmente, com o Avast Anti-Theft, os usuários têm um meio de acompanhar e recuperar um telefone perdido - ou remotamente limpar os dados, caso ele não seja recuperável. Com tantos dados pessoais que guardamos em nossos telefones hoje, é uma boa ideia ter um modo de ou localizar seu telefone ou apagar o conteúdo caso você o perca".
Bons Samaritanos
Enquanto a maioria dos dispositivos perdidos continua a vagar pelo mundo, quatro pessoas devolveram à Avast os telefones que encontraram. Uma delas, Quiana W., do bairro do Brooklin, em Nova York, disse: "Eu sei o que a gente sente quando perde coisas - carteira ou telefone - então eu estava procurando fazer o bem a alguém".
Segundo comunicado enviado para a imprensa, o Avast Anti-Theft proporciona aos usuários opções de recuperação remota para ajudá-los a localizar dispositivos perdidos ou furtados. Ainda de acordo com o texto enviado, os usuários podem também remotamente bloquear seus telefones celulares para evitar o acesso a seus dados pessoais e aos ajustes, e inclusive tirar uma "theftie" - uma foto - da pessoa que furtou o aparelho.
O Avast Anti-Theft é disponível gratuitamente e pode ser baixado aqui.

http://bit.ly/1MmmJvI

Seu Número

VOCÊ NÃO É APENAS UM NÚMERO PARA NÓS.
NOSSO OBJETIVO É ATENDÊ-LO SEMPRE MELHOR.
POR FAVOR, PEGUE O SEU NÚMERO.

22 novembro, 2015

Necrológios

O necrológio de Douglas Legler, motorista de caminhão em Dakota do Sul, foi uma obra-prima da concisão.
Dizia simplesmente: Doug morreu.
Foi publicado em um jornal local, sob uma foto de Douglas, sorridente.
Ele era um sujeito bem-humorado, gostava de música country e, ocasionalmente, de frequentar um cassino. Deixou escrito com uma filha como exatamente queria que fosse o seu necrológio.

Jacó vai colocar um anúncio no jornal.
- Gostaria de colocar uma nota fúnebre sobre a morte da minha esposa, diz ao atendente.
- Pois não, quais são os dizeres?
- Sara morreu!
- Só isso? - espanta-se o rapaz.
- Sim, Jacó não quer gastar muito.
- Mas o preço minimo permite até 5 palavras.
- Então coloca: Sara morreu. Vendo Monza 94.

Arquivo morto
Necrológio do bom e não tão velho Dr. Fesmire

O jogo do sopro

Duas garotas japonesas sopram um tubo transparente em cujo interior foi colocada uma barata. Vence quem consegue fazer a oponente engolir o inseto.



Sopraram-me que o inseto não é uma barata. É uma cigarra!!!
Meno male.

21 novembro, 2015

Por que isto não é um iceberg?


É tudo tão simples. Se fosse um iceberg apresentaria 90 por cento do seu volume submerso. PGCS

É Freddie Mercury cheirando uma salsicha?


Não!
É uma das imagens de uma campanha publicitária para a Eau de Grill, .uma fragrância criada por Max Perttula, que impregna o usuário com o cheiro de um churrasco. Esta fragrância, portanto, combina dois mundos completamente diferentes: a indústria da beleza e a indústria dos alimentos.
Já nas prateleiras da cadeia de supermercados Lidl, na Finlândia.
Eau de Grill, da Scandinavian, é descrita como um perfume que combina alguns odores do ar livre, tais como a bétula finlandesa, a água de um lago, brasas e o ar enfumaçado.

20 novembro, 2015

Um quadro de Rembrandt ao vivo

Na Holanda, os administradores do Rijksmuseum tiveram esta ideia:
Por que não trazer o museu até o povo?
Escolheram um dos quadros de Rembrandt, De Nachtwacht (de 1642), e montaram uma encenação com os personagens do quadro em uma galeria comercial.
Veja como foi a representação:


(Vídeo indicado pelo colega Nilo Mendonça)

