31 dezembro, 2011

Vem aí 2012

UNS VÃO SE DAR BEM, OUTROS NÃO.
TENHA SORTE.

As resoluções de Ano-Novo de um cão

Terei um tórrido romance com uma vira-lata.
Tentarei entender que o gato é de Vênus e eu sou de Marte.
Não serei mais tolerante com o som de um abridor de latas.
Reservarei algum tempo de minha agenda lotada para cheirar os traseiros.
Procurarei aperfeiçoar os polegares.
Nadarei também no sentido anti-horário.
Invadirei a despensa. Decidirei apenas por mim quando muita comida é muita mesmo.
Não perseguirei mais a maldita vara a menos que as pessoas a joguem.


30 dezembro, 2011

Feriados de 2012

01/01 – Confraternização Universal
21/02 – Carnaval
19/03 – Dia de São José (no Ceará)
06/04 – Paixão de Cristo
21/04 – Tiradentes
01/05 – Dia do Trabalhador
07/06 – Corpus Christi
23/06 - (em Itapiúna)
15/08 – N. Sra. da Assunção (em Fortaleza)
07/09 – Independência do Brasil
12/10 – N. Sra. Aparecida
02/11 – Finados
15/11 – Proclamação da República
08/12- (em Itapiúna)
25/12 – Natal

A rua das rimas

Guilherme de Almeida (*)

A rua que eu imagino, desde menino, para o meu destino pequenino
é uma rua de poeta, reta, quieta, discreta,
direita, estreita, bem feita, perfeita,
com pregões matinais de jornais, aventais nos portais, animais e varais nos quintais;
e acácias paralelas, todas elas belas, singelas, amarelas,
douradas, descabeladas, debruçadas como namoradas para as calçadas;
e um passo, de espaço a espaço, no mormaço de aço baço e lasso;
e algum piano provinciano, quotidiano, desumano,
mas brando e brando, soltando, de vez em quando,
na luz rala de opala de uma sala uma escala clara que embala;
e, no ar de uma tarde que arde, o alarde das crianças do arrabalde;
e de noite, no ócio capadócio,
junto aos lampiões espiões, os bordões dos violões;
e a serenata ao luar de prata (mulata ingrata que mata...);
e depois o silêncio, o denso, o intenso, o imenso silêncio...
A rua que eu imagino, desde menino, para o meu destino pequenino
é uma rua qualquer onde desfolha um malmequer, uma mulher que bem me quer.
É uma rua, como todas as ruas, com suas duas calçadas nuas,
mas correndo paralelamente, como a sorte diferente de toda gente, para a frente,
para o infinito; mas uma rua que tem escrito um nome bonito, bendito, que sempre repito
e que rima com mocidade, liberdade, tranquilidade:
Rua da Felicidade.

(*) Guilherme de Andrade de Almeida, advogado, jornalista, poeta, ensaísta e tradutor, nasceu em Campinas, SP, em 24 de julho de 1890, e faleceu em São Paulo, SP, em 11 de julho de 1969. Eleito para a Cadeira nº. 15 da Academia Brasileira de Letras, na sucessão de Amadeu Amaral, em 6 de março de 1930, foi recebido, em 21 de junho de 1930, pelo acadêmico Olegário Mariano.

Comentários de Marco Antônio Nogueira:
1. O autor resumiu o poema em uma busca incessante pelo seu próprio contentamento. Acaba que a rua dos seus sonhos é construída por ele mesmo. À medida que ele corre atrás da felicidade, a rua se completa. Um melhoramento constante que é fruto do seu próprio anseio. Algo infinito, que depende exclusivamente dele.
2. Comenta-se que GUILHERME DE ALMEIDA fez esses versos para replicar seus adversários, quando era candidato a presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de Direito do Largo são Francisco, que o acusaram de ser um poeta sem rimas. E, por isso, fez A RUA DAS RIMAS.

29 dezembro, 2011

Um calendário para 2012

Doze artistas se reuniram para criar um calendário para 2012, explorando o tema do Apocalipse.
Cada artista ilustrou um mês, óbvias mentes. E eu, como a traduzir minhas renovadas esperanças, selecionei a página de dezembro para ilustrar esta postagem.
Dezembro, hein?!  Notem que eu não estou sendo pessimista.

Veio daqui

Mambo N.° 5

A little bit of...
Link para Lou Bega no YouTube
Isto simplifica as coisas:
Bônus 
Link para Matrix N.º5 no YouTube.

28 dezembro, 2011

O lápis parmesão

Quem já quis comer um parmesão fresquinho ralado sobre uma macarronada sabe como isso pode ser incômodo: precisa encontrar o ralador, posicioná-lo bem, fazer alguma força, tomar conta da ponta dos dedos e tentar não derrubar nada.
Pensando em facilitar a vida do consumidor, (*) a agência alemã Kolle Rebbe usou a imaginação para criar esse curioso kit de parmesão em formato de um grande lápis e que vem acompanhado de seu apontador-ralador.
Como ninguém tinha pensado nisso antes, não é mesmo?

Deu no OhGizmo, via Blue Bus.

(*) Como faz qualquer fabricante de queijo parmesão ralado em saquinhos. À venda num supermercado perto de você.

No balanço da rede


Uma equipe de cientistas suíços e franceses publicou em junho de 2011 um estudo sobre a influência do vaivém de uma rede de dormir no sono. Além de melhorar a qualidade do mesmo, faz com que a pessoa durma mais rápido.
A pesquisa envolveu um grupo pequeno formado por 12 voluntários do sexo masculino. Eles aceitaram tirar uma soneca tanto em uma cama fixa quanto em uma rede e tiveram seus movimentos cerebrais, oculares e musculares monitorados por aparelhos.
As mulheres foram excluídas do estudo por um motivo biológico. O ciclo menstrual pode afetar a monitoração do eletroencefalograma, ou EEG, explicaram os cientistas.
Dois dos 12 homens tiveram que ser descartados da análise final porque o EEG detectou um mau funcionamento em um deles e o outro ficou ansioso demais para dormir no dia em que lhe coube a cama fixa.
Os dez indivíduos restantes, porém, dormiram mais rapidamente em uma rede do que na cama fixa. A sesta de 45 minutos também foi mais profunda, destacou o estudo publicado na revista Current Biology.
"Observamos uma transição ao sono mais rápida em cada um dos indivíduos que estava no modo 'rede'. O resultado sustenta a noção intuitiva de que o sono é facilitado quando associado a este procedimento" de vaivém, disse Michel Muhlethaler, da Universidade de Genebra.
"Surpreendentemente, também observamos um espetacular impulso de certos tipos de oscilações [das ondas cerebrais] relacionadas ao sono", acrescentou.
A etapa de sono intermediária, conhecida como N2, que não inclui movimentos oculares rápidos e frequentemente ocorre na transição para um período de sono profundo, foi mais longa na rede.
"A rede também teve um efeito prolongado na atividade cerebral, aumentando as oscilações mentais e a irrupção da atividade conhecida como eixos de sono. Estes efeitos são consistentes com uma atividade neuronal mais sincronizada, característica do sono mais profundo", destacou o estudo.
Os pesquisadores esperam examinar se o efeito de balançar é similar em períodos mais prolongados de sono, e averiguar se pode ser utilizado para ajudar aqueles que sofrem de insônia.

