31 agosto, 2013

Esperança Esperança

Todo ano a Campanha se repete:


Um pesadelo dividido

A evidência do ataque de uma aranha a uma vespa - congelado no tempo. Uma ação que teve lugar no Vale Hukawng, em Mianmar, no Período Cretáceo, quase certamente com dinossauros vagando nas proximidades.
Há uns cem milhões de anos, esta vespa se viu de repente presa a uma teia de aranha. Estava prestes a virar refeição de aranha, mas não chegou a tanto. Pois a resina de uma árvore fluiu naquele instante, capturando a vespa e a aranha.


Esta imagem foi registrada por George Poinar Jr., entomologista da Universidade de Oregon e perito mundial em insetos presos no âmbar. É dele a proposta de extrair o DNA de insetos fossilizados em âmbar, uma ideia que foi depois explorada por Michel Chrichton, no livro que deu origem ao filme Jurassic Park.
Esta aranha, que pode ter esperado pacientemente por horas para capturar a presa, foi sufocada em resina apenas um pouco antes antes de seu ataque. E esta vespa, segundo Poinar, não era lá uma boa bisca. Pertencia a um grupo que ainda é hoje conhecido por parasitar ovos de aranha.
Nesse contexto, o ataque da aranha, ainda que não se tenha concluído, pode ser considerado uma vingança.

FOSSIL OF ANCIENT SPIDER ATTACK ONLY ONE OF ITS TYPE EVER DISCOVERED, Oregon State University

Poderá também gostar de ...
Pequenas janelas coloridas para o passado

O relógio com homens despidos

Clique sobre Nudemen Clock para ver o relógio em funcionamento. Depois de abrir a página, clique sobre o relógio para mudá-lo para o formato digital (da imagem abaixo).


O desenvolvedor de tal relógio foi Francis Lam.
Dica de Germano Gurgel

30 agosto, 2013

A língua mirandesa

Lhigaçones amportantes
La Lhéngua Mirandesa, doce cumo ua meligrana, guapa i capechana, nun yê de onte, detrasdonte ou trasdontonte mas cunta cun uito séclos de eijistência.
Sien se subreponer a la "lhéngua fidalga i grabe" l Pertués, yê tan nobre cumo eilha ou outra qualquiêra.
Hoije recebiu bida nuôba.
Saliu de l absedo i de l cenceinho an que bibiu tantos anhos. Deixou de s'acrucar, znudou-se de la bargonha, ampimponou-se para, assi, poder bolar, strebolar i çcampar l probenir.
Agarrou l ranhadeiro para abibar l lhume de l'alma i l sangre dun cuôrpo bien sano.
Chena de proua, abriu la puôrta de la sue priêça de casa, puso fincones ne l sou ser, saliu pa las ourriêtas i preinadas..
Lhibre, cumo l reoxenhor i la chelubrina, yá puôde cantar, yá se puôde afirmar.
A la par de l Pertués, a partir de hoije, yê lhuç de Miranda, lhuç de Pertual.
Trecho de um texto (veio daqui) em língua mirandesa que Nelson José Cunha, assessor do blog em línguas novilatinas, enviou para cá.
No Wikipédia
A Língua Mirandesa, ou Mirandês, é um idioma pertencente ao grupo asturo-leonês, com estatuto de segunda língua oficial em Portugal, reconhecida oficialmente e assim protegida. É falada por menos de quinze mil pessoas no concelho de Miranda do Douro e em três aldeias do concelho de Vimioso, num espaço de 484 km², estendendo-se a sua influência por outras aldeias dos concelhos de Vimioso, Mogadouro, Macedo de Cavaleiros e Bragança.
Família: Indo-europeia
→Itálica
→Românica
→Ítalo-ocidental
→Ocidental
→Galo-ibérica
→Ibero-românica
→Ibero-ocidental
→Asturo-leonês
→Mirandês
Abaixo, outro texto em Mirandês publicado no jornal Público, a 24 de Julho de 2007, com a respectiva tradução para o Português.
Muitas lhénguas ténen proua de ls sous pergaminos antigos, de la lhiteratura screbida hai cientos d'anhos i de scritores hai muito afamados, hoije bandeiras dessas lhénguas. Mas outras hai que nun puoden tener proua de nada desso, cumo ye l causo de la lhéngua mirandesa.
Muitas línguas têm orgulho dos seus pergaminhos antigos, da literatura escrita há centenas de anos e de escritores muito famosos, hoje bandeiras dessas línguas. Mas há outras que não podem ter orgulho de nada disso, como é o caso da língua mirandesa.

Você estudou para o teste?

RESPOSTAS:

Agricultura a dinamite

Alguns agricultores têm uma idéia errada sobre a dinamite.
Eles sabem que é um poderoso explosivo e creem que é perigoso de se manusear.
A dinamite é muito poderosa, muito mais do que a pólvora, mas, na verdade, é mais fácil de se lidar.
Após uma experiência de mais de uma centena de anos fazendo e usando explosivos, podemos afirmar que, seguindo instruções simples e cumprindo os cuidados básicos, qualquer um pode usar a nossa "Red Cross Dynamite" sem grandes riscos.
O propósito deste livro é divulgar o valor maravilhoso do uso da "Red Cross Dynamite" em sua fazenda.
Se você tiver interesse, como certamente o terá se for progressista e ambicioso, escreva-nos para receber um exemplar do nosso "Farming with Dynamite".
E este livro lhe será enviado gratuitamente a fim de tornar a sua fazenda muito mais lucrativa.

Farming with Dynamite, por E.I. du Pont de Nemours Powder Co., 1910

29 agosto, 2013

A ordem das bicadas

Logo após a Primeira Guerra, um naturalista norueguês chamado Thorlief Schjelderup-Ebbe decidiu passar uns tempos na fazenda de seus pais. Ao cuidar do galinheiro, notou que ali havia hierarquia: algumas galinhas comiam primeiro os grãos despejados em um pote; saciadas, abriam espaço àquelas no segundo nível da hierarquia; por fim, quem estava na base ficava com as sobras. Tudo bem ordeiro.
Ele chamou essa estrutura de “a ordem das bicadas” (pecking order).
Então Thorlief decidiu fazer um teste. Trouxe uma nova galinha para o galinheiro e ficou observando. Queria ver onde ela se colocaria nessa pirâmide social. Teve uma surpresa: todas as galinhas começaram a brigar entre si na hora da comida.
Ele percebeu que, com a chegada da nova galinha, todas as outras ficaram inseguras e passaram a atacar as demais para confirmar a manutenção de seu status. Afinal, se a nova moradora conquistasse boa posição na hierarquia, empurraria alguma galinha para baixo. E quem seria? Nenhuma delas estava a salvo, e era bom deixar claro às outras que não seria vítima fácil.
Por outro lado, aquelas na base da pirâmide, aproveitando a confusão, tentaram galgar alguns degraus, abrindo caminho com bicadas. As galinhas que estavam no topo sentiram o perigo, e passaram a bicar também.
O resultado é que todas se machucaram. Algumas galinhas ficaram praticamente sem penas.
Thorlief descobriu que, no mundo das galinhas, há uma divisão entre aristocratas e plebeus. E que um pacífico galinheiro pode ser um campo de batalha, com a chegada de, digamos assim, estrangeiros. Essas conclusões de Thorlief foram melhor desenvolvidas posteriormente por outros especialistas, auxiliando a compreender o comportamento de grupos sociais e, até mesmo, de sistemas financeiros."
Esta nota, enviada pelo colaborador Fernando Gurgel, de Brasília, foi extraída de um artigo de Victor Lisboa, do blog Papo de Homem.

