31 março, 2010

Exagerada

É comum a ave cuidar bem de seus ovos. Agora, igual a esta (na figura), francamente...
Em se tratando de proteger os ovos, pode-se dizer que a ave exagera.

Apenas quando deixa o ninho é que eles ficam meio soltos.

Pro bebê não chorar

Não é por ter obtido sucesso no Brasil, desde 1937, que a marchinha "Mamãe eu quero" é lá grande coisa. Nem por ter feito carreira internacional, após ter sido gravada em 1940, pela inesquecível Carmen Miranda, no filme "Serenata tropical". Composta por Jararaca e Vicente Paiva, a velha marchinha assiduamente retorna ao carnaval-nosso-de-cada ano. Junto com as indigestas "Cabeleira do Zezé", "A pipa do vovô", "Pó de mico", "Roubaram a mulher do Rui" e, argh... a "Marcha da cueca".
Se bem que, considerando-se as outras, "Mamãe eu quero" é ainda a "melhorzinha" delas. Pronto, fim do meu azedume. Mas, a propósito, o que será que existe por aí em matéria de chupeta... pro bebê não chorar?


30 março, 2010

A ilusão da livre escolha



07/05/2013 - Atualizando...
"Leve um homem e um boi ao matadouro: aquele que berrar é o homem, mesmo que seja o boi." Torquato Neto

Uma jornada virtual através da Ciência

Benvindos ao Trailblazing, uma linha do tempo interativa à disposição dos interessados em Ciência. Compilado por cientistas, comunicadores e historiadores, o website foi criado para comemorar, em 2010, o aniversário de 350 anos da Sociedade Real de Londres (The Royal Society of London for the Improvement of Natural Knowledge).
Nele estão inseridos 60 artigos (selecionados em uma relação de 60 mil) dos papers publicados pela Royal Society, entre 1665 e 2010, nas áreas de Astronomia, Biologia, Ciências da Terra, Física, Matemática e Química. E tendo como autores dos trabalhos selecionados: Boyle, Newton, Leewenhoeck, Halley, Franklin, Bayes, captain Cook, Jenner, Volta, Davy, Dalton, Joule, Faraday, Lister, Maxwell e Hawking, entre outros.

29 março, 2010

A ponte dos cães suicidas

Em um pequeno povoado chamado Milton, que fica no condado de Dumbarton, no oeste da Escócia, existe uma misteriosa ponte de estilo vitoriano que tem atraído o interesse de cientistas, charlatães e parapsicólogos oportunistas. Nos últimos 50 anos, dezenas de cães, seduzidos por um inexplicável e incontrolável apelo suicida, já têm saltado dessa ponte para a morte.
Teorias cercam o mistério da ponte dos kamikazes caninos. Que abrangem desde a atuação de forças sobrenaturais, cuja ocorrência local é explicada à luz da mitologia celta, até estranhos magnetismos ou campos de energia que, emanando de suas pedras importadas, confundem o hipersensível sistema de orientação dos cães, forçando-os a se suicidarem.


Leia o artigo completo em Kurioso.

28 março, 2010

Cinquenta mil acessos

Neste domingo, por obra e graça de seus leitores, EntreMentes atingiu a marca dos 50 mil acessos, computados a partir da criação do blog. Muito obrigado a todos vocês.

Um gato de guarda

Um urso pardo ronda uma casa em Quebec, Canadá, em busca de comida. Não se intimidando com o tamanho do intruso, o gato da casa avança sobre ele para defender o lar. E consegue expulsar a fera para a floresta.
A cena foi filmada pela dona da casa em seu celular.



- VOCÊ É GRANDE MAS NÃO É DOIS!

27 março, 2010

A paquera na blogosfera

:-)

Uma caixa para dormir

Criada pelos arquitetos Goryainov e Krymov, da Arch, e chamada de Sleepbox, é uma caixa de quase 4 m² a ser colocada em espaços públicos, estações de trem e aeroportos para o usufruto de viajantes esgotados.
Sleepbox permitirá, a quem for utilizá-la, momentos de descanso ou de sono tranquilo. Usando o tempo que se evitou perder à procura de um hotel na cidade.
Em seu interior, o usuário encontrará: uma cama (com um espaço abaixo para pôr as malas), sistema de ventilação, alerta sonoro, televisão LCD incorporada, WiFi, plataforma para um notebook etc. Detalhes estes que estão no Obvious, o website que divulga a tal caixa para dormir.
No Brasil, é incerto se os passantes vão deixar que o usuário desfrute o sono dos justos.

