30 abril, 2014

Um pensamento gerencial adaptado à Química

SE VOCÊ NÃO É PARTE DA SOLUÇÃO...
... VOCÊ É PARTE DO PRECIPITADO.

O desarme de uma lata de arenque defumado

O arenque fermentado é uma iguaria escandinava. Poderia ser cruelmente descrita como peixe podre, mas você não deveria chamá-lo assim na Suécia, onde é muito valorizada. O surströmming é mantido em latas e servido em festas especialmente organizadas para comê-lo. Tal evento é chamado de surströmmingsskiva.
O arenque fermentado é mais popular na Suécia, mas é comido também, de vez em quando, na Noruega.
Guardadas por um tempo muito longo, essas latas incham com a fermentação do peixe.
Isso causou um problema em uma casa rural, no norte da Noruega, onde uma lata que remontava a 1990, tinha sido deixada nas vigas. A lata inchou tanto que já estava levantando o telhado.
Os proprietários desejavam remover a lata, mas tinham medo de que, em uma manobra intempestiva, a lata viesse a explodir, jogando pedaços do alimento por todos os lugares.
Então, eles chamaram Ruben Madsen, um especialista em desarmamento de surströmming. Madsen assegurou aos proprietários que o perigo era leve.


Leia o seu relatório em Neatorama

O Casu Marzu

T. rex tentando...

Por que o Tyranossaurus rex tinha os braços tão pequenos?
O T. rex foi um dos predadores mais temidos da Terra e seu aspecto era aterrador, exceto pelos braços pequenos e desproporcionais com relação ao corpo que media uns 12 metros de altura.
Estudos paleontológicos sugerem que os dinossauros tinham mais características em comum com as aves do que com os répteis.
Os músculos do pescoço dos grandes dinossauros, por exemplo, são mais parecidos com os das aves modernas, que utilizam a cabeça e o pescoço, no lugar das extremidades, para poder caçar e alimentar-se.


29 abril, 2014

O gráfico McDonald's


O Índice Big Mac, Médicos pedem a saída de Ronald McDonald, O mapa [dos McDonald's] dos EUA e Fast food da vida selvagem

A fuga da tartaruga

Ela planeja isso há décadas.

"Responsa"
Se você for vigiar duas tartarugas: uma foge e a outra emprenha?

O presente ainda é o que costumava ser

PASSADO

PRESENTE

Dirceu, homem-teste
por Paulo Moreira Leite, ISTOÉ
[...] No plano essencial, temos o seguinte: Dirceu nunca deveria ter passado um único dia em regime fechado, pois jamais recebeu uma sentença que implicasse uma pena desse porte após o trânsito em julgado.
Suas condições de detenção na Papuda se tornaram inaceitáveis a partir do momento em que ele – cumprindo as determinações legais à risca – conseguiu uma oferta de emprego para trabalhar em Brasília, obtendo a aprovação do Ministério Público e da área psicossocial.
No plano da investigação policial, temos o seguinte: nenhuma das possíveis alegações para impedir o exercício desse direito foi provada. Nenhuma.
O que mantém Dirceu na prisão?
Apenas a vontade política de negar um direito que a lei assegura a todos. Um pedido de monitoramento de milhares (ou centenas de milhares? milhões?) de telefonemas expressa o tamanho dessa vontade delirante de castigar, de punir. Já se ultrapassou qualquer limite civilizado. E aqui entramos em nova área de risco.
Depois de passar por um campo de concentração do nazismo, e, mais tarde, conduzido a um campo soviético porque fazia oposição política a Josef Stalin, o militante David Roussett fez uma afirmação essencial:
“As pessoas normais não sabem que tudo é possível.
Ele se referia à câmara de gás, aos trens infectos, ao gelo, à fome, ao frio – a todo sofrimento imposto a seres humanos em nome do preconceito de raça, de classe, da insanidade política, do ódio, da insanidade que dispõe de armas poderosas para cumprir suas vontades.
Não temos câmaras de gás no Brasil de 2014. Mas temos anormalidade selvagem. Já tivemos um julgamento onde os réus não tiveram direito a presunção da inocência. Quem não tinha foro privilegiado não teve direito a um segundo grau de jurisdição. As penas foram agravadas artificialmente.
Dirceu está sendo desumanizado, como se fosse uma cobaia de laboratório, mantida sob vigilância num cubo de vidro, 24 horas por dia.
Foi transformado num caso-teste.
O direito que hoje se nega a Dirceu amanhã poderá ser negado a todos.
Será tão difícil captar a mensagem?

A perseguição desumana e covarde de JB
por Paulo Nogueira, DCM
Não é justiça. É vendetta.
O que JB faz com Genoino e Dirceu não tem nada a ver com o conceito de justiça em si – um ato em que existe ao menos uma parcela de uma coisa chamada isenção, ou neutralidade, para usar uma palavra da moda.
Ele é movido por um ódio infinito.
[...] JB provavelmente esteja frustrado. O sonho de virar presidente naufragou miseravelmente. Só a mídia queria, além dele próprio e de um punhado de fanáticos de direita. Ele foi obrigado a despertar para a dura realidade de que os holofotes lhe são dados apenas para dizer o que interessa à mídia.
As declarações de Lula sobre o conteúdo político do "Mensalão" também não devem ter ajudado em seu humor. Sua obra magna, aspas, corre um sério risco de se desfazer em impostura.
JB é hoje uma fração do que pareceu ser, e amanhã será ainda menor, e o que sobrar provavelmente se cobrirá de ignomínia para a posteridade.
Para Dirceu e Genoíno, o problema é que, enquanto ele não volta ao nada de que saiu, JB se dedica à arte sádica de persegui-los, sem que eles consigam se defender, prostrados que estão pelas circunstâncias, cada qual de seu jeito.
Neste sentido, não é apenas uma vingança, mas uma covardia.

28 abril, 2014

Planeta dos balões


Não sei se vocês notaram:
balão para falar não precisa de ...

Juiz Batman

"Eu vos declaro Robin e mulher. Pode interrogar a noiva."