Um mistério resolvido - 2

Em Um mistério resolvido, afirmamos que os "círculos de pedras" de Stonehenge, na Inglaterra, tanto quanto os Moais, as "cabeças de pedra" da Ilha de Páscoa", no Oceano Pacífico, seriam partes de uma só coisa.
Agora, com a descoberta destes "dedos" que afloram em Punta del Este, Uruguai:

Bits and Pieces

E, se o que queremos é o triunfo da verdade, somos forçados a acrescentá-los em uma  solução atualizada do mistério. Não que tenhamos cometido um erro lapidar. Mas é possível que, de lá para cá, a coisa tenha se mexido um pouco (apesar de ter as juntas empedernidas).

O sorriso do bebê

"Os humanos, como outros primatas, somos um bando gregário. Gostamos da companhia uns dos outros. Somos mamíferos, e o cuidado dos pais com o filho é essencial para a continuação das linhas hereditárias. Os pais sorriem para a criança, a criança retribui o sorriso, e com isso se forja ou se fortalece um laço. Assim que o bebê consegue ver, ele reconhece faces, e sabemos agora que essa habilidade está instalada permanentemente em nossos cérebros. Os bebês que há 1 milhão de anos eram incapazes de reconhecer um rosto retribuíam menos os sorrisos, eram menos inclinados a conquistar o coração dos pais e tinham menos chance de sobreviver. Nos dias de hoje, quase todos os bebês identificam rapidamente uma face humana e respondem com um sorriso bobo."

Não é exatamente o caso:

- Arrá! Então nos encontramos de novo!

28 agosto, 2013

Fila para o outro mundo

:-(

Ver também
Caçarolada à caçadora

O paradoxo das folhas de chá

Este paradoxo descreve o fenômeno pelo qual as folhas de chá em uma xícara, depois de ser a xícara agitada, migram para o centro e para o fundo da mesma, ao invés de irem para suas bordas, como seria de esperar a partir da aplicação de uma espiral de força centrífuga.
Ver vídeo na WIKIPÉDIA.
Albert Einstein usou o seu conhecimento sobre o paradoxo das folhas de chá, num artigo escrito em 1926, para explicar como acontece a erosão nas margens dos rios.
Aplicação
O fenômeno tem sido usado para desenvolver uma técnica que separa os glóbulos vermelhos do plasma, para entender os sistemas de pressão atmosférica e no processo de fabricação de cerveja (numa etapa conhecida como whirlpool).
Que é teimancia?
É a técnica de prever o futuro a partir das figuras formadas pelas folhas de chá em uma xícara. Aqui não se dá colher de chá a esta bobagem. Dá a outras.

Um chá a desoras e Intervalo

Dizem que os cães imitam os donos - 2

Começou pela postagem de uma reprodução fotográfica.
Uma imagem, muito divulgada na internet, que mostra uma criança a rezar antes de deitar-se. Ao lado dela, o seu cão parece acompanhá-la na oração.
Depois, outra postagem ali, outra acolá, e foi surgindo a série "Dizem que os cães imitam os donos".
Criou massa crítica. E virou um SLIDESHOW.
Agora é o segundo deles.



Pesquisa
Why do dogs bark? (Por que os cães latem?)

27 agosto, 2013

Dr. Doctor

Existe um tal Dr. Doctor, também conhecido por Daniel H. Doctor, nos EUA.
Ele é geólogo do United States Geological Survey e em sua biografia, que a gente vê na página de profissionais da USGS, consta que ele é doutor com pós-doc.

- Mas não é muito doutor para uma pessoa só?!

Todos Nós Somos Doutores

A Origem das Espécies

Você provavelmente sabe que o trabalho mais famoso de Charles Darwin, delineando a sua teoria da evolução, é "Sobre a Origem das Espécies".
Mas o que a maioria das pessoas não sabe é o título completo: "Sobre a Origem das Espécies por Meio da Seleção Natural ou a Preservação das Raças Favorecidas na Luta pela Vida".


Foi publicado em 1859, vinte anos depois de sua épica viagem. (Sim, ele levou esse tempo todo para publicar seu trabalho e, quando o fez, foi para não ser deixado para trás por Alfred Russell Wallace, que chegara à mesma conclusão sobre a evolução das espécies.)
Um total de 1.250 exemplares foram impressos e colocados à venda por 15 xelins. Cada um está agora avaliado em cerca de US $ 23.000.
Somente na 6 ª edição é que o título foi mudado para "A Origem das Espécies".

Que tal saber agora qual é o título completo de Robinson Crusoé?

Reconstrução da face

Encontrei esta no reddit:

26 agosto, 2013

O barco-banheira


Quando alguém chamar o seu velho barco de banheira saiba que pode estar fazendo um elogio.
Agora que surgiu o HotTug (foto), este híbrido de barco e banheira que permite o seu proprietário desfrutar um banho quente enquanto navega por um rio, lago ou canal.
Feito de madeira e vidro reforçado, o barco-banheira transporta de seis a oito pessoas e pode conter até 2 mil litros de água (aquecida a 38º C).
É uma invenção holandesa.


Poderá também gostar de ...
A prova da banheira e Inconfidência de uma banheira

Um ninho de amor

Estudiosos da vida marinha mostram esta imagem. Retrata o que um pequeno baiacu (pufferfish), trabalhando incansavelmente, conseguiu esculpir no leito do mar.


Ele não fez isso apenas para deixar o seu habitat mais bonito. Estes sulcos e ranhuras na areia, que se juntam na parte central da escultura, indicam o local em que ele espera receber uma fêmea da espécie para o acasalamento.
Além disso, ele espalhou em sua obra pequenas conchas quebradas para que sirvam de alimento aos futuros recém-nascidos.
Cadeia alimentar
Mesmo sendo venenoso (por conta da tetrodotoxina que ele apresenta), o baiacu ou peixe-balão é uma iguaria apreciadíssima na Ásia.

Small fish makes undersea "crop circles", Boing Boing

Em tempo
O vídeo gravado no fundo do mar (costa sul do Japão, 2011) que desvendou o mistério acima.

Tudo verde

Uma entrada para lá de bizarra encontrada por Greg Ross no Annual Register de 1806:

Futility Closet
"25 de outubro - Um personagem que recentemente tem atraído a atenção do público em Brighton é um original (sic) senhor conhecido pela denominação de homem verde. Ele se veste de calças verdes, colete verde, sobretudo verde, gravata verde, e o seu semblante, sem dúvida, a partir dos reflexos de suas roupas, também se apresenta verde. Ele não come nada, além de verduras, frutas e legumes. Tem sua sala e quartos pintados de verde e mobiliados com sofá verde, cadeiras verdes, mesas verdes, cama verde e cortinas verdes. Sua maleta, suas luvas e seu chicote também são verdes. Com um lenço de seda verde na mão e uma corrente de relógio grande e com detalhes verdes, presa aos botões verdes do colete verde, ele desfila todos os dias na Steine.
Esta manhã, às 6 horas, este senhor saltou da janela de sua casa para a rua, dali correu para a beira de um penhasco e se precipitou na praia abaixo. Várias pessoas imediatamente foram em seu auxílio e levaram-no, sangrando pela boca e pelos ouvidos, de volta a seus aposentos. A altura da falésia, de onde ele se jogou, é de cerca de 20 metros. A partir do comportamento geral do cavalheiro descrito acima, supõe-se que ele esteja demente."