26 março, 2010

Lapsos de memória

É das piores a minha memória fisionômica. E, com muita frequência, me vejo em situação desconfortável quando alguém me aborda para uma interlocução. Conheço ou não conheço aquela pessoa toda prosa, ali postada à minha frente? Sim, devo conhecê-la, mas... de onde? qual o seu nome? Aí, fico ora fechado em copas, ora a comentar generalidades que não deixem a descoberto o meu lapsus memoriae. Na esperança de que, a qualquer momento, apareça uma pista que me leve a tratar o interlocutor pelo nome.
Ao menos isso. Pois nada é mais doce do que ouvir o nosso nome da boca de outrem. Essa frase, provavelmente dita por Mel Brooks, constitui uma grande verdade. Não adianta você ser amável, puxar um papo legal, se não sabe tratar o outro pelo nome. E fica meio esquisito pedir uma nova apresentação.
Dou exemplos de umas pistas que, por vezes, me socorrem: um remédio que obrou milagre (ah, é paciente), uma crônica que viu no jornal (ah, é leitor), uma plenária no sindicato (ah, é colega), um conselho para me cuidar (ah, é minha mãe). Exagero, leitor. Até o momento em que redijo estas linhas ainda não passei pelo último vexame.
Sou levado a apanhar um pouco mais da memória quando encontro alguém fora do contexto habitual. Mas acredito que isso não aconteça apenas comigo. Reconheceria você se encontrasse: o seu açougueiro num restaurante vegetariano? o seu confessor num cabaré? o seu personal trainer num spa?
Sem ser masoquista, apanho ainda mais quando é alguém do sexo oposto. Tantos são os recursos que a mulher usa para se embelezar e que a deixam muito diferente. Penteados, maquiagem, lentes de contato coloridas, lipoescultura etc. Ah, só a voz é que continua a mesma (como dizia um anúncio na TV). Após o que fico eu pensando que sou mesmo um inepto para a arte da galanteria.
Parafraseando Terêncio, eu diria que tudo que é humano me é estranho. O nordestino tem um nome para isso: "ariado" (com origem em "alheiado"), que é como eu fico em muitas dessas situações. Longe de ser uma vantagem, constitui o fato um handicap. Eu nunca poderei ser um relações públicas, por exemplo. Político, nem pensar. A não ser biônico, vice ou suplente de senador.
Já notei que duas coisas conseguem me avivar a memória. Uma é receber uma advertência pela má memória. O que me faz caprichar na memorização fisionômica da pessoa para que o problema não mais se repita. A outra é ver a pessoa, ainda que a conheça apenas de vista, metida em alguma confusão...
Diabéisso? Serei eu um filho natural da Candinha?
PGCS

31 maio 2015 - Nem tudo está perdido
As memórias apagadas por uma amnésia não se perdem para sempre, mas ficam apenas inacessíveis e podem ser recuperadas, de acordo com uma nova pesquisa publicada nesta quinta-feira, 28, na revista Science. Em um experimento com camundongos, os autores do estudo conseguiram fazer com que os animais recuperassem memórias que haviam sido apagadas.

25 março, 2010

Um segredo de alcova

Graças ao trabalho incansável de um repórter fotográfico foi possível desvendar um mistério que se relacionava com a vida dos pés: como é que eles se reproduzem?
A série de imagens abaixo apresentadas, resultado de seu trabalho fotográfico, mostra que não é de uma forma muito diferente de como fazem os seres humanos.


Para não ferir a sensibilidade de algum leitor mais sensível, exclui a imagem das preliminares em que o macho dessa espécie fazia cócegas na fêmea com uma pena de pato (PGCS).

24 março, 2010

Ferramentas

Não sei como alguém consegue trabalhar com um computador que não tenha todas estas ferramentas à disposição!

Prendedores de roupas

Se você pensa neles apenas como acessórios a serem usados quando vai secar suas roupas, então é hora de mudar este conceito.


23 março, 2010

Branca de Neve com maçãs


Algumas cenas do famoso filme "Branca de Neve e os Sete Anões", de Walt Disney, foram recriadas com maçãs pelo artista Prudence Staite. Nesse trabalho, Prudence usou 14 tipos de maçãs para expressar as diferentes cores, formas e texturas das cenas reproduzidas.
Selecionei um trabalho que mostra que a maçã não deixou nenhum tipo de trauma na moça.

Todo dia...

Um irlandês, um mexicano e um português estavam trabalhando na construção de um edifício de 20 andares.
Eles começaram a abrir suas marmitas para almoçar e o irlandês disse, irritado:
- Bife com repolho de novo! Se eu abrir essa maldita marmita amanhã e encontrar bife com repolho me jogo desse prédio!
O mexicano abriu sua marmita e gritou:
- Burritos de novo! Se amanhã meu almoço também for burritos, me jogo daqui!
O português abriu a sua e disse:
- Sardinha de novo! Se meu sanduíche amanhã for de sardinha, eu me jogo também!
No dia seguinte o irlandês abriu sua marmita, viu o bife com repolho e pulou para a morte.
O mexicano abriu sua marmita, viu os burritos e pulou também.
O português abriu o sanduíche, viu que era de sardinha e também se jogou do prédio.
No enterro, a mulher do irlandês chorava sem parar, dizendo:
- Se eu soubesse o quanto ele estava cansado de comer bife com repolho, eu nunca mais teria posto isso na marmita dele!
A mulher do mexicano também chorava:
- Eu poderia ter feito tacos! Não percebi o quanto ele estava odiando comer os burritos!
Todos se voltaram e olharam para a esposa do português:
- Ei, não olhem para mim. Ele sempre fez seu próprio almoço!

