30 junho, 2014

Bônus

http://whoisstephenhawking.com

"Minha expectativa (de vida) foi reduzida a zero quando eu tinha 21 anos. Tudo, desde então, tem sido um bônus. " - Stephen William Hawking (Oxford, 8 de janeiro de 1942)

Um Ano de Vida Bíblica

por Marcos Nogueira
O jornalista americano A.J. Jacobs (foto) fez uma lista de 72 páginas com mais de 700 regras, do Gênesis ao Apocalipse, que arbitram a conduta do homem comum. Decidiu que passaria um ano vivendo de acordo com os preceitos bíblicos, interpretando sozinho as escrituras. E encarnou o “fundamentalista máximo”, como ele define na introdução do livro que resultou desse projeto, "The Year of Living Biblically" (“Um Ano de Vida Bíblica”, Editora Caleidoscópio).
Jacobs, um judeu que se define como agnóstico no início do livro, dividiu sua missão da seguinte forma: apenas os 3 últimos meses seriam dedicados ao Novo Testamento, exclusivo dos cristãos; os 9 primeiros abordariam o Velho Testamento, que cobre um período histórico muito mais extenso e também é adotado pelo judaísmo. Muitos dos ditames dos livros mais antigos já são observados pelos judeus de correntes ortodoxas.
No decorrer do tal ano bíblico, Jacobs foi se metamorfoseando numa espécie de Moisés a perambular pelas ruas de Nova York. Parou de aparar a barba (Levítico, 19:27), usou azeite como condicionador capilar e passou a vestir uma túnica branca (Eclesiastes, 9:8). Ainda no quesito ves­tuário, livrou-se das peças cujo tecido misturava lã e linho, pois a lei sagrada proíbe tal combinação (Levítico, 19:19). Jacobs esperava ser o único americano do século 21 a cumprir tal norma, mas encontrou um inspetor religioso especializado em examinar as roupas alheias ao microscópio, para detectar as fibras proibidas. [...]
Manter escravos também não pega muito bem no Ocidente do século 21, mas era prática corrente em todo o mundo na Antiguidade. O Velho Testamento, inclusive, traz instruções para espancar o servo sem causar sua morte imediata (Êxodo, 21:21) e recomenda não arrancar seu olho (Êxodo, 21:26), sob pena de ter de libertá-lo. Jacobs já havia desistido do personal escravo quando recebeu o seguinte e-mail: um universitário se oferecia como estagiário particular. “Qual é a coisa mais próxima da escravidão nos EUA?”, pergunta o autor. “Estágio não remunerado”, responde ele mesmo. “Caiu do céu.” O rapaz aceitou a condição do escritor – que exigiu chamá-lo de “escravo” –, mas o pior castigo que recebeu foi tirar algumas cópias xerox.[...]
Aparentemente, o cara conseguiu encontrar o sentido que buscava. E uma explicação, embora nem sempre convincente, para cada uma das regras bíblicas. A enorme barba, por exemplo, serve para indicar que se trata de um homem de paz. Um guerreiro nunca a usaria, pois o inimigo se agarraria aos seus pelos – assim lhe disse um líder religioso em Jerusalém.
Jacobs encontra sentido até no mais estapafúrdio dos mandamentos, que ordena decepar as mãos da mulher que agarrar “as vergonhas” do oponente de seu marido em uma briga (Deuteronômio, 25:11-12). Aqui, a mensagem oculta é: a mulher causou vergonha tanto ao próprio marido (que venceu a luta injustamente) quanto ao inimigo dele. A interpretação rabínica das escrituras diz que a mulher que envergonha o marido deve pagar uma multa – a mutilação é metafórica.
Se os judeus aceitam como metáfora uma ordem divina e os cristãos ignoram muito do Velho Testamento – a vinda de Cristo teria anulado a necessidade de circuncisão, entre outras coisas –, quem segue a Bíblia ao pé da letra, de cabo a rabo? “Ninguém”, conclui Jacobs, “nem os fundamentalistas”. Quem se propõe a fazer uma leitura literal da Bíblia acaba sempre escolhendo o que vai obedecer.
Ler o artigo completo em Superinteressante.

29 junho, 2014

Um novíssimo conceito em sanduíche

SANDUÍCHE PIANO

Um novo conceito em sanduíche

Ilusões anamórficas

São ilusões em que a visão correta de um objeto representado só é possível de uma determinada perspectiva. Se o observador se coloca em qualquer outra posição, a imagem fica deformada ou mesmo incompreensível.





Um exemplo da aplicação do anamorfismo na internet são as chaves de segurança para confirmar usuários e barrar robôs, já que atualmente não existem robôs que interpretem uma malha anamórfica e aleatoriamente distorcida, a qual, entretanto, é legível ao cérebro humano.

Julian Beever
O artista inglês da chalk art (arte com giz) que cria desenhos com efeitos 3D (sob determinados ângulos). Ele trabalha como freelancer, criando grandes imagens ao ar livre para campanhas promocionais. Os seus desenhos são minuciosamente projetados, milimetricamente executados. Pura matemática. Em média, o artista leva cerca de três dias para completar uma obra. Já visitou o Brasil. www.julianbeever.net

28 junho, 2014

Soneto futebolístico

por Glauco Mattoso (*)
Machismo é futebol e amor aos pés.
São machos adorando pés de macho,
e nesse mundo mágico me acho
em meio aos fãs de algum camisa dez.

Invejo os massagistas dos Pelés
nos lúdicos momentos de relaxo,
servindo-lhes de chanca e de capacho,
levando a língua ali, do chão no rés.

É lógico que um cego como eu
não pode convocar o titular
dum time brasileiro ou europeu.

Contento-me em chupar o polegar
do pé de quem ainda não venceu
sequer a mais local preliminar.

In: O Futebol na Poesia de Glauco Mattoso, Roteiros On Line
(*) A multiplicidade temática, notável nas centenas de sonetos que Glauco tem produzido após a perda da visão, converge para dois motivos fundamentais, que servem de pretexto aos assuntos mais específicos: a própria cegueira e o fetichismo do poeta em relação ao pé masculino. Inevitável, portanto, alguma alusão ao futebol, paixão da maioria dos brasileiros. O mais conhecido poema onde Glauco articula o fetiche com a cegueira e o esporte da massa é este, de 1999, que Italo Moriconi incluiu em sua antologia OS CEM MELHORES POEMAS BRASILEIROS DO SÉCULO (Rio, Objetiva, 2001)

Ler também: Rifoneiro

Sobre a evolução da mamadeira


"Et quand ce diable tête
Il mord toujours sa nourrice
Il hurle et rugit sans cesse
Il n'est jamais à son aise, s'il ne bougonne pas
Les nourrices avaient tellement peur
De nourrir ce démon
Qu'elles lui confectionnèrent une corne
Et ne l'allaitèrent plus jamais."
(extraído de um romance do século XII, de autor anônimo)

Une Histoire de Biberons é um site dedicado à história da evolução da mamadeira. Onde se aprende que o chifre de vaca foi um dos precursores desse utensílio.

Ilustração: detalhe de uma gravura de Peter Brueghel, de 1563.