Entradas relacionadas: Verde que não te quero verde, O plágio de nossa bandeira e... Tudo azul (*)

25 agosto, 2013

Placa, conquista e vendas


A placa diz:
"Se você comprar este produto com outra pessoa receberá $1.000 de presente."
Um homem pobre lê a placa e sugere a transação a um homem rico que passa por ali. O produto custa $50. O pobre propõe que cada um gaste $25 para que ambos ganhem os $1.000 prometidos. O rico concorda com a proposta desde que fique com $800. O pobre diz que não é justo. O rico responde que é melhor o pobre ter $200 do que nada. O pobre aceita.

Um europeu chega a terras indígenas para conquistá-las. Os indígenas dizem que aquelas terras são deles porque os seus antepassados ​​lutaram ferozmente por elas.
O europeu responde:
"Bem, eu vou brigar com vocês por isso aqui."

Um navio alcança uma ilha e a tripulação precisa de cigarros. O capitão desembarca para comprar todos os maços de cigarros existentes na mercearia local.
O nativo negaceia:
"Se eu vender tudo, depois não vou ter mais para vender."
O capitão voltou ao navio, contou o acontecido e todos riram. O que o capitão não sabe é que o nativo sabe que os marinheiros não desembarcam apenas para comprar cigarros, mas também para comprar refrigerantes e outros produtos. O nativo também sabe que os cigarros são o "gancho" para ele vender outras coisas e que há sistemas de comunicação entre os navios que trocam informações sobre o local em que essas coisas estão à venda.

In: Razonando como economista moderno (tradução livre de PGCS)

Controle do peso - 2

:-)

Controle do peso - 1

5,80 metros

É o título deste curta-metragem de Nicolas Deveaux.
5,80 metros correspondem também à altura média de uma girafa adulta. Afinal, este é um filme sobre elas.
Sobre girafas que dão saltos ornamentais em uma piscina, mais exatamente.


24 agosto, 2013

A tortura

"É o meio mais efetivo de absolver os criminosos robustos e condenar os fracos inocentes." Cesare Beccaria


T-O-R-T-U-R-A

MyStudios

Trata-se do maior web museum do mundo com mais de 100.000 pinturas.
Abra a primeira página (onde estão as entradas para as obras de Van Gogh, Botero, Monet, Da Vinci etc.) e vá até o final da mesma, onde encontrará uma listagem com o nome de 5.000 pintores.
Clique no nome escolhido e suas obras aparecerão.
Clique em cada obra e ela será mostrada em tamanho ampliado. E, então, maravilhe-se à vontade!
Germano Gurgel

"Eu disse que estava sem dinheiro ..."

Uma velhinha foi atender a uma batida na porta.
Era um homem bem vestido, carregando um aspirador de pó.
"Bom dia", disse o homem. "Se eu pudesse ter um par de minutos do seu tempo, eu gostaria de demonstrar a última novidade em equipamento de limpeza de alta potência a vácuo."
"Vá embora!" , disse a senhora. "Eu não tenho dinheiro!", e começou a fechar a porta.
Rápido, o homem pôs o pé na porta e entrou.
"Não seja precipitada!", disse ele . "Eu não saio daqui até que você tenha assistido a minha demonstração."
E, após esvaziar um balde de esterco de cavalo no tapete da casa, acrescentou:.
"Se este aspirador não remover todos o esterco de cavalo de seu tapete, minha senhora, eu vou pessoalmente comer o restante."
A velha senhora deu um passo atrás e disse:
"Então, deixe-me ir pegar o garfo, porque eles cortaram minha eletricidade esta manhã."

I told you I was broke… -  Bits and Pieces

23 agosto, 2013

O capacete anticola



Os chapéus esquisitos na foto acima foram um dos recursos empregados pela Universidade Kasetsart, em Bangcoc, na Tailândia para impedir que seus alunos colassem durante as provas. Uma espécie de capacete feito com folhas de papel, que lembra aquele acessório usado para fazer os cavalos olharem apenas para a frente.
Além disso, os alunos receberam duas versões do teste, distribuídas intercaladamente, como uma medida extra de segurança para evitar a pescaria.
Via
Tudo se copia
A prova (em 10/01/13)

Existe o Sobrenatural?

Bem...
O escritor Nelson Rodrigues, fluminense doente, atribuía resultados improváveis que presenciava no Maracanã a um certo Sobrenatural de Almeida, um fantasma que interferia nos resultados dos jogos, principalmente contra o seu time do coração.

Transcritas do Flu News, eis algumas das muitas frases que mostram a paixão de Nelson Rodrigues pelo Fluminense:

"A Grande Guerra seria apenas a paisagem, apenas o fundo das nossas botinadas. Enquanto morria um mundo e começava outro, eu só via o Fluminense."

"Nas situações de rotina, um pó-de-arroz pode ficar em casa abanando-se com a Revista do Rádio. Mas quando o Fluminense precisa de número, acontece o suave milagre: os tricolores vivos, doentes e mortos aparecem. Os vivos saem de suas casas, os doentes de suas camas e os mortos de suas tumbas."

"Eu vos digo que o melhor time é o Fluminense. E podem me dizer que os fatos provam o contrário, que eu vos respondo: pior para os fatos."

"Se o Fluminense jogasse no céu, eu morreria para vê-lo jogar."

"No dia da inauguração do paraíso, houve um FLA-FLU de portões abertos, e escorria gente pelas paredes."

"O Fluminense é o único time tricolor do mundo. O resto são só times de três cores."

"Se quereis saber o futuro do Fluminense, olhai para o seu passado. A história tricolor traduz a predestinação para a glória."

"Uma torcida não vale a pena pela sua expressão numérica. Ela vive e influi no destino das batalhas pela força do sentimento. E a torcida tricolor leva um imperecível estandarte de paixão."

"O Fluminense nasceu com a vocação da eternidade. Tudo pode passar, mas o Tricolor não passará, jamais. Quem o diz é o óbvio ululante."

"Sou Tricolor, sempre fui Tricolor. Eu diria que já era Fluminense em vidas passadas, antes, muito antes da presente encarnação."

''O Fluminense tem a vocação da eternidade, e se me perguntarem porque digo isso explicarei singelamente, essa torcida legada que nos acompanha está com o clube no insucesso ou na gloria, torcida que tem fogo nas entranhas, essa torcida, dizia eu, explica a imortalidade do tricolor. Sem uma torcida fiel plena de amor o clube envelhece, agoniza e morre, mas aquela torcida tricolor é tão imortal quanto seu clube. Não sei se é a maior, talvez não seja maior, mas eu direi que a torcida do Fluminense é a mais doce e mais iluminada torcida do Brasil e do mundo.''

"O Fla-Flu surgiu quarenta minutos antes do nada."