Atribui-se a Dom João VI esta frase: "Nem sempre galinha, nem sempre rainha". Depois dessa anedota (que circula na internet) podemos parafraseá-la para: "Nem sempre galinha, nem sempre sardinha".

Itapiúna - CE

22 março, 2010

Onde fica?

:-)

A Terra crescente

Esta bela fotografia da Terra foi obtida a partir da nave espacial Rosetta, da Agência Espacial Europeia.
A nave Rosetta está em missão para interceptar o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, o que acontecerá apenas em 2014.
A parte brilhante da imagem corresponde ao Polo Sul.

21 março, 2010

Dó, Ré, Mi...

Sancte Iohannes
UT queant laxis
REsonare fibris
MIra gestorum
FAmuli tuorum
SOLve polluti
LAbii reatum

Sancte Iohannes, o hino de São João Batista (do século VIII), já foi utilizado como um método de ensino musical, entoando-se cada verso uma nota acima da do verso anterior. Com a modificação de ut para do, surgiram os nomes pelos quais, até hoje, são designadas as notas musicais. Esclareça-se ainda que, na música medieval, raramente se usava a nota si, cuja designação não provém dos versos, mas das iniciais do nome do hino.
Duas outras canções, presentes no imaginário infantil das últimas gerações, também se utilizam de recursos mnemônicos para ensinar a escala musical.

Dó-Ré-Mi
Da trilha sonora de "A Noviça Rebelde", um musical de grande sucesso na Broadway, em 1959 e anos seguintes, e que depois foi transformado num filme (The Sound of Music), estrelado por Julie Andrews em 1965.



DÓ - domingo, um lindo dia
RÉ - reluz, é ouro em pó
MI - é assim que chamam a mim
FÁ - é fácil decorar
SOL - o grande amigo sol
LÁ - é bem longe daqui
SI - indica condição
Depois disso vem o DÓ.
(a letra numa das versões brasileiras)

Minha canção
Uma letra colocada por Chico Buarque, em 1977, em uma das músicas da peça teatral "Os Saltimbancos", de Sergio Bardotti, e que depois fez parte da trilha sonora de "Os Saltimbancos Trapalhões".


DOrme a cidade
REsta um coração
MIsterioso
FAz uma ilusão
SOLetra um verso
LAvra a melodia
SIngelamente
DOlorosamente
DOce é a música
SIlenciosa
LArga o meu peito
SOLta-se no espaço
FAz-se certeza
MInha cançao
 RÉstia de luz onde
 DOrme o meu irmão.

Um (b)elo achado

Um dos mais populares aparelhos de ginástica e condicionamento físico é a esteira e um dos mais antigos meios de transporte é a bicicleta. A canadense Bicycle Forest, sediada no estado de Ontário, combinou os dois produtos e criou a Treadmill Bike, uma inovação que promete, segundo o fabricante, revolucionar a prática de exercícios e a forma de transporte.
Basicamente, é uma esteira de exercícios com rodas e guidão. Isso significa que, quando você anda na esteira, se desloca realmente do lugar em que está.

Revista PEGN, via Nelson Cunha
(com a sugestão de que eu faça um test drive no Parque do Cocó)

20 março, 2010

Uma luta assimétrica



O terrível Fry Spider prepara-se para atacar o indefeso Ketchup Insect.

- Sabe o que vai acontecer?
- Vai correr sangue, aliás, ketchup.

Como se calcula o volume de uma pizza


Não é difícil.

Volume = pi . z . z . a

Sendo:
pi a constante 3,1416, z o raio da pizza (duas vezes para equivaler ao diâmetro) e a sua profundidade.


Felizmente, pizza não teve o seu nome aportuguesado para "píteça" (rever a crônica de ontem). Teria sido cruel para a mnemotécnica.