Você pode

17 títulos de livros excessivamente otimistas
Sempre houve livros motivacionais, mas só foi de uns cem anos para cá que eles começaram a usar o "você pode..." já em seus títulos. O primeiro que eu poderia citar, um livro de 1913, foi intitulado simplesmente, "You can"  ("Você pode", com o subtítulo: "Uma coleção de breves palestras sobre o tema mais importante do mundo, o seu sucesso"). Desde então, mais e mais livros a cada ano nos dizem o que se "pode" fazer. A maioria das reivindicações são razoáveis, mesmo que eles façam tudo parecer um pouco fácil demais. Mas alguns títulos específicos, francamente, superestimam  nossas habilidades.

1. Você pode fazer um violino Stradivarius. Joseph V. Reid, 1967.
2. Você pode dominar a vida. James Gordon Gilkey, 1938.
3 Você pode mudar o mundo: A abordagem de Christopher. James Keller, 1948.
4. Você pode ser feliz com placas dentárias. Max M. Schwartz, 1945.
5. Você pode treinar seu gato. Jo e Paul Loeb, 1977.
6. Você pode encontrar urânio. Joseph Weiss, 1948.
7. Você pode parar de se preocupar. Samuel W. Gutwirth, 1957.
8. Você pode sobreviver à bomba. coronel Mel Mawrence, 1961.
9. Você pode ser fisicamente perfeito, poderosamente forte. Vic Boff, 1975.
10. Você pode falar por Deus. George W. Schroeder, 1958.
11. Você pode encontrar uma fortuna. Jeanne Horn, 1966.
12. Você pode ensinar seu cão a dispensar o comando. ML Smith,1985.
13. Você pode fazer qualquer coisa com crepes. Virginia Pasley e Jane Green, 1970.
14. Você pode saber o futuro. Moorehead Wilbur Smith, 1971.
15. Você pode ter tudo. Arnold M. Patent,1991.
16. Você pode fazer qualquer coisa! James Mangan, 1934.
17. Você pode jogar golfe para sempre. Louis Hexter,1979.

27 abril, 2014

Fácil e difícil

Ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro é fácil. O difícil é criar o filho, regar a árvore e achar quem LEIA o livro.



Qual é o segredo de um casamento longo e feliz?

Cada casal que chegou a tanto tem a sua fórmula.
Mas...
para Donald e Nancy Featherstone, de Massachusetts, o segredo é porque ambos se vestem com roupas semelhantes. Eles fazem isso em todos as oportunidades, há mais de 30 anos.
Nancy, a responsável pela confecção desses conjuntos em duplicidade, costuma observar algumas precauções. Não pôr babados nas peças de Donald, por exemplo.


Veja uma mostra do vestuário em dobro do casal numa reportagem do Daily News. (Em triplo, às vezes, por causa do cãozinho Smokey.)
Na polícia
- Como o Sr. Featherstone se vestia na última vez em que foi visto?
- Olhe para mim.

VÍDEO. Bolinha de papel

Antecedentes
Em 2010, o presidente Zezinho teve o majestoso encéfalo atingido por uma bolinha de papel A4 amassado, em Campo Grande, Rio de Janeiro, quando discursava para os seus correligionários da União Democrática Nacional.



Sobre o vídeo acima
Nenhum dos efeitos recursivos de SCREENGRAB, este vídeo de Willie Witte, foi gerado por computador. Toda a trapaça ocorreu literalmente na frente da câmera.

26 abril, 2014

Memoriol B6 de Aires

Sinopse
Produção brasileira de 2002. Conta a história de Aires, um provecto senhor que é obrigado a tomar diariamente um granulado à base de acetilcisteína para não piorar da pneumopatia crônica. Sujeito a lapsos de memória, Aires também tem de tomar um segundo remédio. É o que faz com que ele se lembre de tomar o primeiro, no dia seguinte. Cenas em flashback mostram a vida que podia ter sido e que foi. Tosse, tosse, tosse. Aires sempre tossindo por não tomar o primeiro remédio, por não ter tomado o segundo na véspera. Febre, hemoptise, dispneia e suores noturnos. Mandou chamar o médico, que não veio. Na madrugada, a vitrola rolando um tango, tocando Piazolla sem parar... Mandou chamar o agente funerário, que veio esfregando as mãos de contentamento. Filme liberado sem cortes pela Anvisa, exceto o rolo 13 que foi interditado cautelarmente.

Sanduíche de Terra

Um sanduíche de Terra é criado quando duas fatias de pão são simultaneamente colocadas em dois pontos opostos da Terra.
Não é uma ideia nova. Em maio de 2006, Ze Frank lançou essa provocação de criar "o primeiro sanduíche de Terra da história".
Então, centenas de pessoas de todo o mundo, no esforço para vencer o desafio de criar um sanduíche em escala planetária, começaram a lhe enviar imagens de pão no chão.
O primeiro sanduíche de Terra, porém, só foi feito quase um mês depois. Quando dois internautas, um na Espanha, perto de Madri, e outro em Nova Zelândia, puseram no chão, ao mesmo tempo, seus pedaços de pão em dois pontos opostos do planeta. Dois vídeos foram gravados para testemunhar o acontecimento. (1) (2)
Bem, Espanha e Nova Zelândia são países considerados antípodas, o que possibilitou realizar a façanha. Mas a maioria dos países, infelizmente,  tem seus pontos opostos localizados nos mares e oceanos (que cobrem cerca de 70 por cento da Terra). O que pode ser facilmente demonstrado aqui, neste mapa do Wikimedia Commons.
Nessa difícil situação, poderia o interessado se utilizar de uma ilha próxima para concluir a operação? Claro que não. Além do vício de destino, o sanduíche de Terra poderia ficar bastante excêntrico.
Agora, para o caso de alguém que deseja fazer um sanduíche desses, com a metade do pão situada em Fortaleza: onde deverá ficar a outra metade? Na China? No Japão? Nada disso. Ficará em pleno Oceano Pacífico, a muitas milhas da Micronésia (com alguma sorte, sobre um atol sem resíduos nucleares).
Pelo menos é o que mostra o Map Tunneling Tool, uma ferramenta com a qual a gente localiza os pontos antípodas da Terra. (PGCS)

A marca da oração

Esta marca na testa de alguns muçulmanos (imagem) aparentemente se deve ao atrito gerado pelo contato repetido da testa com o tapete de oração. O Islã exige que os seus seguidores orem cinco vezes por dia (conhecido como Salah), ajoelhados sobre um tapete de orações e tocando-o com a testa. Quando feito vigorosamente o contato, durante longos períodos de tempo, pode-se desenvolver esta marca.
Alguns muçulmanos consideram a sua presença como um sinal público de dedicação religiosa. Outros também acreditam que, no dia do julgamento, a marca irradiará uma imensa luz branca. WIKIPÉDIA


Orando em direção a MecaCalibrando o pôr do sol e Uma impressora no Islã

25 abril, 2014

A história repetida como farsa

Quando interpretava o personagem Aquiles, no filme Troia, de 2004, Brad Pitt sofreu uma lesão durante as filmagens.
No tendão de Aquiles esquerdo.