Fundo musical: Ode à Alegria, da Nona Sinfonia de Beethoven

A busca destrutiva da notoriedade

Herostratus (ou Erostratus) era um jovem sobre o qual sabemos apenas um fato: que, na noite de 21 de Julho 356 a.C,, ele incendiou o Templo de Artemis, em Éfeso. Este templo era uma das sete maravilhas do mundo antigo. Visitado por reis e peregrinos, tinha o tamanho de um estádio de futebol.
O fogo destruiu o templo totalmente. Herostratus não fez nada para esconder a culpa, entregou-se espontaneamente e, como Breivik, admitiu seu crime. Quando perguntado por que ele havia cometido esse terrível ato, ele respondeu: tornar-me famoso.
Para desencorajar futuros imitadores, Herostratus não só foi torturado e executado. Ele também foi condenado à "danação da memória" (memoriae damnatio, em latim), isto é, a condenação de sua lembrança através da proibição (sob pena de morte) de qualquer menção a seu nome. Este é um contraste gritante com a cobertura da mídia em todo o mundo aos crimes de Breivik na Noruega.
A timidez de historiadores antigos, no que diz respeito ao grego incendiário, sugere que a memoriae damnatio foi amplamente respeitada por séculos. No entanto, o nome de Herostratus não foi totalmente esquecido, e vive como um sinônimo de busca destrutiva da notoriedade.
Os gregos entendiam que a importância do culto aos heróis em sua sociedade arriscava a promover os anti-heróis, como Herostratus. Também eles entendiam que aqueles que optavam por esta via não temiam a morte, mas sim a obscuridade e o ridículo. Daí a memoriae damnatio não ser apenas a punição mais adequada, mas o melhor elemento dissuasor que tinham para os aspirantes a anti-heróis.

Condenado por unanimidade no dia 24 de agosto de 2012, em Oslo, a 21 anos de prisão prorrogáveis, ouviu com um sorriso o veredicto no qual foi declarado responsável pelo assassinato de 77 pessoas no dia 22 de julho de 2011 ao disparar contra um acampamento de jovens trabalhistas depois de detonar uma bomba perto da sede do governo da Noruega. Por decisão do tribunal de Oslo, a sentença é prorrogável e pode se estender indefinidamente, se a Justiça norueguesa avaliar que o réu continua a representar um perigo para a sociedade. Breivik responde pelas mortes causadas em um duplo atentado de 22 de julho de 2011, em Oslo e na ilha de Utoya, na Noruega. A custódia é uma figura legal do Direito norueguês, que na prática pode equivaler a uma prisão perpétua.
Anders Behring Breivik sorriu ao ouvir o veredicto da justiça, fez a saudação da extrema-direita e pediu desculpas aos extremistas por não ter conseguido matar mais pessoas no ataque pelo qual foi condenado a 21 anos de prisão, numa prova de que o assassino em massa norueguês permaneceu desafiador até o fim. Para o autoproclamado guerreiro em batalha contra o multiculturalismo e a "invasão do Islã", a sentença máxima de 21 anos de prisão e, não o confinamento num hospital psiquiátrico, foi a melhor possível. Ele já havia dito que ser enviado para uma instituição psiquiátrica - como pedido pelos promotores - seria um destino "pior do que a morte". O atirador inicialmente dissera que só recorreria caso fosse declarado doente mental e condenado a tratamento psiquiátrico forçado. O criminoso afirmou querer ser condenado, para que não pesasse dúvida sobre sua sanidade e sua ideologia e não deve recorrer da sentença. O atirador era réu confesso dos piores ataques no país desde a Segunda Guerra Mundial. Seus advogados afirmaram que ele não vai apelar da sentença. Como a culpa de Breivik, de 33 anos, não estava em questão, o tema central do julgamento, que terminou no dia 22 de junho, foi sua saúde mental.
A custódia é uma figura legal do Direito norueguês, que, na prática, pode equivaler à prisão perpétua. Uma vez cumprida a pena, esta pode ser prolongada por forma indefinida caso seja considerado que o réu continua a ser um perigo para a sociedade. A pena será cumprida num centro de segurança máxima em Ila, a oeste de Oslo, onde Breivik permanece em prisão preventiva desde o dia do crime.
Em fevereiro de 2014, Anders Breivik ameaçou iniciar uma greve de fome em sinal de protesto pelas condições da sua detenção. Uma das exigências é a obtenção de novos videojogos, classificando como "tortura" a forma como é tratado na prisão e enumera as várias razões de queixa.
Além de pedir a substituição da Playstation 2 de que dispõe pelo modelo mais recente, além do acesso a jogos para adultos à sua escolha, Breivik exige a possibilidade de caminhar e de comunicar, quer um computador "em vez da inútil máquina de escrever com tecnologia de 1873" e reclama o aumento do seu pagamento semanal.

http://aeon.co/magazine/society/stephen-cave-anders-breivik/
https://en.wikipedia.org/?title=Herostratus
https://pt.wikipedia.org/?title=Damnatio_memoriae

19 novembro, 2015

Tráfico pesado

Carga mínima: 450kg de cocaína

OO══∩══OO
         ╭╬╮
╭▅▇□□█▇▆▅▃▁(╳)
╰═▃_▁∠═══▔╙O

Que fim levou este "helipóptero" apreendido pela PF?