27 junho, 2014

"C" de chamada


¿No es la C de "call"? @DPuentespina

O que eu teria escrito

Dustin Curtis, em What I would have written:
Eu tenho pensando sobre o raio deste ensaio há cerca de um ano, mas eu não o havia escrito por causa do Twitter. Por ser mais difícil escrever, eu tenho sido extremamente tentado a apenas tuitá-lo. Então, ao invés de não escrever nada, eu vou escrever sobre o que eu teria escrito se o Twitter não houvesse destruído meu desejo de escrever, ao criar coisas tão fáceis de compartilhar.
Vou lhe dar um minuto para deixar que a minha afirmação mergulhe em você. Não, eu não vou voltar a ler nada disso, nem a editá-lo. É cru.
O Twitter destrói as ideias complexas, forçando meu cérebro a compactá-las em aforismos, obviedades, ou piadas de 140 caracteres. Para cada grande tweet, poderia ter havido uns quatro parágrafos perspicazes, mas não houve, e nunca haverá, porque o Twitter remove o meu desejo de escrever, aniquilando minhas ideias. Uma vez que eu tuíte algo, eu paro de pensar a respeito, é como se fosse uma liberação emocional da responsabilidade para com a ideia. Portanto, se eu escrevesse este ensaio, eu teria escrito sobre como o Twitter age.
Os tweets não são grandes. E a maioria das grandes ideias que são compactadas em pequenos trechos de 140 caracteres acabam por não ser grandes também. Na verdade, elas são raquíticas versões de porcarias da coisa real, ou seja, de um  ensaio completo e bem escrito. No entanto, por alguma razão, eu as considero aceitáveis. Apesar de, obviamente, uma grande ideia não poder ser comunicada perfeitamente quando eu só tenho 140 caracteres para usar.
É como imaginar Picasso em um iPad. Claro, ele produzia muito lixo também, mas, a sério, quem quer um Picasso digital que foi "pintado" em uma tela minúscula? Imagine agora todas as pinturas que ele não teria pintado, porque estava ocupado a tocar em um pequeno pedaço de vidro, o qual, interpretando seus toques, mal se aproximava do que ele pretendia colocar maior e mais bonito em uma tela.
Eu teria escrito sobre isso, provavelmente, se eu tivesse escrito este ensaio.
Mas aqui acontece o pior com o Twitter – a única coisa capaz de destruir permanentemente a minha mente: Eu me vejo andando pela rua, e diante de cada porcaria de coisa que eu penso, penso também: "Como eu poderia colocar isso em um tweet que muitas pessoas favoritassem ou retuitassem?" É nojento, e eu me sinto como um viciado em metanfetamina, com uma constante e obsessiva urgência de que cada maldita ideia caiba em um tweet. Para compartilhar. Com você. Sem qualquer filtro real, que é o que a escrita faz.
O processo da escrita leva a ideias turvas, cheias de sujeira a serem filtradas e convertidas em pensamentos belos e puros que outras pessoas podem facilmente compreender. Se você gasta bastante tempo escrevendo alguma coisa, aperfeiçoando-o, burilando-a, você não só produz uma peça literária de grande comunicação, como também você melhora a sua mente e capacita-se a pensar sobre as coisas de forma mais plena. O Twitter me faz mais burro, porque eu não penso em coisas mais profundamente, além dos tais 140 caracteres. Se eu escrevesse este ensaio, eu talvez o teria escrito sobre isso.
E, ainda assim, eu não vejo nenhuma solução para este problema. Eu serei para sempre um escravo dos 140 caracteres, dessa coisa que apaga as idéias complexas do meu cérebro, por excesso de simplificação e que me faz enviá-las aleatoriamente para pessoas que eu nunca conheci.
Isso é o que eu teria escrito.
Você deve me seguir no Twitter aqui.
Traduzido por PGCS

26 junho, 2014

Mordacidade

SUÁREZ ESTEVE AQUI

Mania de morder: Banjo lunar

15/07/2014 - Atualizando...
SUÁREZ TRANSFERIDO PARA O BARCELONA

Testes de sobriedade

Muito mais comuns nos EUA, os testes de sobriedade podem parecer uma grande piada, mas produzem resultados que podem indicar (sem o concurso do bafômetro e de outros exames) que a pessoa andou bebendo mais do que deveria.
Confira alguns dos principais testes de sobriedade. Todos são homologados pela NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration, a Administração Nacional de Segurança e Tráfego nas Autoestradas).
1. Nistagmo horizontal dos olhos
Para quem não sabe, o nistagmo é um movimento involuntário que os olhos fazem por diversas razões, incluindo-se o excesso de álcool no sangue. Segundo dados da NHTSA, em 88 por cento dos casos de nistagmo, a quantidade de álcool está acima da legalmente permitida.


2. Andar e girar
3. Parar em uma perna
4. Teste de equilíbrio de Rhomberg
5. Pôr o dedo no nariz

Leia mais em: www.tecmundo.com.br/mega-curioso

25 junho, 2014

Um baralho bem embaralhado

Toda vez que você pegar um baralho bem embaralhado, lembre-se de que você está certamente segurando um arranjo de cartas que nunca existiu antes. E de que poderá não existir de novo.
A explicação para isso é o número de arranjos possíveis para as 52 cartas de um único baralho. 52! é igual a 8 seguido de 67 zeros:
80.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000
O vídeo TEDEd abaixo apresenta didaticamente como se calcula o fatorial de 52.



"O número de arranjos possíveis para as cartas de um baralho é maior do que o número de átomos que existem na Terra."

Slideshows do PG - Apresentação 324

A família hexa

A família da Silva, de Brasília, tornou-se um dos símbolos da esperança de que o Brasil conquiste o sexto título na Copa do Mundo. Por causa de uma anomalia genética, 14 de seus 24 membros nasceram com seis dedos em cada mão e em cada pé.
O primeiro da família a apresentar polidactilia (nome da alteração genética que leva uma pessoa a nascer com dedos a mais) foi o patriarca, Francisco de Assis Carvalho da Silva. Advogado e músico, ele ajudou a fundar o Clube do Choro de Brasília e sempre viu na situação um motivo de honra. Por causa disso, ganhou o apelido de "Six". Dos cinco filhos, quatro herdaram a característica.
A história dessa família, que foi revelada nesta semana pelo G1, ganhou repercussão internacional. E os jornais "Washington Post", "USA Today", "The Independent" e "Daily Mail", entre outros, logo associaram o dedo extra da família  da Silva com a expectativa de que a Seleção Brasileira ganhe o hexacampeonato.



Polidactilia
Por ser ligada a um gene dominante, a possibilidade de um pai passar a anomalia para os filhos é 50 por cento, se ele for heterozigoto (Aa) com relação ao gene, e 100 por cento, se homozigoto (AA).
Apesar de causar espanto, a polidactilia não costuma causar problemas a quem o possui. O tratamento é feito pela remoção cirúrgica.
Ver também:
Adermatoglifia (a doença da imigração demorada)

24 junho, 2014

Não tem uma impressora 3D?

  1. Compre uma impressora 3D
  2. Imprima uma impressora 3D
  3. Devolva 1
Se não constar do termo de uso a seguinte recomendação:
O FABRICANTE DESTA IMPRESSORA 3D PEDE AO CLIENTE PARA NÃO IMPRIMIR COM ELA OUTRAS IMPRESSORAS 3D.


As Bruxas do Século XX

(enviado por Fernando Gurgel)
Agora, mais de dois séculos após o término da caça às bruxas, é que podemos ter uma noção das suas dimensões. Neste final de século e de milênio, o que se nos apresenta como avaliação da sociedade industrial? Dois terços da humanidade passam fome para o terço restante superalimentar-se; além disto há a possibilidade concreta da destruição instantânea do planeta pelo arsenal nuclear já colocado e, principalmente, a destruição lenta mas contínua do meio ambiente, já chegando ao ponto do não-retorno. A aceleração tecnológica mostra-se, portanto, muito mais louca dos inquisidores.
Ainda neste fim de século outro fenômeno está acontecendo: na mesma jovem rompem-se dois tabus que causaram a morte das feiticeiras: a inserção no mundo público e a procura do prazer sem repressão. A mulher jovem hoje liberta-se porque o controle da sexualidade e a reclusão ao domínio privado formam também os dois pilares da opressão feminina.
Assim, hoje as bruxas são legião no século XX. E são bruxas que não podem ser queimadas vivas, pois são elas que estão trazendo pela primeira vez na história do patriarcado, para o mundo masculino, os valores femininos. Esta reinserção do feminino na história, resgatando o prazer, a solidariedade, a não-competição, a união com a natureza, talvez seja a única chance que a nossa espécie tenha de continuar viva.
Creio que com isso as nossas bruxinhas da Idade Média podem se considerar vingadas!
Extraído da Breve Introdução Histórica, de Rose Marie Muraro, ao "Malleus Maleficarum" ("O Martelo das Feiticeiras"), um livro escrito em 1484 pelos inquisidores Heinrich Kramer e James Sprenger. A autora deste prefácio, a brasileira Rose Marie (falecida há 3 dias), foi escritora e líder feminista. Nasceu praticamente cega e sua personalidade singular deu-lhe força e determinação suficientes para tornar-se uma das mais brilhantes intelectuais de nosso tempo. É autora de mais de 40 livros e também atuou como editora em cerca de 1600 títulos, quando foi diretora da Editora Vozes.