Por exemplo, um guerreiro grego, naquilo que ele tinha de mais frágil, emprestar o nome ao mais robusto tendão do corpo humano. O guerreiro Aquiles, e chega a ser irônico o fato.
Dr. Carta Pácio, O loteamento humano

O Grande K

(continuação de "Como algo deixou de ser Grave", postado em 18/04/14)
O Grande K é o único objeto em todo o universo com a massa exata de 1 kg. Bem, ele é o Quilograma. A única unidade do SI, o Système international d'unités, que ainda é determinada por um objeto físico. Está dentro de três redomas de vidro, ao lado de outras seis cópias em um cofre com a temperatura controlada, trancado a chaves de controle interno, no subsolo do Bureau Internacional de Pesos e Medidas, nos arredores de Paris.
Se você pudesse entrar no cofre e contaminasse o Grande K, você estaria alterando a definição do quilograma. Um padrão pelo qual muitas de nossas medidas se baseiam. Assim você lançaria o mundo no caos!?
Bem, na verdade, não. Mas, como alguém poderia averiguar se a massa do Grande K mudou?
Quando foi criado, outras 40 cópias também foram feitas. Elas não são idênticas. Suas massas são ligeiramente diferentes da massa do Grande K. mas tais diferenças foram anotadas. E essas réplicas foram enviadas a vários países para que fossem seus padrões.
Em 1948, os cilindros foram reunidos para uma nova pesagem. E foi aí que o problema começou pois, mesmo com todos os cilindros sendo compostos pelo mesmo material, e armazenados sob as mesmas condições, suas massas divergiram entre si com o passar do tempo. A massa do Grande K não era sequer igual às massas daquelas cópias com as quais ele havia sido guardado.
Como se isso não bastasse, quando foram reunidas de novo, 40 anos depois, suas massas divergiam entre si  em 54 microgramas.
Isso é quase o peso de uma impressão digital! Mas as impressões digitais não são as responsáveis por isso, já que os cilindros são lavados para a pesagem. Então, algum processo físico deve ter alterado suas massas, mas como isso aconteceu ainda é motivo de especulação.
Uma coisa é certa: a massa de um cilindro de platina e irídio não se conserva através do tempo. E isso é um grande problema. Não se pode basear-se em uma unidade de referência que muda o seu valor a toda hora. E as consequências disso não estão limitadas às unidades de massa. Das 7 unidades básicas do SI, 4 delas dependem do quilograma. Isso afora as derivações como newtons, joules, volts e watts.
(continua em 02/05/14)

O Marco Civil da Internet

O Brasil sediou nesta semana um fórum global para discutir o futuro e a governança da Internet: o NET Mundial. O evento está reuniu entidades internacionais de vários setores envolvidos com os rumos da Web, como o criador da Internet, Sir Tim Berners-Lee (foto à esquerda); o CEO da ICANN, Fadi Chehadé; o vice-presidente do Google e um dos inventores do protocolo TCP/IP, Vint Cerf; e a ativista do software aberto na África, Nnenna Nwakanma.
:-)
"Há uma opinião unânime entre especialistas e usuários da internet em todo o mundo que a aprovação da Lei do Marco Civil da Internet pelo Congresso brasileiro foi um avanço histórico. O criador da web, Sir Tim Berners-Lee, considerou o Marco Civil “um presente para a web em seu 25º aniversário”. Isso porque o Marco Civil assegura a liberdade de expressão, a privacidade do indivíduo e o respeito aos direitos humanos. Estabelece a governança democrática, multissetorial, multilateral e aberta, exercida com transparência estimulando a criação coletiva e a participação da sociedade, governos e setor privado. Assegura a universalidade, base do desenvolvimento social e da construção de sociedades inclusivas, não discriminatórias. Estabelece a diversidade cultural sem imposição de crenças, costumes e valores. Assegura a neutralidade da rede pois garante que um provedor de conexão não pode interferir no conteúdo que o usuário queira acessar, tornando inadmissível restrições por motivos políticos, econômicos, religiosos ou de qualquer outra natureza."

24 abril, 2014

Quando eu uso etc.

ETC. EM INGLÊS = END OF THINKING CAPACITY


+ Etc.

O mestre da empilhadeira

Você pode apanhar uma moeda do chão com uma empilhadeira?
Esse cara pode! E se você achou impressionante como ele conseguiu fazer isso, veja o que ele faz logo em seguida:



Empilhadeiras não vêm à mente quando a gente pensa em máquinas de precisão. Mas, estando em mãos hábeis, é o caso de se pensar.

Músculos e moeda (vídeo)

Um dilema dos vegetarianos

Um vegetariano que cria um animal carnívoro pode viver um dilema. Como o que é descrito em um artigo da revista Appetite: "Uma questão de carne. Dieta do animal de estimação e dilema do vegetariano". RESUMO
O autor, Dr. Hank Rothgerber , da Faculdade de Psicologia da Universidade Belarmino, em Louisville, Kentucky, EUA, escreve:
"Focado especificamente no conflito entre ter de alimentar um animal de estimação com uma dieta à base de carne, que pode ser percebida como o que promove o bem-estar do animal, e a ameaça de degradação ambiental pela adoção de tais dietas, aqui se encontra o dilema do vegetariano."
Mas, além do dilema que se coloca para o dono do animal, é uma dieta vegetariana a longo prazo nutricionalmente adequada para uma criatura carnívora?
Vai depender do animal. Para um estudo de exemplo, veja: "Avaliação de gatos alimentados com dietas e atitudes de seus cuidadores vegetarianos ( J.Am.Vet Med Assoc 20 06; 229:70-73) Mas, para os chamados carnívoros "obrigatórios", como as cobras, isso pode ser problemático (apesar de que não há quaisquer estudos acadêmicos sobre cobras vegetarianas).