NELSON RODRIGUES

ESTÓRIAS ESCULAPIANAS. Lançamento de livro


A Unicred Fortaleza e a Academia Cearense de Medicina convidam para a noite de autógrafos de “Estórias Esculapianas”, livro do médico e economista Marcelo Gurgel Carlos da Silva, uma obra literária premiada pelo VIII Edital de Incentivo às Artes, da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, cuja renda será revertida para as ações beneficentes e evangelizadoras da Sociedade Médica São Lucas.
O livro e o autor serão apresentados pela Profa.. Giselda Medeiros, integrante das Academias Cearense e Fortalezense de Letras.
Serviço
Local: Restaurante Dallas Grill
          Av. Dom Luís, 1.219 - Meireles - Fortaleza (CE)
Data e horário: 23 de agosto de 2013 (hoje), às 19h30
Para confirmar a presença: (85) 4012-1125 (Rannielle)

22 agosto, 2013

Quanto pesam as sombras?


O assunto desta nota é um dos mais interessantes: origina-se do trabalho de Vsauce que, entre outras coisas, descreveu a relação das forças exercidas pela luz em objetos do cotidiano.
Os fótons que formam a luz têm um pouco de energia e, ao colidirem com outras partículas subatômicas, podem exercer uma pressão muito leve em objetos de qualquer tamanho.
Mas... reúna milhões e milhões de fótons em uma escala macroscópica que coisas diferentes vão acontecer.
Esta é a razão por que as caudas dos cometas apontam para longe do Sol. E por que uma sonda enviada para Marte sofre um desvio de até 100 km, dependendo da extensão do percurso em que a sonda é afetada pela luz do sol.
Se algo interrompe a luz, uma sombra é formada, como sabemos. E o objeto passa a pesar menos do que se estivesse sob a luz.
Em outras palavras: nós somos - infinitesimalmente - mais pesados quando estamos sob a luz.
Apesar de ser muito pequena, essa força da luz pode ser medida. Estima-se que uma cidade como Chicago, em dia de sol, pese mais de 140 quilos do que em um dia nublado.

VÍDEO (em inglês)

Emburrado emburrecido

Fernando Gurgel Filho
Meu amigo calhorda está muito preocupado. Muito, não. Muitíssimo!
- Porque tanta preocupação? Você não vive cantando pra gente "não se avexe, não, amanhã pode acontecer tudo inclusive nada"?
- Né nada disso, não, mininu! É coisa séria. Cê sabe que nunca fui nenhuma sumidade em nada, né? Tou sempre ali, ó, na média. Pois bem. Danaram de fazer umas pesquisas (*) por aí, que esse pessoal não tem mais o que fazer, e chegaram a uns resultados que, se for verdade, vou acabar comendo capim. Pior ainda: como tem muita gente boa que conheço que está na mesma situação, vai faltar capim no pasto.
- Quequiéissu, meu amigo? Como é essa história de comer capim?
- Segundo essas pesquisas, tem coisa que emburrece a gente e eu descobri que são as coisas que faço constantemente. Ainda não vi nenhuma pesquisa que diga o que gente pode fazer pra anular o efeito dessa burrice.
- Se preocupe, não. Seu doutorado na vida vale mais que qualquer enciclopédia. Seu saber acumulado, sua sabedoria... e, além disso, você tem mais inteligência que todos nós juntos, seus amigos.
- Ah, é mané? Mamá na vaca cê num quer, né? Cês são assim limitados e querem me colocar no mesmo balaio? Vocês é que não precisam se preocupar, não. As pesquisas só valem para HOMENS, hetero, com agazão bem grande! Além do mais, vocês andam em duas patas por teimosia, Então, pra vocês não faz nenhum efeito. kkkkkkkkkkkkkkkk
- Seu fii de uma quenga! Assim que cê trata os amigos? Então diga, que coisas são essas que te emburrecem?
- Tudo que a gente faz: viver em cidade grande, fazer reunião, tomar refrigerante, ter ressaca, conversar com mulher bonita... Ora, moro em cidade grande, minha chefe é mais bonita que muita atriz, apesar de muito inteligente adora fazer reunião de trabalho, vivo de ressaca e, pra rebater, tomo uns refri bem geladinhos... Que tal?
- ???
- E ainda tem mais. Gosto de namorar umas gatas, vivo reunido com vocês que bebem mais que gambás - ainda bem que são mais feios que briga de foice no escuro -, a ressaca no outro dia é terrível e, ao invés de umas aguinhas Perrier, vocês só oferecem refri... Tenho com que me preocupar ou não?
- Tem não. Vamos fazer o inverso da pesquisa. Depois a gente publica. Vou levar você pro sítio do Zé Macumba. Cê vai passar uma temporada lá. Vai voltar com o QI mais alto do Brasil. Lá só tem mulher feia, a maior cidade lá perto tem apenas umas duas ruas, não tem geladeira, então, adeus refri gelado, o Zé Macumba não gosta nem de falar, então, não tem reunião... Devezenquandamente pode até ter uma ressaca, pois o Zé gosta de tomar umas, mas é só no fim de semana. Daqui a uns meses, você volta e a gente mede seu QI pra ver se melhorou. Então, topa?
- Nã Nã Nim Nã Não. Prefiro ficar burro aqui com vocês. No coletivo. Vou continuar levando essa cangalha junto com a tropa, a manada.
E saiu chutando - ou escoiceando, sei lá - pedra, lata, cachorro, poste... Tudo que tinha pela frente.

(*) Fonte das pesquisas: SUPERINTERESSANTE, via www.maisbrasilia.com

Pareidolia

Uma inundação de lava seca na superfície de Marte, região do Elysium Planitia, criou esta imagem quase perfeita da cabeça de um elefante.
A foto foi tirada pelo High Resolution Imaging Science Experiment (HiRISE) do Mars Reconnaissance Orbiter da NASA.
O geólogo Alfred McEwen, da Universidade do Arizona, escreveu no website da universidade:
"Este é um bom exemplo dos fenômenos de pareidolia, no qual vemos coisas e animais onde eles não estão realmente."
Outro exemplo: a famosa foto de um rosto humano em Cidônia, Marte.

A propósito
Veja o ferro de passar que Robert Weschler modificou para fazer em sua (dele) roupa a imagem da Virgem de Guadalupe:

21 agosto, 2013

Sem explicação

MEMÓRIAS
COMO ESTE HOMEM CONSEGUIU SER O PRESIDENTE 
DE UM PAÍS DE RELATIVA IMPORTÂNCIA?

A Era do Wi-Fi

Anúncio
Procura-se vizinho com Wi-Fi sem senha.
Louvor
Já pensou a gente poder descolar as senhas de Wi-Fi por aí? É para glorificar de pé, irmão.
Crítica
Diz-se comunista mas coloca senha no Wi-Fi.(*)
Pensamento
Um copo d'água e a senha do Wi-Fi não se negam a ninguém.
Entrevista
"Não criamos esse aplicativo para ganhar dinheiro", diz Mandic. "Mas é possível ganhar dinheiro com qualquer coisa, até com lixo. A questão é o volume: se você tem uma lata de lixo ou um aterro sanitário."
Mandic quis dizer que o seu aplicativo (que ajuda a encontrar senhas de redes Wi-Fi) tende a ficar rentável com o crescimento do banco de senhas.
Mapa
www.mapawifi.com.br
Cartum

(*) "Si tan comunista eres quítale la contrasenã al WIFI." Karl Marx

24/06/2014 - Atualizando...