(crédito desta imagem: Dhebora#66)

O espaço entre as coxas

Há tempos tenho uma preocupação constante com o assunto escapa-gato (ou passa-gato), este espaço que as mulheres apresentam entre as coxas quando estão com os joelhos juntos.
Em 2009, na postagem Que é o escapa-gato?, prestei os devidos esclarecimentos para que o leitor evitasse comprar lebre por gato. E, em 2012, retornei ao assunto, com a apresentação de um TESTE relacionado.
Agora, descubro que saiu um trabalho, "Thigh Gaps", que estuda cientificamente o passa-gato.
Realizada por Khyati Maheshkumar Ganatra, da Universidade do Mississippi, e publicada em 2014. a pesquisa analisou se, entre homens e mulheres, existe diferença em suas atratividades por espaços entre as coxas.
Ganatra mostrou a 148 participantes (84F, 64M) as nove imagens abaixo:

Thigh  Gaps, Improbable Research
E pediu-lhes que escolhessem uma dentre as seguintes afirmações:
Eu tenho um espaço entre as coxas coxa e adoro isso.
Eu tenho um espaço entre as coxas e odeio isso.
Eu não tenho um espaço entre as coxas, mas gostaria de tê-lo.
Eu não tenho um espaço entre as coxas e não gostaria de tê-lo.
Ter ou não um espaço entre as coxas tanto faz, eu não me importo com isso.
A análise dos resultados revelou que homens e mulheres não diferiram quanto às preferências com relação às imagens femininas mostradas.

18 novembro, 2015

Atirar primeiro e preservar depois

Vítima foi levada para o hospital em estado grave
publicado por Pedro Magalhães Ganem em Jus Brasil - 7 dias atrás
Um homem de 30 anos foi atingido por dois disparos e corre risco de morte após tentativa de suicídio em Itu, interior de São Paulo. O episódio ocorreu na tarde de quarta-feira (11).
A vítima ameaçava se matar com um facão, quando um soldado da PM efetuou os tiros. Um deles acabou atingindo o baço, e o homem teve de ser encaminhado para o Hospital São Camilo.
Para o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Alexandre de Moraes, houve precipitação do policial. "Parece-me que era possível ter aguardado um pouco, já que havia outros policiais naquele momento. Também não parece que havia um risco eminente de agressão", disse em entrevista à TV TEM, afiliada da Rede Globo.
O comando da Polícia Militar de Itu afirmou que a ação foi correta. Segundo o Capitão da PM Rogério Lima, "a intenção do policial foi preservar vidas".
A corregedoria da PM investiga o caso.
(matéria sugerida por Fernando Gurgel)

Líderes de torcida

Esta é uma tendência atual na China:
A contratação de líderes de torcida (cheerleaders) pelas empresas da área de tecnologia da informação. A premissa é de que os funcionários das empresas ficam mais criativos quando estão sendo flertados por moças atraentes.


EntreMentes, que hoje completa 9 anos, não é nenhuma empresa de tecnologia (pelo menos no sentido usual do termo). Mas, certamente, o efeito a ser observado em nosso blogue após a contratação de alguém como a Verão seria o mesmo, certo?

O PROGRAMA DE QUALIDADE DO BLOG ENTREMENTES
Slideshows 1 e 2

ENTREMENTES 9 ANOS em Belt Font

17 novembro, 2015

Espumas luxuriantes


Poderá também gostar de ver
O olho do turbilhão

Os loucos estão deuses

Fernando Gurgel Filho
Ah, esses deuses tão seletivos
Que matam e vingam outros deuses, outras ideias, outros ideais...
Ah, esses deuses que não têm família e amigos para chorar
E, se os tivesse, não lamentariam suas dores
Porque, sendo deuses, podem ser psicóticos e muito perigosos
Justificando os fins, quaisquer meios empregados
Porque, sendo deuses, podem agir como o ser humano que os criou
Justificando, enfim, quaisquer atos e assassinatos.

16 novembro, 2015

Para Paris


"Vivo sob a lei francesa. Não vivo sob a lei do Corão." – Stéphane Charbonnier

Mutuamente chocados

Tenha cuidado com convites para jantar com pessoas que você não conhece bem, pois você pode estar no menu.
Quando os conquistadores espanhóis marcharam sobre o México, no século 16, eles ficaram chocados com o que o povo asteca vinha fazendo. Como parte de suas cerimônias religiosas, os astecas sacrificavam seres humanos a seus deuses. As vítimas tinham uma morte terrível, com o coração sendo arrancado do peito para ser ofertado a eles. E as demais partes das vítimas, o que tem sido pouco mencionado, eram passadas aos representantes do alto escalão para serem comidas. Apenas no período 1486-1487, estimam os historiadores, mais de 20 mil pessoas foram sacrificadas e consumidas.
Por sua vez, os astecas também ficaram chocados ao descobrirem o que os espanhóis eram capazes de fazer.
Ver também: A "palestra motivacional" de Cortés.

15 novembro, 2015

O estômago da sobremesa


É o órgão secundário exclusivamente reservado para quando o estômago primário está cheio, mas você ainda quer comer aquele brownie de chocolate que parece tão gostoso.