Escrevendo no escuro

Nictógrafo é um instrumento usado para escrever à noite, sem luz e sem se verem os traços que se fazem. Nictografia é a escrita feita através do nictógrafo em que se emprega um alfabeto especial de pontos e traços.
O escritor Lewis Carroll era frequentemente acordado durante a noite com pensamentos que precisavam ser anotados para não serem esquecidos. Mas, o que ele rabiscava no escuro, apresentava-se ilegível no dia seguinte. E ele não queria passar pelo incômodo processo de levantar-se da cama para acender uma lâmpada que teria de apagá-la logo em seguida.
Então, inventou o nictógrafo e a nictografia.
O nictógrafo era um cartão retangular com 16 quadrados perfurados e a nictografia era um alfabeto peculiar que ele inventou para a tal finalidade.
O alfabeto quadrado
Traduzido do Futility Closet:
"Eu tentei fileiras de buracos quadrados", escreveu Carroll, "cada um para fazer uma letra, mas estas ainda continuavam ilegíveis. Então, eu disse a mim mesmo: 'Por que não inventar um alfabeto quadrado, usando apenas pontos nos cantos e linhas ao longo dos lados? Logo descobri que, para fazer a escrita legível, era necessário saber onde cada quadrado começava. Isso eu garanti pela regra de que todas as letras deviam conter um grande ponto preto no canto superior esquerdo."


"Tudo o que tenho de fazer agora, se eu acordar e pensar em algo que eu gostaria de escrever, é tirar de debaixo do travesseiro uma caderneta contendo meu nictógrafo, escrever algumas linhas, ou até mesmo algumas páginas, sem sequer colocar as mãos fora da cama, guardar a caderneta, e ir dormir novamente. Pense no número de horas solitárias que um homem cego passa e como ele ficaria feliz em escrever os seus pensamentos. E você vai perceber que é uma bênção dar-lhe uma caderneta, um cartão com duas fileiras de furos quadrados, e lhe ensinar o alfabeto quadrado."

Sem tinta

23 junho, 2014

Como a infância mudou

-

O último ponto

Quando os navios tinham necrotérios refrigerados era comum enterrar os mortos em viagens marítimas no próprio mar. O corpo – com pesos (balas de canhão, por exemplo) – de um marinheiro falecido era posto dentro de uma rede. E seus companheiros terminavam a indispensável tarefa de costurar o "pacote", dando o último ponto através do nariz do homem morto – para ter a certeza de que ele estava realmente morto.
Aqui está uma descrição fornecida por um marinheiro de suas experiências na década de 1960.
Como havia a possibilidade de o marinheiros ou o passageiro haver sido erroneamente declarado morto era este ponto o teste final.


Os pinguins quando morrem e "Não morri para você bailar"

22 junho, 2014

Não há procrastinação

Quando...
você está tão à frente do seu tempo que precisa esperar pela chegada dos outros para só então prosseguir.
Dave Pacheco

Gráfico: veio daqui
Outras postagens paradoxalmente não procrastinadas
Que é procrastinar? e Procrastinação

Beatles em discussão

CDZA, Opus 19
A raiva, a frustração, o perdão e a vingança sendo representadas with a little help from The Beatles.
Com 17 canções deles, para ser preciso.


21 junho, 2014

A FIFA não acredita em milagres


"Se alguém vem ao jogo em uma cadeira de rodas, mas se levanta e começa a comemorar, não sei dizer se isso é um milagre. Mas posso afirmar que se virmos isso acontecer iremos até essas pessoas e vamos retirá-las do estádio junto com a cadeira de rodas", afirmou Thierry Weil, diretor de marketing da FIFA.
Questionado a respeito de tais episódios nos jogos da Copa, em que "cadeirantes" são miraculosamente curados de suas deficiências físicas, o diligente dirigente Weil foi enfático em sua resposta ao iG.
De fato, existem situações em que um portador de necessidades especiais consegue ficar em pé, ao menos por alguns momentos, sem que o fenômeno seja interpretado como milagre. É quando ele usa a cadeira de rodas apenas para facilitar a locomoção nos locais em que há grandes concentrações de pessoas.
Nas arenas, por exemplo. Que, aliás, são uma mão na roda para que esses "milagres" aconteçam: os ingressos para cadeirantes na Copa, além de mais baratos, dão direito a um acompanhante.

Simbologia para depósitos de resíduos nucleares

por Paulo Gurgel
Conceber um sistema de marcação que possa ser facilmente compreendido por qualquer pessoa, em qualquer lugar e em qualquer língua, nunca vai ser uma tarefa fácil. Agora, imagine também que esse sistema tenha que permanecer intato e eficaz nos próximos dez mil anos.
Para ser mais específico: um sistema a ser adotado em depósitos de resíduos nucleares em grande escala que sirva para informar e desencorajar as pessoas que, inadvertidamente ou não, penetrem nessas áreas.
Um relatório de 351 páginas a respeito do sistema, o SANDIA REPORT, já foi produzido, na década de 1990, por uma equipe de peritos. No meio da simbologia proposta pelo relatório, destaco alguns dos símbolos que são sugeridos para a utilização nas placas de advertência:
1 - A figura humana que o artista norueguês Edvard Munch imortalizou em seu quadro "The Scream".
Do agito ao grito
2 - O Mr. Yuk, o símbolo icônico que é usado para educar crianças e adultos, nos EUA e internacionalmente, quanto ao problema das intoxicações e envenenamentos. Infelizmente, este símbolo é protegido por direitos autorais. Mas tem até uma musiquinha-tema (vídeo)


Mr. Yuk is mean / Mr. Yuk is green / When you see him /Stop and think / Do not smell / Do not drink / Mr. Yuk is mean / Mr. Yuk is green.
3 - O símbolo perfeito que foi proposto por Carl Sagan:
"Queremos um símbolo que será compreensível não só para os membros mais instruídos da população, mas para qualquer pessoa que possa vir ao depósito. Existe o tal símbolo. É testado e verdadeiro. Ele tem sido usado transculturalmente, há milhares de anos, com o significado inconfundível. É o símbolo usado nas vergas das habitações dos canibais, nas bandeiras dos piratas, como insígnia das divisões da SS e das gangues de motociclistas e nos rótulos das garrafas de venenos - o crânio com ossos cruzados. A anatomia do esqueleto humano, podemos estar razoavelmente certos, não vai mudar que o símbolo fique irreconhecível nas próximas dezenas de milhares de anos."

20 junho, 2014

Gatos são inteligentes

Somos compostos de três elementos químicos:
Fe - Li - No
Ferro
tio
Nobélio

E somos capazes das mais complexas abstrações:

Fahrenheit 451

É um romance distópico de ficção científica, escrito por Ray Bradbury (1920-2012) (1) (2) e publicado pela primeira vez em 1953.
O romance apresenta um futuro onde todos os livros são proibidos, opiniões próprias são consideradas antissociais e hedonistas, e o pensamento crítico é suprimido. O personagem central, Guy Montag, trabalha como "bombeiro" (que significa "queimador de livro", na história). E o número 451 é a temperatura (em graus Fahrenheit) da queima do papel, equivalente a 233 graus Celsius.
Curiosidade
Em sua primeira edição, duzentos exemplares foram numerados, assinados pelo autor e encadernados em amianto "para salvá-los dos bombeiros" (retratados no romance). Estes exemplares são atualmente leiloados no eBay como raridades e seus adquirentes são aconselhados a mantê-los em sacos plásticos hermeticamente fechados.
Poderá também gostar de ler
A toalha de mesa de Carlos Magno

19 junho, 2014

O teste do lápis

É um teste informal concebido por Ann Landers para avaliar o desenvolvimento das mamas e da necessidade de usar sutiãs.
As mulheres, nos vários estágios de suas vidas, podem fazer este teste simples para determinar se devem, ou não, usar sutiãs. A mulher coloca um lápis na dobra inframamária, onde a pele da parte inferior dos seios se flete sobre a parede do tórax. Se o lápis cair no chão, diz-se que a mulher passou no teste do lápis e não precisa usar sutiãs. A suposição é de que os seios, por não estarem pendentes não precisam do apoio adicional de um sutiã. Se o lápis permanece fixo, a mulher é oficialmente uma mulher "com todas as glórias ao atendimento". WIKIPÉDIA
Outros objetos podem ser utilizados nesse teste, contanto que sejam longos e cilíndricos. Como, por exemplo, uma escova de dentes ou um cabo de vassoura (foto). O princípio subjacente é o mesmo.