Referências
Rocking synchronizes brain waves during a short nap
A rede de dormir
E...
PARA ENCURTAR A REDE (E A CONVERSA)

27 dezembro, 2011

A importância do manual de instrução - 2

(enviada pelo colega Nilo Mendonça)
Estava lá o empregado da fazenda de vacas leiteiras lavando e limpando o curral, quando deparou com uma máquina moderna de ordenha.
Curioso, ele começou a apalpar a máquina até que ela lhe chupou um dedo. Mente suja, meio taradão, ele colocou o "bilau" na máquina. E a máquina chupava como uma doida. E ele ali, fazendo aquela cara de prazer até atingir o orgasmo.
Rapidamente, seguiu-se um segundo orgasmo. Na hora em que foi tirar o "pingolim" da máquina, cadê que ele saía? Puxou e nada, e a máquina chupando...
E ele puxava e nada. Desesperado, ele começa a procurar o botão para desligar aquela coisa, e a máquina chupando...
Já todo descabelado, pálido, com as pernas bambas, ele viu a plaquinha ao lado:

DESLIGA-SE AUTOMATICAMENTE AO ATINGIR CINCO LITROS

Ver também: A importância... 1

Imagem do slideshow PAPÉIS TROCADOS

Tecnologias emergentes

Estas cinco tecnologias são aquelas que a IBM considera emergentes, isto é, como tendo o potencial de mudar nossas vidas e as formas como trabalhamos e nos entretemos:
  1. Auto-geração da energia elétrica que consumimos ou de parte dela.
  2. Substituição das senhas por mecanismos de identificação, tais como o reconhecimento facial, ocular ou similar.
  3. Dispositivos que obedecem a nossas mentes.
  4. Redução significativa - inclusive desaparecimento total -  do chamado "fosso digital": em cinco anos, 80% da população mundial terá telefone móvel, por exemplo.
  5. Desaparecimento das mensagens eletrônicas não desejadas  (spans) graças à sofisticação dos filtros ou ao desaparecimento do e-mail, o que ocorrer primeiro.
É bom lembrar que em previsões tecnológicas os futurólogos falham muito.

Vídeo: IBM 5 in 5 - 2011
Ative o recurso CC para que as legendas (em inglês) apareçam no vídeo.

26 dezembro, 2011

Blogueiros mostram suas caras

"A solidão vivifica; o isolamento mata." Abade Joseph Roux, poeta do século 19.

No papel parece uma das piores ideias para um projeto de fotos. Retratos de blogueiros? Deles em seus computadores? Mas as fotos de Gabriela Herman são profundas, convincentes e trazem o drama que se esconde em um passivo de extrema atividade.
O projeto Herman's Bloggers lança luz - normalmente o brilho da tela de um laptop - sobre pessoas e lugares anteriormente pouco expostos. E mostra-nos não só as pessoas por trás dos blogs como também os espaços físicos onde estes são produzidos.
"Eu queria trazer seus mundos íntimos para o público externo", diz Gabriela. "Em última análise, porém, é mais o repensar sobre a nossa forma de experimentar o mundo e o olhar para a maneira como vivemos e gastamos nosso tempo ".
Houve uma época em que os blogs eram o playground exclusivo dos nerds que os faziam manualmente - com cada página em puro HTML. Agora, são milhões de pessoas que leem e escrevem o mundo através deles. Só o WordPress tem mais de 25 milhões de contas.

Ler mais...
Voyeuristic Blogger Portraits Put Faces to URLs, RAW FILE. In: www.wired.com

Sorry, toucans

O jornal britânico "The Guardian" informou em sua edição de ontem (25/12) que o Brasil superou o Reino Unido e se tornou a sexta maior economia do mundo. O levantamento publicado pelo jornal foi feito pelo Centro para Pesquisa Econômica e de Negócios (Centre for Economics and Business Research).
Agora, o ranking das maiores economias é liderado pelos EUA, seguido por China, Japão, Alemanha, França e Brasil.
N. do E.
Em tempos não remotos (2002), o Brasil ocupava o décimo quarto lugar do ranking.
Esta ascensão do país no plano econômico mundial vem sendo acompanhada de uma significativa melhoria da renda nas camadas mais pobres da população.
Ver também...
O "pibúsculo" de FHC e Praeteritorium malorum.
A Privataria Tucana e o Silêncio da Mídia. Vídeo do debate que contou com a participação do jornalista Amaury Ribeiro Jr., autor do livro "A Privataria Tucana" (120 mil exemplares já vendidos), do jornalista Paulo Henrique Amorim, proprietário do blog Conversa Afiada, e do Deputado Federal Protógenes Queiroz, no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé.
A Tucana Privataria, o Filme.

Uma ironia espacial

Os restos do satélite russo Meridiano, o qual não conseguiu entrar em órbita devido a problemas no foguete de lançamento, caíram em Ulitsa Kosmonavtov (улица космонавтов), no vilarejo siberiano de Vogaytsevo, informou neste sábado a TV estatal Rossiya.
Os fragmentos do satélite romperam o teto de uma casa, mas ninguém ficou ferido no incidente. A imprensa russa classificou como "ironia" o fracasso da missão.
Mas onde está essa ironia?
? ? ?
É que Ulitsa Kosmonavtov se traduz para Rua Cosmonautas.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Reproduzida no Luis Nassif Online, esta postagem recebeu, em 26.12.11, o seguinte comentário do leitor Adilson Camacho:
E nem tudo que cai do céu é chuva.... Mais um flanco a ser protegido nesse mundo!!! E a ironia, se houver, é dramática porque as personagens, nós, pouco ou nada sabemos dos scripts que são confeccionados pelos "homens racionais" e suas corridas mercantis ao céu, ao mar, às florestas; agora com a tralha que esse pessoal já jogou pra cima..., e como um dia tudo isso subiu ... Que tipo de "guarda-chuva" usaremos daqui para frente?

25 dezembro, 2011

Natal magro na Flórida

Post to: Hugo Lopes de Mendonça Junior


Bônus - Dez razões por que sabemos que Papai Noel é um homem
1. Veste-se com mau gosto.
2. Nunca responde as suas cartas.
3. As possibilidades de você ganhar o que lhe pede são nulas.
4. A barriga de cerveja.
5. Só assume compromissos para um dia por ano.
6. É obcecado por meias.
7. Ele nunca para em algum lugar para perguntar o caminho.
8. Tem preguiça de tirar a barba.
9. Ele sempre usa as mesmas roupas.
10. Só está disposto a trabalhar onde as pessoas deixam comida e bebida para ele... E depois não lava os pratos.
Fonte: 10 Reasons Why We Know Santa Is A Man, Bits and Pieces

Bônus do bônus - Porque Papai Noel não respondeu a sua carta

24 dezembro, 2011

Acidente com Papai Noel

Se você não recebeu o seu presente neste Natal é porque algo aconteceu ao entregador...