O drone do pastoreio

Paul Brennan é um criador de ovelhas em Carlow, Irlanda. Ele adotou técnicas modernas de gestão de uma velha profissão. Em vez de um cão pastor, Brennan usa hoje um drone chamado Shep (é claro) para pastorear suas ovelhas.
Fundo musical do vídeo: The Benny Hill Theme



Mas veja só quem programou o trabalho desse quadricóptero!

Poderá também gostar de ver
O pôster do pastor

14 novembro, 2015

Pernas

"Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração."
Drummond, Poema de sete faces


Haja pernas!
Ginástica (localizada) para pássaros | Aula de anatomia quase patológica

Enquanto o ser humano existir...

Fernando Gurgel Filho
O livro "O Macaco Nu" (The Naked Ape), de Desmond Morris, faz uma bela narrativa da trajetória deste ramo simiesco até se tornar o Homo sapiens que queríamos ser e ainda não o somos.
Ainda somos macacos.
Saímos da selva, mas a selva não saiu de nós.
Diversos mecanismos cerebrais ainda estão associados aos instintos básicos de sobrevivência, que se resumem basicamente em comer e evitar ser comido.
Assim, grosso modo, esses mecanismos cerebrais mais atuantes no nosso dia-a-dia ainda estão relacionados com identificação do tipo: "confiável" / "não confiável".
Ao longo do tempo, o ser humano criou algumas gradações e introduziu algumas condicionantes básicas na identificação dos que podem fazer parte de sua "tribo" e dos que devem ser evitados. Algo como a regra matemática "pertence" / "não pertence". E isso é feito nos aspectos visual, olfativo, sonoro, mais do que em qualquer outro identificador. Muito animalesco, ainda. Daí o preconceito. Daí a pouca probabilidade de alguém se integrar a grupos diferentes - sem um elemento identificador característico do grupo. Repito, muito, muito simiesco, ainda.
Uma pessoa pode não ter qualquer preconceito em relação à aparência e aceitar os outros como estes se mostram. Essas pessoas estão, normalmente, nos raros ambientes em que a aparência não importa muito. Mas pode ser intolerante ou apenas muito reticente ao aproximar-se de pessoas que não têm o mesmo padrão de linguagem, seja na construção das palavras e frases, seja no modo como manifestam esses símbolos.
O cérebro logo avisa: aquele ser humano fala de uma forma que parece agressiva, não foi polido/domesticado pelo ensino acadêmico, então a convivência com ele pode ser difícil ou muito perigosa. Sabe-se lá qual será sua reação dentro do grupo?
Ou seja, o cérebro, sem dar qualquer chance aos nossos melhores sentimentos, acende imediatamente uma luz de alerta. A ansiedade aparece e o afastamento é inevitável.
Ou seja, a identificação simiesca mostra apenas que aquele ser humano que fala de uma forma diferente de mim, ainda não foi enfiado na camisa de força de um modo de falar que, certamente, me mostraria que ali está alguém que não vai me agredir se eu o contrariar, ou algo assim.
Somente deixaremos de ser macacos quando a amígdala cerebral deixar de atuar de forma tão ditatorial em nossas construções mentais. Aí, não sentiremos mais medos, não mais identificaremos quaisquer sinais de perigo, reais ou não, e todo mundo e o mundo todo se nos apresentará como um agradável e manso jardim japonês. Mesmo em locais sabidamente cheios de jacarés, cobras venenosas e ariranhas.
Conclusão: enquanto o ser humano existir, ainda seremos macacos.
(comentário do colaborador FGF à postagem Os quinze ajustes que nos tornaram humanos)

13 novembro, 2015

Batman: o Retorno

De herói a "zerói":


Ressurge... mas não surge

Escreveu Moby Dick e arruinou tudo

Moby Dick, a baleia branca, o romance épico de Herman Melville (1819–1891), era para garantir a sua fama. Em vez disso, afundou sua carreira.
Melville tinha tudo o que um jovem autor poderia sonhar. Com a idade de 30 anos, tinha viajado pelo mundo e escrevera cinco livros, incluindo dois best-sellers. Encontrava-se casado com a filha de um juiz proeminente e possuía uma casa bonita. Era paparicado pelos literatos. E estranhos lhe pediam autógrafos.
Então, ele escreveu Moby Dick e arruinou tudo.
Hoje, o livro é muitas vezes festejado como o Grande Romance Americano. DH Lawrence definiu-o como "um dos livros mais estranhos e maravilhosos do mundo". Mas, no tempo de Melville, foi um fracasso total. Os leitores não podiam compreender a sua narrativa difícil. Críticos o consideraram os delírios de um louco.
Quando Melville tentou consertar a sua imagem com um romance de continuação, intitulado Pierre, as avaliações foram igualmente brutais e o novo trabalho cimentou a sua reputação como um lunático. Com apenas 33 anos, Melville estava acabado.
Ao morrer, em 1891, com a idade de 72 anos, as pessoas ficaram chocadas. Não porque ele faleceu, mas porque pensaram que ele estava morto há décadas. Levaria meio século para que um acadêmico ressuscitasse o legado de Melville.
http://www.neatorama.com/2015/06/18/The-White-Whale-Herman-Melvilles-Moby-Dick/

Moby Dick (mapa e sinopse)

12 novembro, 2015

A segurança contra o terrorismo aéreo

É uma ficção em que gostaríamos de acreditar. A menos que...