The Vegetarian’s Pet Dilemma, Improbable Research

23 abril, 2014

Abas abertas

Homem:
Quer mesmo saber como é a mente de uma mulher?
Imagine um navegador com 2.857 abas abertas...
O. Tempo. Todo.

O vídeo que mostra como funcionam os dois tipos de cérebro: o masculino, formado por "caixas que jamais se tocam", sendo uma delas a "caixa do nada", e o feminino, que é comparado à "supervia da internet, com tudo se conectando a tudo". Vale a pena ver de novo.

Mostrando o coração


O Dia Internacional do Livro

O Dia Internacional do Livro se comemora hoje (23) porque nesse dia, em 1616, teriam falecido dois dos maiores escritores da literatura universal: Cervantes y Shakespeare. Mas é tão errônea essa coincidência como a maioria das teorias sobre os paralelismos em suas vidas e obras.
A data do falecimento
O erro mais difundido é o da data em que eles morreram. Cervantes faleceu no dia 22 de abril, porém foi sepultado no dia 23. Falecido no dia 23 de abril do calendário juliano, a data da morte de Shakespeare corresponderia ao dia 3 de maio do calendário gregoriano (à época não adotado pela Inglaterra).
Nunca se encontraram
Cervantes nunca ouvir falar do gênio de Stratford-upon-Avon. Há evidências de que Shakespeare tenha lido a primeira parte de Dom Quixote. Um é romancista e outro é dramaturgo, e não há influências diretas entre as obras dos dois autores.
Semelhanças de estilo
Estas características devem-se provavelmente ao fato de que os dois escritores viveram na mesma época, tiveram influências culturais próximas e, quiçá, as mesmas leituras – o que os levou a oferecerem "soluções literárias paralelas".

22 abril, 2014

A última refeição

Para um preso que espera a conclusão da pena capital, ou seja, a morte - por um dos cinco métodos legais de execução nos EUA, a última refeição é garantidamente a melhor coisa que acontece ao prisioneiro, desde que ele foi mandado para o corredor da morte.
Na série No Seconds, o fotógrafo Henry Hargreaves recriou e registrou as últimas refeições de vários presos célebres, condenados à morte.
Ele captou não só o que eles comeram mas, acompanhando as fotos, Hargreaves anotou o que estava no menu e os crimes que cometeram.
Esta foi a última refeição do estuprador e assassino Victor Feguer: uma simples azeitona sem caroço.

BEAUTIFUL/DECAY (No Seconds)

N. do E.
Nem sempre o sistema carcerário estadunidense é tão avaro assim, mas foi o que Victor pediu.

Uma economia de azeitonas | A execução por gás biológico

Armas perdidas

Espadas no antigo Oriente Médio foram feitas de um material chamado "aço Damasco". Este era conhecido por seu padrão característico ondulado e famoso por produzir lâminas  fortes e flexíveis. Ninguém sabe como essas espadas eram forjadas.
Ao defender Constantinopla contra os muçulmanos, o Império Bizantino usou algo chamado "fogo grego". Uma substância incendiária que, arremessada sobre os navios inimigos, estes pegavam fogo – e, mais ferozmente, quando estavam molhados. Mas, precisamente, qual era a substância e como era produzida não há registros.

Lost Weapons, Futility Closet
Arsenal
Porcos em chamas, Uma forma de controle para seres indesejáveisA evolução das armas

Terra

Um belíssimo vídeo de Masanobu Hiraoka!



22 de abril, o Dia da Terra
É uma festa que pertence ao povo e não está regulada por nenhuma entidade, tampouco está relacionada com reivindicações políticas, nacionais, religiosas ou ideológicas. O Dia da Terra refere-se à tomada de consciência sobre: 1) os recursos naturais da Terra e seu manejo, 2) a educação ambiental e 3) a participação de todos como cidadãos ambientalmente conscientes e responsáveis na promoção da saúde de nosso planeta.

21 abril, 2014

Reabastecimento no Espaço

Pensamento químico


Quantas ideias pairam dispersas em minha cabeça que, se fossem reunidas, poderiam trazer a maior das descobertas! Contudo, elas se encontram tão distantes como o enxofre de Goslar do salitre da India, e ambos do pó de carvão de Eichsfeld, - simplesmente os três ingredientes da pólvora! Por quanto tempo eles existiram antes que fizessem a pólvora?!
– G.C. Lichtenberg, Aphorisms

Em polvorosa

Tema de "Os Inconfidentes"

Toda vez que um justo grita
Um carrasco o vem calar
Quem não presta fica vivo
Quem é bom, mandam matar.
[...]
Cecília Meireles

Música: Chico Buarque

20 abril, 2014

Me chame David

O artista britânico David Kemp gosta de criar obras de arte com materiais antigos. Em memória da tradição pesqueira da Cornualha, ele fez esta escultura de baleia na qual usou duas baleeiras velhas.

Neatorama
Arquivos
O estande da baleia, Moby Dick e Troféu Hipocrisia

Corvo

Um corvo selvagem pousa numa cerca em busca de ajuda. Alguém que possa retirar os espinhos deixados em seu corpo por um porco-espinho. Uma senhora logo se apresenta para praticar a boa ação.



Presume-se que o o corvo, apesar de alguns protestos ensaiados durante a intervenção (que foi sem anestesia), ser-lhe-á eternamente grato. Como foi o leão com relação ao escravo Androcles. E que, de ora em diante, esse corvo, a.k.a. nevermore, nunca mais saqueará o milharal de sua benfeitora.
Mas, na próxima vez que for fazer vídeo, mude a posição de seu telefone celular, minha senhora. Para que tenhamos um vídeo em formato widescreen e não um como este aí, com feias bordas pretas.

Bônus
Leia aqui a explicação científica de: por que odiamos a Síndrome do Vídeo Vertical.