Beijos temerários

Depois de BEIJO, O SLIDESHOW, uma apresentação de beijos da categoria... TEMERÁRIOS.


20 agosto, 2013

Paradoxos tipográficos

Este é um exemplo das experiências tipográficas de Orion José, de Bangalore, Índia:

Galeria

Projetos gráficos que contradizem seus significados verbais.

Visão legal

Em maio de 1954, M. Paul Claussen Jr., 12, residente em Alexandria, Virginia, enviou uma carta a Felix Frankfurter. Dizia que estava interessado em seguir a carreira jurídica e solicitava o parecer do jurista quanto a "algumas maneiras de começar a me preparar ainda na escola secundária".
Ele recebeu essa resposta:
Meu Caro Paul:
Ninguém pode ser verdadeiramente um advogado competente, a menos que seja um homem culto. Se eu fosse você, eu iria esquecer tudo sobre qualquer preparação técnica. A melhor maneira de alguém se preparar para a carreira da lei é iniciar-se nela como uma pessoa lida. Só assim poderá adquirir a capacidade de utilizar o idioma, no papel e no discurso, com o hábito do pensamento claro, que só uma educação verdadeiramente liberal pode dar. Não menos importante para um advogado é o cultivo das faculdades imaginativas, lendo poesia, vendo grandes pinturas, no original ou em reproduções facilmente disponíveis, e ouvindo boa música. Além disso, deve ampliar e aprofundar seus sentimentos, deve experimentar vicariamente, tanto quanto possível, os maravilhosos mistérios do universo, e, por uns tempos, esquecer-se de sua carreira futura.

Atenciosamente,
Felix Frankfurter
Legal Vision, Futility Closet

O matador de mosca

Eis aqui este inefável personagem conforme as concepções dos vários movimentos artísticos de vanguarda:
(do realismo ao minimalismo)

Ver também: MATANDO MOSCAS...

19 agosto, 2013

Onde dorme o gigante

"A irritação do governador paulista com minhas atitudes chegou ao ápice quando revoguei a concorrência nº 02/97 – DPF, consubstanciada no processo 08200007434/97-55, no valor de 170 milhões de reais, de interesse da empresa Tejofran Saneamento e Serviços Gerais Ltda., muito ligada a ele e a seu filho, um certo Zuzinha, que detinha 20% do consórcio. Após ganhar a licitação, essa gente passou a exigir um escandaloso indexador em moeda americana com o obscuro objetivo de reajustar seus preços. Rejeitei a trama lesiva aos cofres públicos."
Renan Calheiros

Acima, o trecho de uma carta (aqui na integra) que o ex-ministro da Justiça Renan Calheiros, enviou ao presidente Fernando Henrique Cardoso, em 19 de julho de 1999, denunciando em linguagem desabrida as pressões do governador Mário Covas, do PSDB, por negócios.
Mas o que tem a ver isso com a possível coleta de fundos para o tucanato paulista?
Simples. A Tejofran está espalhada por todo o governo do Estado de São Paulo, prestando serviços a um número inimaginável de empresas em todos os governos tucanos. Os seus “pequenos contratos”, que já nem eram tão pequenos assim, ficaram imensos e somaram bilhões com Geraldo Alckmin e José Serra.
Ler esta e outras denúncias no Tijolaço.


Aula prática
Prestar atenção como a mídia conduz o noticiário sobre o escabroso caso que veio à tona com as informações da alemã Siemens. Não houve nenhuma indignação dos principais colunistas, nenhum editorial contundente. A principal emissora de TV do País calou-se por duas semanas após matéria de capa da revista IstoÉ, denunciando o esquema de superfaturar trens e metrôs em 30%.
O analfabeto midiático é tão burro que se orgulha e estufa o peito para dizer que viu/ouviu a informação no Jornal Nacional e leu na Veja, por exemplo. Ele não entende como é produzida cada notícia: como se escolhem as pautas e as fontes, sabendo antecipadamente como cada uma delas vai se pronunciar.
Não desconfia que, em muitas tevês, revistas e jornais, a notícia já sai quase pronta da redação, bastando ouvir as pessoas que vão confirmar o que o jornalista, o editor e, principalmente, o “dono da voz” (obrigado, Chico Buarque!) quer como a verdade dos fatos.
Celso Vicenzi, O analfabeto midiático, Blog do Celso Jardim

Limões, limonada etc.



Se a vida lhe deu limões, faça uma limonada. 
Mas tente primeiro encontrar alguém que tenha recebido os outros ingredientes básicos para uma caipirinha.

Uma pessoa desagradável

Uma senhora de 50 anos, mais ou menos, sentou-se numa poltrona de um voo lotado. Mas não queria ficar nela porque havia um homem negro numa poltrona do lado. Mal-humorada, a senhora chamou uma aeromoça e disse: "Eu não posso sentar aqui ao lado deste homem negro". A aeromoça respondeu-lhe: "Deixe ver se eu encontro outro lugar".
Feita a verificação, a aeromoça voltou e disse: "Senhora, não há poltrona vaga na classe econômica, mas vou perguntar ao comandante se há alguma na primeira classe".
Alguns minutos após, a aeromoça voltou e deu a resposta: "O comandante confirmou que há uma poltrona vaga na primeira classe. Mas a política de nossa empresa não permite mudar uma pessoa da classe econômica para a primeira classe, a menos que ela esteja ao lado de uma pessoa desagradável. Bem, como parece ser o caso, o comandante concordou que eu fizesse a troca".
Antes que a mulher pudesse se levantar, a aeromoça fez um gesto para o homem negro e disse: "Assim que o senhor puder pegar seus pertences, teremos o prazer de movê-lo para a primeira classe, onde o comandante quer que o senhor fique para poder se livrar de uma pessoa desagradável".
Os passageiros que estavam nos assentos próximos irromperam em aplausos.
Se você é contra o racismo compartilhe essa história.

18 agosto, 2013

Semáforos turísticos

Pontos famosos de São Paulo, como a Catedral da Sé, o Teatro Municipal e o Edifício Copan, terão a imagem do local nos sinais de trânsito próximos.
Os primeiros semáforos com figuras foram colocados em São Paulo em julho, na frente do Monumento às Bandeiras (imagem) - o famoso "empurra-empurra" -, perto do Parque Ibirapuera.


Outros estão sendo implantados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), órgão subordinado à Secretaria Municipal de Transportes da cidade de São Paulo.
O projeto é inspirado em sinalizações semelhantes de cidades europeias, como Londres, onde alguns semáforos levam a imagem do personagem Sherlock Holmes.
Segundo a CET, os desenhos são elaborados pela equipe técnica do órgão e a plotagem (impressão em larga escala) das imagens é feita no plástico que reveste o luminoso.


Parada obrigatória
Semáforos. Novo design

Como Dino Junior se divertia

:-)
O dino líder

Surpreenda-se com Calcutá

Maravilhoso!
Este vídeo de uma campanha para promover Calcutá:


Ano: 2012

17 agosto, 2013

Picasso e os nazistas

Caricatura de Picasso: veio daqui.
Quando o Homero disse (se é que disse mesmo, nada que se sabe de Homero é cem por cento certo, nem a sua existência) que as guerras aconteciam para serem cantadas pelos poetas, não queria dizer que a arte compensava tudo. Ou queria? Contam que um grupo de oficiais nazistas foi visitar o atelier do Picasso durante a ocupação de Paris e, vendo uma reprodução do seu quadro Guernica, a dramática recriação da destruição daquela pequena cidade pelos alemães na Guerra Civil espanhola, um deles comentou: "Ah, foi você que fez isso, não foi?". Ao que Picasso (◄) teria respondido: "Não, foram VOCÊS que fizeram isso". Por um tortuoso raciocínio homérico se poderia concluir que os alemães foram coautores da pintura.