O teste do escapa-gato

Nomenclatura para os dedos do pé

Uma carta de John Phillips, da Escola de Medicina da Universidade de Yale, para o New England Journal of Medicine, que foi publicada a 14 de fevereiro de 1991:
Referindo-se à mão, os nomes digitus pollicis, indicis, medius, annularis e minimus especificam os cinco dedos. Em situações de relevância clínica, o uso de tais nomes podem impedir ambiguidades anatômicas. São termos consagrados que honram os dedos da mão, o que não acontece aos dedos do pé, que são identificados apenas por números. Exceto, claro, o dedo grande do pé, o hálux. Não é hora de a comunidade médica, com relação aos dedos dos pé, contar não apenas com os números? Submeto à consideração a seguinte nomenclatura para se referir aos dedos do pé: para o hálux,  porcellus fori; para o segundo dedo, p. domi; para o terceiro dedo, p. carnivorus; para o quarto dedo, p. non voratus; e para o quinto dedo, p. plorans domum.
Usando porcellus como a forma diminutiva de porcus , ou leitão, pode-se traduzir a terminologia sugerida como se segue: leitão na feira, leitão em casa, leitão carnívoro, leitão sem comer, e leitão chorando para voltar para casa, respectivamente.
N. do T.
No Brasil, os dedos da mão são honrados da seguinte maneira: polegar – cata piolho, indicador – fura bolo, médio – pai de todos, anular – seu vizinho e mínimo – dedo mindinho.

18 junho, 2014

Dislikes


Slideshows do PG – Apresentação 323

Você abraçou um pilar de concreto hoje?

Neste artigo, cujo título (traduzido) é também o desta postagem, Bill Gates faz uma resenha sobre "Making the Modern World: Materials and Dematerialization", de Vaclav Smil, um livro sobre cimento, ferro, alumínio, papel e outros materiais. Com dados curiosos "que farão com que você aprecie algumas coisas da vida moderna – de um modo especial".



Microposts
Pequena versão para Star Wars, O que as escolas não ensinam e Linus x Microsoft x Apple

17 junho, 2014

Brasil Orgânico e Sustentável

Quiosques em Fortaleza apresentam produtos da agricultura familiar durante a Copa
Para que os agricultores familiares e produtores orgânicos divulguem e comercializem seus produtos durante a Copa do Mundo, o governo federal inaugurou nesta segunda-feira (16), em Fortaleza, os quiosques da Campanha Brasil Orgânico e Sustentável.
Na capital cearense, as unidade estão funcionando no Parque do Cocó e no Centro e reunem seis empreendimentos que vendem biscoitos, chips, cookies, granolas, castanhas, compotas, doces, geleias, banana passa, baru, melado de cana, pão de mel, mel, arroz, amêndoas e artesanatos.
A ação, coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), quer incentivar a comercialização e o consumo de produtos orgânicos e da agricultura familiar antes, durante e após o Mundial.
A campanha quer chamar a atenção de consumidores e empresários para a variedade de sabores e a qualidade dos produtos da agricultura familiar e mostrar as vantagens dos produtos orgânicos para a vida das pessoas e do planeta. Faz parte da Agenda de Sustentabilidade do Governo Brasileiro para a Copa 2014.
Além de Fortaleza, haverá quiosques em mais nove cidades-sede: Brasília, Curitiba, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.
Serviço
Quiosques da Campanha Brasil Orgânico e Sustentável em Fortaleza (CE)
Funcionamento: de segunda-feira (16) até domingo (22), das 14h às 18h
Onde: Parque do Cocó | R São José, 1 - Centro

Reação em cadeia das ratoeiras

Gavin e Daniel (The Slow Mo Guys) realizaram este «experimento» com 150 ratoeiras. Obtendo uma reação em cadeia com elas, aqui mostrada em câmera lenta.



Deve ser o pior dos pesadelos para os ratos.

16 junho, 2014

Os bigodes do tigre

Longe de serem apenas ornamentais, os bigodes do tigre são mais úteis ao animal do que se poderia pensar.
Eles possuem terminações nervosas sensíveis a pequenas alterações físicas que aconteçam no meio externo.
Quando caça, o tigre procura logo abocanhar o pescoço da presa onde está localizada a artéria carótida. E, depois que os caninos transpassam a artéria, os bigodes avançam, circundando o pescoço da presa, e detectam quando o pulso da vítima desaparece.
O almoço está pronto!

Tigre x Leão: quem ganharia a luta? Hipescience

A inversão dos polos magnéticos da Terra

Não é uma exceção, é a regra. A cada 200 ou 300 mil anos, em média, a Terra inverte os polos magnéticos.
O campo magnético da Terra — que ajuda a proteger os seres vivos da radiação solar — origina-se do núcleo do planeta onde placas sólidas e um oceano de metais derretidos, e que criam correntes elétricas muito fortes, são a base do eletromagnetismo terrestre. Quanto a este, muda a sua orientação conforme as placas vão mudando de posição no interior da Terra.
Atualmente, o polo norte magnético "viaja" a 64 quilômetros por ano. Sendo a explicação de por que se encontra a 1.100 quilômetros do ponto em que foi localizado pela primeira vez, no século 19.
Atrasos acontecem: já faz 800 mil anos desde que ocorreu a última mudança.
Mas, acalmai-vos, irmãos.
A inversão dos polos magnéticos da Terra não causará nenhum Apocalipse. Será a oportunidade de bons negócios para os fabricantes de bússolas.


P.S.
Este post foi republicado em 25/06/2014 no jornal GGN, onde recebeu 12 comentários.
Um deles: "Sobreviventes em um planeta mutante. Essa é a nossa sina." – Aluísio Monteiro
Também foi republicado em 01/07/2014, por Teresa Braga, em Democracia e Política.

15 junho, 2014

Budapeste vence a primeira partida da Copa

Chico Buarque conquistou para o Brasil a primeira vitória na Copa do Mundo.
A Copa do Mundo aqui citada é a World Cup of Literature (WCL), da Universidade de Rochester, nos EUA, que promove um torneio dedicado à divulgação da literatura estrangeira.
A competição funciona assim. Cada país que joga a Copa do Mundo (de Futebol) é representado por um livro no torneio. As partidas são eliminatórias e decididas por um dos resenhistas escolhidos pela organização da WCL. Eles devem analisar os dois competidores e escolher aquele que consideram o melhor, justificando a decisão com uma crítica literária.
Na primeira disputa, que aconteceu nesta quinta (12), "Budapeste" (Companhia das Letras), de Chico Buarque, levou a melhor sobre o romance "Dark Heart of the Night" ("Coração Negro da Noite", em tradução direta), da escritora camaronense Leonora Miano.

TABELA DA COPA

P.S.
Este post foi republicado em 16/06/2014 no portal GGN, onde recebeu 3 comentários.