Ovos de Páscoa no Google

Não são ovos [de chocolate virtual] deixados por coelhinhos da Páscoa.
São piadas internas, mensagens ocultas ou recursos especiais de programas de computação.
Easter eggs (em inglês). Este nome foi criado pelo pessoal da Atari para lembrar a ideia da tradicional caça aos ovos de Páscoa.
Exemplos
Ação: Pesquisar "Zerg Rush" no Google
.
Reação: Começa um minijogo em que hordas de "O" vermelhos e amarelos atacam os resultados da pesquisa. Seu objetivo será mantê-los fora, por tanto tempo quanto for possível.
Ação: Pesquisar "Answer to life, the universe and everything” (Resposta para a vida, o universo e tudo) no Google
.
Reação: O Google imediatamente indica o número 42 que, de acordo com Douglas Adams (e seus fãs em todo o mundo), é a resposta final à pergunta.
Ação: Pesquisar "Tilt" ou "Askew" no Google.

Reação: A página inteira do Google inclina-se ligeiramente para a direita.
Ação: Pesquisar "Do a barrel roll" no Google
.
Reação: A página inteira do Google fará um giro de 360 graus. Ver Um giro no Google
Ação: Pesquisar "Atari Breakout" no Google Imagens
.
Reação: Todas as imagens da pesquisa se condensam em retângulos coloridos. E o motor de busca torna-se uma versão jogável do clássico Atari Breakout.
Há ovos de Páscoa também no YouTube.

19 abril, 2014

O alfabeto da barba

"Muitas barbas foram sacrificadas na execução deste projeto!" – Michael Allen


É o Alphabeard Beardface, do artista gráfico Michael Allen que, graças ao crescimento rápido de seus pelos faciais, conseguiu criar uma nova fonte tipográfica.
Outras chaves para o seu sucesso: barbeador elétrico, máquina fotográfica e computador.

O caminho, a realidade e a luz

"A leitura a fundo da obra de Juan Rulfo me deu, enfim, o caminho que buscava para continuar meus livros." – Gabriel García Márquez
Disse mais Gabriel García, quando leu e releu "Pedro Páramo" em uma única noite: "Não consegui dormir enquanto não terminei a segunda leitura; nunca, desde a noite tremenda em que li "A Metamorfose", de Franz Kafka, havia eu sofrido uma comoção semelhante."
(Ambas as declarações foram extraídas da orelha do livro "Pedro Páramo", de Juan Rulfo.)
"Pedro Páramo" e "Chão em Chamas" são os dois únicos livros publicados do mexicano Juan Rulfo. Em ambos, a terra ardente, o ar sufocante e a luz do sol formam sombras onde se misturam sonhos, lembranças, sensações, sentimentos... Apesar da visão de locais desertos, são pulsantes de vidas. Vidas que se foram e outras que esperam. Numa realidade onde a magia está presente em uma troca constante de vidas que tangenciam a morte e da morte que perpassa todas as existências. E que, para aquelas vidas, nunca vinha de forma definitiva.
Fernando Gurgel
N. do E.
Por ocasião do 95º. aniversário de nascimento do escritor Juan Rulfo (1917–1986), o Google homenageou esse escritor e fotógrafo mexicano com o doodle acima reproduzido.

A soma dos ângulos internos de um triângulo


Na geometria euclidiana, a soma dos ângulos internos de um triângulo é sempre igual a 180°, ou dois ângulos retos. Nas outras geometrias, a soma dos ângulos internos de um triângulo pode ser sempre maior do que 180° ou sempre menor do que 180°.
Exemplo de geometria não-euclidiana: Se no globo traçarmos um triângulo com um dos vértices em um dos polos e os outros dois na linha do equador, a soma de seus ângulos será igual a 270°.

O Universo (página 117) - Roberto de Andrade Martins

18 abril, 2014

A impressora de comida

Um dos muitos problemas da viagem espacial é a alimentação dos astronautas, mas isso poderá mudar, em breve, graças a uma impressora 3D de comida, que está sendo desenvolvida pelo engenheiro mecânico Anjan Contractor com o financiamento da NASA.
Além disso, este dispositivo poderá ser vital para alimentar a população mundial, assim que comece a ficar insustentável o atual modelo alimentar.
Na verdade, esta é a principal preocupação de Contractor. O engenheiro acredita que, quando houver 12 bilhões de pessoas no mundo, muitos usarão as impressoras de comida 3D para sintetizar refeições nutricionalmente adequadas. Além disso, os cartuchos poderão ser mantidos por cerca de 30 anos sem que os conteúdos fiquem deteriorados.
O processo imaginado é relativamente simples. Os ingredientes são à base de pós que, inseridos por meio de cartuchos, combinam-se com óleos e líquidos para formar pratos em camadas. Curiosamente, isso faz com que a pizza seja uma das receitas mais simples de ser preparada, porque se encaixa perfeitamente na ideia da estratificação.
Sim, os ingredientes serão muito diferentes daqueles que estamos acostumados a usar. Carboidratos ou proteínas simplesmente em pó, sem importar de onde eles venham. A carne, por exemplo, podendo ser substituída por insetos, minhocas, grama ou algas. Isso pode ser à primeira vista desagradável, porém Contractor acredita que só pensamos assim porque ainda podemos pagar. No entanto, quando a população aumentar até que o alimento seja o seu problema maior, a alternativa oferecida não parecerá tão ruim.
Así es la impresora 3D de comida financiada por la NASA, ALT1040

Bônus - Protótipo de uma impressora de chocolate em biscoito


Cinquenta coelhos

Nathan Morris, um DJ de rádio em Perth, Austrália, se aconchegou com 50 coelhos em uma rede – ao mesmo tempo, um novo recorde mundial. Ele bateu o registro anterior que era da atriz Cameron Diaz por dois coelhos.
Data: 3 de julho de 2009
Entidade avalizadora do título: Record Setter