19 março, 2010

A CPI da pizza

São tantas as irregularidades relacionadas com o famoso prato que urge a instalação de uma CPI. Para averiguar até onde, no rol das denúncias surgidas, alguma delas tem fundamento. A começar de que estaria, depois de tantos anos no Brasil, ainda resistindo ao aportuguesamento do nome. Se bem que a grafia "píteça", como alguém já sugeriu, não seja muito de encorajar a mudança. É sensaborona, com risco de transmitir o indesejável atributo ao prato que pretende designar.
Só flancos, atacam a pizza por todos os lados. Ajudados pelo fato de ela já chegar cortada à mesa de refeição. Agora, por que a dividem em pedaços desiguais, se isso só serve para privilegiar os comensais mais rápidos? Bem, aplicar a lei de Gerson é preciso, pode ser a resposta.
Quem come escargot e caviar é gastrônomo, e quem come pizza? Diz-se que não passa de um reles comedor, equiparado ao farofeiro de praia (cujo nível é o do mar, claro). Pois não há sofisticação alguma em se pedir uma quatro-queijos, besuntá-la de mostarda e ketchup e, na sequência, perpetrar o pior: fazê-la descer, goela abaixo, na companhia de uma coca-cola.
A propósito, como explicar também o não aparecimento, até hoje, de uma pizza na versão diet?
É lastimável que o Instituto do Peso e Duas Medidas se mantenha omisso em assunto de sua competência. E não tenha dado a palavra final sobre o tamanho dos discos. Sabendo que estes, deixados ao alvedrio dos donos das pizzarias, tendem ao gradual encolhimento. De sorte (?) a acontecer o seguinte: "gigante" virar "brotinho", "brotinho" virar... canapé - e sem que se detecte o menor remorso neles! Enquanto nós, os come-pizzas, espichamos o dinheiro.
A entrega domiciliar é um caso (de polícia) à parte. Não poucas vezes, a pizza vem gelada e a cerveja, quente. Se é isso em obediência à lei da compensação, ora, dispensamos o cumprimento da referida lei. Como também pedimos que, haja o que houver, não vá o entregador além das pizzas. Significando isto resistir à provocação de mulher que, na ausência do marido, entende de priorizar o sexo sobre o estômago.
Por essa e anteriores, bem que o mafioso prato está a merecer uma CPI. Mas, se possível, que não acabe em pizza.

Crônica publicada, em 05/04/94, na seção Cartas, do jornal Diário do Nordeste e, em 17/04/94, no Jornal do Leitor, de O Povo.

18 março, 2010

Ao frigir dos ovos

O Herald Daily teve a interessante ideia de representar graficamente os principais países do mundo em função de suas áreas e populações.
Para representar cada país o site usou a imagem de um "ovo frito". Sendo: o tamanho da clara relacionado com o de sua área; o tamanho da gema, com o de sua população.


Assim que constatei um erro na área do Brasil (anotada na figura como sendo de 3,2 MIL SQ KM), enviei ao site esta mensagem:
Land mass of Brazil is wrong. It is about 8.5 MIL SQ KM.
Population (192,034,000 people) is correct.
I request you a new graphic representation to Brazil. Thanks.
A solicitação ainda não foi atendida.

17 março, 2010

Leite mugido


Um modelo de utensílio especialmente criado para quem vive nas urbes, mas ainda tem saudade dos úberes lá do campo.

Tédio no trabalho

Está aborrecido com o trabalho? É muito monótono? Não é do tipo em que se mata um leão por dia?
Aproveite então para matar o tempo... matando algo diferente, ora bolas!


16 março, 2010

Carlos Maurício de Castro Costa

Ao ler o Blog do Marcelo Gurgel, eu tomei conhecimento da morte, ocorrida ontem (15/03/10), do Prof. Dr. Carlos Maurício de Castro Costa, o colega Carlos Maurício, que fez parte da minha turma de graduação em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), no ano de 1971.
Com formação pós-graduada (Especialização, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorados) em Louvain / Leuven, na Bélgica, Carlos Maurício era Professor Titular de Neurologia e Neurofisiologia da UFC. Foi um dos pioneiros no estudo da dor no Ceará e detinha vasta experiência na área da Medicina, com ênfase em Neurologia, e com atuação nos seguintes temas: HTLV, Comportamento Experimental e Dor Neuropática.
Ex-seminarista, conhecedor de doze idiomas (sendo fluente na maioria deles), Carlos Maurício era também um grande apreciador de música erudita. Um de seus irmãos, o Francisco Claudio, é um inigualável violonista que temos no Ceará.
Por longos seis anos, fomos colegas no curso que nos graduou em Medicina. E, por décadas, moramos em bairros vizinhos de Fortaleza - Parque Araxá (sua família) e Otávio Bonfim (minha família). Essas duas situações deram ensejo a que eu me tornasse um profundo admirador de Carlos Maurício, de suas excepcionais qualidades humanas e por tudo que ele representou para a ciência e a cultura em nossa terra.
Transcrevo, ainda, esta mensagem de pesar que Marcelo Gurgel pôs em seu blog:
"Seu desaparecimento prematuro, no auge de sua capacidade intelectual, deixa uma lacuna de difícil reposição, para a comunidade científica e médica, e uma imensa dor, de natureza intangível, para aqueles que tanto o amavam
Descansa em paz, pequeno gigante."
Publicado também em Coisas Nossas

Post scriptum
A família de Carlos Maurício de Castro Costa convida parentes e amigos para a Missa de 7º Dia, a ser celebrada às 19 horas, desta 3ª-feira, dia 23, na Igreja Cristo Rei, localizada à Rua Nogueira Acioli, 805, em Fortaleza.