Post patrocinado pelo SEDEX.

Se você não vê movimentos na figura acima, expanda a postagem clicando sobre o link abaixo.

♪Boas Festas♪

Uma interpretação muito diferente das que você conhece para a marchinha "Boas Festas", do baiano Assis Valente. Com a voz e o violão do também baiano João Gilberto, um dos ícones da Bossa Nova (1958-1965), num vídeo que ele gravou em 1997.

"Família é prato difícil de preparar"

-

"Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo. Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. Às vezes, dá até vontade de desistir. Preferimos o desconforto do estômago vazio. Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite. O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. Aquele o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente.
E você? É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo? A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho? Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo. Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. Não há pressa. Eu espero. Já estão aí? Todas? Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza.
Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa.
Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional.
Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada.
O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini; Família à Belle Meunière; Família ao Molho Pardo, em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. Família é afinidade, é “à Moda da Casa”. E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.
Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha. Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.
Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. Muita coisa se perde na lembrança. Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu. O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Aproveite ao máximo. Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.

In: "O Arroz de Palma", de Francisco Azevedo. Texto repassado por Fernando Gurgel Filho.


"O Arroz de Palma"
Primeiro romance a tratar da imigração portuguesa para o Brasil no século XX, "O arroz de Palma", do dramaturgo e roteirista Francisco Azevedo, narra a saga de uma família em busca de um futuro melhor, superando diversas dificuldades.
A obra começa com Antônio, filho de José e Maria, aos 88 anos, preparando o almoço que será servido à família, finalmente reunida após muito tempo. Enquanto combina os ingredientes, vão se misturando em sua mente as histórias que Tia Palma, irmã de seu pai, lhe contava. Mitologias familiares, que gravitam em torno desse arroz e também em torno das dificuldades em se largar uma terra amada por um futuro duvidoso.
No casamento dos pais, em Viana do Castelo, norte de Portugal, seguindo a tradição, o casal saiu da igreja sob uma chuva de arroz. Recolhido por Palma, esses 12 quilos de arroz foram acompanhando a família, sendo fundamentais em vários momentos. Como quando, para tratar da infertilidade da cunhada e do irmão, Palma dá a ele um laxante e depois prepara uma canja com esse arroz. O mesmo que ela presenteia ao sobrinho Antônio no dia de seu casamento. Uma união selada num almoço em que a família serviu esse arroz com bacalhau.
Lançado pela editora Record, a obra tem 368 páginas. portalimprensa.uol.com.br

É um prato tão difícil e tão saboroso que, no Natal do ano passado, depois de algumas discussões meio acaloradas, alguém passou a brincar:
"Olha gente, procurei um belo presente para vocês, um aquecedor daqueles que aparece no filme Parente é Serpente. Infelizmente, esgotou antes do tempo. Não há mais nenhum no mercado."
Claro que todos - que conheciam o filme (os que não o conheciam passaram a conhecer) - quase morreram de rir.
Um Feliz Natal!
FGF

23 dezembro, 2011

Línguas artificiais

VOLAPÜK - Esta palavra, em seus elementos constitutivos, significa fala do mundo. Foi inventada em 1880, na Áustria, pelo sacerdote católico Johann Schleyer, que colheu grande parte do vocabulário na língua inglesa (40%), assim como no grego e no latim, porém criando regras arbitrárias e derivações que deram causa a muitas reservas. O volapük entrou em colapso devido à intransigência do seu autor que não permitia nenhuma modificação de suas regras.
ESPERANTO - A mais bem sucedida das línguas artificiais. Apresenta 10 milhões de falantes (entre fluentes e não fluentes) em todo o mundo. É a língua oficial de algumas organizações. Foi criada em 1887 por Lazarus Zamenhof, médico oftalmologista e filósofo, de origem judaica e radicado em Varsóvia.
INTERLÍNGUA - É uma linguagem científica internacional composta de elementos comuns às principais línguas do mundo ocidental. Teve seu início em 1924, através da International Auxiliary Language Association, e, a partir de 1953, tem sido difundida pelos esforços do Science Service, de Nova Iorque.
INTERGLOSSA - Uma invenção do zoólogo inglês Lancelot Hogben, que foi muito combatida pelos partidários do Inglês Básico. Quanto a este, que foi também proposto como língua internacional (não artificial), trata-se da língua inglesa reduzida a um "esqueleto" de umas mil palavras.

O pálido ponto azul

O dia 20 marcou o décimo quinto aniversário da morte de Carl Sagan, um dos grandes divulgadores da Ciência, com o qual aprendíamos que coisas complicadas podem ser explicadas de forma simples - como em Cosmos.
Estima-se que esta série tenha sido vista por mais de 400 milhões de pessoas, em 60 países diferentes. Ansiosos, aguardamos a atualização da série (prevista para 2012), que será apresentado por Neil de Grasse Tyson.


Comentário de internautas
"Pensar que alguns religiosos ainda afirmam que a Ciência é absolutamente inválida quando se trata das questões da moralidade humana. Este depoimento pessoal do Carl Sagan é de uma supremacia comovente ao dizer que dada a nossa insignificância diante da vastidão do Cosmos, não faz nenhum sentido destruirmos uns aos outros e o nosso frágil e solitário planeta em nome de ambições insignificantes. Esta é a grande lição moral que o conhecimento científico pode nos trazer."
jpdiasengineer

"Dentro de um "pálido ponto azul" fez-se o universo humano. Que é nada em qualquer termo de comparação com o restante do Universo. Somos apenas "poeiras cósmicas", ou seja, nada em termos de tempo de existência e de tamanho. Menor e mais insignificante do que um simples germe em relação a nós mesmos. E tem gente que se acha o máximo."
Fernando Gurgel Filho

Temos um passado

22 dezembro, 2011

Três pra lá, um pra cá

Catarina de Médicis (rainha da França) fez uma promessa que, se algumas preocupações que vinha sofrendo terminassem favoravelmente, ela mandaria um peregrino a Jerusalém. Nessa peregrinação, a cada três passos que ele avançasse, deveria recuar um.
Era duvidoso que a rainha pudesse encontrar um homem:
  1. muito resistente para ir a pé até Jerusalém;
  2. com paciência suficiente para cumprir essa exigência da promessa.
Um súdito de Verberie se ofereceu, prometendo cumprir escrupulosamente o voto da rainha. A rainha concordou e lhe prometeu uma adequada recompensa.
Ele cumpriu o seu compromisso com a maior exatidão, conforme Catarina se assegurou disso através de periódicas informações.

William Granger, The New Wonderful Museum

O Museu das Possibilidades

Um museu é algo que as pessoas logo associam com a preservação e a exposição de coisas antigas. No entanto, o Museum of Possibilities, de Steven M. Johnson, destina-se ao porvir. Reúne ideias que os colaboradores lhe enviam, algumas delas até muito esquisitas, sobre objetos que (ainda) não existem. Mas um dia, quem sabe, podem existir.
Como o "projeto" deste equipamento que pretende tornar mais confortáveis os momentos de um paciente no consultório de seu dentista.