Como algo deixou de ser Grave

Grave, uma palavra francesa, é o nome original da unidade básica de massa no sistema métrico de medidas, o Système international d'unités ou SI
Em 1793, uma comissão - que incluía o notável cientista e aristocrata Antoine Lavoisier - definiu a unidade básica de massa como sendo o peso de um decímetro cúbico de água à temperatura de fusão do gelo. Na verdade, um litro de gelo derretido.
O nome Grave vem de Gravitas, peso em Latim. Mas isso não acaba aí. Grave soou bastante parecido com o título alemão Graf, que é equivalente a Conde.
Com a Revolução Francesa e o ideal de igualdade para todos não era admissível a existência de uma "unidade de nobreza". Foi então que Lavoisier perdeu a cabeça. Literalmente (imagem ao lado). Não porque ajudou a criar um dos melhores sistemas de medidas de todos os tempos, mas porque era nobre e cobrava impostos.
Então, as coisas estavam bem graves. De qualquer forma, o novo governo republicano considerou o Grave demasiado grande para o que eles queriam medir. E determinaram a criação do grama, valendo um milésimo do Grave.
Mas, ao perceberem que o grama era pequeno demais, retornaram para o Grave. Mas, como não podiam chamá-lo assim, inventaram o quilograma, isto é, mil gramas. É por causa disso que, dentre todas as unidades básicas do SI, o quilograma é o único a possuir um prefixo em seu nome.
Em 1979, o quilograma foi redefinido como a massa de 1 litro de água a 4 graus Celsius, que é quando ela se encontra mais densa. Mas a água não é a coisa mais adequada para se ter como padrão de medidas.
Foi aí que um cilindro de pura platina foi criado com a mesma massa do "padrão água". Ele foi batizado de "O Quilograma dos Arquivos". Vale frisar que, a partir deste ponto, o quilograma não estava mais atrelado à massa de um certo volume de água.
Noventa anos depois, em 1889, o quilograma foi atualizado para um cilindro de platina e irídio. Este é bem mais resistente do que o cilindro original, mas, por outro lado, é quase a mesma coisa.
Desde então, esta tem sido a definição de quilograma. É oficialmente chamada de "Protótipo Internacional do Quilograma", Le Grand K ou o Grande K.
(continua em 25/04/2014)

17 abril, 2014

Chegou lá

Em 1962, o botânico Reid Moran publicou um artigo na revista Madroño, contando a sua coleta de um arbusto no topo de uma montanha em Baja California.
O título do artigo era:
"Cneoridium dumosum (Nuttall) Hooker f. Recolhida em 26 de março de 1960, a uma altitude de cerca de 1450 metros, em Cerro Quemazón, 15 milhas ao sul da Baía de Los Angeles, Baja California, México, aparentemente em uma faixa de extensão sudeste com cerca de 140 milhas"
O texto dizia:
"Pois é, eu cheguei lá."
E incluía uma seção de reconhecimento de 28 linhas, na qual Moran agradecia a pessoa que revisou o texto, os professores universitários e a pessoa que enviou o manuscrito para publicação.

Saiba mais sobre Reid Moran.

Tempos difíceis - 2

Ivan Angulo é fugitivo da justiça. Recompensa-se ($3.50) a quem der informações que ajudem a capturá-lo.

Criggo, 13fev2009

$ 3.50? Não há dúvida: são tempos difíceis para todos nós.

Tempos difíceis - 1

O odor de aspargos na urina

Relacionados a comer aspargos, foram observados os seguintes efeitos na urina:
"[Aspargos] causam um cheiro imundo e desagradável na urina, como todo mundo sabe." ("Tratado de todos os tipos de alimentos", Louis Lemery, 1702)
"Alimento ... afeta a urina com um cheiro fétido (especialmente se cortado quando eles são brancos) e, por isso, alguns médicos tenham suspeitado de que não são bons para os rins. Quando os aspargos são mais velhos, e começam a se ramificar, eles perdem essa qualidade, mas então eles não são mais agradáveis."("Ensaio sobre a natureza do alimentos", John Arbuthnot, 1735)
"Algumas hastes de aspargos comidas, devem dar a nossa urina um odor desagradável ..." ("Carta para a Academia Real de Bruxelas",  Benjamin Franklin, c. 1.781)
"Aspargos "... transformam meu penico em um frasco de perfume." Marcel Proust (1871-1922)
Alguns compostos orgânicos voláteis são responsáveis por esse odor, a saber:
methanethiol
sulfureto de dimetilo
dissulfureto de dimetilo
bis (metiltio) metano
dimetilsulfóxido
dimetil sulfona
Há debates sobre: 1) se todas as pessoas ou apenas algumas produzem o cheiro e (2) se todas as pessoas ou apenas algumas identificam o cheiro.

16 abril, 2014

Um novo olhar sobre a América

Eu nunca mais vou ver a América da antiga forma!


Será sempre um pato de agora em diante!

Mundo frango

Mesas de escritório feitas de carros reaproveitados

O efeito que uma boa mesa de escritório pode ter sobre a organização e a produtividade de uma empresa não deve ser subestimada. Ela pode ser um grande impulso para o seu negócio. E, enquanto fatores como espaço e o tipo de trabalho a ser feito precisam ser considerados, algumas pessoas preferem priorizar pré-requisitos pessoais - quando se trata de escolher a mesa de trabalho perfeita!
Desde que surgiram, os carros têm inspirado a legiões de admiradores e fanáticos, alguns dos quais claramente ansiosos em trazer a sua paixão por automóveis para o local de trabalho. Dada a natureza resistente dos carros, talvez não seja nenhuma surpresa que eles possam ser convertidos em mesas de escritório. E a possibilidade de fazer algo novo com materiais antigos funciona também como um forte apelo.


Leia mais sobre 15 impressionantes mesas de escritório feitas de carros reaproveitados.

Arquivos
Carros modificados, Móveis tipográficos e Tudo se transforma

Células

Nem todas as células estão orgulhosas de sua função.


15 abril, 2014

Porcas teimosas

Precisa de uma ferramenta para remover as porcas teimosas?
Graças a William R. Lamphere, a sociedade humana já dispõe, desde 1982, de uma ferramenta que permite cortar e remover uma porca que se encontra emperrada numa haste.
Aqui está a patente:

Que é elegância?