Os quinze ajustes que nos tornaram humanos

Os seres humanos são, possivelmente, as espécies mais estranhas que vivem na Terra. Temos grandes cérebros que nos permitem construir engenhocas complicadas, compreender conceitos abstratos e usar a linguagem para nos comunicarmos. Nós também estamos quase sem pelos, com mandíbulas fracas, e lutamos para dar à luz. Como tal bizarra criatura evoluiu?


11 novembro, 2015

Como remover a neve de um carro

Se você tem um sistema de som poderoso em seu carro e uma cópia do "Turn Down for What", do Lil John, este é um dos métodos:



O leitor é o juiz: este vídeo é russo ou foi tornado russo por pessoas que gostam de gozar com a "Mãe Rússia"?
Não se deixe influenciar pelo título do vídeo. Ele pode ter sido colocado com a ajuda do tradutor do Google. Os russos removem a neve dos carros por meio de coqueteis Molotov, lança-chamas e, em situações extremas, pelo voo rasante de um Mig.

– Meu Deus, Esse garoto vai acabar ficando surdo. Não há um conselho tutelar em sua cidade vendo isso?

O Manifesto Anúncios Aceitáveis

A publicidade na web é o motor econômico que impulsiona a Internet, e que dá aos usuários a oportunidade de consumir sites gratuitos e de grande valor. Mas muitos anúncios online tornaram-se desagradáveis e indiscretos.
Em resposta, muitos usuários instalaram bloqueadores de anúncios, o que reprime ainda mais as taxas de cliques para as propagandas, fazendo com que os anunciantes usem métodos ainda mais intrusivos e irritantes para reconquistar a atenção dos internautas.


Em 2011, o Adblock Plus começou sua iniciativa de Anúncios Aceitáveis (Acceptable Ads) para encorajar melhores práticas de publicidade na Internet.
O Manifesto do Adblock Plus – e de sua coalizão de apoio que inclui o popular site de discussão Reddit, a empresa de medição de anúncio PageFair, a Anti-Advertising Agency e outras organizações – explicita orientações e faz sugestões claras para que um anúncio razoável seja usado, com a esperança de que a indústria da publicidade veja que ele está em seu melhor interesse reverter o ciclo vicioso de anúncios irritantes e bloqueios.
Os princípios básicos do Manifesto Anúncios Aceitáveis são cinco:
  1. Anúncios aceitáveis ​​não são irritantes.
  2. Anúncios aceitáveis ​​não perturbam ou distorcem o conteúdo da página que estamos tentando ler.
  3. Anúncios aceitáveis ​​são transparentes conosco sobre ser um anúncio.
  4. Anúncios aceitáveis ​​são eficazes sem gritar para nós.
  5. Anúncios aceitáveis ​​são apropriados para o local em que estamos.

10 novembro, 2015

Policiais em motos: perseguidos por bandidos?

A gente não vê isso todo dia. Não sei no Paquistão, onde essa foto foi batida.
No centro de treinamento da polícia em Nowshera, na província de Khyber Pakhtunkhwa, o policial de elite é treinado para saber atirar de cabeça para baixo enquanto está sendo transportado na garupa de uma moto em alta velocidade.

Crédito da imagem
Em momentos de folga não é proibido que o policial use essa habilidade para fazer selfies.

Limites

O escritor dinamarquês Mikael Wulff e o cartunista Anders Morgenthaler criaram uma série de gráficos que ilustram algumas das "dolorosas verdades da vida cotidiana". Seus gráficos e diagramas são sarcásticos, mas em sua maior parte verdadeiros. Isso, juntamente com o design simples e de aparência oficial, fazem deles um deleite para o olhar.


QUANTO TEMPO O SER HUMANO CONSEGUE VIVER SEM ...

09 novembro, 2015

Robô-mudo


Era desse móvel que eu estava precisando!