21 dezembro, 2011

Penso, logo cito - 28

Anatole France (1844-1924), escritor francês:

"Os homens brigam com mais frequência por via das palavras. É por palavras que eles matam e se fazem matar com maior empenho."

In: "O Manequim de Vime".

Os desapontadores de lápis

Os lápis, os apontadores, como se relacionam, o que fazer com os toquinhos e as aparas etc. Saibam tudo sobre eles.
E tenham um Feliz Natal!

20 dezembro, 2011

Kim Jong-il (1941—2011)

Como ele vinha sendo acompanhado nas oscilações de seu estado de saúde pela imprensa estadunidense:

Kim Jong ILL     Kim Jong OK

A foto reveladora

A cabine fotográfica estreou em Nova York, em 1925, inventada pelo imigrante siberiano Josepho Anatol. À época, as pessoas faziam fila para terem suas fotos tiradas por 25 cents a tira com oito unidades. Com esta invenção, podiam então ser fotografadas, a qualquer momento, e receber cópias instantâneas. Antes disso, elas tinham que ir a um estúdio, aguardar que as fotografias fossem processadas e, por fim, retornar para buscá-las.
Essas cabines sempre tiveram uma forte presença em Hollywood. "Lonesome", de 1928, foi o primeiro filme em que uma delas apareceu.
A minha cabine fotográfica favorita seria aquela que é mostrada em "Superman III" (1983), com Christopher Reeve. Nesse filme, Clark Kent entra numa cabine exatamente quando um garoto está inserindo suas moedas. E a câmera, em uma sequência de quatro fotos, capta a transformação de Clark Kent em Superman . Mas apenas a última, a que mostra Kent completamente transformado em Superman, é entregue (obviamente) ao garoto.

The History and Progression of the Photo Booth, Green Cheeze's Blog

Bônus da cabine telefônica

19 dezembro, 2011

"A diva dos pés descalços"

Cesária Évora (27 de agosto de 1941 — 17 de dezembro de 2011), também conhecida como "a diva dos pés descalços", foi a cantora de maior reconhecimento internacional de toda a história da música popular de Cabo Verde. Bem sucedida em diversos gêneros musicais, ela foi principalmente relacionada com a morna, um gênero musical cabo-verdiano, e, por isso, era também chamada de "rainha da morna".
Cesária Évora faleceu aos 70 anos, no último dia 17, em Mindelo, sua cidade natal.
Era uma grande fumante (como você pode ver neste vídeo em que a ela interpreta "Sodade") e etilista . Em setembro, a diva havia se aposentado por problemas de saúde, pedindo desculpas a seus fãs. Antes disso, ela se submeteu a uma cirurgia cardíaca (em 2008), sobreviveu a acidentes vasculares cerebrais, e sua morte foi atribuída a esses problemas.

Deixe nevar

O Google continua surpreendendo.
Hoje, se você digitar as palavras "let it snow" na página inicial do famoso site de buscas, flocos de neve começam a cair. Em pouco tempo, a nevasca não permite (de tão espessa) que você leia a página em questão.
É quando surge o DEFROST, o botão de degelar que o Google criou justamente para resolver a situação.
Trata-se de mais um "easter egg" da empresa.

Oops! Não foi bem assim...
Poderá também gostar de ver...
A versão preta do GoogleGooglemania, Um giro no Google e Google Zen.

Objetos deixados em hotéis

Segundo o Travelodge são estes os itens mais comuns de objetos deixados em hotéis:
bachelor party
  • Telefones celulares e acessórios
  • Eletrônicos em geral (como navegadores por satélite, leitores digitais e câmeras)
  • Laptops e videogames
  • Ursos de pelúcia
  • Livros
  • Roupas e artigos de banho
  • Membros artificiais e dentaduras
  • Itens usados em festas de despedida de solteiro
  • Bolsas de mão, malas e pastas
  • Joias

18 dezembro, 2011

Pegadinhas na areia - 2

O Senhor respondeu:
- Os povos da areia sempre andam em fila única para esconder quantos são.

My[confined]Space

Comparar com a versão anterior: Pegadinhas na areia - 1.

Dîner à la table

Nelson Cunha me enviou o vídeo abaixo que mostra dois cães a jantar num restaurante. Por ser longo (dura quase 7 minutos) e não trazer surpresa no final, não é necessário ver o vídeo todo.


Com o tempo poupado, sugiro que os leitores agora acessem esta postagem: ALMOÇO NO CANIL. Há nela um vídeo de referência para que vocês tenham uma ideia de como esses nobres animais, que convivem conosco nos últimos 30 mil anos, estão progredindo muito em etiqueta à mesa.
Bem, cuidemos para não ficarmos atrás.

17 dezembro, 2011

Crianças desaparecidas

Os Conselhos Federal e Regionais de Medicina colaboram para a elucidação de casos de desaparecimento de crianças, apoiando a atuação das autoridades governamentais competentes.
O médico e os profissionais de saúde podem mudar esta realidade.

Colega,
Veja os detalhes desta campanha na postagem 330 do Acta: Médicos em defesa das crianças desaparecidas.

Google Zen

Como andam as preocupações dos internautas:



se eu comesse a mim mesmo eu ficaria duas vezes maior ou desapareceria completamente

Nada para fazer

:-)
In case of nothing to do, Kudelka Cartoons

16 dezembro, 2011

PESQUISA. Sexo na 3.ª idade

IDOSOS TÊM 2 A 3 RELAÇÕES SEXUAIS POR MÊS

O amor-próprio

1 Um mendigo dos arredores de Madri esmolava nobremente. Disse-lhe um transeunte:
- O senhor não tem vergonha de se dedicar a mister tão infame, quando podia trabalhar?
- Senhor - respondeu o pedinte - estou lhe pedindo dinheiro e não conselhos. - E com toda a
dignidade castelhana virou-lhe as costas.
Era um mendigo soberbo. Um nada lhe feria a vaidade. Pedia esmola por amor de si mesmo, e por
amor de si mesmo não suportava reprimendas.
2 Viajando pela Índia, topou um missionário com um faquir carregado de cadeias, nu como um macaco,
deitado sobre o ventre e deixando-se chicotear em resgate dos pecados de seus patrícios hindus, que lhe
davam algumas moedas do país.
- Que renúncia de si próprio! - dizia um dos espectadores.
- Renúncia de mim próprio? - retorquiu o faquir. - Ficai sabendo que não me deixo açoitar neste
mundo senão para vos retribuir no outro. Quando fordes cavalo e eu cavaleiro.
Dicionário Filosófico, Voltaire - Virtual Books Online

Tiveram, pois, plena razão os que disseram ser o amor de nós mesmos a base de todos as nossas ações - na Índia, na Espanha como em toda a terra habitável.
Supérfluo é provar aos homens que têm rosto. Supérfluo também seria demonstrar-lhes possuírem
amor próprio. O amor próprio é o instrumento da nossa conservação. Assemelha-se ao instrumento da
perpetuação da espécie. Necessitamo-lo. É-nos caro. Deleita-nos. E cumpre ocultá-lo.