Tenho lá meu conceito. Talvez seja a discrição, a modéstia, o falar baixo, as boas maneiras. Quem é prontamente notado não é elegante. O excesso de adornos e exuberância de gestos são mortais para quem quer ser elegante. Africanos pobres copiando fidalgos europeus é cômico antes de ser elegante. Ainda bem que o elemento cromático africano está presente nas vestimentas ou seria reles subordinação aos brancos. É um tipo de sincretismo: a adaptação das roupas dos salões europeus ao fascínio dos africanos pelas cores sólidas. Ser africano é cobrir de cores a pele sem luz. São africanos os fraques vermelhos e os sapatos azuis. Estão certos estes rapazes.
A melanina abundante protege do sol, entristece o semblante e exige roupa colorida para revelar a alegria que é o natural da gente dos trópicos.
Dentro do meu conceito, o africano não é elegante. E daí ? Que importância tem a elegância?
Prefiro o azul ao cinza, o amarelo ao cáqui, o vermelho ao pálido, a alegria africana à sisudez europeia.
Viváfrica!
Nelson Cunha


INTERNET. A origem

"A internet originou-se da colisão entre as duas forças mais poderosas da Natureza."

14 abril, 2014

Como estacionar

... uma moto:

... uma bicicleta:

Longevidade feminina - 7

Aventureiros russos sobem a alturas vertiginosas onde se deixam fotografar para mostrar suas peripécias através da internet. Com fotografias de fazer cair o queixo, diante das quais as pessoas ficam se perguntando como esses caras não se mataram ainda.
Um dos mais ousados desses alpinistas da cidade é Kirill Oreshkin. Pelas pontas dos dedos, ele se pendura de alturas incríveis, como se isso não fosse extremamente perigoso. Entre o local em que ele se pendura e o chão, há uma distância totalmente fatal.
Antes de escorregar e cair para a morte, Kirill deveria considerar a possibilidade de se mudar para Hollywood e se tornar um dublê.

Da série
1, 2, 3, 45 e 6

O concreto romano

Cientistas do Berkeley Lab descobriram o segredo do material usado nas construções da antiga Roma, muitas das quais ainda estão de pé depois de dois mil anos. Compare esta durabilidade com a do concreto moderno, que é projetado para durar de 50 a 100 anos, que você avaliará a importância desse achado.
São ingredientes do concreto romano: cinzas vulcânicas, cal e água do mar.
Além da durabilidade, a fórmula romana do concreto é interessante do ponto de vista ecológico, pois exige muito menos energia no processo de fabricação.
Fazer o cimento Portland, utilizado no concreto moderno, produz uma enorme quantidade de CO2 (7 por cento da quantidade que a indústria coloca no ar). Acontece que os romanos, cozendo seus ingredientes a temperaturas mais baixas, reduziam a quantidade de combustível queimado e, consequentemente, as emissões de gás carbônico.
Se você ficou intrigado com esta descoberta, como eu fiquei, acesse aqui para mais informação.

13 abril, 2014

Avisos projetados em cortinas de água

Muitos túneis em Sydney, Austrália, não são altos o suficiente para permitir a passagem de carretas.
Este gif animado mostra um sistema de aviso que informa aos caminhoneiros se estão prestes a colidir com a entrada do túnel. Quando os sensores detectam que um veículo é muito alto, um sistema de segurança derrama água à entrada do túnel enquanto projeta um sinal de parada (STOP) na cortina de água que se forma.


Duas variantes do pôquer

Que é Strip Poker?
É uma variante do pôquer em que, a cada jogada que perde, o jogador é obrigado a tirar uma das peças de sua roupa.
Vídeo com cenas de um campeonato mundial dessa modalidade de jogo:



Que é Linux Poker?

É este jogo em que todos podem ver as cartas dos outros. E no qual todos ganham, exceto Bill Gates cuja retrato é usado como coringa.

Sem dizer nada

"Nulla dies sine line." – Apeles, segundo Plínio, o Velho

Em uma passagem histórica Mallarmé descreve o terror e a sensação de esterilidade que o poeta experimenta quando ele se senta à sua mesa, confronta a folha de papel na qual o poema deve ser composto, e as palavras não vêm a ele. Mas poderíamos perguntar, por que não poderia Mallarmé, após um intervalo de tempo, simplesmente se levantar de sua cadeira e considerar a folha de papel em branco, como o poema que ele se sentou para escrever? De fato, em apoio a a esta atitude, se poderia imaginar:
O que seria mais expressivo e mais preciso para expor os sentimentos da devastação interior de um poeta do que o próprio papel virgem?

Richard Wollheim, em "Minimal Art", Ed. Gregory Battcock , 1968

12 abril, 2014

Copiadoras de nádegas


Surge um novo conceito em máquinas copiadoras: a copiadora LEGO de bundas.

Há oito anos
Encontrando-se sozinho no escritório de sua empresa, um dedicado funcionário resolveu tirar fotocópias da própria bunda. O ato, que teve um final pouco feliz, foi todo gravado por uma câmera indiscreta.
Veja o vídeo.

24/04/2014 - Atualizando...
Esta nota foi republicada no Jornal GGN c/ 1 comentário.

Foto-inclusão


Síndrome de Peter Pan

A Síndrome de Peter Pan teve a possibilidade da existência levantada pelo Dr. Dan Kiley em seu livro "The Peter Pan Syndrome: Men Who Have Never Grown Up", de 1983. Para designar a síndrome, o autor inspirou-se em Peter Pan, personagem de uma peça de teatro e livro homônimo, que vivia na Terra do Nunca onde os garotos nunca envelhecem.
O portador desta síndrome, segundo Kiley, tende a apresentar rasgos de irresponsabilidade, rebeldia, cólera, narcisismo, dependência e negação ao envelhecimento.
No entanto, não há consenso de que esta síndrome seja uma doença psicológica real e, por isso, não está referenciada nos manuais de transtornos mentais. Não consta, por exemplo, no DSM IV.
A propósito 
Como se parecem atualmente (no plano físico) Lucy, Linus e Charles Brown?

11 abril, 2014

O que se pode fazer com um dente de John Lennon

Em 2011, o dentista canadense Michael Zuk comprou em um leilão, por aproximadamente 34 mil dólares, um molar de John Lennon.


Agora, ele diz que gostaria de clonar esse dente para criá-lo como seu próprio filho.
"Ele ainda seria uma cópia exata de Lennon, mas, você sabe, espero mantê-lo longe das drogas e dos cigarros", acrescenta Zuk.
O dentista também tem outros planos envolvendo o dente, incluindo um pingente de DNA, fotografias artísticas, um documentário e a obtenção de fundos para obras de caridade

Poderá também gostar de ler
Um esqueleto para Michael Jackson

Se as mulheres governassem o mundo

-
Não haveria guerras. Apenas um monte de países enciumados que não falariam uns com os outros.