19/06/2014 - Atualizando...
Nascido em 19/06/1944, Francisco Buarque de Hollanda, ou apenas Chico Buarque como é mais conhecido, completa hoje 70 anos de idade. A festa de aniversário será em Paris, onde ele finaliza seu próximo romance. Mas, no Brasil, seus fãs vão poder comemorar a data e homenageá-lo com shows, filmes, musicais e outros tributos.
Leitura recomendada: Conheça 70 fatos marcantes da vida de Chico Buarque, por Ana Clara Brant - Portal UAI | Obrigado por nos fazer a todos melhores, por Fernando Brito - Tijolaço

Teoria da Evolução. Mecanismos

Como é possível que formas primitivas de vida evoluam para as milhões de criaturas diferentes que atualmente existem? Infelizmente, a teoria da evolução é muitas vezes incompreendida porque os seus mecanismos parecem contra-intuitivos.
Usando infográficos e personagens atraentes, este vídeo - com  legendas em português que podem ser ativadas - explica de forma didática como a evolução foi/é possível.



Embora seja óbvio dizer:
O termo teoria, quando usado no contexto científico, não tem o mesmo significado que apresenta na linguagem comum. Em ciência, a teoria está além da hipótese. É a forma mais rigorosa, confiável e completa do conhecimento possível sobre um tema.

14 junho, 2014

Que fim levou o nigeriano que criava uma hiena?

-

Alegar desconhecimento não evitou o castigo.

Mitos e verdades sobre as hienas
Mito: As hienas são bons animais de estimação.
Verdade: Embora algumas pessoas na África e na Ásia encontrem hienas jovens na natureza e resolvam criá-las como animais de estimação, esses animais, quando adultos, geralmente parecem ser infelizes como companheiros domésticos e devem ser mantidos amordaçados, em todos os momentos, para que não ataquem as pessoas e outros seres domésticos. As hienas são hábeis caçadoras. O ato de excluí-las da aprendizagem de caçar, o que acontece ao criá-las presas e com focinheiras, equivale a dar-lhes uma sentença de morte caso venham a ser soltas. Além disso, hienas de estimação não devem ser soltas na natureza, devido à possibilidade de transferir patógenos adquiridos em cativeiro para as hienas selvagens.
E, por isso, elas são sacrificadas quando atingem a idade adulta.

Mobilidade rural no Vietnã

Nadadores vietnamitas transportam passageiros em sacos plásticos através de rios
Quando áreas remotas do Vietnã estão inundadas, nadadores locais enfrentam a correnteza dos rios transportando passageiros dentro de sacos plásticos resistentes.



Keep it Simple, Stupid (KISS)
"A simplicidade é o último grau da sofisticação." – Leonardo da Vinci
"Menos é mais." – Mies Van Der Rohe
"A perfeição é alcançada não quando não há mais nada para adicionar, mas quando não há mais nada que se possa retirar." – Saint-Exupéry
"Tudo deve ser feito da forma mais simples possível, mas não mais simples." – Albert Einstein

Poderá também gostar de ver
Mobilidade rural no Camboja

13 junho, 2014

Brazuca

Adidas, ao que parece, aprendeu com seus erros (na Jabulani). Ontem, na partida de abertura da Copa do Mundo, trouxe para a estreia a bola de mais alta tecnologia já fabricada, a Brazuca (nome escolhido para a bola em uma votação de fãs que atraiu cerca de um milhão de votos para a palavra).
Nas próximas cinco semanas, a bola vai ser, como disse um comentarista , "a peça mais vista dos equipamentos esportivos do planeta."
"Quatro gols em minha estreia na Copa. Trabalhei duro para isso, embora eu suponho que deva dar algum crédito para #BRA e #CRO."

A Adidas, que começou a fazer bolas de futebol em 1963, iniciou a sua tradição de fazer a bola "oficial" da Copa do Mundo em 1970.
Eis o nome que a bola recebeu nas doze últimas edições da Copa:
Telstar: México, 1970
Telstar durlast: Alemanha Ocidental, 1974
Tango: Argentina, 1978
Tango España: Espanha, 1982
Azteca: México, 1986
Etrusca: Itália, 1990
Questra: Estados Unidos, 1994
Tricolor: França, 1998
Fevernova: Coreia do Sul e Japão, 2002
Teamgeist: Alemanha, 2006
Jabulani: África do Sul, 2010
Brazuca (@ brazuca): Brasil, 2014

A Brief History of World Cup Innovation, The

P.S.
Este post foi em parte republicado no Gente de Mídia.

Sexta-feira 13 é mais comum do que você pensa

Nick Berry diz que o 13º dia do mês é mais provável acontecer numa sexta-feira do que em qualquer outro dia da semana.
O gráfico abaixo mostra a frequência deste fenômeno nos últimos 400 anos.


Como pode ser isso?
Em um show de aritmética e astronomia, Nick Berry explica por que se dá essa afinidade do dia 13 (e dos dias 6, 20 e 27) com a sexta-feira.
Mas para ver como é a explicação, você tem de ir ao site DataGenetics.
Quanto ao 13, não há nada de azarado com ele, é apenas um número.
E as pessoas não sofrem de má sorte durante o dia 13. Sofrem de um termo descrito pelos psicólogos como amnésia seletiva.
O que isto significa?
Que as pessoas só se lembram dos eventos que correspondem e reforçam suas crenças. Por outro lado, seus cérebros ignoram ou desfocam os eventos que conflitam com elas.
Curiosidade - O calendário gregoriano foi, na verdade, proposto por Aloysius Lilius, um médico de Nápoles.

"A ciência é a maneira de entender a realidade com a mínima crença." - Jorge Vagensberg

12 junho, 2014

♪Dia dos Namorados♪

Por Pixinguinha e sua Banda
Autores: Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Ano do álbum: 1959
Postado no YouTube por Luciano Hortêncio



- Eita coisa boa, sô!

Bon mot
É fácil comprar um presente para a namorada: você vai de vinho, chocolate e flores. A menos que ela seja alcoólatra, diabética e tenha febre do feno. Jonco Stl

Google Maps
Explore as ruas coloridas do Brasil em comemoração aos jogos. A cada quatro anos, os brasileiros se unem para mostrar seu amor pela seleção brasileira de futebol, enfeitando as ruas das cidades. Este ano, as imagens das ruas coloridas estão sendo compartilhadas com o mundo através do Google Maps.

11 junho, 2014

Max Nunes (1922–2014)

Morreu hoje (11), aos 92 anos, o médico e humorista brasileiro Max Nunes.
Pioneiro dos programas de humor no rádio e na televisão, foi criador e redator do programa "Balança Mas Não Cai", grande sucesso na década de 1950, na Rádio Nacional, onde se consagraram atores como Paulo Gracindo e Brandão Filho nos papéis de "Primo Rico" e "Primo Pobre".
Vários personagens de Jô Soares tiveram origem em textos de Max Nunes, a quem Jô considerava seu padrinho artístico.
Criou bordões que se tornaram clássicos como "o macaco tá certo", proferido pelo macaco Sócrates (Orival Persini), do "Planeta dos Homens".
Era também compositor, tendo sido o autor da marcha carnavalesca "Bandeira Branca".
Alguns pensamentos de Max Nunes
O Brasil precisa explorar com urgência a sua riqueza – porque a pobreza não aguenta mais ser explorada.
Personalidade é aquilo que uma pessoa tem quando não está precisando do emprego.
Há casais que se detestam tanto que não se separam só para um não dar esse prazer ao outro.
Não era uma mulher, era uma guilhotina. Cinco homens perderam a cabeça por sua causa.
O caqui não passa de um tomate diabético.
Era tão azarado que, se quisesse achar uma agulha no palheiro, era só sentar-se nele.
Não é que as moças de hoje sejam mais bonitas. É que as de ontem já deixaram de ser.
O casamento é o único jogo que acaba mal sem que ninguém ponha a culpa no juiz.
Quem pede a palavra nem sempre a devolve em condições.

Impagáveis do PG - 3

Eu não quero dizer que minha mulher ganhou algum peso. 
Mas, 
quando ela pisou em nosso gato persa, ele virou tapete persa.