Passam as horas


É incrível como a imaginação humana pode criar, a partir de algo tão corriqueiro como um relógio, um objeto bem diferente e ainda assim capaz de funcionar.
Este relógio (da imagem ao lado) funciona à base de um pequeno motor que faz mover uma correia (semelhante à de uma bicicleta), a qual transporta os números das horas. Ao girar, ele mostra como as horas se aproximam e se distanciam de sua parte superior.
E assim a gente vê nele as horas passarem. Literalmente.

15 março, 2010

As virgens vestais

Eram as mulheres que se dedicavam ao serviço de Vesta, a deusa da família, na Roma antiga. Tinham a obrigação de manter sempre aceso o fogo sagrado que, para os romanos, representava a origem da vida. Sofriam punições mortais se deixassem o fogo extinguir-se no altar da deusa ou se perdessem a virgindade.
Não obstante as regras impostas pelo sacerdócio, essas mulheres desfrutavam de grande prestígio na sociedade romana. Após trinta anos de serviço a Vesta, podiam escolher entre continuar como virgem vestal ou libertar-se de suas obrigações.

Reprodução de uma tela de Jean Raoux, 1727

14 março, 2010

Adeus, mundo cruel

Últimos instantes na vida de um rato do campo?


O valor do pi

O pi, que resulta da relação do perímetro de uma circunferência por seu diâmetro, pertence à categoria dos números irracionais. Na maioria dos cálculos simples, pode ser utilizado com o valor aproximado de 3,1416 e, numa boa parte das calculadoras científicas, o seu valor é aproximado para um número de oito dígitos, o 3,1415927. E, para os cálculos de alta precisão, o pi pode ser ainda um número com até 31 casas decimais.
De Arquimedes (250 a.C.), que utilizava o pi com apenas três casas decimais, a 2010 essa constante tem crescido constantemente. Assim é que já dispomos de um pi com 2.699.999.990.000 casas decimais, obtido por Fabrice Bellard. Ler aqui o documento em que esse autor anuncia o seu recorde para o mundo.
Mas... precisaremos desse exatidão toda?
Leio no Microsiervos que com um pi de cinquenta decimais poderíamos calcular o perímetro do Universo - com uma precisão do tamanho de uma partícula subatômica!
Então, falta só quem dê a martelada que dobre finalmente a ponta desse pi.

O Dia do Pi (Pi Day)
É comemorado hoje, 14 de março (3/14 na notação norte-americana), por ser 3,14 a aproximação mais conhecida do pi. E sendo também o dia de nascimento de Albert Einstein, esta coincidência atrai os fãs das ciências exatas às comemorações. Há uma tradição de comer tortas nessa data. Talvez porque, em inglês, o nome da constante (pi) e a palavra torta (pie) apresentem pronúncia idêntica. Mas, como a constante tem íntima relação com as medidas do círculo, são aceitos quaisquer pratos preparados em forma redonda.

3.14 = PIE

Fonte: Wikipédia

13 março, 2010

Fototrova # 8

Ofício que causa asco
Com fama de degradante
Por isso, tenta o carrasco
Torná-lo... interessante!

Um gato meditando


(...)
"When you notice a cat in profound meditation,
The reason, I tell you, is always the same:
His mind is engaged in a rapt contemplation
Of the thought, of the thought, of the thought of his name:

His ineffable effable
Effanineffable
Deep and inscrutable singular Name."


Últimos versos do poema The Naming of Cats, de T. S. Eliot
Em tradução livre:
Quando vocês perceberem um gato em profunda meditação, o motivo, asseguro eu, é sempre o mesmo; sua mente está absorta num só pensamento: em qual é o seu nome; ele pensa, pensa e pensa em qual é o seu expressável e (ao mesmo tempo) inexpressável, profundo e inescrutável nome, e que é só dele.

12 março, 2010

Dr. Carta Pácio e suas meias palavras

No tempo das diligências máquinas de escrever, eu recebia muitas correspondências do Dr. Carta Pácio. Em geral, eram cartas bastante longas e minuciosas. Nesta, porém, Dr. Carta Pácio abandonou o habitual estilo gongórico e foi direto ao cerne de uma questão.