Frases sobre o amor-próprio
"O amor-próprio é o maior de todos os lisonjeadores." (François de La Rochefoucauld)
"Pode ferir-se o amor-próprio; matá-lo, nunca." (Henry de Montherlant)
"O nosso amor-próprio é muitas vezes contrário aos nossos interesses." (Marquês de Maricá)
"É pelo nosso amor-próprio que o amor nos seduz. Como resistir a um sentimento que embeleza o que temos, que nos restitui o que perdemos e nos dá o que não temos!" (Nicolas Chamfort)
"O amor-próprio é um balão cheio de vento, do qual saem tempestades quando o picam." (Voltaire)
"Os raciocínios do amor-próprio não gozam do crédito das melhores conseqüências." (Camilo Castelo Branco)
"As feridas do amor-próprio só o mesmo amor-próprio as cura." (Jacinto Benavente)
SiteQuente.com
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Paulo,
Você se esqueceu do amor-proprio argentino.
Durante uma transa a menina empolgou-se e disse:
"Ai mi Dios!"
O argentino então corrigiu:
"En la intimidad puedes lhamarme Carlitos."
Nelson Cunha
Nelson,
À época, o amor-próprio de nossos hermanitos ainda não tinha inflado a ponto de mexer com o amor-próprio de Voltaire.
PG

15 dezembro, 2011

Um pedido épico de demissão

Joey era funcionário de um hotel em Providence, no estado norte-americano de Rhode Island. Um dia, ele chegou ao limite da paciência com as condições existentes em seu trabalho e resolveu se demitir.
Convocou uma fanfarra e foi à forra em grande estilo. Está aí o vídeo que registrou sua demissão.


Notícia repassada por Fernando Gurgel Filho. Fonte: Blog da Trip

A toxina da felicidade

:-)
A imagem veio daqui.

Polemizando...
A limitação da expressão das próprias emoções atrapalha na hora de reconhecer as emoções dos outros?
Sim, diz novo estudo.
Não é novidade que pode ser difícil saber o que os usuários de botox estão sentindo. Mas, aparentemente, aqueles com os rostos paralisados têm pouca ideia do que os outros estão sentindo também. Não, injeções de toxina botulínica, até onde se sabe, não afetam o cérebro. Mas, de acordo com um novo estudo, pessoas que usam toxina botulínica, por estarem fisicamente incapazes de reproduzir as emoções alheias, isso acaba afetando sua habilidade de também compreender os sentimentos dos outros. (...)
O texto veio daqui.

14 dezembro, 2011

O cilindro das fotos panorâmicas

Caro colega da Turma Carlos Chagas, aka Turma Andreas Vesalius,
Dentre o material enviado pela REUNIR, relacionado com a nossa inesquecível "Festa dos 40 anos", você deve ter recebido um cilindro contendo duas fotografias panorâmicas.
Talvez esteja enfrentando a mesma dificuldade por que passei para abrir o estojo. Inicialmente, eu apliquei toda a força que meus artríticos dedos permitiram, no sentido de separar a tampa de plástico do cilindro, mas... nada. Pareciam grudados a cola maluca. Arrombar o cilindro, então? Não, nem pensar, pois perderia o continente onde guardar, da forma mais adequada possível, o tão precioso conteúdo.
Para complicar a situação, eu não podia contar com a ajuda do Sr. Mário Valadão, pois este dedicado funcionário do EntreMentes encontra-se atualmente nos Estados Unidos, preparando-se para o UFC.
O supra citado UFC obviamente não é a universidade onde o colega, há 40 anos, concluiu o curso de Medicina. É o Ultimate Fighting Championship.
A sorte foi que eu me lembrei de uma lição da Física. E, com a ajuda de um saca-rolhas, perfurei um diminuto orifício na tampa, o que fez com que o cilindro, graças a uma concessão particular feita pela pressão atmosférica, pudesse finalmente ser aberto.
A propósito, existe uma postagem nos arquivos de EntreMentes cujo título é... Copo, tampa e lacre. O colega veja e me diga se não tem tudo a ver com a solução desse problema.

BLOG TAMBÉM É CIÊNCIA.

Eu tenho um sonho



13 dezembro, 2011

Etc.

Para evitar que algo/alguém fique de fora é que existem:
A hora do pobre
O sexo grupal
A fotografia panorâmica
A mesa-redonda
A sessão pinga-fogo
O coro
O Dia de Todos os Santos
As seguintes expressões: demais autoridades aqui presentes, não vou citar nomes para não cometer omissões, o povo em geral, assim por diante e, por último mas não menos importante, etc.
PG

O pecado original

O cartoon (que saiu no Bits and Pieces) tem um aspecto envelhecido. Chego a pensar que tenha sido desenhado na época em que a história aconteceu.


- Decidi ensiná-la a falar. Que mal pode haver nisso?
Itapiúna - CE

12 dezembro, 2011

Contrex, Contrexéville

Um comercial da água mineral Contrex, muito aclamado na Europa.
A água, cuja fonte se encontra em Contrexéville, no departamento francês de Vosgos, foi descoberta pelo Dr. Bagard, primeiro médico do rei Luis XV.
E a música do comercial, "Comment te Dire Adieu", foi sucesso na voz de Françoise Hardy.


InDICAção de Germano Gurgel

O comercial também poderia ser usado em uma campanha para incentivar a mulherada a malhar.

Alpino foi o fino...

... ao expor os três motivos para não se dividir o Pará:
colunistas.yahoo.net

O castor asiático

O castor é um gênero de roedores semi-aquáticos, da família Castoridae, nativo da América do Norte e da Europa, sendo o único gênero ainda existente dessa família, com duas espécies remanescentes: o C. fiber (castor europeu) e o C. canadensis (castor americano). Todas eles habitam exclusivamente o Hemisfério Norte, exceto alguns castores americanos, que chegaram à região sul-americana da Terra do Fogo, introduzidos artificialmente. Também introduziram-se indivíduos desta espécie em certas regiões da Europa. Com estas exceções, o Castor canadensis habita unicamente a América do Norte, e o Castor fiber, regiões da Europa e da Ásia.
Estes animais são conhecidos por sua habilidade natural para construir diques em rios e riachos que são os seus lares — chamados tocas — criando assim represas que bloqueiam a corrente de água. Para a edificação destas estruturas utilizam principalmente troncos de árvores, que derrubam com seus poderosos dentes incisivos. Apesar da grande quantidade de árvores que devastam, os castores não costumam prejudicar o ecossistema em que vivem; ao contrário, mantêm-no saudável, pois seus diques produzem uma grande quantidade de benefícios; dentre os quais, criam zonas úmidas, ajudam a controlar inundações e eliminam contaminantes da corrente.
Eles contam com quatro incisivos muito fortes e afiados, de cor alaranjada (devido ao esmalte que os endurece), e que servem para roer a madeira com a qual se alimentam e constroem as suas estruturas. Um castor adulto pode cortar uma árvore de 30 cm de espessura em cerca de 15 minutos com os seus poderosos dentes[. Uma vez que estes dentes nunca param de crescer é de vital importância usá-los, constantemente, pois, de outra maneira, os incisivos superiores atravessariam a mandíbula inferior.