O objeto mais pintado do mundo

A Universidade Carnegie Mellon, de Pittsburgh, USA, tem um muro baixo de concreto (The Fence) no meio do campus.
Nos últimos 70 anos, os alunos o têm utilizado como um outdoor não oficial da instituição. Devido à sua localização altamente visível no campus é um lugar ideal para pintar mensagens satíricas, anúncios de eventos, realização de feitos etc.
Ao longo dos anos, a camada de tinta cresceu tanto que o peso se tornou excessivo para a cerca (que era de madeira, originalmente). Por não suportá-lo, ela entrou em colapso em 1993. Naquele ano, a cerca tinha sido considerada "o objeto mais pintado do mundo" pelo Guinness Book of World Records.
Depois disso, ela foi substituída por um muro de concreto que os alunos continuam a pintá-lo em um esforço para quebrar o recorde da cerca original.


Qualquer estudante da Universidade pode pintar o muro, desde que o pinte em toda a extensão, entre a meia-noite e o nascer do sol, e usando apenas um pincel. Rolos e tintas em spray são proibidos.
Aqueles que querem garantir a durabilidade da mensagem pintada devem colocar pelo menos duas pessoas para "guardar a cerca". Grupos de estudantes, muitas vezes, acampam durante a noite, desfrutando de um churrasco, para que possam manter o controle de The Fence por longos períodos de tempo. O novo muro já acumula tinta com quatro centímetros de espessura.

Um provérbio ambíguo
Good fences, good neighbors. Existem versões deste provérbio em muitas línguas e culturas diferentes. Consequentemente, ninguém pode reclamar por ter criado isso. O uso mais notável da citação em inglês pertence a Robert Frost, que usou a linha em seu poema Mending Wall.
Esse provérbio aparenta ter uma natureza contraditória. Como vizinhos podem se unir, se eles são divididos por cercas? Mas Wolfgang Mider, que escreveu um artigo a respeito do tema, defende que o provérbio reúne sentimentos não tão totalmente contraditórios.

Poderá também gostar de ver
A estátua das três mentiras | Uma estátua de ponta-cabeça | O silêncio mineral de Sam

08 novembro, 2015

Carregando...

Há quatro anos alguém previu que a voz humana poderá adiante servir como fonte de energia para os telefones móveis. CELULARES CARREGADOS PELA FALA
O que significa dizer: quanto mais falarmos ao telefone celular, mais ele vai estar carregado – dispensando, quem sabe, o uso do carregador de bateria.
Ah, ninguém duvide do alcance da tecnologia. Por isso, é bom irmos desde já pensando sobre o uso que daremos a nossos carregadores.

Cumprimentos higiênicos

Um aperto de mão pode trocar saudações e uma grande quantidade de microrganismos. Algumas espécies desses microrganismos podem ser prejudiciais a você. Então, por que não experimentar outros tipos de cumprimentos que sejam higiênicos (e ridículos)?



Demãos
O cumprimento saudável 1 e 2 | Aperto de mãos x choque de punhos | E na contramão...

07 novembro, 2015

O retrato dela

Aqui rendemos nossa homenagem aos que apreciam a pintura, a fotografia, o cinema, a beleza da mulher, o cavalheirismo e o humor:

O pintor Salvador Dali beijando a mão da atriz Raquel Welch
(depois que ele terminou de pintar o retrato dela).

"Anatomia é uma coisa que os homens também têm, mas que, nas mulheres, fica muito melhor." (Millôr Fernandes)

Acidentes por etapas de voo

Este gráfico de acidentes por etapas de voo, da Reuters, distribui os acidentes fatais da aviação comercial no mundo, entre 2005 e 2014, segundo as fases em que eles aconteceram:

amplie gráfico

Resumo
Quase a metade de todos os acidentes aéreos ocorreram em algum momento das duas últimas fases de voo: aproximação final e aterrissagem.

06 novembro, 2015

Dia da Preguiça


A data nos anos anteriores: 
2011, 2012, 2013, 2014

O trocadilho, segundo Millôr

O trocadilho, dizem os que gostam de dizer, é "a forma mais baixa de humor". Não há nada mais chato do que um debilóide que gosta de "contar" um trocadilho. Isto é, de falar um trocadilho dito antes, geralmente sem nenhuma criatividade. Pois o trocadilho vale pela espontaneidade, feito on the spur of the moment, na velocidade do instante. Por pessoas que têm o dom do "processamento" repentino. Mas há também o bom trocadilho pensado, refletido. Sem trocadilho, jogo de palavras, Shakespeare não existiria. Ainda mais, ­a literatura não existiria. Este longo nariz­-de-­cera é porque vi, nas ondas de protesto contra as tropas de ocupação da Síria, no Líbano, uma faixa dizendo:

GO HOME SIRIAL KILLERS.