"Prezado senhor:

O que vou lhe comunicar é baseado em pesquisas que tenho feito sobre a vida e a obra de um notário chamado Leclair. Foi ele que, no ano de 1843, descobriu que, se as palavras fossem cortadas ao meio, horizontalmente, e deixadas apenas com a metade superior, essas palavras seriam lidas e reconhecidas.
Com os pontos, as vírgulas e as reticências sendo sacrificados, dificuldades surgiriam para se pausar os textos. Entretanto, as aspas, os apóstrofos e os acentos seriam preservados. Meno male!
Pense o senhor na economia que o mundo faria em tintas de impressão. Atrevo-me a profetizar que, no futuro, os cartuchos de tinta estarão entre as coisas mais caras e inacessíveis. Poderá inclusive a humanidade sucumbir numa guerra dos pigmentos.
Avalie também como ficaria melhor a vida das pessoas que leem nas entrelinhas, já que elas (as entrelinhas) ficariam mais generosas. E os analfabetos, como num passe de mágica, seriam transformados em cidadãos meio-analfabetos, o que reduziria à metade essa chaga nacional.
Siga os ensinamentos de Leclair, meu senhor, e não tema que os outros o chamem de um homem de meias palavras.

Cordialmente seu,
Dr. Carta Pácio"

Não é que o Dr. tem razão! Assim é que, o mais cedo possível, levarei minha máquina de escrever a um técnico a fim de que ele suprima a metade inferior das letras. Enquanto isso, eu não vou sublinhar mais nada.


11 março, 2010

Chuck Norris, 70

No dia 10 (ontem), Chuck Norris fez 70 anos. Mais do que um ator do cinema, onde representou sempre papéis de personagens durões, Chuck Norris se consagrou como um mito pop. Ganhando notoriedade na internet por façanhas fictícias e absurdas que internautas do mundo inteiro fabulam e creditam a ele. Como estas aqui:
"Chuck Norris dorme com um travesseiro embaixo de sua arma."
"Chuck Norris destruiu a Tabela periódica por só reconhecer o elemento surpresa."
"Chuck Norris pediu um Big Mac no Burguer King e foi atendido."
O mito já processou a editora Penguin Books por ter publicado uma compilação de seus "feitos" sob o título de "The Truth About Chuck Norris: 400 facts about the World's Greatest Human". Mas, para deleite dos fãs, Chuck Norris não costuma ficar ofendido com essas frases engraçadas. Inclusive tira proveito delas, gravando-as em camisas que comercializa através do website Chuck Norris Facts.


O blog EntreMentes, que já criou algumas frases (abaixo) sobre ele, espera participar de seus lucros.
Chuck Norris quando perde força vira tempestade tropical.
Chuck Norris não come mel, mastiga abelhas.
Chuck Norris não fica sem palitos para dentes. Põe abaixo um pé de eucalipto e se palita.

10 março, 2010

Cidades que mudam de lugares

Uma das consequências de um terremoto pode ser o deslocamento de cidades. Este último terremoto acontecido no Chile, por exemplo, fez com que Concepción (a cidade mais afetada pela catástrofe) se deslocasse 3 metros no sentido do Oceano Pacífico. A capital do país, Santiago, se moveu uns 28 centímetros para o oeste e, Buenos Aires, na vizinha Argentina e que fica a 1.290 quilômetros do epicentro do terremoto, se moveu 2,5 centímetros.
A energia liberada pelo sismo (que alcançou a magnitude 8,8) também deslocou, segundo a Nasa, em cerca de 8 centímetros o eixo de rotação da Terra.
Essas informações resultaram de medidas realizadas, antes e depois do terremoto, através de satélites.

Photobombers - a versão animal

Não apenas os seres humanos podem ser photobombers. Os animais também, daí este slideshow com eles.

09 março, 2010

É canja de galinha

Os norte-americanos costumam dizer:
There is no I in TEAM.

Se é esse o problema, escrevam:
TEIAM.

Ou, então, arranjem outro...
TIME
pra jogar com a nossa linha.

(da EUQUIPE do blog EntreMentes)

Comparando...

1 - LEVANDO O CÃO A PASSEAR


2 - LEVANDO O DONO A PASSEAR

Itapiúna - CE

08 março, 2010

Influenza pandêmica

Estratégia de vacinação
Inicia-se hoje (dia 8), nas unidades de saúde de todo o território nacional, a vacinação de grande parte da população brasileira contra o vírus da influenza pandêmica.
Para imunizar as pessoas contra essa doença, inicialmente chamada de gripe suína, e que é causada pelo vírus A(H1N1), o Ministério da Saúde está adotando a seguinte estratégia:
1ª etapa (08/03 a 19/03)
Trabalhadores de serviços de saúde envolvidos na resposta à pandemia
População indígena
2ª etapa (22/03 a 02/04)
Gestantes
Pacientes com morbidades crônicas (em especial: diabetes, doenças cardíacas, respiratórias, hepáticas, renais, hematológicas, imunodepressão e obesidade grau III)
Crianças saudáveis de 6 meses a 2 anos de idade
3ª etapa (05/04 a 23/04)
Gestantes (ainda não vacinadas)
Adultos saudáveis de 20 a 29 anos de idade
4ª etapa (24/04 a 07/05)
Gestantes (ainda não vacinadas)
Adultos a partir de 60 anos de idade (que, na mesma ocasião, devem também ser vacinados contra a influenza sazonal)
5ª etapa (10/05 a 21/05)
Adultos saudáveis de 30 a 39 anos de idade
Para se informar mais, recomenda-se ao leitor acessar a NOTA TÉCNICA Nº 05/2010 DEVEP/SVS/MS.