Como contribuição ao Wikipédia, onde essas informações foram encontradas, devo acrescentar que o C. fiber da Ásia, por seus dentes incisivos de menor tamanho, porém muito poderosos, mereceria ser classificado como uma espécie à parte. PGCS

11 dezembro, 2011

Impressoras

JAMAIS DEIXE A IMPRESSORA PERCEBER...
... QUANDO VOCÊ ESTÁ APRESSADO.
Bônus - Uma impressora no Islã

BANHO. Mulher X Homem

Mulher
Tira a roupa no quarto e separa as peças delicadamente, sendo que algumas serão colocadas no cesto de roupa suja.
Coloca o roupão e caminha até o banheiro.
Se no caminho encontra o namorado/marido, cobre o corpo e sai correndo para o banheiro.
No banheiro, fecha a porta, tira o roupão e para diante do espelho.
Analisa o corpo. Força a barriga para fora para poder se queixar de que está mais gorda (do que realmente está).
Tira todos os brincos, joias, bijuterias e as deixa organizadamente na pia.
Antes de entrar no box, organiza a toalha para o rosto, a toalha para os braços e pernas, a do cabelo etc.
Abre o chuveiro e aguarda calmamente a água esquentar, espera o ponto ideal.
Lava o cabelo com xampu de abacate/mel com 83 vitaminas.
Repete o processo de lavar o cabelo com o xampu de Camomila com 105 vitaminas.
Enche o cabelo com condicionador pró-ativo de babosa com mais de 100 proteínas e deixa por 15 minutos.
Lava o rosto com uma mistura de pêssego por 10 minutos até que o rosto fique vermelho.
Lava o resto do corpo com sabão de nozes e morango.
Tira o condicionador do cabelo. Este processo leva 10 minutos.
Ela deve estar segura de que todo o condicionador foi retirado.
Depilação de axilas, pernas e a área do biquíni.
Fecha o chuveiro.
Escorre toda a água dentro do box.
Sai do box e se seca com todas as toalhas já mencionadas.
Coloca uma toalha super-absorvente na cabeça.
Passa creme para o rosto, para a barriga, loção para o corpo, perfume, creme para os pés, mãos, bumbum, desodorante etc, etc, etc.
Coloca algumas das joias/bijouterias e pega as outras.
Já morrendo de frio, coloca o roupão e retorna ao quarto.
Se encontra o namorado/marido pelo caminho, se cobre mais ainda e sai correndo para o quarto.
Duas horas depois está vestida.
Homem
Tira toda a roupa enquanto está sentado na cama e deixa tudo jogado pelo piso do quarto.
Sai peladão e cantando até o banheiro.
Se encontra a namorada/esposa pelo caminho, balança o pinto e passa a mão nela.
Entra no banheiro e deixa a porta aberta.
Para defronte ao espelho para ver o físico. Encolhe a barriga.
Revisa o tamanho do pinto. Coça o saco e a cabeça.
Entra no box.
Lava o rosto com o sabão que está na saboneteira.
Se mata de rir com o barulho do pum dentro do banho.
Lava as partes íntimas e redondezas.
Não percebe que deixou pelos no sabão.
Lava o cabelo com o primeiro xampu que vê pela frente.
Não usa condicionador.
Se estiver com tempo faz um penteado punk e sai do chuveiro para ver no espelho como ficou.
Entra de novo no box e dá um mijada lá dentro.
Tira todo o xampu se enxágua e sai imediatamente do box.
Não se dá conta de que todo o banheiro está molhado porque tomou banho com a porta do box aberta.
Se enxuga rapidamente, deixando partes do corpo molhada.
Para outra vez diante do espelho. Contrai os músculos, revisa o tamanho do pinto, coça o saco e balança o cabelo.
Sai do banheiro e deixa a luz acesa.
Volta para o quarto. Se encontra a namorada/esposa pelo caminho, balança o pinto para ela novamente.
Chuta as roupas que estão no piso do quarto para um canto.
Dois minutos depois está vestido.

10 dezembro, 2011

Retratos com palavras


O artista plástico e escritor John Sokol encontrou uma maneira de unir suas duas paixões em uma série de retratos. Desenhando rostos de personalidades, na maioria das vezes retratos de escritores, através da escrita cursiva de palavras que foram tiradas diretamente de suas obras.

Neste exemplo: Ezra Pound - Os Cantos.

O Padre de Trancoso

A sentença
"Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos, esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou, sendo acusado de ter dormido com:
- vinte e nove afilhadas, tendo delas trinta e sete filhos e noventa e sete filhas;
- cinco irmãs, tendo delas dezoito filhas; (1)
- nove comadres, tendo delas trinta e oito filhos e dezoito filhas;
- sete amas, tendo delas vinte e nove filhos e cinco filhas;
- duas escravas, tendo delas vinte e um filhos e sete filhas;
- uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas;
- a própria mãe, de quem teve dois filhos.
Total: duzentos e setenta e cinco filhos, sendo cento e vinte e sete do sexo masculino e cento e quarenta e oito do sexo feminino, concebidos por cinquenta e três mulheres." (2)
Autos arquivados no armário 5, maço 7 da Torre do Tombo. (3)

O perdão
O rei D. João II (4) entendeu, porém, de perdoar-lhe a pena e ordenou que fosse enviado para casa, baseado no fato de "o padre Francisco Costa ter muito contribuído para o povoamento da Beira Alta". (5)

Uma lenda medieval???
(1) Dezoito filhas e nenhum filho com cinco irmãs, isso é compatível com o acaso?
(2) Os sites em geral informam os somatórios errados. Corrigi-os.
(3) Winston Graça diz que vai checar o processo na próxima vez que for a Lisboa.
(4) Em 1487, o ano do perdão, Dom João II era realmente o rei de Portugal.
(5) O padre interpretou a Bíblia ("crescei e multiplicai-vos") ao pé da virilha.
PGCS

09 dezembro, 2011

Solidão


por Fátima Irene Pinto
In: Palavras para entorpecer o coração

Solidão não é a falta de gente para conversar,
namorar, passear ou fazer sexo...
Isto é carência.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de
entes queridos que não podem mais voltar...
Isto é saudade.
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às
vezes, para realinhar os pensamentos...
Isto é equilíbrio.
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe
compulsoriamente para que revejamos a nossa vida. ..
Isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
Isto é circunstância.
Solidão é muito mais do que isto.
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em
vão pela nossa alma....

(repassado por Rosy Mary Macêdo Pinto)
Posts relacionados:
Cotidiano e A solidão é progressiva.
É IMPORTANTE LER OS COMENTÁRIOS.