Extraído da magnífica crônica Compensações, do magnífico Luis Fernando Veríssimo.

Se elogiar, estraga?

Depende da forma.
Fernando Gurgel
"O Malcom Gladwell tem um ótimo livro sobre a superestimação do talento, chamado “Fora de Série” (“Outliers”).
Lá, aprendi sobre A Lei das 10.000 Horas, tempo necessário para se ficar bom em alguma coisa, e que já ensinei pro meu filho.
Se você tem um filho, um sobrinho, ou um amigo pequeno, não diga que ele é inteligente. Diga que ele é esforçado, aventureiro, descobridor, fuçador, persistente.
Celebre o sucesso, mas não esqueça de comemorar também o fracasso seguido de nova tentativa."
Extraído de:
O que acontece quando você fica elogiando a inteligência de uma criança. Autor: Wagner Brenner
A propósito:
O que acontece quando você fica elogiando a performance de um aviador. Autor: PG

Todo mundo é um gênio...

"Mas se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em uma árvore, ele vai passar a vida inteira acreditando que é um estúpido." Einstein


A citação é para lembrar que não devemos medir a nós mesmos (e os outros) com padrões inadequados:

Bônus
Vídeo que mostra um bebê de 22 meses escalando uma parede.

16 agosto, 2013

O jogo do diabo

A Sra. F morre e vai para o inferno, onde o diabo lhe oferece um jogo de azar. Se ela joga hoje, tem a chance de 1:2 de ganhar, se ela joga amanhã, a chance vai ser de 2:3, e assim por diante.
Se ela ganhar, ela pode ir para o céu, mas se ela perder, deve permanecer para sempre no inferno.
Quando ela deve jogar?
A resposta não é clara. Se ela espera um ano inteiro, a sua probabilidade de ganhar sobe para cerca de 0,997268. Nesse ponto, esperando mais um dia, ela melhora suas chances em apenas 0,000007. Mas, ela está apostando uma alegria infinita, e 0.000007 multiplicado pelo infinito é infinito. E um dia a mais de espera conterá (presumivelmente) apenas uma quantidade finita de tormento. Assim, parece que o benefício esperado por uma demora sempre compensará o custo.
"Essa lógica poderia sugerir que a Sra. F deve esperar para sempre, mas é evidente que tal estratégia seria autodestrutiva", escreveu Edward J. Gracely, ao propor este enigma em Analysis, em 1988. "Por que ela deveria ficar para sempre em um lugar, a fim de aumentar suas chances de deixá-lo? Portanto, a questão permanece: o que deve fazer a Sra. F"?


O inferno são os outros...
Hello, Canales, Uma lógica impecável, Ética e trapaças, O adesivo 666, Orai e desconectaiAs temperaturas do Céu e do InfernoO inferno é exotérmico ou endotérmico?

O "eye-phone"

Um kit de exame oftalmológico portátil, criado por cientistas britânicos, está sendo atualmente testado em 5 mil pacientes no Quênia como uma ferramenta que poderá revolucionar a prevenção da cegueira em países de baixa renda.
Também conhecido como Peek (Portable Eye Examination Kit), o kit é composto de um aplicativo móvel e de um clip-on harware que transformam um smartphone em um equipamento utilizável na prescrição de óculos, no diagnóstico da catarata e, até mesmo, no exame de fundo de olho.
Neste vídeo da BBC (em inglês), recomendado pelo oftalmologista Nelson José Cunha, o Dr Andrew Bastawrous, do London School of Hygiene and Tropical Medicine, aparece testando este, digamos, "eye-phone".




Arquivos 20/20
Óculos autoajustáveis, GOOGLE. Projeto óculos, KevinExames de vista pelo celular e Aviões de guerra e lentes intraoculares

Regras da ficção policial

Em 1928, o teólogo e escritor Ronald Knox codificou as 10 regras da ficção policial:
O criminoso deve ser mencionado na primeira parte da história, mas não deve ser alguém cujos pensamentos foram permitidos ao leitor saber.
Todos as intervenções sobrenaturais são descartadas por uma questão de coerência.
Não é permitido mais de um aposento com passagem secreta.
Não podem ser utilizados venenos desconhecidos, nem aparelhos que vão necessitar de uma longa explicação científica no final.
Nenhum chinês deve figurar na história.
O acaso não deve ajudar o detetive nem este deve ter sempre uma intuição inexplicável para o que é certo.
O próprio detetive não deve cometer o crime.
O detetive é obrigado a declarar quaisquer pistas que ele descubra.
O amigo estúpido do detetive, o Watson, não deve esconder do leitor todos os pensamentos que passam por sua mente; sua inteligência deve ser pequena, mas só ligeiramente inferior à do leitor médio.
Irmãos gêmeos e sósias não devem aparecer, a menos que a história tenha sido devidamente preparada para eles.
Greg Ross, Futility Closet

15 agosto, 2013

Impagáveis do PG

-
Se você consegue ler isto, agradeça a seu médico calígrafo.

Não é um dia bom (2)

... quando não aparece um assessor para trazer o ketchup.

(1) da série.

Absinto muito


O absinto foi inventado pelo médico francês Pierre Ordinaire como um tônico de saúde, em 1700. Esse produto, porém, não se popularizou até que houve uma praga nos vinhedos da França. As pessoas geralmente misturavam vinho com a água em um esforço para reduzir a enorme quantidade de bactérias na água potável. Quando a cultura da uva passou a ter problema, e os preços do vinho subiram, as pessoas buscaram outros apresentações de álcool para misturar na água. E o absinto, um álcool destilado da erva Artemisia absinthium e aromatizado com anis, era uma forma barata de purificar a água. Contudo, aqueles que o usavam em demasia notaram um efeito indesejável: alucinações.
Beber absinto floresceu durante La Belle Epoque, quando artistas, poetas e boêmios começavam e terminavam o dia consumindo grandes quantidades de absinto. Muitos deles inclusive se inspiravam nas visões trazidas pela "Fada Verde" (La Fée Verte) durante a apelidada "hora verde". Mas exatamente o quanto disso era ilusão é debatido até hoje. Havia produtores inescrupulosos, que acrescentavam ingredientes venenosos e, às vezes, com propriedades alucinógenas ao absinto. A tujona, um produto químico do absinto, é também causa de alucinações, por exemplo. Mas, na maioria das vezes, não estava concentrada o suficiente para gerar esse efeito sobre os bebedores.
Não, a razão mais provável pela qual o absinto provocava tanto comportamento estranho e visões absurdas era que tinha quase o dobro do teor de álcool do uísque. O absinto, por isso, era regularmente diluído antes de ser bebido. Como a diluição variava de acordo com o gosto do usuário e alguns bebedores de absinto não ligavam muito para isso... Oscar Wilde, supostamente, viu tulipas brotando do seu corpo enquanto caminhava em direção ao sol, após uma noite de bebedeira com absinto. É evidente que ele não diluiu bem a bebida.