O cúmulo do azar

Para a imaginação popular é... cair de costas e quebrar o nariz. Mas será que essa absurda conjugação de fatos pode realmente acontecer a alguém?
Bem, leia o relato a seguir e tire suas conclusões.

"Há uma locução proverbial, que eu literalmente realizei. Era em Corumbá: tinha sete para oito anos, embalava-me na rede, à hora da sesta, em um quartinho de telha-vã; a rede, ou por estar frouxa a argola, ou por um impulso demasiado violento da minha parte, desprendeu-se de uma das paredes e deu comigo no chão. Caí de costas; mas assim mesmo de costas quebrei o nariz, porque um pedaço de telha, mal seguro, que só esperava ocasião de vir abaixo, aproveitou a comoção e caiu também."

Saiba porém que essa história não foi contada por alguém de carne e osso. Relatou-a o autodeclarado "mais caipora de todos os homens", o desafortunado Sr. Matias Deodato de Castro e Melo, personagem suicida do conto Último Capítulo, de Machado de Assis.

07 março, 2010

Haiti, Taiti, Papiti...

Um hilariante incidente ocorreu no Taiti, com a chegada de um batalhão de infantaria da Romênia a essa paradisíaca ilha na Polinésia Francesa. Devido a um engano do Ministério da Defesa, o batalhão que deveria ter sido enviado ao Haiti, com 2.000 toneladas de alimentos, água, cobertores e remédios, para prestar ajuda às vítimas do grande terremoto, acabou mesmo chegando ao Taiti.
"Eu digo que não se deve fazer um espetáculo com isso. Quero dizer, o nome parece muito, muito. Haiti, Taiti, Papiti...", declarou a Ministra da Defesa da Romênia.


Após assistir esse vídeo, que foi recomendado pelo colega Nelson Cunha, julguei se tratar de alguma broma da internet. Nelson, porém, me enviou a seguir o enlace para o TIMES.RO onde o incidente também foi divulgado.
É, parece ter sido real embora eu continue com uma pulga atrás da orelha, na sobrancelha, sei lá, é tudo muito, muito parecido. PGCS

06 março, 2010

Uma mão lava a outra

Ambas preferem estes sabonetes.

Creative Soap Designs, CrookedBrains

Copo, tampa e lacre

Por que, para abrirmos algumas embalagens como copo de requeijão, devemos primeiramente retirar o lacre plástico que fica na tampa?


Resposta
Todos devem se lembrar da difícil tarefa que era abrir um pote de requeijão no passado. Tínhamos que usar uma faca e com ela ir perfurando a beirada da tampa. No entanto, hoje em dia, basta retirarmos um pequeno lacre de plástico e, pronto, toda a tampa se abre. Como a pressão atmosférica no exterior do pote é maior que no seu interior, a tampa fica bem presa e é por isso que, normalmente, há dificuldade em abri-la. Ao retirarmos o lacre de plástico, estamos permitindo que o ar externo entre no pote, através de um pequeno furo existente sob o lacre. Assim igualamos a pressão interna à externa e a tampa se abre facilmente, já que não é necessário fazer força para vencer a pressão externa.

Fonte
Regina Pinto de Carvalho [org.] – Física do Dia a Dia, Ed. Autêntica/Gutenberg, BeloHorizonte (2003), ISBN 85-89239-04-7

05 março, 2010

Rapaz de bem

Faleceu ontem(04/03/10), aos 80 anos, em Santo André- SP, o músico Alfredo José da Silva. Conhecido pelo nome artístico de Johnny Alf, deixou-nos um legado de inesquecíveis canções como "Céu e mar", "Rapaz de bem", "Ilusão à toa", "Seu Chopin, desculpe" e "Eu e a brisa", entre outras.
Iniciando sua carreira como pianista de música erudita, passou depois a se interessar pela música popular ao conhecer a fundo as obras de George Gershwin e Cole Porter, compositores norte-americanos. Em mais de meio século de vida artística, além de compor, fazer arranjos e cantar, Johnny Alf se apresentou, inúmeras vezes, ao lado dos mais importantes nomes da música popular brasileira.
Pela forma revolucionária de criar melodias e de harmonizá-las, ele é considerado um dos precursores da bossa nova. E a sua música "Rapaz de bem" (no vídeo), composta em 1953, é bem uma das provas disso.