A Privataria Tucana

Chega às livrarias "A Privataria Tucana", de Amaury Ribeiro Jr. CartaCapital relata o que há no livro
Não, não era uma invenção ou uma desculpa esfarrapada. O jornalista Amaury Ribeiro Jr. realmente preparava um livro sobre as falcatruas das privatizações do governo FHC. Neste fim de semana chega às livrarias “A Privataria Tucana”, resultado de 12 anos de trabalho do premiado repórter, que durante a campanha eleitoral do ano passado foi acusado de participar de um grupo cujo objetivo era quebrar o sigilo fiscal e bancário de políticos tucanos. Ribeiro Jr. acabou indiciado pela Polícia Federal e tornou-se involuntariamente personagem da disputa presidencial.
Na edição que chega às bancas nesta sexta-feira 9, CartaCapital traz um relato exclusivo e minucioso do conteúdo do livro de 343 páginas publicado pela Geração Editorial e uma entrevista com autor. A obra apresenta documentos inéditos de lavagem de dinheiro e pagamento de propina, todos recolhidos em fontes públicas, entre elas os arquivos da CPI do Banestado. José Serra é o personagem central dessa história. Amigos e parentes do ex-governador paulista operaram um complexo sistema de maracutaias financeiras que prosperou no auge do processo de privatização.

Continue a ler a reportagem (que inclui uma entrevista de Amaury Ribeiro Jr.) em CartaCapital.

08 dezembro, 2011

Humor. O estatuto do médico

É direito de todo médico...
Participar de uma reunião social sem ser interrompido por consultas.
Adoecer sem que as pessoas perguntem: "Como é que é, médico fica doente?"
Trabalhar apenas dois turnos de oito horas diariamente, reservando o resto do tempo para os sobreavisos.
Realizar trabalhos de gestão e administração sem ser discriminado pelos colegas.
Não ser cobrado por colegas pelas consultas de seus familiares. (Sem reciprocidade.)
Lutar por mais verbas para a pesquisa da cura da "esmeraldite".
Aposentar-se aos 60 anos com base na "Lei dos Sexagenários", promulgada em 1885.
Lutar pela fusão das associações médicas e de especialidades que tenham anuidades em uma unica e grande "Ordem dos Médicos do Brasil".
Aprender com os farmacêuticos a ler a letra dos outros médicos.
Ser dispensado de prescrever medicamentos com nomes extensos e confusos.
PGCS

Quando se encontram...

O MUNDO DA FANTASIA
E O MUNDO REAL

07 dezembro, 2011

Boas-vindas na blogosfera


À médica, historiadora e escritora Ana Margarida Furtado Arruda Rosemberg (foto) que, desde o último dia 5, vem publicando seus textos em seu recém-criado blog Memórias. Trata-se este de um diário eletrônico de alto nível, com interesses principalmente direcionados para as áreas de História, Medicina, Literatura e França o qual, sem sombra de dúvida, entra para o rol das minhas leituras obrigatórias na internet.
PG

Um emprego na Inglaterra

O endereço abaixo serve para quem pensa em trabalhar como espião a serviço da Inglaterra. Pode parecer brincadeira, porém é verdade.
O órgão público responsável pela contratação é o GCHQ.
O candidato, ao decifrar o enigma, será conduzido a uma página e lá receberá a senha para poder mandar a documentação e ser recebido em entrevista.
Terá, se aprovado, o direito de trabalhar na Inglaterra como funcionário do governo na área da segurança nacional.
Quem sabe algum jovem cearense possa se tornar um "Espião que Saiu do Calor" (parodiando o famoso livro de espionagem de John le Carré, "The Spy who Came in from the Cold")?
Nelson Cunha
www.canyoucrackit.co.uk

O recado do Nelson está dado, leitores. Mas não tentem com o palpite GOD SAVES THE QUEEN, eu já fiz isto por mim vocês e como resposta obtive: incorrect. Portanto, o correto é ir "craqueando" o código do site acima e aí, quem sabe, ajudar a Inglaterra (que já tem o 007) a resolver essa carência em Agente 86.
PG

Barrigas pintadas

Os "pintores de gestação" originaram-se dos "pintores de cara". Migraram para a barriga das grávidas onde a tela é maior/melhor.
Sabem como é, barriga não tem nariz e olhos para atrapalhar.

06 dezembro, 2011

Os motivos para amar a França

Conforme os resultados de uma pesquisa sobre o país feita no exterior:


Estou só repassando...

Batman enfrenta Anúbis


Anúbis era o antigo deus egípcio da morte. O guardião das necrópoles. Representado com a cabeça de um chacal, era o deus que presidia as sessões e os ritos de embalsamamento.
- Santa confiança, Batman! Nessa luta, Chuck Norris teria mais chance...

05 dezembro, 2011

OS 10 MANDAMENTOS. Como surgiram

Deus perguntou aos gregos:
- Vocês querem um mandamento?
- Qual seria o mandamento, Senhor?
- Não matarás!
- Não, obrigado. Isso interromperia as nossas conquistas.
Então, Deus perguntou aos egípcios:
- Vocês querem um mandamento?
- Qual seria o mandamento, Senhor?
- Não cometerás adultério!
- Não, obrigado. Isso arruinaria os nossos fins-de-semana.
Então, Deus perguntou aos assírios:
- Vocês querem um mandamento?
- Qual seria o mandamento, Senhor?
- Não roubarás!
- Não obrigado. Isso arruinaria a nossa economia.
Deus, enfim, perguntou aos judeus:
- Vocês querem um mandamento?
- Quanto custa?
- É de graça.
- Então manda DEZ!
Fonte: Internet

30/04/2013 - Atualizando...
VÍDEO em que George Carlin reduz os DEZ Mandamentos para DOIS.

And so on

Mike Tyson é mais uma celebridade que se rende aos encantos de "The Girl from Ipanema", de Mr. AC Jobim.

Do ringue do boxe para o suingue da canção

Outros antigos e novos "ipanemaníacos": Frank Sinatra, Nat King Cole, Stevie Wonder, Andy Williams, Ella Fitzgerald, Cher, Amy Winehouse and so on. Tudo no YouTube.

O calcanhar de Aquiles

Na mitologia grega, Aquiles foi um herói da Grécia, um dos participantes da Guerra de Troia e o maior guerreiro da Ilíada, de Homero.
Lendas posteriores (que se iniciaram com um poema de Estácio, no século I d.C.) afirmavam que Aquiles era invulnerável em todo o seu corpo, exceto no calcanhar. Foi pelo calcanhar que sua mãe Tétis o segurou, quando Aquiles nasceu, ao mergulhá-lo no rio Estige com a intenção de fazê-lo imortal.
Sua morte teria sido causada por uma flecha envenenada que o atingiu exatamente nesta parte do corpo. Uma flecha atirada pelo príncipe Páris e guiada pelo deus Apolo. Conseguindo Páris, nesse ato, vingar-se da morte de seu irmão Heitor e, simultaneamente, da morte de Tenes, filho de Apolo.
Daí a origem da expressão "calcanhar de Aquiles" quando se quer indicar o ponto fraco de alguém.

Broken string

Woke up just morning and saw this on the guitar. Arghh... the D string has snapped!
Now it needs to be replaced...
Time for surgery.

A quarta corda (de Ré) é o calcanhar de Aquiles do violão. Algum violonista duvida?

04 dezembro, 2011

Pais "protetores" - 5

A partir da terceira postagem o tema virou uma seção do Blog. Hoje apresento quatro desses pais, no momento em que eles disputam a prova final de um esporte ainda sem nome. Poderia ser chamado de lançamento de bebê.
Um deles é hors concours.