Trocadalhos do carilho
Unidos pelo trocadilhoUma desculpa graciosa, O Prêmio Pigasus e Um trocadilho de Schopenhauer

05 novembro, 2015

Arco-íris, raios e religião


Deus:
Você enviou esse arco-íris para o Texas como agradecimento por tentar aprovar uma legislação anti-LGBT, como eu pedi. (*) E o dilúvio para a Irlanda como punição por deixar passar o casamento homoafetivo?
Dave Pacheco, Google+
27/05/2015

Eu não estou brincando. No mesmo dia em que a união gay foi declarada legal na Costa Rica, um raio destruiu uma estátua gigante de fibra de vidro de Jesus nas montanhas de Pérez Zeledón.
Portanto, independentemente do que a Bíblia diz sobre esse tipo de união, pelo menos sabemos de que lado está Thor.
Dave Pacheco, Google+
03/06/2015
EntreMentes responde:
Jesus ama vocês

(*) No mês seguinte, o matrimônio homossexual foi reconhecido como direito pela Corte Suprema dos Estados Unidos.

Beleza Paleolítica

A Vênus de Willendorf é uma das mais antigas esculturas representativas do corpo humano de que se tem notícia. Com pouco mais de 11 centímetros de altura, a estatueta tem os seios, o ventre, a vulva e as nádegas extremamente volumosos, de onde se infere que guarda uma forte relação com o conceito de fertilidade.
Descoberta em um sítio arqueológico do Paleolítico, situado perto de Willendorf, na Áustria, foi esculpida por um caçador-coletor que viveu na região, cerca de 25 mil anos atrás.
O apelido com que ficou conhecida causa relutância a alguns estudiosos atuais, que não conseguem ver nesta figura – com características de obesidade –a imagem clássica de uma Vênus. Estas características, no entanto, eram altamente desejáveis no ambiente frio e sombrio, remanescente da era do gelo na Europa.
Por isso, o artista carregou a mão no calcário. Para destacar as partes do corpo feminino que tem a ver com o sucesso da reprodução.
Esta Vénus faz parte da coleção do Museu de História Natural de Viena (Naturhistorisches Museum).

Ver também:
O seixo de Makapansgat

04 novembro, 2015

Saguaros - 2

Os saguaros são os cactos da espécie Carnegiae gigantea. Eles são bastante comuns nos desertos norte-americanos.
Crescem muito lentamente e podem viver até 200 anos. Aos 9 anos, eles apresentam cerca de 15 cm de altura. E, aos 75 anos, é quando começam a desenvolver seus primeiros braços.
Quando adultos, os saguaros alcançam a altura de 15 metros e o peso de 10 toneladas. Isso, eventualmente, pode causar algum problema.
As consequências da queda de um saguaro: 

http://i.imgur.com/GWf5qKE.jpg
Os saguaros armazenam uma grande quantidade de água. Por isso, podem salvar sua vida se você estiver morrendo de sede, no meio do deserto. Bem, você poderia ir até aquela casa e pegar uma cerveja na geladeira. Mas, com o cacto, agora você tem opções.

Saguaros - 1

Anjos do fogo

Em 1910, o ilustrador francês Villemard desenhou esta (e outras cenas), imaginando como seria o mundo no ano 2000. Seus desenhos encontram-se na Biblioteca Nacional da França.
Os bombeiros chegariam literalmente voando para socorrer as pessoas e apagar as chamas.


Como é hoje
Eles usam helicópteros e escadas Magirus. Talvez o detalhe das asas não angelicais – como imaginou Villemard – tenha atrasado, pelo menos para os bombeiros, a marcha das invenções.

+ Villemard
A escola do futuro e A previsão do Skype

03 novembro, 2015

Dirigido por Alan Smithee

Quando um diretor termina um filme, odiando-o (porque sofreu muitas interferências ou se envergonha com os resultados), e não quer ver o seu nome nos créditos, então, o que ele faz?
Até 2000, esses filmes órfãos foram creditados a "Alan Smithee."
"Alan Smithee" era o pseudônimo oficial usado por diretores de cinema, membros do Directors Guild of America, que desejavam negar suas obras.
Exigências para usar o pseudônimo: ele não poderia discutir sobre as circunstâncias que o levaram a tomar a decisão, nem mesmo reconhecer ter sido o diretor real.
Aqui estão alguns filmes que foram dirigidos por "Alan Smithee":
"Death of a Gunfighter" (1969)
"Let's Get Harry" (1986)
"Catchfire" (1990)
"An Alan Smithee Film: Burn Hollywood Burn" (1998)
"Supernova" (2000)