Slideshows do PG – Apresentação 322

Réplica de uma orelha decepada

Artista alemão cria uma réplica da orelha decepada de Van Gogh
Parece que o mundo da arte está sendo tomado por aqueles que seguem os passos do Dr. Frankenstein. (*) Porque você não precisa mais pintar como Van Gogh, tudo o que você precisa é saber reproduzir a orelha que ele cortou.
Um artista alemão, Diemut Strebe, criou uma réplica da orelha decepada de Van Gogh, usando o DNA de um descendente do pintor holandês, e agora a reprodução da lendária peça anatômica está em exposição no Centro de Arte e Mídia em Karlsruhe, Alemanha.
Duas perguntas imediatamente me vêm à mente:
1) Isso é arte?
2) Não seria o caso de o artista dar uma chance à orelha de Malco?

(*) Sobre um equívoco comum:

10 junho, 2014

Comidas planas

Para sobreviver sem sair de casa eu só devo ingerir comidas planas.


Comidas planas são aquelas que podem ser passadas por baixo da porta: pizzas, tranchettes, doritos...

O pênalti épico

As Maldivas bateram o Afeganistão em uma partida de futebol com a cobrança deste "pênalti épico".
O árbitro validou o gol. E o técnico do time insular (que já sabia que Adubarey ia tentar a mutreta) aparece sorrindo no vídeo.



Maldivianos são bons mergulhadores, sabiam?

Cientistas bebês

Anos atrás, os cientistas sabiam quase nada sobre o Universo. Foi provavelmente porque, anos atrás, os cientistas eram bebês.

Más notícias para "Baby Einstein"

Pesquisas sobre "Baby Einstein" - por pesquisadores altamente respeitados da Universidade de Washington - concluíram que "Baby Einstein" não melhora o vocabulário de uma criança, aliás, pode piorá-lo! O estudo mostrou que os bebês que assistiram ao "Baby Einstein" conheciam menos palavras do que os bebês que não o fizeram.
Escusado será dizer que a corporação Disney tentou desacreditar os cientistas, mas sem sucesso.
A coisa mais importante que os pais podem fazer para melhorar as competências linguísticas das crianças é falar, ler e brincar com elas. Enquanto as crianças estão hipnotizadas pelos vídeos, com estes simplesmente prendendo sua atenção, não significa que alguma coisa boa esteja acontecendo.

09 junho, 2014

O onívoro Darwin

Darwin uma vez comeu uma coruja



Charles Darwin era um homem curioso. Claro que ele era mais curioso sobre a natureza e sobre todas as coisas relacionadas com as ciências naturais, e também tinha suas fraquezas. Então, quando ele via animais estranhos, muitas vezes ele se perguntava que gostos teriam.
A diferença entre Darwin e o resto de nós é que ele realmente os comia!
Enquanto estava na Universidade de Cambridge, ele se juntou ao "Club Gourmet", que se reunia uma vez por semana para comer os animais não encontrados frequentemente em menus, como o falcão e o bittern (um tipo de ave pernalta da família da garça-real). Sua inclinação pela comida estranha levou-o inclusive a comer uma velha coruja marrom que ele achou "indescritível".
Mas esse episódio não acabou com as estranhas tendências gastronômicas de Darwin. Durante a viagem do Beagle, ele comeu tatus e cutias ("os roedores são a melhor carne que já provei", disse ele).
Na Patagônia, na América do Sul, Darwin comeu um puma (tinha gosto de vitela) e uma ave parecida com o avestruz, chamada Rhea. Na verdade, Darwin tinha outros interesses por esta ave sul-americana, além de propriamente comê-la. Ele enviou partes não consumidas da ave para a Sociedade Zoológica de Londres, que, em reconhecimento à cortesia do naturalista, a chamou de Rhea darwinii.
Em Galápagos, Darwin comeu iguanas e tartarugas gigantes. E ele gostou tanto que carregou 48 deles a bordo do Beagle, para serem comidos na viagem de volta!

Fontes: Darwin's Dinners, no Quite Interesting | The Life and Letters of Charles Darwin, por Charles Darwin | 10 Fun Facts About Charles Darwin, no Neatorama

Arquivos: Todo o reino animal como cardápio | Pica | Entomofagia

As tiradas filosóficas do Seu Madruga

Seu Madruga por Fabrício Pontes
“Não há nada mais trabalhoso do que viver sem trabalhar.”
“A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena.”
“Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar.”
“Sou um cidadão consciente, não fanático!”
“Devemos perdoar os alugueis atrasados.”
“Minha dívida com o senhor é algo que eu levarei até o resto da minha vida.”
“Não se diz 'estáuta', se diz monumento.”
“Quando a fome aperta, a vergonha afrouxa.”
“Você não sabe o que é sentido figurado? Na escola não lhe dão aulas de geometria?”
“Para aprendermos outro idioma temos que estudar anatomia, já que a língua faz parte do corpo humano.”
“Tá me chamando de troglodita? Ah, bom... Pensei que tivesse dito poliglota.”
"Posso não ter um centavo no bolso mas tenho um sorriso no rosto e isso vale todo o dinheiro do mundo."
“Você sabe quanto custa trazer um artista do estrangeiro? Ainda mais sendo de outro país?”
“Se eu soubesse que tinha mandado um idiota fazer isso, tinha ido eu mesmo.”
“Minha senhora, se acha que pode me comprar com alguns presentinhos, eu vou lhe dizer uma coisa... eu aceito!”
“Eu sabia que você era idiota, mas não ao nível executivo!”
“Somente um idiota responde uma pergunta com outra pergunta.”
“Não estou triste porque não arranjei emprego. Estou triste porque consegui arranjar.”
“Às vezes temos que sacrificar algumas coisas para conseguir outras.”
“Ganha aquele que não perde.”
Seu Madruga é o personagem do ator mexicano Ramón Gómez Valdez Castillo no seriado "Chaves", um dos programas de maior sucesso na América Latina. Várias gerações no Brasil já assistiram ao "Chaves", graças aos episódios que são repetidos continuamente pelo SBT, desde a década de 1980. E o Seu Madruga se destacou não só por deixar de pagar o aluguel para o Senhor Barriga e por tomar tapas da Dona Florinda, mas porque é também um notável filósofo. Alguns de seus ensinamentos são riquíssimos para a educação infantil e adulta, como afirma Mario Lúcio, em Seu Madruga, o Filósofo (de onde essas tiradas filosóficas foram extraídas).

Ver também: Os bordões do Patropi

08 junho, 2014

Homer no Brasil

A família mais querida da TV desembarca em São Paulo, num episódio especial que vai ao ar no canal FOX, este domingo (8), às 20h30.
É a segunda vez que Homer e família vêm ao Brasil. Nesta, ele foi convidado para apitar um dos jogos da Copa do Mundo.
A conferir.


Eu não entendo por que alguns homens não gostam de futebol

Bits and Pieces

O mel de abelha é realmente vômito?


Cecil Adams (*) responde:
Sim. Isso não é algo a ser colocado na peça central da próxima campanha publicitária, mas o fato é que o mel é feito a partir do néctar que as abelhas operárias regurgitam.
Regurgitar é uma maneira educada de se dizer vomitar.
As abelhas recolhem o néctar das flores e o armazenam em seus "estômagos de mel", separadamente de seus verdadeiros estômagos. No caminho de volta para a colmeia, elas secretam enzimas que começam a converter o néctar em mel. Uma vez na colmeia, as abelhas despejam o material diretamente nos favos. Em seguida, batem suas pequenas asas para ventilar a colmeia e evaporar o excesso de água que existe no mel. Finalmente, fecham os favos de mel com cera, pensando: ei, nós trabalhamos duro, mas pelo menos agora nós vamos poder fazer um lanche quando quisermos.
Tolinhas. Os humanos roubam o mel, embala-o em garrafas, e lá vai ele para os seus estômagos.
Eu sei o que você está pensando. Você deve estar pensando, meu Deus, que outros fatos divertidos você sabe sobre as abelhas?
Bem, na minha opinião, você nunca sabe o suficiente sobre a vida sexual de um inseto.
Você sabia que, proporcionalmente ao tamanho do corpo, os órgãos genitais de uma abelha zangão estão entre os maiores de qualquer animal na Terra?
O tamanho de seus equipamentos foi planejado para ser diretamente relacionado ao destino pós-coito do zangão, ou seja, a morte. Seus órgãos genitais estão contidos no abdômen e, presumivelmente, só saem do lugar com a finalidade de acasalamento. Mas saem mesmo. Pelo que entendi, a causa imediata da morte do zangão é que seus equipamentos são arrancados durante o ato.
Mais uma razão para termos cautela, rapazes, quando estivermos tateando no escuro.
Uma última coisa. Apesar de sua dedicação à causa, o zangão não é produzido como resultado de sexo. Pelo contrário, desenvolve-se a partir de um ovo não fertilizado. Ovos fertilizados se tornam abelhas operárias ou rainha e, por ser esta capaz da partenogênese, o abelhão não tem pai, só avô.
Você, que acha a sua família disfuncional, não ficou agora feliz em saber que não é uma abelha?