Fontes: io9.com e WIKIPÉDIA

14 agosto, 2013

Regras para o mictório masculino

Diante de uma série de urinóis desocupados, você deve escolher o da extremidade distante. Se estiver ocupado, use o da extremidade próxima. Se este também estiver ocupado, procure o do meio.
Evite ficar diretamente ao lado de alguém a qualquer custo. Por exemplo, dados sete mictórios, aqui estão as configurações aceitáveis:
X------
X-----X
X--X--X
X-X-X-X
XXX-X-X
XXX-XXX
XXXXXXX
O oitavo X nunca deve perguntar se alguém está perto de terminar. Deve aceitar o destino e dirigir-se discretamente a um vaso sanitário (desocupado).
Não comece a micção até que o "amigo" esteja satisfatoriamente protegido pela privacidade.
Sempre olhar para a parede quando estiver a urinar. Olhar para baixo significa que você está obcecado ou não sabe o que está fazendo. Olhar para as outras pessoas é ameaçador.
Abrir logo a torneira para o flushing é opcional. Mas deve prestar atenção ao momento em que a água muda para uma tonalidade alaranjada brilhante. Neste ponto, o flushing é obrigatório.
Concluída a micção, balance sem exagero o "amigo".
E afaste-se do urinol só depois que você tenha fechado a braguilha.
Importante - Sempre ofereça ajuda a quem for deficiente visual.


Piss screen
É um jogo eletrônico movido a pipi. Foi implantado com sucesso num banheiro masculino em Frankfurt. No Brasil, é possível jogá-lo da forma simplificada em mictórios tipo calha. Informe-se aqui.

Viva a diferença!


Cine Holliúdy

Filme cearense com legendas vira fenômeno de bilheteria
A comédia "Cine Holliúdy", do cearense Halder Gomes, tornou-se um fenômeno de bilheteria. E nem mesmo precisou estrear em São Paulo e Rio, os maiores circuitos de cinema do Brasil.
Segundo os números do Filme B, portal que analisa o mercado cinematográfico brasileiro, o filme atraiu cerca de 23 mil pessoas no fim de semana de estreia (em apenas dez salas do Ceará), alcançando a maior média de público do período no país: 2.293 espectadores por sala, contra 961 de "Os Smurfs 2", campeão de renda geral e segundo lugar na média.
A comédia filmada por somente R$ 1 milhão foi lançada apenas no Ceará e em três dias foi responsável por 44 por cento do público nos cinemas da capital do Estado, faturando R$ 268 mil. Ainda é cedo para medir o tamanho do sucesso do longa, falado em "cearensês" e legendado em português para facilitar o entendimento do público, mas os especialistas afirmam estar diante de uma produção fora da curva. Fonte: Folha
Pôster oficial do filme
O filme
"Cine Holliúdy” retrata as exibições mambembes de cinema no interior do Ceará na década de 1970, no período em que a popularização da TV começava e ameaçava os cinemas nas pequenas cidades. Nesse contexto, Francisgleydisson, interpretado por Edmilson Filho, resolve lutar para manter viva a paixão pela sétima arte, com criatividade e o humor cearense.
Com um amplo vocabulário do autêntico “cearensês”, humor, referências às artes marciais, história do cinema e do Ceará, Halder Gomes reavivou o cenário e as memórias de sua infância no município de Senador Pompeu, a 275 km de Fortaleza, filmando o longa. "Cine Holliúdy" entrou em cartaz na última sexta-feira (9) no Ceará e, nas próximas semanas, seguirá em exibição em outros estados do país. Fonte: G1
Grato ao colega Nelson Cunha, cearense da gema de Minas Gerais, por ter chamado minha atenção para o lançamento desta fita. Confirmei o motivo de estrear com tanto sucesso na terrinha: é "ispilicute" (pretty cute), quero dizer, é muito bonita.
O trailer oficial



01/11/2013 - Atualizando...
Vídeo da entrevista do ator cearense Edmilson Filho no Programa do Jô. O bate-papo, repleto de risos na plateia, é considerado por Winston Graça como "simplesmente imperdível".

13 agosto, 2013

O martírio de São Cassiano

Cassius de Ímola foi bispo de Bréscia, no século IV e é considerado santo pelos católicos.
Pouco se sabe da sua vida, ainda que relatos, que fazem parte da tradição cristã, convirjam em alguns detalhes sobre o seu martírio.
Foi mestre-escola em Ímola, onde ensinava taquigrafia como forma de ensinar os preceitos religiosos cristãos sem que os seus perseguidores compreendessem o que estava escrito. Como se recusou a fazer sacrifícios aos deuses romanos, foi condenado à morte pelo imperador Juliano, o Apóstata.  E a sorte de São Cassiano foi entregue a seus próprios alunos, que o odiavam pela severidade.
Os alunos vingaram-se, então, torturando-o, preso a uma estaca, e cravando-lhe no corpo os estilos de ferro com que escreviam nas tábuas de cera e madeira.
O seu martírio é lembrado pela Igreja Católica a 13 de agosto e é considerado o patrono dos taquígrafos. WIKIPÉDIA

Martírio de São Cassiano, por Innocenzo Francucci
Hagiologia
São Pixinguinha, Um santeiro cearense e Dez "santos" brasileiros

VIDA. Etapas e significado

Etapas
Jovem - Tem tempo e energia, porém não tem dinheiro.
Adulto - Tem dinheiro e energia, porém não tem tempo.
Velho - Tem tempo e dinheiro, porém não tem energia.


Desfrute a vida com o que tiver no momento. Nunca terá tudo ao mesmo tempo.

Significado




O Dia dos Canhotos, comentado

Fiz uma coletânea dos comentários à postagem de 13/08/2012 - O Dia dos Canhotos. Foram publicadas no Luis Nassif OnLine (onde a postagem foi transcrita), exceto as últimas duas que saíram no blog EntreMentes.
Esta postagem também foi transcrita no Portal Colaborativo GGN.