Muito Além das Câmeras
Filme: "An Alan Smithee Film: Burn Hollywood Burn" (1998)
Título no Brasil: "Hollywood - Muito Além das Câmeras"
Diretor: Arthur Hiller
História: O conceito de "Alan Smithee" se tornou tão famoso em Hollywood que, em 1998, o roteirista Joe Esterhaus escreveu esta sátira à indústria do cinema. O enredo trata da realização conturbada de um filme, dirigido por um homem cujo nome realmente é Alan Smithee. Ele tenta excluir o seu nome do filme, mas não pode porque, ironicamente, seu nome é Alan Smithee. O "Burn Hollywood Burn" teve uma produção tão conturbada e cheia de interferências do estúdio, que o diretor Arthur Hiller demandou e conseguiu creditar o filme a Alan Smithee.
Considerado como um dos piores filmes de todos os tempos, ganhou cinco prêmios (incluindo o Pior Filme) no "Framboesa de Ouro", de 1998. O filme teve um orçamento estimado em 10 milhões dólares e, lançado em 19 salas de cinema, arrecadou 52.850 dólares.
Este filme levou o Directors Guild of America a interromper oficialmente o crédito Alan Smithee em 2000.
Fontes
Neatorama, The Presurfer e Wikipédia

Uma ideia milionária

Eu tenho uma ideia de 1 milhão de dólares 
para ser dividida com o primeiro milhão de pessoas 
que me enviar 1 dólar.

Poderá também gostar de ver:
Remake do filme Quem quer ser um milionário?

02 novembro, 2015

O túmulo de Nicholas Cage

Pelo que consta, até o momento, o ator Nicholas Cage não está morto. No entanto, ele já tem seu próprio túmulo em forma de pirâmide no congestionado St. Louis Cemetery Number One, em Nova Orleans, EUA, construído em antecipação de sua morte.
A opinião pública está dividida. Os mais conservadores odeiam a pirâmide do ator e dizem que ela é uma aberração e não combina com os túmulos seculares do lugar e moradores de Nova Orleans estão furiosos porque ele foi capaz de obter um terreno do tamanho de quatro túmulos num cemitério apertado. Há outros que defendem e argumentam que as pirâmides têm uma longa história na arte funerária e são construídas em cemitérios do mundo todo.
Fonte: Magnus Mundi


Minha opinião também está dividida: o porão ficou grande e o sótão, pequeno.

No meio de uma estrada...

No meio de East County Road 400 South, próximo de Amity, no estado de Indiana, nos EUA, um pequeno monte de terra divide a estrada de asfalto ao longo de seu comprimento. Esse monte é o túmulo de Nancy Kerlin Barnett (1793-1831). Quando ela morreu em 1831, aos 39 anos, ela foi enterrada no topo de uma pequena colina com vista para Sugar Creek. Nos anos seguintes, várias outras pessoas também foram lá enterradas e um pequeno cemitério surgiu no local.
Por volta da virada do século, o Condado de Johnson decidiu construir uma estrada diretamente através do cemitério, o que significava que as sepulturas teriam de ser realocados. Um dos filhos de Nancy opôs-se a mover o túmulo da mãe. Uma vez que as sepulturas restantes já haviam sido retiradas, as autoridades locais não se importaram de deixar esse túmulo no local, e a estrada foi construída passando ao lado dele.
O problema ressurgiu mais tarde, quando o condado quis alargar a estrada. Agora, o túmulo ficaria bem no meio da estrada e tinha de ser removido. Desta vez, foi o neto de Nancy Barnett, Daniel G. Doty, que objetou. Daniel pegou uma espingarda e montou guarda ao túmulo de sua avó. Exatamente quanto tempo ele permaneceu ali ninguém sabe, mas, aparentemente, sua atitude foi suficiente para forçar a divisão das pistas da nova estrada deixando o túmulo no meio. Uma laje de concreto foi colocada sobre a sepultura para protegê-la, e um marco histórico foi acrescentado.


01 novembro, 2015

Almoçando na Estrela da Morte

Trabalhar na Estrela da Morte não era isento de riscos. Aliás, a Estrela da Morte era toda riscos. Um grupo de stormtroopers, que trabalhava na construção da importante obra, fez questão de demonstrar isso. Da seguinte maneira: posando todos para uma fotografia durante um almoço.


Produzida nos estúdios da japonesa General-Driver, uma divulgadora da cultura "friki", a cena é uma paródia da Timelunch atop a Skycrapper (Almoço no topo de um arranha-céu), a clássica foto tirada por Charles C. Ebbets. Em 1932, Ebbets tirou essa foto, que retrata onze homens sentados em uma viga almoçando, a centenas de metros acima das ruas de Nova York. A foto foi tirada do 69º andar do edifício RCA nos últimos meses de sua construção.


http://www.microsiervos.com/archivo/humor/almuerzo-durante-construccion-estrella-muerte.html

Deriva continental - 2

Um novo modelo preditivo da deriva continental criado por Cartographers Without Borders:



A Cartographers Without Borders (Cartógrafos sem Fronteiras) é uma entidade apátrida, sem fins lucrativos e com sede em todos os lugares não cobertos pela água. Tem como missão principal divulgar a teoria das placas tectônicas de Wegener. (PG)

CONTINENTE À DERIVA