Is honey really bee vomit? In: The Straight Dope

(*) Cecil luta contra a ignorância desde 1973. Não esperava que fosse por tanto tempo.

Não vá a médico em junho e em julho


07 junho, 2014

Manipulação

Como é feita uma inspeção de rotina no sistema de controle da manipulação:


A manipulação é universal
Ventríloquo, TV. Não acredite em tudo que você vê, Como a fotografia pode manipular nosso ponto de vista e OK, sem manipulação

Apelidos de seleções de futebol da Copa de 2014

Veja a lista de apelidos das seleções de futebol da Copa de 2014 e não se confunda na hora de torcer - ou secar.
Argentina: Albiceleste
Pelas cores (branca e azul-celeste) da bandeira e das camisas.
Argélia: Fennec, Feneco
Oitenta por cento do território argelino é coberto pelo deserto do Saara. O Feneco é uma espécie de raposa típica do deserto e um símbolo do Norte da África.
Austrália: Socceroos
Trocadilho em inglês de soccer com kangaroos, ou futebol com "cangurus".
Brasil: Canarinha, Verde-amarela
Até 1950, o time jogava de branco. Depois disso, em um concurso, foi escolhido o amarelo-ouro para exorcizar o Maracanaço. Essa cor foi associada pelo radialista Geraldo José de Almeida, da Rádio Globo, ao simpático passarinho.
Camarões: Les Lions Indomptables, Os Leões Indomáveis
Os leões são parte da fauna nativa camaronesa. E, exceto pelos que integram os elencos circenses, a maioria dessa espécie de felinos não está domada.
Costa do Marfim: Les Elephants, Os Elefantes
O marfim é material nobre, e nada ecológico, produzido a partir das presas dos elefantes. Na África, poucos países tiveram sua economia tão marcada pelo material --- e pela caça aos pobres paquidermes.
Colômbia: Los Cafeteros, Os Cafeicultores
Referência a um dos principais produtos do país, o café.
Costa Rica: Ticos, Garotos
Os costa-riquenhos se tratam por ticos e ticas. A extensão do termo ticos à seleção nacional aconteceu naturalmente.
Croácia: Vatreni, Ardente
Uma pegada meio “Vai, Corinthians!”, mas com chamas.
Espanha: La Furia, A Fúria
Há referências que associam os espanhóis a atributos furiosos desde o saque de Antuérpia, na Bélgica, um episódio de 1576 em que a Espanha promoveu a união territorial com os países baixos. Foi antes de existir o futebol. No contexto do ludopédio, a primeira aplicação teve a ver com a Olimpíada de 1920, justamente na referida cidade belga, quando os ibéricos ficaram com a medalha de prata, mostrando força e agressividade.
Estados Unidos: The Star and Stripes, O Time das Estrelas e Listras
Na bandeira estadunidense há estrelas e listras. Como, em termos de popularidade, o beisebol e o futebol americano estão muito na frente do soccer, sobraram para o futebol os marqueteiros mais fraquinhos para dar apelido.
Holanda: Oranje ou Clockwork Orange, Laranjas ou Laranja Mecânica
A cor da camisa é laranja. A "mecânica" é referência às seleções de 1974 e 1978, em que Cruyff e companhia encantaram o mundo com o "futebol total", aplicado três anos depois do lançamento do filme homônimo, dirigido por Stanley Kubrick.
Itália: Azzurra, Gli Azzurri, Azul, Os Azuis
A cor da camisa é azul, embora a bandeira seja verde, branca e vermelha,
Uruguai: La Celeste ou Los Charrúas, A Celeste ou Os Charruas
A cor da camisa é azul-celeste. E os charruas, a etnia principal de indígenas que habitavam aquelas pradarias, do Rio Grande do Sul brasileiro ao Uruguai.
Para ver todos
COPA NA REDE, RBA
VAI TER COPA. O QUE NÃO VAI TER É SEGUNDO TURNO.

06 junho, 2014

Tiririca na Bíblia das Celebridades

segundo David Butter

"Contam os sábios de um certo Tiririquias, que pregava na Terra da Fortaleza e, um dia, resolveu descer. Aos discípulos, Tiririquias ora falava como criança, ora como um antílope descarnado, sempre entre zombarias. Ensinava fórmulas simples para enxergar a glória dos Céus, se repetidas à exaustão. Uma dessas fórmulas de palavras falava do amor por uma mulher, e outra, dos cabelos de uma donzela. Sua fama cresceu a ponto de os itaqueritas fazerem dele príncipe. Assim sucedeu: uma noite, Tiririquias foi à praça, e perguntou: ‘Sabeis vós o que faz um príncipe?’. Ninguém respondeu. ‘Erguei-me e sabereis’. Então Tiririquias foi carregado nos ombros até a cidade de Roriz, flor dura do planalto. Lá perguntaram se conseguiria ler a letra da Lei. Ao que Tiririquias respondeu: ‘Trago a Lei marcada em meu coração’."

Mágica para cães

O mágico finlandês Jose Ahonen faz desaparecer petiscos na frente de cães. Veja como eles reagem.



Todos os animais foram recompensados depois das experiências. Com petiscos, claro.

05 junho, 2014

Confundido com um gorila

Loro Parque, um parque de diversões localizado nas Ilhas Canárias, onde o SeaWorld cria suas orcas excedentes, parece haver se tornando um lugar perigoso para se trabalhar. Anteriormente, um de seus treinadores foi morto por uma das orcas de lá. Agora, o seu veterinário já não consegue mais distinguir um gorila de um funcionário do parque, quando este se veste com roupa de gorila.
Durante um simulacro de fuga de símio, um empregado vestiu o traje de gorila e passou a correr atabalhoadamente em um terreno para adicionar mais realismo ao evento. Aparentemente, o veterinário não sabia que era só um fingimento e alvejou o empregado com um dardo narcotizante.
O inditoso funcionário, de 35 anos, foi conduzido ao Hospital Universitário de Canárias, onde teve sérios problemas para se recuperar do disparo. Já que se tratava de uma dose planejada para deter gorilas de 180 quilos nas trilhas do parque.

Fonte: La Opinión de Tenerife (comentada)

Dia Mundial do Meio Ambiente - 2014

O LIXO PODE SER RECICLADO
A NATUREZA, NÃO

Imagens de várias campanhas sobre o Meio Ambiente.

04 junho, 2014

Breviário - 2ª. edição

O Breviário do EntreMentes é, sem falsa modéstia, um dos mais completos livros com ofícios da web.
Nele, os internautas encontrarão força, amparo e consolo que possibilitem enfrentar os momentos difíceis da vida.

Oração das encalhadas
Oração das mulheres resolvidas
Para atrair o homem amado
A oração da propina
Credo do DNA
Oração da mulher por um dia bom
A oração de Hutchinson
Oração da terceira idade
Oração do blogueiro
Ladainha moderna
Oração a Santo Isidoro

Estátuas são chatas

Uma vez que você sabe que elas são assim, evite interagir com elas. Não podendo vingar-se dos pombos, poderão descarregar seus rancores em você.