A matemática do amor

Highlights
• Esta é a primeira aplicação de um modelo sério no campo da dinâmica de amor.
• O modelo e a análise estão em sintonia com a tradição da física clássica.
• Um modelo matemático que descreve a evolução de uma história de amor é aqui apresentado.
• A história de amor considerada é a do famoso filme "Gone with the Wind" (E o Vento Levou...).
• A história prevista pelo modelo encontra-se em boa concordância com o filme.
Resumo
Nós desenvolvemos um modelo matemático baseado na história de amor entre Scarlett e Rhett, descrita em"Gone with the Wind". De acordo com a tradição na física clássica, o modelo é composto de duas Equações Diferenciais Ordinárias, um para Scarlett e outra para Rhett, que reúnem as suas principais características psicofísicas. Os dois amantes são descritos como indivíduos inseguros porque respondem muito fortemente aos pequenos envolvimentos do parceiro para, em seguida, atenuarem a reação quando a pressão exercida pelo parceiro torna-se muito elevada. Estas características de Scarlett e Rhett emergem claramente durante a primeira parte do filme e são suficientes para desenvolver um modelo que prevê perfeitamente a evolução complexa e o final dramático da história de amor. Uma vez que a evolução prevista da relação romântica é uma conseqüência direta das características dos dois personagens, a concordância entre o modelo e o filme enfatiza a alta credibilidade da história. Embora a credibilidade de uma história fictícia não seja necessária a partir de um ponto de vista puramente artístico, na maioria dos casos é muito apreciado que isso aconteça, a ponto de ser essencial para tornar o filme popular. Em conclusão, podemos dizer que, através de uma abordagem científica, explicamos porque "Gone with the Wind" se tornou um dos filmes mais bem sucedidos de todos os tempos.


Título: A mathematical model of "Gone with the Wind"
Autores:Sergio Rinaldia, Fabio Della Rossa e Pietro Landi
Onde adquirir o artigo completo por $31.50

Poderá também gostar de: A química do amor

10 abril, 2014

Corpo humano e nucleossíntese estelar

De que o corpo humano é feito?
Noventa e nove por cento é feito por átomos de apenas seis elementos químicos: oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, cálcio e fósforo, com o restante um por cento consistindo de elementos vestigiais como magnésio, enxofre e ferro.
Mas, de onde vêm esses elementos?
Esta pergunta representou, no início, um enigma para os cientistas. Pelo menos, até a publicação de um artigo científico, na metade do século XX, conforme explica o astrofísico Neil deGrasse Tyson:
"Houve um artigo seminal - um dos trabalhos de pesquisa mais importantes já publicados - que nos deu a descrição da origem dos elementos," responde Tyson num vídeo. "Esse documento é intitulado Synthesis of the Elements in Stars (Síntese dos Elementos nas Estrelas), mas é por vezes referido como o B2FH, após as iniciais dos autores. Foi publicado em Reviews of Modern Physics, em 1957. Antes de sua publicação, a teoria prevalente considerava que todos os elementos eram produtos do Big Bang, de 15 bilhões de anos atrás. Mas esta teoria explicava apenas a origem dos elementos leves, como hidrogênio e o hélio."
Então, de onde vêm os elementos pesados ​​encontrados na natureza?
O B2FH apontou que todos os elementos pesados ​​foram criados nas estrelas, através da fusão nuclear, em um processo conhecido como nucleossíntese estelar. Quando as estrelas "morrem", elas liberam os elementos pesados ​​para o espaço. Uma parte desse material é incorporado pelos planetas e, posteriormente, por nossos corpos.
Se este trabalho científico foi tão importante, por que tão poucos não-cientistas sabem sobre ele?
De acordo com Tyson, é porque o trabalho em sua origem não se encaixou nas noções convencionais de uma descoberta científica.

"Nós somos feitos da poeira das estrelas." Carl Sagan

O determinismo nominativo

O sobrenome pode influenciar na escolha da carreira, dizem especialistas
Muitas pessoas escolhem profissões que remetem a seus sobrenomes.
De acordo com o jornal britânico "The Guardian", alguns pesquisadores estão dedicando o seu tempo para explicar um conceito chamado de "determinismo nominativo".
Um exemplo citado por eles é o do corredor Usain Bolt, cujo sobrenome se traduz como "corre", "dispara" etc.
Um estudo publicado no "Journal of Personality and Social Psychology" afirma que influência do sobrenome na escolha da profissão é acima do esperado.
Portanto, ganha força a tese de que as pessoas escolhem as profissões que façam referências a elas mesmas.

Nomes perfeitos para médicos especialistas

11/02/2015 - Atualizando...
Outro caso de determinismo nominativo: Charles E. Speaks escreveu o livro "Introduction to Sound".

10/02/2016 - Atualizando...
Dra. Mary Forrest, de Dublin, escreveu o livro "Landscape Trees and Shrubs".

Evidentemente, a tigela

Quando dizemos de forma depreciativa que tal objeto não vale "meia tigela " devemos ressalvar que não é da dinastia Ming (ano 1465) a tigela referida.
Cabe aqui outra reflexão: se uma tigela destas vale um prêmio da loto, quanto poderia valer sua meia tigela?
Há coisas na vida que só valem muito quando são inteiras.
Dou exemplos:
A verdade, a honestidade, a honra, a palavra dada, a sinceridade e, evidentemente, a tigela.
Nelson Cunha

Nicolas Show, vice-presidente da Sotheby's Asia, mostra uma tigela da dinastia Ming vendida nesta terça-feira, 8, por 36 milhões de dólares, um novo recorde mundial para a porcelana chinesa. A pequena tigela com desenhos policromáticos sobre o fundo branco é considerada extremamente rara. Foi fabricada na era Chenghua (1465-1487).
Um galo vermelho, uma galinha e seus pintinhos aparecem no objeto em um jardim de rosas vermelhas e açucenas amarelas, que tem o esmalte e verniz intactos.
A taça é "o Graal da arte chinesa", afirmou Nicolas Chow.