Seu post foi para o LNOL e foi bem comentado. Deixo aqui o link. O Sr. Paulo é canhoto?
Valquiria Farias
Obrigadíssimo pelo aviso. Respondendo a sua pergunta:
Sou destro, mas preferia ser ambidestro (inclusive no sentido figurado).
Paulo Gurgel
Só não me peça pra usar um desses! (um abridor)
Adriano Nascimento
Não!... Este abridor é o mais fàcil de usar para os canhotos. Experimente inverter a posição da mão ao segurà-lo: em vez de usar os dedos para impulsionar o movimento, use esse músculo da palma da mão, que fica entre o pulso e o dedão... rsrsrs
Roberto Duarte
Um amigo que fez curso de guarda-livros, na Alemanha, contava que por se tratar de profissão em que era imperioso escrever, havia certo período do curso em que todos os alunos passavam meses tendo de escrever com a outra mão - os canhotos, com a direita, os destros com a esquerda. Este amigo aprendeu bem, pois escrevia tranquilamente com uma ou outra mão, além de saber escrever com caracteres góticos, ou mais outros três, bem diferentes uns dos outros.
Ah, e os canhotos do futebol? - Alguém aí vai se lembrar deles?
Antonio Francisco
Atenção, canhotos do Brasil, a Igreja do Bule Voador está promovendo uma cruzada contra nós, canhotos: reaja e diga não ao preconceito contra os canhotos, contra a canhotofobia! Segue o texto convocando para a marcha anticanhotismo:
Ver mais...
Edson Joani
Sou canhoto, negro e de esquerda!
Edu Pessoa
Para um tucano você é o diabo em pessoa .... hahahhahaha
Edson Medeiros
Quando nasci, um anjo torto
desses que vivem na sombra disse:
Vai, Carlos! ser gauche na vida. (Carlos Drummond de Andrade, em "Poema de Sete Faces")
Edson Joani
Quando perguntavam para um amigo meu na faculdade: você é canhoto? Ele respondia: eu e o Einstein!
Edson Medeiros
Sou canhoto de pé, mão e idéias.
Paulo Chacon
Hoje aos 58 anos, completados no último dia 3, ainda coisas caem da minha mão. Quando me oferecem alguma coisa pra pegar não sei se pego com a direita ou a esquerda. Quando minha mãe conseguiu uma transferência para São Paulo, da Companhia Paulista, em Campinas, para a Estrada de Ferro Sorocabana, eu aos 4 anos comecei a ir para a creche da Sorocabana que ficava na estação Júlio Prestes e nas primeiras atividades de pintura, etc. levei muita reguada na mão e não deixavam escrever com a esquerda. Hoje, escrevo melhor com a direita e razoável, com a esquerda, mas a minha vingança é que tenho pelo menos um filho legitimamente canhoto. Parabéns a todos os canhotos e ambidestros.
Afonso Braga
O pior é que eu sou meio canhoto. No caderno escrevo com a esquerda, no quadro, com a direita. Detalhes com a esquerda, força só com a direita. Garfo na esquerda, colher na esquerda. Mouse na direita, lápis-borracha na esquerda, borracha em bastão na direita. Quando era mais novo, salto em distância com a perna direita, salto em altura com a esquerda. Para atirar com revólver, mão direita, para atirar com espingarda, só com o braço esquerdo. Parece que existem outros da mesma espécie, mas não conheço ninguém.
Ernesto Ge
Tem somente uma coisa que faço igual aos direitos: contar dinheiro. Eu trabalhava com um cara que contava dinheiro canhoto, por causa de um antigo acidente, numa das mãos, era mais fácil para ele. Eu so inverti o que ele fazia, pensando que todo mundo fazia assim. Muito tempo depois percebi que eu "tava errado" mas já não dava pra inverter.
Ivan Moraes
Os canhotos são os geneticamente socialistas. Eu sou assim.
Xandão
Meu filho mais velho é canhoto, mas se vira bem com a mão direita pra abrir latas e usar mouse. Quando foi tocar violão não teve jeito, teve que inverter as cordas. Aliás, falando em música e canhotos, Paul McCartney, Ringo Starr e Eric Clapton são canhotos, e Jimi Hendrix e Joey Ramone também eram.
Alan Souza
Meu pai contava que, nos idos de 1940, lá em Alagoinhas-BA, o professor Alcindo Camargo fazia os seus alunos escreverem, uma vez por semana, o Hino Nacional com a mão esquerda para prevenir futuros acidentes coma mão direita (e memorizar o hino).
Raymundo Lins
Pessoal,
Esta de escolher o dia de hoje para "Dia dos Canhotos", uma bobagem, deve ter sido de propósito, de algum canhoto gozador.
Fui obrigado a escrever com a direita, por uma professora ignorante.
Houve um lance em que Dona Marcionília me perguntou:
- Por que você faz isto, escreve com a esquerda?
Da minha candura infantil veio a resposta aguda:
- Porque nasci assim.
Hoje, só faço duas coisas com a direita: escrever no papel de caderno (no quadro-negro vou alternando, conforme o cansaço), além de comer (sem trocar os talheres para cortar), esta uma opção minha, para nãoficar esbarrando nos demais.
E tirei vantagens do meu 'defeito' em alguns esportes, tênis de mesa e sinuca, por exemplo. Não falo de futebol, pois era muito ruim...
Mais recentemente, quando o preconceito amainou, comecei a observar canhotos em ação no dia a dia: creio serem mais de 10%, devem beirar os 20%.
Canhotos do mundo inteiro, uni-vos!!!
Eduardo CPQs
E a palavra canhoto vem de cão, ou seja, quem era canhoto, na Idade Média, tinha parte com o cão, ou seja, com o diabo, segundo as idéias medievais.
JBG
Creio que a maior contribuição para os canhotos foi a invenção da asa da xícara à esquerda.
Wilsoleaks Alves
O aperto de mão de um canhoto é muito mais higiênico.
Nelson Cunha
Genial. Este comentário vai fazer parte de uma coletânea de comentários sobre o Dia dos Canhotos a ser postada por este blogueiro sujo em 13 de agosto de 2013 (hoje).
Paulo Gurgel

12 agosto, 2013

Sobre as Unidades de Polícia Pacificadora

Notícias de um condenado, por Cacá Diegues, Blog do NOBLAT
Graças a um secretário de estado com consciência social e o sentimento do mundo, o Rio de Janeiro adotou uma política de segurança pública com a ocupação permanente das favelas por tropas de policiais militares preparados para isso.
José Mariano Beltrame inventou as Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs, que já ocupam dezenas de comunidades cariocas das quais foram afastados os traficantes de drogas com suas armas de guerra.
Às UPPs devemos a contenção do crime organizado, a queda do número de homicídios nas favelas e o início de um exercício possível de cidadania por parte de sua população.
Bem antes dessa mudança, uma nova geração de moradores tomara consciência de que a favela não era o problema da cidade e sim o contrário — a cidade é que era o problema da favela. E começou a se manifestar em defesa de seus direitos e valores cidadãos, exigindo do estado saúde, educação, saneamento, emprego, segurança, cultura, enquanto prestava serviços diversos às suas comunidades.
Prossiga lendo...


A UPP é uma mentira?, por Ruth de Aquino, ÉPOCA
Só os ingênuos, sem perspectiva histórica ou com má-fé podem proclamar que a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) é uma enganação para inglês ver. Que jovens de 18 anos de berço esplêndido confundam tudo, até entendo. Mas adultos que sobreviveram aos governos Garotinho e Rosinha e à última fase da prefeitura Cesar Maia só têm uma desculpa para dizer que a UPP é uma mentira: a pendenga partidária que desmerece tudo que vier de um adversário político. Quando bandeiras de partidos substituem os valores de nossa consciência, a vida e a inteligência naufragam.
Impossível não lembrar – a não ser que sejamos acometidos de uma amnésia oportunista – o pacote dos ex-desgovernos do Rio: a politização da política de segurança do Estado, os pactos sórdidos com traficantes, o descontrole no número de “autos de resistência” (eufemismo para extermínios nos becos por homens fardados), a absurda mortalidade de jovens favelados em brigas de gangues, o abandono total das favelas, que se espalhavam pelas matas e por áreas de risco.
Nossas favelas eram fortalezas do tráfico e do crime organizado, isoladas por barricadas. Havia o terror imposto aos moradores de bem, o aliciamento escancarado de garotos, a gravidez precoce de garotas encantadas pelos chefões, modelos de “heróis” armados e donos do pedaço. Jornalista só entrava ali após acordo prévio com o chefão ou assumindo risco de morte, como aconteceu com Tim Lopes.
Prossiga lendo...