03 junho, 2014

Pausa

"EU ADORO COZINHAR A FAMÍLIA E MEUS BICHOS DE ESTIMAÇÃO."

Aprenda a virgular para não passar por um psicótico.

Em 2010, a vírgula foi o objeto desta campanha da ABI:
100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.
Vídeo

A metade de 2 mais 2 é 2. A metade de 2, mais 2 é 3.

Não que ninguém perguntou

Tradução - Não que ninguém perguntou, mas uma bomba tradicional não é nada mais é do que uma concentração explosiva de substâncias químicas instáveis.


Não que ninguém perguntou, mas a maioria delas tem uma fórmula química para lá de bombástica.

02 junho, 2014

Quando ninguém está olhando

O cão está proibido de subir na cama.
Então, o seu dono instala uma câmera para verificar o que acontece quando o animal fica em casa sozinho. Quase. Com o gato.



Reconheça que você esperava um gato mais proativo, não é mesmo? Como aqueles que você viu na postagem Não passarão!

Postes flexíveis

Imagine um poste que, fabricado para absorver o impacto das batidas, provoque menos danos no veículo, ajudando a preservar os compartimentos do motorista e dos passageiros. Ainda assim, ele pode ser recuperado no próprio local do acidente, sem que a rede elétrica seja desligada. Pois este produto já começa a ser realidade em nove Estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Amazonas, Ceará e Pará.
Trata-se do poste feito à base de fibra de vidro, produzido pela empresa paranaense Petrofisa (link não patrocinante), que está sendo indicado para substituir os modelos tradicionais de concreto ou madeira.
Apesar de mais caro do que um poste de concreto, os compradores economizam a longo prazo, já que o tempo de vida útil é de 80 anos – entre 20 e 40 anos a mais que o de materiais convencionais (isso sem considerar que postes de madeira instalados em locais úmidos ou com ampla incidência de aves precisam ser substituídos a cada 15 anos).
O menor impacto sobre o veículo pode ajudar a reduzir um índice impressionante: o do número de pessoas que morrem vítimas de acidentes de trânsito no Brasil (35 mil pessoas por ano), com 10 por cento destes acidentes sendo por colisão de veículo com um objeto fixo.
Os novos postes também dispensam manutenção, já que são livres do ataque de fungos e cupins, apresentam propriedades anticorrosivas, e ainda podem ser produzidos na cor desejada.
A nova tecnologia com que são produzidos usa resina atóxica, sem liberação de compostos orgânicos voláteis nem poluentes atmosféricos. Além disso, por ser um produto não condutor de eletricidade, a fibra de vidro oferece segurança para as equipes das empresas de utilidade e para o público em geral.
Os postes flexíveis são leves, têm cerca de 120 quilos, contra 360 quilos do modelo de madeira e 980 quilos do poste de concreto. Isso significa: mais unidades por carga de caminhão, menor custo de transporte e maior facilidade para levar luz elétrica a lugares de difícil acesso.
Fonte (link não funcionante)

O diário de Tanya

Em agosto de 1942, uma brigada de enfermeiros descobriu Tanya Savicheva, 12, abatida pela fome e vivendo sozinha em um apartamento em Leningrado, cidade cercada pelas tropas de Hitler desde setembro de 1941.
Ela escreveu este diário:
  • Zhenya morreu em 18 de dezembro de 1941, ao meio-dia.
  • Vovó morreu em 25 de janeiro de 1942, às três da tarde.
  • Leka morreu em 17 de março de 1942, às cinco horas da manhã.
  • Tio Vasya morreu em 13 de abril de 1942, às duas horas da madrugada.
  • Tio Lesha morreu em 10 de Maio de 1942, às quatro horas da tarde.
  • Mamãe morreu em 13 de maio de 1942, às sete e meia da manhã.
  • Os Savichevas estão mortos.
  • Todo mundo está morto.
  • Apenas resta Tanya.
Os enfermeiros evacuaram-na por uma passagem que tinha sido aberta pelo exército soviético, naquele verão, e a colocaram em um orfanato de uma vila próxima, onde ela morreu, provavelmente de disenteria crônica, em julho de 1944.
O diário encontra-se no Museu de História de São Petersburgo.


Tanya, Futility Closet

Outros diários
Só a verdade, Diário de bordo, O que os pets escrevem em seus diários e O Dever Diário de Anne Frank

01 junho, 2014

A maior mentira na web

Segundo 9 entre 10 internautas, é esta mensagem que aparece na maioria dos aplicativos e serviços:
"li e estou de acordo com as condições de uso".
E o internauta discordante acha que é... "sou maior de idade".
Terms of Service - Don't Read (Termos de Serviço - Não Leia)
O tos-dr.info é um projeto, que começou em julho de 2012, cujo objetivo é ajudar a corrigir a "maior mentira na web". É um projeto aberto.

Digam xis

"Say cheese" é a instrução mais comumente dada pelos fotógrafos às pessoas de língua inglesa quando estas vão ser fotografadas. Ao dizer "cheese" (queijo), as pessoas abrem suas bocas no que parece ser uma espécie de sorriso. Como esta prática tornou-se enraizada na cultura ocidental moderna, tem assumido também o papel de último aviso para uma fotografia que vai ser tirada. Muitas vezes, a palavra "cheese" não chega a ser pronunciada pelos fotografados e funciona mais como um sinal para que estes façam as poses e... sorriam.
Em certa fotografia coletiva
Bits and Pieces
Em outras culturas
Outras línguas adotaram esse método, embora com palavras diferentes que soam parecido a "cheese", para obter o efeito desejado que é fazer a boca dar um sorriso.
No Brasil, a frase é "olha o passarinho" ou "digam xis" (o nome da letra X em português soa parecido com "cheese").
Na Bulgária, "zele", que significa "repolho".
Na China , a palavra usada é 茄子, significando "berinjela". A pronúncia desta palavra é notavelmente semelhante a "cheese".
Na Croácia, a palavra usada é "ptičica", que significa "pequeno pássaro".
Na República Checa , a palavra usada é "sýr", que significa queijo em checo.
Na França e em outros países de língua francesa , a palavra "ouistiti", significando sagui , é usada frequentemente.
Na Alemanha, as palavras relacionadas com os alimentos como "espaguete", "Käsekuchen" (bolo de queijo), Wurst são usadas, principalmente para as crianças.
Na Hungria, o fotógrafo diz "itt repül um kis madár" (aqui voa o passarinho), mas também "cheese" é usado, principalmente para as pessoas mais jovens.
Na Índia, dizem "paneer" ( hindi : पनीर).
No Irã, a palavra usada é سیب (SAIB), que significa "maçã".
Em Israel, a palavra usada é תגיד גבינה (Tagid Gvina), significando "say cheese".
No Japão, "sei, no. .. ", significando em inglês "ready, set!" é frequentemente utilizado. Tambémチーズ(chizu), que significa queijo, é usado.
Na Coréia, se diz "kimchi".
Na Rússia, dizem "сыр", que significa "queijo" em russo. A pronúncia é estendida para prolongar o tempo do "sorriso" no rosto.
Na Sérvia, a palavra usada é "птичица", que significa "passarinho".
Na Espanha, a forma equivalente é "decir patata" ("dizer batata"). Um comando alternativo para tirar uma foto é "mirar al pajarito", destinado a fazer as pessoas olhar diretamente para a câmera.
Na maioria dos países latino-americanos, a expressão usada é "whisky".
Na Turquia, "peynir", que significa queijo, é usado frequentemente. WIKIPÉDIA

Link não patrocinado
Um fatiador de queijo que você vai adorar

Uma breve história do rock

No vídeo: de "Mr. Sandman" a "Cruel". Cem riffs desfilam nas mãos de Alex Chadwick, um guitarrista talentoso.
É praticamente uma linha do tempo do rock n' roll.


- Como ele não se perde na sequência das frases?
- Como ele consegue ser tão rápido e preciso ao mudar a afinação da sexta corda?