+ Pais "protetores": 1, 2, 3 e 4.

03 dezembro, 2011

Garota

O violão fica enorme com relação a seu pequeno corpo. Também pudera: ela tem apenas cinco anos de idade!
É norte-coreana, chama-se Kang Eunju  e vem surpreendendo o mundo por seu virtuosismo.


Pós-escrito
Em 08/12/11, Nonato Albuquerque fez referência a esta postagem em seu blog Gente de Mídia.

Dia do casamento. Superstições

As superstições relativas ao dia do casamento são quase tão velhas quanto o próprio casamento. Uma delas é a de que os noivos não podem se ver no dia do casamento. Devem aguardar o começo da cerimônia.

A imagem veio daqui.

Para rir ou para levar a sério: mais superstições do gênero.

Você tem experiência?

Num processo seletivo de admissão a uma grande empresa no Brasil, os candidatos deveriam escrever sobre...
Você tem experiência?
Eis a redação desenvolvida por um deles:
"Já fiz cosquinha na minha irmã para ela parar de chorar. Já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto. Já conversei com o espelho e até já brinquei de ser bruxo. Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista. Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés para fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido. Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, Já me cortei fazendo a barba apressado. Já chorei ouvindo música no ônibus. Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer. Já subi escondido no telhado para tentar pegar estrelas. Já subi em árvore pra roubar fruta. Já caí da escada de bunda. Já fiz juras eternas. Já escrevi no muro da escola.Já chorei sentado no chão do banheiro. Já fugi de casa para sempre e voltei no outro instante. Já corri para não deixar alguém chorando. Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado. Já me joguei na piscina sem vontade de voltar. Já bebi uísque até sentir dormente os meus lábios. Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar. Já senti medo do escuro e tremi de nervoso. Já quase morri de amor, mas renasci novamente para ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua. Já gritei de felicidade. Já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas era um 'para sempre' pela metade. Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol. Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.
Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração.
E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: 'Qual sua experiência?'.
Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência...experiência...
Será que ser 'plantador de sorrisos' é uma boa experiência?
Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:
Experiência? Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova?

Fonte: web (autor desconhecido)

02 dezembro, 2011

Façam suas apostas

O industrial e jogador John "Bet-a-Million" Gates estava um dia almoçando com John Drake, cuja rica família tinha fundado a Drake University.
Gates propôs uma aposta. Ele mergulhou um pedaço de pão no café e colocou-o em seu prato.
"Você faz o mesmo", disse ele, "e o apostador ganha mil dólares por mosca que o seu prato atrair, concorda? "
Drake concordou e perdeu 11 mil dólares.
Gates fez este tipo de aposta depois, muitas vezes, e ganhou em todas. Suas vítimas nunca notaram que ele adicionava muito açúcar (seis colheres de chá) em seu café.

The Fly Game, Futility Closet

Passatempos recomendados
Assistir ao slideshow MATANDO MOSCAS... e, se preferir algo mais higiênico, contar jumentos na estrada enquanto passeia de carro.

Outra voz


"Foi comido o fruto da última estação
E o animal satisfeito chutará o balde vazio
Porque as palavras do passado pertencem ao passado
E as palavras do futuro esperam outra voz."

Trecho traduzido de Little Gidding, o quarto dos poemas de "Four Quartets", do norte-americano T.S. Eliot. Publicados inicialmente separados, cada poema está associado a um destes quatro clássicos elementos: ar, terra, água e fogo.

01 dezembro, 2011

Fado é patrimônio da humanidade

Decisão aprovada
Foram precisos pouco mais de cinco minutos para que a decisão do comitê da UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Ciência e Cultura, reunido em Bali, na Indonésia - fosse tomada por unanimidade (os 23 delegados presentes – faltou apenas um – votaram a favor), com grandes aplausos, contou o musicólogo Rui Vieira Nery, presidente da comissão científica da candidatura.
A partir de 27/11/11, o fado não é apenas a canção de Portugal, a canção de Severa, Marceneiro, Amália, Carlos do Carmo, Camané, Ana Moura e Carminho - é um tesouro do mundo. Um tesouro que fala de Portugal, da sua cultura, da sua língua, dos seus poetas, mas que também tem muito de universal nos sentimentos que evoca: a dor, o ciúme, a solidão, o amor.
Fonte: Público
Raízes brasileiras?
Segundo alguns especialistas, a canção portuguesa mais tradicional, espalhada pelo mundo por Amália Rodrigues, teria raízes brasileiras. (1)
"Havia a dança do fado no Rio de Janeiro, que foi trazida quando a corte portuguesa que acompanhou D. João VI ao Brasil retornou a Portugal", afirma Sara Pereira.
Outros, porém, contestam essa origem brasileira, defendendo que o fado já tinha surgido no interior de Portugal, bem antes do episódio da transferência da Corte para o Brasil
Seja como for, a verdade é que as relações do fado com o Brasil têm sido estreitas. Amália Rodrigues gravou o seu primeiro disco no Rio de Janeiro. Em 1961, depois de casar com o brasileiro César Seabra, foi morar durante um período no Brasil. Um de seus grandes sucessos foi a transformação em fado da música sertaneja Mãe Preta, criada por Piratini e Caco Velho.
Caetano Veloso, na música Língua, cita a fadista portuguesa Maria da Fé. (2)
Além desses nomes famosos, (3) há outros fadistas no Brasil, cujo trabalho está sendo reunido como consequência do processo de candidatura a patrimônio, num trabalho realizado pelo Museu do Fado.
"Estamos neste momento trabalhando com algumas pessoas no Brasil para reunir a história do fado no século XX no território brasileiro. Há um espólio enorme de fadistas que viviam em Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Belém do Pará e Porto Alegre", conta Carlos do Carmo, o segundo fadista vivo com mais discos vendidos.
"São portugueses que emigraram e não são conhecidos em Portugal. Temos já 50 a 60 fados feitos no Brasil por gente muito interessante", acrescenta.
N. do E.
(1) O pernambucano Antônio Maria, jornalista e compositor, era um dos que tinham tal opinião.
(2) Caetano também compôs o fado Os Argonautas.
(2) Certamente incluídos o brasileiro Chico Buarque e o moçambicano Ruy Guerra, autores de Fado Tropical.



Uma noite guiada em Lisboa pelo "Fado das Horas"
O realizador Diogo Varela Silva aceitou um desafio do Público e deambulou pelas casas de fado de Lisboa durante uma noite para captar a marcha do tempo através do Fado das Horas. Uma viagem pelos recantos da cidade que dão vida ao fado. Aqui.

Segundo

POR CAUSA DE UM MÍSERO SEGUNDO COMO CHEGAR EM SEGUNDO LUGAR NUMA CORRIDA DE FÓRMULA-1 SEGUNDO RUBENS BARRICHELLO

Onde posso encontrar este ensaio?
Dizem que é muito longo e incompreensível, mas eu não tenho pressa...
PG
O SEGUNDO no Preblog.