Uma artimanha britânica

Vê-se, claramente, que a imagem superior corresponde a um selo com a efígie de Adolf Hitler. De fato, é a efígie do ditador nazista, a única que, durante a II Guerra Mundial, podia figurar nos selos que circulavam na Alemanha.
Então, por que aparece, na imagem inferior, a efígie de Himmler em um selo da mesma época?
Porque essa segunda imagem corresponde a um selo falso, produzido na Grã Bretanha.
Em 1943, os serviços de inteligência britânicos, dando conta de que o moral germânico começava a declinar, lhes ocorreu a ideia de criar e distribuir na Alemanha esses selos falsos de Himmler. Esperavam, com isso, semear entre os nazistas a suspeita de que Himmler vinha tramando contra Hitler.
Heinrich Himmler era o chefe da SS, uma enorme organização que era quase um Estado dentro do Estado alemão e que controlava, entre outras coisas, a Gestapo e os campos de extermínio dos judeus. Com tanto poder em suas mãos, seria fácil fazer crer aos alemães que Himmler estaria pensando em trair Hitler...
Se desconhece a eficácia dessa artimanha britânica, ainda que os tais selos made in Great Britain tenham chegado a circular na Alemanha.


5 de março - Dia do Filatelista Brasileiro

04 março, 2010

Vegetal, coisa e tal

Um bloco de papel - para anotar recados - que imita um bloco de madeira.

Serve também para lembrar que existe uma relação entre essas duas coisas.

A internação involuntária

É aquela realizada sem o consentimento expresso do paciente. Utiliza-se essa prática quando a capacidade psíquica do paciente encontra-se afetada, por exemplo, pelo abuso de substâncias psicoativas (drogas e álcool), a ponto de o mesmo não mais perceber os danos que está sofrendo ou causando à sua família. Ao ser aplicada, pressupõe-se que não surtem mais efeito no paciente as medidas de caráter ambulatorial.
A internação involuntária está prevista na Lei Federal nº 10.216, de 6 de abril de 2001, regulamentada pela Portaria nº 2.391/2002/GM.
Para esclarecer o assunto, o Grupo Viva preparou um roteiro sobre esse procedimento, a fim de que o paciente seja acolhido de uma forma segura e profissional.

P.S.>
A internação involuntária deve ser diferenciada da internação compulsória, que é uma medida de natureza judicial.

03 março, 2010

Não foi uma boa ideia - 2

A recente campanha publicitária promovida pela ONG francesa Droits de non-fumeurs (Direitos dos não-fumantes). Com o slogan Fumer c'est être l'esclave du tabac (Fumar é ser escravo do tabaco), cartazes de divulgação da campanha (imagem) insinuavam a prática de sexo oral por adolescentes em adultos. Criticada essa insinuação por diversas entidades e pela agência de autorregulamentação da publicidade na França, a ONG decidiu restringir a distribuição dos cartazes a pontos específicos como bares e discotecas.

Photobombers

Um photobomber é alguém que, intencionalmente ou não, rouba a cena de uma fotografia.
Vejam alguns exemplos neste slideshow.


02 março, 2010

Dane-se a etiqueta

Se a comida do meu companheiro...


é mais saborosa do que a minha.

Lições de voo

Minha ex-esposa começou a tomar lições de voo ao tempo de nosso divórcio e pouco tempo depois obteve a sua licença para pilotar.
Ontem à tarde, ela escapou por pouco de um grande acidente em sua aeronave. Ao se ver forçada, por causa do mau tempo, a fazer um pouso de emergência no sul do Alabama.
Graças a Deus, nossos filhos estavam comigo na casa de praia este fim de semana.
A ausência de um incêndio após a aterrissagem foi devido ao insuficiente combustível que tinha a bordo. E ninguém no chão ficou ferido.
A fotografia abaixo, tirada momentos após o acidente, mostra a extensão dos danos em sua aeronave.
===>
Pode-se dizer que ela teve muita sorte.
Traduzido de Bits & Pieces

01 março, 2010

O teclado e as senhas

O teclado que você está usando deve apresentar na linha superior das letras, considerada esta da esquerda para a direita, a seguinte sequência de caracteres: qwerty. É o resultado de uma disposição universal para o teclado que foi inventada por Christopher Sholes em 1874. Naquela época, as pessoas que datilografavam muito rápido queixavam-se de repetidos bloqueios em suas máquinas de escrever. Sholes então fez uma análise das frequências dos pares de letras que, quando digitados em sucessão rápida (como TH), tendiam a causar congestionamentos mecânicos. O passo seguinte foi projetar o layout de um teclado que conseguisse desacelerar os datilógrafos, o que Sholes também fez. Com a premissa de que, reduzindo os engarrafamentos, estaria a aumentar a velocidade de digitação. E isso de fato foi confirmado.


Sem querer, Sholes criou também uma das senhas mais óbvias: qwerty. Há outras do gênero: password, 123456, abc123...